Your SlideShare is downloading. ×

Comandos do linux

2,509

Published on

Curso sobre comandos no terminal do linux.

Curso sobre comandos no terminal do linux.

Published in: Technology
2 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Essa é uma area que estou inserido, inclusive eu faço um curso muito bom sobre linux, o curso é online, ótimo pra quem trabalha na area, eu recomendo porque gostei demais vou deixar
    o link: http://bit.ly/formacaolinux
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Essa é uma area que estou inserido, inclusive eu faço um curso muito bom sobre linux, o curso é online, ótimo pra quem trabalha na area, eu recomendo porque gostei demais vou deixar
    o link: http://bit.ly/formacaolinux
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total Views
2,509
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
265
Comments
2
Likes
4
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Programa de Ensino de Software LivreComandos do Linux.
  • 2. Referênciahttp://wiki.ubuntu-br.org/ComandosBasicohttp://www.inf.ufpr.br/afms03/shell.htmlhttp://www.devin.com.br/shell_script/http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Linux-Basico-Parte-I?pagina=6http://tuxspectrum.wordpress.com/2007/05/12/comandos-para-a-shell-parte-1/http://www.gdhpress.com.br/linux/leia/index.php?p=cap1-16http://www.devin.com.br/comandos_linux/http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Shell-script-*-%5B%5D- %7B%7D-como-utilizalos/?pagina=2http://www.vivaolinux.com.br/dica/O-comando-script
  • 3. RoteiroTerminalComandos do ArquivoInformações do SistemaPermissõesNavegaçãoFerramentasProgramação de Scripts
  • 4. TerminalCaminho: -Aplicativos -Acessórios -Terminal(Consola)Atalho:Pode ser adicionado em atalhos do teclado. -Sistema -Preferências -Atalhos do teclado
  • 5. TerminalExecutar Aplicação (Alt+F2): gnome-terminalSomente terminal: Ctrl+Alt+F1 Trocando de terminais: Alt+F(1-7) - onde o 7 é o ambiente gráfico
  • 6. TerminalShell, ou Console, é um programa que permite ao usuário interagir com osistema operacional através de comandos digitados do teclado.O Shell mais famoso de Linux é o Bash, pois o mesmo oferece váriosrecursos que facilitam a vida do usuário. O mais básico é o sh.Em todos estes é possível criar scripts (mini-programas) que executamsequências de comandos, como se estivessem sendo digitados pelousuário.
  • 7. Terminalaluno@aluno-desktop:~$-Antes do símbolo @ temos o nome do usuário.-Após o @ temos o computador acessado e o diretório.O caractere que aparece no final indica qual o poder do usuário.$ significa usuário comum.# para usuário com acesso irrestrito(chamado usuário root).O usuário root pode, deletar arquivos do sistema, instalar programas,configurar o sistema, manipular usuários e grupos e alterar a prioridadesde processos, entre outras tarefas.
  • 8. Comandos do ArquivoLSO ls é o comando mais básico de um shell. Ele serve para listar o conteúdo de umdiretório, mostrando os arquivos que estão no mesmo.Exemplos:Listar o diretório atual:$ lsListar o diretório /qualquer:$ ls /qualquer
  • 9. Comandos do ArquivoLSListar o diretório atual mostrando todos os detalhes dos arquivos:$ ls -lMostrar arquivos ocultos:$ ls -aCombinando os dois últimos comandos acima:$ ls -la
  • 10. Comandos do ArquivoCDCD vem de Change Directory (mudar de diretório) e serve justamente para mudaro diretório atual.É um comando para acessar diretórios, você deve inserir o comando e depois onome do diretório:$ cd [diretório]Para voltar ao diretório acima:$ cd ../
  • 11. Comandos do ArquivoCDDois diretórios:$ cd ../../Ir para o diretório home do usuário:$ cd ~Voltar para o diretório home:$ cd -
  • 12. Comandos do ArquivoPWDO pwd mostra o diretório que você está usando:$ pwd
  • 13. Comandos do ArquivoMKDIRO mkdir cria diretórios:$ mkdir qualquer
  • 14. Comandos do ArquivoRMDIRO rmdir apaga diretórios:$ rmdir qualquer
  • 15. Comandos do ArquivoRMO rm apaga arquivos:$ rm *.jpg (Para apagar todos os arquivos do formato jpg do diretório)
  • 16. Comandos do ArquivoCPCopia arquivo ou diretório:$ cp origem destino
  • 17. Comandos do ArquivoMVTem a mesma função do comando cp, só que ao invés de copiar, move o arquivoou o diretório para o destino especificado:$ mv origem destino
  • 18. Comandos do ArquivoKILLFinaliza processos sendo executados pelo seu PID, lhes enviando um sinal.$ kill processo
  • 19. Comandos do ArquivoKILLALLFinaliza processos pelo nome ao invés do PID como faz o comando kill.$ killall gnome-terminal
  • 20. Comandos do ArquivoMOUNTMonta um sistema de arquivos tornando-o disponível para as operações de E/S(Entrada/Saída) em arquivos, ou exibe uma lista dos sistemas de arquivosatualmente montados.$ mount para listar os sistemas de arquivos atualmente montados.$ sudo mount -t ext3 /dev/hda3 /media/hda3para montar a terceira partição primária do disco hda (IDE1) formatado em EXT3no diretório /media/hda3. É necessário que o diretório /media/hda3 tenha sidopreviamente criado para que o comando tenha sucesso.Obs.: A partição montada com este comando sem mais parametros, darápermissão de escrita e leitura para todos os usuários. Ver "man mount".
  • 21. Comandos do ArquivoUMOUNTDesmonta um sistema de arquivos previamente montado que não esteja em uso.$ sudo umount /dev/hda3para desmontar o dispositivo /dev/hda3. Para que o comando seja executado comsucesso é importante que o dispositivo não esteja em uso, como por exemplocom arquivos abertos ou mesmo estando dentro do diretório onde o mesmo seencontra montado.
  • 22. Informações do SistemaCATMostra o conteúdo de um arquivo:$ cat arquivo
  • 23. Informações do SistemaFREEO free mostra quanto você tem de memória RAM e swap, gastos e livres:$ freeHDPARM O hdparm mostra informações detalhadas sobre HD$hdparm
  • 24. Informações do SistemaSWAPON O swapon mostra informações sobre a memória virtual (swap)$swapon/PROC/CPUINFO O arquivo guarda informações sobre o processador$cat /proc/cpuinfo Lista as interrupções de hardware em uso:$ cat /proc/interrupts
  • 25. Informações do SistemaCATVersão do linux e outras informações:$ cat /proc/versionMostra os tipos de sistemas de arquivos em uso:$ cat /proc/filesystemsMostra a configuração das impressoras:$ cat /etc/printcap |more
  • 26. Informações do SistemaDFO df verifica o quanto você tem de espaço disponível nas suas partições e oquanto foi gasto:$ dfPara visualizar melhor (em MegaBytes):$ df -h
  • 27. Informações do SistemaWHOAMIO whoami retorna o usuário logado no momento (que executou este comando):$ whoamiSinônimo com mais informações: "id"
  • 28. Informações do SistemaWHOO who mostra os usuários logados no sistema:$ who
  • 29. Informações do SistemaHOSTNAMEO hostname retorna o nome do computador (na rede, ou não) que se estáusando:$ hostname
  • 30. Informações do SistemaCALCalendário:$ calDATEData:$ date
  • 31. Informações do SistemaPSRelata os processos em execução:$ ps
  • 32. Informações do SistemaUNAMEMostra informações do sistema operacional e do computador.$ uname$ uname -a (para mais detalhes)
  • 33. Informações do SistemaWMostra quem está logado no sistema, detalha o que eles estão fazendo:$w
  • 34. Informações do SistemaFINGERMostra informações do sistema sobre um usuário:$ finger nome_do_usuario
  • 35. Informações do SistemaWHEREISExibe os locais onde se encontram os arquivos executável, o fonte e paginas demanuais do comando "comando":$ whereis comando
  • 36. Informações do SistemaDUExibe o tamanho de arquivos e/ou diretórios. Se nenhum arquivo ou diretório forpassado como argumento, será assumido o diretório atual.$ duPara verificar o tamanho dos subdiretórios ao invés dos arquivos:$ du -k -h --max-depth=1
  • 37. Informações do SistemaWHICHExibe o caminho completo na hierarquia de diretórios para os comandos dosistema.Exemplo:$ which amsn
  • 38. Informações do SistemaREDEIFCONFIGMostra informações da rede:$ ifconfigIWCONFIGMostra informações da rede wireless:$ iwconfig
  • 39. Informações do SistemaSUDOO comando sudo do sistema operacional Unix permite a usuários comuns obterprivilégios de outro usuário, em geral o super usuário, para executar tarefasespecíficas dentro do sistema de maneira segura e controlável peloadministrador. O nome é uma forma abreviada de se referir a substitute user do(fazer substituindo usuário) ou super user do (fazer como super usuário).Exemplo:$ sudo [-u usuário] comando
  • 40. Informações do SistemaINSTALAÇÃOSe não encontrar o programa pelo Synaptic, poderá instalá-lo pelo terminal:Exemplo:$ sudo apt-get install progamaOu$ sudo aptitude install programa
  • 41. PermissõesAs permissões são um dos aspectos mais importantes do Linux.Elas são usadas para vários fins, mas servem principalmente para proteger osistema e os arquivos dos usuários.Elas se resumem a: - leitura (r) - escrita (w) - execução (x)
  • 42. PermissõesO comando $ ls -lMostra uma listagem detalhada dos arquivos do diretório atual e isso inclui suaspermissões.aluno@aluno-desktop:~$ ls -ldrwxr-xr-x 6 aluno aluno 4096 2010-04-05 12:42 Área de Trabalhodrwxr-xr-x 2 aluno aluno 4096 2010-03-19 22:30 Documentos...aluno@aluno-desktop:~$O primeiro caracter indica quais bits de atributos estão setados, os próximos trêssão as permissões do usuário sobre o arquivo, depois do grupo, e por fim detodos os outros usuários.
  • 43. PermissõesSUO su muda para o root ou para outro usuário:$ suSenha:ou$ su alunoSenha:$
  • 44. PermissõesCHMODO chmod atribui permissões e poderes a um determinado arquivo:Ex: tornando um arquivo executável$ chmod +x arquivo$./arquivo
  • 45. Navegação[TAB]auto-completa os comandos digitados no terminal.Exemplo:$ whe [TAB]Completará para:$ whereis
  • 46. Navegação(SHIFT)PGUP/PGDN: barra de rolagem do bash.
  • 47. Navegação“ | ” (pipe)Ele permite fazer com que a saída de um comando seja enviada para outro aoinvés de ser mostrada na tela.Permite "combinar" diversos comandos que originalmente não teriam nenhumarelação entre si, de forma que eles façam alguma coisa específica.
  • 48. NavegaçãoHISTORYO terminal mantém um histórico dos últimos 500 comandos digitados. Para repetirum comando recente, simplesmente pressione as setas para cima ou para baixoaté encontrá-lo.Para fazer uma busca use o comandoExemplo:$ history | grep comando
  • 49. FerramentasHEADMostra as 10 primeiras linhas de um arquivo texto(longo):$ head arquivo
  • 50. FerramentasTAILMostra as 10 primeiras 10 linhas de um arquivo texto longo ou em crescimento:$ tail filenameUse tail -f nome_do_arquivo para que o comando tail mostre o arquivo a medidaem que ele cresce - - realmente muito bom para inspeção continua de arquivos delog.
  • 51. FerramentasVIEditor de texto.Exemplo:$ vi arquivo$ :q sair$ :qw! salvar
  • 52. FerramentasNANOEditor de texto - mais intuitivo.Exemplo:$ nano arquivo
  • 53. FerramentasFINDO find procura por arquivos em um diretório e seus subdiretórios.Exemplo, procuremos arquivos JPG a partir do diretório atual:$ find . -name *jpgAgora, procuremos arquivos MPG no diretório do CDROM:$ find /cdrom -name *mpg
  • 54. FerramentasECHOO echo escreve um conjunto de caracteres na tela:$ echo "Obrigado pela presença!"Obrigado pela presença!
  • 55. FerramentasPSO ps mostra todos os processos (programas) que estão rodando na memória.Vendo os processos do usuário:$ psVendo todos os processos do sistema (de todos os usuários):$ ps aux
  • 56. FerramentasSHUTDOWNDesliga ou reinicia o computador:$ shutdown -r now (reinicia o computador)$ shutdown -h now (desliga o computador)
  • 57. FerramentasMOREO more imprime arquivos a tela, porém para esperando um retorno do teclado acada tela cheia:$ more README
  • 58. FerramentasSETAS> - cria um arquivo e insere nele o que seria a saída do comando$ grep autor README > whoautor.txt (não precisa de extensão)>> - concatena um arquivo em outro$cat p1.txtteste$cat p2.txtisso é um$cat p2.txt >> p1.txt$cat p2.txtisso é umteste
  • 59. FerramentasGREPO grep é uma ferramenta muito poderosa, principalmente para programadores.GREP = Generalized Regular Expression Parser.Facilitando para entender, ele procura por um texto dentro de uma arquivo. Nesteexemplo procuro por "autor" dentro do "README":$ grep autor READMETeste: ps aux | grep whoamiVariacões: egrep
  • 60. FerramentasSEDO sed é usado pra substituir uma string por outra por exemplo.Exemplo:sed s/jazz/rock/1O som do jazz é autêntico (digitado do teclado)O som do rock é autêntico (impresso pelo terminal)No campo da linha pode ser usado a letra g (global) significando todas elas.Comandos do Sed (alguns mais usados): s substitui o que casar com o padrão por outra coisa y troca um caractere por outro p imprime a expressão d apaga a expressão
  • 61. FerramentasPASTECombina arquivos em um.$ cat p1.txtBem$ cat p2.txtVindos$ paste p1.txt p2.txtBem Vindos
  • 62. FerramentasUNIQApaga linhas repetidas:$ uniq arquivo
  • 63. FerramentasDIFFMostra as diferenças entre dois arquivos:$ diff p1.txt p2.txt
  • 64. FerramentasTARO tar server para compactar e descompactar arquivos no formato .tar.gz (tar egzip).Compactando:$ tar -cvfz arquivo.tar.gz [arquivos|diretório]
  • 65. FerramentasTARDescompactando:$ tar -xvfz arquivo.tar.gzPara arquivos tar.bz2, utilize o seguinte comando para descompactar:$ tar -xvfj arquivo.tar.bz2
  • 66. FerramentasMANFormata e exibe uma página man (man page).O comando man é usado para mostrar o manual de outros comandos.$ man outro_comandoSinônimo: info
  • 67. FerramentasTOPO top mostra todos os processos que estão rodando com várias outrasinformações do sistema:$ top
  • 68. FerramentasCLEARO clear "limpa" a tela do terminal:$clear
  • 69. FerramentasSCRIPTCria um arquivo com tudo o que for digitado e todas as saídas até que se entreexit:$script teste.txt$lsÁrea de Trabalho Música Público Documentos$exit$cat teste.txt
  • 70. WildcardsWildcards são os coringas, as variáveis anônimas do shell, ou também chamadoscomo os metacaracteres. Eles tem como função auxiliar no manipulação deexpressões.*(asterisco) - e sua função é substituir qualquer caracter ou string que poderiaestar no lugar.?(interrogação) - substitui apenas um caracter, para representar mais de umcaracter basta repetir o ? pela quantidade de vezes necessária
  • 71. Wildcards[ ] (Colchetes) - ele nos permite adicionar condições especiais para a saída dabuscaQuero listar todos os arquivos iniciados de a até c no diretório /etc:# ls /etc/[a-c]*Porém não serão listados arquivos que iniciam com letra maiúscula, se euquisesse listar as maiúsculas ficaria da seguinte maneira:# ls /etc/[a-cA-C]*E se eu quisesse listar todos os arquivos exceto os iniciados por vogais, ficariaassim:# ls /etc/[^AEIOU]*
  • 72. Wildcards{ } (Chaves) – Ele nos permite especificar uma combinação de caracteres,números ou trechos para serem combinados com o que estiver fora dele.Digamos que eu esteja no diretório corrente e queira listar todos arquivos queiniciem com a palavra text:# ls -la . {text}*O que mais chama a atenção neste wildcard é que o mesmo pode ser combinadocom comandos de criação de arquivos e diretório, o que não podemos fazerusando o wildcard [], isso facilita e muito quando se tem um padrão no nome doarquivo e só mude algum caractere, muito bom para ministrar aulas ou dar deexemplos em artigos. :)Veja: eu quero criar dez arquivos iniciados com o nome aula. Vejo e emito oseguinte comando:# touch aula{1,2,3,4,5,6,7,8,9,10}
  • 73. Variáveis de AmbienteLANG = Codificação do terminal e linguagem padrãoHOME = O diretório home do usuário logadoUSER = O nome do usuário logadoPWD = diretório correnteEDITOR = editor de textos padrãoPATH = Caminhos pelos quais o shell procurará os comandos que você tentarexecutar? = Valor de retorno do ultimo comando executado
  • 74. Shell ScriptProgramaçao de scriptsCriar arquivo com o cabeçalho (#!/bin/bash) para conceder os poderes de umshell script, em seguida, dá uma mudança de permissão tornando-o umexecutável.Agora podemos inserir comandos e instruções dentro desse arquivo executável.Passagem de parametros $@ Todos os argumentos $* Todos os argumentos (Veja diferença abaixo) $# Número de argumentos $0 Nome do script $1 Primeiro argumento $2 Segundo argumento ${15} Décimo quinto argumento
  • 75. Shell ScriptVariáveis variavel="valor" $ variavel="Eu estou logado como usuário $user" $ echo $variavel Eu estou logado como usuário cla
  • 76. Shell ScriptIF if [ -e $linux ] then echo A variável $linux existe. else echo A variável $linux não existe. fi
  • 77. Shell ScriptIF -eq Igual -ne Diferente -gt Maior -lt Menor -o Ou -d Se for um diretório -e Se existir -z Se estiver vazio -f Se conter texto -o Se o usuário for o dono -r Se o arquivo pode ser lido -w Se o arquivo pode ser alterado -x Se o arquivo pode ser executado
  • 78. Shell ScriptWhileO while testa continuamente uma expressão, até que ela se torne falsa.Exemplo: variavel="valor" while [ $variavel = "valor" ]; do comando1 comando2 done
  • 79. More...http://pt.kioskea.net/contents/linux/linvi.php3

×