Slides oficina assessoria_

1,436 views
1,315 views

Published on

Published in: Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,436
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
41
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Slides oficina assessoria_

  1. 1.
  2. 2. O que é uma Assessoria de Comunicação?<br /><ul><li>Objetiva formar e consolidar uma imagem positiva da instituição junto a seu público-alvo e/ou a sociedade;
  3. 3. Faz parte da comunicação integrada;
  4. 4. A chamada comunicação mercadológica “utiliza o composto de comunicação ou o mix de comunicação (propaganda, relações públicas e assessoria de imprensa), para tornar conhecido o produto ou serviço, apresentar os seus benefícios e criar a imagem positiva na mente do consumidor.” (FILHO, 2009, p. 6).</li></li></ul><li>Objetivos<br /><ul><li>Manter o bom relacionamento com os diversos públicos;
  5. 5. Divulgar um evento ou instituição de maneira interessante e criativa no intuito de atrair o interesse do público;
  6. 6. Gerar notícia;
  7. 7. Tornar uma marca ou serviço conhecido na busca pela consolidação de uma boa imagem e pela credibilidade.</li></li></ul><li>Diferenças entre Assessoria de Comunicação e de Imprensa<br /><ul><li> O assessor de imprensa é um intermediário entre as informações disponíveis em uma organização e os veículos de comunicação;
  8. 8. A prática das assessorias de imprensa, restrita a atuação dos jornalistas, passa a atuar em conjunto com outras áreas da comunicação;
  9. 9. "A assessoria de imprensa está dentro do negócio maior da comunicação. E o jornalista deve aprender a trabalhar com conceitos e as ações de relações públicas, publicidade, design, recursos humanos e outras ferramentas poderosas de construção de imagem" (CHINEM,2003 p.15).</li></li></ul><li><ul><li>Esse novo modelo integra jornalistas, relações-públicas, publicitários e especialistas em marketing que passam a atuar incorporando novas estratégias e ferramentas de comunicação;
  10. 10. De acordo com o Manual de Assessoria de Comunicação – Imprensa da Federação Nacional de Jornalistas (2007), a Assessoria de Imprensa trabalha:</li></ul>“tanto [com] a publicação de notas, como o agendamento de entrevistas e a publicação posterior de informações, [que] são gratuitas. [...] Não se paga por publicação. Se paga para a assessoria trabalhar de forma a conseguir esse resultado.”<br />
  11. 11. <ul><li>O Manual da FENAJ pontua ainda que “a assessoria de imprensa não é departamento de vendas. Sua função não é vender produtos, mas sedimentar marcas e idéias” (FENAJ, 2007, p. 14);
  12. 12. Filho (2009) faz uma relevante pontuação ao citar Yanaze (2007, p. 330): “cabe ao profissional de comunicação não privilegiar nenhuma ferramenta em detrimento de outras e elaborar estratégias integradas, coerentes com uma orientação sistêmica, que propiciem sinergia entre as várias ações de comunicação”;
  13. 13. A maior parte dos assessores de imprensa são jornalistas por formação acadêmica e, portanto, vêem na notícia a matéria-prima para toda e qualquer sugestão de pauta a ser enviada. As sugestões de pauta elaboradas pelas assessorias visam englobar os seus clientes em temas sociais atuais e relevantes, para que, então, sejam fontes de possíveis matérias e devam ser procurados pelos veículos de comunicação.</li></li></ul><li>Produtos e Serviços da Assessoria<br />
  14. 14. A revista Fraude, enquanto produto da Facom, faz parte de um<br />planejamento de divulgação interna.<br />Utilizamos ferramentas para divulgação da revista: <br /><ul><li>jornal mural
  15. 15. boletim eletrônico
  16. 16. site da Faculdade de Comunicação
  17. 17. lista virtual Facom-l</li></li></ul><li>Planejamento<br /><ul><li> O planejamento de umaassessoria é constituído pordiversos planos, que sãoprovidências a serem tomadaspara se atingir metasestabelecidas. Geralmenteindicam o quê, o onde, o como e oporquê.</li></li></ul><li>
  18. 18.
  19. 19. Agendamento<br /><ul><li>Enviar sugestão de pauta para os principais meios de comunicação (jornais,rádios, televisões). O objetivo dessa fase é agendar o tema na mídia e tentar publicar alguma notícia sobre o evento;
  20. 20. Desenvolver  a pauta e não apenas mandar uma sugestão. O ideal é mandar a matéria pronta, que contenha fontes (e respectivo contato);
  21. 21. Procurar ganchos interessantes;
  22. 22. Sugerir imagens, fotos ou, no caso da televisão, vídeo;
  23. 23. Colocar telefone e e-mail dos organizadores do evento, caso o jornalista queira entrar em contato;
  24. 24. Esse passo deve ser repetido toda a semana até o evento.</li></li></ul><li>Release <br /><ul><li>O release deve conter todas as informações que o jornalista pode precisar para escrever uma matéria sobre o evento;
  25. 25. Não podem faltar horários, programações, nomes dos palestrantes, bandas, várias sugestões de imagens e fotos em alta definição. Também deve estar presente os contatos da assessoria e dos envolvido no evento, além de sugestões de outras fontes relacionadas ao tema;
  26. 26. O release deve ser mandado por email, fax ou ser entregue impresso na redação. Quando o release é enviado, é recomendado ligar para os editores e jornalistas de cada veículo para confirmar recebimento, convidá-lo e reforçar a importância da sugestão de pauta (follow-up);</li></li></ul><li>Revista Fraude chega à sua oitava edição com lançamento no Pelourinho<br />O lançamento da oitava edição da Revista Fraudeacontece em 5 de novembro, às 19h, no Largo Quincas Berro d’Água, no Pelourinho, numa festa que promete ser a mais animada da história da publicação, com entrada gratuita. Para fazer o som, foram convidadas as bandas Suinga e Pirigulino Babilake, além do dj Camilo Fróes, residente do Baile Esquema Novo. A festa também contará com uma feirinha de artesanato promovida pelo Instituto Mauá.<br />A revista vem repleta de novidades e, pela primeira vez, será distribuída gratuitamente. Sem deixar de ser essencialmente baiana, a revista traz enfoques locais e mais amplos sobre cultura, em uma variedade de temas como literatura, música, cinema, fotografia, comunicação, internet, tecnologia e quadrinhos. Desde o primeiro número da publicação, lançado em 2004, a revista já visava movimentar o cenário de revistas baianas, diante da escassez de produtos locais. <br />A Fraude é produzida pelos 12 bolsistas do Programa de Educação Tutorial de Comunicação da Ufba (Petcom), apoiado pelo Ministério da Educação. Não deixe de ir ao Pelô e garantir o seu exemplar! Mas aos que não podem ir, ainda resta a alternativa de passar na sala do Petcom, na Faculdade de Comunicação da Ufba, no campus Ondina, conferir os pontos de distribuição através do blog da Fraude ou ainda acessar a versão online da publicação.<br /> <br />O que: Lançamento da Revista Fraude 8, com participação das bandas Suinga e Pirigulino Babilake, e do dj Camilo Fróes.<br />Quando: 5 de novembro, às 19h<br />Onde: Largo Quincas Berro d’Água, Pelourinho.<br />Entrada gratuita<br />Mais informações: Blog da Fraude [revistafraude.com] | petcom@ufba.br | 71 32836186<br /> <br />
  27. 27. Postal<br />
  28. 28. Cartaz<br />
  29. 29. Vinheta<br />
  30. 30. Press Kit<br /><ul><li>É um conjunto informativo composto de textos, artigos, fotografias e outros materiais destinados à divulgação do fato jornalístico;
  31. 31. Devem constar os patrocinadores;
  32. 32. Devem constar o release e as sugestões de pauta;
  33. 33. Todos os logotipos e imagens da instituição devem ser arquivados em um CD ou pen drive.</li></li></ul><li>Mailing<br /><ul><li>Público
  34. 34. Imprensa
  35. 35. Contatos estratégicos da área</li></ul>A nova organização do mailing faz parte de um projeto de resgate da memória do grupo, com manutenção de bancos de dados arquivado em blog e organizado por tags.<br />
  36. 36. Clipping<br /><ul><li>Trata-se de arquivar todo o material publicado na mídia sobre o referido produto assessorado
  37. 37. Análise do material jornalístico</li></li></ul><li>Clipping<br />
  38. 38. Lista de links<br />http://www.correio24horas.com.br/noticias/detalhes/detalhes-2/artigo/bandas-suinga-e-pirigulino-babilake<br />participam-de-lancamento-da-revista-fraude/<br />http://www.irdeb.ba.gov.br/multicultura/?p=3714<br />http://www.portalflavour.com/editorias/entretenimento/mais_uma_fraude.htm<br />http://obaoba.click21.com.br/salvador/agenda/suinga-pirigulino-babilake<br />http://www.dendecultural.com.br/2010/11/lancamento-da-8-edicao-da<br />revista.htmlhttp://coisasprafazeremsalvador.blogspot.com/2010/10/lancamento-da-revista-fraude-8<br />0510.html<br />http://literaturaeeducacao-uneb.blogspot.com/2010/10/lancamento-da-revista-fraude.html<br />http://coisasprafazeremsalvador.blogspot.com/2010/10/lancamento-da-revista-fraude-80511.html?spref=tw<br />http://rockloco.blogspot.com/2010/11/movidos-alcool-faz-1-show-em-salvador.html<br />http://zepirigu.wordpress.com/2010/11/03/lancamento-da-revista-fraude-com-pirigulino-babilake-esuinga/<br />http://www.agendacultural.ba.gov.br/2010/11/05/revista-fraude/<br />http://plugcultura.wordpress.com/2010/11/03/revista-fraude-chega-a-sua-oitava-edicao-comlancamentono<br />pelourinho/<br />http://www.obaoba.com.br/salvador/agenda/suinga-pirigulino-babilake<br />http://www.agenciasebrae.com.br/noticia.kmf?canal=36&cod=10899655<br />http://tabuleiroproducoes.wordpress.com/2010/11/03/aqui-na-bahia-revista-fraude-chega-a-su/<br />http://radiofacom.blogspot.com/2010/11/amanha-sera-o-lancamentodarevista.html<br />http://www.pelourinho.ba.gov.br/wp-content/uploads/2010/11/Agenda-mensal-novembro.pdf<br />http://www.universohq.com/quadrinhos/2010/n05112010_02.cfm<br />
  39. 39. Além de armazenar os links, é importante salvar como imagem as páginas em que foram publicados textos relacionados ao assessorado.<br />Pode-se utilizar o software livre PDFCreator -www.pdfforge.org<br />
  40. 40.
  41. 41. Acompanhamento da exposição da marca<br /><ul><li>Clipping
  42. 42. Monitoramento da marca nas redes sociais (Twitter, Facebook, blog) sobretudo na época do lançamento da revista</li></li></ul><li>
  43. 43.
  44. 44.
  45. 45. Ações de Assessoria Online<br /><ul><li>E-mail:</li></ul>Utilizar e-mail institucional Ex.: petcom@ufba.br;<br />Criação de mailing;<br />Usar sempre a opção cópia oculta (Cco) quando enviar e-mail em massa para divulgação de algum evento;<br />Anexar cartaz no corpo do e-mail e abaixo colocar o texto.<br />
  46. 46. Ações de Assessoria Online<br /><ul><li>Criação e atualização frequente de perfis em redes sociais: orkut, twitter, flickr, myspace, facebook, youtube
  47. 47. Disponibilização da versão online da revista no Issuu</li></li></ul><li>Ações de Assessoria Online<br /><ul><li> Na web:</li></ul>Criação e manutenção de blog e site fortelece a construção de uma imagem perante o público;<br />Criação de perfis de orkut, facebook e twitter (mais populares redes sociais atualmente no país) são importantes para manter contato com o público e ajudar na divulgação de eventos<br />Catalogar sites e blogs interessantes e enviar releases e cartazes dos eventos (o potencial de divulgação se amplia)<br />
  48. 48.
  49. 49.
  50. 50. Petcom na rede<br />1. Twitter:<br /> @petcom<br />2. Blog: <br />www.petcom.wordpress.com<br />3.Facebook: <br />Petcom Ufba<br />4.Flickr: <br />www.flickr.com/petcomufba<br />5.Site da Fraude:<br /> www.revistafraude.com<br />E-mail: petcom@ufba.br<br />
  51. 51. Referências<br /> CARDOSO, C. G. . Novas Formasde Comunicação Organizacional na Sociedade da Informação. Organicom (USP), v. 3,<br />p. 34-38,2007.<br />CHAPARRO, Manuel Carlos. Cem anos de assessoria de imprensa. In: DUARTE, Jorge (Org.). Assessoria de imprensa e<br />relacionamento com a mídia. São Paulo: Atlas, 2010, p. 3-21.<br />CHINEN, Rivaldo. Assessoria de Imprensa: Como fazer. São Paulo: Summus, 2003. <br />DUARTE, Jorge (org). Assessoria de imprensa e relacionamento com a Mídia. São Paulo: Atlas, 2003.<br />KENDZERSKY, P. 2006. Web marketing e comunicação digital. Porto Alegre, jan. 2006.<br />KOPLIN, Elisa; FERRARETTO, Luiz Artur. Assessoria de imprensa: teoria e prática. Porto Alegre: Sagra,1996.<br />KUNSCH, Margarida Maria Krohling. Planejamento de relações públicas na comunicação integrada. São Paulo<br />Summus, 2003.<br />LEMOS, A. L. M.. Comunicação e práticas sociais no espaço urbano: as características dos Dispositivos<br />Híbridos Móveis de Conexão Multirredes (DHMCM). In Revista Comunicação, Mídia e Consumo, São Paulo,<br />v.4, n.10, p.23-40, julho 2007. Disponível em [http://www.andrelemos.info/artigos/DHMCM.pdf] Acesso em:<br />15/04/2011<br />LIMA, Gerson Moreira. Releasemania: uma contribuição para o estudo do press-release no Brasil. 4. ed.<br />São Paulo: Summus, 1995.<br />MONTARDO, S. P. ; GOULART, R. R. V. . Os mecanismos de busca e suas implicações em Comunicação e<br />Marketing. Líbero (FACASPER), v. 1, p. 119-131, 2008.<br />PIZA, Daniel. Jornalismo Cultural. São Paulo: Editora Contexto, 2003.<br />RECUERO, Raquel. Redes Sociais na Internet. Sulina, 2009.<br />

×