Esquema a independência das 13 colônias

29,835 views
29,364 views

Published on

1 Comment
5 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
29,835
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
340
Comments
1
Likes
5
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Esquema a independência das 13 colônias

  1. 1. A Independência das 13 colônias• O século XVIII foi um período de grandes transformações econômicas, políticas e sociais na Europa.• Influência das idéias iluministas  essa corrente inspirou ao final do século XVIII, a revolução pela liberdade e igualdade• A região das 13 colônias ficou dividida em colônias do norte, centro e sul: • Colônias do norte se organizaram em torno do extrativismo, mão de obra assalariada, minifúndio, policultura; • Colônias do sul se organizaram em torno do sistema de plantation: mão de obra escrava, monocultura e latifúndio.Não esquecer: Toda colônia é de exploração. A forma de organização da região aconteceu deformas diferentes. O norte se organizou de forma mais autônoma que o sul.• O desenvolvimento econômico inglês, conseqüência da Revolução Industrial, fez com que a Inglaterra entrasse em choque com vários países europeus de territórios e monopólios comerciais. Um desses conflitos ocorreu com a França: • Guerra dos Sete Anos (1756-1763)Local: América do NorteDisputa: Colonos franceses x colonos inglesesContexto: Um milhão de colonos ingleses e 70 mil franceses na região do Canadá.A Guerra: Os dois grupos de colonos viviam em constante disputa, pois ambos desejavam odomínio do comércio de peles e da pesca, e os ingleses queriam atravessar os Montes Apalachese o rio Mississipi, avançando sobre terras ocupadas pelos franceses (início do conflito). AInglaterra, com ajuda de parte da população das Treze Colônias, derrotou em 1763 a França, quecedeu o atual Canadá aos ingleses.Resultado: Apesar de vitorioso, o Império Britânico saiu da guerra muito endividado; Os francesesvencidos e humilhados aproximaram-se dos colonos americanos e passaram a auxiliá-los nosconflitos com a Inglaterra.IMPORTANTE: A Guerra dos Sete Anos beneficiou as treze colônias. Com o conflito, os colonosamericanos livraram-se das ameaças da França e ainda adquiriram armas, munições e fartaexperiência bélica.• A cobrança de mais impostos:
  2. 2. • A estabilidade política e econômica inglesa era fruto da Revolução Industrial e das Revoluções Inglesas. A burguesia no poder passou a cobiçar o domínio político econômico também das colônias. • Em 1733, o governo estipulou pesados impostos para a entrada do melaço das Antilhas não britânicas. A idéia era fazer todos os colonos comprarem das colônias inglesas produtoras de melaço. • Em 1750, os colonos de Nova York e da Pensilvânia foram proibidos de trabalhar com o ferro. • Sob a justificativa de evitar prejuízos para a indústria britânica, novas leis foram impostas. • Os colonos reagem: após a Guerra dos Sete Anos, o governo inglês decidiu dividir com as colônias as despesas decorrentes da guerra. Para tanto impôs novos impostos aos colonos  provocou forte oposição por parte da população das colônias inglesas do centro-oeste, as mais atingidas pelas medidas.AS LEIS • Lei do Açúcar (1764): reduziu pela metade o imposto sobre o melaço estrangeiro, mas estabeleceu impostos adicionais sobre o açúcar, artigos de luxo, café, roupas brancas e vinho. O que irritava os colonos não era tanto a lei, mas a disposição da Inglaterra em fazê-la cumprir. A Corte na Escócia com jurisdição em todas as colônias da América para punir os que não cumprissem essa e outras leis. • Lei do Selo (1765): estabeleceu que todos os documentos oficiais em circulação na América Inglesa, além dos jornais e livros, eram obrigados a portar selos comprados da metrópole. Forte reação colonial a esta lei. Em 1766, a lei foi abolida. Isso não significou o fim das tensões. • Os colonos exigiam que as propostas de novas leis e impostos fossem levados à aprovação do parlamento colonial, como era costume nas colônias inglesas; • O parlamento inglês, por seu lado, ignorou a reivindicação, considerando que era de seu direito legislar sobre todos os assuntos das colônias, incluindo as taxações.• A Festa do chá em Boston (1773) • O governo inglês, para favorecer a decadente Cia das Índias Orientais, que estava a beira da falência, concedeu-lhe o monopólio da venda do chá para as colônias americanas. • Essa medida prejudicou diretamente os comerciantes locais de chá, que, em protesto, jogaram ao mar um grande carregamento da mercadoria trazido pela Companhia. O governo inglês endureceu ainda mais. • Em 1774, a coroa determinou um conjunto de medidas para punir a rebeldia dos colonos. Essas ficaram conhecidas como Leis Intoleráveis. Foram elas:
  3. 3.  Ocupação militar do porto de Boston (via de acesso ao oceano importante) até que fosse pago todo o prejuízo à Cia.  Suspendeu o direito a reuniões nas colônias.  A colônia de Massachusetts foi transformada em colônia real, o que emprestava grandes poderes a seu governador;  O conjunto de punições foi intitulado pelos colonos de leis Intoleráveis.• Rumo a Independência /REVOLUÇÃO AMERICANA • Em encontros e assembléias com representantes de várias colônias os norte-americanos se organizaram para discutir as repressões e as restrições:  Primeiro Congresso Continental da Filadélfia (1774): exigiram o fim das Leis Intoleráveis. Contudo, não reivindicavam separar-se do Império Britânico.  Diante da insatisfação da repressão e das novas proibições, os colonos promoveram o Segundo Congresso Continental de Filadélfia (1776), sob liderança de Thomas Jefferson, foi redigida e aprovada a Declaração de Independência dos Estados Unidos da América baseado nas idéias iluministas.• A independência e a Constituição • George Washington- comandante das tropas de Independência. • Os americanos obtiveram diversas vitórias sobre as forças inglesas e atraíram o apoio da França e da Espanha, que pretendiam com isso prejudicar a Inglaterra. • Em 1783, em Londres, pelo Tratado de Versalhes, a Inglaterra reconheceu a Independência dos Estados Unidos. • O FEDERALISMO (autonomia para cada estado) é um conceito que atravessa toda a constituição. A constituição criou uma república federalista presidencial. O governo de cada colônia (agora estado) procura se equilibrar com o governo federal. Além disso, os poderes estão dentro da tradição ensinada pelo filósofo Montesquieu, divididos em Executivo, Legislativo e Judiciário
  4. 4. • A eleição de Washington como o primeiro presidente era um fato mais ou menos óbvio. Era o único a contar com o apoio em quase todos os estados. • A maioria da população norte-americana estava excluída do processo político. (manutenção da escravidão e dizimação dos índios). • Foram os comerciantes, latifundiários e a elite urbana, líderes do processo de independência, que se tornaram os dirigentes da nova nação.• Sentimento nacional ou antibritânico? • No século XVIII não havia um sentimento nacional que unisse as Treze Colônias, mas um sentimento antibritânico. O interesse ou o desinteresse pela independência estavam relacionados ao tipo de atividade econômica realizada em cada região. • Inicialmente, para os latifundiários e comerciantes das colônias do Sul, não era interessante separar-se da Inglaterra, pois os comerciantes ingleses compravam toda a sua produção agrícola. Assim, houve forte resistência à independência, e a elite agrária sulista somente apoiou o movimento quando percebeu que a nova política inglesa poderia de fato prejudicar seus interesses econômicos. • Os colonos do Norte foram os primeiros a propor a ruptura com a metrópole, formando então sociedades secretas, estabelecendo uma grande e eficiente rede de comunicação, responsável pela divulgação dos ideais de liberdade.BRAICK. Patrícia. História das Cavernas ao Terceiro Milênio. (8º). São Paulo: Editora Moderna, 2006. pp.69.BRAICK. Patrícia. Das origens do homem à era digital. 1ª edição. 8º ano. São Paulo: Moderna. 2011.

×