Your SlideShare is downloading. ×
0
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
A grécia antiga
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

A grécia antiga

3,467

Published on

Slides com informações históricas sobre a Grécia Antiga.

Slides com informações históricas sobre a Grécia Antiga.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
3,467
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
59
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. HistóriaA Grécia Antiga Professor Rodolfo Alves Pereira
  • 2. Localização: Sul do continente europeu.A península balcânica é banhada pelo Mar Mediterrâneo, possui relevomontanhoso, com muitas rochas e despenhadeiros e alguns vales férteisaptos para a agricultura.Os gregos se comunicavam principalmente pelo mar, através danavegação. Eles fundaram diversas colônias na orla do Mediterrâneo.
  • 3. Ocupação histórica da Grécia AntigaData: 3.000 a. C.Jônios – povo guerreiro que ocupou a região e submeteu oshabitantes que lá viviam ao seu domínio. Construíram cidadesfortificadas, mas não se dedicaram ao comércio marítimo enem possuíam escrita.Data: 1580 a. C.Aqueus e eólios – expulsaram os jônios e ocuparam diversasregiões da Grécia – Beócia, Tessália, Ática. Estes povostambém tinham origem guerreira, mas sofreram influênciacultural cretense, civilização que possuía escrita e viviaorganizada em torno de palácios reais.Micenas – grande e rica cidade fundada pelos aqueus, erafortificada, construída em um lugar alto. Este tipo de Acrópole –– cidades com grandes Acrópole cidades com grandesconstrução era denominado acrópole. muralhas, construídas em locais muralhas, construídas em locaisO rei era o chefe da cidade – líder político e militar. estratégicos para defesa militar. estratégicos para defesa militar. Devido a influência e a supremacia que a civilização cretense exercia sobre os gregos por volta de 2000 a.C., surgiu a lenda do Minotauro – ser mitológico com corpo de homem e cabeça de touro. Ele residia no labirinto da cidade de Cnossos e vivia dos sacrifícios humanos, pessoas que eram trazidas da Grécia e levadas ao labirinto. A lenda também virou filme e foi recontada diversas vezes, como no exemplo mostrado ao lado. Filme: Minotauro (2005).
  • 4. A expansão e decadência da civilização micênicaA civilização micênica espalhou-se pela Grécia e poroutras regiões do Mediterrâneo. Guerreavam contra ascidades rivais e saqueavam-nas, levando suas riquezas.Devido a este contato, houve grande troca cultural entreos povos envolvidos.Foi no período da civilização micênica que ocorreu alendária Guerra de Tróia (Ílion), cidade localizada naatual região da Turquia, que liga a Europa à Ásia. Alenda, imortalizada pelo poema Ilíada, de Homero,refletia a expansão dos micênicos e a busca por novasterras. O cavalo de Tróia – artifício dos gregos paraData: 1.200 a. C. vencerem os troianos. Essa passagemInvasão dos dórios, grupo de guerreiros que fez ruir a lendária gerou o dito “presente de grego”,civilização micênica. Submetiam os povos conquistados que se refere a presentes indesejados.à servidão. Alguns aqueus fugiram e se instalaram na Hoje em dia, no mundo da informática, osÁsia, levando para lá a cultura grega. cavalos de Tróia são vírus, os quaisOs dórios não dominavam a escrita e sua cultura e invadem os computadores privados,ensinamentos eram transmitidos oralmente, através da escondidos em arquivos baixados napoesia recitada em público. Utilizavam o ferro e deram internet, para danificarem seus conteúdos.continuidade no uso da cerâmica, técnicas de cultivo eculto aos deuses micênicos.A escrita só ressurgiria alguns séculos depois, com aadoção pelos gregos do alfabeto fenício (povo orientalque inventou o alfabeto para lhes ajudar no comércio).
  • 5. PERÍDOS DA HISTÓRIA GREGAHomérico: situa-se entre os anos 1100 e 800 a.C. Nesse espaço de tempo, teriam urgido as obras deHomero – Ilíada e Odisséia.Arcaico: 800 e 500ª.C. – Caracterizou-se pela formação da cidade-estado – a polis. A Grécia nãoformou um estado unificado, entretanto, os gregos de diferentes cidades se identificavam como iguais,devido aos seus costumes e a língua.Clássico: As cidades-estado gregas se consolidaram como forma de organização política. (séculos V aIV a.C.). Nesse período florescem as poleis Atenas e Esparta.Helenístico: 336 a 146 a.C. Marcado pela decadência da polis. As cidades gregas foram dominadaspela Macedônia, governada por Filipe II, pai de Alexandre. Posteriormente, Alexandre conduzirá umaexpansão que o transformará no homem mais poderoso do mundo Antigo. A expansão proporcionouuma circularidade cultural, pois, os gregos entraram em contato com muitos povos do Oriente.
  • 6. Base da economia grega na AntiguidadeProduziam vinho;Trigo para o pão; (maior parte do cereal eraimportado do Egito, principalmente);Cultivavam oliveiras para fazer o azeite, queutilizavam na alimentação e como combustívelpara iluminação;Criavam carneiros, do qual aproveitavam a pelee cabras para ter carne e leite para fazer queijo;Pescavam;Extraíam prata das minas;Confeccionavam armas e armaduras com cobree ferro;Artesanato – produziam lindos vasos decerâmica para armazenar seus alimentos, jóias eoutros artigos que eram negociados em toda aregião do Mediterrâneo.
  • 7. O mundo grego clássico – VIII – VI a. C.Na Grécia Antiga não havia apenas um rei, politicamente os gregos estavamdivididos entre diversas cidades (pólis), cada qual governada por seu própriosoberano.Sobre a pólis FUNARI (2002, p. 25) diz:“é um pequeno estado soberano que compreende uma cidade e o campoao redor e, eventualmente, alguns povoados urbanos secundários. Acidade se define, de fato, pelo povo – demos – que a compõe: umacoletividade de indivíduos submetidos aos mesmos costumesfundamentais e unidos por um culto comum às mesmas divindadesprotetoras.”OBSERVE NO SLIDE A SEGUIR A COMPOSIÇÃO SOCIAL E POLÍTICA DAPÓLIS ANTIGA
  • 8. Esparta e Atenas – as principais poleis gregasESPARTA – localizada na Lacônia (sudeste da península do Peloponeso).Nestas terras havia minerais e elas eram boas para o plantio de cereais, oliveiras e vinhas,além de servirem como pastagens. O comércio não prosperou devido as dificuldades denavegação e o contato com outros povos, em virtude dos despenhadeiros e pântanos.Os espartanos adultos possuíam lotes de terra, que eram cultivados pelos hilotas(prisioneiros).Organização política de EspartaGerúsia (conselho e tribunal supremos, senado) – composta por dois reis oriundos de famíliasrivais e 28 anciãos com mais de 60 anos, escolhidos por homens adultos. A assembleia deadultos também elegia os 5 éforos que permaneciam no cargo por um ano.Educação em EspartaPor se tratar de uma sociedade guerreira, todos os homens eram obrigados a prestar serviçomilitar e a lutarem nas guerras. O treinamento começava desde cedo, aliás logo após onascimento da criança ela era examinada pelos anciãos. Se eles encontrassem algumadeformidade no bebê, este era lançado do alto de um monte, pois acreditava-se que aquelacriança não poderia receber o treinamento e servir nas falanges espartanas.Os garotos cresciam e aprendiam a respeitar e a obedecer os mais velhos, eram chicoteadospara suportarem a dor, tomavam banho de água fria, andavam nus e descalços, aprendiam aser cruéis, liam e escreviam pouco, dedicavam-se integralmente ao treino militar, do qual sóeram liberados aos 60 anos de idade.O exército espartano tornou-se muito poderoso e temido.
  • 9. A vida espartana A vida rústica dos espartanos voltada para a guerra foi tema de histórias em quadrinhos efilmes, como os exemplos mostrados abaixo: “300” filme lançado em 2007, narra a épica batalha travada entre os espartanos e os persas que invadiram a Grécia, no século V a. C. O modo de vida espartano também foi apresentado nos quadrinhos. Acima, a falange espartana, a força dos combatentes gregos estava na coletividade e na união dos soldados. Escudo, lança e espada de cobre ou ferro eram os equipamentos dos guerreiros.
  • 10. Guerra! Na maioria das vezes, os gregos lutavam no verão, quando o tempo estavamelhor.A falange de combatentes da Grécia Antiga e o soldado de infantaria com seuequipamento.
  • 11. ATENAS – situada na Ática (sudeste da península grega central). Seu solo pouco fértil nãoproduzia trigo e cevada suficientes para alimentar a população. Nas colinas plantavam-seuvas e oliveiras, o que proporcionou uma indústria de azeite e de vinho. Extraíam prata desuas terras e destacaram-se na navegação e no comércio marítimo.IX a VI a. C. – Atenas viveu sob o regime aristocrático (governo dos melhores), a terra foiconcentrada nas mãos dos nobres e muitos camponeses e trabalhadores livres endividadostornaram-se escravos para pagar suas dívidas.Com os contatos comerciais estabelecidos entre Atenas e os outros povos doMediterrâneo, muitos trabalhadores e comerciantes acumularam riquezas e começaram apressionar os nobres para concederem abertura política à população. Para acalmar osânimos destes grupos sociais tivemos:O lendário Código de Drácon escrito por volta de 620 a. C. – isso tornou a lei conhecida portodos e não mais um privilégio da nobreza.As reformas de Sólon – 594 a. C. – acabou com a escravidão por dívidas, cancelou dívidasdos pobres, permitiu que todos os cidadãos participassem da Eclésia, fortalecendo ainfluência do povo na política, que viria a originar futuramente a democracia.560 a 527 a. C.  Tirania de Pisístrato, governante favorável a cultura. Encomendou atranscrição dos poemas Ilíada e Odisséia de Homero, até então transmitidos oralmente.Construiu grandes palácios, favoreceu os pequenos proprietários rurais e promoveu aeconomia e a cultura ateniense.Atenas liderou a vitória dos gregos sobre os persas em 485 a. C. e consolidou-se com amais importante cidade-estado grega.Graças ao comércio marítimo Atenas não parava de crescer, atraindo cada vez maisestrangeiros, artistas, filósofos e etc. Por isso, tornou-se o centro artístico e intelectual detoda a Grécia.
  • 12. Democracia e cidadania atenienseDemocracia em grego quer dizer “governo do povo”, em Atenas este sistema políticoera exercido de forma direta, isto é, todos os cidadãos poderiam se reunir na Eclésia(assembleia popular que se reunia em praça pública - Ágora) e discursar acerca dosproblemas da cidade e decisões políticas.Entretanto, os cidadãos que podiam participar da Eclésia eram somente os homensadultos com mais de 18 anos – filhos de pais e mães atenienses. Eles possuíamtrês direitos básicos: liberdade individual, igualdade perante a lei e falar naassembleia.As decisões da assembleia seguiam para a Bulé (conselho superior formando pornobres e líderes do povo que eram sorteados) onde eram emendadas para retornarà assembleia e ser aprovada pelos cidadãos. A aprovação se dava com a votaçãoque era feita com o levantamento do braço.Estrangeiros não podiam participar da Eclésia, pagavam taxa especial, prestavamserviço militar obrigatório e não podiam casar com mulheres atenienses. Os nomes dos indivíduosGraças a exploração das matérias-primas e tributos das cidades submetidas ao condenados aodomínio ateniense e ao trabalho escravo, Atenas conseguiu manter sua democracia ostracismo eram gravadose garantir a participação de seu povo, inclusive dos mais pobres, na vida política da em cacos de cerâmica,cidade. que foram encontrados pelos arqueólogos emOstracismo “...era uma forma de punição política empregada inicialmente pelos suas escavações. O termoatenienses. Significava a expulsão política e o exílio por um tempo de 10 anos. Seus é utilizado ainda hoje, parabens ficavam guardados na cidade e o exilado se tornava como se de fora fosse. Foi designar artistas quedecretado em Atenas no ano de 510 A.C. por Clístenes e foi posto em prática no ficaram longo tempo semano 487 A.C. como luta contra a tirania. produzir algum tipo deO político que houvesse proposto projetos e votações para beneficio próprio para arte, seja uma música,retornar para a tirania era candidato certo ao ostracismo.” (disponível em: poema etc.http://pt.wikipedia.org/wiki/Ostracismo acesso em 20 ago 2011).
  • 13. Turma da Mônica fala de Democracia!
  • 14. Educação em AtenasEm Atenas, no seu apogeu, o ensino era obrigatório e tinha afinalidade de formar cidadãos para defenderem a cidade e cuidardos assuntos públicos.Com os pedagogos, os meninos aprendiam lições de boasmaneiras. Aprendiam a ler, escrever e contar. Cantavam epraticavam esportes.Quando o jovem ateniense completava 18 anos deveria prestar oserviço militar por isso, seu aprendizado era principalmentevoltado para os exercícios físicos.As meninas não frequentavam os ginásios atenienses junto comos meninos, elas ficavam em casa, sob os cuidados de sua mãe, Pintura de vaso grego – cenacom a qual aprendiam a tecer, cuidar da casa e outros afazeres retrata jovens com seus mestres,domésticos. aprendendo música e a escrever.
  • 15. A religião na Grécia AntigaOs gregos eram politeístas, isto é, cultuavam vários deuses.FUNARI (2002, p. 57) esclarece que:“Para os gregos, os deuses interferiam, de forma direta, na vida doshomens, humildes mortais, comandando a natureza, participando navida de cada ser humano, zangando-se, premiando, retribuindo,manifestando-se sempre, por meio de trovões, sonhos, sortes e azares.”Os deuses da Grécia antiga tinham as mesmas características dos humanos,possuíam suas qualidades e defeitos, entretanto eram imortais e maispoderosos. Cada deus possuía um mito, um relato da história daquele deus,que era contado de geração a geração, servindo como objeto de culto entreas pessoas.No slide a seguir observe a hierarquia dos principais deuses da Grécia Hércules, o mito doantiga! semideus grego, ganhou versõesOs deuses, como Zeus, tiveram muitos descendentes que cuidavam de animadas, games e atédiversos aspectos da vida, tais como o comércio, o vinho, a beleza etc. filmes.Portanto, cada membro da família divina exercia uma função e possuía, alémda imortalidade, poderes especiais.Para honrar a Zeus os gregos disputavam os jogos olímpicos, a cada quatroanos, na cidade de Olímpia. Os atletas competiam em diferentesmodalidades, mas somente homens gregos poderiam participar, as mulheresnem poderiam assistir aos jogos, exceto a sacerdotisa de Deméter, irmã deZeus.Os gregos também acreditavam nos heróis, alguns considerados semideuses,como Hércules, o qual era filho de Zeus com uma mulher humana.
  • 16. Ciência e arte no pensamento grego antigoApesar dos mitos e das crenças nas divindades, muitos gregos criativos se questionavamacerca da origem do universo e tentavam explicar os fenômenos naturais e sociais a partir deregras e explicações lógicas.Os contatos estabelecidos pelos gregos com o Egito e a Mesopotâmia lhes ajudaram aformular teorias e leis que explicavam o funcionamento do universo. Assim nasce a geometria,a filosofia, a geografia dentre outras áreas do Saber. A partir da observação dos fenômenosnaturais e sociais os gregos passaram a explicá-los através da razão, capacidade humana deanalisar, refletir, criticar, concluir etc, e não mais somente como algo que acontecia pelavontade dos deuses.FILOSOFIA – Alegoria da caverna – Sócrates (condenado em 399 a. C.) – a busca pelaverdade e a essência da vida. “Uma vida sem indagação não vale a pena ser vivida”.
  • 17. Arte grega arcaica (esquerda) e a clássica (a direita).Diferente da arte oriental e egípcia, que representava seus reis e divindades imóveis, a artegrega irá valorizar o elemento humano, suas formas e músculos, o movimento. A arte gregaservirá de referência para o movimento artístico e intelectual denominado Renascimento, noséculo XIV d. C.As artes plásticas na Grécia Antiga tinham, basicamente, duas funções: decorar aarquitetura e pedir ou agradecer aos deuses.
  • 18. A guerra do Peloponeso e o império de Alexandre, o grande.Atenas e Esparta travaram uma longa guerra pelo controle das cidades-estadosda Grécia, que durou de 431 até 404 a. C., quando Atenas foi derrotada.A guerra resultou no enfraquecimento das cidades-estados gregas, houve adecadência da agricultura e do artesanato. Felipe, rei da Macedônia, começou aconquistar as cidades gregas, seu trabalho foi seguido por seu filho Alexandre, oqual formou um grande império que se estendia até a Índia.Com a morte de Alexandre o Império se desintegrou, mas a cultura helena foilevada a lugares distantes e estava presente em cada cidade fundada por ele noslocais que conquistou, as chamadas Alexandrias. No império de Alexandrediferentes culturas conviviam umas com as outras – gregos, egípcios,mesopotâmicos etc.A partir do século II a. C. as cidades gregas passaram a ser gradativamenteincorporadas por outro império – o romano. Oriundos da península itálica, ospastores e agricultores que fundaram uma cidade às margens do rio Tibreconstruíram um dos mais duradouros e grandiosos impérios da História. Busto do Imperador Alexandre, o Grande.
  • 19. Conquistas de Alexandre O rei da Macedônia, localizada a nordeste da Grécia, Filipe II, derrotou os gregos em 338 a. c. esubjugou as cidades-estados sob seu domínio. Com o assassinato do rei, Alexandre, seu filho, foi alçado ao trono. O jovem de 20 anos eraculto e tinha experiência política e militar, ele fora educado pelo grande filósofo grego Aristóteles,por ordem de seu pai. A partir de 334 a. C., Alexandre liderou um poderoso exército formado por macedônios e gregose iniciou uma expansão que resultou na conquista de regiões na Ásia Menor, Egito que estava sobo domínio dos persas, depois a própria Pérsia (atual Irã) foi conquistada por Alexandre, quederrotou o imperador persa Dario III. Após a conquista da Mesopotâmia, Alexandre tentou expandir ainda mais seus domínios noOriente, atingindo a Índia. Em 323 a. C. o imperador morreu, com 33 anos de idade, vítima de uma febre. Os seusgenerais começaram a disputar o poder entre si e o Império acabou dividido entre os líderesmilitares.“O legado de Alexandre, o GrandeAlexandre contribuiu para a difusão da cultura grega no Oriente. Suas conquistas aproximaramOcidente e Oriente, dando origem a uma nova cultura, a helenística, resultado da mistura dasculturas ocidental e oriental. Em grande parte, essa mistura foi estimulada pelo próprio Alexandre,que além de ser tolerante em relação à religião e cultura dos povos conquistados, incentivava queos homens do exército se casassem com mulheres orientais. Ele próprio deu o exemplo, casando-se com três princesas persas. Ele teve dois filhos: um com uma de suas esposas e o outro comuma de suas concubinas.” (Disponível on-line em: http://educacao.uol.com.br/historia/alexandre-o-grande-como-o-rei-da-macedonia-construiu-seu-imperio.jhtm acesso em 05 jun 2011).
  • 20. A extensão do Império de Alexandre
  • 21. Mosaico encontrado na cidade italiana de Pompéia, retrata abatalha de Alexandre contra Dario III, em 331 a. C.
  • 22. Os jogos Pan-Helênicos – Principal: Jogos Olímpicos, realizadoem OlímpiaMuitas cidades gregas organizavam os jogos, de quatro em quatro anos, para honraros deuses.Os atletas competiam individualmente, caso vencessem sua cidade ganhava glória.Mesmo as cidades que encontravam-se em estado de guerra cessavam o conflitopara participarem dos jogos. A cidade que organizava os jogos ficava movimentada: Barracas eram armadas e aspessoas dormiam ao ar livre, comerciantes vendiam cavalos, odres de vinho, comida,amuletos etc. Poetas e artistas apresentavam e vendiam seus trabalhos. Além de festareligiosa os jogos eram feiras.O povo acompanhava nos estádios as disputas dos atletas nas seguintesmodalidades:Corrida, saltos, lançamento de disco e dardo, corridas de cavalos e carros e boxe.Era comum os atletas competirem nus, pois os gregos acreditavam que essa era aforma ideal para se exercitarem. Eles também se orgulhavam da boa forma física erepudiavam corpos flácidos. Esse apreço pela aparência se refletiu na escultura grega,nas quais os homens são representados fortes e com músculos definidos. Namitologia grega diversos heróis também se destacarão por sua valentia e força física.Premiação para os atletas vitoriosos nos jogos:Recebiam coroas com folhas de oliveira ou louro;100 ânforas de azeite de oliva;Peles e escudos;A cidade homenageava o atleta com uma estátua e desfile;A cidade fornecia alimento gratuito para o atleta vencedor e não lhe cobravaimpostos e, claro, poderia premiá-lo com dinheiro.
  • 23. A importância da Grécia Antiga para a nossa vida!Por que estudamos a História dos Gregos, mesmo tendo se passado há mais de 2.000anos atrás? Herdamos da Grécia Antiga muitos de seus valores, portanto, a cultura grega estápresente em nosso dia a dia, ainda hoje. Compreendê-la é fundamental para acompreensão de nossa realidade social, ao passo que valorizamos os feitos de nossosantepassados e o legado que eles deixaram para nós!Viu só? Estudar História é viver! Veja como os ideais e valores gregos estão bem vivosainda hoje, bem próximo de cada um de nós.Observe os slides a seguir:
  • 24. A arte e o ideal de beleza dos gregos ainda estão presentes na sociedadeEntretanto devemos ter o cuidado para não nos apegarmos ao ideal de belezados gregos e pensar que ele é o único modelo que assegura beleza, saúde esucesso para as pessoas. Ninguém precisa ser belo, aos moldes dos gregos, para ser feliz e amado.Assim sendo, respeitar as diferenças artísticas, físicas e culturais são o caminhocerto para vivermos bem com a diversidade presente em nossa sociedade.
  • 25. A arte e o ideal de beleza dos gregos ainda estão presentes na sociedade  Na arte temos diversos exemplos dos ideais gregos, tais como a valorização da beleza e da boa forma física dos seres humanos pintados e esculpidos pelos artistas. Ainda hoje, costumamos achar belo aquela obra de arte que se aproxime da realidade, os artistas e pensadores do Renascimento Cultural do século XV também achavam isto, pois eles se inspiravam nos modelos criados pela cultura grega e depois romana, que conhecemos como “clássica”. Independê ncia ou morte (1888). Pedro Américo.Mona Lisa (1503-1506), Davi (1507), Michelangelo.Leonardo da Vinci. Pescando (1894), Almeida Júnior.
  • 26. A arte e o ideal de beleza dos gregos ainda estão presentes na sociedadePor que tantas pessoas frequentam uma academia e lá passam várias horas deseu dia se exercitando? Ora, os gregos, há mais de 2.000 anos atrás, já tinham aspreocupações estéticas que temos hoje, ou seja, preocupavam-se com a saúde,com a força, com a beleza física. Foi na Grécia Antiga que nasceu a ginástica,para modelar e fortalecer os corpos dos soldados gregos. Caso uma pessoa nãotivesse estes atributos ela não estaria de acordo com os padrões estéticosestabelecidos pela cultura vigente. Ainda hoje pensamos assim... “só é bonitoquem é forte, quem tem “barriga de tanquinho.” Novamente adotamos o padrãodos gregos, só que as vezes não percebemos que ele foi criado há milhares deanos atrás.
  • 27. Os valores dos gregos também estão presentes na políticaSem dúvida, uma das maiores contribuições dos gregos antigos para o Mundo Ocidentalfoi a criação de um sistema político e governamental que permite o povo de uma cidade ounação participar das decisões que envolvem a vida coletiva. Estamos falando daDEMOCRACIA. Graças a ela, vivemos em uma sociedade que garante alguns direitosfundamentais para os seus cidadãos, tais como, os direitos à vida, liberdade, igualdade, àpropriedade, votar e ser votado, etc.Assembleia da Grécia A era de Péricles (1853),Antiga. Phillipp von Foltz. Democracia no Brasil atual. Os cidadãos elegem seus representantes para o poder Executivo e Legislativo.
  • 28. Literatura e muita cultura! Os gregos também nos deixaram uma vasta riqueza cultural, a obra Ilíada eOdisséia, por exemplo, escritas pelo mítico poeta Homero no século IX a. C.,atravessaram gerações e nos contam lindas histórias sobre a vida dos gregos,aventuras e guerras, como a lendária batalha de Tróia. As obras dos gregos foram recontadas diversas vezes, em revistas emquadrinhos, readaptadas em livros e foram parar nos cinemas. O teatro também foi uma importante manifestação artística e cultural dosgregos antigos. As peças teatrais exaltavam os deuses e muitas delas abordavamtemas políticos.Observe os exemplos abaixo: Teatro de Dionísio, em Filme baseado na Obra Atenas. Ilíada, de Homero, produzido em 2004.
  • 29. Bibliografia básicaFUNARI, Pedro Paulo. Grécia e Roma. São Paulo: Contexto, 2002.Grécia clássica. Biblioteca de história universal life. Rio de Janeiro: JoséOlympio Editora. [S.D.]

×