Your SlideShare is downloading. ×
0
Universidade Federal da Bahia - UFBA  Faculdade de Educação – FACED Programa de  Pós Graduação em Educação Especialização ...
Blogs : Fomento à produção textual em salas de aula do Ensino Fundamental
PROBLEMA Sabendo que as habilidades de leitura e escrita são básicas e necessárias no processo de escolarização, é possíve...
OBJETIVO GERAL Analisar as potencialidades dos blogs quando empregados para incentivar o desenvolvimento da escrita e da p...
OBJETIVOS ESPECÍFICOS <ul><li>Analisar as potencialidades do blog enquanto ambiente de aprendizagem interativa e colaborat...
ONDE A INQUIETAÇÃO COMEÇOU... Por acreditar que os blogs podem ter usos mais profícuos desejava que a turma imergisse e pe...
BLOGS ANALISADOS <ul><li>A31 Guerreiro  e  Blog da COPA da Turma B22 do Guerreiro  ambos   de autoria de Nelza Jaqueline, ...
INTRODUÇÃO “ Os weblogs surgem, nesse contexto, não tanto como uma superação, mas como um alargamento e um enriquecimento ...
METODOLOGIA <ul><li>A metodologia utilizada no presente trabalho é de natureza qualitativa, realizada por meio de revisão ...
AS TIC E AS TRANSFORMAÇÕES  NO CONTEXTO EDUCACIONAL:  OS BLOGS CHEGAM À ESCOLA Ao utilizar um blog em sala de aula para es...
“ Penso que dá um significado às escritas dos estudantes, uma função, não apenas o escrever para o professor corrigir, mas...
ALUNOS E INTERFACES: O EXERCÍCIO DA ESCRITA  E A CONCEPÇÃO DO PRÓPRIO AMBIENTE EDUCATIVO “ Até o advento do computador, a ...
Por exercer uma atração enorme sobre os alunos, a escrita na tela do computador favorece e estimula o exercício da produçã...
ESCRITA EM COAUTORIA “ O modelo de aprendizado individual é um território estranho para a maioria dos jovens da Geração In...
Escrever colaborativamente tem por pressupostos a participação, o compartilhamento e a contribuição. A escrita colaborativ...
CONCLUSÃO <ul><li>Notou-se que o blog é um campo interativo de compartilhamento de idéias, possibilita a comunicação e pos...
REFERÊNCIAS <ul><li>ALVES, Lynn: Novas Tecnologias:   instrumento, ferramenta ou elementos estruturantes de um novo pensar...
<ul><li>JOHNSON, Steve.  Cultura da Interface : como o computador transforma nossa maneira de criar e comunicar. Rio de Ja...
Blogs : Fomento à produção textual em salas de aula do Ensino Fundamental Patrícia Michele Muniz Vilas Boas [email_address...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Blogs

972

Published on

Slides criados para a defesa da monografia apresentada como trabalho de conclusão do curso de especialização em Tecnologia e Novas Educações, em 13/08/2011, sobre a utilização de blogs para fomentar a produção textual em turmas do ensino fundamental.

Published in: Education, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
972
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
16
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Blogs"

  1. 1. Universidade Federal da Bahia - UFBA Faculdade de Educação – FACED Programa de Pós Graduação em Educação Especialização Tecnologias e Novas Educações Aluna: Patrícia Michele Muniz Vilas Boas Orientadora: Adriane Lizbehd Halmann Blogs: Fomento à produção textual em salas de aula do Ensino Fundamental Salvador/ 2011
  2. 2. Blogs : Fomento à produção textual em salas de aula do Ensino Fundamental
  3. 3. PROBLEMA Sabendo que as habilidades de leitura e escrita são básicas e necessárias no processo de escolarização, é possível que a utilização dos blogs por alunos do Ensino Fundamental fomente a produção textual e estimule a escrita colaborativa em sala de aula?
  4. 4. OBJETIVO GERAL Analisar as potencialidades dos blogs quando empregados para incentivar o desenvolvimento da escrita e da produção textual em turmas do Ensino Fundamental.
  5. 5. OBJETIVOS ESPECÍFICOS <ul><li>Analisar as potencialidades do blog enquanto ambiente de aprendizagem interativa e colaborativa; </li></ul><ul><li>Verificar como a interface do blog vem sendo utilizada para estimular os alunos a exercitarem a linguagem escrita; </li></ul><ul><li>Investigar como os alunos do Ensino Fundamental produzem escrita colaborativa nos blog. </li></ul>
  6. 6. ONDE A INQUIETAÇÃO COMEÇOU... Por acreditar que os blogs podem ter usos mais profícuos desejava que a turma imergisse e percebesse o blog como um ambiente onde eles pudessem exercitar a escrita de forma prazerosa, expondo seu pensamento para o mundo e aprendendo com as trocas possíveis no ambiente virtual.
  7. 7. BLOGS ANALISADOS <ul><li>A31 Guerreiro e Blog da COPA da Turma B22 do Guerreiro ambos de autoria de Nelza Jaqueline, professora das séries iniciais do Ensino Fundamental de escola municipal em Porto Alegre RS; </li></ul><ul><li>Além da Sala de Aula de autoria de Tati Martins, professora de Língua Portuguesa do Ensino Fundamental II do Colégio Militar do Rio de Janeiro/RJ; </li></ul><ul><li>Aulas na Informática de autoria de Ana Paula, professora de Informática Educativa de escolas particulares de São José dos Campos/SP; </li></ul><ul><li>blog da Profª Silvana Moreli de autoria de Silvana Moreli, professora de Língua Portuguesa do Ensino Fundamental II em escola estadual em Bebedouro/SP </li></ul>
  8. 8. INTRODUÇÃO “ Os weblogs surgem, nesse contexto, não tanto como uma superação, mas como um alargamento e um enriquecimento das modalidades anteriores. E com a vantagem, comparativamente aos websites, de serem de fácil criação e actualização. (BARBOSA; GRANADO, 2004, p.6).” A escolha pela análise de blogs se justifica por tratar-se de um recurso disponível na internet, acessível aos sujeitos desse contexto, cuja linguagem está mais próxima deles, e que, por proporcionar inúmeras possibilidades, passou a ser utilizado por professores como estratégia pedagógica. Pela facilidade de editar e rapidez na divulgação dos trabalhos, os blogs educativos se disseminaram na blogosfera. Sua manutenção requer pouco conhecimento técnico, apenas curiosidade e disposição para aprender, devido à simplicidade da interface. “ Busco envolver minhas turmas com metodologias diferenciadas e, trabalhar com blogs, fez (e ainda faz) parte de uma estratégia de incentivo à leitura e à escrita dos alunos, aliando-a às novas tecnologias . Profª Silvana Moreli, do blog da Profª Silvana Moreli
  9. 9. METODOLOGIA <ul><li>A metodologia utilizada no presente trabalho é de natureza qualitativa, realizada por meio de revisão de literatura, análise de cinco blogs educativos e interlocução com as professoras blogueiras. </li></ul>“ A internet pode ser tanto objeto de pesquisa (aquilo que se estuda), quanto local de pesquisa (ambiente onde a pesquisa é realizada) e, ainda, instrumento de pesquisa (por exemplo como ferramenta para coleta de dados sobre determinado assunto).” (FRAGOSO; RECUERO; AMARAL, 2011).
  10. 10. AS TIC E AS TRANSFORMAÇÕES NO CONTEXTO EDUCACIONAL: OS BLOGS CHEGAM À ESCOLA Ao utilizar um blog em sala de aula para estimular o exercício da escrita, o professor passa a ser o mediador da construção do conhecimento coletivo; este conhecimento se desenvolve através da colaboração mútua entre alunos e professor, e de teias de interações do sujeito com outros sujeitos e do sujeito com os objetos que procura conhecer. “ Refletir sobre os modos de leitura e escrita de jovens nos ambientes digitais e virtuais, uma vez que seu surgimento reposicionou a leitura e a produção escrita em um lugar privilegiado, sobretudo entre crianças e adolescentes em idade escolar que têm acesso às tecnologias inovadoras em suas casas ou freqüentam as propaladas Lan houses .” (BELLUZZO; FERES, 2011, p. 22)
  11. 11. “ Penso que dá um significado às escritas dos estudantes, uma função, não apenas o escrever para o professor corrigir, mas o escrever porque os alunos terão leitores .” Profª Nelza Jaqueline, dos blogs A31 Guerreiro e Blog da COPA da Turma B22 do Guerreiro Essa intensa troca e construção de saberes configuram o blog como elemento agregador ao incremento das atividades de produção escrita, e dessa forma é possível afirmar que ele se configura num ambiente onde a aprendizagem se consolida de forma interativa e colaborativa . “ Eles adoram ver suas redações no blog e os pais também têm dado um retorno muito favorável ao processo. Percebemos que essa exposição valoriza o trabalho deles e gera um entusiasmo na hora de escrever porque todos querem tentar ver sua redação exposta lá.” Profª Tati Martins, do blog Além da sala de aula
  12. 12. ALUNOS E INTERFACES: O EXERCÍCIO DA ESCRITA E A CONCEPÇÃO DO PRÓPRIO AMBIENTE EDUCATIVO “ Até o advento do computador, a tecnologia para o ensino limitava-se a audiovisuais e ao ensino a distância, pela TV, o que simplesmente ampliava a atividade dos professores e a passividade das crianças. O computador alterou essa situação de forma radical. De repente, o aprender fazendo tornou-se regra, e não exceção.” (NEGROPONTE, 1995, p. 190) Faz-se necessário rever as formas de conduzir os momentos de produção textual em sala de aula. Utilizar outros espaços, outros meios, ultrapassando os limites da sala de aula, a fim de possibilitar-lhes o domínio da lectoescrita de forma a atender as demandas sociais da atualidade. “ As postagens mesclam tudo o que estiver ao nosso alcance e for interessante para motivar, auxiliar e desenvolver a aprendizagem.” Profª Tati Martins, do blog Além da sala de aula É cada vez mais comum em escolas públicas, o aluno chegar ao terceiro ano de escolarização sem o domínio da leitura e de habilidades basilares ao desenvolvimento da linguagem escrita.
  13. 13. Por exercer uma atração enorme sobre os alunos, a escrita na tela do computador favorece e estimula o exercício da produção textual. A interface gráfica é um forte aliado do professor durante o uso do blog, por ser um mecanismo que liga o usuário à máquina, e possibilita ao(s) autor(res) do blog a convergência de elementos textuais a outras mídias. Ao manipular os ícones da tela através do mouse, os alunos poderão definir a aparência do blog, isso dará início ao processo de autoria coletiva do ambiente em que estão escrevendo. “ Em seu sentido mais simples, a palavra se refere a softwares que dão forma à interação entre usuário e computador. A interface atua como uma espécie de tradutor, mediando entre as duas partes, tornando uma sensível para a outra.” (JOHNSON, 2001, pag. 17)
  14. 14. ESCRITA EM COAUTORIA “ O modelo de aprendizado individual é um território estranho para a maioria dos jovens da Geração Internet, que cresceram colaborando, compartilhando e criando coisas juntos on line. Educadores progressistas estão reconhecendo esse fato. Os alunos só começam a internalizar o que aprenderam na sala de aula depois que começam a conversar uns com os outros sobre a matéria.” (TAPSCOTT, 2010, p.168) Refletir sobre o que foi produzido e registrar esse momento de discussão pode favorecer as aprendizagens, oportunizando à turma um novo olhar sobre o que foi feito. Além disso, acrescentar outras opiniões torna o trabalho mais rico, na medida em que se configura a colaboração. “ Os blogs auxiliam no exercício da criatividade, cooperação, colaboração.” Profª Ana Paula, do blog Aulas na Informática A proposta de construção de textos numa perspectiva de aprendizagem colaborativa, habilidades como cooperação, análise de informações, revisão e reescrita serão alguns resultados estimados.
  15. 15. Escrever colaborativamente tem por pressupostos a participação, o compartilhamento e a contribuição. A escrita colaborativa nos blogs pode se efetivar, desde que os alunos sejam orientados a trabalhar em pequenos grupos, respeitando-se mutuamente e contribuindo para a realização da proposta, na medida das suas possibilidades. “ Como os conhecimentos nunca são construídos isoladamente, a formação no indivíduo se dá pelo entrelaçamento entre as significações criadas pela relação do indivíduo com o mundo, com as pessoas, com as coisas.” (HALMANN, 2006, p. 117).
  16. 16. CONCLUSÃO <ul><li>Notou-se que o blog é um campo interativo de compartilhamento de idéias, possibilita a comunicação e possui razoável simplicidade para publicação de trabalhos e atividades de alunos na internet; </li></ul><ul><li>O blog foi tido como metodologia diferenciada de ensino que pode atender à necessidade de se expandir os limites da sala de aula; </li></ul><ul><li>A utilização dos comentários por parte dos alunos às postagens dos colegas se demonstrou tímida, ainda que considerada como forma de produção textual; </li></ul><ul><li>A pesquisa revelou que a publicação dos textos dos alunos sinaliza uma metodologia que se constrói agregando as seguintes etapas: escrita-revisão-correção-reescrita-revisão-fechamento; </li></ul><ul><li>Suscitou resposta positiva quanto ao nível de receptividade por parte dos alunos. Esta aceitação, em regra, é decorrente da satisfação dos alunos em ver seus textos publicados nas páginas dos blogs, o que possibilita que sejam vistos por pais e amigos. </li></ul>
  17. 17. REFERÊNCIAS <ul><li>ALVES, Lynn: Novas Tecnologias: instrumento, ferramenta ou elementos estruturantes de um novo pensar? Revista da FAEEBA , Salvador, p.141-152, 1998. Disponível em: http://www.lynn.pro.br/admin/files/lyn_artigo/ee46d136c2.pdf . Acesso em 12/03/2011 </li></ul><ul><li>ARANHA, Maria Lúcia de Arruda. História da Educação. 2ª edição. São Paulo: Ed. Moderna, 1996. </li></ul><ul><li>BARBOSA, Elisabete; GRANADO, António. Weblogs – diários de bordo. Porto: Porto Editora, 2004. </li></ul><ul><li>BELLUZZO, Regina C. B.; FERES, Glória Georges. Tecnologias e a Formação de Leitores: desafios na sociedade contemporânea. In: BARROS, D. M. V. et al (orgs); Educação e Tecnologias: reflexão, inovação e práticas. Lisboa, 2011. Disponível em: http://livroeducacaoetecnologias.blogspot.com/ . Acesso em 21/04/2011 </li></ul><ul><li>FRAGOSO, Suely; RECUERO, Raquel; AMARAL Adriana. Métodos de Pesquisa para Internet . Porto Alegre: Sulina, 2011 </li></ul><ul><li>FREIRE, Paulo. A Importância do Ato de Ler : em três artigos que se completam. São Paulo: Autores Associados: Cortez, 1984 </li></ul><ul><li>HALAVAIS, Alexander. Métodos de Pesquisa para Internet (prefácio). Porto Alegre: Sulina, 2011 </li></ul><ul><li>HALMANN, Adriane Lizbehd. Reflexões entre professores em blogs: aspectos e possibilidades. Salvador: Universidade Federal da Bahia, UFBA, 2006. (Dissertação de Mestrado) </li></ul><ul><li>ISLAS, Octávio; ROSA, Helaine. Contribuições dos blogs e avanços tecnológicos na melhoria da educação. In: AMARAL, Adriana; MONTARDO, Sandra Portella; RECUERO, Raquel (orgs); Blogs.Com: estudos sobre blogs e comunicação. São Paulo: Momento Editorial, 2009. </li></ul>
  18. 18. <ul><li>JOHNSON, Steve. Cultura da Interface : como o computador transforma nossa maneira de criar e comunicar. Rio de Janeiro: Jorge Jahar Editora, 2001. </li></ul><ul><li>Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº 9394 de 20 de dezembro de 1996;  </li></ul><ul><li>LÉVY, Pierre. As Tecnologias da Inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. Rio de Janeiro: Ed. 34, 2001. </li></ul><ul><li>___________. Cibercultura . Rio de Janeiro: Ed. 34, 1999. </li></ul><ul><li>LUDKE, Menga; ANDRÉ, Marli E. D. A.. Pesquisa em Educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1988. </li></ul><ul><li>MERCADO, Luis Paulo Leopoldo, NASCIMENTO, Eroneide Firmino do e SILVA, Luciária da Rocha. Uso do blog na prática pedagógica. In: MERCADO, L.P. L. (org). Práticas de Formação de Professores na Educação a Distância . 1ª Ed. Maceió: Edufal, 2008 </li></ul><ul><li>NEGROPONTE, Nicholas. A Vida Digital . São Paulo: Companhia das Letras, 1995. </li></ul><ul><li>OLIVEIRA, Rosa Meire Carvalho de. Aprendizagem mediada e avaliada por computador: a inserção dos blogs como interface na educação. In: SILVA, Marco; SANTOS, Edméa (orgs). Aprendizagem em educação online . São Paulo: Loyola, 2006. </li></ul><ul><li>TAPSCOTT, Don. A Hora da Geração Digital: como os jovens que cresceram usando a internet estão mudando tudo, das empresas aos governos . Rio de Janeiro, Agir Negócios, 2010. </li></ul><ul><li>TRACTENBERG, Leonel; STRUCHINER, Miriam. Aprendizagem colaborativa em pesquisa na web e na construção de mapas hipermídia. In: BARROS, D. M. V. et al (orgs); Educação e Tecnologias: reflexão, inovação e práticas. Lisboa, 2011. Disponível em: http://livroeducacaoetecnologias.blogspot.com/ . Acesso em 21/04/2011 </li></ul>
  19. 19. Blogs : Fomento à produção textual em salas de aula do Ensino Fundamental Patrícia Michele Muniz Vilas Boas [email_address] http://patymichele.blogspot.com
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×