Nos últimos dias muitos Shofares foram tocados... O mundo parece que bradou egritou, foram tantos sinais que, todos nós fo...
YESHUA HACOHEN GADOL                (Jesus, O Sumo Sacerdote)Pelo que, santos irmãos, participantes da vocação celestial, ...
fizessem roupas, para reproduzir a Glória e a autoridade, do Sumo Sacerdote danossa fé.Paulo por tantas vezes nos orienta ...
A SEGUNDA CHANCENão era de se esperar que o povo de Israel fosse fiel a Deus incondicionalmente,depois dos milagres que O ...
no caminho, monta sobre um burrinho, um pequeno asno, que nunca havia sidomontado antes... Ninguém se dava conta, que o qu...
Aquele era o 10º dia do 1º Mês, O Principal dos meses, mês, em que o povo deDeus foi arrancado com Mão Poderosa e Braço es...
TODO ISRAEL SERÁ SALVO!Assim como Moisés teve de pessoalmente fazer novas tábuas, a segundaoportunidade sempre (SEMPRE), e...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Yom kipur 2ª chance

400 views
328 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
400
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Yom kipur 2ª chance

  1. 1. Nos últimos dias muitos Shofares foram tocados... O mundo parece que bradou egritou, foram tantos sinais que, todos nós fomos despertados, mas, despertadospara o que?Na mesma equação de Deus, em que as pessoas que querem ter autoridadedevem servir, em outras palavras, quem quiser subir, que desça. O toque doShofar, nos chama à humilhação, ao quebrantamento, ao arrependimento, paraatravés destas coisas, alcançarmos o favor de Deus. Muitas vezes motivamosnosso povo com grandes pregadores, músicos, cantores conhecidos e festas(pagãs) com grande apelo popular, porém, A Palavra de Deus, nos chama a jejuar,chorar e humilhar o nosso coração, para que o vinho novo, o azeite e o trigo sejadado em abundância... Aí sim, haverá razão para as celebrações.Confesso que a data mais difícil de entender e por isso celebrar para mim, semprefoi o YOM KIPUR. Eu sempre pensei: O Sacrifício perfeito de Deus, Jesus Cristo, jáfoi entregue, então esta data perdeu o sentido... No passado neste dia o Sumo-Sacerdote entrava na Santidade das Santidades, mas, hoje há livre acesso paratodos, portanto, para que gastar tempo com esta data sem sentido? Jáorganizamos seminários de cura interior e libertação, nesta época, por váriosanos, entendendo que é um tempo de purificação, mas, meio fora de época (eupensava), pois Jesus morreu lá atrás na Páscoa... De fato não conseguia entender,o que talvez para muitos é o óbvio, mas, que a cada dia está se revelando diantedos meus olhos.Dois pontos foram muito importantes para mim, na compreensão da importânciadesta data, que hoje quero compartilhar com minha geração:1º Jesus é O Sumo Sacerdote da nossa fé;2º Foi num YOM KIPUR que Moisés desceu do Monte Sinai, com as 2ªs tábuas daLei.Portanto YOM KIPUR é um tempo de uma NOVA OPORTUNIDADE!3º A Pedra rejeitada pelos Construtores, tornou-se a Principal Pedra de Edificação! (HOSHIAH NAH – BARUCH HABA B´SHEM ADONAI!) (Oh Salva-nos! Bendito é O que vem em Nome do Eterno!)
  2. 2. YESHUA HACOHEN GADOL (Jesus, O Sumo Sacerdote)Pelo que, santos irmãos, participantes da vocação celestial, considerai o Apóstoloe Sumo Sacerdote da nossa confissão, YESHUA Jesus, (Heb 3:1)Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer- se das nossasfraquezas; porém um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.Cheguemo-nos, pois, confiadamente ao trono da graça, para que recebamosmisericórdia e achemos graça, a fim de sermos socorridos no momento oportuno.(Heb 4:15-16)Porque nos convinha tal sumo sacerdote, santo, inocente, imaculado, separadodos pecadores, e feito mais sublime que os céus; que não necessita, como ossumos sacerdotes, de oferecer cada dia sacrifícios, primeiramente por seuspróprios pecados, e depois pelos do povo; porque isto fez ele, uma vez por todas,quando se ofereceu a si mesmo. (Heb 7:26-27)Mas Cristo, tendo vindo como sumo sacerdote dos bens já realizados, por meio domaior e mais perfeito tabernáculo (não feito por mãos, isto é, não desta criação),e não pelo sangue de bodes e novilhos, mas por seu próprio sangue, entrou umavez por todas no santo lugar, havendo obtido uma eterna redenção. Porque, se aaspersão do sangue de bodes e de touros, e das cinzas duma novilha santifica oscontaminados, quanto à purificação da carne, quanto mais o sangue de Cristo, quepelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará dasobras mortas a vossa consciência, para servirdes ao Deus vivo? E por isso émediador de um novo pacto, para que, intervindo a morte para remissão dastransgressões cometidas debaixo do primeiro pacto, os chamados recebam apromessa da herança eterna. (Hb 9:11-15)A função sumo-sacerdotal, não é algo do Antigo Pacto, não é algo deste mundo, epor isso não está vencido, obsoleto, ou destituído de poder. Pelo contrário, foiassim que João viu a Jesus, Glorificado, com cabelos brancos como a alva lã, comoneve; com os pés descalços, pés bronzeados, como a imagem do bronze logodepois que sai da fornalha. Assim também o viu Daniel. Um o viu Glorificado,depois Dele ter voltado aos céus, o outro, antes de Jesus ter nascido no ventre deuma das virgens de Israel. Também Moisés o viu, e do que ele viu, ordenou que se
  3. 3. fizessem roupas, para reproduzir a Glória e a autoridade, do Sumo Sacerdote danossa fé.Paulo por tantas vezes nos orienta a nos vestir com as armas de Deus (pois asarmas da nossa milícia, não são carnais, mas, PODEROSAS EM DEUS), ele tambémdiz que devemos nos vestir com as Armas da Luz, e tomar as Vestes de Cristo, eem todas estas coisas ele faz alusão, ao Nosso Sumo Sacerdote, que entrou diantede Deus Pai, para apresentar seu sangue precioso e puro, para de uma vez portodas nos redimir do pecado e da morte.O Apóstolo Pedro, diz que nós somos de um sacerdócio real, e no mesmo textodeclara que nossa função é proclamar as virtudes d´Aquele que nos chamou dastrevas para a sua maravilhosa Luz. A função sacerdotal então não se esgotaentrando e estando Diante do Pai, seja num tabernáculo feito por mãos humanas,seja por fé, em espírito, na Presença do Pai. O Sumo Sacerdote que entra com osangue, com muito incenso e lá na Santidade das Santidades, invoca O Nome deDeus, é o mesmo que precisa sair e abençoar o povo em Nome deste DeusMaravilhoso e Santo que os perdoou, e a quem abençoou.Entendendo que estas coisas são apenas figuras de Jesus Cristo e de seuSacerdócio Eterno, nos deparamos com a verdade narrada na epístola aoshebreus, que Jesus, entrou diante do Pai, não com sangue de novilhos e bodes,mas, com o seu próprio sangue. E se Ele entrou, ele terá de sair! ALELUIA!!!Esta é a nossa bendita esperança, esta é a nossa Fé, Jesus vai voltar, e uma vezcumpridas todas as funções sacerdotais, de adorar e interceder em favor dossantos, ele voltará da Presença do Pai, para nos abençoar, e agora para nosconduzir (Ele mesmo), como o Primogênito dentre muitos irmãos, como o Noivoque conduz sua Amada, até debaixo da CHUPÁ (para a bênção do matrimônio),como David, que foi dançando na frente da Arca, para levá-la a Jerusalém, assim onosso YESHUA, irá dançando pelo Universo, na nossa frente, para nos conduzir àPresença do Aba, Glorificado seja o Seu Majestoso Nome!!!! ALELUIA!Se o coração quebrantado e contrito, Deus não rejeita, quem sabe, se nummomento de quebrantamento como estes YESHUA não poderá nos surpreendercom a Sua Vinda?
  4. 4. A SEGUNDA CHANCENão era de se esperar que o povo de Israel fosse fiel a Deus incondicionalmente,depois dos milagres que O Eterno realizou para tirá-los do Egito e da casa daservidão, com Braço estendido e Mão Poderosa? Não era de se esperar umadevoção fervorosa depois de terem visto O Mar Vermelho abrir-se e O MonteSinai ser sacudido, Monte que fumegava e tremia para que As Leis de Deus lhesfossem dadas? Não deveriam ter-se apegado a Deus, com Amor e Zelo, paraviverem todas as promessas que O Eterno prometeu a Abraão? Mas, quandoMoisés está descendo do Monte Sinai, quarenta dias depois de ter subido, ele sedepara com a mais infeliz e torpe traição: “O povo de Deus fizera um detestávelbezerro de ouro e diziam: Este é o deus que nos fez sair do Egito.”Moisés quebra as tábuas da Lei. Se inicia um processo de tratamento de Deus paracom o povo e para com Moisés, a ponto de Moisés pedir para O Pai, que risque oseu nome do Livro da Vida, se Deus realmente decidisse destruir o povo. Deus porfim vendo que o coração de Moisés (um coração sacerdotal, um coração que nãose importa consigo mesmo, mas, com a Vontade de Deus e o Amor –INCONDICIONAL, pelo povo), era reto, deixa que Moisés veja a sua Glória e nuncamais seja a mesma pessoa. Deus ordena que Moisés faça (ele mesmo), novastábuas de pedra, e suba outra vez no Monte, para que, DE NOVO o povo receba aPalavra de Deus que foi rejeitada no início.Pois bem, Moisés sobe no primeiro dia do Sexto mês desde a saída do Egito, e no10º dia do Sétimo mês, (YOM KIPUR), Moisés desce trazendo as tábuas da Lei,para fazer Aliança entre Deus e o povo, e para ensinar-lhes os Seus Mandamentose ordenanças, e para aspergir o sangue que seria o Selo desta Aliança entre Deus eos homens.Jesus depois de ressuscitar Lázaro, novamente visita a casa de seus amigos, 6(seis) dias antes de PÊSSACH, 3 anos e meio depois de ter iniciado o seuMinistério, todos querem ver Jesus que ressuscitou a Lázaro e também o quedepois de 4 dias voltou à vida. Num jantar (no último Shabat de Jesus antes de seusofrimento na Cruz), Maria derrama Nardo Puro, um perfume caríssimo, e faz comque a sua adoração fique impregnada em Jesus, (creio eu), mesmo quando ossoldados o esbofeteavam, mesmo quando misturou-se sangue, terra, e choro.Mesmo depois de morto, o perfume daquele Nardo Puro estava sobre Jesus. Nodia seguinte, Jesus sobe dali, da região do Monte das Oliveiras, para Jerusalém, e
  5. 5. no caminho, monta sobre um burrinho, um pequeno asno, que nunca havia sidomontado antes... Ninguém se dava conta, que o que estava acontecendo diantede seus olhos, eram as profecias cumprindo-se uma a uma.A multidão de repente começa a entoar partes do Salmo 118... Mas, um instanteaí! Este Salmo não é um cântico, para SUCOT (Tabernáculos)? Não fala das“Tendas dos justos” onde há Alegria?... Não é um Salmo que clama pelamanifestação do Mashiach dizendo: HOSHIAH NAH ANAH ADONAI! OH SALVA-NOS; SALVA-NOS ETERNO! Não estão neste Salmo as palavra que seriam ditaspara O MASHIACH, quando este fosse identificado? BARUCH HABAH B´SHEMADONAI! BENDITO É O QUE VEM NO NOME DO ETERNO!É os fariseus e sacerdotes escandalizam-se também com estas declarações, econfrontam a Jesus e Ele responde: “Se eles não clamarem, as pedras clamarão!”  Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, apedrejas os que a ti são enviados! quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, e não o quiseste! Eis aí abandonada vos é a vossa casa. Pois eu vos declaro que desde agora de modo nenhum me vereis, até que digais: Bendito aquele que vem em nome do Senhor. (Mat 23:37-39) MEU DEUS, CHEGARAM TÃO PERTO, MAS, ESTAVAM TÃO LONGE!Mas Jesus, olhando para eles, disse: Pois, que quer dizer isto queestá escrito: A pedra que os edificadores rejeitaram, essa foi postacomo pedra angular? (Luk 20:17)Ele é a pedra que foi rejeitada por vós, os edificadores, a qual foiposta como pedra angular. E em nenhum outro há salvação; porquedebaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, emque devamos ser salvos. (Act 4:11-12)
  6. 6. Aquele era o 10º dia do 1º Mês, O Principal dos meses, mês, em que o povo deDeus foi arrancado com Mão Poderosa e Braço estendido das garras de Faraó.Naquele 10 dia, como dizia a Torah, um Cordeiro, macho de um ano deveria serseparado para cada família de Israel. Ali estava O Cordeiro de Deus que tira opecado do Mundo, e os seus não o receberam... Não recebeu a honra devida aoseu Maravilhoso Nome. Havia sim uma multidão, porque Ele era aquele queressuscitava mortos e sarava todo tipo de enfermidades, que expulsava demôniose que dava pão aos famintos... Mas, eles não entenderam, estavam cegos esurdos, e declarando o que declararam, não se aperceberam da oportunidade quetoda a nação estava ali perdendo... Para recuperá-la depois.... muito tempodepois... muito sangue derramado depois.... muito choro e desespero depois...Yom Kipur – 10º dia do Sétimo mês... Nova oportunidade!“Mas sobre a casa de Davi, e sobre os habitantes de Jerusalém,derramarei o espírito de graça e de súplicas; e olharão para Aquelea quem traspassaram, e o prantearão como quem pranteia por seufilho único; e chorarão amargamente por ele, como se chora peloprimogênito. Naquele dia será grande o pranto em Jerusalém,como o pranto de Hadade-Rimom no vale de Megidom.” (Zec 12:10-11)É o único dia em que no ano os judeus ajoelham-se... É o dia em que toda a naçãoé chamada a um verdadeiro arrependimento... Hoje, isso tornou-se mais um rito,como era o batismo nas águas até João Batista... Mas, virá dias, em que nãohaverá outra coisa que possa ser feita, a não ser, juntarem-se todos e dizer: DEUSPOUPA A TUA HERANÇA! Haverá dias, em que os sacerdotes, ouvirão de fatonovamente o Teruá, e serão Bem-aventurados, porque se arrependerão de seuspecados e seus maus caminhos, por onde se afastaram de Deus e voltarão...Assim como As 2ªs Tábuas da Lei, foram dadas ao povo num YOM KIPUR... TODOISRAEL VAI CLAMAR! Todo aquele que invocar O Nome do Eterno será salvo...
  7. 7. TODO ISRAEL SERÁ SALVO!Assim como Moisés teve de pessoalmente fazer novas tábuas, a segundaoportunidade sempre (SEMPRE), está ligada a um esforço pessoal, para voltarmosà posição e a oportunidade que no passado deixamos escapar. O arrependimentoé assim, do mesmo modo que Abraão desceu para o Egito pelo caminho dodeserto do Néguev, pelo mesmo caminho ele teve de voltar até o lugar em queprimeiro ele edificou um altar para Deus e lá restaurar o Altar do Eterno queestava em ruínas.O caminho que nos leva para longe de Deus é o mesmo caminho que teremos quetrilhar para voltarmos para os Braços do Pai.Yom Kipur, é a chance de percorrermos este caminho. O Toque do Shofar, é aplaca que nos avisa, que estamos seguindo para o sentido contrário, e que é horade retornarmos.Meu desejo sincero de coração, é que a Glória de Deus e o Avivamento tãoesperado, se manifeste não como um show pirotécnico produzido com luzesartificiais e fumaça, mas, como resposta ao choro, ao quebrantamento, aoreconhecimento de que fizemos demais com a força do nosso braço, e por issotemos muito pouco do que Deus sonhou para nós.Deus nunca quis sacrifícios! Antes da fundação do mundo Ele já nos deu JesusCristo. Se fossem sacrifícios o que Deus queria, David, como rei de Israel, teriaextinto os bois, ovelhas e cabritos da face da terra, mas, o que Deus sempre quisforam os corações humildes, quebrantados e contritos. Isto O Aba jamaisrejeitará.Amor,Paulo de Tarso, apóstoloIgreja Apostólica Betlehem

×