CLASSES de PALAVRAS


(cf.   Nova     Gramática        do   Português       Contemporâneo      e
Gramática da Língua Portu...
São substantivos:
     - Os nomes de pessoas, de lugares, de instituições, de um
género, de uma espécie ou de um dos seus ...
•     Substantivos abstractos – designam acções, estados,
               noções e qualidades, considerados como seres – ex...
“O adjectivo é essencialmente um modificador do substantivo.”
      “Serve a) para caracterizar os seres, os objectos ou a...
Pista para identificar um adjectivo: colocar um advérbio de
intensidade (muito, bastante, imensamente, etc) antes. Se resu...
Infinitivo - estudar

               Presente – eu estudo, tu estudas, ele estuda, nós estudamos, vós
               estud...
Os verbos podem ser conjugados em 3 conjugações:


1ª - -ar - estudar, amar, gostar, andar,... – a vogal temática é –a-.
2...
A flexão
           •   verbos regulares – flexionam de acordo com o
               paradigma (modelo que representa o tip...
*Vós choveis       Vós haveis
            *Eles chovem       *Eles hão


                  - unipessoais: só admitem sujei...
Ex.: a Maria tinha comido o bolo. (aux+verbo principal no part.
Passado).


Classes fechadas – classes cujos elementos são...
- possessivos – meu, teu, seu, nosso, vosso, seus.
                      Ex.: (o) Teu livro era bonito (≠ era o teu = pron...
A posição dos pronomes pessoais clíticos (átonos) – a clise:
       - Ênclise: colocação do pronome clítico depois do verb...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

1 2 classes de palavras

2,125

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,125
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
64
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "1 2 classes de palavras"

  1. 1. CLASSES de PALAVRAS (cf. Nova Gramática do Português Contemporâneo e Gramática da Língua Portuguesa para consolidação de conhecimentos, exemplos, etc) Classes abertas – São palavras que englobam um conjunto potencialmente infinito de palavras, passíveis de receber novas unidades sempre que se justifique. • Substantivos • Adjectivos • Verbos • Advérbios terminados em –mente 1. Substantivo - Funções do substantivo “O substantivo é a palavra com que designamos ou nomeamos os seres em geral.” “O substantivo é a palavra que serve, privativamente, de núcleo do sujeito, do objecto directo, do objecto indirecto e do agente da passiva. Toda a palavra de outra classe que desempenhe uma dessas funções equivalerá forçosamente a um substantivo (pronome substantivo, numeral ou quãlquer palavra substantivada).” (NGPC)
  2. 2. São substantivos: - Os nomes de pessoas, de lugares, de instituições, de um género, de uma espécie ou de um dos seus representantes. Ex.: António, Braga, Assembleia da República, flor, jasmin... - Os nomes de noções, acções, estados e qualidades, tomados como seres. Ex.: lei, abertura, felicidade, generosidade... • Substantivos próprios – designam um indivíduo de determinada espécie, nomes de cidades, de cargos institucionais – exs.: João, Porto, Presidente da República, Portugal, Humanidade... Vs. • Substantivos comuns – designam a totalidade dos seres de uma espécie ou classe e podem designar abstracções – exs.: homem, país, cidade... • Substantivos concretos – designam seres propriamente ditos, i.e., nomes de pessoas, lugares, instituições, de um género, de uma espécie ou ainda de um dos seus representantes – exs.: homem, Portugal, clero, árvore, Maria... Vs.
  3. 3. • Substantivos abstractos – designam acções, estados, noções e qualidades, considerados como seres – exs.: justiça, igualdade, beleza, glória, amor... • Substantivos colectivos – substantivos comuns que, no singular, designamos um conjunto de seres ou coisas da mesma espécie – exs.: alcateia, vara, cacho, coro, manada... Os substantivos flexionam em género (masculino e feminino), número (singular ou plural) e grau (normal, aumentativo, diminutivo). Exs.: substantivo masculino – cão “ feminino – cadela “ singular – pato “ plural – patos “ grau normal – nariz “ grau aumentativo – narigão “ grau diminutivo - narizinho Pista para identificar um substantivo: colocar um determinante (o, a, os, as, um, uma, uns, umas) antes. Se resultar é um substantivo; se não resultar não é. 2. Adjectivo - funções do adjectivo:
  4. 4. “O adjectivo é essencialmente um modificador do substantivo.” “Serve a) para caracterizar os seres, os objectos ou as noções nomeadas pelo substantivo, indicando-lhes uma qualidade/um modo de ser/um aspecto/um estado; ou b) para estabelecer com o substantivo uma relação de tempo, de espaço, de matéria, de finalidade, de propriedade, de procedência, etc”. (NGPC) - Qualificativos - exs.: inteligência parda, rapaz bonito, carro avariado,... - De relação – exs.: jornal semanário, campus universitário, casa paterna,... Os adjectivos flexionam em género (masculino e feminino), número (singular e plural) e grau (comparativo e superlativo) e concordam sempre com o substantivo que modificam. Exs.: adjectivo masculino – (rapaz) bonito “ feminino – (rapariga) bonita “ singular – (casa) amarela “ plural – (casa) amarelas “ em grau comparativo – de superioridade: ... mais bonito do que...; de igualdade: ...tão bonito como...; de inferioridade: ... menos bonito do que.... adjectivo em grau superlativo – absoluto: inteligentíssimo / muito inteligente; relativo de superioridade: o mais inteligente; relativo de inferioridade: o menos inteligente.
  5. 5. Pista para identificar um adjectivo: colocar um advérbio de intensidade (muito, bastante, imensamente, etc) antes. Se resultar é um adjectivo; se não resultar, não é. 3. Verbo “Palavra de forma variável que exprime uma acção, ou seja, um acontecimento representado no tempo”. (NGPC) Numa oração, é obrigatório haver um verbo (predicado), ou seja, para haver oração tem que haver um (ou mais) verbos(s) e, havendo um verbo, há obrigatoriamente uma oração. Os verbos flexionam em: Número – singular e plural. Pessoa – 1ª, 2ª e 3ª. Modo – Indicativo, Conjuntivo, Imperativo (+ formas nominais do verbo: Infinitivo, Gerúndio e Particípio). Tempo – Presente, Pretérito (imperfeito, perfeito, mais-que- perfeito), Futuro. Aspecto (pouco notório no Português) – pontual vs. durativo, contínuo vs. descontínuo, incoativo vs. conclusivo. Voz – Activa e Passiva. Os quatro primeiros parâmetros relacionam-se intimamente; os dois últimos são mais independentes.
  6. 6. Infinitivo - estudar Presente – eu estudo, tu estudas, ele estuda, nós estudamos, vós estudais, eles estudam. Imperfeito – eu estudava, tu estudavas, ele estudava, nós estudávamos, vós estudáveis, eles estudavam. Pretérito Perfeito – eu estudei, tu estudaste, ele estudou, nós estudámos, vós estudastes, eles estudaram. Indicativo Mais-que-perfeito – eu estudara, tu estudaras, ele estudara, nós estudáramos, vós estudáreis, eles estudaram. Futuro – eu estudarei, tu estudarás, ele estudará, nós estudaremos, vós estudareis, eles estudaram. Condicional – eu estudaria, tu estudarias, ele estudaria, nós estudaríamos, vós estudaríeis, eles estudariam. Presente – (que) eu estude, tu estudes, ele estude, nós estudemos, vós estudeis, eles estudem. Imperfeito – (que) eu estudasse, tu estudasses, ele estudasse, nós estudássemos, vós estudásseis, eles estudassem. Conjuntivo Pretérito Perfeito – (que) eu tenha estudado, tu tenhas estudado, ele tenha estudado, nós tenhamos estudado, vós tenhais estudado, eles tenham estudado. Mais-que-perfeito – (que) eu tivesse estudado, tu tivesses estudado, ele tivesse estudado, nós tivéssemos estudado, vós tivésseis estudado, eles tivessem estudado. Futuro – (se) eu estudar, tu estudares, ele estudar, nós estudarmos, vós estudardes, eles estudarem. Imperativo – estuda (tu), estude (você), estudemos (nós), estudai (vós), estudem (vocês). Gerúndio - estudando Presente - estudante Particípio Passado - estudado
  7. 7. Os verbos podem ser conjugados em 3 conjugações: 1ª - -ar - estudar, amar, gostar, andar,... – a vogal temática é –a-. 2ª - -er – comer, escrever, poder, dever... – a vogal temática é –e-. 3ª - -ir – possuir, conseguir, redimir, dormir.. – a vogal temática é –i-.
  8. 8. A flexão • verbos regulares – flexionam de acordo com o paradigma (modelo que representa o tipo comum da conjugação). Ex.: cantar, comer, dormir,... Eu canto Eu como Eu durmo Tu cantas Tu comes Tu dormes Ele canta Ele come Ele dorme Nós cantamos Nós comemos Nós dormimos Vós cantais Vós comeis Vós dormis Eles cantam Eles comem Eles dormem • verbos irregulares – afastam-se do paradigma da sua conjugação. Ex.: dar, ser, pedir,... Eu dou Eu sou Eu peço Tu dás Tu és Tu pedes Ele dá Ele é Ele pede Nós damos Nós somos Nós pedimos Vós dais Vós sois Vós pedis Eles dão Eles são Eles pedem • verbos defectivos (unipessoais / impessoais) – verbos que não têm certas formas. Ex.: chover, haver (não preposicionado),... *Eu chovo *Eu hei *Tu choves *Tu hás (Ele) chove (Ele) há *Nós chovemos Nós havemos
  9. 9. *Vós choveis Vós haveis *Eles chovem *Eles hão - unipessoais: só admitem sujeito na 3ª pessoa do singular ou do plural, ou porque exprimem uma acção atribuível apenas a um determinado animal, ou porque indicam necessidade, conveniência, sensações; Ex.: ladrar, rosnar, galopar, convir, acontecer,... *Eu ladro *Eu aconteço ... ... Ele ladra (Ele) acontece ... ... Eles ladram - impessoais: invariavelmente usados na 3ª pessoa do singular, porque exprimem fenómenos da natureza, ou porque exprimem conveniência (+ verbo haver, fazer); Ex.: chover, haver, bastar,... Função Verbos principais – verbo de significação plena, nuclear de uma oração. Ex.: A Maria come o bolo. Verbos auxiliares – verbo total ou parcialmente desprovido da acepção própria; junta-se a formas nominais de um verbo principal; verbos auxiliares mais comuns: ter, haver, ser e estar.
  10. 10. Ex.: a Maria tinha comido o bolo. (aux+verbo principal no part. Passado). Classes fechadas – classes cujos elementos são finitos e contáveis; (cf. Nova Gramática do Português Contemporâneo)  Determinantes (artigos, possessivos, demonstrativos, indefinidos, interrogativos)  Pronomes (pessoais, possessivos, demonstrativos, indefinidos, interrogativos, relativos)  Numerais (cardinais, ordinais, colectivos)  Advérbios (de tempo, de modo, de quantidade, de afirmação, de negação, de dúvida, de exclusão, de inclusão, de designação) + locuções adverbiais  Preposições  Conjunções (coordenativas, subordinativas)  Interjeições 1. Determinantes – colocam-se antes de um substantivo; são especificadores do substantivo; - artigos i. Definidos - o, a, os, a Ex.: A casa era bonita. ii. Indefinidos – um, uma, uns, umas Ex.: Uma casa estava à venda no jornal.
  11. 11. - possessivos – meu, teu, seu, nosso, vosso, seus. Ex.: (o) Teu livro era bonito (≠ era o teu = pronome possessivo – cf. mais adiante). - demonstrativos – este, esse, aquele, o mesmo, o outro, tal... Ex.: Este livro era bonito (≠ era este = pronome demonstrativo). - indefinidos – todo, algum, nenhum, certo, muito,... Ex.: Todos os livros eram bonitos (≠ Gostei de todos – pronome indefinido) - interrogativos – que, quantos, qual,... Ex.: Que livro te parece mais interessante? 2. Pronomes - pessoais Formas nominativas (desempenham a função de sujeito na frase) - eu, tu, ele, nós vós, eles. Ex.: Eu arrumo o livro ao João. Clíticos: Formas acusativas (desempenham a função de complemento de objevcto directo na frase) – me, te, o, nos, vos, os. Ex.: Eu arrumo-o ao João. Formas dativas (desempenham a função de complemento de objecto indirecto na frase) – me, te, lhe, nos, vos, lhes. Ex.: Eu arrumo-lhe o livro.
  12. 12. A posição dos pronomes pessoais clíticos (átonos) – a clise: - Ênclise: colocação do pronome clítico depois do verbo (forma canónica em Português Europeu). Ex.: Eu fi-lo com muita vontade. - Próclise: colocação do pronome clítico antes do verbo (forma canónica no Português do Brasil e menos frequente no Português Europeu). Ex.: Eu o fiz com muita vontade. Eu não o fiz com muita vontade (a negação obriga o uso da próclise). - Mesóclise: colocação do pronome clítico no interior do verbo. Ex.: Eu tê-lo-ia feito com muita vontade. - possessivos - meu, teu, seu, nosso, vosso, seus. Ex.: Este livro é meu. O outro é o teu. - demonstrativos – isto, este, esse, aquele, o mesmo, o outro, tal. Ex.: Este livro é meu. Aquele é teu. - indefinidos – Todo, algum, nenhum, certo, pouco, muito... Ex.: - Viste algum livro? - Não vi nenhum. - interrogativos – que, quantos, qual,... Ex.: -Traz-me o livro. - Qual deles?

×