• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
A independência do méxico
 

A independência do méxico

on

  • 683 views

 

Statistics

Views

Total Views
683
Views on SlideShare
683
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
8
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    A independência do méxico A independência do méxico Presentation Transcript

    • Feito Por: Gustavo Rissi Kenji Vitor Matheus
      • A figura central e principal instigador da independência do México foi Miguel Hidalgo y Costilla, padre na pequena paróquia de Dolores Hidalgo,  Guanajuato . Logo após a sua ordenação como sacerdote, Hidalgo começou a promover o levantamento popular de índios e mestiços contra os espanhóis abastados, os fazendeiros e os aristocratas.
      • Durante os sete anos que passou em Dolores, Hidalgo promoveu grupos de discussão em sua casa, temas abordados nestas discussões eram acontecimentos da época.
      • O movimento independentista nasceu destas discussões informais e era dirigido contra o domínio político e econômico espanhol sobre a  Nova Espanha . Foi em  8 de Dezembro  de  1810  que os conspiradores decidiram iniciar o conflito.
      Por: matheus
      • Os planos independentistas foram descobertos pelo governo central, sendo os conspiradores alertados por Josefa Ortíz de Domínguez, mulher do Corregedor de  Querétaro . Pressionado por estes novos acontecimentos, Hidalgo decidiu iniciar imediatamente a luta pela independência, na manhã do dia 16 de Setembro de 1810 (sendo esta a data em que o México celebra a sua independência). Os sinos tocaram a rebate chamando a população a quem Hidalgo pediu que se juntassem à luta contra o governo espanhol e peninsulares, com o seu famoso Grito de Dolores:  ”Viva a Virgem de Guadalupe! Morte ao mau governo! Viva Fernando VII!” . A população respondeu entusiasticamente e de imediato uma multidão começou a marchar em direcção à capital regional, Guanajuato. Os mineiros de Guanajuato juntaram-se aos trabalhadores de Dolores no massacre de todos os peninsulares que ofereceram resistência, incluindo o intendente, dirigente colonial na região.
      • Em 30 de Outubro de 1810 foram enfrentados pelas forças realistas em Monte de Las Cruces e apesar da vitória dos independentistas, estes perderam o impulso inicial, fracassando na sua intenção de tomar a Cidade do México.
      Por: Vitor
      • Após várias vitórias, as forças insurgentes dirigiram-se em direcção ao norte, com destino ao Texas. Em Março do ano seguinte, os insurgentes foram emboscados e feitos prisioneiros em  Monclova , no estado de  Coahuila . Hidalgo, sendo sacerdote, foi julgado pela Santa Inquisição e declarado culpado de heresias e traição, sendo condenado à morte. Seria fuzilado no dia 31 de Julho de 1811. O seu corpo seria depois mutilado e a sua cabeça exposta publicamente em Guanajuato, como advertência aos possíveis insurgentes
    • Por: Carol
      • Entre 1815 e 1821, a guerra de independência tornou-se uma guerra de guerrilha. Nesta fase emergiriam dois caudilhos ilustres: Guadalupe Victoria (cujo nome verdadeiro era Manuel Félix Fernández) em Puebla e Vicente Guerreiro em Oaxaca. Os dois ganharam a lealdade e o respeito dos seus seguidores. Entretanto o Vice-rei pensava ter a situação controlada e declarou o indulto geral para todos os rebeldes que depusessem as armas.
      • Os rebeldes enfrentavam forte resistência dos espanhóis e a apatia dos criollos mais influentes da colônia. A violência excessiva e a paixão popular dos exércitos irregulares de Hidalgo e Morelos convenceram muitos criolos de que se tratava de uma guerra de classes e raças, o que os levou a juntar-se, ainda que contrafeitos, ao governo espanhol, até que pudessem encontrar uma via menos sangrenta para a obtenção da independência. É neste momento que os planos de um caudilho militar coincidiram com uma revolta liberal em Espanha, tendo tornado possíveis as repentinas mudanças de lealdade, a favor do lado independentista.
      Por: Gustavo Rissi
      • No que supostamente deveria ser a última campanha realista contra os insurgentes, foi enviada pelo Vice-rei Juan Ruíz de Apodaca uma força comandada pelo criollo Agustín de Iturbide, com a intenção de derrotar o exército de Guerrero em Oaxaca. Iturbide, nascido em Valladolid, havia-se tornado famoso pelo fervor com perseguia as forças do mal de Hidalgo e Morelos durante os primeiros anos da luta independentista. Como favorito da hierarquia da Igreja mexicana, Iturbide era a encarnação do perfeito criollo conservador: pio, religioso e dedicado à proteção da propriedade privada e dos privilégios sociais. No entanto, Iturbide estava insatisfeito, pois carecia de uma alta patente militar bem como de riqueza.
      • As forças rebeldes de todo o México juntaram-se ao exército de Iturbide.
      • Quando a vitória dos insurgentes se tornou aparente deu-se a renúncia do Vice-rei.
      • Em 24 de Agosto de 1821, foi assinado, o Tratado de Córdoba pelo Iturbide e representantes da coroa espanhola, que reconhecia o México como nação independente segundo os termos do plano de Iguala.
      • Iturbide incluiu um artigo no tratado que possibilitava ao congresso escolher um rei criollo se nenhum membro da realeza européia aceitasse o trono mexicano. Este artigo permitiu a Iturbide subir ao trono mexicano, dando início ao primeiro Império Mexicano.
      Por: Kenji