Your SlideShare is downloading. ×
IBICT - Itamaraty - 18 nov
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

IBICT - Itamaraty - 18 nov

1,438
views

Published on

Published in: Education, Travel, Technology

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,438
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
41
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Painel 5: O CUSTO DO ACESSO À INTERNET NO BRASIL: CARO OU BARATO? 3º Seminário sobre Informação na Internet & III Conferência Internacional sobre Inclusão Digital e Social Local: Palácio do Itamaraty Brasília/DF 16 a 19 novembro de 2010 , 2010
  • 2. ALAVANCAR TIC: REQUER CONHECER 4 DESAFIOS (fonte: booz & Company – BRASSCOM)
  • 3. De acordo com o diretor-executivo de clientes residenciais da Telefônica, Segundo Bruggioni, a banda larga tem 33% de penetração nos domicílios brasileiros. Embora não considere o índice alto, acredita que é um avanço para um país de grande extensão, cuja entrada no mundo virtual é relativamente recente. Também presente à mesa de debates, o responsável pelo Plano de Banda Larga Americano da Federal Communications Commission (FCC), Carlos Kirjner, disse que 70% da população dos EUA tem o serviço, sendo que 95% dos americanos têm, pelo menos, um provedor de internet ao qual eles podem se conectar. Painel 5: O custo do acesso à Internet no Brasil: caro ou barato? Painel 5: O custo do acesso à Internet no DISPONIBILIDADE – ACESSO À INTERNET NO BRASIL
  • 4. DISPONIBILIDADE ATUAL DE TELECOMUNICAÇÕES NO BRASIL Os Serviços de Telecomunicações de Maior Penetração – Área Urbana A B C D E TOTAL Domicílios urbanos (K) 12,19% 21,09% 39,53% 17,29% 9,90% 48.282 5.886 10.184 19.084 8.348 4.778 Penetração dos serviços (%) 99,75 TelefoneTV Móvel PCs Internet 87,75 97,95 88,61 83,48 99,36 72,38 94,99 69,05 58,33 98,32 47,75 86,18 35,46 25,42 96,15 27,20 72,92 14,23 8,62 91,11 19,58 58,68 7,13 4,35 97,31 48,18 82,72 38,60 30,75 Classes Renda (S.M) A A ≥ 10 B 5 < B ≤ 10 C 2 < C ≤ 5 D 1 < D ≤ 2 E E ≤ 1 Fuente: IBGE – PNAD 2009
  • 5. O objetivo deste relatório é analisar os estudos feitos pelo IPEA, explicitando as questões nele apresentadas, revisitando as suas fontes e aprofundando o diagnóstico da situação brasileira e do benchmarking internacional, inclusive fundamentando cada uma das questões levantadas. Esses documentos do IPEA têm como foco a Banda Larga Fixa e não levam em consideração a banda larga móvel, apesar dela se constituir na principal concorrente da fixa. A banda larga móvel superou a Banda Larga Fixa em quantidade de acessos no mundo em 2008 e no Brasil em 2010. © 2010 Teleco e SindiTelebrasil. All rights reserved. Junho de 2010. A SITUAÇÃO DA BANDA LARGA NO BRASIL Avaliação do diagnóstico realizado pelo IPEA
  • 6. Os Serviços de Telecomunicações de Maior Penetração – Área Rural Fonte: IBGE – PNAD 2009 A B C D E TOTAL Domicílios Rurais (K) 27,22 32,28 32,52 6,20 1,79 8.601 2.340 2.776 2.796 533 153 Penetração dos serviços (%) 98,28 TelefoneTV Móvel PCs Internet 46,17 93,29 58,44 41,83 97,01 32,62 83,74 35,31 20,27 92,02 12,86 65,46 11,55 5,16 84,70 4,14 47,99 2,95 0,91 72,71 1,54 32,63 0,59 0 84,82 8,79 52,44 8,10 3,38 Classes Renda (S.M) A A ≥ 10 B 5 < B ≤ 10 C 2 < C ≤ 5 D 1 < D ≤ 2 E E ≤ 1 DISPONIBILIDADE ATUAL DE TELECOMUNICAÇÕES NO BRASIL Fuente: IBGE – PNAD 2009
  • 7. DEMANDAS PARA INCLUSÃO DIGITAL Telecentros 4.800 bibliotecas públicas (700 atendidas pelos contratos atuais) 4.000 telecentros BR (1.000 atendidos pelos contratos atuais) Escolas Rurais Existem cerca de 82.000 escolas rurais Cerca de 30.000 com laboratório escolar Maioria das escolas rurais tem menos de 40 alunos
  • 8. Escolas Rurais – distância ao centro da cidade •5.300 escolas estão a mais de 50 Km do centro •3.700 escolas a mais de 60 Km (1.200 a mais de 100 Km)
  • 9. DISPONIBILIDADE DE BANDA LARGA NO BRASIL 2009/2010 Fonte IDC
  • 10. CUSTO – UMA DAS BARREIAS PARA INCLUSÃO DIGITAL Custo da internet no País ainda é alto, dizem especialistas O custo da internet no Brasil, embora venha caindo, ainda é alto e representa o último entrave para a inclusão digital nas camadas mais baixas. A opinião é de especialistas dos setores de telefonia e banda larga que fizeram parte da mesa de debates na maior feira e congresso de TV por assinatura da América Latina, ABTA 2010, realizada em agosto de 2010. Bruggioni (Telefónica, 2010), ... o custo da internet no País vem caindo gradativamente. "Há alguns anos, 1 MB custava R$ 200, hoje, esse mesmo pacote custa R$ 50", afirmou. Segundo ele, nos últimos seis meses, 75% da banda larga no Brasil foi comprada pelas classes C e D. Ele considera como causas o aumento da cobertura, a capacidade das operadoras de conhecer o perfil dos compradores e atender suas necessidades específicas, os incentivos fiscais, as parcerias público privadas (PPPs) e, principalmente, à redução de preço.
  • 11. CUSTO DE BANDA LARGA NO BRASIL – 2009/2010
  • 12. CUSTO DO ACESSO À INTERNET (.gov) Internet no Brasil terá preço acessível Garantia foi dada em audiência pública sobre Plano Nacional de Banda Larga “Banda larga no Brasil é cara, concentrada e lenta e a presença da Telebrás no mercado fará o preço baixar”, destacou o presidente da Telebrás, Rogério Santanna, na audiência pública sobre “Os Desafios e as Oportunidades com o Plano Nacional de Banda Larga - PNBL”. 23/09/2010
  • 13. BANDA LARGA NO BRASIL Aceleradores Fonte: IDC Inibidores
  • 14. GOVERNO BRASILEIRO: IMPORTÂNCIA RECONHECIDA E AÇÕES (fonte: booz & Company – BRASSCOM)
  • 15. O QUE É O GESAC? •O maior programa de inclusão digital do governo brasileiro, voltado a promover inclusão digital e social em todo território nacional. •É a infra-estrutura para a cidadania e a inclusão digital. •Executado pelo Ministério das Comunicações, em parceria com outros Ministérios e entidades. •GESAC EM NÚMEROS 2008: 3.570 Pontos de Presença em 2.215 municípios Hoje: 11.500 Pontos de Presença em 4.900 municípios Pós aditivo: 13.379 Pontos de Presença em 5.564 municípios
  • 16. O QUE É O GESAC ? •Conexão à Internet •Ações de Inclusão Digital para as comunidades atendidas (agora em parceria com CNPq e rede de Institutos Federais) •Capacitações •Oficinas •Encontros •Telemedicina •Cesta de Serviços •Jornal “A Teia” •Hospedagem de páginas
  • 17. NOVA FASE DO GESAC – APÓS ADITIVO • Contratos para dois lotes: • Lote SA – Região Nordeste: 6.377 • Lote SB – Demais regiões: 7.002 • Expansão para cerca de 13.379 Pontos • 6.300 kit Telecentro (~2.000 pontos são escolas) • 4.800 escolas públicas • 1.000 Pontos Telecentros.BR • 1.279 PP diversos outros parceiros • Novas velocidades de transmissão de dados: • De 512 Kbps a 8 Mbps (730 Kbps em média) – limitado pela não disponibilidade de mais espaço no satélite utilizado. • Tecnologia predominante: satelital • Serviços adicionais: Multicast, VoIP, redes sem fio
  • 18. 11.380 pontos satélite Contratos Atuais 11.380 pontos satélite 241 MHz 375 Mbps de download – 4 x 36 MHz – satélite 32 Mbps de download – 638 pontos terrestres Após Aditivos 12.290 Pontos via satélite 290 MHz (limitado pela indisponibilidade de satélite) (*) 600 Mbps de download – 6 x 36 MHz – satélite 105 Mbps de download – 1.190 pontos terrestres * - O ideal seria aumentar a capacidade pelo menos de 3 a 4 vezes NOVA FASE DO GESAC – APÓS ADITIVO
  • 19. MC/STE/GESAC E O PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA • O GESAC se integra e complementa o Plano Nacional de Banda Larga. • O Programa Nacional de Banda Larga – Brasil Conectado http://www4.planalto.gov.br/brasilconectado • As comunicações via satélite poderão atender às localidades rurais não providas de infra-estrutura de comunicação, à medida que os pontos forem sendo atendidos pelo PNBL.
  • 20. PONTOS GESAC - CIDADES DIGITAIS CONEXÕES 8 escolas (100%)8 escolas (100%) 1 centro de saúde1 centro de saúde 1 telecentro1 telecentro 1 delegacia de polícia1 delegacia de polícia prefeituraprefeitura Residências e comércioResidências e comércio Turistas e visitantesTuristas e visitantes 5 de segurança5 de segurança 95 PC95 PC CONEXÕES 8 escolas (100%)8 escolas (100%) 1 centro de saúde1 centro de saúde 1 telecentro1 telecentro 1 delegacia de polícia1 delegacia de polícia prefeituraprefeitura Residências e comércioResidências e comércio Turistas e visitantesTuristas e visitantes 5 de segurança5 de segurança 95 PC95 PC
  • 21. PONTOS GESAC – CIDADES DIGITAIS Parintins Digital •Localizada no meio da Floresta Amazônica •Município de tamanho médio: + 100.000 habitantes •Dificuldade de transportes (barco e avião) •Dificuldade de acesso à internet em banda larga •Somente 1 escola com acesso em banda larga (GESAC - antena) •Acesso limitado a médicos especialistas •Cidade turística 2 escolas ( + 1.000 estudantes, ~ 1.000 famílias) 1 Centro de saúde ( ~ 5.000 famílias) – Telemedicina (UEA, UFAM, USP) 1 Centro comunitário (accessível a todos os cidadãos, treinamento profissional)
  • 22. Pontos GESAC - DF
  • 23. Pontos GESAC - GO
  • 24. Pontos GESAC - GO OSOS KALUNGAS!KALUNGAS! OSOS KALUNGAS!KALUNGAS!
  • 25. Pontos GESAC - CE
  • 26. Pontos GESAC - Índios •O GESAC vem atuando no Parque Indígena do Xingu (PIX) inicialmente em sua porção sul, na área cultural conhecida como Alto Xingu, integrada pelos povos Kamayurá, Kuikuro e Yawalapiti, entre outros •Foram realizadas oficinas de formação nessas comunidades •Mais 60 PP em aldeias e comunidades indígenas •Priorizados no novo Projeto de Formação do GESAC
  • 27. CASOS DE SUCESSO •Município de Juarez Távora - PB: Associação dos Assentados Margarida Maria Alves (Comunidade do Projeto Algodão, Tecnologia e Cidadania). •Acesso a previsão do tempo, cotação de preços, época de plantio, conversa com demais agricultores e com técnicos da EMBRAPA local.
  • 28. CASOS DE SUCESSO •Ananindeua - PA: Associação de Socorristas Ambientais - Ecológicos da Amazônia. • Atende uma média de 20 pessoas por dia. Já alfabetizou digitalmente mais de 500 pessoas; • Mobilização da comunidade pela preservação da natureza e da vida na região.
  • 29. CASOS DE SUCESSO •Mucajaí - RR: Escola Estadual Antônio Nascimento Filho •Curso de Linux para a comunidade local e professores •Serviços de online para a população local •Desfile de 7 de setembro
  • 30. OS CUSTOS DE ACESSO À INTERNET DE PONTO GESAC Lote Tipo de acesso Velocidade (kbps download) Mensalidade (R$) S-A T1 256 136,08 T2 512 238,14 T3 1024 374,23 T4 2048 639,58 T5 4096 1.167,58 T6 8192 2.224,94 S-B T1 256 160,60 T2 512 281,06 T3 1024 441,66 T4 2048 722,72 T5 4096 1.300,90 T6 8192 2.376,95
  • 31. CONSCIENTIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO
  • 32. PROJETO FORMAÇÃO GESAC • Visa, essencialmente, a formação de monitores e multiplicadores das comunidades com conteúdos de inclusão digital; • Busca implementar metodologia de pesquisa para avaliação do programa e do próprio projeto;  Tem como público-alvo os monitores dos Pontos GESAC e multiplicadores representantes de instituições organizadas da sociedade civil local (sindicatos, associações, paróquias e outras); • Serão priorizados 739 pontos GESAC sem provimento de formação pela respectiva Instituição Responsável (IR) – Fase Piloto; • Pesquisadores que atuam diretamente na formação: 12 Professores Orientadores, 75 Alunos Tutores e 30 Promotores de Inclusão Digital;
  • 33. PONTOS GESAC – Projeto Formação
  • 34. PROJETO FORMAÇÃO GESAC • 50% dos 30 promotores de inclusão digital são implementadores sociais do antigo contrato GESAC • Inclui implementadores quilombolas e indígenas • Prioriza Telecentros em cuja instituição responsável não tem um projeto de capacitação estruturado, com destaque para aldeias indígenas, comunidades quilombolas, ribeirinhas e reservas extrativistas; • Principais conteúdos que serão abordados nas capacitações:  Noções do funcionamento de redes de conexão à internet, hardware, software, estrutura da redes lógica e física;  Navegação na Rede Mundial de Computadores, utilização de e-mail, apresentação de serviços e-gov;  Publicação Web e produção de conteúdo: postagem em blogs, construção de páginas HTML;  Criação de redes sociais promotoras de inclusão social e cidadania.
  • 35. PONTOS GESAC – REDE MOCAMBOS/Projeto Formação Atendimento a comunidades quilombolas Rede Mocambos •É uma rede de parceiros colaborativos que integram diferentes programas, projetos e ações voltados para o desenvolvimento humano, social, econômico, cultural, ambiental, bem como para preservação do patrimônio histórico cultural - memória. •33 Pontos de Presença conectados em 12 estados (cinco regiões) •Priorizados pelo Projeto de formação do GESAC •Contemplados pelo Telecentros.BR •Expansão para mais de 120 PP •conectados em 18 estados
  • 36. GESAC e a TELEMEDICINA • Capacitação a distância e assistência especializada • Projeto Piloto no Estado do Amazonas, diversos Pontos de Presença: Centro de Estudos Superiores da UEA em Itacoatiara; Núcleo de Estudos Superiores da UEA em São Gabriel da Cachoeira; Unidade Acadêmica Permanente de Benjamin Constant; Unidade Acadêmica Permanente de Humaitá; 3 Navios de Assistência Hospitalar no AM (populações ribeirinhas); Pontos de Presença em Nhumundá e Maués; Pontos de Presença em Pilotões Especiais de Fronteira (PEF); Navio Potengi – Ladário(MS) – “Expedição da Cidadania - AJUFE”
  • 37. TELEMEDICINA - exemplos Teledermatologia – Yauarete: Teleortopedia – São Gabriel da Cachoeira:
  • 38. POLO de TELEMEDICINA NA AMAZÔNIA
  • 39. REFERÊNCIAS [1] Barômetro Cisco de Banda Larga Brasil 2005-2010. Resultados de junho de 2010. Preparado por IDC. [2] A Situação da Banda Larga no Brasil - Avaliação do diagnóstico realizado pelo IPEA. Junho 2010. © 2010 Teleco e SindiTelebrasil. All rights reserved. [3] Análise e recomendações para as políticas públicas de massificação de acesso à internet em banda larga. 26 de abril de 2010. N° 46. IPEA. [4] BRASIL Digital – Alavancando TIC para Estímulo Econômico. booz&co. Brasscom. São Paulo. Junho 2010. [5] Desafios e Oportunidades para o Setor de Telecomunicações no Brasil. 27 de maio de 2010. N° 57. IPEA. [6] Estudo das condições de oferta do serviço em banda larga. CPqD. Relatório Técnico/Consultoria. Campinas. [[7] Uso do Satélite no PNBL. Como viabilizar. MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES. Secretaria de Telecomunicações .Heliomar Medeiros de Lima. Congresso Latino Americano Satélites 2010. Rio de Janeiro. [8] O Desempenho do Setor de Telecomunicações no Brasil Séries Temporais – 2T10. Telebrasil e TELECO. São Paulo. Agosto de 2010
  • 40. PROGRAMA GESAC •Para maiores informações, acesse: www.gesac.gov.br www.idbrasil.org.br • Ou mande um e-mail para gesac@df.idbrasil.org.br => Benedito Medeiros Neto benedito.medeiros@mc.gov.br Obrigado!!

×