0
Orações Subordinadas Substantivas.                  Prof: Kassiane Meneses
Conceituando Orações Subordinadas Substantivas.     As Orações Subordinadas Substantivas são aquelas que desempenham,na or...
A gramática também facilita a nossa vida quando delimita quais os  elementos que, dentro da sintaxe, podem exercer a funçã...
Dica 2:      Se já sabemos quais são os elementos que exercem a função    de Substantivo, podemos concluir que as Orações ...
Agora vamos estudar, detalhadamente cada uma.1)    Or. Subord. Substantiva Subjetiva:      As Orações Subordinadas Substan...
Existem três estruturas para a Oração Subordinada Substantiva  Subjetiva:1ª: Verbo de ligação + predicativo + oração subor...
Mais exemplos de Or. Subord. Subst. Subjetiva               a) É bom que ignoremos o futuro.               b) É importante...
2) Or. Subord. Substantiva Objetiva DiretaQuando exerce a função de Objeto Direto do verbo da oração principal.Vejamos um ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Slides orações subordinadas substantivas

14,709

Published on

1 Comment
6 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
14,709
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
500
Comments
1
Likes
6
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Slides orações subordinadas substantivas"

  1. 1. Orações Subordinadas Substantivas. Prof: Kassiane Meneses
  2. 2. Conceituando Orações Subordinadas Substantivas. As Orações Subordinadas Substantivas são aquelas que desempenham,na oração, o papel de SUBSTANTIVO. Vamos analisar as orações a seguir para percebermos isso na prática. a) Todos esperam que você volte. Se desmembrarmos a oração em destaque perceberemos que ela está nolugar de um substantivo. Veja: Todos esperam a volta. (volta: Substantivo). Agora ficou mais fácil perceber de onde surge a função de substantivo. Dessa forma, vamos tentar transformar a oração destacada a seguir emOração Subordinada Substantiva. Sinto a chegada da noite. Teremos: Sinto que a noite está chegando. / Sinto que a noite chegará.
  3. 3. A gramática também facilita a nossa vida quando delimita quais os elementos que, dentro da sintaxe, podem exercer a função de substantivo. São eles: 1) SUJEITO; 2) OBJETO DIRETO; 3) OBJETO INDIRETO; 4) COMPLEMENTO NOMINAL; 5) PREDICATIVO; 6) APOSTO. (Lembre-se de que são 6, ou seja, quase o número da perfeição). Agora, vale ressaltar algumas dicas para saber como identificar uma Oração Subordinada substantiva.Dica 1: As Orações Subordinadas Substantivas quase sempre serão iniciadas pela conjunção “que”, pelos pronomes interrogativos (Quem, que, qual etc.) e ainda por verbos acompanhados da partícula “se” (Partícula Apassivadora). Vejamos alguns exemplos: a) É importante que ele volte. b) O certo é que todos prestam atenção. c) Percebi que a aula estava interessante. d) Insistimos em que vocês estudassem. e) Perguntei-lhe se estava com saudades. f) Sabe-se que chegaremos seguros.
  4. 4. Dica 2: Se já sabemos quais são os elementos que exercem a função de Substantivo, podemos concluir que as Orações Subordinadas Substantivas serão classificadas em:• Subjetiva (Exerce a função de Sujeito);• Objetiva Direta (Exerce a função de Objeto Direto);• Objetiva Indireta (Exerce a função de Objeto Indireto);• Completiva Nominal (Exerce a função de Complemento Nominal);• Predicativa (Exerce a função de Predicativo);• Apositiva (Exerce a função de Aposto).Obs.: Quando você for classificar as Subordinadas Substantivas, encontre, primeiramente, o SUJEITO da Oração Principal. A partir daí, é só prosseguir por eliminação.
  5. 5. Agora vamos estudar, detalhadamente cada uma.1) Or. Subord. Substantiva Subjetiva: As Orações Subordinadas Substantivas Subjetivas são as mais detalhadas e complexas. Por isso, necessitam de uma atenção especial. O 1º passo é saber que elas exercem a função de sujeito do verbo da oração principal. Isso indica que, ao olhar para a oração principal, você não encontrará o SUJEITO nela. Exemplo: “É estranho que os alunos não compreendam.”Dica prática do professor: TENTE ENCONTRAR O SUJEITO NA ORAÇÃO PRINCIPAL. É POSSÍVEL??? Então, meu amigo, se você não conseguir visualizar o sujeito na oração principal, já fique com um pé atrás, pois ele provavelmente estará na oração subordinada. Para ter a certeza, substitua a oração subordinada pelo vocábulo “isso”. Assim teremos: “É estranho isso.” Melhorando a oração: “Isso é estranho.” Conseguiu perceber que “isso” virou o sujeito? Então, a oração “que os alunos não compreendam” é classificada como Or. Subord. Substantiva Subjetiva.
  6. 6. Existem três estruturas para a Oração Subordinada Substantiva Subjetiva:1ª: Verbo de ligação + predicativo + oração subordinada substantiva subjetiva. Ex. É necessário que façamos nossos deveres.2ª: Verbo unipessoal* + oração subordinada substantiva subjetiva. Ex. Convém que façamos nossos deveres.*O verbo recebe o nome de Unipessoal quando ele só pode ser usado na 3ª pessoa do singular. Os mais comuns são convir, constar, parecer, importar, interessar, suceder, acontecer.3ª: Verbo na voz passiva + oração subordinada substantiva subjetiva. Ex. Foi afirmado que você subornou o guarda.
  7. 7. Mais exemplos de Or. Subord. Subst. Subjetiva a) É bom que ignoremos o futuro. b) É importante que vocês participem da aula. c) Era conveniente que André e Paulo estudassem. d) Interessa-me que você compareça às aulas.Otras dicas preciosas:Se o verbo estiver na 3ª Pessoa do singular, acompanhado da partícula “- se” (Que indica VOZ PASSIVA), a oração também será subordinada substantiva subjetiva. Exemplos: Sabe-se que ele não virá. (Que ele não virá é sabido) Percebe-se que as notas melhoraram. (Que as notas melhoraram é perceptível)Fiquem atentos para estes verbos: ACONTECER, CONSTAR, CONVIR, IMPORTAR, PARECER, SUCEDER. Eles são chamados de verbos unipessoais, pois apresentam sujeito apenas na 3ª pessoa do singular ou do plural. Se um desses verbos aparecer na oração, provavelmente, o sujeito estará representado pela oração subordinada substantiva subjetiva. Exemplos: Na lista CONSTA que ele faltou às aulas de gramática. IMPORTA que vocês tirem boas notas.
  8. 8. 2) Or. Subord. Substantiva Objetiva DiretaQuando exerce a função de Objeto Direto do verbo da oração principal.Vejamos um exemplo: “O professor disse que aprenderemos bastante.” “Ninguém imagina qual será o próprio destino.”3) Or. Subord. Subst. Objetiva IndiretaQuando exerce a função de Objeto Indireto do verbo da oração principal. Exemplo: “Lembre-se de que amanhã é feriado.”4) Or. Subord. Subst. Completiva NominalExerce a função de complemento nominal de um termo da oração principal. Atenção: Ela não irá completar a ideia de um VERBO, e sim de um NOME.Observem o exemplo: “Tinha certeza de que alguém o perseguia.”5) Or. Subord. Subst. PredicativaExercem a função de Predicativo do Sujeito apresentado na oração principal.Exemplo: “A verdade era que todos souberam o conteúdo.Dica: Faça a substituição da oração subordinada predicativa pelo vocábulo “isso”. Você perceberá com mais facilidade. “A verdade era isso.”Temos duas dicas: 1ª: Há verbo de ligação (era: verbo “ser”) 2ª: O sujeito é “A verdade” e está sendo qualificado pelo predicativo, representado pelo vocábulo “isso”.6) Or. Subord. Subst. ApositivaEssa é a mais fácil de todas pelos seguintes motivos:1) Expressa EXPLICAÇÃO sobre algo citado na oração principal;2) Vem depois de dois pontos ou, raramente, entre vírgulas.Exemplos: “A verdade é só uma: que seremos aprovados.” “Tínhamos um plano: que a festa fosse surpresa.”
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×