Correção das atividades da apostila 8º ano 4ª etapa

  • 1,789 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
1,789
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2

Actions

Shares
Downloads
2
Comments
0
Likes
1

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. plebiscito só para brancos, 1992, no qual 69% dos eleitores (brancos) votaram pelo fim do apartheid.CORREÇÃO DAS ATIVIDADES DA APOSTILA – 8º Klerk e Mandela ganharam o Prêmio Nobel da Paz em 1993. EmANO – GEOGRAFIA – 4ª ETAPA abril de 1994, Nelson Mandela foi eleito presidente da África do Sul nas primeiras eleições multirraciais do país.01) a 02) b 03) c 04) b 05) 01, 08 06) c O Parlamento aprovou a Lei de Direitos Sobre a Terra,07) d 08) d 09) b 10) b 11) c 12) d 13) e restituindo propriedades às famílias negras atingidas pela lei de 1913, que destinou 87% do território à minoria branca.14) F V F 15) b 16) c 17) a 18) a 19) d 20) b As eleições parlamentares de 1999 foram vencidas pelo21) Ver pág. 197 do livro candidato indicado por Nelson Mandela, Thabo Mbeki,22) ver pág. 197 do livro descartando qualquer tentativa de retorno a uma política segregacionista no país.23) ver pág. 201 do livro 30) Egito e Rio Nilo24) a) Rota comercial entre Europa, Oriente Médio e África O rio Nilo era a fonte de vida do povo egípcio, que viviab) Comércio, trocas, navegação, transporte basicamente da agricultura.25) Minoria branca no poder No período das cheias, as fortes chuvas sazonais (junho a setembro), faziam o Rio Nilo transbordar, encobrindo grandesFalta de organização da maioria negra no país extensões de terras que o margeavam, mas também, este fenômeno fertilizava o solo ao depositar matéria orgânica26) Construída durante o período da colonização, servia para (fertilizante de primeira qualidade) neste.levar os produtos minerais e das plantations para os portos nolitoral do território. Além de fertilização do solo, o rio trazia grande quantidade de peixes e dava chances a milhares de barcos que navegavam27) Péssima divisão territorial, brigas entre etnias diversas, sobre as águas fluviais.plantations, rede ferroviária, ditadura, autocracia. Para o povo egípcio era uma verdadeira bênção dos deuses.28) 1 – países de orientação religiosa islâmica 2 – Egito Aliás, o próprio rio era tido como sagrado. O historiador antigo Herótodo fez conhecida a frase "o Egito é uma dádiva do Nilo" -29) A política de segregação racial foi oficializada em 1948, com a idéia essa que causa a ilusão de que a prosperidade alcançadachegada do Novo Partido Nacional (NNP) ao poder. O apartheid por esse povo se devia unicamente às condições naturais. Masnão permitia o acesso dos negros às urnas, além de não poderem para o Egito, o Nilo não era apenas um presente da natureza.adquirir terras na maior parte do país, obrigando os negros a Havia necessidade da inteligência, do trabalho, da aplicação e daviverem em zonas residenciais segregadas, uma espécie de organização dos homens. Após as cheias, as margens do rioconfinamento geográfico. Casamentos e relações sexuais entre ficavam cobertar por húmus - adubo natural, que dava ao solo apessoas de diferentes etnias também eram proibidos. fertilidade necessária para o plantio. No tempo da estiagem,A oposição ao apartheid teve início de forma mais intensa na num trabalho de união de forças e de conjunto, os egípciosdécada de 1950, quando o Congresso Nacional Africano (CNA), aproveitaram as águas do rio para levar a irrigação até terrasorganização negra criada em 1912, lançou uma desobediência mais distantes ou construir diques para controlar as cheias,civil. Em 1960, a polícia matou 67 negros que participavam de protegendo o vale contra essas catástrofes terríveis. No períodouma manifestação. O Massacre de Sharpeville, como ficou das cheias, os camponeses eram encaminhadas para as cidades,conhecido, provocou protestos em diversas partes do mundo. onde realizavam outros trabalhos que não a agricultura.Como consequência, a CNA foi declarada ilegal, seu líder, Nelson Com as cheias, desapareciam as divisas das propriedadesMandela, foi preso em 1962 e condenado à prisão perpétua. agrícolas. Assim, todos os anos era necessário o trabalho doCom o fim do império português na África (1975) e a queda do homem para medir, calcular, e isso ocasionou ogoverno de minoria branca na Rodésia, atual Zimbábue (1980), o desenvolvimento da geometria e da matemática.domínio branco na África do Sul entrou em crise. Esses fatos 31) Se refere à maneira como foi dividido o território africanointensificaram as manifestações populares contra o apartheid. A entre as potências européias no século XIX, ignorando os povosOrganização das Nações Unidas (ONU) tentou dar fim à política que lá viviam. Assim se colocou tribos diferentes dividindo opraticada no país. O presidente Piter Botha promoveu reformas, mesmo país, grupos da mesma tribo em países diferentes emas manteve os principais aspectos do regime racista. assim por diante. Essa tem sido a causa da maioria das guerrasCom a posse de Frederick de Klerk na presidência, em 1989, daquele continente.ocorreram várias mudanças. Em 1990, Mandela foi libertado, e o 32) 0 a 30% e acima de 30% - quantidade de habitantes na linhaCNA recuperou a legalidade. Klerk revogou as leis raciais e da pobreza.iniciou o diálogo com o CNA. Sua política foi legitimada por um
  • 2. Diferenças ocorrem de acordo com o clima, a vegetação Zaire. Com a sua morte, em 1997, o novo governo voltou a( aspectos naturais) e também de acordo com o processo de nomear o país de República Democrática do Congo.colonização. A economia nacional sofre as consequências dos conflitos33) Colonização e descolonização, interesse dos políticos que armados no país: redução de investimentos estrangeiros,ocupam o poder. destruição de infraestrutura, inflação, entre outros aspectos. As principais riquezas nacionais são as reservas minerais –34) Mistura de etnias em territórios limitados. diamantes, ouro, ferro e urânio.35) A África subsaariana é considerada por muitos como a região Esse país tornou-se, nos últimos anos, foco de conflitos na regiãomais pobre do planeta, nesta parte da África estão localizados os dos Grandes Lagos africanos, que foram agravados pelopaíses (33 dos mais pobres que existem) com grandes problemas envolvimento militar de países vizinhos. Cerca de 4 milhões deestruturais sofrendo os graves legados do colonialismo, do pessoas morreram em consequência desses conflitos.neocolonialismo, dos conflitos étnicos e da instabilidade política.A expectativa de vida não ultrapassa os 47 anos, o índice de c) A maior parte desta região é habitada por cristãos, mas háalfabetização de adultos atinge 63%, e o nível de escolaridade muitos muçulmanos emigrando para lá. Isso tem feito com quechega a 44%. haja contestação em torno dos recursos [naturais] e da terra. Os cristãos acham que os muçulmanos querem tomar o que é deles,O enorme crescimento populacional, durante a década de 1990, e o governo não tem feito nada.acarretou no aumento de pessoas vivendo em condiçõesextremas de pobreza. Mais da metade da população sub- 37) desconsidere essa questão por causa do mapa ilegível.saariana, uns 300 milhões de pessoas, sobrevive com menos deum dólar por dia. Milhões destas pessoas vivem na mais 38) Guerra Fria, descolonização, presença do socialismo.absoluta pobreza, privados de água potável, moradias dignas, 39) As guerras civis na África - Ruanda e Burundialimentos, educação e acesso à educação. Um dos desdobramentos mais trágicos das lutas desencadeadasA falta de água gera problemas devastadores para a região, além a partir do processo de independência são as guerras civis. Trata-disso, a situação se agrava devido aos períodos de seca e pela se da conseqüência mais visível e sangrenta da criação dasdesastrosa gestão dos recursos hídricos. Tudo isso causa fome e fronteiras artificiais responsáveis pela divisão política dodoenças, provocando o êxodo de muitos nativos. continente africano. Conflitos ancestrais tornaram-se guerrasA África subsaariana é a região mais afetada pelo HIV, nos que desencadearam elevado índice de mortes, muitas vezesúltimos anos, numa faixa de terra que vai desde a África acompanhadas de golpes de Estado e instauração de ditadurasOcidental até o Oceano Índico. Hoje existem mais de 35 milhões corruptas, interessadas em assegurar privilégios de minorias.de órfãos na África subsaariana, calcula-se que, destes, Ruanda e Burundi - Um dos maiores exemplos dessa lutaaproximadamente 11 milhões são órfãos pelo fato de seus pais mortal entre tribos é a que envolve hútus e tútsis nos territórosterem morrido em decorrência de doenças causadas pelo vírus hoje divididos em Ruanda e Burundi. Originalmente denominadaHIV. Ruanda-Burundi, até a Primeira Guerra Mundial essa região36) a) Colocar a mídia para mostrar as mazelas da África para o pertencia à África Oriental Alemã. Em 1919, após a derrota dosmundo alemães na guerra, os belgas assumiram o controle do território em questão.Em fevereiro 2003, iniciou um conflito em Darfur, o ponto departida da ofensiva foram os rebeldes que lutam pela separação Os conflitos na região, porém, remontam aos séculos XII e XV,de seu território, afirmaram que o governo a qual eram quando chegaram ao local grupos de hútus e tútsis, qusubordinados agia representando apenas a elite de religião conviveram ali durante muito tempo. Os Tútsis criavam gado, osislâmica, e por outro lado tratava as pessoas de Darfur com hútus eram agricultores.displicência, ou seja, eram deixados de lado. Darfur é composta Sob o domínio belga, os tútsis, que correspondiam a cerca dequase totalmente por negros, com atividade econômica ligada à 15% da população, foram escolhidos pelo poder colonial paraprodução de agricultura de subsistência e uma restrita parcela "governar" o país. A maioria hútu (cerca de 85%) ficou excluídade nômades que criam animais. do processo social e econômico. Como não poderia deixar de ser,O governo sudanês respondeu de forma violenta e repressora as os hútus passaram a defender um governo que representasse osofensivas dos rebeldes separatistas, apoiados pela milícia dos seus interesses. Em 1959, os agricultores hútus rebelaram-seárabes que habitavam o local e que eram chamados de contra a monarquia tútsi apoiada pelos belgas e abriramjanjaweed, o governo esperava acabar com os rebeldes que caminho para separar Ruanda e Burundi. Em 1961, sob aeram de religiões e etnias diferentes. liderança hútu, Ruanda ganharia status de República, e, no ano seguinte, a Bélgica reconheceria sua independência.b) Após o processo de independência, a República Democrática Perseguidos, os tútsis procuraram abrigo nos países vizinhos. Pordo Congo passou por uma série de conflitos políticos e civis, sua vez, Burundi também se tornou independente nesse ano,promovidos pela disputa de poder. Somente em 1967, com a sob monarquia tútsi.eleição Joseph-Desiré Mobuto, o país conseguiu uma breveestabilidade política. Mobuto substituiu o nome do país para
  • 3. Entretanto, a paz não foi alcançada. Em 1963, tútsis exilados no 1996, quando nomearam presidente um major dessa etnia. AlémBurundi organizaram um exército e voltaram para Ruanda, disso, obrigaram grande massa de hútus a viver na condição desendo massacrados pelos hútus. Outros massacres sucederam-se refugiados nos chamados "campos de reagrupamento", queaté que, em 1973, um golpe de EStado levou ao poder, em reúnem cerca de 10% da população (cerca de 800 mil pessoas),Ruanda, o coronel Juvénal Habyarimana, de etnia hútu. Apesar segundo dados da organização não governamental Anistiados conflitos persistirem, pode-se afirmar que, nas duas décadas Internacional. Outros 700 mil refugiados vivem fora das fronteirsseguintes, houve certa trégua. do país, mais precisamente em países limítrofes, como Tanzânia e Uganda, criando sérios problemas para os dois governos, queEm 1993. o governo de Ruanda, lederado pelos hútus, assinou não têm condições de garantir ajuda humanitárai a essaum acordo de paz com aliderança tútsi, pelo qual os refugiados população.poderiam voltar ao pais e participar do governo. Em abril do anoseguinte, retornando de uma conferência na Tanzânia, os Em Ruanda, onde a violência não tem sido menor, calcula-se quepresidentes hútus de Ruanada e de Burundi foram vítimas de um 13% da população tenha morrido na guerra desencadeada emacidente aéreo. A morte desses líderes desencadeou a volta dos 1994 pelos hútus, sendo 90% desse total integrantes da minoriamassacres. tútsi, segundo dados da ONU.No Burundi, apesar da condição de minoria étnica, os tútsisdetinham o controle do Exército e deram um golpe de Estado em BONS ESTUDOS PROFª CRISTINA