Your SlideShare is downloading. ×
V encuentro sema luiza chomenko
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

V encuentro sema luiza chomenko

244
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
244
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. POLITICA ESTADUAL DE CONSERVACIÓN DEL BIOMA PAMPA V Encuentro de ganaderos de pastizales naturales y Tercer seminario “o gado e o pampa” Lavras do Sul, Rio Grande do Sul – Brasil 27 a 29.outubro.2011 Palestrante: LUIZA CHOMENKO – FZB/MCN
  • 2. Chomenko,l.2011 CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE COMO FATOR DE CONTRIBUIÇÃO AO DESENVOLVIMENTO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
  • 3. Chomenko,l.2011 Objetivo geral do projeto : Promover a conservação e recuperação da biodiversidade, mediante o gerenciamento integrado dos ecossistemas e a criação de oportunidades para o uso sustentável dos recursos naturais, com vistas ao desenvolvimento regional.
  • 4. Chomenko,l.2011 Objetivos Específicos a) Conservar a biodiversidade através de adoção de políticas públicas que promovam o desenvolvimento de sistemas de gestão e práticas de produção, fortalecendo as áreas protegidas em Unidades de Conservação; b) Promover ações de recuperação em áreas importantes para a conservação da biodiversidade, onde se verifica fragilidade e agressão à biodiversidade do RS; c) Elaborar avaliações técnicas das áreas de alta importância biológica, em especial, no bioma Pampa;
  • 5. Chomenko,l.2011 d) Garantir a função, a dinâmica e a evolução dos ecossistemas e das espécies endêmicas e ameaçadas de extinção ocorrentes no território do RS; e) Fomentar a conscientização e a percepção públicas sobre a biodiversidade junto aos diversos setores da sociedade, integrando o tema às perspectivas produtivas, educando e capacitando nos diversos níveis; f) Desenvolver instrumentos de gestão integrada, necessários para que se atinja o manejo eficiente e sustentável da biodiversidade e dos recursos naturais, inclusive dos recursos hídricos, que lhe dão suporte;
  • 6. Chomenko,l.2011 O Projeto RS-Biodiversidade está em consonância com os preceitos legais, em especial a Convenção da Biodiversidade (CDB), que passou a vigorar no Brasil a partir de 1994. Os sítios escolhidos como Áreas Prioritárias do Projeto no RS foram definidos levando em conta áreas consideradas de extrema ou de muito alta importância para conservação da biodiversidade pelo Ministério do Meio Ambiente – MMA, evidenciando integração entre as prioridades de âmbitos nacional e estadual.
  • 7. Chomenko,l.2011
  • 8. Chomenko,l.2011 1 2 3 4
  • 9. Chomenko,l.2011 US$ 5,0 milhões – GEF/BIRD US$ 6,1 milhões – Contrapartida
  • 10. Chomenko,l.2011 Ações envolvendo distintas ênfases :
    • Promoção da Biodiversidade em Propriedades Rurais
    • Preparação e Implantação de Experiências e Práticas de
    • Conservação da Biodiversidade
      • Apoio à Utilização de Práticas (500 produtores apoiados)
    • 2. Apoio ao Gerenciamento da Biodiversidade
      • 2.1 - Produção de Conhecimento para a Gestão da Biodiversidade
      • Conservação da biodiversidade em áreas de alta importância
      • biológica
      • Promoção e difusão da valoração econômica dos serviços
      • ambientais
    • Definição de estratégias para influir nas políticas públicas de
    • manejo de espécies exóticas invasoras
  • 11. Chomenko,l.2011
      • 2.2 Instrumentos para gestão
      • Implantação de SIG sobre a biodiversidade
      • Definição e implantação de sistema de indicadores biológicos e socioeconômicos para monitoramento da biodiversidade
      • Elaboração de ZEE no Litoral Médio
      • Estratégia de conservação da biodiversidade em propriedades privadas
      • Aplicação de instrumentos de incentivo à utilização de práticas de
      • conservação da biodiversidade
      • Sistema de certificação de produtos da biodiversidade do Estado
  • 12. Chomenko,l.2011
    • 2.3 Proteção e Conservação de Áreas e Espécies Ameaçadas
    • Elaboração de Planos de Ação – TORs em elaboração.
      • Restauração e conservação dos ecossistemas do entorno do
      • Parque Estadual do Espinilho;
      • Conservação das abelhas nativas no Escudo Sul-rio-grandense,
      • através de sua utilização sustentável;
      • Conservação dos ecossistemas marinhos costeiros e de influência
      • fluvial como forma de desenvolvimento para o município de São
      • José do Norte e entorno . (em revisão)
  • 13. Chomenko,l.2011
      • Implementação de Ações de Recuperação
      • Conservação e uso sustentável do butiá ( Butia capitata ) no Litoral
      • Médio do RS.
      • A conservação e o uso sustentável da diversidade de espécies
      • ornamentais nativas no Bioma Pampa como fator de
      • desenvolvimento no Escudo Sul-rio-grandense
      • Conservação do bioma Pampa através da integração de ações de
      • minimização da fragmentação de habitats e identificação do
      • potencial biológico;( ref. controle/manejo capin annoni )
      • Avaliação da sucessão ecológica da vegetação campestre e fauna
      • associada em áreas de campos naturais no Pampa gaúcho: subsídios
      • para a restauração e o manejo sustentável das pastagens nativas em
      • áreas privadas com uso pastoril
      • Estruturação do Sistema de Unidades de Conservação
  • 14. Chomenko,l.2011
      • 2.4 Educação e Divulgação da Biodiversidade
      • Educação dirigida às Instituições de Ensino
      • Educação dirigida a Grupos Específicos
      • Educação atividades conjuntas
      • Divulgação da Biodiversidade
      • 2.5 fortalecimento institucional
      • Capacitação de recursos humanos
      • Capcitação institucional
  • 15.
      • Divulgação da Biodiversidade
      • A FZB vem desenvolvendo ações relacionadas com o pampa, e destacando-se a participação em inúmeros eventos , e ainda com destaque especial para a exposição “nosso pampa desconhecido”.
      • Nos últimos meses, esteve exposta no BANRISUL-ag. Central P. Alegre,
      • no SERPRO – Ag. Porto Alegre;
      • No período de 26 a 29.outubro, estará exposta em Lavras do Sul, durante o evento internacional da Alianza del Pastizal , “ V Encuentro de Ganaderos de Pastizales Naturales en Brasil” , e em novembro , estará em, Sta. Vitoria do Palmar, em outro evento internacional.
  • 16. A exposição, organizada por Biol. Luiza Chomenko e Glayson Bencke da FZB , tem imagens do fotógrafo profissional ADRIANO BECKER,, e foi patrocinada em sua confecção inicial pelo projeto RS - Biodiversidade, no ano 2008. Desde então vem sendo levada a muitos eventos . Atualmente se esta à BUSCA DE PATROCINIO para o lançamento de um livro relacionado com o mesmo tema / imagens desta exposição. A seguir uma pequena amostra de algumas fotos :
  • 17. Exposição no SERPRO (Serviço Federal de Processamento de Dados), em P. Alegre,no período de 19.setembro 04.outubro.2011
  • 18.  
  • 19.  
  • 20. Da perfeita integração entre os elementos naturais e os edificados pelo homem surgem cenários idílicos, singelos, inspiradores, que nos trazem à memória paisagens distantes, como se no Pampa houvesse um pouco de cada parte do mundo.
  • 21. Na língua quíchua, “ pampa ” significa “planície”. Porém, no Pampa gaúcho há muito mais do que extensas planuras. Coxilhas, cerros, pequenas serras e relevos de contornos suavemente ondulados interrompem a monotonia da paisagem, configurando panoramas variados e de grande beleza cênica. Paisagem em Pedras Altas
  • 22. O veste-amarela (Xanthopsar flavus), encontrado em ambientes de campos naturais, é uma das várias espécies do Pampa mundialmente ameaçadas de extinção e símbolo de iniciativas internacionais pela preservação do bioma. Lavras do Sul
  • 23. As geadas, assim como as estiagens de verão, estão entre os vários fatores ambientais que condicionam a vegetação natural no Pampa, restringindo o crescimento de plantas lenhosas e deixando o caminho aberto para as gramíneas e as ervas, em geral mais resistentes aos rigores do clima pampiano. Manhã de geada em Lavras do Sul
  • 24. No Pampa existem numerosas espécies de plantas de grande valor ornamental, como a Alstroemeria isabelleana, ameaçada de extinção no Rio Grande do Sul. Várias dessas plantas são alvo de biopirataria, sendo coletadas ilegalmente no Estado para serem propagadas e comercializadas em outros países. Lavras do Sul
  • 25. "Me perco, às vezes, contemplando a estrada que se prolonga ao rumo do infinito; Atrás, há um rastro de ilusão passada, à frente, os sonhos de um viver bonito." ( Colmar Duarte, Estradas de Vida e Tempo) Área de Proteção Ambiental do Ibirapuitã, Alegrete
  • 26. Chomenko,l.2011 Avaliação da paisagem, composição, estrutura e dinâmica de comunidades terrestres e aquáticas na APA do Ibirapuitã – Bioma pampa: Potencialidades, conflitos de uso e sustentabilidade PELD – programa de pesquisas ecologicas de longa duração EDITAL MCT/CNPq nº 59/2009
  • 27. Chomenko,l.2011 Os estudos serão realizados na APA (área de proteção ambiental) do Ibirapuitã, Unidade de Conservação , (UC) localizada nos municípios de Alegrete, Quarai, Santana do Livramento e Rosário do Sul e inserida no Bioma Pampa (Campos) no sul do Brasil. Objetivos gerais: O presente projeto tem como objetivos gerais efetuar o mapeamento de uso e de cobertura do solo da Área de Proteção Ambiental do Ibirapuitã, caracterizar a estrutura das comunidades terrestres e aquáticas, avaliando a sua evolução ao longo de uma série temporal de longa duração e a sua variação em relação à disponibilidade hídrica e impactos advindos das atividades de pecuária e agricultura, a fim de identificar conflitos e potencialidades de práticas sustentáveis.
  • 28. Chomenko,l.2011 Metas As metas propostas serão atingidas através do desenvolvimento de oitos subprojetos e podem ser resumidas como segu: • Identificação das formas de interação entre os elementos bióticos e abióticos dominantes na APA do Ibirapuitã, e como estas interagem com atividades humanas nas áreas alvo direto e seu entorno; • Criação de mecanismos conjuntos com a administração da APA que possibilitem uma gestão ambiental, social , cultural e economicamente sustentáveis , e sirvam de modelo para serem levados para outras regiões; • Promoção de ações de divulgação / educação ambiental nas regiões abrangidas pelo projeto , e outras com as quais se mantenham processos de integração;
  • 29. Chomenko,l.2011 • Incremento às coleções científicas de referência da flora e fauna do Bioma Pampa; • Contribuição para o alcance de meta de proteção do Bioma Pampa , em atendimento à resolução 03/2006-CONABIO; • Colaboração com outras instituições nacionais e internacionais no sentido de promover a conservação de campos nativos de regiões temperadas.
  • 30. Chomenko,l.2011
  • 31. Chomenko,l.2011
  • 32. Chomenko,l.2011
    • SGG – SECRETARIA GERAL DE GOVERNO
    • PROJETOS ESTRATEGICOS DO GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
    • Objetivo 2.2 – fomentar a cooperação e integração federativa e a
    • cooperação internacional , em especial com o MERCOSUL
  • 33. Chomenko,l.2011 PROJETO: Incentivos para la conservación de los pastizales naturales del cono sur (“bioma pampa”) O Projeto foi desenvolvido no âmbito da iniciativa Alianza del Pastizal , com financiamento do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), e conduzido para a Secretaria de Meio Ambiente (SEMA) e para os projetos estratégicos do Estado pela Fundação Zoobotanica (FZB/RS), instituição vinculada à SEMA. Objetivo principal: contribuir para a conservação dos campos naturais (=nativos) da região do cone sul, no contexto das propriedades rurais privadas , por meio do desenvolvimento de incentivos aos proprietários e administradores de terras como forma de reconhecimento oficial dos governos nacionais e estaduais aos serviços ambientais proporcionados por estes ambientes.
  • 34. Chomenko,l.2011 O Estado RS vem participando há muitos anos com atividades diversas relacionadas com a Alianza del Passtizal; As atividades iniciaram-se com integração de ações relacionadas com pesquisa ornitológica e suas interfaces com pecuária, tendo-se ampliado posteriormente para varias outras ações , destacando-se:
  • 35. Chomenko,L.2011 La Alianza del Pastizal, reuniendo las voluntades de un amplio espectro de actores de la región de los pastizales (campos o pampas) de una extensa región de Uruguay, la Argentina, el sur del Brasil y el sur del Paraguay, propone señalar con un sello diferenciador a las carnes cuyo proceso de producción contribuye a la conservación de los pastizales naturales y su biodiversidad. CARNES DEL PASTIZAL
  • 36. Chomenko,L.2011 Protocolo de carnes del pastizal A estratégia do programa de implementação de carnes del pastizal consiste em melhorar a politica e gestão da atividade pecuária bovina baseada em campos naturais. O selo de Carnes del Pastizal , associado ao logo da alianza del pastizal permitira aos consumidores identificar e preferir um produto amigável com os campos e que resulte num suporte para importante superfície de campos nativos em seu local de origem, onde se preservam espécies típicas de campos nativos e ainda espécies silvestres de plantas e animais cuja sobrevivência esta ameaçada de extinção.
  • 37. Chomenko,l.2011
  • 38. Chomenko,L.2011 Arroz del pastizal Nos mesmo moldes que se criou o programa de carnes del pastizal, a AP, desenvolveu durante o ano de 2010 , um projeto PILOTO denominado “projeto arroz” e que deve ser entendido como uma primeira fase de atividades da AP que se propõem a juntar esforços no sentido de promover um cultivo de arroz e conservação da biodiversidade no pampa do cone sul , sul americano.( foram envolvidas dezenas de instituições publicas e privadas da America do Sul e Europa) O objetivo básico É O DESENVOLVMENTO DE AÇÕES que conduzam à melhoria do perfil ambiental do cultivo de arroz em cada pais integrante da AP.
  • 39. Chomenko,L.2011
  • 40. Chomenko,L.2011 Projeto de cooperação técnica Alianza del Pastizal /BID INCENTIVOS PARA LA CONSERVACIÓN DE LOS PASTIZALES NATURALES EM EL CONO SUR Se propõem a impulsionar políticas de incentivo regional à conservação dos campos nativos no âmbito das propriedades privadas rurais no cone sul : Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina. Entidade impulsora do projeto: Birdlife International , através da iniciativa parfa a conservação dos campos nativos do cone sul da America do Sul/Alianza del Pastizal(Aves Argentinas, Aves Uruguai, Guyra Paraguai e SAVE Brasil.
  • 41. Chomenko,L.2011 Governos envolvidos : Republica do Paraguai, Republica Oriental do Uruguai, Estado do Rio Grande do Sul-Brasil, e as províncias de Entre Rios, Santa Fé e Formosa da Argentina. Meta: desenvolver um sistema de reconhecimento oficial dos serviços ambientais oriundos dos pastizales nativos e campos do do Pampa e do sul da America do Sul, sob forma de incentivos aos produtores rurais que realizam uso sustentável dos mesmos .
  • 42. Chomenko,l.2011 Há que destacar ainda que dois pesquisadores da FZB fazem parte da Alianza del Pastizal , na categoria de conselheiro (Biol. Glayson Bencke) e integrante da mesa directiva (Biol. Luiza Chomenko).
  • 43. Chomenko,l.2011 Além destas atividades especificas , há muitas outras que fazem parte da rotina das instituições, e que envolvem parcerias formais ou informais , ações de educação ambiental e divulgação de temas relacionados com o pampa.
  • 44. Chomenko,l.2011
  • 45. Chomenko,l.2011
  • 46. Chomenko,l.2011
  • 47. Chomenko,L.2011 BIOL. DRA. LUIZA CHOMENKO MCN / FZB - RS, Brasil Rua Salvador França, 1427 Fone : 0xx.51.3320.2087 / 3320.2000 Fax : 0xx.51.3336.1778 90690.000 - Porto Alegre R. G. do Sul - Brasil e-mail : chomenko@fzb.rs.gov.br 90690.000 - Porto Alegre R. G. do Sul - Brasil e-mail : [email_address]