Literatura Brasileira Academ X Moder

4,864 views

Published on

Published in: Travel, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
4,864
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
61
Actions
Shares
0
Downloads
133
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Literatura Brasileira Academ X Moder

  1. 1. Planejamento de Literatura Portuguesa Tema: O Concretismo Nível/Série: Curso Preparatório para Vestibulares/3o.Ensino Médio Plano de aula: 1 aula Objetivo Geral: Sensibilizar o indivíduo, por meio da identificação do espaço que o pertence e que o rodeia, utilizando linguagens bipolares, mas que se suplementam entre si. Objetivos Específicos Conteúdo Metodologia Procedimento de Avaliação Identificar a linguagem signíca utilizada nas artes plásticas e na poesia concreta, de forma a levar o aluno a interpretar estas duas linguagens e a contextualização na identificação do ser como indivíduo racional e sensível. Desenvolvimento da percepção racional e sensível do indivíduo, onde de forma impírica será apresentado poesias concretas e expressões de artistas abstratos. Utilização de recursos audiovisuais, tais como: retroprojetor e slides. Técnicas de análises:      sentido/percepção;      significação signíca;      representação simbólica e intersimbólica; Valor sistêmico. Utilizar a literatura (poesia concreta) e as artes plásticas (arte abstrata) como linguagens que ultrapassem o espaço/tempo e o novo/antigo. Levando o aluno ao debate sobre a observação da ruptura existente nessas duas linguagens. Capacitação da reprodução escrita por meio da observação. Atividade interdisciplinar com as artes plásticas, para incentivar a sensibilização do aluno. Debate, em que se avaliará a capacidade de observação, percepção e de co-relação de leituras de linguagens imagéticas e herméticas. Produção textual a partir de uma Monografia ref. ao Tema por meio da observação de uma obra abstrata.  
  2. 2. A CONTEMPORANEIDADE E A POESIA CONCRETA
  3. 3. <ul><li>A cultura brasileira nos anos 50 e 60 acompanhou o ritmo das mudanças que estavam ocorrendo na política e na economia, novas idéias surgiam com o Teatro de Arena, a Bossa Nova, os festivais de música transmitidos pela televisão e as vanguardas concretas nas artes plásticas e na poesia. </li></ul><ul><li>O que chamamos de produções contemporâneas são obras e movimentos surgidos em décadas que refletem um momento histórico caracterizado inicialmente pelo autoritarismo, por uma rígida censura e enraizada autocensura só amenizados a partir de meados da década de 80, quando se verificou uma progressiva normalização da vida democrática no país. As diversas condições desse período não mergulharam o país numa calmaria cultural. Pelo contrário, assistimos a uma produção cultural bastante intensa em todos os setores. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Na poesia, duas constantes: uma cada vez mais apurada reflexão sobre a realidade e a busca de novas formas de expressão. </li></ul><ul><li>A literatura brasileira, por meio de alguns escritores, “lançou” as poesias concretas, que surgiram nos anos 50 para inovar. Baseados na ruptura com o verso e na exploração de recursos &quot;verbivocovisuais&quot;, os poetas concretos criaram trabalhos de natureza icônica, nos quais o poema tende a ser uma representação objetiva da própria coisa de que trata. </li></ul><ul><li>Mantendo a tradição da poesia discursiva, temos a permanência de nomes consagrados como João Cabral, Ferreira Gullar, ao lado de novos poetas que procuram aparar arestas em suas produções. </li></ul>
  5. 5. “ Pode-se dizer que hoje não há uma arte, não há a poesia, mas há artes, há poesias. Cada arte se fragmenta em tantas artes quantos foram os artistas capazes de fundar um tipo de expressão original.” João Cabral de Melo Neto
  6. 6. Poesia Concreta <ul><li>Trata-se do aproveitamento dos espaços em branco e dos recursos gráficos na folha de papel, a sonoridade das palavras, as relações entre significado e significante. </li></ul><ul><li>Uma poesia inquieta, anárquica... </li></ul><ul><li>Aproxima-se da comunicação visual e explora a palavra em várias dimensões. </li></ul><ul><li>  </li></ul>

×