Ásia Oriental
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Ásia Oriental

on

  • 24,974 views

 

Statistics

Views

Total Views
24,974
Views on SlideShare
24,097
Embed Views
877

Actions

Likes
2
Downloads
255
Comments
0

7 Embeds 877

http://geoblogueiro.blogspot.com 475
http://geoblogueiro.blogspot.com.br 322
http://www.slideshare.net 73
http://www.geoblogueiro.blogspot.com 4
http://translate.googleusercontent.com 1
http://www.google.com.br 1
http://geoblogueiro.blogspot.pt 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Ásia Oriental Ásia Oriental Presentation Transcript

  • Ásia Oriental
  • Ásia Oriental – Extremo Oriente
  • República Popular daChina 中华人民共和国 View slide
  • China
    • A palavra China costuma referir-se a regiões que, em termos mais específicos não fazem parte dela, como é o caso da Manchúria, da Mongólia Interior, o Tibete e Xinjiang. Nos meios de comunicação ocidentais, “China” refere-se, normalmente, à “República Popular da China”
    Bandeira da República Popular da China View slide
    • A China aparece desde cedo na história das civilizações humanas a organizar-se enquanto nação (ainda que a identidade nacional chinesa seja complexa), demonstrando um pioneirismo notável em áreas como a arte e a ciência, ultrapassando largamente, na altura, o resto do mundo.
    • Em cerca de 1000 a.C. , a China consistia num conjunto complexo e intrincado de reinos de pequenas dimensões. Foi governada durante séculos por dinastias.
    A China na história
  • China - localização
  • China – aspectos gerais Capital - Pequim (Beijin) Área - 9.536.499 km² [terceiro maior país do mundo] População – 1.300.000.000 habitantes Língua - Mandarim e Dialetos Religiões - Budismo, Islamismo e Cristianismo Moeda - Yuan Economia: A economia chinesa é notada por alto nível de crescimento orientado à exportação. A sua transformação em economia mista, foi iniciada por Deng Xiaoping em 1978, após a falha da economia planificada em desenvolver os sistemas produtivos chineses a níveis aceitáveis. Em 1997 a China abandonou de vez o socialismo de mercado para o capitalismo convencional, acabando com o principio de propriedade estatal e executando um segundo maciço programa de privatização. Para selar sua condição de economia globalizada, em 2001 a China foi aceita na Organização Mundial do Comércio.
  • Campos de arroz em montanhas
  • Campos de arroz em montanhas
  • Plantação de arroz em montanhas
  • Plantações de arroz já crescidas
  • Plantações de arroz em planície
  • Hong-Kong
  • China – aspectos físicos HIDROGRAFIA A China contém uma larga variedade de paisagens, sobretudo planaltos e montanhas a oeste e terras de menor altitude a leste. Como resultado, os rios principais correm de oeste para leste (Chang Jiang, o Huang He (do oriente-central), o Amur (do nordeste, etc) e, por vezes, em direção ao sul (Rio das Pérolas, Rio Mekong, Brahmaputra, etc). Todos estes rios deságuam no Pacífico. Rio Amarelo Rio Chang Jiang
  • O rio Yangtzé ou Yang-Tsé , também conhecido como rio Azul , Iansequião ou ainda Chang Jiang . é o maior rio da Ásia, percorrendo 6.300 quilômetros desde sua nascente, nos montes Kunlum (Qinghai e Tibete), até ao mar da China Oriental, sempre na República Popular da China. Sua bacia hidrográfica (de 1.800.000 a 1.942.500 km²) irriga as regiões mais férteis da China.
  • Rio Amarelo , também conhecido como Huang He , é o segundo mais longo rio da China, medindo 5.464 km, e tem uma bacia de 752.000 km ² . É de grande importância para a economia chinesa pois o seu vale tem terras férteis, bons pastos e importantes jazidas minerais. Foi nesse rio que a civilização chinesa começou.
  • Himalaias China – relevo País de grandes montanhas, zonas montanhosas, planícies e colinas ocupam o 65% da superfície continental. Segundo a alinhação podemos distinguir cinco sistemas de montanhas. A cordilheira de Kunlun, ao norte do Himalaya, separa a alta planície de Qinghai-Tibete do deserto de Taklamakan, três dos seus cumes superam os 7.000 metros: Muztag, Muztagata e Kongur; a cordilheira Tianshan, mais ao norte com as seus cumes nevados; a cordilheira Xingan, no noroeste da China; e por último a cordilheira Hengduam e Qilian. As montanhas atingem especial altitude no setor ocidental para descender progressivamente para a costa. Planícies de Heilongjiang.
    • Devido às suas grandes dimensões territoriais, a China apresenta diversos conjuntos climáticos. Porém destacam-se na definição geo-climática do país quatro climas: De Montanha: à sudoeste, ocasionado pela cordilheira do Himalaia; Continental Árido: na região central e abragendo a maior parte do território do país, o que explica a baixa densidade demográfica e o pouco desenvolvimento urbano dessa região; Subtropical: à sudeste; Temperado Continental: à região nordeste, onde há cerca de 70% da concentração populacional do país.
    China – clima
  • China – população Com uma população de mais de 1,3 bilhão de pessoas, a China mantém uma política rígida de planejamento familiar, centrada no conceito de "uma criança por família". O objetivo do governo é estabilizar o crescimento populacional no início do século XXI. Sua qualidade de vida, pelo método do PIB per capita, se compara a pobres países africanos. Enquanto que as grandes metrópoles chinesas não perdem em nada para cidades como Tóquio e Nova Iorque, a população rural - e a maioria absoluta da população concentra-se no campo e vive em condições de miséria totais, em alguns casos vivendo em condições idênticas há centenas de anos.
  • Coréia do Norte República democrática popular da coréia 조선 민주주의 인민 공화국 朝鮮民主主義人民共和國
  • Coréia do Norte - localização
  • Coréia do Norte - história A história da Coreia do Norte começa quando acaba a Segunda Guerra Mundial, em 1945. Neste ano os japoneses foram expulsos da península coreana e forças soviéticas e estadunidenses ocuparam a área. Os soviéticos estabeleceram-se ao norte do paralelo 38 e os estadunidenses ao sul. Formaram-se dois países divididos que reclamavam o direito sobre toda a península, cada um proclamando ser o legítimo representante do povo coreano. Em 27 de julho de 1953 foi assinado um armistício entre o comandante do exército norte-coreano e um representante da ONU , criando uma zona desmilitarizada entre os dois países. Um regime de partido único tal qual o soviético foi implantado no país e tem sido assim até hoje. Guerra da Coréia
  • Coréia do Norte – aspectos gerais Capital : Pyongyang Língua oficial: coreano Área total - 120,540 km² Moeda: Won norte-coreano Independência do Japão 15 de Agosto de 1945 Economia A Coréia do Norte apresentava bons índices de desenvolvimento econômico e industrial durante todo o terceiro quarto do século XX, graças à ajuda da URSS e ao cenário econômico mundial, mas a partir da crise do petróleo nos anos 1970 o país sucumbiu diante da modernização tecnológica e econômica dos países capitalistas e não mais conseguiu se reerguer. As relações econômicas com o exterior são mínimas e o país recebe ajuda alimentar da ONU . Relatos de melhoras econômicas estão associadas às novas alianças estratégicas e a incrementação das transações com a China. As principais atividades são a indústria pesada e a agricultura.
  • Coréia do Norte – aspectos físicos A Coreia forma uma península que se estende cerca de 1 100 km a partir do continente asiático. A parte norte da península, incluindo a Coréia do Norte, tem um terreno composto principalmente por colinas e montanhas, separadas por vales profundos e estreitos, a norte e a leste, e planícies costeiras principalmente a oeste. O ponto mais elevado da Coréia é o Paektu-san , com 2 744 m. Os rios principais são o Tumen e o Yalu , que desenha a fronteira norte com a Manchúria chinesa. Mapa topográfico da Coréia do Norte
  • Lago Celestial
  • Bases Aéreas
  • FONTE: http://img123.imageshack.us/img123/79/koreabm5.jpg
  • Coréia do SUL – república da coréia - 대한 민국 大韓民國
  • Coréia do Sul - localização
  • Coréia do Sul – história A História da Coréia do Sul ocorreu depois do fim da Segunda Guerra Mundial em 1945, as superpotências do mundo dividiram a Coréia em duas zonas de influência, seguindo-se, em 1948, a instalação de dois governos: um norte comunista e um sul influenciado pelos Estados Unidos. Em Junho de 1950 começou a Guerra da Coreia . O sul, apoiado pelos Estados Unidos, e o norte apoiado pela União Soviética acabaram por atingir uma situação de impasse e foi assinado um armistício em 1953, dividindo a península ao longo da zona desmilitarizada, próxima do paralelo 38, que tinha sido a linha de demarcação original. Guerra da Coréia
  • Coréia do Sul – aspectos gerais Capital: Seul Área Total: 99.646 km² Língua oficial: coreano Religiões: budismo, taoísmo e confucionismo Economia: A Coréia do Sul possui a décima segunda maior economia do mundo (14ª pela paridade de poder aquisitivo) e a terceira maior da Ásia, atrás apenas do Japão e da China (e da Índia, por PPA). Sendo parte dos tigres asiáticos, o país atingiu um rápido crescimento econômico com a exportação de manufaturados. População: A população da Coréia é uma das mais homogêneas, etnicamente e linguisticamente, do mundo.
  • Coréia do Sul – aspectos físicos A paisagem da metade sul da Coréia consiste em cadeias montanhosas parcialmente cobertas de floresta, a leste, separadas por vales profundos e estreitos, e de planícies costeiras densamente povoadas e cultivadas, a sul a e oeste. O clima local é relativamente temperado, com a precipitação a ser mais forte no verão, durante uma breve estação chuvosa chamada jangma , e com invernos que podem por vezes ser muito frios. Cadeia montanhosa coreana
  • Seul – capital da Coréia do Sul
  • Portal Namdaemun
  • Japão - 日本国
  • Japão - localização
  • Japão – pequeno histórico A ocupação do Japão por grupos humanos teve início entre 10 a 28 mil anos atrás em um período pré-cerâmico, quando povos caçadores-coletores chegaram às ilhas vindos do continente através de istmos. O país foi unificado pela primeira vez no século IV pelo clã Yamato. Depois de governado por diversos xogunatos, alguns com políticas agressivas, viu-se isolado por 250 anos até fins do século XIX. As dificuldades de relação internacional e as crises mundiais estimularam movimentos ultra-nacionalistas, levando-o a II Guerra mundial junto com a Alemanha, sofrendo graves conseqüências. Nas três décadas seguintes, houve grande crescimento econômico movido pela exportação de produtos de alta tecnologia. Guerreiros japoneses
  • Japão – aspectos gerais Área : 377.864 km²(em quatro grandes ilhas - Honshu, Kyushu, Shikoku e Hokkaido - e 6.848 outras menores) Capital : Tokyo População : 127,3 milhões (outubro 2001) nome oficial : Japão (Nippon) Idioma : japonês A economia do Japão é um florescente complexo de indústria, comércio, finanças, agricultura e todos os outros elementos de uma estrutura econômica moderna. A economia da nação encontra-se em um avançado estágio de industrialização, suprida por um poderoso fluxo de informação e uma rede de transportes altamente desenvolvida. Um dos traços da economia japonesa é a importante contribuição da indústria e da prestação de serviços, tais como o transporte, do comércio por atacado e a varejo e dos bancos ao produto interno líquido do país, no qual os setores primários, como a agricultura e a pesca, têm hoje em dia uma quota menor. Outro traço é a importância relativa do comércio internacional na economia japonesa.
  • Japão – aspectos físicos O país é formado por quatro grandes ilhas, Honshu, Shikoku, Kyushu e Hokkaido, e seu arquipélago é formado por mais de três mil ilhas. Cerca de 75% do país é montanhoso com uma cordilheira no centro das ilhas principais, de forma que as pequenas planícies costeiras se tornam as áreas mais povoadas do país. Localizado no Círculo de fogo do Pacífico há 80 vulcões ativos no país e os sismos são muito comuns, ocorrendo mil deles sensíveis por ano. Os rios japoneses são curtos e de águas ligeiras. Atingem o mar pouco depois de sua nascente nas montanhas acima e formam geralmente deltas em forma de leque. Os lagos e o Monte Fuji
  • O Japão de ontem
  • O Japão de hoje
  • Vaso sanitário Tecnologia japonesa
  • Tecnologia japonesa Automóvel
  • Tecnologia japonesa
  • Tecnologia japonesa Jogos eletrônicos
  • Tecnologia japonesa Comunicação
  • Tecnologia japonesa Robótica
  • Mongólia
  • Mongólia - localização
  • Mongólia – pequeno histórico A região correspondente à Mongólia atual foi ocupada por diversas tribos nômades, segundo relatos chineses [que controlaram a região por séculos] anteriores a Cristo. Os mongóis propriamente ditos podem ter tido sua origem no século IX, tendo entrado em constantes conflitos com os chineses. No início do século XX, a república assumiu o regime comunista imposto pela URSS, em 1925. A República Popular da Mongólia só foi reconhecida pela China em 1946. As dissenções entre Rússia e China fizeram com que as relações entre China e Mongólia fossem praticamente encerradas em 1990. Desde então, a Mongólia experimenta um regime parlamentarista com eleições diretas a cada quatro anos. O domínio de Genghis Khan – séc. XIII
  • Mongólia – aspectos sócio-econômicos Capital: Ulaanbaatar Língua oficial: Calca Mongol Área   Total: 1.566.500 km² População: (2003) 2.712.315 hab.  Independência: 11 de julho de 1921 A Mongólia tem o seu próprio grupo étnico, que compreende 85% da população do país, a língua oficial é falada por 90% das pessoas e 96% da população é budista. A Economia é baseada na produção agro-pastoril, com 90% das exportações constituídas de animais e derivados, mas muito limitada pela distância da Mongólia do mar, e pelas precárias estradas sem infra-estrutura. A grande dependência de ajuda estrangeira levou o país a uma preparação inadequada para os rigorosos invernos, e houve grandes perdas de animais, o que empobreceu a muitos. Quase um terço da população vive em extrema pobreza. A mudança da economia centralizada e dependente da URSS para uma economia de mercado foi traumática. Hoje o país é pobre com uma economia defasada.
  • Mongólia – aspectos físicos A maior parte do território da Mongólia é composta por planaltos, com cadeias montanhosas no norte e no oeste. A altitude média de todo o país é de aproximadamente 1.500 m. A taiga (floresta de coníferas) cobre áreas extensas ao norte do país. Os montes Altai se situam no oeste e o Deserto de Gobi, arenoso, cobre uma ampla extensão do sul ao leste, enquanto o resto do país é coberto por estepes, com vegetação rasteira e herbácea. O clima é temperado continental e muito áspero, quase subpolar, com verões geralmente amenos e invernos longos e gelados. Deserto de Gobi
  •  
  •  
  •  
  •  
  •