119171129 1786.apresentacao1

  • 268 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
268
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4

Actions

Shares
Downloads
3
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. NOMENCLATURA  CONCEITO OBJECTO E OBJECTIVO ABORDAGENS COMPONENTES  CLASSIFICAÇÃO DAS MODALIDADES DE INTERVENÇÃO ERGONÓMICA EVOLUÇÃO HISTÓRICA
  • 2. Ergonomia A Ergonomia é uma recente área da Ciência, que se tem revelado de grande importância no que se refere ao incremento da qualidade de vida dos Trabalhadores, uma vez que: Se preocupa com a redução de patologias; Aumento da produtividade nas empresas
  • 3. Ergonomia A Ergonomia pode ser aplicada a várias situações: No design/ concepção de equipamentos e sistemas; Na definição de Tarefas;  No design de equipamentos e organização do trabalho;  Na arquitectura da informação;
  • 4. Ergonomia A Ergonomia pode ser aplicada a várias situações: Na realização de Acções de Formação; No design de equipamento militar e espacial; Na concepção de ambientes de trabalho;
  • 5. CONCEITO A Ergonomia é entendida como o domínio científico e tecnológico interdisciplinar que se ocupa da optimização das condições de trabalho visando de forma integrada a saúde e o aumento da produtividade
  • 6. CONCEITO A Ergonomia é o ramo da ciência que se ocupa de questões relativas à vida laboral das Sociedades Modernas, tratando da prevenção dos acidentes de trabalho e das doenças profissionais dos trabalhadores;
  • 7. CONCEITO Organização Mundial de Saúde (OMS) A Ergonomia é uma ciência que visa o máximo rendimento, reduzindo os riscos do erro humano ao mínimo, ao mesmo tempo que trata de diminuir, dentro do possível, os perigos para o trabalhador.
  • 8. CONCEITO Organização Internacional de Trabalho A Ergonomia consiste na aplicação das ciências biológicas do Homem em conjunto com as ciências de engenharia, para alcançar a adaptação do Homem com o seu trabalho medindo-se os seus efeitos em torno da eficiência e do bem estar para o homem.
  • 9. CONCEITO Ergonomics Research Society A Ergonomia é o estudo do relacionamento entre o Homem e o seu trabalho, equipamento e ambiente, e, particularmente, a aplicação dos conhecimentos de anatomia, fisiologia e psicologia na solução dos problemas surgidos desse relacionamento.
  • 10. CONCEITO Faculdade de Motricidade Humana A Ergonomia é entendida como o estudo multidisciplinar do homem no seu universo existencial e de trabalho visando a optimização dessas relações em termos estáticos, operacionais e de eficiência.
  • 11. A Ergonomia é uma ciência Interdisciplinar
  • 12. EVOLUÇÃO HISTÓRICA PRÉ-HISTÓRIA O HOMEM PROCURA UTENSÍLIOS QUE MELHOR SE ADAPTAM ÀS SUAS CARACTERÍSTICAS E NECESSIDADES SÉC. XVIII REVOLUÇÃO INDUSTRIAL → AGRAVAMENTO DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO (fábricas sujas, barulhentas, escuras - perigosas jornada de 16 horas regime semi-escravidão - submissão ao patronato) INTRODUÇÃO DE TRABALHO INTERDISCIPLINAR  TRABALHO EM CADEIA  RITMOS PRÉ-DETERMINADOS
  • 13. EVOLUÇÃO HISTÓRICA 1949 - INGLATERRA RAMO INTERDISCIPLINAR DA CIÊNCIA NEOLOGISMO ERGONOMIA (GREGO)   ERGO ⇒ TRABALHO  NOMOS ⇒ REGRAS / LEIS  ERGONOMICS RESEARCH SOCIETY  FISIOLOGIA - GASTOS ENERGÉTICOS → DESENVOLVIMENTO DE MET. E INSTRUMENTOS DE MEDIÇÃO;  TREINO E COORDENAÇÃO MUSCULAR - DESENVOLVIMENTO DE APTIDÕES FÍSICAS;  PESQUISAS NA INDÚSTRIA - PROBLEMAS DE FADIGA;  PESQUISAS NO POSTO DE TRABALHO - POSTURA, CARGA MANUAL, SELECÇÃO, TREINO E AMBIENTE FÍSICO.
  • 14. EVOLUÇÃO HISTÓRICA 1957 - E. U. A.  O TRABALHO DEVIA SER CIENTIFICAMENTE OBSERVADO DE MODO QUE CADA TAREFA POSSUISSE: UM MÉTODO CORRECTO DE EXECUÇÃO; UM TEMPO CORRECTO DE EXECUÇÃO; FERRAMENTAS ESPECÍFICAS DE EXECUÇÃO. HUMAN FACTOR SOCIETY TAYLORISMO - “movimento de administração cientifica”
  • 15. EVOLUÇÃO HISTÓRICA 1957 - E. U. A. ...  DIVISÃO DE RESPONSABILIDADES TRABALHADOR GERÊNCIA CONCENTRA-SE UNICAMENTE  CONTROLA; NA SUA TAREFA PRODUTIVA;  INCENTIVA. A SUA PRODUTIVIDADE É MEDIDA.  RESISTÊNCIA DOS TRABALHADORES ⇒ DELIBERADA DA PRODUÇÃO
  • 16. EVOLUÇÃO HISTÓRICA ACTUALMENTE:  PRODUTIVIDADE E  ACIDENTES DE TRABALHO ≠ VADIAGEM E NEGLIGÊNCIA - CONCEPÇÃO - AMBIENTE FÍSICO INFLUÊNCIA SOBRE O - RELAÇÃO HUMANA DESEMPENHO HUMANO - FACTORES ORGANIZACIONAIS DINHEIRO ≠ MOTIVAÇÃO - AUTO-ESTIMA, RECONHECIMENTO, PROMOÇÕES, FORMAÇÃO - ENVOLVIMENTO NAS DECISÕES - FORMAÇÃO DE EQUIPAS FLEXIVEIS
  • 17. EVOLUÇÃO HISTÓRICA ACTUALMENTE: ...  - DISTRIBUIÇÃO DE TAREFAS - PAUSAS E RITMO DE TRABALHO ⇓ COMBATE À MONOTONIA E À FADIGA  DE LIBERDADE E RESPONSABILIDADES  DE OPORTUNIDADE DE MANIFESTAÇÃO
  • 18. Ergonomia em Portugal  Até meados dos anos 80, a Ergonomia era praticamente inexistente;  Em 1985 foi criada a Licenciatura nesta área, na Faculdade de Motricidade Humana;  Os primeiros Ergonomistas surgem em 1990;  Em 1992, foi criada a APERGO – Associação Portuguesa de Ergonomia;  Em 1995, foi criada o CREE – Centro de Registo de Ergonomistas Europeu;
  • 19. OBJECTO É o trabalho humano, na parte do real que pode ser explorada, ou seja é a análise da actividade humana;
  • 20. OBJECTIVO Promoção da saúde e bem-estar do trabalhador e aumento da produtividade Homem Máquina Sistema Optimizar as interacções
  • 21. A Ergonomia assenta em 3 critérios chave:
  • 22. ABORDAGENS Campos de Estudo Momentos de Estudo
  • 23. ABORDAGENS Campo de Estudo: Análise de sistemas Análise de postos de trabalho Preocupa-se com o funcionamento global de uma equipa, partindo de aspectos gerais. O aprofundamento gradativo leva à análise dos postos de trabalho. Análise de uma parte do sistema onde actua um operador. Análise da tarefa, postura e movimentos do operador, e das exigências físicas e psicológicas.
  • 24. ERGONOMIA DE CORRECÇÃO ERGONOMIA DE CONSCIENCIALIZAÇÃO ERGONOMIA DE CONCEPÇÃO Final Resolução de problemas: + custos ⇒ reconcepção ou conscencializaçãoDurante Formação Treino Reciclagem Início Solução desejável: + alternativas > conhecimento/experiência ABORDAGENS Momentos de Estudo:
  • 25. COMPONENTES HOMEM  MÁQUINA  AMBIENTE  INFORMAÇÃO  ORGANIZAÇÃO  CONSEQUÊNCIAS DO TRABALHO
  • 26. COMPONENTES Homem: Características inerentes ao indivíduo • físicas (sexo, idade); • psicofisiológicas (motivação); • e sociais(treino, experiência).
  • 27. COMPONENTES Máquina: Ajudas materiais do posto de trabalho • equipamento, ferramentas; • mobiliário; • instalações.
  • 28. COMPONENTES Ambiente: Características do envolvimento físico • temperatura; • ruído; • iluminação; • vibrações; • ...
  • 29. COMPONENTES Informação: Comunicações existentes no sistema • transmissão de informação; • processamento de informação; • tomada de decisões.
  • 30. COMPONENTES Organização: Esquema de funcionamento do sistema • horários; • pausas; • turnos; • equipas.
  • 31. COMPONENTES Consequências do Trabalho: Questões de Controlo • Tarefas de Inspecção; • Estudo de Erros e Acidentes; • Gastos Energéticos; • Fadiga,….;
  • 32. COMPONENTES Consequências do trabalho: Gastos energéticos Fadiga/Stress Acidentes Doenças Profissionais Baixa de Produção Erros/Defeitos ...
  • 33. CLASSIFICAÇÃO DAS MODALIDADES DE INTERVENÇÃO ERGONÓMICA As Modalidades de Intervenção Ergonómica serão diferentes consoante os seguintes factores:  O Objecto;  O Objectivo;  O Contexto;  A Dimensão da Intervenção em causa;
  • 34. CLASSIFICAÇÃO DAS MODALIDADES DE INTERVENÇÃO ERGONÓMICA Quanto ao objecto de intervenção: Ergonomia de Produção Ergonomia do Produto Preocupa-se com a adequação das condições de Trabalho, quer seja em termos de organização, quer seja em termos do posto e ambiente de trabalho, tendo como base as características e capacidades dos trabalhadores. Situa-se na área de estudos e pesquisas, colaborando com vários sectores da concepção do produto, desde o design ao controlo da qualidade.
  • 35. CLASSIFICAÇÃO DAS MODALIDADES DE INTERVENÇÃO ERGONÓMICA Quanto ao objectivo de intervenção: Ergonomia de Concepção Ergonomia de Correcção Concepção de um novo modelo de máquina ou posto de trabalho. Substituição de um elemento ruidoso numa máquina; Reorganização de um posto de trabalho;
  • 36. CLASSIFICAÇÃO DAS MODALIDADES DE INTERVENÇÃO ERGONÓMICA Quanto aos contextos de intervenção: Ergonomia Industrial; Ergonomia hospitalar; Ergonomia Escolar; Ergonomia dos Transportes; Ergonomia do trabalho informatizado Outros;
  • 37. CLASSIFICAÇÃO DAS MODALIDADES DE INTERVENÇÃO ERGONÓMICA Quanto à dimensão de intervenção: Macro - Ergonomia Meso - Ergonomia Considera o sistema Homem – Máquina. Centra-se sobre um utensílio ou uma máquina.
  • 38. CLASSIFICAÇÃO DAS MODALIDADES DE INTERVENÇÃO ERGONÓMICA Quanto à dimensão de intervenção: Micro - Ergonomia Estuda os diversos elementos específicos de uma situação de trabalho. Por exemplo: a insonorização de uma máquina, a iluminação de uma sala de trabalho informatizado.