Imunidade 110125170526-phpapp02

634 views
340 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
634
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
63
Actions
Shares
0
Downloads
13
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Imunidade 110125170526-phpapp02

  1. 1. Sistema Imunitário I
  2. 2. Sistema imunitSistema imunitárioário É constituído por diversos tipos de células e órgãos, que protegem o organismo de potenciais agentes agressores biológicos (microrganismos) ou químicos (toxinas). É também responsável pela destruição de células envelhecidas e anormais (cancerosas), do próprio organismo. Macrófago fagocitando bactérias
  3. 3. Agentes patogénicos Vírus Bactérias Fungos Protozoários Vermes parasitas
  4. 4. Agentes patogénicos Os vírus e as bactérias têm uma estrutura diferente, atacam e infectam de modo diferente
  5. 5. Vírus • São seres acelulares. • São formados por uma molécula de DNA ou RNA envolvida por uma cápsula de proteínas (cápside). • São parasitas celulares obrigatórios. • Reproduzem-se no interior das células. Os vírus não tem mecanismos de reparação do DNA e, por isso a taxa de mutação é elevada. Existem poucas drogas capazes de combater os vírus. Agentes patogénicos
  6. 6. Agentes patogénicos Vírus
  7. 7. ReproduçReprodução dosão dos VVírusírus
  8. 8. Agentes patogénicos Retrovírus
  9. 9. Agentes patogénicos Retrovírus
  10. 10. Bactérias • Organismos unicelulares procariontes. • Possuem uma parede celular constituída por polissacarídeos e polipeptídeos. • Reproduzem-se autonomamente por divisão binária, num intervalo de tempo muito curto (cerca de 20 a 25 minutos em condições ambientais favoráveis). • Algumas bactérias produzem toxinas potentes e outras multiplicam-se no interior das células, destruindo-as. Agentes patogénicos As doenças causadas por bactérias podem ser combatidas com antibióticos. Não têm mecanismos de reparação do DNA e, por isso a taxa de mutação é elevada.
  11. 11. Bactérias Agentes patogénicos
  12. 12. Bactérias Agentes patogénicos
  13. 13. Bactérias Agentes patogénicos
  14. 14. DestruiçDestruição celular por bactériasão celular por bactérias
  15. 15. Fungos, Protozoários, Nematelmintes • Organismos eucariontes, unicelulares ou pluricelulares. • Sobrevivem e reproduzem-se à custa do organismo hospedeiro, prejudicando-o. Como pode o organismo defender-se dos agentes agressores? Agentes patogénicos
  16. 16. • Órgãos linfóides secundários ou periféricos Baço, gânglios linfáticos, apêndice e as amígdalas Onde se concentram os leucócitos para a resposta imunitária. Fazem parte do sistema imunitário: • Órgãos linfóides primários Medula vermelha dos ossos e o Timo Onde se formam e diferenciam os leucócitos. • Células efectoras Diferentes tipos de leucócitos. Sistema imunitSistema imunitárioário
  17. 17. Sistema imunitSistema imunitárioário Funções do sistema linfático: • Drenagem do excesso do líquido intersticial. • Transporte dos lípidos e das vitaminas lipossolúveis para o sangue. • Realização das resposta imunes.
  18. 18. Sistema imunitSistema imunitárioário Os leucócitos são libertados no sangue através do qual são transportados pelo corpo. Do sangue passam para os tecidos onde levam a cabo funções de reconhecimento e defesa.
  19. 19. Propriedades dos leucócitos: Passagem através dos poros dos vasos sanguíneos para os tecidos envolventes. Captura por endocitose de células ou restos de células que são destruídas em vesículas digestivas. LeucLeucócitosócitos Atracção dos leucócitos por substâncias químicas produzidas por microrganismos ou células lesionadas. Os leucócitos detectam alterações na concentração dessas substâncias e dirigem-se para as zonas de maior concentração. Diapedese Quimiotaxia Fagocitose
  20. 20. Tipos de leucócitos: LeucLeucócitosócitos
  21. 21. LeucLeucócitosócitos São granulócitos com núcleo volumoso de forma irregular, constituem menos de 2% de todos os leucócitos. Quando activados libertam substâncias, como a histamina, que produzem uma resposta inflamatória. São granulócitos com núcleo polilobado e constituem 60 a 70% de todos os leucócitos. Circulam no sangue e o seu tempo de vida é de apenas algumas horas ou dias. Realizam a fagocitose e são os primeiros a chegar aos tecidos infectados, atraídos por quimiotaxia. NEUTRÓFILOS BASÓFILOS
  22. 22. LeucLeucócitosócitos Agranulócitos de pequenas dimensões com núcleo em forma de ferradura. Constituem cerca de 5% de todos os leucócitos. Circulam no sangue durante poucas horas e depois migram para os tecidos, aumentam de tamanho e transformam-se em macrófagos. Os macrófagos são de grandes dimensões, que vivem muito tempo e muito eficientes na fagocitose. São granulócitos com núcleo bilobado e constituem cerca de 2% de todos os leucócitos. Têm actividade fagocítica limitada, particularmente dirigida a parasitas. Reduzem a reacção inflamatória, pela produção de enzimas que degradam as substâncias químicas produzidas pelos basófilos. EOSINÓFILOS MONÓCITOS
  23. 23. LeucLeucócitosócitos Agranulócitos com núcleo esférico e volumoso Constituem cerca de 30% de todos os leucócitos. Os linfócitos B, quando activados, diferenciam-se em plasmócitos, que produzem anticorpos, e em células de memória. Os linfócitos T contribuem para a activação dos linfócitos B e destroem as células infectadas por vírus e células cancerosas. LINFÓCITOS CÉLULAS NK As células NK ( natural Killer) ou células assassinas naturais são linfócitos que tem funções particulares, nomeadamente a actividade contra células tumorais e células infectadas por certos tipos de vírus. Representam cerca de 10% dos linfócitos.

×