Relatóro pilp 2011

389 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
389
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Relatóro pilp 2011

  1. 1. PILP PLANO INTERACTIVO DE LÍNGUA PORTUGUESA http://lerescrevernet.blogspot.com Anos letivos 2009-2010 / 2010-2011 (…) A diferenciação pedagógica, o interesse e a motivação, os métodos activos ou os modelos de aprendizagem centrados no aluno foram inventados para educar melhor as crianças, todas as crianças, e não para servir de pretexto (e de desculpa) à nossa incapacidade para as instruirmos. António Nóvoa, Evidentemente, Porto, ASA, 2005, p. 15 A principal meta da educação é criar homens que sejam capazes de fazer coisas novas, não simplesmente repetir o que outras gerações já fizeram. Jean Piaget GÉNESE E DINÂMICA Plataforma de aprendizagem interativa com origem na ação de formação “Ler e Escrever na Era 2.0: Contributos das Ferramentas Digitais” realizada na Casa do Professor/Braga, no ano lectivo 2009/2010. Aqui surgem as “coordenadas” para o projecto/recurso estratégico - PILP - Plano Interactivo de Língua Portuguesa -, com o objetivo de auxiliar na superação de dificuldades dos alunos, no desenvolvimento e alcance de qualidade na aquisição de competências e na maximização quer das condições e das oportunidades de sucesso escolar, quer dos recursos que a escola disponibiliza. Meio interativo onde aprender a fazer está ao serviço do saber pensar. Desta forma, incide-se no desenvolvimento de competências essenciais de Língua Portuguesa - de acordo com a planificação anual e o Programa de Português para Ensino Básico (PPEB) de Dezembro 2008 -, a par das competências multidisciplinares, digitais, transversais e sociais (de acordo com os Projetos Curriculares de Turma e o Plano Anual de Atividades). Também se evidenciam certas metas referidas no Projeto Educativo da Escola - “Melhorar os níveis de competências básicas dos jovens”, “Melhorar ou manter os resultados efectivos dos alunos” e “Diversificar estratégias/metodologias que visem a descoberta de interesses e motivações por parte dos alunos”. Divulgação e arquivo de atividades, criadas pela docente (2009-2011), projetos, trabalhos escolares interdisciplinares e participações em concursos, no âmbito de dinâmicas próprias de Língua Portuguesa e de Estudo Acompanhado. Também se distingue na promoção de um modus operandi das Atividades de Compensação 7º e 8º anos, como medida excepcional para "Melhorar os níveis de Competências Básicas dos Alunos". Realça-se o contributo de ferramentas/instrumentos digitais da Era 2.0 (Mosaico de aplicações da 2ª geração Web: YouTube; Tikatok, Slidehare, Bubblesnaps, Bubll.us, Calameo, VoiceThread).
  2. 2.  Instrumento tecnológico e pedagógico ao serviço de um paradigma da educação pessoal em que o papel da professora é decisivo ao conduzir à valorização da educação que transforma a informação em conhecimento. Assim, apela à interatividade, à partilha/cooperação, à autoria e à implicação não só da professora autora e alguns professores seguidores (implementam dinâmicas nas suas escolas), mas essencialmente dos alunos com blogue hiperligado e os que a eles se associam. Todos são aliados e atores neste processo, onde esta ferramenta web 2.0 é testemunho de produção e registo/organização de informação, de intervenções orais e escritas nas aulas e fora delas e de maneiras de pensar e fazer cientificamente conduzidas. Assim, propiciam-se dinâmicas personalizadas, concretas, localizadas e participadas e de adaptação a contextos educativos específicos e desafiadores (plano de estudos individual e plano de tutoria do aluno Ruben Rodrigues). Permite a sensibilização e o acompanhamento por parte dos encarregados de educação perante as aprendizagens dos seus educandos. Guião/blogue projetado pelo quadro interativo em certas aulas, onde a ação empenhada e entusiasmada de preparação prévia e semanal de percursos pedagógicos mostra competências, metodologias de aula, objetivos, estratégias para aquisição de competências, para memorização, para gestão do tempo, de associação e articulação de conhecimentos interdisciplinares e instrumentos de avaliação, obedecendo ao princípio da progressão e consolidação das aprendizagens. Considera-se um Portefólio digital de textos de oficinas de escrita individual e, essencialmente, colaborativa, (planificação; textualização; revisão/aperfeiçoamento; edição; divulgação). A avaliação serve para identificar deficiências e reorientar o esforço de aprendizagem para as superar (criação de grelhas de auto e heteroavaliação). Além disso, apontam-se, na sua estrutura organizativa, sugestões de leitura on-line ou na Biblioteca da escola, bem como sítios e blogues na web onde as fontes de pesquisa contam com idoneidade científica. Reconhecimento do valor desta ferramenta numa boa prática pedagógico-didática e no intento de auxiliar nas aprendizagens, comprovado pelos comentários de alunos, professores, formador da ação e de encarregados de educação. Este recurso prova o poder de sonhar e realizar e demarca que é pela educação que se chega à tecnologia. Junho de 2011 A Professora, Maria José Morais Silva

×