0
Arte Egípcia         Refere-se à arte desenvolvida e aplicada pela civilização doantigo Egipto localizada no vale do rio N...
A arte do antigo Egipto serve políticos e religiosos. Para compreender a que nível se expressam estes objectivos é necessá...
As diferentes épocas    Período Arcaico                                            Império AntigoPrimeiro Período Intermed...
Período Arcaico         Durante este período, e após a descoberta da escrita, o Egipto estáunido e o seu desenvolvimento a...
Império Antigo         A III dinastia é remetida por alguns autores já para o iníciodo Império Antigo. Com a transição par...
Primeiro Período           Intermediário            Os tempos políticos conturbados reflectem-se também na artetornando-a ...
Império Médio          Após o período de decadência do poder central e de instabilidadepolítica que foi o Primeiro Período...
Segundo Período      Intermediário          Este é mais um período escuro e de insegurança doqual pouco se sabe e no qual ...
Império Novo          No Império Novo dá-se de novo a unificação do Egipto e aarte volta ter mais uma das suas épocas de o...
Terceiro Período              Intermediário          O Terceiro Período Intermediário, época que compreende cerca detrezen...
Época Baixa          Durante a Época Baixa o centro do poder real vai localizar-se naregião do Delta, onde se encontram as...
Egipto ptolemaico           Em 343 a.C. o Egipto assiste ao segundo período de dominaçãopersa que termina em 332 a.C., qua...
Fim.       Trabalho realizado por:                                 Diogo Rodrigues                                        ...
1291380538 arte do_antigo_egipto
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

1291380538 arte do_antigo_egipto

1,063

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,063
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "1291380538 arte do_antigo_egipto"

  1. 1. Arte Egípcia Refere-se à arte desenvolvida e aplicada pela civilização doantigo Egipto localizada no vale do rio Nilo no Norte da África. Esta manifestação artística teve a sua predominância na religiãodurante um longo período de tempo, estendendo-se aproximadamentepelos últimos 3000 anos antes de Cristo e demarcando diversas épocas queauxiliam na clarificação das diferentes variedades estilísticas adoptadas.
  2. 2. A arte do antigo Egipto serve políticos e religiosos. Para compreender a que nível se expressam estes objectivos é necessário ter em conta a figura do soberano absoluto, o faraó. Ele é o representante de Deus na Terra. Deste modo a arte representa, exalta e homenageia constantemente o faraó e as diversas divindades da mitologia egípcia, sendo aplicada principalmente a peças ou espaços relacionados com o culto dos mortos, isto porque a transição da vida para a morte é preparada antes desta acontecer. Todas as representações estão repletas de significados que ajudam a caracterizar figuras, a estabelecer níveis hierárquicos e a descrever situações. A harmonia e o equilíbrio devem ser mantidos, qualquer perturbação neste sistema é, consequentemente, um distúrbio na vida após a morte. A hierarquia social e religiosa traduz-se, na representação artística, naatribuição de diferentes tamanhos às diferentes personagens, consoante a suaimportância. A arte egípcia, à semelhança da arte grega, apreciava muito ascores. As estátuas, o interior dos templos e dos túmulos eram abundantementecoloridas. As cores não cumpriam apenas a sua função primária decorativa, masencontravam-se carregadas de simbolismo.
  3. 3. As diferentes épocas Período Arcaico Império AntigoPrimeiro Período Intermediário Império Médio Segundo Período Intermediário Império Novo Época BaixaTerceiro Período Intermediário Egipto ptolemaico
  4. 4. Período Arcaico Durante este período, e após a descoberta da escrita, o Egipto estáunido e o seu desenvolvimento acelera, fixando-se já aqui os traçosprincipais do que será a arte egípcia. Pouco sobreviveu desta época, masalguns túmulos e o seu respectivo recheio possibilitam uma ideia da arte daépoca. Perde-se o primitivismo formal e ainda são existentes influências daarte mesopotâmica, especialmente nas fachadas de templos, e dominaainda o uso do adobe cozido ao sol, substituído no final do período pelapedra.
  5. 5. Império Antigo A III dinastia é remetida por alguns autores já para o iníciodo Império Antigo. Com a transição para a pedra surge também aarquitectura monumental e a vincada noção egípcia de eternidadeligada ao faraó. A mastaba assume-se como o túmulo paraparticulares por excelência, inicialmente em forma quadrangular oude pirâmide. As proporções do corpo humano tornam-se maisequilibradas e harmoniosas, cresce a atenção ao pormenor. É tambémdesta altura Imhotep, o nome do primeiro construtor a ficarregistado, responsável pelo uso da pedra talhada e da suaaplicação, não só a uma função, como também a objectivosexpressivos. A edificação assume um objectivo simbólico.
  6. 6. Primeiro Período Intermediário Os tempos políticos conturbados reflectem-se também na artetornando-a quase inexistente e com uma maior incidência nos textosliterários, que expressam a revolução espiritual da época. Através daspilhagens de túmulos, a arte restrita dos faraós e figuras de maiorimportância passa para a mão do homem “mortal” que acredita ter omesmo privilégio da vida eterna.
  7. 7. Império Médio Após o período de decadência do poder central e de instabilidadepolítica que foi o Primeiro Período Intermediário inicia-se o Império Médio quecorresponde à XI e XII dinastias. Na arquitectura adaptam-se os padrões estilísticos anteriores ao nível daconstrução, procurando-se retomar a construção de pirâmides. Contudo, estaspirâmides não atingem a grandeza das pirâmides do Império Antigo. A expressão humana na escultura vai ganhar uma nova dimensão erealismo nesta época, passando-se a representar nas estátuas reais oenvelhecimento. Os locais onde a Pintura do Antigo Egipto melhor se manifestouforam os túmulos dos governadores, em cujas paredes se recriam cenas de caça,pesca, banquetes ou danças. As artes decorativas do Império Médio conhecem umadas épocas mais importantes, sobretudo no que diz respeito aos trabalhos dejoalharia.
  8. 8. Segundo Período Intermediário Este é mais um período escuro e de insegurança doqual pouco se sabe e no qual se praticaram mais amatemática, a medicina e a cópia de papiros de épocasanteriores.
  9. 9. Império Novo No Império Novo dá-se de novo a unificação do Egipto e aarte volta ter mais uma das suas épocas de ouro, com um novo começoem que se vão reavivar as tradições do passado e em que as forçascriadoras vão erguer vários edifícios de pedra de construção arrojada eque ainda hoje podem ser admirados. Foi na capital do Império Novo, a cidade de Tebas, que seergueram os grandes edifícios desta época. No Império Novo os reis abandonaram a tradição de serem sepultados em pirâmides, optando por mandar escavar os seus túmulos nos rochedos próximos, num local hoje designado como Vale dos Reis. O gosto pela representação do mundo animal e vegetal está igualmente presente.
  10. 10. Terceiro Período Intermediário O Terceiro Período Intermediário, época que compreende cerca detrezentos e cinquenta anos e que corresponde à XXI até à XIV dinastias, vaicontinuar no essencial a arte desenvolvida no Império Novo. Deste período destaca-se a perfeição alcançada no trabalho dosmetais, que se detecta em trabalhos como as máscaras funerárias dos reis,no pendente em ouro de Osorkon II e na estátua em bronze da adoradoradivina de Amon Karomama.
  11. 11. Época Baixa Durante a Época Baixa o centro do poder real vai localizar-se naregião do Delta, onde se encontram as capitais das várias dinastias, comoSais e Mendes. São nestas cidades que se ordenam os grandes trabalhosarquitectónicos. Na escultura da Época Baixa verifica-se um arcaísmo, umainspiração nos modelos da época do Império Antigo. Na XXVI dinastia nota-se igualmente o apuro na polidez da pedra, dando origem a trabalhos quealguns autores denominam como "arte lambida".
  12. 12. Egipto ptolemaico Em 343 a.C. o Egipto assiste ao segundo período de dominaçãopersa que termina em 332 a.C., quando Alexandre Magno conquistou oEgipto. Após a sua morte será fundada no país das Duas Terras, por um dosseus generais, Ptolomeu I, uma dinastia que governará o país até àconquista romana de 30 a.C.. Apesar da sua origem macedónia, a dinastia ptolemaica adoptouas formas artísticas dos Egípcios. Os reis ptolemaicos foram representadosnos templos como os antigos faraós. Das obras que ainda hoje se podemvisitar no Egipto permaneceram, em maior parte, as do período grego ondea arte adquire a forte influência da harmonia helenística. São desta épocaos conhecidos templos de Ísis em Filas, o templo de Hórus em Dendera e otemplo de Edfu.
  13. 13. Fim. Trabalho realizado por: Diogo Rodrigues nº8/ 7ºF
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×