• Like
  • Save
Diagramas de componentes
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Diagramas de componentes

on

  • 4,588 views

 

Statistics

Views

Total Views
4,588
Views on SlideShare
4,588
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
63
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Diagramas de componentes Diagramas de componentes Presentation Transcript

    • UML – Diagramas de Componentese Modelação da Arquitectura Física Profs: dr. Edgar Gemo Dr. Zeferino Saugene (MSc.)
    • Diagrama de Componentes Captura a estrutura física da implementação Construído como parte da especificação da arquitectura Objectivo • Organizar o código fonte (ambiente de desenvolvimento) • Construir uma release executável (ambiente de produção) • Especificar uma base de dados física Desenvolvido por arquitectos e programadores Contém componentes, interfaces e relações entre componentes Pacotes de componentes podem ser usados para modelar a arquitectura física
    • Componentes Um componente é uma parte física (feita de bits e bytes) e substituível de um sistema, que proporciona a realização de um conjunto de interfaces • Podem-nos interessar diferentes ambientes: desenvolvimento, produção, testes, ... Exemplos: executáveis, bibliotecas, tabelas, ficheiros, documentos Um componente representa um empacotamento físico de elementos relacionados logicamente (normalmente classes) Notação: caixa com tabs kernel32.dll
    • Tipos de componentes - ícones eestereótipos <<executable>> componente que pode ser executado num nó 2 rodasdentadas <<library>> biblioteca estática ou dinâmica <<database>> base de dados <<table>> tabela de uma base de dados <<file>> ficheiro contendo código fonte ou dados <<document>> documento genérico
    • Interfaces Uma interface é um conjunto de operações usado para especificar os serviços de uma classe ou componente Relação de concretização (realization): um componente pode concretizar (implementar os serviços de) uma ou mais interfaces • Normalmente quer dizer que tem classes que implementam esses interfaces • Diz-se que as interfaces são exportadas • Um componente poder ser substituído por outro componente que implementa as mesmas interfaces - Não basta obedecer à mesma sintaxe, mas também à mesma semântica Relação de dependência: um componente pode usar uma ou mais interfaces • Diz-se que essas interfaces são importadas • Um componente que usa outro componente através de uma interface bem definida, não deve depender da implementação (do componente em si), mas apenas da interface
    • Interfaces – Exemplo 1 image.java componente.java ImageObserverou com mais detalhe: dependência interface concretização <<interface>> image.java ImageObserver componente.java abort: int {final static} error: int {final static} imageUpdate(): Boolean
    • Interfaces – Exemplo 2 Java Application componente JDBC Visual Basic Application Sun JDBC- SQL Server ODBC brigde JDBC driver interface(mais precisamente, API) ODBC Oracle ODBC SQL Server ODBC driver driver Transact SQL SQL Server DBMS
    • Tipos de dependências entrecomponentes Dependências simples: • entre ficheiros com código fonte, para controlo de alterações • entre executáveis e/ou bibliotecas, para gestão de configurações e dependências • entre executáveis ou bibliotecas e tabelas ou documentos de ajuda por eles usados Dependências estereotipadas: • estereótipo «hyperlink» - entre páginas html ou páginas html e executáveis • estereótipo «trace» - entre versões consecutivas do mesmo tipo de componente Não esquecer que é melhor depender das interfaces do que das implementações
    • Dependências - Exemplo
    • Composição e agrupamento decomponentes Conforme o nome indica, os componentes são para compor (montar), criando componentes maiores ou sistemas inteiros Exemplos: • Base de dados composta por tabelas • Biblioteca dinâmica (dll) composta por componentes COM+ No caso de agrupamentos de componentes que não criam componentes (físicos) maiores, usar pacotes de componentes Base de dados de biblioteca Web site «hyperlink» Tabela Tabela de Tabela deWeb page 1 Web page n de sócios reservas publicações
    • Caso de estudo (biblioteca)Pacotes de componentes Páginas Web Dinâmicas do SIB Compone ntes de Lógica de Negócio do SIB Base de Dados do SIB
    • Caso de estudo (biblioteca) Todos os componentes Páginas Web Dinâmicas do SIB Mostra menu que está disponível em qualquer pá gina login. h index.html tml para inserir novoSegue um padrão! pesquisaAu t ores.html pesquisaPubli cações.html pesquisaReq uisições.html pesquisaSó cios.htmlQual é?Como formalizar?O padrão é arquitectura! listaAutor es.asp listaPublica ç ões.as p listaRequisiç listaSóci ões.asp os.asp fichaAut or. fichaPublica fichaRequi fichaSóc asp ção.asp sição.asp io.asp Componentes de Lógica de Negócio do SIB <<COM+>> <<COM+>> <<COM+>> <<COM+>> GestãoAuto GestãoPubli GestãoRequ GestãoSóci res cações is ições os Base de Dados do SIB <<dbtable>> <<dbtable>> <<dbtable>> <<dbtable>> Autores Publicações Requisições Sócios