Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
974
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
17
Comments
0
Likes
1

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Vida de Vinicius de Moraes por : Millena E Polyana Vinicius de Moraes (nasceu chamado Marcus Vinicius de Moraes), nascido no Rio de Janeiro no dia 19 de outubro de 2013. Foi diplomata,dramaturgo,jornalista,poeta e compositor Brasileiro. É filho de Clodoaldo Pereira da Silva Moraes, funcionário da Prefeitura, poeta e violinista amador, e Lídia Cruz, pianista amadora.
  • 2. Mudou-se com a família para o bairro de Botafogo em 1916, onde iniciou os seus estudos na Escola Primária Afrânio Peixoto. Desde então, já demonstrava interesse em escrever poesias.Em 1922, a sua mãe adoeceu e a família de Vinicius mudou-se para a Ilha do Governador, ele e sua irmã Lygia permanecendo com o avô, em Botafogo, para terminar o curso primário.
  • 3.  Vinicius de Moraes ingressou em 1924 no Colégio Santo Inácio, de padres jesuítas, onde passou a cantar no coral e começou a montar pequenas peças de teatro. Três anos mais tarde, tornou-se amigo dos irmãos Haroldo e Paulo Tapajós, com quem começou a fazer suas primeiras composições e a se apresentar em festas de amigos.
  • 4.   O ano de 1958 marcaria o início de um dos movimentos mais importantes da música brasileira, a Bossa Nova. A pedra fundamental do movimento veio com o álbum "Canção do Amor Demais", gravado pela cantora Elizeth Cardoso. Além da faixa-título, o antológico LP contava ainda com outras canções de autoria da dupla Vinicius e Tom, como "Luciana", "Estrada Branca", "Outra Vez" e "Chega de Saudade", em interpretações vocais intimistas. "Chega de Saudade" foi uma canção fundamental daquele novo movimento, especialmente porque o álbum de Elizeth contou com a participação de um jovem violonista, que com seu inovador modo de tocar o violão, caracterizado por uma nova batida, marcaria definitivamente a bossa nova e a tornaria famosa no mundo inteiro a partir dali. O nome deste violonista é João Gilberto. A importância do disco "Canção do Amor Demais" é tamanha que ele é tido como referência por muitos artistas como Chico Buarque e Caetano Veloso.
  • 5. A biografia de Vinicius de Moraes Nasce no dia 19 de outubro, na Rua Lopes Quintas nº114, no bairro do Jardim Botânico, Rio de Janeiro. Com o nome de batismo Marcus Vinitius da Cruz de Melo Moraes (apenas aos nove anos registra o Vinicius de Moraes), é filho de Lydia Cruz de Moraes e de Clodoaldo Pereira da Silva Moraes. Muda-se para a Rua Voluntários da Pátria, nº 192. É o início de uma longa relação de Vinicius e sua família com o bairro de Botafogo. Passa a morar com os pais e a irmã Lygia na casa dos avós paternos, Maria Conceição de Mello Moraes e Anthero Pereira da Silva Moraes. Mais uma mudança, dessa vez para a Rua da Passagem nº 100, em Botafogo. É nesse endereço que nasce seu irmão Helius. Entra para a Escola Primária Afrânio Peixoto, na Rua da Matriz, em Botafogo. Com apenas seis anos, Vinicius e a família mudam-se pela quarta vez para outro endereço em Botafogo. Passam a morar na Rua 19 de Fevereiro, nº 127. No ano em que a família se muda novamente, dessa vez para a Rua Real Grandeza nº130, Vinicius é batizado na maçonaria atendendo a um desejo do avô materno, Antônio Burlamaqui dos Santos Cruz. No ano da Semana de Arte Moderna em São Paulo, do Centenário da Independência comemorado no Rio de Janeiro e do levante dos 18 do Forte de Copacabana, Vinicius já escreve os primeiros versos e poemas no colégio.
  • 6. ● A família muda-se novamente para a Rua Voluntários da Pátria, nº 195. Já no fim do ano, os Moraes vão morar na Ilha do Governador, na Zona Norte da cidade. O endereço era a Praia do Cocotá nº 109-A. Essa última mudança inaugura um momento importante de aprendizado na vida do futuro poeta. Aos 10 anos, faz a primeira comunhão na Igreja da Matriz, em Botafogo. Início do Curso Secundário no Colégio Santo Inácio, na Rua São Clemente, que fica em Botafogo. A partir de agora, durante a semana mora com os avós paternos na Voluntários da Pátria e passa férias e fins de semana com os pais, na Ilha do Governador. Participa intensamente das atividades artísticas escolares. Canta no coro da igreja, e é ator e cantor em peças infantis. Realiza os primeiros escritos poéticos levados a sério, ao lado de colegas de colégio como Renato Pompéia da Fonseca Guimarães, sobrinho de Raul Pompéia.
  • 7. ● Fotos de Vinicius de Moras Fim !
  • 8. Os amores de Vinícius de Moraes, o poetinha.
  • 9. O Poeta Vinicius de Moraes alimentava-se de amores, de paixões. Totalmente desprendido de valores, matérias e ostentações, viveu tudo com grande intensidade e total liberdade. Apaixonado pelas mulheres, casou-se nove vezes e dizia que “A maior coisa do mundo é dar amor e receber amor de volta”. Assim, o soneto que escolhi resume, se é que um poeta pode ser resumido, este traço da vida de Vinicius de Moraes – O amor incondicional. ●
  • 10. Vinícius de Moraes teve 9 esposas. Casou-se em 1939 com Beatriz Azevedo de Mello, com quem viveu por onze anos. Casou-se pela segunda vez com Lila Maria Esquerdo Bôscoli. Viveu por cinco anos ao lado da nova musa e teve o reencontro com a poesia que andava meio esquecida. Em 1958 casa-se com Maria Lúcia Proença e cria “Chega de saudade”, música considerada o marco inicial do movimento MPB, lançada no disco que traz a marca do poeta também no nome: “Canção do amor demais”. Em 1963 encontra sua nova esposa, Nelita Abreu Rocha. Ainda não sendo esta o seu amor eterno, em 1969 casa-se com Cristina Gurjão. No ano seguinte, já separado e numa tristeza solitária, conhece Gesse Gessy em um bar e casa-se com ela. Apesar de viver rodeado de muitos amigos, era nas mulheres que Vinícius exorcizava a solidão que ele tanto temia. Em 1976 casa-se com Marta Rodrigues Santamaría e em 1978 com Gilda Queirós Matoso com quem viveu até 1980, ano de sua morte.
  • 11. ● ● Namorador que só, Vinícius não perdia nenhuma oportunidade de xavecar uma mulher. Casou-se nove vezes, pulando de galho em galho e, muitas vezes se relacionava com várias ao mesmo tempo.
  • 12. Vinícius e suas poesias Vinícius de de morais, era muito apaixonado, porem se casou 9 vezes e quando isso acontecia ele fazia livros,poemas,declarações e etc. Vem ai um dos seus poemas A MULHER E A SOMBRA Tentei, um dia, descrever o mistério da aurora marítima. Às cinco da manhã a angústia se veste de branco E... Vinícius você deixou saudades !
  • 13. Vinícius e suas poesias ● A ANUNCIAÇÃO ● RIO DE JANEIRO , 1962 ● Montevidéu Virgem! filha minha De onde vens assim Tão suja de terra Cheirando a jasmim A saia com mancha De flor carmesim E os brincos da...
  • 14. Vinícius e suas poesias ● . poeta essencialmente lírico, o que lhe renderia a alcunha "poetinha", que lhe teria atribuído Tom Jobim,6 notabilizou-se pelos seus sonetos. Conhecido como um boêmio inveterado, fumante e apreciador do uísque, era também conhecido por ser um grande conquistador. O poetinha casou-se por nove vezes ao longo de sua vida e suas esposas foram, respectivamente: Beatriz Azevedo de Melo (mais conhecida como Tati de Moraes), Regina Pederneiras, Lila Bôscoli, Maria Lúcia Proença, Nelita de Abreu, Cristina Gurjão, Gesse Gessy, Marta Rodrigues Santamaria (a Martita) e Gilda de Queirós Mattoso.7
  • 15. poesias Dele disse Carlos Drummond de Andrade: "Vinicius é o único poeta brasileiro que ousou viver sob o signo da paixão. Quer dizer, da poesia em estado natural". "Eu queria ter sido Vinicius de Moraes". Otto Lara Resende assim o definiu: "Manuel Bandeira viveu e morreu com as raízes enterradas no Recife. João Cabral continua ligado à cana-de-açúcar. Drummond nunca deixou de ser mineiro. Vinicius é um poeta em paz com a sua cidade, o Rio. É o único poeta carioca". Mas ele dizia nada mais ser que "um labirinto em busca de uma saída".
  • 16. Poesias de vinicius de morais Rio de Janeiro Vós os vereis surgir da aurora mansa Firmes na marcha e uníssonos no brado Os heróicos demônios da vingança Que vos perseguem desde Stalingrado. As mãos queimadas do fuzil candente As vestes podres de granizo e lama Vós os vereis surgir subitamente Aos heróicos prosélitos do Drama. De início mancha tateante e informe Crescendo às sombras da manhã exangue Logo o vereis se erguer, o Russo enorme Sob um sol rubro como um punho em sangue. E ao seu avanço há de ruir a Porta De Brandemburgo, e hão de calar os cães E então hás de escutar, Cidade Morta O silêncio das vozes alemãs.
  • 17. A AUSENTE Rio de Janeiro , 1954 Amiga, infinitamente amiga Em algum lugar teu coração bate por mim Em algum lugar teus olhos se fecham à ideia dos meus. Em algum lugar tuas mãos se crispam, teus seios Se enchem de leite, tu desfaleces e caminhas Como que cega ao meu encontro... Amiga, última doçura A tranquilidade suavizou a minha pele E os meus cabelos. Só meu ventre Te espera, cheio de raízes e de sombras. Vem, amiga Minha nudez é absoluta Meus olhos são espelhos para o teu desejo E meu peito é tábua de suplícios Vem. Meus músculos estão doces para os teus dentes E áspera é minha barba. Vem mergulhar em mim Como no mar, vem nadar em mim como no mar Vem te afogar em mim, amiga minha Em mim como no mar... compartilhar:
  • 18. J
  • 19. Músicas de Vinicius de Moraes Vinicius de Moraes fez musicas com vários compositores mas os que ele mais fez foi: Toquinho e Antonio Carlos Jobim. As principais músicas dele foram “Pela Luz Dos Olhos Teus” , “Aquarela” e “Eu Sei Que Vou Te Amar”.
  • 20. PELA LUZ DOS OLHOS TEUS Vinicius de Moraes Quando a luz dos olhos meus E a luz dos olhos teus Resolvem se encontrar Ai, que bom que isso é, meu Deus Que frio que me dá O encontro desse olhar Mas se a luz dos olhos teus Resiste aos olhos meus Só pra me provocar Meu amor, juro por Deus Me sinto incendiar Meu amor, juro por Deus Que a luz dos olhos meus Já não pode esperar Quero a luz dos olhos meus Na luz dos olhos teus Sem mais lararará Pela luz dos olhos teus Eu acho, meu amor E só se pode achar Que a luz dos olhos meus Precisa se casar A CASA Vinicius de Moraes, Sérgio Endrigo, Sergio Bardotti Era uma casa Muito engraçada Não tinha teto Não tinha nada Ninguém podia entrar nela, não Porque na casa não tinha chão Ninguém podia dormir na rede Porque na casa não tinha parede Ninguém podia fazer pipi Porque penico não tinha ali Mas era feita com muito esmero Na rua dos Bobos Número zero
  • 21. Vinicius de Moraes
  • 22. MÚSICAS DE VINICIUS DE MORAES GAROTA DE IPANEMA Vinicius de Moraes, Tom Jobim Olha que coisa mais linda Mais cheia de graça É ela menina Que vem e que passa Num doce balanço A caminho do mar Moça do corpo dourado Do sol de lpanema O seu balançado é mais que um poema É a coisa mais linda que eu já vi passar Ah, por que estou tão sozinho? Ah, por que tudo é tão triste? Ah, a beleza que existe A beleza que não é só minha Que também passa sozinha Ah, se ela soubesse Que quando ela passa O mundo inteirinho se enche de graça E fica mais lindo Por causa do amor
  • 23. BERIMBAU Vinicius de Moraes, Baden Powell Quem é homem de bem, não trai O amor que lhe quer seu bem Quem diz muito que vai, não vai E assim como não vai, não vem Quem de dentro de si não sai Vai morrer sem amar ninguém O dinheiro de quem não dá É o trabalho de quem não tem Capoeira que é bom, não cai E se um dia ele cai, cai bem! Capoeira me mandou Dizer que já chegou Chegou para lutar Berimbau me confirmou Vai ter briga de amor Tristeza, camará
  • 24. O PATO Vinicius de Moraes, Toquinho, Paulo Soledade Lá vem o Pato Pata aqui, pata acolá Lá vem o Pato Para ver o que é que há. O Pato pateta Pintou o caneco Surrou a galinha Bateu no marreco Pulou do poleiro No pé do cavalo Levou um coice Criou um galo Comeu um pedaço De jenipapo Ficou engasgado Com dor no papo Caiu no poço Quebrou a tigela Tantas fez o moço Que foi pra panela.
  • 25. Musicas de vinicios de morais AS musicas de vinicios de morais foi compostas tambem pelo seu Amigo toquinho uma das musicas e atarde em tapuam
  • 26. A Morte Vinícius de Moraes Na madrugada de 9 de julho de 1980 Vinicius de Moraes começou a se sentir mal na banheira da casa onde morava, na Gávea, vindo a falecer pouco depois. O poeta passara o dia anterior com o parceiro e amigo Toquinho, com quem planejava os últimos detalhes do volume 2 do álbum "Arca de Noé". Em 1981, este LP foi lançado.
  • 27. Mesmo após a morte, a obra musical de Vinicius manteve-se prestigiada na música brasileira. Foram lançados os álbuns Toquinho, Vinicius e Maria Creuza - O Grande Encontro (1988) e A História dos Shows Inesquecíveis - Poeta, Moça e Violão: Vinicius, Clara e Toquinho (1991), além de terem sido lançados livros sobre o poeta, como Vinicius de Moraes - Livro de Letras (1993), de José Castello, Vinicius de Moraes (1995), também de José Castello, "Vinicius de Moraes" (1997), de Geraldo Carneiro.
  • 28. Morte de Vinicius de Moraes Vinicius de Moraes era um diplomata Poeta e músico .
  • 29. Falecimento ● Vinicius morreu no dia 9 do mês de julho do ano de 1980
  • 30. Local de falecimento ● Na madrugada de 9 de julho de 1980, Vinícius de Moraes começou a se sentir mal na banheira da casa onde morava, na Gávea, vindo a falecer pouco depois. O poeta passara o dia anterior com o parceiro e amigo Toquinho, com quem planejava os últimos detalhes do volume 2 do álbum "Arca de Noé". Em 1981, este LP foi lançado.