Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 1/28
Workshop identificação e mapeamento de
planta...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 2/28
Introdução ao tema das invasões biológicas:
t...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 3/28
Resumo
Plantas Invasoras
– Alguns conceitos e...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 4/28
Alguns conceitos (1)
• Plantas NATIVAS
(≈ esp...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 5/28
Alguns conceitos (2)
Planta INVASORA
Planta I...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 6/28
Processo de invasão biológica
Tamanhodapopula...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 7/28
Produção de numerosas
sementes, algumas com
g...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 8/28
Boas competidoras por
recursos (água, luz,
nu...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 9/28
Reprodução vegetativa
muito eficiente
Espécie...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 10/28
Grande distribuição na
região de origem
Algu...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 11/28
Plantas invasoras – como chegam até nós?
As ...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 12/28
Plantas invasoras – de onde vêm?
De todo o m...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 13/28
E quais os impactes que as plantas invasoras...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 14/28
• Ecológicos (Vilà et al., 2011. Ecol. Lette...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 15/28
Impactes económicos – alguns números...
 US...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 16/28
• Diminuição da disponibilidade de água nos ...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 17/28
Mas a maioria das plantas exóticas não revel...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 18/28
Plantas invasoras – SITUAÇÃO EM PORTUGAL
• C...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 19/28
Legislação – Decreto-Lei n.º 565/99
Introduç...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 20/28
Acacia dealbata Link
Acacia karroo Hayne
Aca...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 21/28
Daqui a pouco já vamos ver muitas destas esp...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 22/28
Mais legislação...
(regime jurídico dos plan...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 23/28
etc. … plantas potencialmente invasoras…
pol...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 24/28
Todos somos intervenientes neste processo. T...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 25/28
5. Organizar ou participar em ações de contr...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 26/28
Registo de avistamentos para mapeamento
1. R...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 27/28
Sugestão de leitura:
Yvonne Baskin. A Plague...
Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 28/28
Referências citadasAlmeida JD, Freitas H (20...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Workshop prático sobre Plantas Invasoras – identificação e mapeamento (1)

496

Published on

Introdução ao tema das invasões biológicas

Sessão de apresentação ao tema das invasões biológicas visualizada no Workshop prático sobre Plantas Invasoras – identificação e mapeamento. Este Workshop insere-se numa série de Workshops que têm como objetivo aumentar a sensibilização sobre o tema e dinamizar a plataforma de ciência participativa para o mapeamento de plantas invasoras em Portugal.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
496
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
20
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Workshop prático sobre Plantas Invasoras – identificação e mapeamento (1)

  1. 1. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 1/28 Workshop identificação e mapeamento de plantas invasoras Contextualização e objectivo: - formação de participantes para colaborar numa plataforma de ciência participativa para mapeamento de plantas invasoras em Portugal: invasoras.pt Breve introdução ao tema: plantas invasoras Registo na plataforma em invasoras.pt Saída de campo - registo de avistamentos - colheita de (algumas) plantas invasoras Upload e edição de avistamentos online Identificação de (algumas) plantas invasoras
  2. 2. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 2/28 Introdução ao tema das invasões biológicas: terminologia, processo, impactes... Elizabete Marchante 1CEF - Centro de Ecologia Funcional, Universidade de Coimbra
  3. 3. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 3/28 Resumo Plantas Invasoras – Alguns conceitos e processo de invasão – Características das plantas invasoras – Impactes das Plantas Invasoras Situação em Portugal – Alguns números... – Legislação O papel de cada um...
  4. 4. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 4/28 Alguns conceitos (1) • Plantas NATIVAS (≈ espontâneas, indígenas, autóctones) • Plantas EXÓTICAS (≈ introduzidas, alóctones) Richardson et al., 2000, Div & Dist. 6: 93-107 Pyšek et al., 2004, Taxon, 53(1): 131-143
  5. 5. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 5/28 Alguns conceitos (2) Planta INVASORA Planta INFESTANTE 5 NEM TODAS AS EXÓTICAS SÃO INVASORAS
  6. 6. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 6/28 Processo de invasão biológica Tamanhodapopulação estímulo introdução naturalização invasão % espécies exóticas: introduzidas, naturalizadas e invasoras ? tempo ?
  7. 7. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 7/28 Produção de numerosas sementes, algumas com grande longevidade no solo, e/ou com estratégias de dispersão eficazes Crescimento muito rápido Principais características (1) 0 4000 8000 12000 16000 20000 -3m -2m -1,5m -1m -0,5m 0m +0.5m +1m +1.5m +2m +3m +4m +5m +6m +7m +8m +9m +10m -3m -2m -1,5m -1m -0,5m 0m +0.5m +1m +1.5m +2m +3m +4m +5m +6m +7m +8m +9m +10m Long-invaded Recently-invaded no.ofseedsm-2 d d ab d cd ab cd bc a Marchante et al., 2010. Am J Bot 97 (11):1780-1790
  8. 8. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 8/28 Boas competidoras por recursos (água, luz, nutrientes, espaço, etc.) Ausência de inimigos naturais Principais características (2)
  9. 9. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 9/28 Reprodução vegetativa muito eficiente Espécies adaptadas e favorecidas pelo fogo: germinação de sementes e/ou rebentamento de touças Principais características (3) Francisco Caetano
  10. 10. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 10/28 Grande distribuição na região de origem Algumas destas características contribuem para o comportamento invasor de algumas plantas exóticas Muitas destas características são as que procuramos nas espécies para utilizar como ornamentais ou para fins florestais... Invasão! Principais características (4)
  11. 11. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 11/28 Plantas invasoras – como chegam até nós? As pessoas viajam e transportam muitos produtos por todo o mundo Introduções intencionais: ornamentais, alimentos, matérias primas, etc. Introduções acidentais: sementes e propágulos misturados com outros produtos, etc.
  12. 12. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 12/28 Plantas invasoras – de onde vêm? De todo o mundo! MAS MUITAS vêm de regiões/países com climas mediterrânicos Mapa de: http://www.mednscience.org/mediterranean_ecosystem
  13. 13. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 13/28 E quais os impactes que as plantas invasoras promovem? Porque são uma ameaça?
  14. 14. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 14/28 • Ecológicos (Vilà et al., 2011. Ecol. Letters, 14: 702–708) – ameaça à biodiversidade e equilíbrio dos ecossistemas (competiçao com espécies nativas, alteração dos ciclos biogeoquímicos, ex., ciclo do carbono, azoto, água, etc) – impactes nos serviços dos ecossistemas (alimentos, fornecimento de água e recursos diversos, regulação do clima, cheias, doenças, etc.) – alteração/uniformização dos ecossistemas/paisagens – alteração dos regimes de fogo – alteração das cadeias ecológicas/alimentares • Económicos (Europa: >10 biliões €/ano; Hulme et al., 2009. Science, 324: 40-1): – produtividade - espécies que invadem áreas agrícolas, florestais ou piscícolas (aquáticas), pragas, epidemias, etc. – gestão e controlo de invasoras e recuperação de sistemas invadidos – turismo, etc. Impactes das plantas invasoras (1) Célia Laranjeiro Vitor CarvalhoFrancisco Caetano H. Marchante 2011 Marchante et al., 2008 Appl Soil Ecol 40:210-217 Rascher et al. 2012. Ecol. Letters
  15. 15. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 15/28 Impactes económicos – alguns números...  US$160 milhões, restauração de ecossistemas invadidos por Pinus, Acacia e Hakea; África do Sul  US$80 milhões/ano, controlo 6 infestantes; Austrália  US$170 milhões/ano, controlo 4 invasoras; Reino Unido  $137 biliões/ano, danos ambientais e perdas económicas devido a espécies invasoras; EUA (Pimentel et al 2000)  >$314 biliões, prejuízos causados por espécies exóticas; EUA, Reino Unido, África do Sul, Brasil, Australia, India! (Pimentel et al 2001)  €132 milhões (1992-2006), controlo de espécies invasoras - projectos LIFE & RTD, na Comunidade Europeia (Scalera 2010)  +/- €300 mil (2005-2008...) controlo Acacia longifolia e “recuperação”; 200ha, RND São Jacinto  €727 mil (2000-2004) LIFE para controlo de Acacia dealbata e recuperação das áreas invadidas; Parque Nacional da Peneda-Gerês  €2,8 milhões + €2,3 milhões (2003-2008 + 2009-2012), LIFE para recuperação do habitat do priolo e Laurissilva, incluindo controlo de plantas invasoras  maior parte dos prejuízos não estão quantificados... perdas de serviços ecossistemas, biodiversidade, etc!
  16. 16. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 16/28 • Diminuição da disponibilidade de água nos lençóis freáticos – espécies muito exigentes no seu consumo, quer pelas suas características, quer pelas densidades elevadas que atingem • Impactes na saúde pública – espécies que provocam doenças, alergias, ou funcionam como vectores de pragas • “divida da invasão” (invasion debt, Essl et al., 2011 PNAS 108: 203-207) • … Impactes das plantas invasoras (2) As espécies invasoras são uma das maiores ameaças ao bem-estar ambiental e económico do planeta GISP (Global Invasive Species Programme)
  17. 17. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 17/28 Mas a maioria das plantas exóticas não revelam comportamento invasor…
  18. 18. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 18/28 Plantas invasoras – SITUAÇÃO EM PORTUGAL • Ca. 3300 espécies NATIVAS • Ca. 670 espécies EXÓTICAS; destas, ca. 40 são INVASORAS 0 200 400 600 800 Exóticas (casuais + naturalizadas + invasoras) Potencial desconhecido Com potencial invasor (casuais + naturalizadas) Invasoras Marchante et al 2008, Almeida e Freitas 2012 ?
  19. 19. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 19/28 Legislação – Decreto-Lei n.º 565/99 Introdução intencional de espécies exóticas na natureza Exceções “económicas” - agricultura, horticultura, interesse zootécnico (DL n.º 28039, 14-09-1937 DL n.º165/74, 22 de abril DL n.º 205/2003, 12 de setembro Despacho 20194/2009; nº 4, artigo 19º, DL 16/2009, 14 janeiro) 
  20. 20. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 20/28 Acacia dealbata Link Acacia karroo Hayne Acacia longifolia (Andrews) Willd. Acacia mearnsii De Wild. Acacia melanoxylon R. Br. Acacia pycnantha Bentham Acacia retinodes Schlecht. Acacia cyanophylla Lindl Ailanthus altissima (Mill.) Swingle Arctotheca calendula (L.) Levyns Azolla filiculoides Lam. Carpobrotus edulis (L.) N. E. Br. Conyza bonariensis (L.) Cronq. Datura stramonium L. Eichhornia crassipes (Mart.) Solms Elodea canadensis Michx Erigeron karvinskianus DC. Eryngium pandanifolium Cham. & Schlecht. Galinsoga parviflora Cav. Hakea salicifolia (Vent.) B.L. Burtt Hakea sericea Schrader Ipomoea acuminata (Vahl) Roemer & Schultes Myriophyllum brasiliense Cambess. Oxalis pes-caprae L. Pittosporum undulatum Vent. Robinia pseudoacacia L. Senecio bicolor (Willd.) Tod. subsp. cineraria (DC.) Chater Spartina densiflora Brongn. Tradescantia fluminensis Velloso Legislação – Decreto-Lei nº 565/99 Plantas invasoras (29) listadas no Anexo I Cortaderia selloana (J. A. & J. H. Schultes) Aschers & Graebner. Arundo donax L. Opuntia spp.
  21. 21. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 21/28 Daqui a pouco já vamos ver muitas destas espécies ...
  22. 22. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 22/28 Mais legislação... (regime jurídico dos planos de ordenamento, de gestão e de intervenção de âmbito florestal) • Programas plurianuais de controlo das espécies invasoras (D.L nº 565/99) quando: – Comprometem desenvolvimento da plantação – Perigosidade acrescida DFCI – Ameaçam áreas de importante valor para a conservação • Programas devem incluir: - Caracterização - Controlo ou erradicação; mecânico, químico, fogo ou combinação - Eliminação de adultos, regeneração natural e germinação posterior - Monitorização - Grupos de Trabalho para Estratégia Europeia sobre Espécies Exóticas Invasoras (Prevenção + Aviso/Detecção Precoce & Resposta Rápida + Erradicação, Gestão e Restauração) Novo Instrumento legislativo a nível da CE em desenvolvimento (…)
  23. 23. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 23/28 etc. … plantas potencialmente invasoras… polígono-de-jardim lantana Qual o problema de uma planta sozinha? • mimosa - árvores isoladas • erva-das-pampas - milhares de sementes transportadas pelo vento • árvore-do-céu - muitas sementes e propagação vegetativa •Espécies com comportamento invasor esporádico/começam a dispersar •Espécies Invasoras noutros locais com clima semelhante ao nosso •Espécies de géneros com plantas invasoras •… tempo e estímulos…
  24. 24. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 24/28 Todos somos intervenientes neste processo. Todos podemos ajudar! “PREVENÇÃO É A MELHOR OPÇÃO” 1. Aprender a identificar as plantas invasoras e NÃO as UTILIZAR 2. Ao comprar plantas, preferir as nativas; se optar por exóticas informar-se sobre o seu caráter invasor 3. Ao passear no campo, verificar que as roupas e sapatos não trazem sementes ou outros propágulos de plantas invasoras 4. Ao limpar os jardins/espaços verdes/terrenos de cultivo, não deitar restos de exóticas na natureza O que podemos fazer?Alternativas nativas… ...
  25. 25. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 25/28 5. Organizar ou participar em ações de controlo, palestras, atividades de sensibilização, ou outras, sobre plantas invasoras 6. Mapa de avistamentos de plantas invasoras - projeto de Ciência Participativa, disponível em http://invasoras.uc.pt/mapa-de- avistamentos/ Contribuições através de: – site – aplicação p/Smartphone Android 7. Linha SOS Ambiente e Território:808 200 520; sepna@gnr.pt O que podemos fazer?
  26. 26. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 26/28 Registo de avistamentos para mapeamento 1. Registo do utilizador na base de dados – http://invasoras.uc.pt/mapa-de-avistamentos/ 2. Registo de avistamentos no site 1. folhas de registo em PDF 3. Registo de avistamentos com smartphone Android 1. Envio dos avistamentos com net 4. Edição e consulta de avistamentos na área de utilizador em http://invasoras.uc.pt/mapa-de-avistamentos/ 5. (Validação dos avistamentos – equipa do invasoras.pt) 6. Visualização dos avistamentos online
  27. 27. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 27/28 Sugestão de leitura: Yvonne Baskin. A Plague of Rats and Rubbervines : The Growing Threat of Species Invasions
  28. 28. Identificação e Mapeamento de Plantas Invasoras | ESAC www.invasoras.pt 28/28 Referências citadasAlmeida JD, Freitas H (2006) Exotic naturalized flora of continental Portugal - a reassessment. Botanica Complutensis 30:117-130 Baskin Y (2003) A Plague of Rats and Rubbervines: The Growing Threat of Species Invasions. Scope Series - Scientific Committee on Pro. Shearwater Books Essl F, Dullinger S, Rabitsch W, Hulme PE, Hülber K, Jarošík V, Kleinbauer I, Krausmann F, Kühn I, Nentwig W, Vilà M, Genovesi P, Gherardi F, Desprez- Loustau M-L, Roques A, Pyšek P (2011) Socioeconomic legacy yields an invasion debt. Proceedings of the National Academy of Sciences 108 (1):203-207. doi:10.1073/pnas.1011728108 Hulme, P.E., Pysek, P., Nentwig, W. & Vilà, M. (2009) Will Threat of Biological Invasions Unite the European Union? Science, 40-41. Marchante E, Freitas H, Marchante H (2008a) Guia prático para a identificação de Plantas Invasoras de Portugal Continental. Natura Naturata. Imprensa da Universidade de Coimbra, Coimbra Marchante E, Kjøller A, Struwe S, Freitas H (2008b) Short and long-term impacts of Acacia longifolia invasion on the belowground processes of a Mediterranean coastal dune ecosystem. Appl Soil Ecol 40:210-217 Marchante H, Freitas H, Hoffmann JH (2010) Seed ecology of an invasive alien species, Acacia longifolia (Fabaceae), in Portuguese dune ecosystems. Am J Bot 97 (11):1780-1790. doi:10.3732/ajb.1000091 Marchante, H. 2011. Invasion of Portuguese dunes by Acacia longifolia: present status and perspectives for the future. Faculdade de Ciências e Tecnologia. Universidade de Coimbra. Doutoramento em Biologia, especialidade em Ecologia. 184 pág. Ministério do Ambiente (1999) Decreto-lei n.º 565/99 de 21 de Dezembro. In: Diário da República - I Série - A. 295: 9100-9114. Pimentel D, Lach L, Zuniga R, Morrison D (2000) Environmental and economic costs of nonindigenous species in the United States. Bioscience 50 (1):53- 65 Pimentel D, McNair S, Janecka J, Wightman J, Simmonds C, O'Connell C, Wong E, Russel L, Zern J, Aquino T, Tsomondo T (2001) Economic and environmental threats of alien plant, animal, and microbe invasions. Agroecosyst Environ 84:1–20 Pyšek P, Richardson DM, Rejmanek M, Webster GL, Williamson M, Kirschner J (2004) Alien plants in checklists and floras: towards better communication between taxonomists and ecologists. Taxon 53 (1):131-143 Rascher, K.G., Hellmann, C., Máguas, C. & Werner, C. in press . Community scale 15N isoscapes: tracing the spatial impact of an exotic N2-fixing invader. Ecol Lett Richardson DM, Pyšek P, Rejmánek M, Barbour MG, Panetta FD, West CJ (2000) Naturalization and invasion of alien plants: concepts and definitions. Divers Distrib 6:93-107 Scalera R (2010) How much is Europe spending on invasive alien species? Biol Inv 12 (1):173-177 Vilà M, Espinar JL, Hejda M, Hulme PE, Jarošík V, Maron JL, Pergl J, Schaffner U, Sun Y, Pyšek P (2011) Ecological impacts of invasive alien plants: a meta- analysis of their effects on species, communities and ecosystems. Ecol Lett 14:702-708
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×