Your SlideShare is downloading. ×
Controladores
Logix5000
1756-L1, -L1Mx
ManualdeReferênciaGeraldo
Conjunto de Instruções
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
-2
Informações Importantes
ao Usuário
Por causa da diversidade de usos de produto...
1 Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Resumo das Alterações
Introdução
Informações Atualizadas Este documento contém ...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
2 Resumo das Alterações
Notas:
1 Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Localizador de Instrução
Onde Encontrar uma
Instrução
Use este localizador para...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
2 Localizador de Instrução
DDT 12-10 lógica ladder
DEDT controle de
processo
bloc...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Localizador de Instrução 3
MATC posicionamento lógica ladder
MAVE controle de
pro...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
4 Localizador de Instrução
RLIM controle de
processo
bloco de função
RMPS control...
1 Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Prefácio
Introdução Este manual é um dos diversos documentos de instrução basea...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
2 Prefácio
Objetivo do Manual Este manual fornece uma descrição de cada instrução...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Prefácio 3
Informações Comuns para
Todas as Instruções
O conjunto de instruções d...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
4 Prefácio
Se a condição da entrada da linha para uma instrução de entrada for
ve...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Prefácio 5
Toda instrução do bloco de função também inclui os parâmetros
EnableIn...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
6 Prefácio
Notas:
i Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Sumário
Informações Importantes ao Usuário . . . . . . . . . . . . . . . . . . ...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
ii Sumário
Códigos de erros estendidos do ControlLogix . . . . . . . . 3-8
Código...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Sumário iii
Determinação da seqüência de operação . . . . . . . . . . . 4-6
Igual...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
iv Sumário
Expressões de formatação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Sumário v
Capítulo 11
Instruções For/Break
(FOR, BRK, RET)
Introdução . . . . . ....
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
vi Sumário
Capítulo 15
Instruções de Conversão
Matemática
(DEG, RAD, TOD, FRD, TR...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Sumário vii
Apêndice B
Atributos de Bloco de Função Introdução . . . . . . . . . ...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
viii Sumário
Notas:
1 Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Capítulo 1
Instruções Binárias
(XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, O...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
1-2 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI)
Desc...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) 1-3
Exam...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
1-4 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI)
Exem...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) 1-5
Exec...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
1-6 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI)
Exec...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) 1-7
Exec...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
1-8 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI)
Desc...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) 1-9
Exem...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
1-10 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI)
arm...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) 1-11
Exe...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
1-12 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI)
arm...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) 1-13
Exe...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
1-14 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI)
Est...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) 1-15
Des...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
1-16 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI)
Exe...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) 1-17
Par...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
1-18 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI)
Exe...
1 Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Capítulo 2
Instruções do Temporizador e do Contador
(TON, TOF, RTO, TONR, TOFR,...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
2-2 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CT...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, C...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
2-4 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CT...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, C...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
2-6 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CT...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, C...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
2-8 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CT...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, C...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
2-10 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, C...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, C...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
2-12 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, C...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, C...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
2-14 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, C...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, C...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
2-16 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, C...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, C...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
2-18 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, C...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, C...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
2-20 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, C...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, C...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
2-22 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, C...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, C...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
2-24 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, C...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, C...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
2-26 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, C...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, C...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
2-28 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, C...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, C...
Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001
2-30 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, C...
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Logix 5000 (1)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Logix 5000 (1)

3,740

Published on

Apostila sobre RS Logix 5000 que é muito utilizado nas industrias.

Published in: Technology
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
3,740
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
289
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Logix 5000 (1)"

  1. 1. Controladores Logix5000 1756-L1, -L1Mx ManualdeReferênciaGeraldo Conjunto de Instruções
  2. 2. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 -2 Informações Importantes ao Usuário Por causa da diversidade de usos de produtos descritos nesta publicação, os responsáveis pela aplicação e usos deste equipamento de controle devem certificar-se de que todas as etapas necessárias foram seguidas para garantir que cada aplicação e uso cumpram todos os requisitos de desempenho e segurança, incluindo todas as leis, regulamentações, códigos e padrões aplicáveis. As ilustrações, gráficos, exemplos de programas e de layout mostrados neste manual são apenas para fins ilustrativos. Visto que há diversas variáveis e requisitos associados a qualquer instalação em especial, a Rockwell Automation não assume a responsabilidade (incluindo responsabilidade por propriedade intelectual) pelo uso baseado nos exemplos mostrados nesta publicação. A publicação Allen-Bradley SGI-1.1, Diretrizes de Segurança para Aplicação, Instalação e Manutenção dos Dispositivos de Controle do Estado Sólido (disponível no escritório local da Rockwell Automation), descreve algumas diferenças importantes entre os equipamentos eletrônicos e dispositivos eletromecânicos, que devem ser levadas em consideração ao utilizar produtos como os descritos nesta publicação. É proibida a reprodução, parcial ou total, deste manual sem a permissão por escrito da Rockwell Automation. Ao longo deste manual, usamos notas para chamar a sua atenção para considerações de segurança:: As instruções de atenção ajudam você a : • identificar e evitar um perigo • reconhecer as conseqüências Allen-Bradley, ControlLogix, DH+, Logix5000, Logix5550, CLP-2, CLP-3, CLP-5, RSLinx, RSLogix 5000, RSNetWorx e SLC são marcas da Rockwell Automation. ControlNet é uma marca da ControlNet International, Ltd. Ethernet é uma marca da Digital Equipment Corporation, Intel e Xerox Corporation. ATENÇÃO ! Identifica informações sobre práticas ou circunstâncias que podem causar ferimentos ou morte, danos patrimoniais ou perda financeira. IMPORTANTE Identifica informações críticas para a aplicação e compreensão bem-sucedidas do produto.
  3. 3. 1 Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Resumo das Alterações Introdução Informações Atualizadas Este documento contém as seguintes alterações:: Estas instruções: Consulte: Obtenção do Valor do Sistema (GSV) e Definição do Valor do Sistema (SSV) 3-28 Acesso ao objeto MESSAGE 3-47 Instruções de Comparação (CMP, EQU, GEQ, GRT, LEQ, LES, LIM, MEQ, NEQ) 4-1 Tamanho em Elementos (SIZE) 7-53 Instruções de Matriz (Arquivo)/Deslocamento (BSL, BSR, FFL, FFU, LFL, LFU) 8-1 Salto para Sub-rotina (JSR) Sub-rotina (SBR) Retorno (RET) 10-4 For (FOR) 11-2 A versão desse documento contém informações novas e atualizadas.
  4. 4. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 2 Resumo das Alterações Notas:
  5. 5. 1 Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Localizador de Instrução Onde Encontrar uma Instrução Use este localizador para encontrar detalhes de referência sobre as instruções do Logix (as instruções em cinza estão disponíveis em outros manuais). Este localizador também lista as linguagens de programação que estão disponíveis para as instruções. Se o localizador listar: A instrução está documentada em: um número de página este manual controle de processo Manual de Referência do Conjunto de Instruções dos Inversores e Controle de Processo dos Controladores Logix5000, publicação 1756-RM006 posicionamento Logix5000 Controllers Motion Instruction Set Reference Manual, publicação 1756-RM007 Instrução: Local: Linguagens: ABL 16-7 lógica ladder ABS 5-29 lógica ladder bloco de função ACB 16-10 lógica ladder ACL 16-12 lógica ladder ACS 13-14 lógica ladder bloco de função adição 5-6 lógica ladder bloco de função AFI 10-20 lógica ladder AHL 16-14 lógica ladder ALM controle de processo bloco de função AND 6-17 lógica ladder bloco de função ARD 16-17 lógica ladder ARL 16-20 lógica ladder ASN 13-11 lógica ladder bloco de função ATN 13-16 lógica ladder bloco de função AVE 7-41 lógica ladder AWA 16-24 lógica ladder AWT 16-28 lógica ladder BAND controle de processo bloco de função BNOT controle de processo bloco de função BOR controle de processo bloco de função BRK 11-5 lógica ladder BSL 8-2 lógica ladder BSR 8-6 lógica ladder BTD 6-10 lógica ladder BTDT 6-13 bloco de função BTR (tipo MSG) 3-2 lógica ladder BTW (tipo MSG) 3-2 lógica ladder BXOR controle de processo bloco de função CLR 6-16 lógica ladder CMP 4-2 lógica ladder CONCAT 17-3 lógica ladder COP 7-32 lógica ladder COS 13-5 lógica ladder bloco de função CPS 7-32 lógica ladder CPT 5-2 lógica ladder CTD 2-27 lógica ladder CTU 2-23 lógica ladder CTUD 2-31 bloco de função D2SD controle de processo bloco de função D3SD controle de processo bloco de função Instrução: Local: Linguagens:
  6. 6. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 2 Localizador de Instrução DDT 12-10 lógica ladder DEDT controle de processo bloco de função DEG 15-2 lógica ladder bloco de função DELETE 17-5 lógica ladder DERV controle de processo bloco de função DFF controle de processo bloco de função DIV 5-15 lógica ladder bloco de função DTOS 18-7 lógica ladder DTR 12-18 lógica ladder EQU 4-7 lógica ladder bloco de função ESEL controle de processo bloco de função FAL 7-7 lógica ladder FBC 12-2 lógica ladder FFL 8-10 lógica ladder FFU 8-16 lógica ladder FGEN controle de processo bloco de função FIND 17-7 lógica ladder FLL 7-37 lógica ladder FOR 11-2 lógica ladder FRD 15-12 lógica ladder bloco de função FSC 7-20 lógica ladder GEQ 4-11 lógica ladder bloco de função GRT 4-15 lógica ladder bloco de função GSV 3-28 lógica ladder HLL controle de processo bloco de função HPF controle de processo bloco de função Instrução: Local: Linguagens: INSERT 17-9 lógica ladder INTG controle de processo bloco de função JKFF controle de processo bloco de função JMP 10-2 lógica ladder JSR 10-4 lógica ladder LBL 10-2 lógica ladder LDL2 controle de processo bloco de função LDLG controle de processo bloco de função LEQ 4-19 lógica ladder bloco de função LES 4-23 lógica ladder bloco de função LFL 8-22 lógica ladder LFU 8-28 lógica ladder LIM 4-27 lógica ladder bloco de função LN 14-2 lógica ladder bloco de função LOG 14-4 lógica ladder bloco de função LPF controle de processo bloco de função MAAT posicionamento lógica ladder MAFR posicionamento lógica ladder MAG posicionamento lógica ladder MAH posicionamento lógica ladder MAHD posicionamento lógica ladder MAJ posicionamento lógica ladder MAM posicionamento lógica ladder MAPC posicionamento lógica ladder MAR posicionamento lógica ladder MAS posicionamento lógica ladder MASD posicionamento lógica ladder MASR posicionamento lógica ladder Instrução: Local: Linguagens:
  7. 7. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Localizador de Instrução 3 MATC posicionamento lógica ladder MAVE controle de processo bloco de função MAW posicionamento lógica ladder MAXC controle de processo bloco de função MCCP posicionamento lógica ladder MCD posicionamento lógica ladder MCR 10-15 lógica ladder MDF posicionamento lógica ladder MDO posicionamento lógica ladder MDR posicionamento lógica ladder MDW posicionamento lógica ladder MEQ 4-33 lógica ladder bloco de função MGPS posicionamento lógica ladder MGS posicionamento lógica ladder MGSD posicionamento lógica ladder MGSP posicionamento lógica ladder MGSR posicionamento lógica ladder MID 17-11 lógica ladder MINC controle de processo bloco de função MOD 5-19 lógica ladder bloco de função MOV 6-2 lógica ladder MRAT posicionamento lógica ladder MRHD posicionamento lógica ladder MRP posicionamento lógica ladder MSF posicionamento lógica ladder MSG 3-2 lógica ladder MSO posicionamento lógica ladder MSTD controle de processo bloco de função MUL 5-12 lógica ladder bloco de função Instrução: Local: Linguagens: MUX controle de processo bloco de função MVM 6-4 lógica ladder MVMT 6-7 bloco de função NEG 5-26 lógica ladder bloco de função NEQ 4-38 lógica ladder bloco de função NOP 10-21 lógica ladder NOT 6-29 lógica ladder bloco de função NTCH controle de processo bloco de função ONS 1-8 lógica ladder OR 6-21 lógica ladder bloco de função OSF 1-13 lógica ladder OSFI 1-17 bloco de função OSR 1-10 lógica ladder OSRI 1-15 bloco de função OTE 1-5 lógica ladder OTL 1-6 lógica ladder OTU 1-7 lógica ladder PI controle de processo bloco de função PID 12-21 lógica ladder PIDE controle de processo bloco de função PMUL controle de processo bloco de função POSP controle de processo bloco de função RAD 15-5 lógica ladder bloco de função RES 2-35 lógica ladder RESD controle de processo bloco de função RET 10-4 e 11-7 lógica ladder Instrução: Local: Linguagens:
  8. 8. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 4 Localizador de Instrução RLIM controle de processo bloco de função RMPS controle de processo bloco de função RTO 2-10 lógica ladder RTOR 2-20 bloco de função RTOS 18-9 lógica ladder SBR 10-4 lógica ladder SCL controle de processo bloco de função SCRV controle de processo bloco de função SEL controle de processo bloco de função SETD controle de processo bloco de função SIN 13-2 lógica ladder bloco de função SIZE 7-53 lógica ladder SNEG controle de processo bloco de função SOC controle de processo bloco de função SQI 9-2 lógica ladder SQL 9-12 lógica ladder SQO 9-7 lógica ladder SQR 5-23 lógica ladder bloco de função SRT 7-45 lógica ladder SRTP controle de processo bloco de função SSUM controle de processo bloco de função SSV 3-28 lógica ladder STD 7-49 lógica ladder STOD 18-3 lógica ladder STOR 18-5 lógica ladder SUB 5-9 lógica ladder bloco de função Instrução: Local: Linguagens: TAN 13-8 lógica ladder bloco de função TND 10-13 lógica ladder TOD 15-8 lógica ladder bloco de função TOF 2-6 lógica ladder TOFR 2-17 bloco de função TON 2-2 lógica ladder TONR 2-14 bloco de função TOT controle de processo bloco de função TRN 15-15 lógica ladder bloco de função UID 10-18 lógica ladder UIE 10-18 lógica ladder UPDN controle de processo bloco de função XIC 1-1 lógica ladder XIO 1-3 lógica ladder XOR 6-25 lógica ladder bloco de função XPY 14-7 lógica ladder bloco de função Instrução: Local: Linguagens:
  9. 9. 1 Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Prefácio Introdução Este manual é um dos diversos documentos de instrução baseado em Logix. Quem Deve Utilizar este Manual Este documento fornece ao programador detalhes sobre cada instrução disponível para um controlador baseado em Logix. Você já deve estar familiarizado de como o controlador baseado em Logix armazena e processa dados. Os programadores novos devem ler todos os detalhes sobre uma instrução antes de usá-la. Os programadores experientes podem consultar as informações sobre as instruções para verificar os detalhes. Tarefa/Meta: Documentos: Programação do controlador para aplicações sequenciais Manual de Referência Geral do Conjunto de Instruções dos Controladores Logix5000, publicação 1756-RM003 Programação do controlador para aplicações de processo ou inversores Manual de Referência do Conjunto de Instruções dos Inversores e Controle de Processo , publicação 1756-RM006 Programação do controlador para aplicações de posicionamento Logix5000 Controllers Motion Instruction Set Reference Manual, publicação 1756-RM007 Importação de um arquivo de texto ou tags em um projeto Manual de Referência de Exportação/Importação do Controlador Logix5000, publicação 1756-6.8.4PT Exportação de um projeto ou tags para um arquivo texto Conversão de uma aplicação CLP-5 ou SLC 500 para uma aplicação Logix5000 Manual de Referência do Controlador Logix5550 para Conversão da Lógica do CLP-5 ou SLC500 para a Lógica do Logix5000, publicação 1756-6.8.5PT Você está aqui
  10. 10. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 2 Prefácio Objetivo do Manual Este manual fornece uma descrição de cada instrução neste formato. Os ícones a seguir ajudam a identificar as informações específicas da linguagem: Essa seção: Fornece este tipo de informação: Nome da instrução identifica a instrução define se a instrução é de entrada ou de saída Operandos de Lógica Ladder lista todos os operandos da instrução se esta estiver disponível na Lógica Ladder exibe um instrução inicial Operandos do bloco de função lista todos os operandos da instrução se esta estiver disponível no bloco de função exibe um bloco de função inicial Os pinos mostrados no bloco de função inicial são somente pinos básicos. A tabela de operandos lista todos os pinos possíveis para um bloco de função. Estrutura da insturção lista os valores e os bits de status de controle da instrução, se houver Descrição descreve o uso da instrução define quaisquer diferenças quando a instrução estiver habilitada e desabilitada, se apropriado Flags de Status Aritmético: define se a instrução interfere ou não nos flags de status aritmético consulte o apêndice Atributos Comuns Condições de Falha: define se a instrução gera falhas graves ou de advertência se necessário, define o código e o tipo da falha Execução de Lógica Ladder Se disponível na Lógica Ladder, define os detalhes de como a instrução opera durante: • pré-varredura • entrada da condição da linha for falsa • entrada da condição da linha for verdadeira Exemplo de Lógica Ladder Se disponível na Lógica Ladder, fornece pelo menos um exemplo de programação inclui uma descrição explicando cada exemplo Execução do bloco de função Se disponível no bloco de função, define os detalhes de como a instrução opera durante: • pré-varredura • primeira varredura da instrução • primeira operação da instrução • EnableIn é falso • EnableIn é verdadeiro Exemplo do bloco de função Se disponível no bloco de função, fornece pelo menos um exemplo de programação inclui uma descrição explicando cada exemplo Este ícone: Indica esta linguagem de programação: Lógica Ladder bloco de função
  11. 11. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Prefácio 3 Informações Comuns para Todas as Instruções O conjunto de instruções do Logix5000 possui alguns atributos comuns: Convenções e Termos Relacionados Energizar e desenergizar (zerar) Este manual usa energizar e desenergizar para definir o status de bits (booleanos) e valores (não booleanos): Se um operando ou parâmetro suporta mais do que um tipo de dados, os tipos de dados em negrito indicam os tipos de dados ótimos. Uma instrução executa mais rapidamente e requer menos memória se todos os operandos da instrução usam o mesmo tipo de dado ótimo, geralmente DINT ou REAL. Condição de linha de Lógica Ladder O controlador avalia as instruções de lógica ladder com base na condição da linha que antecede a instrução (entrada da condição da linha). Com base na entrada da condição da linha e na instrução, o controlador define a condição da linha seguindo a instrução (saída da condição da linha) que, por sua vez, afeta qualquer instrução subseqüente. Para obter esta informação: Consulte este apêndice atributos comuns apêndice Atributos Comuns define: • flags de status aritmético: • tipos de dados • palavras-chaves atributos do bloco de função apêndice Atributos de Bloco de Função define: • controle do programa e operador • modos de temporização Este termo: Significa: energizar o bit está energizado em 1 (ON) um valor está energizado em um número diferente de zero desenergizar o bit está desenergizado em 0 (OFF) todos os bits em um valor são desenergizados em 0 instrução de entrada condição da entrada da linha instrução de saída condição da saída da linha
  12. 12. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 4 Prefácio Se a condição da entrada da linha para uma instrução de entrada for verdadeira, o controlador avalia a instrução e energiza a condição da saída da linha com base nos resultados da instrução. Se a instrução avaliar em verdadeira, a condição da saída da linha é verdadeira; se a instrução avaliar em falsa, a condição da saída da linha é falsa. O controlador também efetua a pré-varredura das instruções. A pré-varredura é uma varredura especial de todas as rotinas no controlador. O controlador efetua a varredura de todas as rotinas e sub-rotinas principais durante a pré-varredura, mas ignora os saltos que poderiam pular a execução das instruções. O controlador executa todas as malhas FOR e chamadas de sub-rotinas. Se uma sub-rotina for chamada mais do que uma vez, ela é executada toda vez que é chamada. O controlador usa a pré-varredura de instruções de Lógica Ladder para resetar as E/S não retentivas e os valores internos. Durante a pré-varredura, os valores de entrada não são atuais e as saídas não são escritas. As condições a seguir geram a pré-varredura: • Passagem de modo de Programa para Operação • Entrada automática no modo de Operação de uma condição de energização. A pré-varredura não ocorre para um programa quando: • O programa se torna determinado enquanto o controlador está operando. • O programa não é determinado quando o controlador entra no modo de Operação. Estados do bloco de função O controlador avalia as instruções do bloco de função baseado no estado de diferentes condições. Condição Possível: Descrição: pré-varredura A pré-varredura para as rotinas do bloco de função é igual a das rotinas de Lógica Ladder. A única diferença é que o parâmetro EnableIn para cada instrução do bloco de função é desenergizada durante a pré-varredura. primeira varredura da instrução A primeira varredura da instrução se refere à primeira vez que uma instrução é executada após pré-varredura. O controlador usa a primeira varredura da instrução para ler as entradas em corrente e determinar o estado apropriado em que se deve estar. primeira operação da instrução A primeira operação da instrução se refere à primeira vez que a instrução executa com uma nova instância de estrutura de dados. O controlador usa a primeira operação da instrução para gerar coeficientes e outros armazenamentos de dados que não se alteram para um bloco de função após o descarregamento inicial.
  13. 13. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Prefácio 5 Toda instrução do bloco de função também inclui os parâmetros EnableIn e EnableOut: • as instruções do bloco de função executam normalmente quando o EnableIn é energizado. • Quando o EnableIn é desenergizado, a instrução do bloco de função executa a lógica da pré-varredura, a lógica da pós-varredura ou apenas pula a execução do algoritmo normal. • O EnableOut espelha o EnableIn, porém, se a execução do bloco de função detecta uma condição de overflow, o EnableOut também é desenergizado. • a execução do bloco de função reinicia onde parou quando o EnableIn passa de desenergizado para energizado. Porém existem algumas instruções de bloco de função que especificam funcionalidade especial, como re-inicialização, quando o EnableIn passa de desenergizado para energizado. Para instruções do bloco de função com parâmetros baseados no tempo, sempre quando o modo de temporização estiver no Oversample, a instrução sempre reiniciará onde parou quando o EnableIn passa de desenergizado para energizado. Se o parâmetro EnableIn não estiver conectado, a instrução sempre executa como normal e o EnableIn se mantém energizado. Se desenergizar o EnableIn, este se alterará para energizar na próxima vez que a instrução executar. IMPORTANTE Ao programar o bloco de função, limite a amplitude das unidades de medida para +/-10+/-15 pois os cálculos de ponto flutuante interno são feitos através de um único ponto flutuante de precisão. As unidades de medida fora desta amplitude podem resultar em perda de precisão se os resultados ficarem próximos às limitações do único ponto flutuante de precisão (+/-10+/-38 ).
  14. 14. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 6 Prefácio Notas:
  15. 15. i Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Sumário Informações Importantes ao Usuário . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2 Resumo das Alterações Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1 Informações Atualizadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1 Localizador de Instrução Onde Encontrar uma Instrução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1 Prefácio Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1 Quem Deve Utilizar este Manual . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1 Objetivo do Manual . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2 Informações Comuns para Todas as Instruções. . . . . . . . . . . . 3 Convenções e Termos Relacionados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3 Energizar e desenergizar (zerar) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3 Condição de linha de Lógica Ladder . . . . . . . . . . . . . . . . . 4 Estados do bloco de função . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5 Capítulo 1 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-1 Examinar Se Desenergizado (XIC) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-1 Examinar Se Energizado (XIO) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-3 Energizar Saída (OTE) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-5 Energizar Saída com Retenção (OTL) . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-6 Desenergizar Saída com Retenção (OTU). . . . . . . . . . . . . . 1-7 Monoestável (ONS). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-8 Monoestável com Borda de Subida (OSR) . . . . . . . . . . . . . 1-10 Monoestável com Borda de Descida (OSF). . . . . . . . . . . . . 1-13 Monoestável com Borda de Subida com Entrada (OSRI) . . . 1-15 Monoestável com Borda de Descida com Entrada (OSFI) . . 1-17 Capítulo 2 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-1 Temporizador de Energização (TON). . . . . . . . . . . . . . . . . 2-2 Temporizador de Desenergização (TOF) . . . . . . . . . . . . . . 2-6 Temporizador Retentivo Ligado (RTO). . . . . . . . . . . . . . . . 2-10 Temporizador de Energização com Reset (TONR) . . . . . . . 2-14 Temporizador de Desenergização com Reset (TOFR) . . . . . 2-17 Temporizador Retentivo Energizado com Reset (RTOR) . . . 2-20 Contagem Crescente (CTU) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-23 Contagem Decrescente (CTD) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-27 Contagem Crescente/Decrescente (CTUD) . . . . . . . . . . . . . 2-31 Reset (RES). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-35 Capítulo 3 Instruções de Entrada/Saída (MSG, GSV, SSV) Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-1 Mensagem (MSG) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-2 Códigos de Erro MSG . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-7 Códigos de erro do ControlLogix (CIP) . . . . . . . . . . . . . 3-7
  16. 16. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 ii Sumário Códigos de erros estendidos do ControlLogix . . . . . . . . 3-8 Códigos de erro do CLP e SLC (.ERR) . . . . . . . . . . . . . . 3-9 Códigos de erro estendiddos do CLP e SLC (.EXERR) . . 3-10 Códigos de erro de Block-Transfer . . . . . . . . . . . . . . . . 3-11 Códigos de erro do Logix5550 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-12 Códigos de erros estendidos do Logix5550 . . . . . . . . . . 3-12 Especificação dos Detalhes de Configuração (Guia Configuration) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-13 Especificação de Mensagens CIP. . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-14 Uso de mensagens CIP genéricas para resetar os módulos de E/S . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-15 Especificação das mensagens do CLP-5. . . . . . . . . . . . . 3-16 Especificação de Mensagens do SLC . . . . . . . . . . . . . . . 3-17 Especificação das mensagens de block-transfer . . . . . . . 3-18 Especificação das mensagens do CLP-3. . . . . . . . . . . . . 3-19 Especificação das mensagens do CLP-2. . . . . . . . . . . . . 3-20 Exemplos de Configuração MSG . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-21 Especificações dos Detalhes de Comunicação (Guia Communication) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-22 Especificação de um percurso de conexão . . . . . . . . . . 3-22 Especificação de um método de comunicação: . . . . . . . 3-26 Seleção de uma opção de cache: . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-27 Obtenção do Valor do Sistema (GSV) e Definição do Valor do Sistema (SSV). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-28 Objetos GSV/SSV . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-30 Acesso ao objeto AXIS (Eixo) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-31 Acesso ao objeto CONTROLLER . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-39 Acesso ao objeto CONTROLLERDEVICE . . . . . . . . . . . . 3-39 Acesso ao objeto CST. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-41 Acesso ao objeto DF1 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-42 Acesso ao objeto FAULTLOG . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-45 Acesso ao objeto MESSAGE . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-46 Acesso ao objeto MODULE . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-48 Acesso ao objeto MOTIONGROUP . . . . . . . . . . . . . . . 3-49 Acesso ao objeto PROGRAM . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-50 Acesso ao objeto ROUTINE . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-51 Acesso ao objeto SERIALPORT . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-52 Acesso ao objeto TASK . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-54 Acesso ao objeto WALLCLOCKTIME . . . . . . . . . . . . . . . 3-55 Exemplo de Programação GSV/SSV . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-56 Obtenção de informações de falha . . . . . . . . . . . . . . . . 3-56 Configuração de flags de habilitação e desabilitação . . . 3-57 Capítulo 4 Instruções de Comparação (CMP, EQU, GEQ, GRT, LEQ, LES, LIM, MEQ, NEQ) Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-1 Comparação (CMP). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-2 Expressões CMP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-4 Operadores válidos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-4 Formatação de expressões . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-6
  17. 17. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Sumário iii Determinação da seqüência de operação . . . . . . . . . . . 4-6 Igual a (EQU) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-7 Maior ou Igual a (GEQ). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-11 Maior que (GRT). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-15 Menor ou Igual a (LEQ) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-19 Menor Que (LES) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-23 Limite (LIM) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-27 Máscara Igual a (MEQ) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-33 Inserção de um valor de máscara imediato . . . . . . . . . . 4-34 Diferente de (NEQ). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-38 Capítulo 5 Instruções Matemáticas/Cálculo (CPT, ADD, SUB, MUL, DIV, MOD, SQR, NEG, ABS) Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-1 Cálculo (CPT) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-2 Operadores válidos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-4 Formatação de expressões . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-4 Determinação da seqüência de operação . . . . . . . . . . . 5-5 Adição (ADD). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-6 Subtração (SUB) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-9 Multiplicação (MUL) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-12 Divisão (DIV) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-15 Módulo (MOD). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-19 Raiz Quadrada (SQR) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-23 Negação (NEG). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-26 Valor Absoluto (ABS) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-29 Capítulo 6 Instruções de Movimentação/Lógica (MOV, MVM, BTD, MVMT, BTDT, CLR, AND, OR, XOR, NOT) Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-1 Movimentação (MOV) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-2 Movimentação Mascarada (MVM). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-4 Inserção de um valor de máscara imediato . . . . . . . . . . 6-5 Movimentação Mascarada com Target (MVMT). . . . . . . . . . 6-7 Distribuição do Campo do Bit (BTD) . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-10 Distribuição do Campo do Bit com Target (BTDT) . . . . . . . 6-13 Zeramento (CLR). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-16 Bitwise AND (AND) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-17 Bitwise OR (OR) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-21 Bitwise Exclusive OR (XOR) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-25 Bitwise NOT (NOT) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-29 Capítulo 7 Instruções Array (File/Miscellaneous) (FAL, FSC, COP, CPS, FLL, AVE, SRT, STD, SIZE) Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-1 Seleção do Modo de Operação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-2 Modo All (Todos) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-2 Modo Numerical (numérico) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-3 Modo Incremental (incremento) . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-5 Arquivamento Aritmético e Lógico (FAL) . . . . . . . . . . . . . . 7-7 Expressões FAL . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-18 Operadores válidos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-18
  18. 18. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 iv Sumário Expressões de formatação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-19 Determinação da seqüência de operação . . . . . . . . . . . 7-19 Comparação e Busca de Arquivo (FSC) . . . . . . . . . . . . . . . 7-20 Expressões FSC . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-29 Operadores válidos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-30 Formatação das expressões . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-30 Determinação da seqüência de operação . . . . . . . . . . . 7-31 Cópia de Arquivo (COP) Cópia Síncrona de Arquivo (CPS). 7-32 Preenchimento de Arquivo (FLL) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-37 Média de Arquivo (AVE) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-41 Classificação de Arquivo (SRT) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-45 Desvio Padrão do Arquivo (STD) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-49 Tamanho em Elementos (SIZE) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-53 Capítulo 8 Instruções de Matriz (Arquivo)/Deslocamento (BSL, BSR, FFL, FFU, LFL, LFU) Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-1 Deslocamento de Bit para a Esquerda (BSL). . . . . . . . . . . . 8-2 Deslocamento de Bit para a Direita (BSR) . . . . . . . . . . . . . 8-6 Carga FIFO (FFL) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-10 Descarga FIFO (FFU) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-16 Carga LIFO (LFL). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-22 Descarga LIFO (LFU). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-28 Capítulo 9 Instruções de Seqüenciador (SQI, SQO, SQL) Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-1 Entrada do Sequenciador (SQI) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-2 Inserção de um valor de máscara imediato . . . . . . . . . . 9-3 Utilização de SQI sem SQO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-6 Saída do Sequenciador (SQO) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-7 Inserção de um valor de máscara imediato . . . . . . . . . . 9-8 Utilização de SQI com SQO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-11 Reset da posição de SQO. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-11 Carga do Sequenciador (SQL) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-12 Capítulo 10 Instruções de Controle de Programa (JMP, LBL, JSR, RET, SBR, TND, MCR, UID, UIE, AFI, NOP) Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10-1 Salto para Label (JMP) Label (LBL). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10-2 Salto para Sub-rotina (JSR) Sub-rotina (SBR) Retorno (RET). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10-4 Fim Temporário (TND) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10-13 Rearme do Controle Mestre (MCR). . . . . . . . . . . . . . . . . . 10-15 Desabilitação da Interrupção pelo Usuário (UID) Habilitação da Interrupção pelo Usuário (UIE) . . . . . . . . . 10-18 Instrução Sempre Falsa (AFI). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10-20 Sem Operação (NOP) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10-21
  19. 19. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Sumário v Capítulo 11 Instruções For/Break (FOR, BRK, RET) Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-1 For (FOR). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-2 Break (BRK) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-5 Retorno (RET). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-7 Capítulo 12 Instruções Especiais (FBC, DDT, DTR, PID) Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-1 Comparação de Bit de Arquivo (FBC) . . . . . . . . . . . . . . . . 12-2 Seleção do modo de busca. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-4 Detecção de Diagnóstico (DDT) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-10 Seleção do modo de busca. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-12 Dados Transicionais (DTR) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-18 Inserção de uma valor de máscara imediato . . . . . . . . 12-19 Proporcional, Integral e Derivativo (PID) . . . . . . . . . . . . . 12-21 Configuração de uma Instrução PID. . . . . . . . . . . . . . . . . 12-26 Especificação do ajuste . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-27 Especificação da configuração . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-27 Especificação de alarmes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-28 Especificação de conversão de escala . . . . . . . . . . . . . 12-29 Utilização das Instruções PID. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-29 Windup anti-reset e transferência ininterrupta de manual para automático. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-31 Temporização da instrução PID . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-32 Reinicialização ininterrupta. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-35 Polarização derivativa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-36 Configuração da zona morta. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-37 Uso da limitação de saída. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-37 Feedforward ou polarização da saída (bias) . . . . . . . . 12-38 Malhas em cascata . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-38 Controle de um índice . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-38 Teoria PID . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-40 processo PID. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-40 processo PID com malhas mestre/escravo. . . . . . . . . . 12-40 Capítulo 13 Instruções Trigonométricas (SIN, COS, TAN, ASN, ACS, ATN) Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-1 Seno (SIN) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-2 Co-seno (COS) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-5 Tangente (TAN) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-8 Arco Seno (ASN). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-11 Arco Co-seno (ACS) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-14 Arco Tangente (ATN) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-16 Capítulo 14 Instruções Matemáticas Avançadas (LN, LOG, XPY) Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14-1 Log Natural (LN) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14-2 Base Log de 10 (LOG). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14-4 X Elevado à Potência de Y (XPY) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14-7
  20. 20. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 vi Sumário Capítulo 15 Instruções de Conversão Matemática (DEG, RAD, TOD, FRD, TRN) Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15-1 Graus (DEG). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15-2 Radianos (RAD) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15-5 Conversão para BCD (TOD) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15-8 Conversão para Inteiro (FRD) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15-12 Truncagem (TRN) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15-15 Capítulo 16 Instruções de Porta Serial ASCII (ABL, ACB, ACL, AHL, ARD, ARL, AWA, AWT) Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16-1 Execução da Instrução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16-2 Códigos de Erro ASCII . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16-5 Tipos de String . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16-6 Teste ASCII Para Linha do Buffer (ABL) . . . . . . . . . . . . . . . 16-7 Caracteres ASCII no Buffer (ACB) . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16-10 Remoção de Buffer e da Fila ASCII (ACL). . . . . . . . . . . . . 16-12 Linhas ASCII Handshake (AHL) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16-14 Leitura ASCII (ARD) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16-17 Linha de Leitura ASCII (ARL) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16-20 Anexar Leitura ASCII (AWA) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16-24 Escrita ASCII (AWT) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16-28 Capítulo 17 Instruções de String ASCII (CONCAT, DELETE, FIND, INSERT, MID) Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17-1 Tipos de String . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17-2 Concatenação de String (CONCAT) . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17-3 Remoção de String (DELETE) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17-5 Encontro de String (FIND). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17-7 Inserção de String (INSERT). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17-9 Meio do String (MID) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17-11 Capítulo 18 Instruções de Coversão ASCII (STOD, STOR, DTOS, RTOS) Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18-1 Tipos de String . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18-2 String Para DINT (STOD) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18-3 String Para REAL (STOR) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18-5 DINT Para String (DTOS) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18-7 REAL Para String (RTOS) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18-9 Apêndice A Atributos Comuns Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-1 Valores Imediatos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-1 Conversões de Dados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-1 SINT ou INT para DINT . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-3 Inteiro para REAL. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-5 DINT para SINT para INT. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-5 REAL para um inteiro. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A-6
  21. 21. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Sumário vii Apêndice B Atributos de Bloco de Função Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . B-1 Dados Retentivos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . B-1 Ordem de Execução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . B-2 Respostas de Bloco de Função para Condições de Overflow B-5 Modos de Temporização . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . B-5 Parâmetros comuns de instrução para modos de temporização. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . B-7 Características dos modos de temporização. . . . . . . . . . B-9 Controle de Programa/pelo Operador . . . . . . . . . . . . . . . B-10 Index
  22. 22. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 viii Sumário Notas:
  23. 23. 1 Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Capítulo 1 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) Introdução Use as instruções binárias (tipo relé) para monitorar e controlar o status dos bits. Examinar Se Desenergizado (XIC) A instrução XIC examina os dados binários para ver se estão energizados. Operandos de Lógica Ladder: Operandos de Bloco de Função: Esta instrução não está disponível no bloco de função. Se você quiser: Use esta instrução: Consulte página: habilitar as saídas quando o bit estiver energizado XIC 1-1 habilitar as saídas quando o bit for desenergizado XIO 1-3 energizar o bit OTE 1-5 energizar um bit (retentivo) OTL 1-6 desenergizar um bit (retentivo) OTU 1-7 energizar as saídas para uma varredura cada vez que uma linha se torna verdadeira ONS 1-8 energizar o bit para uma varredura cada vez que uma linha se torna verdadeira OSR 1-10 energizar o bit para uma varredura cada vez que uma linha se torna falsa OSF 1-13 energizar um bit para uma varredura toda vez que o bit de entrada for energizado no bloco de função OSRI 1-15 energizar um bit para uma varredura toda vez que o bit de entrada for desenergizado no bloco da função OSFI 1-17 Linguagens Disponíveis: Lógica Ladder Operando Tipo: Formato: Descrição: dados binários BOOL tag bit para ser testado
  24. 24. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 1-2 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) Descrição: A instrução XIC examina os dados binários para ver se estão energizados. Flags de Status Aritmético: não afetados Condições de Falha: nenhuma Execução da Lógica Ladder: Exemplo de Lógica Ladder: Execução do Bloco de Função: Esta instrução não está disponível no bloco de função. Condição: Ação: pré-varredura A saída da condição da linha é definida como falsa. entrada da condição da linha for falsa A saída da condição da linha é definida como falsa. examinar dados binários dado binário = 0 dado binário = 1 saída da condição da linha é energizada quando falsa saída da condição da linha é energizada quando verdadeira entrada da condição da linha for verdadeira fim Se limit_switch_1 estiver energizado, isto habilitará a próxima instrução (a saída da condição da linha é verdadeira). Se S:V estiver energizado (indica que um overflow ocorreu), isto habilitará a próxima instrução (a saída da condição da linha é verdadeira). exemplo 1 exemplo 2
  25. 25. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) 1-3 Examinar Se Energizado (XIO) A instrução XIO examina os dados binários para ver se foram desenergizados. Operandos de Lógica Ladder Operandos de Bloco de Função: Esta instrução não está disponível no bloco de função. Descrição: A instrução XIO examina os dados binários para ver se foram desenergizados. Flags de Status Aritmético: não afetados Condições de Falha: nenhuma Execução da Lógica Ladder : Linguagens Disponíveis: Lógica Ladder Operando Tipo: Formato: Descrição: dados binários BOOL tag bit para ser testado Condição: Ação: pré-varredura A saída da condição da linha é definida como falsa. entrada da condição da linha for falsa A saída da condição da linha é definida como falsa. examinar dados binários dado binário = 0 dado binário = 1 saída da condição da linha é energizada quando verdadeira saída da condição da linha é energizada quando falsa entrada da condição da linha for verdadeira fim
  26. 26. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 1-4 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) Exemplo da Lógica Ladder : Execução do Bloco de Função: Esta instrução não está disponível no bloco de função. Energizar Saída (OTE) A instrução OTE energiza ou desenergiza o dado binário. Operandos de Lógica Ladder : Operandos de Bloco de Função: Esta instrução não está disponível no bloco de função. Descrição: Quando a instrução OTE está habilitada, o controlador energiza o dado binário. Quando a instrução OTE está desabilitada, o controlador desenergiza o dado binário. Flags de Status Aritmético: não afetados Condições de Falha: nenhuma Se limit_switch_2 for desenergizado, isto habilitará a próxima instrução (a saída da condição da linha é verdadeira). Se S:V for desenergizado (indica que nenhum overflow ocorreu), isto habilitará a próxima instrução (a saída da condição da linha é verdadeira). exemplo 1 exemplo 2 Linguagens Disponíveis: Lógica Ladder Operando Tipo: Formato: Descrição: dados binários BOOL tag bit para ser energizado ou desenergizado
  27. 27. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) 1-5 Execução de Lógica Ladder : Exemplo de Lógica Ladder : Execução do Bloco de Função: Esta instrução não está disponível no bloco de função. Energizar Saída com Retenção (OTL) A instrução OTL energiza (com retenção) o dado binário. Operandos de Lógica Ladder : Operandos do Bloco de Função: Esta instrução não está disponível no bloco de função. Descrição: Quando habilitada, a instrução OTL energiza o dado binário. O dado binário permanece energizado até ser desenergizado, geralmente por uma instrução OTU. Quando desabilitada, a instrução OTL não muda o status do dado binário. Flags de Status Aritmético: não afetados Condições de Falha: nenhuma Condição: Ação: pré-varredura O dado binário está desenergizado. A saída da condição da linha é definida como falsa. entrada da condição da linha for falsa O dado binário está desenergizado. A saída da condição da linha é definida como falsa. entrada da condição da linha for verdadeira O dado binário está energizado. A saída da condição da linha está definida como verdadeira. Quando habilitada, a instrução OTE energiza (acende) light_1. Quando desabilitada, a instrução OTE desenergiza (apaga) light_1. Linguagens Disponíveis: Lógica Ladder Operando Tipo: Formato: Descrição: dados binários BOOL tag bit para ser energizado
  28. 28. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 1-6 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) Execução de Lógica Ladder : Exemplo de Lógica Ladder : Execução do Bloco de Função: Esta instrução não está disponível no bloco de função. Desenergizar Saída com Retenção (OTU) A instrução OTU desenergiza (com retenção) o dado binário. Operandos de Lógica Ladder : Operandos do Bloco de Função: Esta instrução não está disponível no bloco de função. Descrição: Quando habilitada, a instrução OTU desenergiza o dado binário. Quando desabilitada, a instrução OTU não muda o status do dado binário. Flags de Status Aritmético: não afetados Condições de Falha: nenhuma Condição: Ação: pré-varredura O dado binário não é modificado. A saída da condição da linha é definida como falsa. entrada da condição da linha for falsa O dado binário não é modificado. A saída da condição da linha é definida como falsa. entrada da condição da linha for verdadeira O dado binário está energizado. A saída da condição da linha está definida como verdadeira. Quando habilitada, a instrução OTL energiza light_2. Este bit permanece energizado até ser desenergizado, geralmente por uma instrução OTU. Linguagens Disponíveis: Lógica Ladder Operando Tipo: Formato: Descrição: dados binários BOOL tag bit para ser desenergizado
  29. 29. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) 1-7 Execução de Lógica Ladder : Exemplo de Lógica Ladder : Execução do Bloco de Função: Esta instrução não está disponível no bloco de função. Monoestável (ONS) A instrução ONS habilita ou desabilita o restante da linha, dependendo do status do bit de armazenamento. Operandos de Lógica Ladder : Operandos do Bloco de Função: Esta instrução não está disponível no bloco de função. Condição: Ação: pré-varredura O dado binário não é modificado. A saída da condição da linha é definida como falsa. entrada da condição da linha for falsa O dado binário não é modificado. A saída da condição da linha é definida como falsa. entrada da condição da linha for verdadeira O dado binário está desenergizado. A saída da condição da linha está definida como verdadeira. Quando habilitada, a instrução OTU desenergizalight_2. Linguagens Disponíveis: Lógica Ladder Operando Tipo: Formato: Descrição: bit de armazenam ento BOOL tag bit de armazenamento interno armazena a entrada da condição da linha desde a última vez que a instrução foi executada
  30. 30. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 1-8 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) Descrição: Quando habilitada e o bit de armazenamento está desenergizado, a instrução ONS habilita o restante da linha. Quando habilitada ou quando o bit de armazenamento está energizado, a instrução ONS desabilita o restante da linha. Flags de Status Aritmético: não afetados Condições de Falha: nenhuma Execução de Lógica Ladder : Condição: Ação: pré-varredura O bit de armazenamento está energizado para prevenir um disparo inválido durante a primeira varredura. A saída da condição da linha é definida como falsa. entrada da condição da linha for falsa O bit de armazenamento é desenergizado. A saída da condição da linha é definida como falsa. entrada da condição da linha for verdadeira fim examinar o bit de armazenamento bit de armazenamento = 0 bit de armazenamento = 1 bit de armazenamento está energizado saída da condição da linha é energizada quando verdadeira bit de armazenamento permanece energizado saída da condição da linha é energizada quando falsa
  31. 31. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) 1-9 Exemplo de Lógica Ladder : Geralmente, você antecede a instrução ONS com uma instrução de entrada porque realiza a varredura da instrução ONS quando a mesma está habilitada e quando está desabilitada para que a mesma opere corretamente. Uma vez que a instrução ONS está habilitada, a condição de entrada de linha deve ser desenergizada ou o bit de armazenamento deve ser desenergizado para a instrução ONS ser habilitada novamente. Execução do Bloco de Função: Esta instrução não está disponível no bloco de função. Monoestável com Borda de Subida (OSR) A instrução OSR energiza ou desenergiza o bit de saída, dependendo do status do bit de armazenamento. Operandos de Lógica Ladder : Operandos do Bloco de Função: Esta instrução está disponível no bloco de função como OSRI, consulte a página 1-15. Descrição: Quando habilitada e o bit de armazenamento está desenergizado, a instrução OSR energiza o bit de saída. Quando habilitada e o bit de Em qualquer varredura para a qual o limit_switch_1 está desenergizado ou o storage_1 está energizado, esta linha não tem efeito. Em qualquer varredura para a qual o limit_switch_1 está energizado e o storage_1 está desenergizado, a instrução ONS energiza o storage_1 e a instrução ADD incrementa a soma (ADD) em 1. Durante o período em que o limit_switch_1 permanece energizado, a soma permanece no mesmo valor. O limit_switch_1 deve ir de desenergizado para energizado novamente para que a soma seja incrementada novamente. Linguagens Disponíveis: Lógica Ladder Operando Tipo: Formato: Descrição: bit de armazenam ento BOOL tag bit de armazenamento interno armazena a entrada da condição da linha desde a última vez que a instrução foi executada bit de saída BOOL tag bit para ser energizado
  32. 32. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 1-10 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) armazenamento está energizado ou quando desabilitada, a instrução OSR desenergiza o bit de saída Flags de Status Aritmético: não afetados Condições de Falha: nenhuma Execução de Lógica Ladder : entrada da condição da bit de armazenamento bit de saída a instrução é executada instrução é resetada durante a próxima execução de varredura Condição: Ação: pré-varredura O bit de armazenamento está energizado para prevenir um disparo inválido durante a primeira varredura. O bit de saída é desenergizado. A saída da condição da linha é definida como falsa. entrada da condição da linha for falsa O bit de armazenamento é desenergizado. O bit de saída não é modificado. A saída da condição da linha é definida como falsa. entrada da condição da linha for verdadeira fim examinar o bit de armazenamento bit de armazenamento = 0 bit de armazenamento = 1 bit de armazenamento está energizado bit de saída é energizado saída da condição da linha é energizada quando verdadeira bit de armazenamento permanece energizado bit de saída é desenergizado saída da condição da linha é energizada quando verdadeira
  33. 33. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) 1-11 Exemplo de Lógica Ladder : Execução do Bloco de Função: Esta instrução está disponível no bloco de função como OSRI, consulte a página 1-15. Monoestável com Borda de Descida (OSF) A instrução OSF energiza ou remove o bit de saída, dependendo do status do bit de armazenamento. Operandos de Lógica Ladder : Operandos do Bloco de Função: Esta instrução está disponível no bloco de função como OSFI, consulte a página 1-17. Descrição: Quando desabilitada e o bit de armazenamento está energizado, a instrução OSF energiza o bit de saída. Quando desabilitada e o bit de Cada vez que limit_switch_1 vai de desenergizado para energizado, a instrução OSR energiza o output_bit_1 e a instrução ADD incrementa a soma em 5. Durante o período em que olimit_switch_1 permanece energizado, a soma permanece no mesmo valor. O limit_switch_1 deve ir de desenergizado para energizado novamente para que a soma seja incrementada novamente. Você pode usar o output_bit_1 em múltiplas linhas para disparar outras operações. Linguagens Disponíveis: Lógica Ladder Operando Tipo: Formato: Descrição: bit de armazenam ento BOOL tag bit de armazenamento interno armazena a entrada da condição da linha desde a última vez que a instrução foi executada bit de saída BOOL tag bit para ser energizado
  34. 34. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 1-12 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) armazenamento está desenergizado, ou quando habilitada, a instrução OSF remove o bit de saída. Flags de Status Aritmético: não afetados Condições de Falha: nenhuma Execução de Lógica Ladder : entrada da bit de bit de saída a instrução é executada instrução é resetada durante a próxima execução de varredura Condição: Ação: pré-varredura O bit de armazenamento é desenergizado para prevenir um disparo inválido durante a primeira varredura. O bit de saída é desenergizado. A saída da condição da linha é definida como falsa. entrada da condição da linha for verdadeira O bit de armazenamento é energizado. O bit de saída é desenergizado. A saída da condição da linha está definida como verdadeira. entrada da condição da linha for falsa fim examinar o bit de armazenamento bit de armazenamento = 0 bit de armazenamento = 1 bit de armazenamento permanece desenergizado bit de saída é desenergizado saída da condição da linha é energizada quando falsa bit de armazenamento é desenergizado bit de saída é energizado saída da condição da linha é energizada quando falsa
  35. 35. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) 1-13 Exemplo de Lógica Ladder : Execução do Bloco de Função: Esta instrução está disponível no bloco de função como OSFI, consulte a página 1-17. Monoestável com Borda de Subida com Entrada (OSRI) A instrução OSRI energiza o bit de saída para um ciclo de execução quando o bit de entrada passa de desenergizado para energizado. Operandos de Lógica Ladder : Esta instrução está disponível em lógica ladder como OSR, consulte a página 1-10. Operandos do Bloco de Função: Cada vez que o limit_switch_1 vai de energizado para desenergizado, a instrução OSF energiza o output_bit_2 e a instrução ADD incrementa a soma em 5. Durante o período que limit_switch_1 permanece desenergizado, a soma permanece no mesmo valor. O limit_switch_1 deve ir de energizado para desenergizado novamente para que a soma seja incrementada novamente. Você pode usar o output_bit_2 em linhas múltiplas para disparar outras operações. Bloco de Função Linguagens Disponíveis: Operando Tipo: Formato: Descrição: tag de bloco FBD_ONESHOT estrutura Estrutura OSRI
  36. 36. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 1-14 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) Estrutura: Parâmetros de entrada Parâmetros de saída Parâmetro de Entrada: Tipo de Dados: Descrição: EnableIn BOOL Habilita a entrada. Se desenergizada, a instrução não é executada e as saídas não são atualizadas. o valor inicial é energizado InputBit BOOL Bit de entrada. Isto é equivalente à condição de linha para a instrução OSR de lógica ladder . o valor inicial é desenergizado Parâmetro de Saída: Tipo de Dados: Descrição: EnableOut BOOL A instrução produziu um resultado válido. OutputBit BOOL Bit de saída
  37. 37. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) 1-15 Descrição: Quando o InputBit é energizado e o InputBitn-1 é desenergizado, a instrução OSRI energiza o OutputBit. Quando o InputBitn-1 é energizado ou quando o bit de entrada é desenergizado, a instrução OSRI desenergiza o OutputBit. Flags de Status Aritmético: não afetados Condições de Falha: nenhuma Execução de Lógica Ladder : Esta instrução está disponível em lógica ladder como OSR, consulte a página 1-10. Execução do Bloco de Função: InputBit OutputBit 40048 a instrução é executada instrução é resetada durante a próxima execução de varredura InputBitn-1 Condição: Ação: pré-varredura Nenhuma ação tomada. primeiro a instrução efetua a varredura InputBit n-1 é energizado. primeiro a instrução efetua a operação InputBit n-1 é energizado. EnableIn é desenergizado EnableOut é desenergizado. EnableIn é energizado Em uma transição de desenergizado para energizado do EnableIn, a instrução energiza o InputBit n-1. A instrução é executada. EnableOut é energizado.
  38. 38. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 1-16 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) Exemplo do Bloco de Função: Monoestável com Borda de Descida com Entrada (OSFI) A instrução OSFI energiza OutputBit para um ciclo de execução quando o InputBit passa de energizado para desenergizado. Operandos de Lógica Ladder : Esta instrução está disponível na lógica ladder como OSF, consulte a página 1-13. Operandos do Bloco de Função: Estrutura: Parâmetros de entrada Quando limit_switch1 vai de desenergizado para energizado, a instrução OSRI energiza o OutputBit para uma varredura. Quando o OutputBit é energizado, ele habilita a instrução ADD para incrementar o valor em SourceB pelo valor em SourceA. Bloco de Função Linguagens Disponíveis: Operando Tipo: Formato: Descrição: tag de bloco FBD_ONESHOT estrutura Estrutura OSFI Parâmetro de Entrada: Tipo de Dados: Descrição: EnableIn BOOL Habilita a entrada. Se desenergizada, a instrução não é executada e as saídas não são atualizadas. o valor inicial é energizado InputBit BOOL Bit de entrada. Isto é equivalente à condição de linha para a instrução OSF de lógica ladder o valor inicial é desenergizado
  39. 39. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) 1-17 Parâmetros de saída Descrição: Quando o InputBit é desenergizado e o InputBit n-1 é energizado, a instrução OSFI energiza o OutputBit. Quando o InputBit n-1 é desenergizado ou quando o InputBit é energizado, a instrução OSFI desenergiza o bit de saída. Flags de Status Aritmético: não afetados Condições de Falha: nenhuma Execução de Lógica Ladder : Esta instrução está disponível na lógica ladder como OSF, consulte a página 1-13. Execução do Bloco de Função: Parâmetro de Saída: Tipo de Dados: Descrição: EnableOut BOOL A instrução produziu um resultado válido. OutputBit BOOL Bit de saída InputBit OutputBit a instrução é executada a instrução é resetada durante a próxima execução de varredura InputBit n-1 40047 Condição: Ação: pré-varredura Nenhuma ação tomada. primeiro a instrução efetua a varredura InputBit n-1 é desenergizado. primeiro a instrução efetua a operação InputBit n-1 é desenergizado. EnableIn é desenergizado EnableOut é desenergizado. EnableIn é energizado Em uma transição de desenergizado para energizado do EnableIn, a instrução desenergiza o InputBit t n-1. A instrução é executada. EnableOut é energizado.
  40. 40. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 1-18 Instruções Binárias (XIC, XIO, OTE, OTL, OTU, ONS, OSR, OSF, OSRI, OSFI) Exemplo do Bloco de Função: Quando o limit_switch1 vai de energizado para desenergizado, a instrução OSFI energiza o OutputBit para uma varredura. Quando o OutputBit é energizado, ele habilita a instrução ADD para incrementar o valor em SourceB pelo valor em SourceA.
  41. 41. 1 Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Capítulo 2 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) Introdução Operações de controle de temporizador e contador baseado no tempo ou número de eventos. A base de tempo para todos os temporizadores é 1 ms. Se você quiser: Use esta instrução: Consulte página: cronometrar em quanto tempo o temporizador é habilitado TON 2-2 cronometrar em quanto tempo um temporizador é desabilitado TOF 2-6 acumular tempo RTO 2-10 determinar por quanto tempo o temporizador é habilitado com um reset incorporado ao bloco de função TONR 2-14 determinar por quanto tempo um temporizador é desabilitado com um reset incorporado ao bloco de função TOFR 2-17 acumular tempo com o reset incorporado ao bloco de função RTOR 2-20 realizar uma contagem crescente CTU 2-23 realizar um contagem decrescente CTD 2-27 realizar uma contagem crescente e decrescente no bloco de função CTUD 2-31 resetar um temporizador ou contador RES 2-35
  42. 42. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 2-2 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) Temporizador de Energização (TON) A instrução TON é um temporizador não retentivo que acumula tempo quando a instrução é habilitada (entrada da condição da linha é verdadeira). Operandos de Lógica Ladder : Estrutura: Operandos do Bloco de Função: Esta instrução está disponível no bloco de função como TONR, consulte a página 2-14. Descrição: Quando habilitada, a instrução TON acumula tempo até que: • a instrução TON seja desabilitada • o .ACC ≥ .PRE A base de tempo é sempre 1 ms. Por exemplo, para um temporizador de 2 segundos, entre com 2000 para o valor .PRE. Linguagens Disponíveis: Lógica Ladder Operando Tipo: Formato: Descrição: Temporizado r TIMER tag estrutura do temporizador Preset DINT imediato Quanto tempo para retardar (tempo acumulado) Accum DINT imediato totalizar os ms que o temporizador contou valor inicial é normalmente 0 Mnemônico: Tipo de Dados: Descrição: .EN BOOL O bit habilitado indica que a instrução TON está habilitada. .TT BOOL O bit de temporização indica que uma operação de temporização está em andamento. .DN BOOL O bit executado está definido quando .ACC ≥ .PRE. .PRE DINT O valor pré-selecionado especifica o valor (unidades de 1 ms) que o acumulador deve atingir antes da instrução energizar o bit .DN. .ACC DINT O valor acumulado especifica a quantidade de milissegundos que transcorreram desde o momento em que a instrução TON foi habilitada.
  43. 43. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) 2-3 Quando a instrução TON é desabilitada, o valor .ACC é desenergizado. Flags de Status Aritmético: não afetados Condições de Falha: entrada da condição da linha bit habilitado do temporizador (.EN) bit executado do temporizador (.DN) valor acumulado do temporizador bit de temporização do temporizador (.TT) valor pré-programado 0 16649 temporizador não atingiu o valor .PRE em atraso Uma falha grave ocorrerá se: Tipo de falha: Código de falha: .PRE < 0 4 34 .ACC < 0 4 34
  44. 44. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 2-4 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) Execução da Lógica Ladder : Condição: Ação: pré-varredura O bit .EN é desenergizado. O bit .TT é desenergizado. O bit .DN é desenergizado. O valor .ACC é desenergizado. A saída da condição da linha é definida como falsa. entrada da condição da linha for falsa O bit .EN é desenergizado. O bit .TT é desenergizado. O bit .DN é desenergizado. O valor .ACC é desenergizado. A saída da condição da linha é definida como falsa. examinar bit .DN bit .DN = 1 bit .DN = 0 bit .EN é energizado bit .TT é energizado last_time = current_time entrada da condição da linha for verdadeira examinar .ACC .ACC ≥ .PRE .ACC < .PRE bit .TT é energizado .ACC = .ACC + (current_time - last_time) last_time = current_time valor .ACC renova não sim .ACC = 2.147.483.647 examinar bit .EN bit .EN = 0 bit .EN = 1 saída da condição da linha é definida como verdadeira fim .DN é energizado bit .TT é desenergizado bit .EN é energizado
  45. 45. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) 2-5 Exemplo de Lógica Ladder : Execução do Bloco de Função: Esta instrução está disponível no bloco de função como TONR, consulte a página 2-14. Quando o limit_switch_1 é energizado, olight_2 fica aceso durante 180 ms (o timer_1 está cronometrando). Quando o timer_1.acc atinge 180, o light_2 desenergiza e o light_3 energiza. O Light_3 permanece energizado até que a instrução TON seja desabilitada. Se o limit_switch_1 for desenergizado enquanto otimer_1 está cronometrando, o light_2 desenergiza.
  46. 46. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 2-6 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) Temporizador de Desenergização (TOF) A instrução TOF é um temporizador não retentivo que acumula tempo quando a instrução está habilitada (entrada da condição da linha é falsa). Operandos de Lógica Ladder : Estrutura: Operandos do Bloco de Função: Esta instrução está disponível no bloco de função como TOFR, consulte a página 2-17. Descrição: Quando habilitada, a instrução TOF acumula tempo até que: • a instrução TOF seja desabilitada • o .ACC ≥ .PRE A base de tempo é sempre 1 ms. Por exemplo, para um temporizador de 2 segundos, entre com 2000 para o valor .PRE. Linguagens Disponíveis: Lógica Ladder Operando Tipo: Formato: Descrição: Temporizador TIMER tag estrutura do temporizador Preset DINT imediato Quanto tempo para retardar (tempo acumulado) Accum DINT imediato totalizar os ms que o temporizador contou valor inicial é normalmente 0 Mnemônico: Tipo de Dados: Descrição: .EN BOOL O bit habilitado indica que a instrução TOF está habilitada. .TT BOOL O bit de temporização indica que uma operação de temporização está em andamento. .DN BOOL O bit executado está definido quando .ACC ≥ .PRE. .PRE DINT O valor pré-determinado especifica o valor (unidades de 1 ms) que o acumulado deve atingir antes da instrução desenergizar o bit .DN. .ACC DINT O valor acumulado especifica o número de milissegundos que transcorreram desde o momento em que a instrução TOF foi habilitada.
  47. 47. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) 2-7 Quando a instrução TOF é desabilitada, o valor .ACC é desenergizado. Flags de Status Aritmético: não afetados Condições de Falha: entrada da condição da linha bit habilitado do temporizador (.EN) bit executado do temporizador (.DN) valor acumulado do temporizador (.ACC) bit de temporização do temporizador (.TT) 0 16650 temporizador não atingiu o valor .PRE valor pré-programado atraso na desenergização Uma falha grave ocorrerá se: Tipo de falha: Código de falha: .PRE < 0 4 34 .ACC < 0 4 34
  48. 48. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 2-8 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) Execução de Lógica Ladder : Condição: Ação: pré-varredura O bit .EN é desenergizado. O bit .TT é desenergizado. O bit .DN é desenergizado. O valor .ACC é energizado para igualar-se ao valor .PRE. A saída da condição da linha é definida como falsa. entrada da condição da linha for verdadeira O bit .EN é energizado. O bit .TT é desenergizado. O bit .DN é energizado. O valor .ACC é desenergizado. A saída da condição da linha está definida como verdadeira. examinar bit .DN bit .DN = 0 bit .DN = 1 bit .EN é desenergizado. bit .TT é energizado last_time = current_time entrada da condição da linha for falsa examinar .ACC .ACC ≥ .PRE .ACC < .PRE bit .TT é energizado .ACC = .ACC + (current_time - last_time) last_time = current_time valor .ACC renova não sim .ACC = 2.147.483.647 examinar bit .EN bit .EN = 1 bit .EN = 0 saída de condição da linha é definida como falsa fim bit .DN é desenergizado. bit .TT é desenergizado bit .EN é desenergizado.
  49. 49. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) 2-9 Exemplo de Lógica Ladder : Execução do Bloco de Função: Esta instrução está disponível no bloco de função como TOFR, consulte a página 2-17. Quando o limit_switch_2 é desenergizado, o light_2 fica energizado durante 180 ms (otimer_2 está cronometrando). Quando o timer_2.acc atinge 180, o light_2 desenergiza e o light_3 energiza. O Light_3 permanece energizado até que a instrução TOF seja habilitada. Se olimit_switch_2for energizado enquanto o timer_2 está cronometrando, o light_2 desenergiza.
  50. 50. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 2-10 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) Temporizador Retentivo Ligado (RTO) A instrução RTO é um temporizador retentivo que acumula tempo quando a instrução é habilitada. Operandos de Lógica Ladder : Estrutura: Operandos do Bloco de Função: Esta instrução está disponível no bloco de função como RTOR, consulte a página 2-20. Descrição: Quando habilitada, a instrução RTO acumula tempo até ser desabilitada. Quando a instrução RTO é desabilitada, ela retém o valor ACC. Deve-se remover o valor .ACC, tipicamente com uma instrução RES fazendo referência à mesma estrutura TIMER. Linguagens Disponíveis: Lógica Ladder Operando Tipo: Formato: Descrição: Temporizador TIMER tag estrutura do temporizador Preset DINT imediato Quanto tempo para retardar (tempo acumulado) Accum DINT imediato quantidade de ms que o temporizador contou valor inicial é normalmente 0 Mnemônico: Tipo de Dados: Descrição: .EN BOOL O bit habilitado indica que a instrução RTO está habilitada. .TT BOOL O bit de temporização indica que uma operação de temporização está em andamento. .DN BOOL O bit executado indica que .ACC ≥ .PRE. .PRE DINT O valor pré-selecionado especifica o valor (unidades de 1 ms) que o acumulado deve atingir antes da instrução energizar o bit .DN. .ACC DINT O valor acumulado especifica o número de milissegundos que transcorreram desde o momento em que a instrução RTO foi habilitada.
  51. 51. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) 2-11 A base de tempo é sempre 1 ms. Por exemplo, para um temporizador de 2 segundos, insira 2000 para o valor .PRE. Flags de Status Aritmético: não afetados Condições de Falha: entrada da condição da linha bit habilitado do temporizador (.EN) bit executado do temporizador (.DN) valor acumulado do temporizador (.ACC) bit de temporização do temporizador (.TT) valor pré-programado 0 16651 condição da linha que controla a instrução RES temporizador não atingiu o valor .PRE Uma falha grave ocorrerá se: Tipo de falha: Código de falha: .PRE < 0 4 34 .ACC < 0 4 34
  52. 52. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 2-12 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) Execução Lógica Ladder : Condição: Ação: pré-varredura O bit .EN é desenergizado. O bit .TT é desenergizado. O bit .DN é desenergizado. O valor .ACC não é modificado. A saída da condição da linha é definida como falsa. entrada da condição da linha for falsa O bit .EN é desenergizado. O bit .TT é desenergizado. O bit .DN não é modificado. O valor .ACC não é modificado. A saída da condição da linha é definida como falsa. examinar bit .DN bit .DN = 1 bit .DN = 0 bit .EN está energizado bit .TT está energizado last_time = current_time entrada da condição da linha for verdadeira examinar .ACC .ACC ≥ .PRE .ACC < .PRE bit .TT está energizado .ACC = .ACC + (current_time - last_time) last_time = current_time valor .ACC renova não sim .ACC = 2.147.483.647 examinar bit .EN bit .EN = 0 bit .EN = 1 saída da condição da linha é definida como verdadeira fim .DN é energizado bit .TT é desenergizado bit .EN está energizado
  53. 53. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) 2-13 Exemplo de Lógica Ladder : Execução do Bloco de Função: Esta instrução está disponível no bloco de função como RTOR, consulte a página 2-20. Quando o limit_switch_1 é energizado, o light_1 fica ligado durante 180 ms (o timer_2 está cronometrando). Quando o timer_3.acc atinge 180, o light_1 apaga e o light_2 acende. O Light_2 permanece até que o timer_3 seja resetado. Se o light_switch_1 for desenergizado enquanto o timer_3 está cronometrando, o light_1 permanece aceso. Quando o limit _switch_2 está energizado, a instrução RES reseta o timer_3 (remove os bits de status e o valor .ACC).
  54. 54. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 2-14 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) Temporizador de Energização com Reset (TONR) A instrução TONR é um temporizador não retentivo que acumula tempo quando TimerEnable é energizado. Operandos de Lógica Ladder : Esta instrução está disponível em Lógica Ladder como duas instruções separadas: TON (consulte a página 2-2) e RES (consulte a página 2-35). Operandos do Bloco de Função: Estrutura: Parâmetros de entrada Bloco de Função Linguagens Disponíveis: Operando Tipo: Formato: Descrição: tag de bloco FBD_TIMER estrutura estrutura TONR Parâmetro de Entrada: Tipo de Dados: Descrição: EnableIn BOOL Habilita a entrada. Se desenergizada, a instrução não é executada e as saídas não são atualizadas. o valor inicial é energizado TimerEnable BOOL Se energizada, habilita o temporizador a operar e acumular tempo. o valor inicial é desenergizado PRE DINT Valor pré-selecionado do temporizador. Este é o valor em 1 unidade de milissegundo que o ACC deve alcançar antes que a temporização termine. Se inválido, a instrução energiza o bit apropriado em Status e o temporizador não executa. válido = 0 ao número inteiro positivo máximo Reset BOOL Solicitação para zerar o temporizador. Quando energizado, o temporizador zera. o valor inicial é desenergizado
  55. 55. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) 2-15 Parâmetros de saída Descrição: Quando habilitada, a instrução TONR acumula tempo até que: • a instrução TONR seja desabilitada • ACC ≥ PRE A base de tempo é sempre 1 ms. Por exemplo, para um temporizador de 2 segundos, digite 2000 para o valor PRE. Energize o parâmetro de entrada Reset para resetar a instrução. Se TimerEnable for energizado quando Reset é energizado, a instrução TONR inicia a temporização novamente quando Reset for desenergizado. Flags de Status Aritmético: não afetados Condições de Falha: nenhuma Execução de Lógica Ladder : Esta instrução está disponível na Lógica Ladder como duas instruções separadas: TON (consulte a página 2-2) e RES (consulte a página 2-35). Parâmetro de Saída: Tipo de Dados: Descrição: EnableOut BOOL A instrução produziu um resultado válido. ACC BOOL Tempo acumulado em milissegundos. EN BOOL Saída habilitada de temporizador. indica que a instrução do temporizador está habilitada. TT BOOL Saída de temporização do temporizador. Quando energizado, uma operação de temporização está em progresso. DN BOOL Saída da temporização concluída. Indica quando o tempo acumulado for maior ou igual ao valor pré-selecionado. Status: DINT Status do bloco de função. InstructFault (Status.0) BOOL A instrução detectou um dos seguintes erros de execução. Isto não é um erro grave ou de advertência do controlador. Verifique os bits de status restantes para determinar o que ocorreu. PresetInv (Status.1) BOOL O valor pré-selecionado é inválido. TimerEnable bit habilitado (EN) bit executado de temporizador (DN) valor acumulado do temporizador (ACC) bit de temporização do temporizador (TT) valor pré-programado 0 16649 em atraso o temporizador não alcançou o valor PRE
  56. 56. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 2-16 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) Execução do Bloco de Função: Exemplo do Bloco de Função: Condição: Ação: pré-varredura Nenhuma ação tomada. primeira varredura da instrução EN, TT e DN são desenergizados. o valor ACC é definido em 0. primeira operação da instrução EN, TT e DN são desenergizados. o valor ACC é definido em 0. EnableIn é desenergizado EnableOut é desenergizado. EnableIn é energizado Quando o EnableIn efetua a transição de desenergizado para energizado, a instrução inicializa como descrito para a primeira varredura da instrução. A instrução é executada. EnableOut é energizado. reset Quando o parâmetro de entrada Reset é energizado, a instrução desenergiza EN, TT e DN e define ACC = zero. Para cada varredura cujo limit_switch1 é energizado, a instrução TONR incrementa o valor ACC pelo tempo transcorrido até que o valor ACC alcance o valor PRE. Quando ACC ≥ PRE, o parâmetro DN é energizado, o que habilita a instrução do bloco de função seguindo a instrução TONR.
  57. 57. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) 2-17 Temporizador de Desenergização com Reset (TOFR) A instrução TOFR é um temporizador não retentivo que acumula tempo quando TimerEnable é desenergizado. Operandos de Lógica Ladder : Esta instrução está disponível na Lógica Ladder como duas instruções separadas: TOF (consulte a página 2-6) e RES (consulte a página 2-35). Operandos do Bloco de Função: Estrutura: Parâmetros de entrada Bloco de Função Linguagens Disponíveis: Operando Tipo: Formato: Descrição: tag de bloco FBD_TIMER estrutura estrutura TOFR Parâmetro de Entrada: Tipo de Dados: Descrição: EnableIn BOOL Habilita a entrada. Se desenergizada, a instrução não é executada e as saídas não são atualizadas. o valor inicial é energizado TimerEnable BOOL Se desenergizado, habilita o temporizador para operar e acumular tempo. o valor inicial é desenergizado PRE DINT Valor pré-selecionado do temporizador. Este é o valor em unidades de 1 ms que o ACC deve alcançar antes que a temporização termine. Se inválido, as instruções energizam o bit apropriado em Status e o temporizador não executa. válido = 0 ao inteiro positivo máximo Reset BOOL Solicitação para zerar o temporizador. Quando energizado, o temporizador reseta. o valor inicial é desenergizado
  58. 58. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 2-18 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) Parâmetros de saída Descrição: Quando habilitada, a instrução TOFR acumula tempo até que: • a instrução TOFR seja desabilitada • ACC ≥ PRE A base de tempo é sempre 1 ms. Por exemplo, para um temporizador de 2 segundos, digite 2000 para PRE value. Energize o parâmetro de entrada Reset para resetar a instrução. Se o TimerEnable for desenergizado quando o Reset for energizado, a instrução TOFR não inicia a temporização novamente quando o Reset for desenergizado. Flags de Status Aritmético: não afetados Condições de Falha: nenhuma Parâmetro de Saída: Tipo de Dados: Descrição: EnableOut BOOL A instrução produziu um resultado válido. ACC BOOL Tempo acumulado em milissegundos. EN BOOL Saída habilitada pelo temporizador. Indica que a instrução do temporizador está habilitada. TT BOOL Saída de temporização do temporizador. Quando energizada, uma operação de temporização está em progresso. DN BOOL Saída concluída de temporização. Indica quando o tempo acumulado é maior ou igual ao pré-selecionado. Status: DINT Status do bloco de função. InstructFault (Status.0) BOOL A instrução detectou um dos seguintes erros de execução. Isto não é um erro grave ou de advertência do controlador. Verifique os bits de status restantes para determinar o que ocorreu. PresetInv (Status.1) BOOL O valor pré-selecionado é inválido. TimerEnable bit habilitado (EN) bit executado do temporizador (DN) valor acumulado do temporizador (ACC) bit de temporização do temporizador (TT) 0 atraso na desenergização 16650 o temporizador não atingiu o PRE value valor pré-programado
  59. 59. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) 2-19 Execução da Lógica Ladder : Esta instrução está disponível na Lógica Ladder como duas instruções separadas: TOF (consulte a página 2-6) e RES (consulte a página 2-35). Execução do Bloco de Função: Exemplo do Bloco de Função: Condição: Ação: pré-varredura Nenhuma ação tomada. primeira varredura da instrução EN, TT e DN são desenergizados. o valor ACC é energizado para PRE. primeira varredura da instrução EN, TT e DN são desenergizados. o valor ACC é energizado para PRE. EnableIn é desenergizado EnableOut é desenergizado. EnableIn é energizado Quando EnableIn faz a transição de desenergizado para energizado, a instrução se inicializa como descrito para a primeira varredura da instrução. A instrução é executada. EnableOut é energizado. reset Quando o parâmetro de entrada Reset for energizado, a instrução desenergizará o EN, TT e DN e definirá o ACC = PRE. Note que isto é diferente de usar uma instrução RES em uma instrução TOF. Cada varredura após limit_switch1 é desenergizada, a instrução TOFR incrementa o valor ACC através do tempo transcorrido até que o valor ACC alcance o valor PRE. Quando ACC ≥ PRE, o parâmetro DN é desenergizado, o que desabilita a instrução do bloco de função que segue a instrução TOFR.
  60. 60. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 2-20 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) Temporizador Retentivo Energizado com Reset (RTOR) A instrução RTOR é um temporizador retentivo que acumula tempo quando o TimerEnable é energizado. Operandos de Lógica Ladder : Esta instrução está disponível na Lógica Ladder como duas instruções separadas: RTO (consulte a página 2-10) e RES (consulte a página 2-35). Operandos do Bloco de Função: Estrutura: Parâmetros de entrada Função Linguagens Disponíveis: Operando Tipo: Formato: Descrição: tag do bloco FBD_TIMER estrutura estrutura RTOR Parâmetro de Entrada: Tipo de Dados: Descrição: EnableIn BOOL Habilita a entrada. Se desenergizada, a instrução não é executada e as saídas não são atualizadas. o valor inicial é energizado TimerEnable BOOL Se energizado, habilita o temporizador para operar e acumular tempo. o valor inicial é desenergizado PRE DINT Valor pré-selecionado do temporizador. Este é o valor em unidades de 1 ms que o ACC deve alcançar antes que a temporização termine. Se inválida, a instrução energiza o bit apropriado em Status e o temporizador não executa. válido = 0 ao inteiro positivo máximo Reset BOOL Solicitação para resetar o temporizador. Quando energizado, o temporizador reseta.
  61. 61. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) 2-21 Parâmetros de saída Descrição: Quando habilitada, a instrução RTO acumula tempo até que seja desabilitada. Quando a instrução RTO é desabilitada, ela retém o valor ACC. Deve-se desenergizar o valor ACC através da entrada Reset. A base de tempo é sempre 1 ms. Por exemplo, para um temporizador de 2 segundos, digite 2000 para o PRE value. Energize o parâmetro de entrada Reset para resetar a instrução. Se o TimerEnable for energizado quando o Reset for energizado, a instrução RTOR inicia a temporização novamente quando o Reset for desenergizado. Flags de Status Aritmético: não afetados Condições de Falha: nenhuma Parâmetro de Saída: Tipo de Dados: Descrição: EnableOut BOOL A instrução produziu um resultado válido. ACC DINT Tempo acumulado em milissegundos. Este valor é retido até durante a desenergização da entrada TimerEnable. Isto torna o comportamento deste bloco diferente do bloco TONR. EN BOOL Saída habilitada do temporizador. Indica que a instrução do temporizador é habilitada. TT BOOL Saída de temporização do temporizador. Quando energizada, a operação de temporização está em progresso. DN BOOL Saída de temporização concluída. Indica quando o tempo acumulado é superior ou igual ao pré-selecionado. Status: DINT Status do bloco de função. InstructFault (Status.0) BOOL Esta instrução detectou um dos seguintes erros de execução. Esto não é um erro grave ou de advertência do controlador. Verifique os bits de status restantes para determinar o que ocorreu. PresetInv (Status.1) BOOL O valor pré-selecionado é inválido. TimerEnable bit habilitado (EN) bit executado do temporizador (DN) valor acumulado do temporizador (ACC) bit de temporização do temporizador (TT) valor pré-programado 0 16651 Reset o temporizador não alcançou o PRE value
  62. 62. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 2-22 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) Execução de Lógica Ladder : Esta instrução está disponível na Lógica Ladder como duas instruções separadas: RTO (consulte a página 2-10) e RES (consulte a página 2-35). Execução do Bloco de Função: Exemplo do Bloco de Função: Condição: Ação: pré-varredura Nenhuma ação tomada. primeira varredura da instrução EN, TT e DN são desenergizados o valor ACC não é alterado primeira operação da instrução EN, TT e DN são desenergizados o valor ACC não é alterado primeira operação do OLC EN, TT e DN são desenergizados o valor ACC não é alterado EnableIn é desenergizado EnableOut é desenergizado. EnableIn é energizado Quando EnableIn faz a transição de desenergizado para energizado, a instrução inicializa como descrito para a primeira varredura da instrução. A instrução é executada. EnableOut é energizado. reset Quando o parâmetro de entrada Reset for energizado, a instrução desenergiza EN, TT e DN e define ACC = zero. Para cada varredura cujo limit_switch1 é energizado, a instrução RTOR incrementa o valor ACC através do tempo transcorrido até que o valor ACC alcance o valor PRE. Quando ACC ≥ PRE, o parâmetro DN é energizado, o que habilita a instrução do bloco de função seguindo a instrução
  63. 63. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) 2-23 Contagem Crescente (CTU) A instrução CTU conta em ordem crescente. Operandos de Lógica Ladder : Estrutura: Operandos do Bloco de Função: Esta instrução está disponível no bloco de função como CTUD, consulte a página 2-31. Linguagens Disponíveis: Lógica Ladder Operando Tipo: Formato: Descrição: Contador COUNTER tag estrutura do contador Preset DINT imediato valor máximo de contagem Accum DINT imediato quantidade de vezes que o contador contou valor inicial é normalmente 0 Mnemônico: Tipo de Dados: Descrição: .CU BOOL O bit de habilitação do contador crescente indica que a instrução CTU está habilitada. .DN BOOL O bit executado indica que .ACC ≥ .PRE. .OV BOOL O bit de overflow indica que o contador ultrapassou o limite superior de 2.147.483.647. O contador volta para -2.147.483.648 e inicia a contagem crescente novamente. .UN BOOL O bit de underflow indica que o contador ultrapassou o limite inferior de - 2.147.483.647. O contador volta para 2.147.483.647 e inicia a contagem decrescente novamente. .PRE DINT O valor pré-programado especifica o valor que o acumulado deve atingir antes da instrução energizar o bit .DN. .ACC DINT O valor acumulado especifica o número de transições que a instrução contou.
  64. 64. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 2-24 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) Descrição: Quando habilitada e o bit .CU estiver desenergizado, a instrução CTU incrementa o contador em um. Quando habilitada e o bit .CU estiver energizado ou quando desabilitada, a instrução CTU retém o seu valor .ACC> O valor acumulado continua a incrementar, mesmo depois que o bit .DN é energizado. Para remover o valor acumulado, use uma instrução RES que se refira à estrutura do contador ou escreva 0 no valor acumulado. Flags de Status Aritmético: não afetados Condições de Falha: nenhuma entrada da condição da linha bit de contagem crescente (.CU) bit executado de contagem crescente (.DN) valor acumulado do contador (.ACC) valor pré-programado 16636
  65. 65. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) 2-25 Execução de Ladder Relé: Condição: Ação: pré-varredura O bit .CU está energizado para prevenir incrementos inválidos durante a primeira varredura do programa. A saída da condição da linha é definida como falsa. entrada da condição da linha for falsa O bit .CU é desenergizado. A saída da condição da linha é definida como falsa. examinar bit .CU bit .CU = 0 bit .CU = 1 entrada da condição da linha for verdadeira valor .ACC renova sim não examinar bit .UN bit .UN = 0 bit .UN = 1 bit .CU está energizado .ACC = .ACC + 1 examinar bit .OV bit .OV = 0 examinar bit .UN bit .UN = 1 bit .UN = 0 bit .UN é desenergizado bit .DN é desenergizado. bit . OV é desenergizado bit . OV está energizado examinar .ACC .ACC ≥ .PRE .ACC < .PRE bit .DN está energizado. saída da condição da linha é definida como verdadeira fim bit .OV = 1 bit .DN é desenergizado.
  66. 66. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 2-26 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) Exemplo de Lógica Ladder : Execução do Bloco de Função: Esta instrução está disponível no bloco de função como CTUD, consulte a página 2-31. Depois que o limit_switch_1 passa de desabilitado para habilitado 10 vezes, o bit .DN é energizado e o light_1 acende. Se olimit_switch_1 continuar a mudar de desabilitado para habilitado, o counter_1 continuará a incrementar a sua contagem e o bit .DN permanecerá energizado. Quando o limit_switch_2 estiver habilitado, a instrução RES resetará o counter_1 (desenergizará os bits de status e o valor .ACC) e o light_1 será desligado.
  67. 67. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) 2-27 Contagem Decrescente (CTD) A instrução CTD conta no sentido decrescente. Operandos de Lógica Ladder : Estrutura: Operandos de Bloco de Função: Esta instrução está disponível no bloco de função como CTUD, consulte a página 2-31. Linguagens Disponíveis: Lógica Ladder Operando Tipo: Formato: Descrição: Contador COUNTER tag estrutura do contador Preset DINT imediato valor mínimo de contagem Accum DINT imediato quantidade de vezes que o contador contou valor inicial é normalmente 0 Mnemônico: Tipo de Dados: Descrição: .CD BOOL O bit de habilitação do contador decrescente indica que a instrução CTD está habilitada. .DN BOOL O bit executado indica que .ACC ≥ .PRE. .OV BOOL O bit de overflow indica que o contador ultrapassou o limite superior de 2.147.483.647. O contador volta para -2.147.483.648 e inicia a contagem crescente novamente. .UN BOOL O bit de underflow indica que o contador ultrapassou o limite inferior de - 2.147.483.647. O contador volta para 2.147.483.647 e inicia a contagem decrescente novamente. .PRE DINT O valor pré-programado especifica o valor que o acumulado deve atingir antes da instrução energizar o bit .DN. .ACC DINT O valor acumulado especifica o número de transições que a instrução contou.
  68. 68. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 2-28 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) Descrição: A instrução CTD é tipicamente usada com uma instrução CTU que refere à mesma estrutura do contador. Quando habilitada e o bit .CD estiver removido, a instrução CTD decrementa o contador em um. Quando habilitada e o bit .CD estiver energizado ou quando desabilitada, a instrução CTD retém o seu valor .ACC. O valor acumulado continua a decrementar mesmo depois que o bit .DN for energizado. Para remover o valor acumulado, use uma instrução RES que se refira à estrutura do contador ou escreva 0 no valor acumulado. Flags de Status Aritmético: não afetados Condições de Falha: nenhuma entrada da condição da linha bit de habilitação de contagem decrescente (.CD) bit executado de contagem decrescente (.DN) valor acumulado do contador (.ACC) valor pré-programado 16637
  69. 69. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) 2-29 Execução da Lógica Ladder : Condição: Ação: pré-varredura O bit .CD está energizado para prevenir decrementos inválidos durante a primeira varredura do programa. A saída da condição da linha é definida como falsa. entrada da condição da linha for falsa O bit .CD é desenergizado. A saída da condição da linha é definida como falsa. examinar bit .CD bit .CD = 0 bit .CD = 1 entrada da condição da linha for verdadeira valor .ACC renova sim não examinar bit .UN bit .UN = 0 bit .UN = 1 bit .CD está energizado .ACC = .ACC - 1 examinar bit .OV bit .OV = 0 examinar bit .OV bit .OV = 1 bit .OV = 0 bit . OV é desenergizado bit .DN é desenergizado. bit .UN é desenergizado bit .UN está energizado examinar .ACC .ACC ≥ .PRE bit .DN está energizado. saída da condição da linha é definida como verdadeira fim bit .OV = 1 .ACC < .PRE bit .DN é desenergizado.
  70. 70. Publicação 1756-RM003D-PT-P - Junho 2001 2-30 Instruções do Temporizador e do Contador (TON, TOF, RTO, TONR, TOFR, RTOR, CTU, CTD, CTUD, RES) Exemplo de Lógica Ladder : Execução do Bloco de Função: Esta instrução está disponível no bloco de função como CTUD, consulte a página 2-31. Um esteira transportadora traz peças para uma zona de buffer. Cada vez que uma peça entra, o limit_switch_1 é habilitado e o counter_1 incrementa em 1. Cada vez que uma peça sai, o limit_switch_2 é habilitado e o counter_1 decrementa em 1. Se houver 100 peças em uma zona de buffer (o counter_1.dn estiver energizado), o conveyor_a liga e interrompe a operação da esteira, impedindo que mais peças sejam trazidas, até que o buffer tenha espaço.

×