• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Substantivos e adjetivos   atividades comentadas
 

Substantivos e adjetivos atividades comentadas

on

  • 6,087 views

 

Statistics

Views

Total Views
6,087
Views on SlideShare
6,087
Embed Views
0

Actions

Likes
2
Downloads
77
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Substantivos e adjetivos   atividades comentadas Substantivos e adjetivos atividades comentadas Document Transcript

    • Substantivos e adjetivos - gabarito comentado01) Coloque os substantivos abaixo no plural de acordo com as regras de flexão dosnomes compostos:a) couve-flor: couves-flores / couves-florSubstantivo composto formado por dois substantivos: ambos variam, a não ser que osegundo indique tipo ou finalidade do primeiro. Nesse caso, há dois plurais: ambos ousomente o primeiro: couves-flores e couves-flor. Há, porém, exceções: o Volp registrasomente navios-escola e bananas-ouro.b) obra-prima: obras-primasSubstantivo composto formado por substantivo + adjetivo: ambos variam.c) guarda-chuva: guarda-chuvasSubstantivo composto formado por verbo + substantivo ou por qualquer palavrainvariável + substantivo: somente o substantivo varia. O vocábulo “guarda”, nosubstantivo em questão é verbo.d) sempre-viva: sempre-vivasSubstantivo composto formado por palavra invariável + substantivo: somente osubstantivo varia. O vocábulo “sempre” é advérbio, por isso, invariável.e) pão de ló: pães de lóSubstantivo formado por três elementos, dos quais o segundo é uma preposição:somente o primeiro varia. O vocábulo “de” é uma preposição.A Reforma Ortográfica eliminou o hífen das locuções em geral, a não ser que a palavrarepresente espécie zoológica ou botânica, por isso o substantivo composto pão-de-lópassou a ser escrito “pão de ló”, e o plural, “pães de ló”. Algumas palavras, porém,mantiveram o hífen. São elas: água-de-colônia, arco-da-velha, cor-de-rosa, mais-que-perfeito, pé-de-meia.f) pé de cabra: pés de cabraSubstantivo formado por três elementos, dos quais o segundo é uma preposição:somente o primeiro varia. O vocábulo “de” é uma preposição.A Reforma Ortográfica eliminou o hífen das locuções em geral, a não ser que a palavrarepresente espécie zoológica ou botânica, por isso o substantivo composto pé-de-cabra passou a ser escrito “pé de cabra”, e o plural, “pés de cabra”. Algumas palavras,porém, mantiveram o hífen. São elas: água-de-colônia, arco-da-velha, cor-de-rosa,mais-que-perfeito, pé-de-meia.Há também a palavra “pé-de-cabra”, outro nome de “salsa-da-praia”, espéciebotânica. O seu plural é o mesmo: pés-de-cabra, salsas-de-praia.g) amor-perfeito: amores-perfeitosSubstantivo composto formado por substantivo + adjetivo: ambos variam.h) navio-escola: navios-escolaSubstantivo composto formado por dois substantivos: ambos variam, a não ser que osegundo indique tipo ou finalidade do primeiro. Nesse caso, há dois plurais:ambos ou somente o primeiro. Há, porém, exceções: o Volp registra somentenavios-escola e bananas-ouro.i) salário-família: salários-família / salários-famílias
    • Substantivo composto formado por dois substantivos: ambos variam, a não ser que osegundo indique tipo ou finalidade do primeiro. Nesse caso, há dois plurais: ambosou somente o primeiro: salários-família e salários-famílias. Há, porém,exceções: o Volp registra somente navios-escola e bananas-ouro.j) banana-prata: bananas-prata / bananas-pratasSubstantivo composto formado por dois substantivos: ambos variam, a não ser que osegundo indique tipo ou finalidade do primeiro. Nesse caso, há dois plurais: ambosou somente o primeiro: bananas-prata e bananas-pratas. Há, porém,exceções: o Volp registra somente navios-escola e bananas-ouro.l) tenente-coronel: tenentes-coronéisSubstantivo composto formado por dois substantivos: ambos variam, a não ser que osegundo indique tipo ou finalidade do primeiro. Não é o que ocorre com “tenente-coronel”, por isso ambos variam: tenentes-coronéis.m) bate-boca: bate-bocasSubstantivo composto formado por palavra invariável + substantivo: somente osubstantivo varia. O vocábulo “bate” é verbo, por isso, invariável.n) abaixo-assinado: abaixo-assinadosSubstantivo composto formado por palavra invariável + adjetivo: somente o adjetivovaria. O vocábulo “abaixo” é advérbio, por isso, invariável.o) guarda-roupa: guarda-roupasSubstantivo composto formado por verbo + substantivo ou por qualquer palavrainvariável + substantivo: somente o substantivo varia. O vocábulo “guarda”, nosubstantivo em questão é verbo.p) joão-de-barro: joões-de-barroSubstantivo formado por três elementos, dos quais o segundo é uma preposição:somente o primeiro varia. O vocábulo “de” é uma preposição.A Reforma Ortográfica eliminou o hífen das locuções em geral, a não ser que a palavrarepresente espécie zoológica ou botânica. O substantivo composto “joão-de-barro”representa espécie zoológica, por isso mantém o hífen.q) mula sem cabeça: mulas sem cabeçaSubstantivo formado por três elementos, dos quais o segundo é uma preposição:somente o primeiro varia. O vocábulo “sem” é uma preposição.A Reforma Ortográfica eliminou o hífen das locuções em geral, a não ser que a palavrarepresente espécie zoológica ou botânica, por isso o substantivo composto mula-se-cabeça passou a ser escrito “mula sem cabeça”, e o plural, “mulas sem cabeça”.Algumas palavras, porém, mantiveram o hífen. São elas: água-de-colônia, arco-da-velha, cor-de-rosa, mais-que-perfeito, pé-de-meia.02) A alternativa em que o plural dos nomes compostos está empregado corretamenteé:a) pé de moleques / beija-flores / navios-escolab) pés de moleques / beija-flores / navios-escolasc) pés de moleque / beija-flores / navios-escolad) pé de moleque / beijas-flores / navios-escolae) pés de moleque / beija-flores / navios-escolasPé de moleque: pés de moleque
    • Substantivo formado por três elementos, dos quais o segundo é uma preposição:somente o primeiro varia. O vocábulo “de” é uma preposição.A Reforma Ortográfica eliminou o hífen das locuções em geral, a não ser que a palavrarepresente espécie zoológica ou botânica, por isso o substantivo composto pé-de-moleque passou a ser escrito “pé de moleque”, e o plural, “pés de moleque”. Algumaspalavras, porém, mantiveram o hífen. São elas: água-de-colônia, arco-da-velha, cor-de-rosa, mais-que-perfeito, pé-de-meia.Beija-flor: beija-floresSubstantivo composto formado por verbo + substantivo ou por qualquer palavrainvariável + substantivo: somente o substantivo varia. O vocábulo “beija”, nosubstantivo em questão é verbo.Navio-escola: navios-escolaSubstantivo composto formado por dois substantivos: ambos variam, a não ser que osegundo indique tipo ou finalidade do primeiro. Nesse caso, há dois plurais: ambosou somente o primeiro: couves-flores e couves-flor. Há, porém, exceções: oVolp registra somente navios-escola e bananas-ouro.03) Qual o plural de Qualquer capitão-mor português? • Qualquer: única palavra da língua em que o plural é feito em seu interior: quaisquer, por ser a junção de qual com quer. • Capitão-mor: substantivo composto formado por substantivo + adjetivo, por isso ambos ficam no plural: capitães-mores. Mor é a forma reduzida de maior. • Português: como todo adjetivo pátrio terminado em –ês, o plural éportugueses.04) Qual o plural de O cristão vê, no cesto, apenas um peixinho e um pãozinho. • Cristão: plural: cristãos, como ocorre com pagãos, cidadãos eartesãos. • Vê: eles veem. Os verbos crer, dar, ler e ver têm a duplicação do ena terceira pessoa do plural, sem acento. A Reforma Ortográfica eliminou o acento da terminação –eem. • Pãozinho: substantivo no diminutivo terminados em zinho se pluralizam da seguinte maneira: separa-se o substantivo do sufixozinho: pão + zinho; coloca- se o substantivo no plural: pães: juntam-se os dois elementos novamente, colocando o s no final da palavra:pãezinhos.O plural da frase, então é Os cristãos veem, nos cestos, uns peixinhos e unspãezinhos.05) Qual o plural incorreto? • Cidadão – cidadões • Cônsul – cônsules • Projetil – projetis • Corrimão – corrimões • Olho de sogra – olhos de sogra Cidadão: plural: cidadãos, como ocorre com pagãos, cristãos eartesãos. Cônsul: plural: cônsulesProjetil: plural: projetis. Há duas maneiras – ambas adequadas – de se usar a palavracujo significado é corpo disparado por uma arma: projetil, palavra oxítona (a sílabatônica é a última (til), cujo plural é projetis(oxítona novamente), e projétil, palavraparoxítona (a sílaba tônica é a penúltima (jé), cujo plural é projéteis (paroxítona
    • novamente). O mesmo acontece com réptil: tanto pode ser oxítona – reptil – quantoparoxítona – réptil. Plural: reptis e répteis.Corrimão: plural: corrimões.Olho de sogra: plural: olhos de sogra. Substantivo composto formado por substantivo+ preposição + substantivo tem a formação do plural com apenas o primeiro elementose pluralizando. A Reforma Ortográfica eliminou o hífen das locuções em geral, a nãoser que haja a formação de palavra formadora de espécie botânica ou zoológica.Algumas palavras, porém, mantiveram o hífen. São elas: água-de-colônia, arco-da-velha, cor-de-rosa, mais-que-perfeito, pé-de-meia.06) Em qual grupo de palavras todas estão pluralizadas adequadamente? • Alto-falantes, coraçãozinhos, afazeres, víveres • Espadas, frutas-pão, pé de moleques, peixe-bois • Vaivéns, animaizinhos, beija-flores, águas-de-colônia • Animalzinhos, vaivéns, salários-família, pastelzinhos • Guardas-chuvas, guarda-costas, guardas-civis, couves-flores- Pluralização de substantivos no diminutivo com o sufixo zinho: separa-se osubstantivo do sufixo zinho: coração + zinho, animal + zinho, pastel + zinho; coloca-seo substantivo no plural: corações, animais, pastéis: juntam-se os dois elementosnovamente, colcando o s no final da palavra:coraçõezinhos, animaizinhos,pasteizinhos. Nenhum substantivo terminado em zinho tem acento, uma vez que asílaba tônica é zi, passando a ser uma paroxítona terminada em o, que não éacentuada.- afazeres e víveres são palavras usadas apenas no plural. Os gramáticos puristasconsideram-nos inadequados e sugerem o uso de ocupação, trabalho, negócio¸em vezde afazeres e de gêneros alimentícios, mantimentos comestíveis em vez de víveres. - espada: substantivos simples terminados em vogal pluralizam-se com o acréscimo da desinência nominal de número s: espadas.-vaivém: substantivos compostos sem hífen pluralizam-se como os substantivos simples: substantivo terminado em m pluraliza-se com a troca do m por ns: vaivéns. - pé de moleque, água-de-colônia: substantivos compostos formados por substantivo + preposição + substantivo: somente o primeiro elemento se pluraliza: pés de moleque, águas-de-colônia. A Reforma Ortográfica eliminou o hífen das locuções em geral, a não ser que a palavra forme espécie botânica ou zoológica. Algumas palavras, porém, mantiveram o hífen. São elas: água-de-colônia, arco-da-velha, cor-de- rosa, mais-que-perfeito, pé-de-meia. - alto-falante: substantivos compostos formados por advérbio + adjetivo: somente o adjetivo se pluraliza: alto-falantes.- fruta-pão: admite dois plurais: frutas-pães e frutas-pão. Há quem pluralize aindasomente o último elemento: fruta-pães. - peixe-boi, salário-família couve-flor: substantivos compostos formados por dois substantivos: ambos se pluralizam. Se o segundo substantivo, porém, indicar tipo ou finalidade do primeiro, haverá dois plurais: ambos ou somente o primeiro: couves-flor / couves-flores; peixes-boi / peixes-bois; salários-família /
    • salários-famílias. Há, porém, exceções: o Volp registra somente navios- escola e bananas-ouro. Curiosidade: O feminino de peixe-boi não é peixe-vaca como possa parecer, e sim peixe-mulher.- beija-flor: substantivos compostos formados por verbo + substantivo: somente osubstantivo se pluraliza: beija-flores.- guarda-chuva, guarda-costas, guarda-civil: substantivos compostos iniciadospor guarda: se indicar pessoa: ambos se pluralizam: guardas-civis; se indicar “coisa”:somente o substantivo se pluraliza: guarda-chuvas; se o segundo elemento já estiverno plural ou se for invariável: o substantivo composto fica invariável: o guarda-costas;os guarda-costas.07) Em qual frase não há um substantivo empregado no diminutivo? • Coleciono corpúsculos significativos por princípios óbvios da minha natureza. • Faça questiúnculas somente se forem suficientes para a formação de ideias essenciais. • Os silvícolas optaram pelo uso da linguagem fundamental em gestos e expressões. • O chuvisco contínuo de gracejos sentimentais perturba-me a mente cansada. • Esses versículos poderão complicar sua relação com os visitantes de má política.Corpúsculo: diminutivo irregular de corpoQuestiúncula = questão de pouca importânciaChuvisco = chuva fina e passageiraVersículo = pequeno verso08) Onde há somente palavras masculinas? • Dinamite, agiota, trema, cal • Dilema, perdiz, tribo, axioma • Eclipse, telefonema, dó, aroma • Estratagema, bílis, omoplata, gengibre • Sistema, guaraná, rês, anátema São masculinas: trema, dilema, perdiz, axioma, eclipse, telefonema, dó, aroma, estratagema, gengibre, sistema, guaraná, anátema. São femininas: dinamite, cal, tribo, bílis, omoplata, rêsÉ substantivo de dois gêneros (masculino e feminino): agiota09) Qual o feminino de monge, duque, papa e profeta?Monge: monjaDuque: duquesaPapa: papisaProfeta: profetisa10) Onde não há substantivo sobrecomum? • Ele foi a testemunha ocular do crime naquela polêmica reunião. • Aquela jovem ainda conserva a ingenuidade meiga e dócil da criança. • A intérprete morreu mantendo-se como um ídolo indestrutível na memória de seus admiradores. • As famílias desestruturam-se quando os cônjuges agem sem consciência. • O pianista executou com melancolia e suavidade a sinfonia preferida pela platéia.
    • Substantivos sobrecomuns são substantivos de apenas um gênero (masculino oufeminino) usados para representar pessoas de ambos os sexos: a testemunha, acriança, o ídolo, o cônjuge.Substantivo comum de dois gêneros são substantivos de ambos os gêneros usadospara representar pessoa de ambos os sexos: o jovem, a jovem; o intérprete, aintérprete; o pianista, a pianista.Substantivos epicenos são substantivos de apenas um gênero usados para representaranimais. Usam-se os substantivos adjetivados macho efêmea para distinguir ogênero: a cobra macho, a cobra fêmea.11) Onde não há um substantivo no diminutivo? • Todas as moléculas foram conservadas com as propriedades particulares, independentemente da atuação do cientista. • O ar senhoril daquele homúnculo transformou-o no centro das atenções na tumultuada assembleia. • Através da vitrine da loja, a pequena observava curiosamente os objetos decorativos expostos à venda, por preço bem baratinho. • De momento a momento, surgiam curiosas sombras e vultos apressados na silenciosa viela. • Enquanto distraía as crianças, a professora tocava flautim, improvisando cantigas alegres e suaves.Molécula: palavra que proveio do latim molecula, diminutivo de moles, cujo significadoé massa, volume.Homúnculo: diminutivo erudito de homem. O aumentativo éhomenzarrão.Viela: diminutivo de via.Flautim: pequena flauta.12) Que tipo de substantivo são cônjuge, criança, cobra e cliente?Cônjuge e criança: sobrecomunsCobra: epicenoCliente: comum de dois13) Qual o plural de couve-flor, pão de ló e amor-perfeito?- couve-flor: substantivos compostos formados por dois substantivos: ambos sepluralizam, a não ser que o segundo elemento indique tipo ou finalidade doprimeiro. Nesse caso, há dois plurais: ambos ou somente o primeiro: couves-flores e couves-flor. Há, porém, exceções: o Volp registra somente navios-escola e bananas-ouro.- pão de ló: substantivos compostos formados por substantivo + preposição +substantivo: somente o primeiro elemento se pluraliza: pães de ló- amor-perfeito: substantivos compostos formados por substantivo + adjetivo: ambosse pluralizam: amores-perfeitos.14) Qual o plural de amor-perfeito e sempre-viva?Amor-perfeito: substantivos compostos formados por substantivo + adjetivo: ambosse pluralizam: amores-perfeitos.Sempre-viva: substantivos compostos formados por advérbio + adjetivo: somente oadjetivo se pluraliza: sempre-vivas
    • 15) Qual o plural de escrivão e salário-família?Escrivão: plural: escrivães, como acontece com tabeliães, sacristães e capelães.Salário-família: Salários-família. Substantivo composto formado por dois substantivos:ambos variam, a não ser que o segundo indique tipo ou finalidade do primeiro. Nessecaso, há dois plurais: ambos ou somente o primeiro: salários-famílias esalários-família. Há, porém, exceções: o Volp registra somente navios-escolae bananas-ouro.16) Qual o plural de abaixo-assinado e tabelião?Abaixo-assinado: Substantivo composto formado por advérbio(abaixo) eadjetivo (assinado). Todo advérbio é invariável, e os adjetivos variam emgênero (masculino e feminino) e número (singular e plural). O plural deabaixo-assinado, portanto, é abaixo-assinados.Tabelião: A pluralização dos substantivos terminados em –ão é bastante complicadapor não haver uma regra só. Há substantivos que se pluralizam em –ãos,como cidadãos, artesãos, pagãos e cristãos; há os que se pluralizam em –ões,como gaviões, foliões e questões, e há os que se pluralizam em –ães, como tabeliães,escrivães, sacristães e capelães. O plural de tabelião, portanto, é tabeliães.17) As palavras que se pluralizam como além-mar e anglo-saxão é: • Furta-cor e verde-oliva • Alto-falante e surdo-mudo • Cola-tudo e sino-soviético • Guarda-civil e azul-marinho • Abaixo-assinado e vermelho-claro Além-mar é um substantivo composto formado por advérbio + substantivo, por isso somente o substantivo se pluraliza: além-mares. Anglo-saxão: é um adjetivo composto, por isso somente o último elemento concorda com o substantivo: anglo-saxões.Furta-cor, alto-falante e abaixo-assinado: substantivos compostos formados porverbo + substantivo (furta-cor) e advérbio + adjetivo (alto-falante e abaixo-assinado):somente o último elemento se pluraliza: furta-cores, alto-falantes, abaixo-assinados.Cola-tudo: substantivo composto de dois números, ou seja, invariável: o cola-tudo; oscola-tudo.Guarda-civil: substantivo composto iniciado por guarda indicador de pessoa: ambos oselementos se pluralizam: guardas-civis. Verde-oliva, sino-soviético: adjetivos compostos: somente o último elemento concorda com o substantivo (sino-soviéticos, vermelho-claros), a não ser que um dos elementos seja representado por um substantivo; nesse caso, o adjetivo composto fica invariável: fardasverde-oliva.Surdo-mudo: ambos os elementos variam: menino surdo-mudo, meninos surdos-mudos, menina surda-muda, meninas surdas-mudas. Azul-marinho: adjetivo composto invariável, como acontece com azul- celeste, ultravioleta e com todos os adjetivos compostos iniciados por cor-de-....
    • 18) Identifique o substantivo usado apenas no plural: • Lápis • Pires • Tênis • Ônibus • Idos Lápis, pires, tênis e ônibus: substantivos invariáveis singular/plural: o lápis, os lápis; opires, os pires; o tênis, os tênis; o ônibus, os ônibus.Idos: substantivo masculino plural, cujo significado é os tempos passados.19) Assinale onde aparecem substantivos simples,respectivamente,concreto e abstrato: • Água / vinhoÁgua: substantivo simples e concretoVinho: substantivo simples e concreto • Pedro / JesusPedro: substantivo simples e concreto. Todo substantivo próprio éconcreto.Jesus: substantivo simples e concreto. Todo substantivo próprio é concreto. • Pilatos / verdadePilatos: substantivo simples e concreto. Todo substantivo próprio é concreto.Verdade: substantivo simples e abstrato que indica a qualidade de estar conformecom os fatos. • Jesus / abaixo-assinadoJesus: substantivo simples e concreto. Todo substantivo próprio é concreto.Abaixo-assinado: substantivo composto e concreto. • Nova Iorque / DeusNova Iorque: locução substantiva simples e concreta. Todo substantivo próprio éconcreto.Deus: substantivo simples e concreto. Todo substantivo próprio é concreto.20) Assinale o par de vocábulos que formam o plural como órfão e mata-burro,respectivamente: • Cristão / guarda-roupa • Questão / abaixo-assinado • Alemão / beija-flor • Tabelião / sexta-feira • Cidadão / salário-famíliaAlguns substantivos terminados em -ão que se pluralizam em –ãos:cristão, cidadão,artesão, pagãos. Todas as paroxítonas terminadas em –ão se pluralizam em –ãos: bênçãos, órgãos, órfãos, acórdãos, sótãos.Alguns substantivos terminados em –ão que se pluralizam em –ães:tabeliães,escrivães, sacristães, capelães, alemães, capitães.Alguns substantivos terminados em –ão que se pluralizam em –ões:questões,tubarões, eleições. Todos os aumentativos se pluralizam em –ões.Substantivos compostos:Verbo + substantivo: só o substantivo se pluraliza: mata-burros, guarda-roupas, beija-floresAdvérbio + adjetivo: só o adjetivo se pluraliza: abaixo-assinadosNumeral + substantivo: ambos se pluralizam: sextas-feiras
    • Substantivo + substantivo: ambos se pluralizam, a não ser que o segundo indique tipoou finalidade do primeiro. Nesse caso, há dois plurais: ambos ou somente oprimeiro: salários-famílias e salários-família. Há, porém, exceções: o Volpregistra somente navios-escola e bananas-ouro.21) Indique a frase correta: • Mariazinha e Rita são duas leva e trazes. • Os filhos de Clotilde são dois espalhas-brasas. • O ladrão forçou a porta com dois pés de cabra. • Godofredo almoçou duas couves-flor. • Alfredo e Radagásio são dois gentil homens.Verbo + verbo com sentidos opostos: invariável: os leva e traz. Repetidos: ambos sepluralizam ou somente o último: piscas-piscas / piscas-pisca.A Reforma Ortográfica eliminou o hífen das locuções em geral, por isso não há maishífen no substantivo composto “leva e traz”. Verbo + substantivo: só o substantivo se pluraliza: espalha-brasas. Substantivo + preposição + substantivo: só o primeiro substantivo se pluraliza: pés de cabra. A Reforma Ortográfica eliminou o hífen das locuções em geral. Algumas palavras, porém, mantiveram o hífen. São elas: água-de-colônia, arco-da-velha, cor-de-rosa, mais-que-perfeito, pé-de-meia. São hifenizadas também as locuções que representam espécies botânicas ou zoológicas: cana-de- açúcar, cachorro-do-mato. Substantivo + substantivo: ambos se pluralizam, a não ser que o segundo indique tipo ou finalidade do primeiro. Nesse caso, há dois plurais: ambos ou somente o primeiro: couves-flores e couves-flor. Há, porém, exceções: o Volp registra somente navios-escola e bananas-ouro.Adjetivo + substantivo: ambos se pluralizam: gentis-homens.O teste tem, portanto, duas respostas adequadas.22) Coloque os adjetivos abaixo no plural de acordo com as regras de flexão dos nomescompostos:a) consultório médico-cirúrgicob) instituto afro-asiáticoc) literatura anglo-saxônicad) uniforme verde-olivae) blusa vermelho-sangueSomente o último elemento de um adjetivo composto concorda com o substantivoqualificado por ele; os demais ficam na forma masculina, singular. Caso o últimoelemento do adjetivo composto seja representado por um substantivo, todo o adjetivocomposto ficará invariável. O mesmo acontece com o adjetivo simples, ou seja, se oadjetivo simples for representado por um substantivo, ficará invariável. Os adjetivoscompostosazul-marinho, azul-celeste e ultravioleta são invariáveis. Já em surdo-mudo e pele-vermelha ambos os elementos variam. Dos adjetivos compostos iniciadospor cor-de-..., somente cor-de-rosa manteve o hífen com a Reforma Ortográfica; osdemais não são mais hifenados. Quanto à concordância, porém, todos são invariáveis. a) consultórios médico-cirúrgicos
    • b) institutos afro-asiáticos c) literaturas anglo-saxônicasd) uniformes verde-oliva – O vocábulo oliva é substantivoe) blusa vermelho-sangue – O vocábulo sangue é substantivo23) Assinale a alternativa gramaticalmente correta:a) Na Aliança Lusa-brasileira, os porteiros usavam ternos azuis-marinhos, e asrecepcionistas, saias azuis-pavões.b) Na Aliança Luso-brasileira, os porteiros usavam ternos cinzas-chumbos, e asrecepcionistas, saias verdes-olivas.c) Na Aliança Luso-brasileira, os porteiros usavam ternos cinza-chumbo, e asrecepcionistas, saias verde-oliva.d) Na Aliança Lusa-brasileira, os porteiros usavam ternos cinzas-chumbo, e asrecepcionistas, saias verdes-oliva.e) Na Aliança Luso-brasileira, os porteiros usavam ternos cinzas-chumbo, e asrecepcionistas, saias verde-olivas.Somente o último elemento de um adjetivo composto concorda com o substantivoqualificado por ele; os demais ficam na forma masculina, singular. Caso o últimoelemento do adjetivo composto seja representado por um substantivo, todo o adjetivocomposto ficará invariável. O mesmo acontece com o adjetivo simples, ou seja, se oadjetivo simples for representado por um substantivo, ficará invariável. Os adjetivoscompostosazul-marinho, azul-celeste e ultravioleta são invariáveis. Já em surdo-mudo e pele-vermelha ambos os elementos variam. Dos adjetivos compostos iniciadospor cor-de-..., somente cor-de-rosa manteve o hífen com a Reforma Ortográfica; osdemais não são mais hifenados. Quanto à concordância, porém, todos são invariáveis.O adequado, portanto, é Na Aliança Luso-brasileira, os porteiros usavam ternos cinza-chumbo, e as recepcionistas, saias verde-oliva.24) Aponte a alternativa em que corretamente se faz a concordância dos termossublinhados:a) Disputas sino-soviética, informações econômico-financeiras, camisasazul-piscinas,camisas pastéis.b) Disputas sino-soviéticas, informações econômicas-financeiras, camisasazuis-piscina, camisas pastel.c) Disputas sinas-soviéticas, informações econômicas-financeiras, camisas azul-piscina, camisas pastéis.d) Disputas sino-soviéticas, informações econômicas-financeiras, camisasazul-piscinas, camisas pastéis.e) Disputas sino-soviética, informações econômico-financeiras, camisasazul-piscina,camisas pastel.Somente o último elemento de um adjetivo composto concorda com o substantivoqualificado por ele; os demais ficam na forma masculina, singular. Caso o últimoelemento do adjetivo composto seja representado por um substantivo, todo o adjetivocomposto ficará invariável. O mesmo acontece com o adjetivo simples, ou seja, se oadjetivo simples for representado por um substantivo, ficará invariável. Os adjetivoscompostosazul-marinho, azul-celeste e ultravioleta são invariáveis. Já em surdo-mudo e pele-vermelha ambos os elementos variam. Dos adjetivos compostos iniciadospor cor-de-..., somente cor-de-rosa manteve o hífen com a Reforma Ortográfica; osdemais não são mais hifenados. Quanto à concordância, porém, todos são invariáveis.
    • O adequado, portanto, é Disputas sino-soviéticas, informações econômico-financeiras, camisas azul-piscina, camisas pastel. O vocábulopastel, usado na frasecomo adjetivo, é, originalmente, substantivo.25) Assinale a alternativa em que a palavra sublinhada não tem valor de adjetivo:a) A malha azul estava molhada.b) O sol desbotou o verde da bandeira.c) Tinha os cabelos branco-amarelados.d) As nuvens tornavam-se cinzentas.e) O mendigo carregava um fardo amarelado.Adjetivo é a classe gramatical que modifica substantivo, atribuindo-lhe estado,qualidade ou modo de ser. A única palavra sublinhada que não modifica substantivoencontra-se na letra B. O vocábulo verde, nessa frase, está antecedido de artigo;transformou-se em substantivo, portanto.26) Observe as proposições abaixo:I- Poucos autores escrevem poemas heroico-cômicos.II- Os cabelos castanhos-escuros emolduravam-lhe o semblante juvenil.III- Vestidos vermelhos e amarelo-laranja foram os mais vendidos na exposição.IV- As crianças surdo-mudas foram encaminhadas à clínica para tratamento.V- Discutiu-se muito a respeito de ciências político-sociais na última assembleia dosprofessores.VI- As sociedades luso-brasileiras adquiriam novos livros de autores portugueses.A opção que contém apenas períodos corretos quanto à flexão de número dosadjetivos é:a) III, IV, VIb) I, III, Vc) III, IV, Vd) II, IV, VIe) I, II, VSomente o último elemento de um adjetivo composto concorda com o substantivoqualificado por ele. Portanto: poemas heróico-cômicos (Na realidade, escreve-se herói-cômicos; o vestibular “errou”); cabelos castanho-escuros; ciências político-sociais; sociedades luso-brasileiras.Se o último elemento de uma adjetivo composto for representado por um substantivo,o adjetivo composto ficará invariável: vestidos amarelo-laranja.Dos adjetivos compostos surdo-mudo e pele-vermelha ambos os elementosvariam: crianças surdas-mudas.27) Assinale o item em que houve erro na flexão do nome composto:a) As touceiras verde-amarelas enfeitavam a campina.b) Os guarda-roupas são de boa madeira.c) Na fazenda, havia muitos tatus-bola.d) No jogo de contra-ataques, vence a melhor equipe física.e) Os livros ibero-americanos são de fácil importação.Somente o último elemento de um adjetivo composto concorda com o substantivoqualificado por ele: touceiras verde-amarelas; livros ibero-americanos.Os substantivos compostos iniciados por guarda-... terão a seguinte flexão: seformarem uma pessoa, ambos os elementos variam; se formarem uma coisa, só o
    • último elemento varia; se o segundo elemento já estiver no plural ou se for invariável,fica todo invariável: o guarda-roupa / os guarda-roupas.Os vocábulos invariáveis isoladamente também o serão na formação de umsubstantivo composto: contra é uma preposição; invariável, portanto:contra-ataques.Quando um substantivo composto for formado por dois substantivos, e o segundoindicar tipo ou finalidade do primeiro, admitem-se dois plurais: amos ou somente oprimeiro: tatus-bolas e tatus-bola.O teste, portanto, não tem resposta adequada.28) “Considero hiperimportante a reportagem sobre o Cazuza. Talvez ela contribuapara que as pessoas sintam e respeitem o problema da Aids. Torna-se imprescindívelcontinuar a tratar as pessoas contaminadas como seres humanos.”(Carta da leitoraM.C.M., enviada à Revista Veja)Transcreva o trecho sublinhado, substituindo a expressão “torna-se imprescindível”por outra equivalente, que preserve o sentido do texto.Pode-se substituir a expressão por é preciso.29) Segundo a ONU, os subsídios dos ricos prejudicam o Terceiro Mundo de váriasformas:1. mantêm baixos os preços internacionais, desvalorizando as exportações dospaíses pobres.2. excluem os pobres de vender para os mercados ricos.3. expõem os produtores pobres à concorrência de produtos mais baratos em seuspróprios países.Neste texto, as palavras sublinhadas rico e pobre pertencem a diferentes classes depalavras, conforme o grupo sintático em que estão inseridas.a) Obedecendo à ordem em que aparecem no texto, identifique a classe a quepertencem, em cada ocorrência sublinhada, as palavras rico e pobre.1. Adjetivo, pois modifica o substantivo países.2. Substantivo, pois está antecedido de artigo.3. Adjetivo, pois modifica o substantivo produtores.b) Escreva duas frases com a palavra brasileiro, empregando-a cada vez em umadessas classes.Adjetivo: Os cidadãos brasileiros...Substantivo: Os brasileiros...30)Mil bateias vão rodandosobre córregos escuros;a terra vai sendo abertapor intermináveis sulcos;infinitas galeriaspenetram morros profundos.De seu calmo esconderijo,o ouro vem, dócil e ingênuo;torna-se pó, folha, barra,prestígio, poder, engenho...É tão claro! – e turva tudo:
    • honra, amor e pensamento.(bateia: peneira de madeira)Nessas estrofes, Cecília Meireles representa a extração do ouro mediante oitoadjetivos, que formam dois grupos semanticamente contrastantes. Aponte osadjetivos componentes de cada um desses grupos.Na primeira estrofe, os adjetivos são escuros, intermináveis, infinitas, profundos, osquais indicam a dificuldade de se extrair o ouro e as consequências nefastas que eletraz: turva tudo.Na segunda estrofe, os adjetivos são calmo, dócil, ingênuo, claro, os quaisdeterminam as características do ouro e das benesses que ele pode trazer a quem opossuir.31- A opção em que o adjetivo determina o substantivo, mas, na verdade, qualifica oreferente a que o substantivo está associado, é: • “Achava com facilidade milhares de ideias brilhantes”. • “...e com voz trêmula...” • “E riu-se com uma risada pálida e tola”. • “Luizinha fez-se cor de uma cereja”. • “Leonardo viu-a rir-se, um pouco estupefato”.Os adjetivos brilhantes, trêmula e estupefato determinam e qualificam ossubstantivos ideias, voz e Leonardo, respectivamente. Já osadjetivospálida e tola determinam o substantivo risada, mas qualificam o seu agente:aquele que riu.32) Assinale a opção em que não há correspondência semântica (de significado) entreas duas palavras: • Gelo – glacial • Cabeça – cefálico • Fogo – ígneo • Pele – capilar • Costas – dorsalCapilar se refere a cabelo.33) Troque as locuções ou as orações adjetivas por adjetivos correspondentes: • atmosfera de sonho • cor de terra • questões de alunos • comportamento de grei • cena que provoca grito • terra que se pode habitar • encontros que só ocorrem de vez em quando • sagacidade de águia • símbolos em forma de cunhaDe sonho = onírico, que provém do grego oneiron ou oneiros, ou sonial.De terra = telúrico, que provém do latim tellus.De alunos = discente, que tem relaçãocom discípulo, por isso com SC. Já docente, referente aprofessor, provémde docto ou douto, que significa que é muito instruído.De grei =gregário. Grei provém do latim gregis, termo que dá origem a muitas palavras: grêmio,agregar, congregação, segregar, segregação, desagregar. O significado
    • de gregis é grupo de indivíduos da mesma categoria.Que provoca grito = gritanteQue se pode habitar = habitável Que só ocorre de vez em quando = casual, que tem relação com caso, que significa o que acontece. De águia = aquilino, que provém do latim aquila. De cunha = cuneiforme 34) Explique a diferença de sentido entre as frases abaixo:1. O homem, livre, não pode deixar-se dominar dessa forma.2. O homem livre não pode deixar-se dominar dessa forma. O adjetivo – ou a oração adjetiva – pode estar entre vírgulas ou não. Quando as vírgulas o separarem do substantivo qualificado por ele, será denominado de adjetivo explicativo – ou oração adjetiva explicativa. Quando não houver vírgulas separando-o do substantivo, será denominado de adjetivo restritivo – ou oração adjetiva restritiva. O adjetivo explicativo denota uma qualidade inerente ao substantivo, ou seja, uma característica essencial, sem a qual o substantivo inexiste. Na frase 1, há, portanto, a indicação de que todo homem é livre, de que não há homem que não seja livre. O adjetivo restritivo denota uma qualidade acessória ao substantivo, uma característica dispensável. Sendo restritivo, limita a qualificação em relação a outro termo, mais geral, mais amplo, ou seja, indica a existência de dois tipos de termos. Na frase 2, há, portanto, a indicação de que existem dois tipos de homens: aqueles que são livres e aqueles que não são livres; e que somente (restrição) aqueles que são livres não podem deixar-se dominar. Leia mais sobre esse assunto: http://dilsoncatarino.blogspot.com/search/label/ora%C3%A7%C3%A3o%20adjetiva %20explicativa%20%2F%20restritiva 35) Passe para o plural os substantivos destacados e respeite as mudanças que a frase poderá sofrer: • A descoberta técnico-científica foi muito útil. • O acordo luso-brasileiro não sairá. • Participei de espetáculo monstro. • A camisa marrom-escura é melhor. • A camisa azul-mar é mais bonita. O adjetivo concorda com o substantivo em gênero e número (descobertas úteis), a não ser que seja representado por um substantivo. Nesse caso fica invariável (espetáculos monstro). Se o adjetivo for composto, somente o último elemento concorda com o substantivo (descobertas técnico-científicas; acordos luso-brasileiros; camisas marrom-escuras), a não ser que um dos elementos seja representado por um substantivo. Nesse caso, o adjetivo composto fica invariável (camisas azul-mar). 36) As expressões sublinhadas correspondem a um adjetivo, exceto em: • João Fanhoso anda amanhecendo sem entusiasmo. • Demorava-se de propósito naquele complicado banho. • Os bichos da terra fugiam em desabalada carreira. • Noite fechada sobre aqueles ermos perdidos da caatinga sem fim. • E ainda me vem com essa conversa de homem da roça.
    • Sem entusiasmo: locução adjetiva, pois modifica o substantivo João Fanhoso.De propósito: locução adverbial de modo, pois não modifica substantivo, mas sim overbo “demorar”.Da terra: locução adjetiva que modifica o substantivo bichos.Sem fim: locução adjetiva que modifica o substantivo caatinga.Da roça: locução adjetiva que modifica o substantivo homem.37) Das frases seguintes, uma contém uma locução adjetiva: • Esta é a torneira de água quente. • Comprei uma lâmpada vermelha. • O piano dela é alemão. • Esta boneca é muito feia. • Ela é uma mulher corajosa.Locução adjetiva é a junção de duas ou mais palavras com valor de adjetivo.Geralmente é formada por preposição + substantivo. Por exemplo:De cristal = cristalinoDe ouro = áureoDe prata = argênteoAdjetivo é a classe gramatical que modifica substantivo ou pronomesubstantivo. Locução adjetiva, portanto, é a junção de duas ou mais palavras quemodifica um substantivo. A única frase que contém isso é a primeira: osubstantivo torneira é modificado pela locução adjetiva de água quente.Os outros substantivos são modificados por uma só palavra cada: lâmpada vermelha;piano alemão; boneca feia; mulher corajosa.38) “Talvez seja bom que o proprietário do imóvel possa desconfiar de que ele não étão imóvel assim”. A palavra em destaque é, respectivamente: • substantivo e substantivo • substantivo e adjetivo • adjetivo e verbo • adjetivo e adjetivo • adjetivo e advérbioEm proprietário do imóvel, imóvel é substantivo, pois está antecedido do artigo o. Jáem não é tão imóvel assim, é adjetivo, pois modifica o pronome ele: ele não é imóvel.39) Em qual frase o termo cego é um adjetivo? • Os cegos habitantes de um mundo esquemático sabem aonde ir... • O cego de Ipanema representava naquele momento todas as alegorias da noite escura da alma... • Todos os cálculos do cego se desfaziam na turbulência do álcool. • Naquele instante era só um pobre cego. • ... da Terra que é um globo cego girando no caos.Adjetivo é a classe gramatical que modifica substantivo. O único que modificasubstantivo é globo cego. Em todas as outras, é substantivo, pois está antecedido deartigo.
    • 40) O item em que a locução adjetiva não corresponde ao adjetivo dado é: • Hibernal – de inverno • Filatélico – de folhas • Discente – de aluno • Docente – do professor • Onírico – de sonhoFilatélico: referente à filatelia = hábito e gosto de colecionar selos.41) Assinale a alternativa em que é incorreta a correspondência entre o adjetivo e alocução adjetiva equivalente: • Investimento de vulto: investimento vultuoso • Azul do céu: azul celeste • Calor de verão: calor estival • Ilha de gelo: ilha glacial • Empréstimo com usura: empréstimo usurárioVultuoso: diz-se do aspecto da face quando está vermelha e inchada, e com os olhossalientes.Vultoso: que faz vulto, volumoso, importante.A primeira frase está, portanto, inadequada. O certo é investimento vultoso.42) Assinale o par de vocábulos que formam o plural como órfão e mata-burro,respectivamente: • Cristão / guarda-roupa • Questão / abaixo-assinado • Alemão / beija-flor • Tabelião / sexta-feira • Cidadão / salário-famíliaAlguns substantivos terminados em -ão que se pluralizam em –ãos:cristão, cidadão,artesão, pagãos. Todas as paroxítonas terminadas em –ão se pluralizam em –ãos: bênçãos, órgãos, órfãos, acórdãos, sótãos.Alguns substantivos terminados em –ão que se pluralizam em –ães:tabeliães,escrivães, sacristães, capelães, alemães, capitães.Alguns substantivos terminados em –ão que se pluralizam em –ões:questões,tubarões, eleições. Todos os aumentativos se pluralizam em –ões.Substantivos compostos:Verbo + substantivo: só o substantivo se pluraliza: mata-burros, guarda-roupas, beija-floresAdvérbio + adjetivo: só o adjetivo se pluraliza: abaixo-assinadosNumeral + substantivo: ambos se pluralizam: sextas-feiras Substantivo + substantivo: ambos se pluralizam, a não ser que o segundo indique tipo ou finalidade do primeiro. Nesse caso, há dois plurais: ambos ou somente o primeiro: salários-famílias e salários-família. Há, porém, exceções: o Volp registra somente navios-escola e bananas-ouro.