2136 256 dos

163 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
163
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

2136 256 dos

  1. 1. O QUE É MS-DOS? MS-DOS quer dizer Microsoft Operating System (Sistema Operacional de Disco). Como vocês puderam observar pelo nome, a empresa que criou esse Sistema Operacional foi a Microsoft, o MS-DOS foi o primeiro S.O (Sistema Operacional) criado pela Microsoft com o intuito de permitir ao usuário fazer todas as tarefas necessárias para o funcionamento do computador. O MS-DOS é um S.O de linha de comando, ou seja funciona através de comandos digitados por você, pelo fato do MS-DOS ter origem americana, a maioria dos seus comandos estão na língua inglesa. Apesar de parecer que o S.O MS-DOS caiu em desuso, eu descordo, pois muitas vezes principalmente na hora de instalar o próprio Windows, preparar um hd para receber dados, particionar, tudo isso eu faço através do MS-DOS. O MS-DOS caracteriza-se por uma tela preta onde inicialmente esta escrito o local onde você esta, seguido do símbolo > (maior) e com um _ (sublinhado) que no DOS recebe o nome de cursor intermitente (piscante). Exemplo: C:>_ COMANDOS MAIS USADOS NO DOS. Os comandos que aqui serão listados, são os que você mais utilizara no uso do S.O MS-DOS. Abaixo estão listados os comandos mais usados, os comandos de diretório você verá em mais profundamente em um capítulo a parte. DIR Comando usado para listar os arquivos de determinado diretório. Para utilizar o comando dir basta digitar dir. Exemplo: C:>Dir {Neste exemplo serão listados todos os arquivos incluindo diretórios (pastas) contídos na unidade C:} C:WindowsSystem32> {Neste caso serão listados todos os arquivos contidos no diretório System32 por que você está posicionado dentro do diretório System32 que por sua vez está dentro do diretório Windows que está na unidade C:} Para visualizar o conteúdo que está dentro de de um determinado diretório sem precisar entra nele, basta que você digite DIR seguido do caminho para chegar ao local. Dir [unidade:] [diretórios e sub-diretórios] Exemplo:
  2. 2. Quero vizualizar o conteúdo do diretório Windows, sendo que estou posicionado na raiz da unidade C: C:> Para tal devo digitar ao lado de C:> o comando Dir C:Windows Pronto será listado o conteúdo do diretório Windows. Parâmetros do comando DIR Parâmetros são combinações de comandos para melhorar a forma que um determinado comando irá fazer uma tarefa. No caso do comando DIR os parâmetros mais utilizados são /w e /p. /S - Exibe o conteúdo do diretório na tela em colunas /P - Caso o diretório tenha muitos arquivos que não podem ser exibidos em uma única tela, usando o comando dir ele irá listar todos de uma vez, sem que haja tempo de você ler o nome dos arquivos, para isso devemos utilizar o parâmetro /p que pausa a tela toda vez que é preenchida por nomes de arquivos, prescionando qualquer tecla ele mostra a lista dos próximos arquivos, isso irá se repetir até que todos os arquivos tenham sido exibidos. Utilização: C:>Dir/w {Este comando vai me mostrar os arquivos contidos na unidade C: em colunas} CWindows>Dir/p {Este comando vai me mostrar os arquivos do diretório Windows pausando a tela toda vez que os nomes dos arquivos encherem a tela} Também podemos utilizar a combinação dos dois parâmetros: C:Windows>Dir/w/p {Irá listar os arquivos da pasta Windows em colunas e pausando a tela quando a mesma for preenchida}. CD Comando usado para entrar e sair de um diretório. Para entrarmos em um diretório devemos utilizar o comando CD seguido do nome do diretório. Exemplo: C:> CD Windows {Com este comando irei entrar na pasta Windows localizada na unidade C:} C:> CD C:WindowsSystem32 {Vai direto pra pasta System32 sem precisar estar posicionado dentro da pasta Windows} . Para retornarmos ao diretório anterior ao que estamos localizado devemos utilizar o comando cd da seguinte forma. CD.. Exemplo: C:WindowsSystem32>cd.. {Volta para o diretório Windows} Para voltarmos a raiz da unidade devemos utilizar o comando cd da seguinte forma. CD Exemplo: C:WindowsSystem32> CD {Esse comando irá nos posicionar na undade C:, sem precisar ir digitando CD.. para chegar até ela}. MD Comando usado para criar um diretório. Para criarmos um diretório devemos utilizar o comando md da seguinte forma. MD nome_do_diretório Exemplo C:>MD Aula1 {irá criar o diretório Aula1 na unidade C:} C:>MD C:Aula1teste {irá criar o diretório teste dentro da pasta Aula1 sem precisarmos nos posicionar dentro da pasta Aula1}. C:> MD pasta1 pasta2 pasta3 {Isso irá criar três diretórios ao mesmo tempo com o nome de pasta1 pasta2 e pasta3}. REN Comando usado para renomear um arquivo ou diretório, também podemos digitar rename em lugar de ren. Devemos utilizar o comando REN da seguinte forma. Ren nome do diretório. Exemplo para renomear diretório Ren Pasta1 diretorio {Renomeia Pasta1 para diretorio} ou
  3. 3. Rename Pasta1 diretorio {Renomeia Pasta1 diretorio} Para renomear um arquivo devemos proceder da seguinte forma. Ren arquivo.extensão Exemplo Ren aula1.txt msdos.txt {Renomeia o arquivo aula1 do tipo texto para msdos do tipo texto}. RD Comando usado para apagar um diretório. Devemos utilizar o comando RD da seguinte forma. RD nome do diretório. Exemplo C:>RD Aula1 {Apaga o diretório Aula1 dentro da unidade C:} OBS: O comando RD só irá apagar um diretório caso o mesmo não contenha nenhum arquivo ou sub-diretório. PARÂMETROS DO COMANDO RD Para apagarmos um diretório que contenha arquivos e sub-diretórios dentro dele devemos utilizar o seguinte parâmetro /s. Exemplo C:>RD arquivos/s {Apaga todos os arquivos da pasta arquivos e logo depois apaga a pasta} DEL Comando usado para apagar um ou mais arquivos. O comando DEL deve ser usado da seguinte forma. Del nome do arquivo.extensão Exemplo C:>Del aula1.txt {Apaga o arquivo aula1.txt da unidade C:} Para apagarmos mais de um arquivo ao mesmo tempo o comando Del deverá ser usado da seguinte forma. Del arquivo1.extensão arquivo2.extensão n_arquivos.extensão. Exemplo C:>Del aula1.txt imagem.bmp aula2.txt {Esse comando irá apagar de uma unica vez os três arquivos expecificados: aula1.txt, imagem.bmp, aula2.txt} Para apagarmos muitos arquivos de uma unica extenção utilizaremos o caracter curiga * (asterisco), para isso devemos utilizar o comando Del da seguinte forma. Del *.extensão Exemplo Apagar todos os arquivos texto (com extensão txt da unidade C:). C:>Del *.txt COPY Comando usado para copiar um ou mais arquivos. Devemos utilizar o comando COPY da seguinte forma. Copy arquivo.extensão Destino Exemplo: C:>Copy aula1.txt A: {Copia o arquivo aula1.txt para a unidade A: (unidade A: é o disquete)} Para copiarmos mais de um arquivo devemos utilizar o comando Copy da seguinte forma. Copy arquivo1.extensão arquivo2.extensão n_arquivos.extensão Destino: Exemplo Copiar os arquivos que estão na unidade C: Aula1.txt, imagem.bmp e aula2.txt para a unidade A: C:>Copy aula1.txt imagem.bmp aula2.txt A: XCOPY XCOPY é um comando usado para copiar vários arquivos que estejam dentro de vários diretórios. Deve ser utilizado da seguinte forma. XCOPY nome do diretório onde estejam os arquivos Destingo: Exemplo. Copiar todos os arquivos que estejam dentro do diretório Curso e os arquivos localizados dentro do
  4. 4. sub-diretório Aulas que está dentro do diretório Curso para a unidade A:. C:>xcopy Curso A: {Copia todos os arquivos que estiverem dentro das pastas Curso e Aulas para a unidade A:} OBS: XCOPY APENAS COPIA OS ARQUIVOS E NÃO OS DIRETÓRIOS E SUB-DIRETÓRIOS. Para copiarmos um diretório com todos os seus subd-diretórios e arquivos devemos utilizar o parâmetro /s. Exemplo Copiar o diretório Curso com todos os seus arquivos e sub-diretórios. C:>XCOPY/S Curso A: {Copia o diretório Curso com todo o seu conteúdo para a unidade A:} OBS: O parâmetro /s não copia diretórios vazios. MOVE O comando move é utilizado para mover arquivos e diretórios. Deve ser usado da seguinte forma. Para mover arquivos. Move arquivo1.extensão Destino: Exemplo Mover o arquivo aula.txt para a unidade A (Disquete). Move aula1.txt A: Para mover diretórios. Move diretorio Destino: Exemplo Mover o diretório Curso para o disquete Move Curso A: FORMAT Apaga todo o conteúdo de uma unidade e prepara ela para receber novos arquivos, cuidado com este comando pois uma vez formatada a unidade padrão do sistema você perde tudo, inclusive o S.O intalado nela, dizemos que ao formatar estamos "zerando" o HD. O comando FORMAT deve ser usado da seguinte forma. Format Unidade: Exemplo Format A: {Formata a unidade A:} Format C: {Formata a unidade C:} O processo de formatação pode levar alguns minutos dependendo do tamanho da unidade a ser formata, caso você esteja com muita pressa podemos utilizar o parâmetro /q para usarmos a formatação rápida. Deve ser utilizado da seguinte forma. Format Unidade:/q Exemplo. Format A:/q {Usa a formatação rápida para formatar a unidade A:} Format C:/q {Usa a formatação rápida para formatar a unidade C:} OBS: Ao formatar a unidade do sistema geralmente a unidade C: você perde tudo, isso fará com que ao reinicializar o computador ele acuse um erro do tipo: "System Operation not found" ou "Sistema Operacional não encontrado/localizado". Para que ao reinicializar o computador você tenha os comandos básicos do MS-DOS instalado você deve formatar a unidade principal da seguinte forma. Format C:/s Esse comando irá copiar o sistema de comandos para o HD após a formatação. EDIT Editor padrão do MS-DOS. Para utilizarmos o Edit basta digitar edit. Para uma melhor utilização devemos utilizar o comando edit seguido do nome do arquivo e sua extensão, geralmente do tipo texto ou bat.
  5. 5. Exemplo. C:>Edit aula1.txt {Devemos observar que o arquivo aula1.txt será criado na unidade C: pois estamos posicionado dentro dela.} C:Windows>Edit aula2.txt {Cria o arquivo aula2.txt dentro da pasta Windows, pois estamos posicionado dentro dela}. TYPE Comando usado para visualizar arquivos de texto sem precisar abri-los com o edit. O comando Type deve ser usado da seguinte forma. Type nomedoarquivo.extensão. Exemplo. Visualizar o arquivo aula1.txt na tela do MS-DOS. C:>Type aula1.txt CLS Serve para limpar a tela do MS-DOS, preste atenção esse comando apenas limpa a tela, não apaga nenhum arquivo do disco. COMANDOS PARA MANIPULAÇÃO DE DIRETÓRIOS. Agora serão apresentadas algumas dicas e serão revistos alguns comandos a respeito da manipulação de diretórios. CRIAR VÁRIOS DIRETÓRIOS AO MESMO TEMPO. MD diretorio1 diretorio2 diretorio3 n_diretorios Exemplo. Criar os diretórios Aulas Alunos e Notas dentro da unidade A: Estra extrutura será obtida digitando os seguintes comandos: A: {Para entrar na unidade A (drive de disquete) } MD Aulas Alunos Notas {Irá criar as pastas Aulas Alunos e Notas na unidade A} ENTRANDO EM UM DIRETÓRIO E MUDANDO DE UNIDADE. Vamos entrar dentro do diretório aulas criado dentro da unidade A: Para isso devemos digitar. A: {Para entrar na unidade A: caso você já esteja nela não a necessidade de entrar novamente} CD Aulas {CD Aulas irá nos colocar dentro do diretório Aulas} Para mudarmos de unidade basta que você digite sua respectiva letra seguida de : (dois pontos). Exemplo: A: {Entra na unidade A} C: {Entra na unidade C} D: {Entra na unidade D} CRIANDO SUB-DIRETÓRIOS.
  6. 6. Sub-Diretórios nada mais são do que diretórios dentro de diretórios (para uma melhor visualização imagine no Windows Pastas dentro de Pastas). Para isso devemos entrar dentro do diretório que queremos criar os novos diretórios. Exemplo: Vamos criar dentro da pasta aulas os diretórios Usuario1 e Usuario2 Para isso devemos já estarmos dentro da unidade A: Então: CD Aulas {Para entrarmos dentro do diretório Aulas} MD Usuario1 Usuario2 {Serão criadas as pastas Usuario1 e Usuario2 dentro do diretório Aulas} EXCLUINDO DIRETÓRIOS VAZIOS Para excluírmos um diretório que esteja vazio devemos digitar RD. Exemplo. Vamos apagar o diretório Usuario2 criado anteriormente, para isso seguiremos os seguintes passos: A: {Entra na unidade A} CD Aulas {Entra no diretório Aulas, preste atenção se você estiver dentro do diretório Aulas e digitar o comando CD Aulas ele irá dar erro "O sistema não pode encontrar o caminho especificado" por que não há nenhum sub-diretório com o nome Aulas dentro do diretório Aulas, caso você já esteja no diretório aulas não precisa digitar novamente o comando CD Aulas} RD Usuario2 {Com esse comando apagaremos o diretório Usuario2, repare que para apagar um diretório não se deve estar dentro dele, como foi o caso não entramos dentro do diretório Usuario2 para apaga-lo} EXCLUINDO DIRETÓRIOS COM ARQUIVOS E SUBDIRETÓRIOS Para excluírmos qualquer diretório que contenha em seu interior sub-diretórios ou qualquer tipo de arquivo devemos utilizar o comando RD/S. Exemplo Vamos Apagar o diretório Aulas da unidade A, como podemos observar o diretório Aulas contém apenas o sub-diretório Usuario1, pois o sub-diretório Usuario2 foi apagado no exemplo anterior. Por conter um sub-diretório em seu interior não podemos utilizar somente o comando RD mas sim atribuir o parâmetro /s, ficando RD/S. A: {Entra na unidade A} RD/S {Aulas, esse comando irá apagar o diretório aulas e seu subdiretório Usuario1} COPIANDO E MOVENDO DIRETÓRIOS. Para se copiar um diretório apenas devemos digitar XCOPY/S e o local de destino, por exemplo copiar o diretório Alunos da unidade A para a unidade C. Devemos seguir o seguintes passos. A: {Entra na unidade A} Xcopy/s Alunos C: {Copia a pasta Alunos da unidade A para a unidade C}. Para mover o diretório os passos descritos anteriormente são todos válidos apenas devemos trocar o comando XCOPY/S pelo comando MOVE. CD
  7. 7. Se você esta acompanhando o Curso de MS-DOS passo-à-passo já deve saber que o comando CD pode ser usado das seguintes formas, cada qual executa uma função diferente: CD no do diretório {Entra em um diretório} CD.. {Retorna ao diretório anterior ao que você está} CD {Caso você já tenha entrado em vários sub-diretórios e queria voltar ao diretório raiz, seria muito cansativo digita CD.. até chegar a raiz da unidade, para não precisar executar CD.. repetidamente basta digitar CD que ele retorna para a raiz da unidade. TREE Tree é um comando que lista os diretórios de uma unidade e os sub-diretórios da mesma. O comando Tree deve ser usado, digitando-se apenas Tree na linha de comando. OBS: Ao contrário do Edit que mostra apenas arquivos do diretório que você pedir, o Tree não mostra os arquivos apenas os diretórios e sub-diretórios da unidade. COMANDOS PARA CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA. Aqui serão demonstrados comandos simples para uma melhor utilização do MS-DOS. TIME Exibe a hora do sistema e permite altera-la, caso nenhuma alteração tenha que ser feita basta prescionar enter. DATE Mostra a data do sistema e permite altera-la, caso nenhuma alteração tenha que ser feita basta prescionar enter . FDISK Comando usado para particionar o Disco. FORMAT Apaga o conteúdo do disco e/ou prepara para receber informações ARQUIVOS DE LOTES. Os arquivos de lotes podem ser considerados pequenos programas criados para executar uma série de comandos programados. Exemplo: Imagine que você queira criar diretórios e sub-diretórios identicos em vários computadores, para você não ter que digitar os comandos para criar a extrutura de diretórios em cada computador, você cria um arquivo de lote (que possui a extensão .bat), digita os comandos desse arquivo de lote e salva-o no disquete, depois basta digitar na linha de comando o nome que você deu para o arquivo que todos os diretórios e sub-diretórios serão criados automaticamente. EXEMPLO DE SITUAÇÃO A SER CRIADO UM ARQUIVO DE LOTE: Você tem que criar a seguinte extrutura de diretórios na unidade C em todos os computadores. Provavelmente você iria digitar os seguintes comandos em todos os computadores: C: {Vai para a unidade C} CD {Vai para a rai da unidade caso não esteja} MD Aulas Alunos Notas {Cria os diretórios Aulas, Alunos e Notas}
  8. 8. CD Aulas {Entra no diretório Aulas} MD Usuario1 Usuario2 {Cria os diretórios Usuario1 e Usuario2 dentro do diretório Aulas} CD {Volta para a raiz da unidade} Imagine você ter que digitar esses mesmos comandos em 30 computadores, seria uma tarefa chata e cansativa. Para resolver esse problema criaremos um arquivo de lote. O arquivo de lote deve ter para uma melhor visualização a seguinte extrutura: @echo Texto avisando o usuário do que será feito {Não é obrigatório, mas é de bom tom} @Pause {Pausa a tela até que seja prescionada uma tecla} Comando1 {Um comando qualquer} Comando2 {Um comando qualquer} Comando3 {Um comando qualquer} n_comandos {Poderá ser digitado quantos comandos forem necessários para o término da tarefa, mas um em baixo do outro} Usando o exemplo de diretórios e sub-diretórios usado no inicio desse tutorial, vamos criar um arquivo de lote que crie a extrutura automaticamente, sendo necessário digitar apenas o nome do arquivo criado. Exemplo. Vamos criar o arquivo dentro da unidade A (disquete). A: {Vamos para a unidade A} Edit diretorios.bat {abre o editor de texto do DOS e salva o arquivo diretorios.bat no disquete} @echo SERA CRIADO UMA EXTRUTURA DE DIRETORIOS NA SUA UNIDADE C {mostra a mensagem} @Pause C: {Sai do disquete e vai para a unidade C:} CD {Caso o usuário estivesse posicionado em um diretório na unidade C antes de ir para a unidade A, ele ira posicionar o usuario na raiz da unidade C, caso o comando não seja usado ele volta para o diretório que o usuário estava antes de entrar na unidade A} MD Aulas Alunos Notas {Cria os diretórios Aulas, Alunos e Notas na raiz da unidade C} CD Aulas {Entra no diretório Aulas} MD Usuario1 Usuario2 {Cria os diretórios Usuario1 e Usuario2 dentro do diretório Aulas} CD {Volta para a raiz da unidade C} CLS {Limpa a tela} @echo A EXTRUTURA DE DIRETÓRIOS FOI CRIADA {mostra a mensagem} Agora vai até a opção arquivo do edit e salve o arquivo. Agora toda vez que precisarmos criar aquela extrutura de diretórios basta que coloquemos o disquete no computador que será criado a extrutura, entrar na unidade A e digitar o nome do arquivo, que no exemplo é diretorios.bat, ao executar esse arquivo as extruturas serão criadas, sem a necessidade de digitar os comandos. OS COMANDOS: @echo {Este comando permite que você digite uma mensagem para aparecer na tela} @echo Pause {Este comando da uma pausa, até que uma tecla seja prescionada, quando for prescionada é executado os comandos contidos no arquivo}
  9. 9. EXERCÍCIOS PARA APRENDIZAGEM. Os exercícios elaborados aqui servevem como guia para você treinar os comandos do MS-DOS. É recomendado que você possua um disquete vazio, pois os exercícios terão como unidade base a unidade A. EXERCÍCIO 1 Criar a seguinte extrutura de diretórios na unidade A. RESOLUÇÃO A: {entrei na unidade A (disquete) } MD Curso Alunos Provas {Criei na raiz da unidade A, os diretórios Curso, Alunos e Provas} CD Curso {Entrei no diretório Curso} MD Salas {Criei o sub-diretórios Salas dentro do diretório Curso} CD Salas {Entrei no diretório Salas} MD Sala1 Sala2 Sala3 {Criei os diretórios Sala1, Sala2 e Sala3} CD {Voltei ao diretório raiz, unidade A, que contém os diretórios Curso, Alunos e Provas} CD Alunos {Entrei no diretório Alunos} MD Chamada {Criei o sub-diretório Chamada dentro do diretório Alunos} CD.. {Voltei para o diretório raiz, unidade A:, que contém os diretórios Curso, Alunos e Provas} CD Provas {Entrei dentro do diretório Provas} MD Materias {Criei o sub-diretório Materias dentro do diretorio Provas} CD Materias {Entrei dentro do diretório Materias} MD 1 2 3 {Criei os sub-diretórios 1, 2 e 3 dentro do diretório Materias} CD 1 {Entrei no sub-diretório 1} MD Nota1{Criei o sub-diretório dentro do diretório 1} CD.. {Voltei para o diretório Materias que contém os sub-diretórios 1, 2 e 3} CD 2 {Entrei no sub-diretório 2} MD Nota2 {Criei o sub-diretório Nota2 dentro do diretório 2} CD.. {Voltei para o diretório Materias que contém os sub-diretórios 1, 2 e 3} CD 3 {Entrei no sub-diretório 3} MD Nota3 {Criei o sub-diretório Nota3 Dentro do diretório 3} CD {Voltei para a raiz da unidade A} CLS {Pedi para limpar a tela} Tree {Pedi o desenho da extrutura de diretórios, compare com o desenho acima, se estiver parecido parebéns você conseguiu}.

×