Tectônica das placas

  • 5,528 views
Uploaded on

Professor Hercules Avancini …

Professor Hercules Avancini
territoriovirtual@gmail.com

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
  • Muito bom o seu trabalho, sou professor de Geografia (Ensino Médio) é a área da Geologia que eu mais gosto de pesquisar e estudar.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
5,528
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
1
Likes
3

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1.
    • Evidências:
    • Começam a surgir com a exploração da crosta oceânica após 1945.
    • Mapeamento da Dorsal Mesoatlântica.
    • Detecção da atividade sísmica nas áreas de dorsais.
    DINÂMICA DA CROSTA
  • 2. Mapeamento submarino com o uso de sonar
  • 3. DORSAL MESOATLÂNTICA
  • 4. DORSAL MESOATLÂNTICA
  • 5. GEOCRONOLOGIA
  • 6.
    • Evidências:
    • 1960 – Harry Hass e Robert Dietz propõem a Teoria da Tectônica de Placas.
    • 1965 – John Tuzo Wilson descreve os movimentos das placas tectônicas.
    DINÂMICA DA CROSTA
  • 7.
    • Descrita por Harry Hass.
    • Diferenças de pressão e temperatura do manto provocam sua movimentação e, por consequência, a movimentação das placas tectônicas.
    CORRENTES DE CONVECÇÃO
  • 8.  
  • 9.  
  • 10.
    • Correspondo ao estado de equilíbrio gravitacinal e às suas alterações entre as placas tectônicas e a astenosfera.
    • Resulta da flutuação das placas tectônicas sobre a astenosfera.
    • Determina os movimentos epirogenéticos.
    DINÂMICA ISOSTÁTICA
  • 11. DINÂMICA ISOSTÁTICA
  • 12. DINÂMICA ISOSTÁTICA
  • 13. Pôldesres (Holanda)
  • 14. Bloco falhado pela epirogênese
  • 15.
    • Corresponde à movimentação horizontal das placas tectônicas.
    • Promove três tipos de movimentos, ou três tipos de limites entre as placas tectônicas.
    OROGÊNESE
  • 16.
    • LIMITES DIVERGENTES
    • Bordas de afastamento das placas;
    • Pode ocorrer nos oceanos ou em continentes.
    OROGÊNESE
  • 17.
    • Separação de placas nos oceanos.
    • Ocorre ao longo das dorsais mesoceânicas;
    • Provoca ascensão do magma para a superfície;
    • Provoca a expansão do assoalho submarino.
    OROGÊNESE
  • 18.  
  • 19.  
  • 20.  
  • 21.
    • Separação de placas nos continentes.
    • Ocorre ao longo vales em rifte, marcados por vulcanismo e terremotos;
    • Provoca a abertura do assoalho continental e possibilita a formação de bacias oceânicas.
    OROGÊNESE
  • 22.  
  • 23.  
  • 24.
    • Separação de placas nos continentes.
    • Mar Vermelho e Golfo da Califórnia são riftes em estágios avançados.
    • O Vale do Rio Paraíba do Sul, no sudeste do Brasil, é um rifte não avançado. Hoje está estático.
    OROGÊNESE
  • 25.  
  • 26. LIMITES CONVERGENTES Nesses limites, a crosta é destruída e/ou dobrada, enquanto ocorre o “choque” entre as placas. OROGÊNESE
  • 27.
    • Colisão de placas oceânicas.
    • Uma placa mergulha em plano inclinado sobre a outra.
    • Formação de fossas oceânicas.
    • Formação de zonas de subducção ou de Benioff.
    • Cadeias vulcânicas submarinas.
    • Zona geradora de sismos.
    OROGÊNESE
  • 28.  
  • 29.
    • Colisão de placas oceânicas.
    • Fossa das Marianas;
    • Fossa das Filipinas;
    • Fossa de Humboldt.
    OROGÊNESE
  • 30.
    • Colisão de placa oceânica e continental.
    • Placa oceânica mergulha sob a continental e provoca deformações como dobramentos e falhamentos.
    • Subducção, obducção.
    • Apresentam sismos, vulcanismo e formação de cadeias montanhosas.
    OROGÊNESE
  • 31.  
  • 32.
    • Colisão de placas continentais.
    • Compressão crescente entre as placas.
    • Enrugamento e dobramento.
    • Sismos e vulcanismo.
    • Cordilheira do Himalaia.
    OROGÊNESE
  • 33.  
  • 34.
    • Limites transformantes
    • A maior parte ocorre nos leitos oceânicos;
    • Podem ocorrer nos continentes;
    • Falha Alpina, na Nova Zelândia.
    • Falha de San Andreas, EUA.
    • Falha da Anatólia, Turquia.
    OROGÊNESE
  • 35.  
  • 36.  
  • 37.  
  • 38.  
  • 39.  
  • 40.