Aula   1
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Aula 1

on

  • 14,089 views

Aula do dia 21-10-2008 para a FDA

Aula do dia 21-10-2008 para a FDA

Statistics

Views

Total Views
14,089
Views on SlideShare
12,774
Embed Views
1,315

Actions

Likes
1
Downloads
353
Comments
0

10 Embeds 1,315

http://nospassosdaqualidade.blogspot.com.br 824
http://nospassosdaqualidade.blogspot.com 369
http://www.slideshare.net 40
http://www.nospassosdaqualidade.blogspot.com.br 30
http://www.nospassosdaqualidade.blogspot.com 24
http://nospassosdaqualidade.blogspot.pt 23
http://nospassosdaqualidade.blogspot.com.es 2
http://www.slideshare.net:80 1
http://nospassosdaqualidade.blogspot.jp 1
http://www.google.com.br 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Aula 1 Presentation Transcript

  • 1. Gerenciamento da Rotina do Trabalho do Dia-a-Dia
    • Significa conduzir ações e verificações diárias para que cada pessoa possa assumir as responsabilidades no cumprimento das obrigações conferidas a cada organização.
    Gerenciamento da Rotina Conjunto de Atividades de uma Unidade Gerencial Básica voltadas para atingir os objetivos do seu Processo.
  • 2. Diagrama do Gerenciamento da Rotina Definição da Função Macrofluxograma Fluxograma
    • Padrões
    • Auto Inspeção
    • Auto Controle
    Definição das Tarefas Prioritárias Procedimento Operacional Treinamento no Trabalho Satisf. Clientes, Avaliação de produtos, serviços e processos Definição dos itens de controles gerenciais Educação e Treinamento Metodo de soluçaõ de Problemas Delegação
  • 3. Entenda o seu trabalho
    • Você trabalha é porque alguém precisa do resultado do seu trabalho.
    • Todos nós trabalhamos para ajudar-nos mutuamente a SOBREVIVER.
    Alguém necessita do resultado do seu trabalho Gerenciamento da Rotina do Trabalho do Dia-a-Dia
  • 4. Entenda o seu trabalho
    • Para isso é que o ser humano se organiza em:
    Alguém necessita do resultado do seu trabalho Vamos chamar de EMPRESA qualquer uma destas organizações Indústrias Hospitais Escolas Prefeituras, etc. Gerenciamento da Rotina do Trabalho do Dia-a-Dia
  • 5. Entenda o seu trabalho
    • Organização que trabalha para facilitar a luta pela sobrevivência de outros seres humanos. Esta é em ultima instância, a MISSÃO de todas as empresas.
    Uma empresa é uma organização de seres humanos Gerenciamento da Rotina do Trabalho do Dia-a-Dia
  • 6.
    • Podemos concluir que o objetivo do trabalho humano é satisfazer as necessidades daqueles que precisam do resultado do seu trabalho
    Gerenciamento da Rotina do Trabalho do Dia-a-Dia Entenda o seu trabalho Uma empresa é uma organização de seres humanos
  • 7.
    • FUNÇÃO - Tipo de Trabalho
    • CARGO - Posição ocupada dentro de uma Organização.
    Na empresa, as pessoas exercem funções seguindo uma organização hierárquica Como é conduzido o trabalho dentro de uma empresa Gerenciamento da Rotina do Trabalho do Dia-a-Dia
  • 8. Direção Gerenciamento Assessoramento Supervisão Operação Gerencias Operacionais Funções Como é conduzido o trabalho dentro de uma empresa Gerenciamento da Rotina do Trabalho do Dia-a-Dia
  • 9.
    • Ter Autonomia :
      • Exercer autoridade sobre o seu processo.
      • Ter iniciativa própria.
    • Ter Responsabilidade
      • Atingir as metas necessárias para a satisfação das pessoas que dependem do produto do seu trabalho
    Autonomia e Responsabilidade O Princípio da Autonomia e Responsabilidade é que toda pessoa é o presidente do seu próprio Negócio Como é conduzido o trabalho dentro de uma empresa
  • 10. Autonomia e Responsabilidade Nível Hierárquico X Responsabilidade Fonte: CAMPOS, V. F. TQC - Controle da Qualidade Total (no estilo japonês), FCO/UFMG (1992). C Desenvolvimento Desenvolvimento de novos produtos, processos, mercados, etc. Alta Administração Gerência Chefias/Supervisão Operacional B Melhoria Propostas de Melhorias através da análise de processos e do gerenciamento pelas diretrizes da organização, buscando níveis nunca antes alcançados A Observação das operações padronizadas (normais) e eliminação da causa fundamental dos problemas Rotina
  • 11. Gerenciais Operacionais Relata as anomalias Cumpre os Procedimentos Operacionais Padrão Operação Registra as anomalias e relata para a função gerencial. Conduz Analise das Anomalias, atacando as causas imediatas (p. ex.: o padrão foi cumprido?)
    • Treina a função operação
    • Verifica se a função operação esta cumprindo os procedimentos operacionais padrão
    Supervi-são Ajuda a função gerencial contribuindo com conhecimento técnico Asses .
    • Faz semestralmente, o “Relatório da Situação Atual” para a chefia.
    • Elimina as anomalias crônicas atuando nas causas fundamentais (PDCA).
    • Revê periodicamente as anomalias detectando as anomalias crônicas (Análise de Pareto).
    • Verifica diariamente as anomalias no local de ocorrência atuando completamente à função supervisão
    Atinge METAS (PDCA) Treina função supervisão Gerencia-mento Estabelece METAS para corrigir a “Situação Atual” Compreende o “Relatório da Situação Atual” Estabelece METAS que garantem a sobrevivência da empresa a partir do plano estratégico Direção Ocorrência de Anomalias Normal Tipo de Trabalho Exercido em cada Função
  • 12. Resumo Processo Gerenciamento da Rotina Atividades Organização Hierárquica Funções
    • Funções Gerenciais
    • Direção
    • Gerenciamento
    • Assessoramento
    • Funções Operacionais
    • Supervisão
    • Operação
    Conjunto de Exercidas Seguindo uma Onde temos que definir as Que podem ser Unidade Gerencial Básica de uma voltadas para atingir os objetivos do seu
  • 13. Exercício
    • Faça a descrição de cada cargo e função existente na sua empresa, conforme modelo abaixo.
  • 14. Unidade Gerencial Básica - UGB Definição “ Uma unidade organizacional , com definição de autoridade sobre processos afins e responsabilidade sobre resultados operacionais, que contribui para a realização da missão da empresa.” nota: unidade organizacional é uma unidade com estrutura hierárquica, ou com uma relação de poder.
    • UNIDADE ORGANIZACIONAL
    • Autoridade
    • Responsabilidade
    • MISSÃO DEFINIDA
  • 15. Unidade Gerencial Básica - UGB Estrutura da Unidade Gerencial Básica – UGB Unidade Gerencial Básica MISSÃO (MACRO)PROCESSO FORNECEDORES CLIENTES PRODUTOS INDICADORES INSUMOS
  • 16. Unidade Gerencial Básica - UGB Estrutura da Unidade Gerencial Básica – UGB MISSÃO MISSÃO : compromisso e dever da unidade para com a empresa. É a própria razão de existência da unidade.  Formulação básica ... “ FAZER + O QUE e/ou A QUEM + DE QUE MODO”
  • 17. Unidade Gerencial Básica - UGB Estrutura da Unidade Gerencial Básica – UGB (MACRO)PROCESSO FORNECEDORES CLIENTES PRODUTOS INDICADORES INSUMOS FORNECEDORES : aqueles que abastecem, propiciam os insumos necessários.  Podem ser internos e/ou externos .
  • 18. Unidade Gerencial Básica - UGB Estrutura da Unidade Gerencial Básica – UGB (MACRO)PROCESSO FORNECEDORES CLIENTES PRODUTOS INDICADORES INSUMOS INSUMOS : aquilo que é transformado, modificado ou tratado na execução de um processo. Exs.: energia, matérias-primas, informações, etc.
  • 19. Unidade Gerencial Básica - UGB Estrutura da Unidade Gerencial Básica – UGB (MACRO)PROCESSO FORNECEDORES CLIENTES PRODUTOS INDICADORES INSUMOS PROCESSO : um conjunto de causas (meios) com o objetivo de produzir um efeito (um produto) específico. “ Uma sistemática de ações voltadas para a consecução de um objetivo.” (Juran)
  • 20. Unidade Gerencial Básica - UGB Estrutura da Unidade Gerencial Básica – UGB Macrofluxo : uma representação esquemática da seqüência de processos, que levam a um resultado esperado (efeito desejado). (MACRO)PROCESSO FORNECEDORES CLIENTES PRODUTOS INDICADORES INSUMOS
  • 21. Unidade Gerencial Básica - UGB Estrutura da Unidade Gerencial Básica – UGB INDICADORES (MACRO)PROCESSO FORNECEDORES CLIENTES PRODUTOS INSUMOS Diagrama de Caixas : uma representação esquemática dos processos independentes / simultâneos, que levam a resultados específicos.
  • 22. Unidade Gerencial Básica - UGB Estrutura da Unidade Gerencial Básica – UGB PRODUTOS : bens ou serviços , com determinadas características (Q, C, E, S), que satisfazem as necessidades e desejos dos clientes. “ Produtos são criados para atender as necessidades e desejos dos clientes.” (MACRO)PROCESSO FORNECEDORES CLIENTES PRODUTOS INDICADORES INSUMOS
  • 23. Unidade Gerencial Básica - UGB Estrutura da Unidade Gerencial Básica – UGB CLIENTES : todo aquele que recebe um produto (resultado de um processo) e é afetado, direta ou indiretamente, por sua qualidade.  Podem ser internos e/ou externos . (MACRO)PROCESSO FORNECEDORES CLIENTES PRODUTOS INDICADORES INSUMOS
  • 24. Unidade Gerencial Básica - UGB Estrutura da Unidade Gerencial Básica – UGB (MACRO)PROCESSO FORNECEDORES CLIENTES PRODUTOS Indicadores Gerenciais INSUMOS Desdobramento da Qualidade INDICADORES GERENCIAIS : são índices numéricos estabelecidos sobre os efeitos de cada processo para medir a sua Qualidade.
  • 25. Unidade Gerencial Básica - UGB Estrutura da Unidade Gerencial Básica – UGB Unidade Gerencial Básica compromisso e dever da unidade para com a empresa. MISSÃO INDICADORES um conjunto de causas (meios) com o objetivo de produzir um efeito (um produto) específico. (MACRO)PROCESSO aqueles que abastecem, propiciam os insumos necessários. FORNECEDORES todo aquele que recebe um produto e é afetado, direta ou indireta-mente, por sua qualidade. CLIENTES bens físicos ou serviços , com determinadas características que satisfazem as necessidades e desejos dos clientes. PRODUTOS aquilo que é transfor-mado, modifica-do ou tratado, na execução do processo. INSUMOS
  • 26. Gerenciando a - UGB
    • Não se gerência o que não se mede
    • Não se mede o que não se define
    • Não se define o que não se entende
    • Não há sucesso no que não se gerencia
    • Deming
    Os membros da UGB deve saber disso
  • 27. Gerenciando a - UGB
    • Entender seu Negócio ( Processo )
    • Definir o que medir
    • Gerenciar estas medidas
    • Atuar sobre os desvios
    • Promover melhorias
    Para Gerenciar, a UGB precisa
  • 28. Gerenciando a - UGB Entendendo para Gerenciar O que é um Processo Uma atividade que usa insumos e que é gerida de forma a possibilitar transformação destes em produtos de saída, é considerada um PROCESSO Cliente Transformação Fabricação Insumos Entrada Produto Saída
  • 29. Gerenciando a - UGB Entendendo para Gerenciar O que é um Processo Uma organização é um conjunto de processos inter-relacionados Engenharia Produto Compras Produto Produção Produto Vendas Produto Asst. Téc Produto Processo N Produto Organização X Produto Cliente
  • 30. Gerenciando a - UGB Macrofluxograma e Fluxograma Entendendo para Gerenciar Para termos uma visão mais ampla do fluxo do nosso processo, sugerimos o uso do Macrofluxograma e do fluxograma
  • 31. Gerenciando a - UGB PROCESSO DE MANUTENÇÃO EM MODULOS DE AUTO-ATENDIMENTO FLUXOGRAMA MACROFLUXOGRAMA PROCESSO TOTAL PROCESSO DE INSPEÇÃO DO MÓDULO PROCESSO DE REPARO DO MÓDULO PROCESSO DE LIBERAÇÃO DO MÓDULO Acessar IN do Módulo Montar o módulo para teste Rodar Diagnostico Ok? N S
  • 32. Descrição do Processo da UGB Cliente Processo Produtos Clientes Fornec. / Insumos Missão Pessoas Equipamentos Transformação Fabricação Insumos Entrada Produto Saída
  • 33. Gerenciando a - UGB Missão Garantir que todos os equipamento sob nossa responsabilidade, estejam disponível para uso dos nossos clientes Transformar Equip. de automação bancaria não conforme em novamente operacionais Processo Pessoas 10 Técnicos em Eletrônica 4 Auxiliares Técnicos 2 Estagiários 1 Montador Mecânico Equipamentos 10 Osciloscópios 4 Micros 2 Impressoras
    • Manutenção em:
    • Equipamentos de Auto-atendimento
    • Computadores
    • Impressoras
    Produtos
    • Coordenação Regional MG
    • Supervisão de Campo
    • Logística Filiais MG
      • Belo Horizonte
      • Juiz de Fora
      • Varginha
      • Governador Valadares
      • Uberlândia
    Clientes Fornec. / Insumos Componentes para reparo de módulos e Suprimentos Logística BH e SP Intrusões Normativas de Laboratório e Infra-estrutura para novos testes Laboratório São Paulo Novos Códigos de componentes e OMP Eng. de Assis. Técnica Diagramas e manuais DOC.
  • 34. Resumo Fornecedores Unidade Gerencial Básica Autoridade Processos Sobre os Responsabilidade Itens de Controle Sobre os Uma organização hierárquica onde é definida a Insumos Que inicia com Fornecendo Produtos Que são transformados em Necessidades Para atender as Clientes dos Missão UGB Que contribuem para a realização da Que são Medidas pelos Onde a referencia deve ser as Macrofluxograma Fluxograma Mostra o fluxo das Atividades do Detalha as Atividades do
  • 35. Exercício
    • Faça a descrição do seu processo, conforme modelo abaixo.
    Processo Produtos Clientes Fornec. / Insumos Missão Pessoas Equipamentos