Oficina de jornalismo de revista produção (final)

3,095 views
2,842 views

Published on

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,095
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
173
Actions
Shares
0
Downloads
117
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Oficina de jornalismo de revista produção (final)

  1. 2. O que é produção executiva? A produção executiva envolve a  elaboração , organização  e execução de um projeto, de uma ação ou produto;       1. A  elaboração  é a criação do conceito de um projeto. Este é o ponto de partida para a  organização  dos objetivos e metas que servirão como guia para se atingir os resultados esperados.       2. A  execução  é quando se coloca em prática o plano de trabalho, procurando cumprir todas as etapas e demandas do projeto.
  2. 3. Pré-Produção
  3. 4. Conceito do projeto <ul><li>O conceito é o ponto de partida da elaboração de qualquer projeto. </li></ul><ul><li>Perguntas guias:  </li></ul><ul><li>1. O que é? </li></ul><ul><li>2. O que visa? </li></ul><ul><li>3. Quem está envolvido? </li></ul><ul><li>4. Qual o público-alvo? </li></ul><ul><li>5. Qual a previsão de realização? </li></ul><ul><li>&quot;Transforme o abstrato em algo concreto&quot;. </li></ul>
  4. 5. Elaboração do projeto <ul><li>O projeto é a sistematização de uma ideia. </li></ul><ul><li>A elaboração de um projeto é essencial tanto para a solicitação de apoios e patrocínios a instituições públicas privadas, como também para a produção de uma atividade artístico-cultural. Desse modo, o projeto é um &quot;material de venda&quot;. </li></ul><ul><li>Características de um projeto: </li></ul><ul><li>1. Ser claro, objetivo e conciso; </li></ul><ul><li>2. Apresentar todos itens da estrutura básica do projeto; </li></ul><ul><li>3. Ter objetivos e justificativa qualificáveis; </li></ul><ul><li>4. Ter orçamento real. </li></ul>
  5. 6. Elaboração do projeto <ul><li>  Um bom projeto deve apresentar a seguinte estrutura: </li></ul><ul><li>1. Apresentação; </li></ul><ul><li>2. Justificativa; </li></ul><ul><li>3. Objetivo geral e objetivos específicos; </li></ul><ul><li>4. Metas a atingir </li></ul><ul><li>5. Público-alvo; </li></ul><ul><li>6. Custo/Orçamento; </li></ul><ul><li>7. Apoio e Contrapartida; </li></ul><ul><li>8. Cronograma; </li></ul><ul><li>9. Plano de Mídia; </li></ul><ul><li>10. Anexos. </li></ul>
  6. 7. Elaboração do projeto <ul><li>Apresentação </li></ul><ul><li>Descrição da ação ou produto que se pretende desenvolver. Trata-se de um resumo da proposta e, por isso, deve ser escrito da forma mais clara e objetiva possível. </li></ul><ul><li>Exemplo: A presente proposta busca possibilitar a criação de uma revista de jornalismo cultural (...) </li></ul><ul><li>2. Justificativa </li></ul><ul><li>Demonstração da importância do projeto. </li></ul><ul><li>Exemplo: A cidade de Salvador carece de revistas especializadas sobre o cenário cultural local. A Revista Fraude, além de contribuir para preencher essa lacuna, possuirá a particularidade de ser uma revista experimental realizadas por estudantes universitários, o que garantirá um ponto de vista e produção diferenciadas do jornalismo tradicional. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  7. 8. Elaboração do projeto <ul><li>3. Objetivo geral e objetivos específicos </li></ul><ul><li>Desenvolvimento e quantificação das finalidades da proposta. O objetivo geral corresponde ao produto final do projeto. Já os objetivos específicos se configuram como ações que contribuirão para alcançar e complementar o objetivo geral. </li></ul><ul><li>Exemplo: </li></ul><ul><li>Objetivo Geral: Publicar 1000 exemplares da revista Fraude, distribuí-la gratuitamente em universidades, bibliotecas públicas, espaços culturais como teatros, museus, cinemas, pontos de cultura e realizar a festa de lançamento com entrada gratuita. </li></ul><ul><li>Objetivos Específicos: </li></ul><ul><li>Ocupar segmentos do público soteropolitano interessado por jornalismo cultural; </li></ul><ul><li>Profissionalizar a equipe Petcom em design gráfico, produção jornalística e cultural; </li></ul><ul><li>Tratar os fenômenos culturais locais através de uma abordagem crítica; </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  8. 9. Elaboração do projeto <ul><li>4. Metas a atingir </li></ul><ul><li>Apresentação dos resultados práticos quantificáveis a serem atingidos pelo projeto. </li></ul><ul><li>Trata-se dos indicadores para a verificação do cumprimento do projeto e sua avaliação. </li></ul><ul><li>Exemplo: </li></ul><ul><li>Imprimir 1.000 exemplares da revista Fraude , que serão distribuídos nos seguintes espaços: todas as faculdades de Comunicação e Ciências Humanas do Brasil, bibliotecas públicas, teatros, museus, eventos e espaços culturais, bem como a própria sala do PETCOM, na UFBA, e outros pontos de concentração de produtos culturais da cidade. </li></ul><ul><li>Realizar uma festa de lançamento com atrações musicais e intervenções culturais. </li></ul><ul><li>Realizar a impressão de 120 cartazes e 1000 postais que serão utilizados para a divulgação da festa de lançamento. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  9. 10. Elaboração do projeto <ul><li>5. Público-alvo </li></ul><ul><li>Caracterização do público, ou públicos, ao qual o projeto se destina, realizando uma estimativa do mesmo. </li></ul><ul><li>Exemplo: O público-alvo da revista Fraude é constituído por jovens universitários de todo o Brasil e pessoas interessadas em cultura, especialmente as que freqüentam os espaços culturais da cidade. A tabela abaixo demonstra a estimativa do público a ser atingido. Os dados foram baseados na distribuição da sétima edição da Revista. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  </li></ul>Público Estimativa Leitores da Revista (distribuição gratuita) 4.000 Festa de Lançamento 350 Acesso ao blog da Revista Fraude 1.000 Mailing (Universidades, jornais e espaços culturais) 5.000 Cartazes e Postais 4.000 Leitores da Revista (distribuição gratuita) 4.000
  10. 11. Elaboração do projeto <ul><li>6. Custo/Orçamento </li></ul><ul><li>Relação de todos os itens do projeto que dependem de custeio. Quanto mais detalhado o custo, melhor. </li></ul><ul><li>O orçamento também deve ser apresentado em forma de tabela, por itens e não em texto. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  </li></ul>Serviço Quantidade Empresa Valor Impressão da revista Fraude 1.000 CARTOGRAF R$3.600,00 Impressão de cartazes A3 120 CARTOGRAF R$420,00 Impressão de postais 1.000 CARTOGRAF R$600,00 TOTAL R$4.620,00
  11. 12. Elaboração do projeto     <ul><li>7. Apoio e Contrapartida </li></ul><ul><li>É o que se deseja do patrocinador (apoio financeiro, empréstimo, etc.) e o que será oferecido em troca. </li></ul><ul><li>Exemplo: </li></ul><ul><li>Divulgação da marca: </li></ul><ul><li>Postal (10 x 15 cm, policromia, 1000 exemplares); </li></ul><ul><li>Cartaz (A3, policromia, 120 cartazes); </li></ul><ul><li>Busdoor; </li></ul><ul><li>Banner; </li></ul><ul><li>Spot em rádios locais; </li></ul><ul><li>Publicidade online: </li></ul><ul><li>Divulgação online de peças gráficas </li></ul><ul><li>Divulgação da marca no site da revista Fraude ( http://www.revistafraude.com/ ); </li></ul><ul><li>Divulgação da marca no site do Petcom ( http://petcom.ufba.br/ ); </li></ul>
  12. 13. Elaboração do projeto     <ul><li>8. Cronograma </li></ul><ul><li>Organização da realização das etapas de produção em um período determinado (meses e datas).  </li></ul>Pré-produção Elaboração do Projeto de Captação (revista). Responsáveis: Karina, Eduardo e Bruna 11/mai 25/mai Elaboração do Projeto de Captação (festa de lançamento). Responsáveis: Flávia, Bichara e Nelson 11/mai 25/mai Elaboração da carta de apresentação para os apoiadores 25/mai 01/jun Pesquisa e elaboração de lista de possíveis patrocinadores/apoiadores (revista) 11/mai 18/mai Pesquisa e elaboração de lista de possíveis patrocinadores/apoiadores (festa de lançamento) Pensar em patrocinadores e apoio para alimentação, bebidas, equipamentos e transporte. 11/mai 18/mai Elaboração do orçamento. Responsáveis: Flávia e Bichara 11/mai 18/mai  Elaboração de lista de bandas para tocar no lançamento 11/mai 18/mai
  13. 14. Elaboração do projeto     <ul><li>9. Plano de Mídia </li></ul><ul><li>Descrição dos “locais da mídia” onde a marca do investidor irá aparecer. </li></ul><ul><li>Exemplo: </li></ul><ul><li>Espaço de publicidade na revista; </li></ul><ul><li>Logomarca no tamanho 1,5x1,5 cm em 1000 postais de divulgação, no verso. Postal padrão 10x15cm, frente 4 cores, verso P&B (ver anexo); </li></ul><ul><li>Logomarca no tamanho 6,5x6,5 cm em 120 Cartazes A3 (297,0 x 420,0 mm) (ver anexo); </li></ul><ul><li>Divulgação da marca no site e blog da revista; </li></ul><ul><li>10. Anexos </li></ul><ul><li>São os materiais de apoio ao projeto. Ex.: folders, mapas, fotos, tabelas, dados estatísticos, documentação legal, etc. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  14. 15. Listagem Antes da realização efetiva do evento, produto ou projeto, é fundamental a listagem de todos os itens que seja necessário conseguir antes disso. Essa listagem varia de acordo com o projeto. É preciso pensar em tudo que a equipe pode precisar – água, alimentação, remédio, papel higiênico, caneta, telefone – e tudo que possa ser necessário para montar o espaço, por exemplo. A depender do projeto em questão isso pode incluir fita adesiva, vassoura, martelo, grampeador, barbante, etc. É importante que o check list seja feito mais de uma vez e de preferência por pessoas diferentes.
  15. 16. Captação de recursos <ul><li>Consiste na captação de recursos com possíveis patrocinadores, apoiadores e colaboradores para a realização do seu projeto. </li></ul><ul><li>O sucesso da captação depende, basicamente, de três fatores: </li></ul><ul><li>Apresentação do projeto </li></ul><ul><li>Direcionamento correto </li></ul><ul><li>Contrapartidas </li></ul>
  16. 17. Produção
  17. 18. Fechar e concretizar parcerias <ul><li>Depois de encontrar os parceiros e apoiadores, é fundamental formalizar tudo. Cada uma dessas parcerias deve ser transformada em um contrato ou “termo de compromisso” assinado por ambas as partes e contendo informações básicas como: </li></ul><ul><li>Forma de contribuição (material ou dinheiro); </li></ul><ul><li>Quantidades ou quantia especificadas; </li></ul><ul><li>Datas estabelecidas para fornecimento, entrega e/ou devolução; </li></ul><ul><li>Contrapartidas combinadas. </li></ul>
  18. 19. Divisão de funções <ul><li>A divisão de funções é fundamental para otimizar o tempo e viabilizar o trabalho. Tanto antes quanto no dia do evento. </li></ul><ul><li>Antes: </li></ul><ul><li>Permite que mais coisas sejam feitas ao mesmo tempo; </li></ul><ul><li>que as pessoas envolvidas – parceiros, apoiadores, contratados, público – saibam exatamente com quem tratar quando preciso; </li></ul><ul><li>Durante: </li></ul><ul><li>Determinar responsáveis por coisas específicas como palco, camarim, stand, transporte dos envolvidos, etc, impede que algo fique sem cobertura e que as pessoas envolvidas saibam quem procurar em cada situação. </li></ul>
  19. 20. Pós-Produção
  20. 21. Distribuição/Mala direta <ul><li>A mala direta implica na distribuição do seu produto final. </li></ul><ul><li>O envio deve ser feito para pessoas interessadas e que possam ajudar na difusão. </li></ul><ul><li>No caso da Revista Fraude: fontes das matérias, alunos de Jornalismo e Produção Cultural da UFBA, patrocinadores e apoiadores, alunos de Comunicação de outras faculdades - soteropolitanas ou de âmbito nacional -, bibliotecas, PETs... </li></ul>
  21. 22. Prestação de contas <ul><li>A prestação de contas, apesar de ser um elemento de composição da pós-produção, é uma etapa que deve ser acompanhada com atenção ao longo do processo inteiro. </li></ul><ul><li>Elaboração de planilhas </li></ul><ul><li>Orçamento x Prestação de Contas </li></ul>
  22. 23. Retorno aos apoiadores Devolução de materiais

×