Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Doenças do sistema nervoso
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Doenças do sistema nervoso

  • 79,514 views
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
  • tem quase tudo que eu preciso eu precisava de 8 aki tem 5
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
79,514
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4

Actions

Shares
Downloads
548
Comments
1
Likes
5

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Doenças do sistema nervoso
  • 2.  
  • 3. A.V.C
  • 4. Acidente Vascular Cerebral (AVC)
    • O que é?
    • O AVC é a obstrução de uma artéria, que leva à paralisia de uma área do cérebro.
    • Os neurónios alimentados pela artéria atingida ficam sem oxigénio e morrem, estabelecendo uma lesão irreversível.
  • 5.
    • Quais são os factores de risco de AVC?  
    • Sexo masculino (embora seja mais frequente nos homens, nas mulheres há mais mortalidade)
    • Hereditariedade
    • Diabetes
    • Gordura no sangue
    • Tabagismo
    • Alcoolismo
    • O que é que me pode proteger de ter um AVC?  
    • Exercício físico regular
    • Consumo de pequenas quantidades de bebidas alcoólicas
    • Alimentação equilibrada
    • Consultas regulares ao seu médico.
  • 6. Ataque Epiléptico
  • 7.
    • O que é?
    • Epilepsia não é uma doença mas sim um sintoma que pode ocorrer. Epilepsia é uma alteração na actividade eléctrica do cérebro . É temporária e reversível.
    • Ao contrário de algumas crenças habituais, já existem medicamentos que controlam e até curam a doença. Na maioria dos casos a epilepsia deve-se à uma lesão cerebral causada por traumatismo .
    • Qualquer pessoa pode sofrer um ataque epiléptico, devido, por exemplo, a choque eléctrico, deficiência em oxigénio , traumatismo craniano , baixa do açúcar no sangue , privação de álcool , abuso da cocaína . As crianças menores podem ter convulsões quando têm febre ; nestes casos, são chamadas "convulsões febris", mas não representam epilepsia.
  • 8.
    • Quais são os factores de risco de ataque epiléptico?  
    • privação de sono
    • ingestão alcoólica
    • febre
    • ansiedade
    • cansaço
    • algumas drogas e medicamentos
    • Como me posso prevenir de um ataque epiléptico
    • Fazer uma alimentação equilibrada e saudável
    • Fazer exercício físico 3 vezes por semana
  • 9. Esclerose Múltipla
  • 10. O que é?
    • A esclerose múltipla ( EM ) ou esclerose disseminada é uma doença neurológica crônica, de causa ainda desconhecida, com maior incidência em mulheres.
    • Esta doença causa uma piora do estado geral do paciente, levando-o à fraqueza muscular , dores articulares e descoordenação motora, perda do equilíbrio em pé, dificuldade para andar, tremores, e formigamento em partes do corpo.
  • 11. Causa
    • A causa da esclerose múltipla é desconhecida, mas suspeita-se que um vírus desconhecido seja o responsável que desencadeia, de algum modo, uma anomalia imunológica, que costuma aparecer numa idade precoce.
  • 12. Curiosidade:
    • A esclerose múltipla quase nunca ocorre em pessoas que passaram os primeiros anos da sua vida perto do equador.
  • 13. Sintomas
    • Manifesta-se por volta dos 25 a 30 anos de idade e é mais frequente nas mulheres. Os primeiros sintomas são alterações da sensibilidade e fraqueza muscular.
    • A esclerose múltipla segue um curso variado e imprevisível. A doença inicia-se em muitos casos com sintomas isolados seguidos de meses ou de anos sem a manifestação de mais sintomas. Noutros, os sintomas pioram e generalizam-se ao fim de semanas ou de meses.
  • 14. Tratamento
    • As pessoas com esclerose múltipla costumam levar uma vida activa, embora possam cansar-se com facilidade, e é possível que não consigam cumprir demasiadas obrigações. Os exercícios praticados com regularidade, como os passeios, a natação ou os alongamentos, reduzem o cansaço e contribuem para manter a saúde cardiovascular, muscular e psicológica.
    • A fisioterapia pode contribuir para a manutenção do equilíbrio.
  • 15. Doença de Huntington
  • 16. O que é?
    • A doença de Huntington é uma disfunção cerebral hereditária, que evolui com degeneração corporal e mental. As principais características são o aparecimento de movimentos involuntários dos membros, do tronco e da face, diminuição da capacidade intelectual e alterações no comportamento e na personalidade.
  • 17. Quando aparece?
    • A maioria das pessoas que possui o gene de Huntington em seu DNA manifesta os primeiros sintomas entre 35 e 45 anos de idade. Há também uma forma juvenil da doença que se desenvolve antes dos 20 anos.
  • 18. Sintomas
    • As marcas da doença são distúrbios do comportamento e Coréia, ou seja, aparecimento de abalos e movimentos involuntários, irregulares e bruscos, que ocorrem especialmente nos membros, mas também no tronco e na face. O paciente tem dificuldade para falar, engolir e seu caminhar fica descoordenado
  • 19. Tratamento
    • Para controlar os movimentos coréicos, são utilizados fármacos e indutores de sonolência que promovem maior repouso e alívio dos sintomas. Caso necessário, também se utiliza anti-depressivos tricíclicos. O aconselhamento genético é recomendável.
  • 20. doença de Alzheimer ou mal de Alzheimer
  • 21. doença de Alzheimer ou mal de Alzheimer
    • Esta doença manifesta-se por volta dos 50 anos e caracteriza-se por uma deterioração intelectual profunda, desorientando a pessoa que perde, progressivamente a memória, as capacidades de aprender e de falar.
    • A expectativa média de vida de quem sofre desta moléstia é entre cinco e dez anos, embora actualmente muitos pacientes sobrevivam por 15 anos ou mais.
    • Não existe uma prevenção possível para esta doença. Só um tratamento médico-psicológico intensivo do paciente. Com a ajuda da família e a organização de uma assistência médico-social diversificada é possível retardar a evolução da doença.
  • 22. Qual é a causa da doença de Alzheimer?
    • A causa da doença de Alzheimer ainda não está determinada.
    • No entanto, trata-se de uma doença geneticamente determinada, embora não seja necessariamente hereditária. Isto é, não implica que se transmita entre familiares, nomeadamente de pais para filhos.
  • 23. Como se faz o diagnóstico?
    • Não há nenhum exame que permita diagnosticar, de modo inquestionável, a doença. A única forma de o fazer é examinando o tecido cerebral.
    • Assim, o diagnóstico da doença de Alzheimer faz-se pela exclusão de outras causas de demência, pela análise do historial do paciente, por análises ao sangue, tomografia ou ressonância, entre outros exames.
  • 24. Quais são os sintomas da doença de Alzheimer?
    • Ao princípio observam-se pequenos esquecimentos, perdas de memória, normalmente aceites pelos familiares como parte do processo normal de envelhecimento, que se vão agravando gradualmente. Acabam por não reconhecer os próprios familiares e até a si mesmos quando colocados frente a um espelho.
    • À medida que a doença evolui, tornam-se cada vez mais dependentes de terceiros.
  • 25. CONCLUSÃO
    • Com a realização deste trabalho podemos concluir que no sistema nervoso podem existir vários tipos de doenças.
    • Estas doenças atacam fortemente o sistema nervoso e podem levar a distúrbios mentais, as pessoas perdem a capacidade de aprender e de falar.
    • Estas doenças são muito complexas e exigem o respectivo tratamento, caso contrário podem até levar à morte.
    • Gostámos de realizar o trabalho, uma vez que ainda não tínhamos falado sobre esse tema.
  • 26. Animações