A Importancia Da Pontuacao

22,840 views

Published on

Published in: Technology, Travel
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
22,840
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
8,046
Actions
Shares
0
Downloads
351
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A Importancia Da Pontuacao

  1. 2. A importância da pontuação ESCOLA SENAI ANCHIETA Profa. Lucilene Fonseca Língua Portuguesa
  2. 3. A pontuação <ul><li>Os sinais de pontuação são recursos típicos da língua escrita porque esta não dispõe do ritmo e da melodia da língua falada. Sendo assim, não há critérios rígidos quanto ao uso desses sinais. </li></ul>
  3. 4. Alguns dos sinais mais comuns: <ul><li>Ponto final: representa uma pausa máxima da voz, é usado ao final da frase. </li></ul><ul><li>Vírgula: marca uma pequena pausa. </li></ul><ul><li>Exclamação: usado ao final de frases exclamativas e imperativas. </li></ul><ul><li>Interrogação: usado ao final de qualquer interrogação direta, ainda que a pergunta não exija resposta. </li></ul>
  4. 5. O PODER DA PONTUAÇÃO PARA DESFAZER CONFUSÕES: <ul><ul><li>Um homem rico estava muito mal, </li></ul></ul><ul><ul><li>agonizando. Pediu papel e caneta e </li></ul></ul><ul><ul><li>escreveu assim: </li></ul></ul><ul><li>&quot;Deixo meus bens à minha irmã não a meu sobrinho jamais será paga a conta do padeiro nada dou aos pobres“. </li></ul><ul><li>Morreu antes de fazer a pontuação... </li></ul>
  5. 6. Desfaça a confusão: <ul><li>A quem deixava ele a fortuna? </li></ul><ul><li>Eram quatro concorrentes: </li></ul><ul><li>Sobrinho </li></ul><ul><li>Padeiro </li></ul><ul><li>Irmã </li></ul><ul><li>Pobres </li></ul>
  6. 7. 1) O sobrinho fez a seguinte pontuação: <ul><li>Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho. Jamais será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres. </li></ul>
  7. 8. 2) O padeiro pediu cópia do original. Puxou a brasa pra sardinha dele: <ul><li>Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres. </li></ul>
  8. 9. 3) A irmã chegou em seguida. Pontuou assim o escrito: <ul><li>Deixo meus bens à minha irmã. Não a meu sobrinho. Jamais será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres. </li></ul>
  9. 10. 4) Aí, chegaram os descamisados da cidade. Um deles, sabido, fez esta interpretação: <ul><li>Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do padeiro? Nada! Dou aos pobres. </li></ul>
  10. 11. Moral da estória: <ul><li>Assim é a vida. </li></ul><ul><li>Pode ser interpretada e vivida de diversas maneiras. </li></ul><ul><li>Nós é que colocamos os pontos. </li></ul><ul><li>E isso faz toda a diferença. </li></ul>

×