A Identidade Visual é Importante mas não é tudo.
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

A Identidade Visual é Importante mas não é tudo.

on

  • 996 views

Discussão sobre a importância da identidade Visual num contexto maior do Branding onde a mesma deve vir acompanhada de uma estratégia eficiente de atendimento a clientes.

Discussão sobre a importância da identidade Visual num contexto maior do Branding onde a mesma deve vir acompanhada de uma estratégia eficiente de atendimento a clientes.

Statistics

Views

Total Views
996
Views on SlideShare
996
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
52
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

A Identidade Visual é Importante mas não é tudo. Presentation Transcript

  • 1. A IDENTIDADE VISUALÉ IMPORTANTE!MAS...NÃO É TUDOmarketing e design juntosna criação da experiência real
  • 2. alguns pontosde reflexãoPaulo Granatodesignerprofessor
  • 3. Pretendo aqui destacar a importância da Identidade Visualpara qualquer empresa de produtos ou serviços, organizaçãocom fim não lucrativo, instituição que fomenta uma idéia,cidade, país, etc.Porém... surgiram no Brasil vários especialistas em brandingcom diversos discursos diferentes ressaltando a importânciade se construir e cuidar de uma marca. Uns são da área dedesign, outros de publicidade, administração, marketing,sociologia, psicologia, etcNa ânsia em entregar um trabalho de gestão de marca(ou branding), acabam acontecendo alguns problemas paraa empresa e para os consumidores na entrega deste serviço.
  • 4. Tentarei trazer uma discussão da identidade visual além doponto-de-vista do designer, analisando a mesma como umelemento da marca (segundo David Aaker), dentro de umcontexto maior.Ou seja, dentro de um sistema onde somos consumidorese estamos expostos a marcas, somos impactados pelasmesmas de várias formas. A oferta de marcas a nossodispor tenta atender nossas necessidades e desejose... nos satisfazer.No contexto do branding, marketing e design estão juntosconstruindo a marca a todo momento. São forças que seunem nesta tarefa. Se a discussão da marca e da identidadevisual ficar só no marketing ou só no design, teremos umalimitação.
  • 5. Dentro da exposição deste painel, não colocareiimagens de marcas, nem citarei os nomes das mesmaspara que o leitor possa imaginar a situação com seuspróprios exemplos.O objetivo desta exposição de idéias é promover adiscussão e reflexão das diversas situações.Ao invés de dar exemplos do que seria umaidentidade visual mal ou bem resolvida, prefiro quecada um imagine um exemplo seu para evitar situaçõesentre marcas de empresas que poderiam se sentirlesadas por algum comentário depreciativo.
  • 6. A RAZÃO DE SER DA EMPRESA
  • 7. Uma empresa para existir deve se valerde sua missão, visão, princípios e valores.Estes valores não devem ficar penduradosnuma placa. Devem ser vividos na práticapor todos os colaboradoresda organização.
  • 8. A NECESSIDADEDE UMA MARCA
  • 9. A marca é um nome. E este nome deve terum significado específico para a empresarelacionando-a com seus valores, atributos,posicionamento e com seus produtose serviços.
  • 10. A IDENTIDADE VISUAL É FUNDAMENTAL
  • 11. Traduzir o significado da marca através deuma tipografia e de um símbolo écomponente fundamental para qualquerempresa. Felizes dos que conseguemcontratar uma boa consultoria de designpara realizar esse serviço entregue atravésde um manual de identidade visual ou deum brandbook.
  • 12. SÓ ESTÉTICA E FUNCIONALIDADENÃO SÃO SUFICIENTES
  • 13. Percebo no mercado brasileiro que existemdezenas de empresas com identidadesvisuais (ou marcas gráficas, como diz LígiaFascioni) muito bem resolvidas, ambientescoerentes, touchpoints bem planejados eexecutados, sacolas e cartões limpose funcionais mas...Algumas delas são empresas sem alma,frias e vazias.
  • 14. O QUE ACONTECENESTAS EMPRESAS?
  • 15. São locais onde geralmente há um malatendimento aos clientes. De repenteexiste um atendimento mas este é frioe ruim.Nesses ambientes como diz Jan Carlzon,não se criam momentos mágicos.Não há empatia com o cliente. Não existemsorrisos. As vendas são efetuadas deforma mecânica.
  • 16. COMO OCONSUMIDOR REAGE?
  • 17. Ele se sente mal. A empresa não o procurapara saber se foi bem atendido.Se voltar na loja às vezes a vendedoranem se lembra dele.Se comprar um produto e tentar ligar parao Call Center para efetuar uma troca, muitasvezes vai ficar horas na linha até seratendido.Vai ficar irritado. Vai se aborrecer.Pode acontecer de não mais voltar na loja.Pode também acontecer de não maiscomprar aquela marca de novo.
  • 18. O QUEACONTECEU?
  • 19. A marca não proporcionou ao clienteuma experiência de satisfação.O seduziu com uma identidade visual ouuma publicidade envolvente mas nãoentregou um serviço adequado.Não aplicou os valores e princípios queestão impressos na placa. Não aplicousua estratégia de maketing de formacoerente através, neste caso,de um bom atendimento.
  • 20. O GLAMOURDA PUBLICIDADE E A DECEPÇÃO DA REALIDADE
  • 21. A publicidade cumpre seu papel comoferramenta de marketing com o intuitode transmitir a mensagem da marca.Esta mensagem é passada para nóscom situações engraçadas, cenasdeslumbrantes, músicas que tocam nossocoração, pessoas bonitas, sorrisos,ideais de beleza, momentos emocionantese inesquecíveis e diversos outros atrativos.
  • 22. Mas... o que mais acontece é nosdecepcionarmos com um produto que noponto-de-venda não nos atraiu, não temboa identidade visual ou design deembalagem, ou que ao ser consumido nocaso de um alimento, não era tão gostosoassim; ou no caso de um shampoo, não lavoudireito o cabelo.Não houve assim uma coerência e umalinhamento entre a promessa dapublicidade e a realidadeda entrega ou da “experiência real”.
  • 23. SITUAÇÕESE EXPERIÊNCIAS DIFERENTES
  • 24. Diante deste contexto, podem surgirdiversas situações que geramexperiências satisfatórias e prazerosase outras não tão boas assim.Vamos ver algumas situações.
  • 25. SITUAÇÕESINSATISFATÓRIAS
  • 26. ATRAÍDO PELA PUBLICIDADEE ILUDIDO PELOATENDIMENTO
  • 27. Seduzido por uma campanha publicitáriaabsolutamente fantástica o clientefoi atraído para uma loja de shopping.Ao chegar lá se deparou com produtosnão tão bons assim da forma como foramanunciados e o atendimento deixoua desejar.Ficou decepcionado.
  • 28. ATRAÍDO PELAIDENTIDADE VISUAL E DECEPCIONADO COM A EXPERIÊNCIA
  • 29. Somos seres estéticos e somos facilmenteatraídos por marcas bem resolvidas,coerentes e bem planejadasgraficamente.Não sabemos explicar conscientementecomo isto acontece, mas esta atraçãoacontece naturalmente nos seres humanos.
  • 30. Andando pelo mesmo shopping, o clientefoi atraído por uma loja com design demarca limpo e clean, ambiente de lojaaconchegante e agradável com arcondicionado e aromas atrativos.Mas... ao chegar dentro dela não foi bematendido ou não teve uma boa experiênciade compra.Saiu de lá insatisfeito.
  • 31. PUBLICIDADE INEXPRESSIVA OU INEXISTENTE, IDENTIDADE VISUAL RUIM E ATENDIMENTO A DESEJAR.AUSÊNCIA DO PRODUTO!
  • 32. A pessoa foi exposta a uma publicidaderuim e às vezes nem houve recall damensagem por esta ser ineficiente.Talvez a marca não tenha feito campanhapublicitária.Chegando na frente da loja,não se impactou com a identidade visualpor esta ser fraca e inexpressiva.Não foi atraído por este fator.O atendimento foi muito fraco e o clientenão encontrou o produto que queria.Saiu da loja insatisfeito e sem levar nada.
  • 33. SITUAÇÕESSATISFATÓRIAS
  • 34. ATRAÍDO PELO PRODUTO SEM PUBLICIDADE MASCOM DESIGN ATRATIVO, FICANDO SATISFEITO COM O USO!
  • 35. Andando no supermercado o consumidorse deparou com um produto com designatraente.Nunca tinha ouvido falar naquele produto,nunca tinha visto nenhum comercial desseproduto nem na televisão, nem em jornale nem na internetA identidade visual foi o impulso que olevou à compra. Consumiu o produtoe ficou satisfeito.
  • 36. ENTROU NUMA LOJA SEMIDENTIDADE VISUAL E ADOROU!
  • 37. De repente se viu dentro de uma loja.Havia um logotipo pequeno, mal resolvidona fachada... não conseguia entendernem o nome da loja. Mas...Lá foi super bem atendido. Os vendedoreso trataram tão bem que comprou váriosprodutos. Ganhou um brinde! No dia do seuaniversário ganhou um presente e recebeuuma carta pelo correio.
  • 38. Satisfação total. Recomendou essaloja para todos os seus amigose familiares.Tornou-se um “embaixador da marca”!
  • 39. ATRAÍDO PELA PUBLICIDADE E SATISFEITO COM OATENDIMENTO
  • 40. Foi atraído por uma publicidade queenalteceu as qualidades da marca.Ao chegar à loja teve momentosmágicos de atendimento.Realizou uma compra e saiude lá satisfeito.
  • 41. ATRAÍDO PELAIDENTIDADE VISUAL E SATISFEITOCOM A EXPERIÊNCIA
  • 42. Seduzido apenas pela força de umaidentidade visual atrativa, adentrouas dependências da loja e teve umaexperiência impactante com umatendimento que o fez voltar à loja.
  • 43. ATRAÍDO PELA PUBLICIDADE E SATISFEITO COM O PRODUTO COM EXCELENTEIDENTIDADE VISUAL!
  • 44. Atraído pela publicidade com umamensagem clara que tocou seu coração,se lembrou daquele produtoquando estava passeando pelaloja de conveniência.O produto ia de encontro asuas necessidades e tinha umaidentidade visual que o tornavadesejável e atraente.Comprou na hora e ficou satisfeito.
  • 45. PONTOS PARAREFLEXÃO
  • 46. O que pudemos perceber éque o gestor da marca deveestar atento a todos os touchpointsde sua marca para que não ocorramdistorções na percepção do seu produtoe serviço frente a tantas situações.
  • 47. IDENTIDADE VISUAL E MARKETING JUNTOS!
  • 48. Fica claro que um planejamento demarketing coerente da marca, alinhado àsestratégias de entrega de valores comopublicidade, atendimento e design deidentidade visual devem caminhar juntos.
  • 49. A INTEGRAÇÃO DAS ÁREAS
  • 50. As diversas consultorias de brandingdevem entregar seus serviços de formaintegrada para que falem uma linguagemcomum procurando evitar distorções depercepção por parte do consumidorevitando situações insatisfatórias.Sugiro um alinhamento entre as áreasdo branding e uma percepção por partedos gestores da importância de todaselas para o sucesso da marcaentre os consumidores.
  • 51. Que esta discussãotenha continuidade.Obrigado!
  • 52. SUGESTÕESDE LEITURA
  • 53. AAKER, David. Como Construir MarcasFortes. Porto Alegre: Editora Bookman, 2007.FASCIONI, Lígia. DNA Empresarial -Identidade Corporativa como ReferênciaEstratégica. São Paulo: Editora Integrare,2010.WHEELER, Alina. Design de Identidade deMarca. Porto Alegre: Editora Bookman, 2012.CARLZON, Jan. A Hora da Verdade.Rio de Janeiro: Editora Sextante, 2005.
  • 54. GLOSSÁRIO
  • 55. branding: a gestão da marca em todos os seus aspectos,englobando diversas disciplinas como administração,marketing, design, comunicação, etc.embaixador de marca: o cliente que vivencia umaexperiência de extrema satisfação com a marca edivulga aspectos positivos da mesma de formaexpontânea entre amigos e familiares. Defende asua marca e propaga seus benefícios.empatia: a habilidade de compreender e vivenciaros sentimentos de outras pessoas.identidade visual: a assinatura visual da marcacomposta pelo logotipo, tipografia que o compõe,cores e símbolo.
  • 56. logotipo: a apresentação visual de uma marca semadotar símbolo, utilizando apenas uma tipografiade forma especial e única ou usando umatipografia desenhada exclusivamente para a marca.momentos mágicos: são momentos de extremasatisfação vivenciados pelas pessoas em situaçõesnão esperadas em serviços, onde ocorre umatendimento excepcional e inesquecível.touchpoints: os pontos de contato da marca,ou seja, tanto no universo físico ou digital, todase quaisquer formas com as quais tomamos contatocom as marcas como a identidade visual, embalagens,cartões de visita, sacolas, internet, publicidade,veículos, folhetos, etc.
  • 57. Currículo resumido do Prof Paulo Granato De AraújoGraduado em Design pela ESDIMBA em Marketing pelo Igope-UFRJMestre em Administração pela UNISINOSprofessor do curso de design da PUC-GOjá lecionou em cursos de marketing e publicidadecolaborador do site Bdxpert de Branding e Designcolaborador do portal Managic de branding, inovação e designestudioso de marcas e embalagensconsultor na área de marcas e patentesconsultor em brandingautor de vários artigos em revistas e sitesCaso deseje me contratar para realizar oficinas ou palestras sobrebranding, naming ou identidade visual mande um e-mail parapgranato@uol.com.br ou veja minha página no facebookDireitos Autorais: Se utilizar algum trecho desta apresentação cite a fonte