• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Guia AlimentaçãO 02
 

Guia AlimentaçãO 02

on

  • 8,463 views

 

Statistics

Views

Total Views
8,463
Views on SlideShare
8,463
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
65
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Guia AlimentaçãO 02 Guia AlimentaçãO 02 Document Transcript

    • 1 APRESENTAÇÃO Alimentação e nutrição são direitos fundamentais do ser humano inseridos na Declaração dos Direitos Humanos. A OMS (Organização Mundial de Saúde) iniciou em 2002 um projeto com estratégias mundiais para alimentação saudável, atividade física e saúde. No Brasil, o Programa Fome Zero é um exemplo de política pública comprometida com a promoção da saúde nutricional. Neste contexto, programas que visam a educação nutricional são de suma importância sobretudo na Escola Pública onde as desigualdades sociais se fazem presentes, uma vez que na sociedade globalizada a desnutrição e/ou a obesidade cada vez mais, tomam proporções alarmantes. Produções e reflexões educacionais podem levar a desenvolver práticas que minimizem este problema, principalmente através de ações sociais concretas: preparo de alimentos mais saudáveis, combate ao desperdício e valorização da saúde em detrimento de padrões estéticos. Observa-se na prática que a menor presença das mulheres dentro de casa, em todos os estratos sociais, levou ao empobrecimento dos conhecimentos sobre ingredientes e técnicas caseiras de preparo dos alimentos e ao aumento do consumo de produtos industrializados, rejeitando o ato de cozinhar devido ao tempo e trabalhos demandados. A mídia também tem papel fundamental nas escolhas alimentares, ditando padrões que na maioria das vezes não estão relacionados à qualidade nutricional, mas à aquisição de alimentos como bens de consumo e modismos. Este material pedagógico de apoio contempla um conjunto de atividades metodológicas que propõe o estudo do tema Alimentos com a preocupação de proporcionar o rompimento de barreiras conceituais do educando e consequentemente a melhoria da aprendizagem. As diversas atividades presentes no material juntamente com o acervo que a escola já possui, permitirá o aprofundamento e a reflexão do tema em discussão. O Caderno Pedagógico é composto de: • atividade de sensibilização (diagnóstico dos alimentos consumidos preferencialmente pelos adolescentes); • atividade de levantamento bibliográfico sobre o valor nutricional dos alimentos consumidos preferencialmente por adolescentes; • textos para aula expositiva com atividades de fixação e reforço; • textos e esquemas complementares; • utilização de imagens comparativas para análise de doenças ligadas à obesidade para questionamentos sobre a influência de fatores socioeconômicos e da mídia ; • roteiro para utilização de software sobre nutrição; • receitas com a forma de preparo e aproveitamento total dos alimentos evitando o desperdício para utilização em seminário; • sugestões de atividades diversas: campanha com recursos audiovisuais para divulgação dentro do ambiente escolar sobre valores alimentares e prevenção de doenças; sugestão de filmes e sites. O caderno pedagógico também contempla algumas possíveis formas de avaliação para cada atividade desenvolvida e algumas sugestões de leituras. Bom trabalho a todos!
    • 2 1. SENSIBILIZAÇÃO ________________________________________________________________ Objetivo: partindo do levantamento da realidade do educando despertar o interesse para posterior discussão do conteúdo Alimentos. Conteúdo: Alimentos consumidos preferencialmente por adolescentes. Tempo previsto para esta unidade: 1 hora-aula ___________________________________________________________________________ Encaminhamento metodológico: DIAGNÓSTICO DOS ALIMENTOS CONSUMIDOS PREFERENCIALMENTE POR ALUNOS DA 7º SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL Assinale com um x o que melhor representa seu comportamento alimentar: Consome todos Consome quase Consome de vez Não consome os dias todos os dias em quando Café da manhã Verduras e legumes Leite Refrigerantes Guloseimas (sorvetes, chocolates, balas, doces) Lanches rápidos
    • 3 Em seguida, vamos elaborar um gráfico que represente o perfil alimentar da turma: Análise do gráfico: a) Quais os hábitos que predominaram nesta turma? ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ b) Na sua opinião, existem alguns hábitos que poderiam ser modificados? Quais? ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ c) O que leva as pessoas a modificarem seus hábitos alimentares? ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ Estratégia de avaliação: o aluno deverá participar trazendo sua própria tabela de consumo de alimentos preenchida e ajudar na construção coletiva do gráfico da turma, compreendendo que é uma nova forma de representar a mesma realidade, apresentando-a juntamente com as questões respondidas ao professor(a). ___________________________________________________________________________
    • 4 2. EXPLORAÇÃO ________________________________________________________________ Objetivo: aproximar o aluno do ambiente da biblioteca escolar familiarizando-o com as diferentes fontes de pesquisa e proporcionando a oportunidade de selecionar e resumir o material encontrado focando no tema proposto. Conteúdo: O valor nutricional dos alimentos consumidos preferencialmente por adolescentes. Tempo previsto para esta unidade: 2 horas-aula. ___________________________________________________________________________ Encaminhamento metodológico: PESQUISA BIBLIOGRÁFICA: FAÇA UMA PESQUISA BIBLIOGRÁFICA SOBRE O VALOR NUTRICIONAL DOS SEGUINTES ALIMENTOS CONSUMIDOS PREFERENCIALMENTE POR ADOLESCENTES a) Batatas fritas: uma porção grande de batatas fritas, dessas encontradas em cadeias de fast food famosas fornecem até 570 calorias (30 gramas de gordura e até 8 gramas de gorduras trans!) e quase nenhum micronutriente importante. * b) Balas, pirulitos, chicletes e similares: estes alimentos além de ricos em calorias, ricos em açúcar e zero de vitaminas e minerais são cheios de aditivos e corantes, que podem causar alergias em crianças. * c) Cerveja: uma lata de cerveja fornece até 150 calorias vindas do malte... e quase nada a mais e as calorias derivadas do álcool tendem a ser estocadas como gordura no abdome.* d) Bolachas, biscoitos, arroz e pão brancos: fornecem carboidratos, um mínimo de vitaminas do complexo B * e) Refrigerantes: o consumo de refrigerantes elevava o risco de sobrepeso e obesidade em crianças e adolescentes, pois apresentam uma grande quantidade de açúcar, além dos aditivos e corantes.* f) Chocolates: por conter muita gordura aumenta a quantidade de colesterol no organismo, entupindo as artérias e aumentando o risco de doenças cardíacas.* g) Lanches rápidos (hambúrguer, cachorro quente):alto teor energético e por ser frito o hambúrguer tem alto valor calórico sem contar com as calorias do queijo.* h) Frutas, verduras e legumes: frutas e verduras são alimentos ricos em vitaminas, minerais, fibras e fitoquímicos. Por serem alimentos tão ricos recomenda-se o consumo de 5 porções destes alimentos ao dia, isto significa cerca de 400gramas para um adulto. Esta recomendação visa a prevenção de condições que incluem obesidade, hipertensão, diabetes e câncer.* * (respostas esperadas)
    • 5 ___________________________________________________________________________ Estratégia de avaliação: através da observação de atitudes e comportamentos durante a realização da pesquisa dentro dos seguintes critérios: ___________________________________________________________________________ Atitudes e comportamentos Pouco Razoavelmente Muito Demonstra interesse nas atividades___________________________________________________________________ Ouve atentamente as Explicações da profª___________________________________________________________ Executa a tarefa proposta____________________________________________________________________ Registra as informações importantes__________________________________________________________________ Demonstra respeito pela Profª e colegas____________________________________________________________________ Coopera com colegas quando solicitado___________________________________________________________________ Fonte: Gioppo,C; Silva, R.V; Barra, V.M.M. A avaliação de Ciências Naturais no Ensino Fundamental CINFOP. UFPR. Curitiba, 2006, disponibilizado pela autora aos participantes PDE/2008 em 17/06/2008 durante o Seminário Temático. __________________________________________________________________________________________ 3. EXPLICAÇÕES: ________________________________________________________________ Objetivos: agente de veiculação de informações facilitando a compreensão do tema proposto através da leitura de textos e discussão em sala de aula, levando o educando a incluir o conhecimento científico no rol de seus saberes e articulando com a seqüência de atividades. Conteúdos: Pirâmide alimentar. Nutrientes presentes nos alimentos. Sais minerais. Recomendações para uma alimentação saudável. Vitaminas. Alimentos a serem evitados. Cozinha inteligente. Tempo previsto para esta unidade: 10 horas-aula ___________________________________________________________________________ Encaminhamento metodológico: 3.1. COMO POSSO MANTER O MEU CORPO EM ESTADO DE “PERFEITO FUNCIONAMENTO”? Ingerindo diferentes tipos de alimento você mantém a saúde. O alimento é essencial para for mar nosso corpo, fornecer energia, proteger e reagir à doenças. Os exercícios físicos evitam a flacidez, fragilidade dos ossos e músculos e tornam o corpo saudável e atraente. .
    • 6 3.2. QUAIS OS ALIMENTOS QUE DEVEMOS INGERIR DIARIAMENTE? a)Pirâmide Alimentar: A pirâmide alimentar é um instrumento aprovado pela OMS (Organização Mundial de Saúde) que serve de orientação para uma alimentação saudável. Mas, para escolher os alimentos, primeiramente é necessário conhecê-la: Fonte: S.T.PhILIPP et al. 1996. Ilustração: Graziela Mantoanelli Dados de Porções: software "Virtual Nutri" A pirâmide possui 4 níveis que indicam os grupos de alimentos essenciais para manutenção da saúde. Estes níveis estão divididos em 8 grandes grupos: • Nível 1: dos carboidratos, sendo altamente energéticos, estão na base da pirâmide. Exemplos: pães, massas, raízes, tubérculos, cereais, biscoitos, farinhas, mandioca. • Nível 2: alimentos ricos em sais minerais, vitaminas e fibras que ajudam a regular o metabolismo. Exemplos: frutas (laranja, maçã, melancia) e hortaliças (couve-flor, abobrinha, pepino).
    • 7 • Nível 3: contempla alimentos ricos em proteínas, tendo função estrutural no organismo. Exemplos: carnes, ovos, feijão, soja, lentilha (atuam na regeneração dos tecidos, produção de enzimas e compostos do sistema de defesa), leite e seus derivados (maiores fontes de cálcio, atua na contração muscular e formação de ossos e dentes). • Nível 4: contempla alimentos ricos em lipídios (ou gorduras)e também os açucares, possuem pouco valor nutritivo e alto valor energético. Estão no topo da pirâmide e devem ser consumidos em pequenas quantidades De acordo com os nutricionistas (profissionais que estudam do Estado do Paraná. Fonte: Banco de imagens do Portal Educacional a nutrição humana) todos os grupos de alimentos são importantes para suprir as necessidades de nutrientes dos indivíduos e manter sua saúde e devem ser consumidos atendendo aos princípios da variedade (diferentes grupos de alimentos), moderação (tenha bom senso, sem exageros) e equilíbrio (tanto a quantidade como a qualidade são importantes para o nosso corpo). A quantidade de alimentos de cada grupo, a serem ingeridos, depende da idade, do sexo, da condição fisiológica e da atividade física de cada indivíduo. ___________________________________________________________________________ SUGESTÃO DE ATIVIDADE Durante uma semana preencha o quadro abaixo com o conteúdo das suas refeições. Compare com a dos colegas e discuta sobre o equilíbrio dos diferentes grupos alimentares. Observando atentamente o que você anotou na tabela responda: a) Quais os dois grupos que você ingeriu em maior quantidade durante a semana? ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ b) Quais os dois grupos que você ingeriu em menor quantidade? ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________
    • 8 Tabela individual de consumo de alimentos durante a semana: Segunda- Terça- Quarta- Quinta- Sexta- Sábado Domingo feira feira feira feira feira Café da manhã Lanche Almoço Lanche da tarde Jantar Ceia c) Comparando a sua ingestão de alimentos com o que sugere o texto sobre pirâmide alimentar o que você considera que poderia fazer para melhorar a sua alimentação? ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________
    • 9 b) Nutrientes presentes nos alimentos: Schirley Terezinha de Oliveira Os nutrientes presentes nos alimentos podem ser enquadrados em três grupos, de acordo com suas funções: a) nutrientes plásticos: são representados principalmente pelas proteínas, que entram na constituição de diversas partes da célula; b) nutrientes energéticos: fornecem a maior parte da energia do corpo: são os açúcares (carboidratos) e as gorduras (lipídios). c) nutrientes reguladores: para que nosso corpo trabalhe em harmonia, são necessários nutrientes reguladores, como as vitaminas e os sais minerais, que controlam a queima de açúcares, a produção de proteínas, a formação dos ossos etc. NUTRIENTES PLÁSTICOS: 1. PROTEÍNAS São macromoléculas, isto é, substâncias cuja partícula mínima representativa é muito grande. No processo digestivo, elas são hidrolisadas (quebradas na interação com a água) em moléculas menores chamadas aminoácidos. Estas, após serem absorvidas serão transformadas novamente para constituir as proteínas necessárias para manter a vida. Todas as reações biológicas só acontecem na velocidade que as células exigem porque existem milhares de enzimas, proteínas que catalisam estas reações, ou seja, aumentam suas velocidades. Como exemplo, podemos citar a enzima lactase que atua sobre a lactose (açúcar do leite). Algumas proteínas desempenham função estrutural, como as queratinas, que constituem os cabelos, as unhas e os chifres, o colágeno, que é uma proteína dos tecidos.
    • 10 conjuntivos, a actina e a miosina, que são proteínas de tecidos musculares. A caseína do leite e a albumina da clara de ovo são exemplos de proteínas que têm função específica de nutrir1. As proteínas são importantes no fornecimento do material necessário ao crescimento.Os alimentos que possuem proteínas são as carnes (boi, porco, aves, coelho rã, peixe), ovos, leite, feijão entre outros. _________________________________________________________________________________________ SUGESTÃO DE ATIVIDADE: ATIVIDADES PRÁTICAS DE LABORATÓRIO Educacional do Estado do Paraná. Fonte: banco de imagens do Portal 1. Identificação da proteína presente na clara de ovo. Materiais necessários: tubos de ensaio com suportes, clara de ovo, solução de hidróxido de sódio e solução fraca de sulfato de cobre. Procedimento: • Coloque um pouco de clara de ovo em um tubo de ensaio. • Pingue algumas gotas da solução de hidróxido de sódio sobre a clara de ovo. • Em seguida, goteje a solução de sulfato de cobre. • Observe a coloração. Resultados: a) O que você observou? Observei a mudança de coloração para tonalidade violeta._________________________ b) O que este resultado nos indica? Indica a presença de proteína na clara de ovo____________________________________ c) Pesquise o nome da proteína presente na clara do ovo: Albumina________________________________________________________________ _ 2 .Identificação da proteína presente no leite: Materiais necessários: tubos de ensaio com suporte, leite de vaca, ácido nítrico concentrado, hidróxido de amônio (amoníaco), lamparina à álcool, fósforo e pinça de madeira. Procedimento: • Coloque um pouco de leite em um tubo de ensaio. • Em seguida acrescente ácido nítrico concentrado. 1 BOFF, E.T.O (Org.); HAMES,C; FRISON,M.D. Alimentos: produção e consumoUnijuí, 2006, 88p.
    • 11 • O leite irá coagular formando um precipitado. • Coloque um pouco do precipitado em outro tubo de ensaio, acrescente hidróxido de amônio. • Aqueça-o utilizando uma pinça de madeira e lamparina ou bico de Bunsen até ficar amarelado. • Esfrie o tubo com jatos de água na pia. Resultado: As reações químicas que você observou representam a presença de proteína no leite. Pesquise o nome desta proteína e anote. Caseína___________________________________________________________________ Fonte:BARROS,C.O corpo humano- programas de saúde. Ed. Ática. 48ª ed.1996.72p. _________________________________________________________________________________________ Educacional do Estado do Paraná Fonte: Banco de imagens do Portal NUTRIENTES ENERGÉTICOS 1.CARBOIDRATOS O Açúcar é uma forma possível dos hidratos de carbono, são formados por carbono, hidrogênio e oxigênio. Tem função energética e estrutural, pois participam da arquitetura corporal dos seres vivos. a) Monossacarídeos: são formados por moléculas simples. • Glicose ou dextrose: uma das principais fontes de energia, encontrada em frutas, resulta da quebra de açucares mais complexos. • Frutose: é o açúcar presente nas frutas, mel, cereais e vegetais. • Galactose:componente da lactose que é o açúcar presente no leite. b) Dissacarídeos: são formados de duas a dez unidades de monossacarídeos. • Maltose: resulta da digestão do amido, é encontrada como substância de reserva da célula vegetal e tem função energética. • Sacarose (açúcar de mesa) apresenta-se no estado sólido e cristalino, Açúcar Cristal Refinado ou Açúcar Refinado Fino. É usado para alterar - adoçar o gosto de bebidas e alimentos. Produzido comercialmente a partir de cana-de-açúcar (Sacharum officinarum) ou de beterraba (Beta vulgaris) é formado por uma molécula de glicose e uma de frutose. • Lactose: é o açúcar presente no leite e derivados, formado por glicose e galactose. Para ser digerida necessita da presença de uma enzima chamada lactase. c) Polissacarídeos: formados por mais de dez unidades de monossacarídeos.
    • 12 • Amido: sintetizados a partir do processo de fotossíntese pelos vegetais para servirem de reserva energética, é encontrado na forma de grãos nas sementes (arroz, feijão, trigo),caules (batatinha) e raízes (mandioca). Pode ser utilizado na fabricação de gomas utilizadas em lavanderias e fabricação de papel e tecidos, colas, xaropes, adoçantes, álcool etílico e outros. • Celulose: principal componente das paredes celulares das plantas,não é digerido pelo organismo humano, pois, este não produz uma enzima que promova a sua digestão.Tem função de fibra dietética na alimentação humana, promovendo o bom funcionamento do intestino: aumentam e umidificam o bolo fecal evitando a constipação intestinal. • Glicogênio: forma de armazenamento de açúcar nas células animais principalmente no fígado, que é responsável pela manutenção da glicemia entre as refeições (é uma reserva de glicose que pode ser utilizada por todos os órgãos do corpo). No músculo o glicogênio fica armazenado para ser utilizado na contração muscular (uma corrida, por exemplo). __________________________________________________________________________ SUGESTÃO DE ATIVIDADE Pesquise as formas de apresentação da sacarose: Açúcar mascavo (açúcar bruto): açúcar petrificado, de coloração variável entre caramelo e marrom, resultado da cristalização do mel-de-engenho, e ainda com grande teor de melaço.* Açúcar demerara: açúcar granulado de coloração amarela, resultante da purgação do açúcar mascavo, e com teor de melaço em sua composião, mais utilizado para exportação.* Açúcar refinado granulado: Puro, sem corantes, sem umidade ou empedramento e com cristais bem definidos e granulometria homogênea. O açúcar refinado granulado é muito utilizado na indústria farmacêutica, em confeitos, xaropes de excepcional transparência e mistura seca em que são importantes pelo aspecto, escoamento e solubilidade.* Açúcar refinado amorfo: Com baixa cor, dissolução rápida, granulometria fina e brancura excelente, o refinado amorfo é utilizado no consumo doméstico, em misturas sólidas de dissolução instantânea, bolos e confeitos, caldas transparentes e incolores.* Glaçúcar: O conhecido açúcar de confeiteiro, com grânulos bem finos, cristalinos, produzido diretamente na usina, sem refino e destinado à indústria alimentícia, que o utiliza em massas, biscoitos, confeitos e bebidas.* O xarope invertido: Com 1/3 de glicose, 1/3 de frutose e 1/3 de sacarose, solução aquosa com alto grau de resistência à contaminação microbiológica, que age contra a cristalização e a umidade. É utilizado em frutas em calda, sorvetes, balas e caramelos, licores, geléias, biscoitos e bebidas carbonatadas.* O xarope simples ou açúcar líquido: Transparente e límpido, é também uma solução aquosa, usada quando é fundamental a ausência de cor, caso de bebidas claras, balas, doces e produtos farmacêuticos.*
    • 13 Açúcar orgânico: Produto de granulação uniforme, produzido sem nenhum aditivo químico, tanto na fase agrícola como na industrial, e pode ser encontrado nas versões clara e dourada. Seu processamento segue princípios internacionais da agricultura orgânica e é anualmente certificado pelos órgãos competentes. Na produção do açúcar orgânico, todos os fertilizantes químicos são substituídos por um sistema integrado de nutrição orgânica para proteger o solo e melhorar suas características físicas e químicas. Evita-se doenças com o uso de variedades mais resistentes, e combate-se pragas, como a broca da cana, com seus inimigos naturais – vespas, por exemplo.* Pesquise o que é o açucar mascavo ou rapadura: Açúcar Mascavo ou Rapadura de Cana-de-Açucar é o açúcar não refinado. Têm alto valor nutritivo, superando em quase dez vezes os sais minerais presentes nos açúcares brancos refinados. É exatamente esse alto teor de ferro, magnésio, cálcio, manganês e outros minerais que ajuda a combater doenças como a anemia e a osteoporose* * (respostas esperadas) ___________________________________________________________________________ 2. LIPÍDIOS São os óleos e as gorduras. Os produtos de origem animal são todos ricos em gordura, excetuando o leite e produtos lácteos desnatados, o peixe branco e a carne muito magra. A gordura animal, quando consumida em excesso pode aumentar a Fonte: Banco de Imagens do Portal produção de colesterol no organismo e no sangue, podendo levar a Educacional do Estado do Paraná. obesidade e outras doenças. Serve como reserva e fonte de energia, e no intestino, as gorduras veiculam e facilitam a absorção das vitaminas lipossolúveis, como as A, D, E e K. São fontes de origem vegetal: azeite de oliva, óleos de canola, milho, soja, girassol e algodão, margarina. Fontes de origem animal: manteiga, banha, toucinho. __________________________________________________________________________________________ SUGESTÃO DE ATIVIDADE Pesquise o significado das palavras: a)Triglicerídeos:triglicerídeos são uma forma de gordura que circula na corrente sangüínea e é armazenada no tecido adiposo do corpo. O nível alto de triglicerídeos está associado a um aumento no risco de doenças do coração, especialmente quando está associado a colesterol alto e outros fatores de risco.* b) Colesterol: o Colesterol é uma substância lipídica que pode ser encontrado tanto na carne de animais e seus derivados (colesterol exógeno) como sintetizada no organismo pelo fígado (colesterol endógeno) . Normalmente o colesterol é necessário em muitas funções corporais
    • 14 complexas, incluindo a síntese do estrogênio, androgênio e progesterona, que são hormônios responsáveis pelas característica sexuais secundárias, masculinas e femininas; e ainda manter nossas células nervosas.* Pesquise o valor considerado normal para estas taxas presentes no sangue: a) Triglicerídeos: Normal Menor que 150 mg/dl * b) Colesterol: Colesterol total: * Menos de 29 anos abaixo de 200 mg % de 30 até 39 anos abaixo de 225 mg % de 40 até 49 anos abaixo de 245 mg % acima de 50 anos abaixo de 265 mg % Para o HDL Colesterol dão como valores normais:* Homens de 30 a 70 mg % Mulheres de 30 a 90 mg % Para o LDL Colesterol* homens e mulheres 50 a 190 mg % Pesquise a diferença entre colesterol LDL e HDL: Os 2 componentes mais importantes do colesterol são chamados LDL (lipoproteína de baixa intensidade), o tão chamado "colesterol ruim" e o HDL (lipoproteína de alta intensidade) o "bom colesterol".* * ( respostas esperadas) __________________________________________________________________________ NUTRIENTES REGULADORES ____ 1. SAIS MINERAIS Os sais minerais são necessários em pequenas quantidades no nosso organismo, sendo chamados micronutrientes. Podem ser divididos em dois grupos: • Micronutrientes:devem ser consumidos em quantidades menores de 20mg/dia, fazem parte desse grupo o zinco, o cobre e o selênio. • Macronutrientes: devem ser consumidos em quantidades maiores que 100mg/dia, fazem parte desse grupo o fósforo, o potássio e o cálcio.
    • 15 _________________________________________________________________________________ SUGESTÃO DE ATIVIDADE: CÁLCIO: é o mineral mais abundante no corpo humano, sendo componente importante dos ossos e dos dentes. É essencial para a coagulação do sangue e necessário ao funcionamento normal de nervos e músculos, inclusive o cardíaco, bem como ao funcionamento normal da membrana plasmática (permeabilidade seletiva)e na respiração celular. Previne a osteoporose, coágulos e ajuda a reduzir a pressão arterial. Participa da estrutura protéica dos ácidos nucléicos (histonas). É encontrado em vegetais verdes (pouca quantidade), leite e derivados, ostra, sardinha, soja. Os sinais de deficiência incluem cãibras, nervosismo, palpitações e unhas quebradiças, depressão, insônia. Fonte: banco de imagens CLORO: Participa no equilíbrio ácido-base e na manutenção do do Portal Educacional do Ph sangüíneo. O cloro secretado pela mucosa gástrica como Estado do Paraná. ácido clorídrico atua na digestão dos alimentos . É encontrado no leite, ovos, carnes, sal de cozinha e frutos do mar. COBALTO: componente da vitamina B12, essencial para a produção das hemácias, estimulando o crescimento e combatendo as afecções cutâneas. Sua falta leva à anemia perniciosa. Encontrado em carnes, laticínios e no tomate. COBRE: Atua na integridade cardiovascular e na saúde do SNC, funcionando em equilíbrio com o zinco e a vitamina C na formação da elastina, uma proteína da pele. Componente das enzimas respiratórias e enzimas que participam da síntese da hemoglobina. Encontrado no fígado peixe, mariscos, chocolate, trigo integral, feijão, ervilha, amendoim, nozes, centeio, banana, damasco, passas, ameixa, batata e espinafre. CROMO: seu papel não é totalmente conhecido, mas sabe-se que ele participa, junto com a insulina na metabolização de açúcares dentro do organismo, mantendo os níveis ideais de açúcar no sangue. Reduz os níveis de colesterol. Encontrado em carne, queijos e laticínios, cereais integrais, batata, fígado, levedo de cerveja, frutas e legumes verdes. ENXOFRE: participa do metabolismo das proteínas, essencial para a atividade metabólica normal; importante na conversão de alguns metais pesados tóxicos em compostos solúveis em água, ajudando na sua eliminação e facilita a digestão Encontrado em carnes e vegetais como: nozes, alho, cebola, rabanete, repolho, couve-flor, agrião, laranja e abacaxi. FLÚOR: combina-se com o fosfato de cálcio presente nos dentes, formando fluoropatita, muito mais resistente. Com isso os dentes ficam protegidos da ação corrosiva dos ácidos produzidos pela fermentação de bactérias da boca, evitando a cárie.Previne a dilatação das veias e cálculos da vesícula. É encontrado na água fluorada, agrião, alho, brócolis, beterraba, aveia, couve-flor, cebola, maçã, trigo integral. A ingestão excessiva favorece o aparecimento de manchas nos dentes. FÓSFORO: Componente dos ossos e dos dentes. Desempenha papel importante no metabolismo de gorduras, carboidratos e proteínas. Mantém a integridade do sistema nervoso central e dos rins. Auxilia o corpo na utilização de vitaminas, junto com o cálcio e a vitamina D combate o raquitismo. Encontrado em leite e derivados, carne, miúdos, peixe, ovos, nozes, cereais integrais, leguminosas FERRO: componente da hemoglobina (proteína encontrada nas hemácias, que atua como
    • 16 veiculador de oxigênio), mioglobina e enzimas respiratórias; fundamental para a respiração celular. Associado a proteínas e zinco, é essencial durante a fase de crescimento e na gravidez. A vitamina C pode aumentar a absorção de ferro em até 30%. Encontrado no fígado, coração, ostras, feijão, carnes, gema de ovo, nozes, frutas secas, azeitona legumes e vegetais verdes. Sua deficiência provoca anemia, hemorragia intestinal e fluxo menstrual irregular, interfere também na absorção de cálcio e no metabolismo, favorecendo o aparecimento de fraturas. GERMÂNIO: tem ação antioxidante em tubos de ensaio. É encontrado na babosa, confrei, alho, ginseng, cogumelo shitake e cebola. IODO: componente dos hormônios da glândula tireóide, que estimulam o metabolismo do corpo e controlam o fluxo de energia; ajuda no metabolismo de gorduras e ativa o funcionamento cerebral. Encontrado em frutos do mar, sal de cozinha iodado, laticínios, agrião, alcachofra, alface, cenoura, ervilha, aspargo, rabanete, tomate, alho, cebola. Sua carência pode acarretar bócio (papo formado pelo crescimento da glândula tireóide), falta de memória, dificuldade de aprender a ler, cansaço diário e retardamento físico e mental (em crianças). MAGNÉSIO: é vital para a estrutura dos ossos, necessário para o funcionamento normal de nervos e músculos, controlando a excitabilidade neuromuscular Ativa diversas enzimas que atuam no processo digestivo, ajudando a metabolizar os carboidratos Juntamente com o cálcio, atua na permeabilidade das membranas. Participa, nas plantas, da molécula de clorofila, indispensável para o processo de fotossíntese. Atua como protetor do músculo cardíaco. Encontrado em cereais integrais, frutas cítricas, gema de ovo, amêndoa, castanha de caju, milho, ervilha, soja, vegetais verdes (salsinha, agrião, espinafre), alimentos marinhos, tomate e mel. MANGANÊS: importante para o crescimento,intervém no aproveitamento do cálcio, fósforo e vitamina B1. Encontrado em cereais integrais, gema de ovo, amendoim, nozes, feijão, banana, arroz integral e vegetais verdes (alface),beterraba e milho. . POTÁSSIO: juntamente com o sódio influencia a contração muscular e a atividade dos nervos, atua no metabolismo de carboidratos e proteínas. É encontrado em carnes, leite,espinafre, banana, laranja, azeitona verde, ameixa seca,arroz integral, vinagre de maçã ,figo, ervilha, e lentilha. Estudos demonstram que dietas ricas em potássio previnem a hipertensão e doenças cardiovasculares; sua deficiência ou excesso pode levar a problemas cardíacos e a diminuição da atividade muscular. SELÊNIO: faz parte das enzimas destruidoras de radicais livres ( Os radicais livres são estudados como causadores de envelhecimento e várias doenças, como problemas no coração e câncer). Está associado ao metabolismo de gorduras e vitamina E e asíntese de hormônios tireoidianos. Encontrado na cebola, na castanha-do-pará, na carne, no peixe (salmão) e frutos do mar em geral, em grãos, no leite, na água, frango. SÓDIO: importante no balanço de líquidos do corpo (atua na retenção de líquidos corporais); essencial para a condução do impulso nervoso, previne a coagulação sanguínea e impede o endurecimento do cálcio e do magnésio o que leva à formação de cálculos biliares e nefríticos. Fontes: sal de cozinha, em alimentos marinhos, cebolinha verde, queijo, nozes,agrião, aveia, cenoura e salsão. ZINCO: componente de muitas enzimas, atua em várias funções metabólicas vitais, como digestão, síntese de proteínas e de ácidos nucléicos, estando relacionado à multiplicação celular; mantém os níveis sanguíneos de vitamina A, faz parte da molécula de muitas enzimas antioxidantes. Encontrado em carne, ovos, peixe, fígado, nozes e leguminosas.
    • 17 Em um texto de pelo menos 10 linhas escreva sobre a importância dos sais minerais na nossa alimentação: ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ 2. VITAMINAS Vitaminas são substâncias orgânicas essenciais, obtidas através da nossa alimentação, uma vez que o organismo não consegue fabricá-las. São fundamentais para o funcionamento normal do organismo e sua carência pode provocar doenças. Foram descobertas no início do século XX (1912) por Casimir Funk, um bioquímico polonês que Fonte: Banco de Imagens do Portal batizou-as de vitaminas (“vita”, vida, e “aminas”, compostos Educacional do Estado do Paraná orgânicos organizados em torno do nitrogênio). Na preparação dos alimentos são perdidas muitas vitaminas: algumas vitaminas dissolvem-se rapidamente na água, usada na preparação de ensopados e vegetais cozidos, como as vitaminas do complexo B e a vitamina C. As vitaminas A, D, E e K, como são lipossolúveis, dissolvem-se facilmente no óleo usado na preparação dos alimentos. Além disso, a alta temperatura usada no preparo das refeições estraga as moléculas de muitas vitaminas. Observe no quadro a seguir que as vitaminas assinaladas(*) não resistem ao cozimento; são termolábeis e as assinalaladas com (**) são lipossolúveis. A vitamina D não é encontrada pronta na maioria dos alimentos; estes contêm, em geral, um precursor que se transforma na vitamina, quando exposto aos raios ultravioleta da luz sol.
    • 18 Doenças provocadas pela Fontes Funções no organismo Vitaminas carência (avitaminoses) problemas de visão, secura fígado de aves, animais e da pele, diminuição de combate radicais livres, formação A (**) cenoura glóbulos vermelhos, dos ossos, pele; funções da retina formação de cálculos renais óleo de peixe, fígado, regulação do cálcio do sangue e dos D (**) raquitismo e osteoporose gema de ovos ossos verduras, azeite e dificuldades visuais e E (**) vegetais alterações neurológicas desnutrição, má função do atua na coagulação do sangue, K (**) fígado e verduras fígado, problemas previne osteoporose intestinais cereais, carnes, verduras, atua no metabolismo energético dos B1 beribéri levedo de cerveja açúcares inflamações na língua, atua no metabolismo de enzimas, B2 leites, carnes, verduras anemias, seborréia proteção no sistema nervoso. fígado, cogumelos, fadigas, cãibras metabolismo de proteínas, gorduras B5 milho, abacate, ovos, musculares, insônia e açúcares leite, vegetais crescimento, proteção celular, carnes, frutas, verduras e seborréia, anemia, B6 metabolismo de gorduras e cereais distúrbios de crescimento proteínas, produção de hormônios formação de hemácias e B12 fígado, carnes anemia perniciosa multiplicação celular atua no fortalecimento de sistema laranja, limão, abacaxi, imunológico, combate radicais livres C (*) kiwi, acerola, morango, escorbuto e aumenta a absorção do ferro pelo brócolis, melão, manga intestino. noz, amêndoa, castanha, lêvedo de cerveja, leite, eczemas, exaustão, dores H metabolismo de gorduras, gema de ovo, arroz musculares, dermatite integral metabolismo dos aminoácidos, cogumelos, hortaliças anemia megaloblástica, M ou B9 formação das hemácias e tecidos verdes doenças do tubo neural nervosos insônia, dor de cabeça, manutenção da pele, proteção do ervilha, amendoim, fava, PP ou B3 dermatite, diarréia, fígado, regula a taxa de colesterol no peixe, feijão, fígado depressão sangue Disponível em < http://www.suapesquisa.com/ecologiasaude/tabela_vitaminas.htm> Acesso em 27 nov. 2008. A quantidade média necessária de vitamina C para homens e mulheres, a partir dos 15 anos, é de 60 miligramas (mg) diárias. No entanto, especialistas do Conselho Nacional de Pesquisa dos Estados Unidos (National Research Council) estão revisando essa quantia com objetivo de aumentá-la: o novo valor, em estudo, poderá variar de 100 mg até, no máximo, 200 mg por dia para pessoas na faixa etária citada. Se a nova recomendação for aprovada, essa cota poderá ser facilmente atingida consumindo-se, em média, 1 goiaba ou 2 laranjas-pêra por dia. Existe uma larga faixa de pessoas com a chamada deficiência marginal: elas têm vitamina a menos, mas não chegaram a ponto de apresentarem sintomas específicos de doença. Sentem coisas diversas como cansaço, falta de apetite e irritação constantes, sintomas que geralmente são rotulados como estresse.
    • 19 ___________________________________________________________________________ SUGESTÃO DE ATIVIDADE 1.Vamos completar o diagrama com os nutrientes presentes nos alimentos: 2.O Governo do Estado do Paraná proibiu a venda de balas, bolos, frituras e outros alimentos ricos em açúcar e gordura nas cantinas escolares. Qual a sua opinião sobre esta proibição? ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ 3.Quais alimentos você considera mais adequados para serem vendidos em cantinas? ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________
    • 20 4.Complete a segunda coluna da tabela citando as vitaminas presentes nos seguintes alimentos ALIMENTOS VITAMINAS leites, carnes, verduras Vitamina B2* verduras, azeite e vegetais Vitamina E* laranja, limão, abacaxi, kiwi, acerola, Vitamina C* morango, brócolis, melão, manga fígado de aves, animais e cenoura Vitamina A* noz, amêndoa, castanha, lêvedo de cerveja, Vitamina H* leite, gema de ovo, arroz integral cogumelos, hortaliças verdes Vitamina B9* fígado e verduras (repolho, alface) Vitamina K* óleo de peixe, fígado, gema de ovos Vitamina D* fígado, peixe, carne e ovos Vitamina B12* fígado, cogumelos, milho, abacate, ovos, leite Vitamina B5* leite, cereais integrais, legumes e ovos Vitamina B6* cereais, carnes, verduras, levedo de cerveja Vitamina B1* ervilha, amendoim, fava, peixe, feijão, fígado Vitamina B3* * (respostas esperadas) 5. O que são e quais são as vitaminas: a) termolábeis? são vitaminas que não resistem ao cozimento, por exemplo a vitamina C.* b) lipossolúveis? as vitaminas A, D, E e K, como são lipossolúveis, dissolvem-se facilmente no óleo usado na preparação dos alimentos.* 6. Indique quais são e quais as principais funções dos alimentos presentes neste prato: Arroz + feijão+ bife + ovo + salada de alface e tomate + salada de frutas + suco de maracujá Arroz e feijão = fonte de carboidratos, proteínas, fibras, minerais e vitaminas. Embora a sua proteína seja deficienteno aminoácido metionina, com o arroz complementa a qualidade protéica.* Bife de carne bovina = proporciona proteína de alta qualidade, assim como o ovo.
    • 21 Ovo = por ser rico em colesterol, deve ser evitado por quem já possui colesterol alto. É fonte de minerais e vitaminas.* Alface e tomate = fazem parte do hábito do brasileiro para saladas e contribuem para a ingestão de minerais, vitaminas e fibras.* Salada de frutas + suco de maracujá = contribuem com minerais, vitaminas e fibras.* * (respostas esperadas) __________________________________________________________________________ LEITURA COMPLEMENTAR EM DEFESA DA COMIDA Estado do Paraná. Portal Educacional do Fonte: Banco de Imagens do (Texto Michael Pollan) O conceito de nutriente existe desde o início do século XIX. Foi quando William Prout, médico e químico inglês, identificou os três principais componentes dos alimentos — proteínas, gorduras e carboidratos —, que ficariam conhecidos como macronutrientes. Consolidando a descoberta de Prout, Justus von Liebig, grande cientista alemão considerado um dos fundadores da química orgânica, acrescentou alguns minerais à grande árvore e declarou que o mistério da nutrição animal — como o alimento se transforma em carne e energia — havia sido solucionado. Trata-se do mesmo Liebig que identificou os macronutrientes do solo — nitrogênio, fósforo e potássio (conhecidos dos fazendeiros e dos jardineiros pelos símbolos da tabela periódica: N, P, K). Liebig afirmou que tudo de que as plantas precisam para viver e crescer são esses três elementos, e só. Assim como as plantas, as pessoas: em 1842, Liebig propôs uma teoria do metabolismo que explicava a vida estritamente em termos de um pequeno punhado de nutrientes, sem recurso a forças metafísicas tais como o “vitalismo” Desvendado o mistério da nutrição humana, Liebig em seguida desenvolveu um extrato de carne — o Extratum Carnis de Liebig —, que veio a ser um caldo de carne, e elaborou a primeira fórmula de alimento para bebês, que consistia em leite de vaca, farinha de trigo, farinha maltada e bicarbonato de potássio. Liebig, o pai da ciência nutricional moderna, acuou os alimentos e forçou-os a revelar seus segredos químicos. Mas o consenso pós-Liebig de que a ciência de então sabia muito bem o que estava acontecendo nos alimentos não durou muito. Os médicos começaram a notar que muitos dos bebês alimentados exclusivamente com o leite de Liebig não se desenvolviam bem. (Não é de surpreender, já que faltavam em sua fórmula todas as vitaminas e vários aminoácidos e gorduras essenciais.) Os médicos que constataram a freqüência com que os marinheiros adoeciam nas longas viagens oceânicas, mesmo quando recebiam suprimentos adequados de proteínas, carboidratos e gordura, começaram a achar que Liebig talvez tivesse deixado de ver algumas coisinhas nos alimentos. Os químicos claramente estavam passando por cima de alguma coisa — alguns ingredientes presentes nos vegetais frescos (como laranjas e batatas) que milagrosamente curavam os marinheiros. Essa observação levou à descoberta, no início do século XX, do primeiro conjunto de micronutrientes, que o bioquímico polonês Casimir Funk, retomando idéias vitalistas mais antigas, batizou de “vitaminas”, em 1912 (“vita”, vida, e “aminas”, compostos orgânicos organizados em torno do nitrogênio).
    • 22 As vitaminas deram grande contribuição ao prestígio da ciência nutricional. Essas moléculas especiais, que primeiro foram isoladas dos alimentos e mais tarde sintetizadas em laboratório, podiam curar deficiências nutricionais como escorbuto e beribéri quase da noite para o dia, numa demonstração convincente do poder redutivo da química. A partir da década de 1920 as vitaminas viraram moda para a classe média, um grupo que não é notadamente afetado pelo beribéri nem pelo escorbuto. Mas passou-se a acreditar que tais moléculas mágicas também promoviam o crescimento das crianças, uma vida longa para os adultos e, numa expressão da época, “saúde positiva” para todos. (E o que seria exatamente “saúde negativa”?) As vitaminas trouxeram uma espécie de glamour para a ciência da nutrição, e embora determinados segmentos da elite então começassem a comer segundo o ponto de vista dos especialistas em vitaminas, só de fato no fim do século XX os nutrientes passaram a substituir a comida na visão popular do que significa comer. Recomendações para uma alimentação saudável: 1. Não coma nada que sua avó não reconhecesse como comida. 2. Evite comidas contendo ingredientes cujos nomes você não possa pronunciar. 3. Não coma nada que não possa um dia apodrecer. 4. Evite produtos alimentícios que aleguem vantagens para sua saúde. 5. Dispense os corredores centrais dos supermercados e prefira comprar nas prateleiras periféricas. 6. Melhor ainda: compre comida em outros lugares, como feiras livres ou mercadinhos hortifrútis. 7. Pague mais, coma menos. 8. Coma uma variedade maior de alimentos. 9. Prefira produtos provenientes de animais que pastam. 10. Cozinhe e, se puder, plante alguns itens de seu cardápio. 11. Prepare suas refeições e coma apenas à mesa. 12. Coma com ponderação, acompanhado, quando possível, e sempre com prazer. Disponível em http://tigredefogo.wordpress.com/2008/09/10/trecho-do-livro-em-defesa-da-comida-michael-pollan/.Acesso em 27 nov.2008. ___________________________________________________________________________ SUGESTÃO DE ATIVIDADE Vamos representar uma das idéias do texto de outra forma que não a escrita? Após a leitura do texto de Michael Pollan vamos representar por meio de desenhos ou utilizando recortes “um prato de comida do tempo da vovó” com alimentos que não sejam industrializados e que possamos consumir diariamente sem riscos à saúde. Depois vamos socializar fazendo uma exposição dos trabalhos em sala de aula.
    • 23 Comidinha da vovó
    • 24 do Paraná Portal Educacional do Estado Fonte: banco de imagens do 3.3. EXISTEM ALIMENTOS A SEREM EVITADOS? Alguns alimentos se ingeridos em excesso podem prejudicar a saúde. São eles: • Sal: ingerir no máximo duas colheres de chá por dia. O excesso pode elevar a hipertensão, fator de risco para ataque cardíaco. • Açúcar: consumido em excesso pode causar aumento de peso, obesidade, prejudica os dentes facilitando o aparecimento de cárie dental. • Gordura: saturada (ex: manteiga, creme, carne) aumenta a quantidade de colesterol no organismo, entupindo as artérias e aumentando o risco de doenças cardíacas por isso deve ser consumida em pequenas quantidades. • Café e chá: podem prejudicar o sono (possuem cafeína) ediminuem a absorção do cálcio pelo organismo. • Enlatados e embutidos (salsichas, lingüiças, presuntos, frios em geral, etc): o uso de conservantes químicos como os nitritos e nitratos presentes nos alimentos enlatados, nas carnes curadas ou embutidos, na carne seca e no bacalhau (têm a função de manter a cor dos alimentos e protegê-los contra a contaminação de bactérias) no organismo podem converter-se em perigosos agentes cancerígenos (nitrosaminas) que atacam o tecido gástrico. • Churrasco: a queima do carvão produz substâncias cancerígenas, como o alcatrão que também está presente em todos os tipos de alimentos defumados. _________________________________________________________________________ SUGESTÃO DE ATIVIDADE Assistir aos filmes: • O documentário Super Size Me de 2004 (A dieta do palhaço) se inicia quando duas norte-americanas obesas tentaram processar o McDonald´s por causa do aumento de peso. Como perderam a causa, o diretor Morgan Spurlock passou um mês se alimentando apenas nos restaurantes da rede, provando as alterações físicas que podem ocorrer: engordou 11 quilos, passou a sentir fraqueza, náuseas, desânimo, dores de cabeça, entre outros sintomas. Super Size Me traz também entrevistas com especialistas (médicos, nutricionistas e educadores físicos). • O documentário (All jacked up) faz um retrato dos comportamentos alimentares dos mais jovens: Melissa, Raquel, Michael and Danny são adolescentes típicos que, com a ajudar de um narrador, descobrem o que está por trás das grandes marcas de fast food que os atraem com suas propagandas e comidas "viciantes".
    • 25 LEITURA COMPLEMENTAR Schirley Terezinha de Oliveira AS FIBRAS NÃO SÃO DIGERIDAS NEM ABSORVIDAS As fibras são constituídas principalmente de carboidratos complexos, como a celulose, e por alguns componentes protéicos. Não sofre transformações na digestão humana, não sendo, por isso, absorvida e não possui calorias,portanto, não mobilizamos calorias apartir delas.. Está presente na maioria dos vegetais (cenoura, alface, casca de frutas)e nos cereais integrais. Sua ingestão recomendada é de 25 a 35 gramas diárias Uma das principais funções das fibras é estimular os movimentos peristálticos e, portanto, auxiliar na digestão, diminuindo o tempo que os alimentos ficam no intestino. São importantes na formação do bolo fecal. Existem estudos que apontam que as fibras podem ligar-se a substâncias potencialmente tóxicas, portanto, elas são eliminadas, evitando danos ao organismo. Evidências estatísticas indicam que uma dieta rica em fibras reduz o câncer de colo e outros, precisamente porque as fibras se ligam a carcinogênicos suspeitos.2 _________________________________________________________________________________ Estratégia de avaliação: Baseando-se nos textos estudados e nas atividades anteriores comente as seguintes afirmações: (Procure expressar da maneira mais clara possível o seu ponto de vista) Afirmativa 1: “A menor presença das mulheres dentro de casa, em todos os estratos sociais, tem como conseqüência o aumento do consumo de produtos industrializados que poupam tempo e mão de obra.” _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ 2 : Alimentos: produção e consumo/Org.Eva Tersinha de Oliveira Boff (Clarinês Hames, Marli Dallagnol Frison) Ijuí.Ed. Unijuí, 2006, 88p.
    • 26 Afirmativa 2: “ O padrão do que é bom ou moderno não é dado pelo valor nutricional dos alimentos mas, pelo valor que é gerado pela sua publicidade.” __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ Afirmativa 3: “As mulheres rejeitam cada vez mais o ato de cozinhar e conhecem cada vez menos os ingredientes e as tecnologias caseiras de preparo dos alimentos.” __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ Afirmativa 4: “É importante valorizar a atividade de alimentação e a dieta tradicional brasileira.” __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ O aluno demonstra através da redação, a sua formação em relação ao pensamento crítico: Pensamento crítico Adequado Justifica plenamente seu posicionamento frente à questão proposta, utilizando conhecimentos adquiridos nas atividades anteriores. Parcialmente Justifica parcialmente seu posicionamento frente à questão proposta, adequado utilizando alguns conhecimentos adquiridos anteriormente. Inadequado Não é capaz de justificar seu posicionamento frente à questão proposta. Fonte: Gioppo,C; Silva, R.V; Barra, V.M.M. A avaliação de Ciências Naturais no Ensino Fundamental. CINFOP. UFPR. Curitiba, 2006.disponibilizado pela autora aos participantes do Seminário Temático em 17.06.2008.
    • 27 4.APROFUNDAMENTO: ________________________________________________________________ Objetivo: Ampliar as explicações e abordar assuntos relacionados a distúrbios alimentares, padrões de beleza e auto-estima. A importância da dieta balanceada para manter um comportamento alimentar saudável. Conteúdos:Saúde e aparência. Distúrbios alimentares: Obesidade. Bulimia. Anorexia. Comer- compulsivo. Dieta balanceada. Lanches saudáveis. Termo previsto para esta unidade:12 horas-aula ___________________________________________________________________________ Paraná Portal Educacional do Estado do Fonte:Banco de Imagens do Estratégias metodológicas: 4.1. A SAÚDE DO SEU CORPO TEM INFLUÊNCIA NA SUA APARÊNCIA? Hoje em dia valorizam-se principalmente na mídia (Tv, revistas, internet) os corpos com músculos bem esculpidos e com baixo percentual de gordura.Você já notou que alguns jovens sentem-se pressionados (as) a ficar muito magros (as), mesmo estando num peso normal? Será que a aparência considerada perfeita foi sempre a mesma ao longo da história? Observando as pessoas nas ruas, na sala de aula, nos diversos ambientes você já percebeu que a maioria tem pouca semelhança com modelos altas e magérrimas e homens altos e atléticos? Muito pelo contrário, no Brasil 40% da população (mais de 65 milhões de pessoas) está com excesso de peso e 10% dos adultos (cerca de 10 milhões) são obesos. A tendência é mais acentuada entre as mulheres (12% a 13%) do que entre os homens (7% a 8%). Isto pode ser explicado devido a um padrão de comportamento que pode ser resumido em três palavras: sedentarismo, excesso de alimentos e stress. Os jovens passam horas em frente às telas da TV e do computador, aumentaram o consumo de alimentos industrializados, ao mesmo tempo que vivem a tensão gerada pelos padrões estéticos estabelecidos, na maioria das vezes inalcansáveis. A maneira tradicional de preparar os alimentos vem sendo substituída por alimentos industrializados que são mais rápidos e práticos, só que na maioria das vezes menos saudáveis. Estes alimentos rápidos (fast foods) contém uma grande quantidade de gorduras que além de aumentar o peso corporal provocam doenças como arteriosclerose, diabetes, etc.
    • 28 4.2. O QUE SÃO DISTÚRBIOS ALIMENTARES? Os distúrbios alimentares são síndromes complexas nas quais as interações entre fatores ambientais, psicológicos e fisiológicos criam e mantêm o comportamento alimentar perturbado. A grande maioria - mais de 90% - daqueles que sofrem de transtornos alimentares são mulheres adolescentes e jovens. Uma das razões pelas quais mulheres dessa faixa etária são mais vulneráveis a esses transtornos é a tendência de fazerem regimes rigorosos para obterem a silhueta “ideal” ou o “corpo perfeito”. OBESIDADE A obesidade é uma doença complexa e multifatorial caracterizada pelo excesso de tecido adiposo. Fatores genéticos, culturais, relacionados ao comportamento alimentar e a quantidade de atividade física estão entre as causas apontadas por especialistas. Existem dois tipos de obesidade: Disponívelem<http://www.abeso.org.br/revista/revista13/obes_in • Endógena: neste tipo de fantil> Acesso em 03 nov.2008 3 obesidade a causa pode ser uma disfunção glandular ou herança genética. • Exógena: este tipo de obesidade instala-se quando ocorre o desequilíbrio entre a ingestão de alimento e o gasto calórico. O aumento da obesidade tem relação com: o sedentarismo, a disponibilidade atual de alimentos, erros alimentares e pelo próprio ritmo desenfreado da vida atual. O sedentarismo é a causa mais importante do excesso de peso e da obesidade. Quando uma pessoa faz atividade física a primeira coisa que o organismo faz é lançar mão da glicose (açúcar que já estudamos) armazenada nos músculos na forma de glicogênio. Depois de aproximadamente trinta minutos, quando o glicogênio esgota-se, o organismo começa a queimar gordura como fonte de energia. Por isso, é importante realizar atividades físicas (andar de bicicleta, jogar bola, nadar, dançar,andar de skate) além de controlar a ingestão de alimentos hipercalóricos (doces, guloseimas, frituras). . 3 A imagem apresentada foi retirada do site da ABESO (Associação Brasileira para Estudos da Obesidade). Desconheço a existência de quaisquer restrições do seu uso não comercial. Caso tenha registro de direitos autorais, solicito o detentor entrar em contato.
    • 29 Fonte: Marcio Mancini, presidente da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade (Abeso)
    • 30 Fonte: Banco de Imagens do Portal Educacional do Estado do Paraná. COMEDORES COMPULSIVOS A principal característica do comedor compulsivo e dos bulímicos é o episódio chamado “binge-eating” ou “comer- compulsivo”. Esse comportamento é descrito com uma ingestão de alimentos muito energéticos (calóricos), de forma compulsiva, num curto espaço de tempo (inferior a duas horas), até o limite da capacidade gástrica, ingerindo até 20.000Kcal durante um episódio (o máximo já registrado).É mais comum entre mulheres que costumam sentir-se culpadas após estes episódios. Geralmente apresentam dificuldades em emagrecer ou manter o peso. Quase todas as pessoas com esse transtorno são obesas e apresentam história de variação de peso. São propensas a vários problemas clínicos graves associados à obesidade, como o aumento do colesterol, hipertensão arterial e diabetes e problemas cardio-vasculares. O tratamento alcança maior êxito quando é diagnosticados precocemente. Precisa de um plano de tratamento abrangente, em geral, um clínico, nutricionista ou um terapeuta, para trabalhar o lado emocional e que ensine os pacientes a modificar pensamentos e comportamentos anormais em relação aos hábitos alimentares. Assim como ocorre na compulsão pelo álcool, pelas drogas, pelo sexo, ou em outras formas de dependência, as causas profundas do comer compulsivo continuam a ser um mistério para os estudiosos. ________________________________________________________________________ SUGESTÃO DE ATIVIDADE Pesquise outros grupos de ajuda além do que foi citado abaixo: Comedores Compulsivos Anônimos - Grupo de auto-ajuda inspirado no modelo dos Alcoólicos Anônimos. Os membros seguem um programa de recuperação de 12 passos e se reúnem semanalmente para compartilhar experiências. O grupo não cobras taxas e enfatiza a dimensão espiritual da cura. Tel. (41) 33601800 • Abeso – Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade* http://www.abeso.org.br Site com informações úteis sobre o tema. Profissionais respondem às dúvidas dos usuários sobre alimentação, exercício físico e saúde. Você pode calcular seu IMC (Índice de Massa Coropral) e ler artigos e perguntas freqëntes sobre obesidade. Endereço: Rua Tabapuã, 888, Cj 81 e 83 - São Paulo Tel: (11) 3079-2298. Fax: (11) 3079-1732. E-mail: info@abeso.org.br • Amigos do Peso* http://www.amigosdopeso.com.br É uma associação que há anos se dedica a ensinar e a ajudar as pessoas que têm
    • 31 excesso de peso e querem emagrecer com saúde. Amigos do Peso também é indicado para pessoas que querem simplesmente aprender a comer e ter mais saúde e disposição. Tel: 0800 10 19 45. E-mail: amigosdopeso@amigosdopeso. com.br • Dietnet* http://www.dietnet.com.br/News/obinfantil.html Artigo explica causas da obesidade infantil • Ministério da Saúde* http://www.saude.gov.br/alimentacao Dispõe de um telefone para responder a dúvidas sobre obesidade. O site do Ministério da Saúde calcula seu gasto calórico na prática de atividades comuns, como caminhar, cozinhar e varrer a casa e o IMC (Índice de Massa Coropral) Tel: 0800–61-1997. • Obesidade Online* http://www.obesidadeonline.com.br Traz dicas, perguntas e respostas e artigos sobre o tema. • Saúde Brasil* http://www.saudebrasilnet.com.br Artigo sobre obesidade infantil • Hospital de Clínicas da UFPR* http://www.hc.ufpr.br/ O Serviço de Endocrinologia e Metabologia (SEMPR) trata e cura patologias de grande prevalência na população, como diabete, obesidade, distúrbios do crescimento e outros males hormonais. Endereço: Rua General Carneiro,181 Centro - Curitiba - PR. Tel: (41) 3601800 . * (respostas esperadas) _______________________________________________________________________________ BULIMIA NERVOSA Comparada à fome de um boi, a palavra bulimia tem sua etimologia originada do grego: BOUS (boi) e LIMOS (fome). A bulimia tem aumentado nos últimos anos, fato que pode estar relacionado com grandes interesses econômicos, como a indústria do emagrecimento e os meios de comunicação, que vendem a imagem de que para ter um corpo perfeito é necessário ser magro. As pessoas buscam esse objetivo a qualquer custo e acabam pagando, no final das contas, um preço muito alto. Na Bulimia Nervosa ocorre a ingestão de grandes quantidades de alimentos, os episódios de binge-eating (comer compulsivamente) ocorrem pelo menos duas vezes por semana acompanhados por um sentimento de culpa e de falta de controle. Durante o ataque são ingeridos em torno de 2000 kcal, embora já tenha sido relatada a ingestão de mais de
    • 32 6000 kcal, (os alimentos mais utilizados tem alto teor de carboidratos e gordura como, por exemplo, sorvete, pães, doces, chocolates), são ingeridos secreta e rapidamente, às vezes sequer é mastigado, sendo que na maioria das vezes o indivíduo nem sente o gosto do alimento. O indivíduo apresenta também comportamentos compensatórios recorrentes, tais como: vômitos auto-induzidos (que com o tempo tornam-se reflexos), uso de laxantes (pode causar problemas estomacais, digestivos e desidratação) ou diuréticos, regimes rígidos, jejum ou exercícios vigorosos para evitar ganho de peso. Podem ainda apresentar tricotilomia (arrancar os próprios cabelos). Existe normalmente existe uma preocupação persistente e exagerada com a forma física, apresentam baixa auto-estima e um alto grau de ansiedade. Apresentam dificuldades em controlar seus impulsos. O indivíduo bulêmico apresenta fadiga, dor de cabeça. Constipações, dores abdominais, inchaços, nas meninas: ciclos menstruais irregulares, erosão do esmalte dentário,pode ter machucados mãos e dedos por indução do vômito. O tratamento é multidisciplinar, necessitando acompanhamento de vários profissionais (médicos, nutricionistas, terapeutas) para dar suporte ao paciente e à família. ___________________________________________________________________________ SUGESTÃO DE ATIVIDADE: VISITAÇÃO AO SITE SOBRE ANOREXIA E BULIMIA: http://www.anaemia.com.br ANOREXIA De acordo com as estimativas,no Brasil 1 em cada 250 adolescentes sofre de anorexia nervosa. Os anoréxicos desenvolvem um tipo de rejeição à comida que os fazem perder o controle: apresentam compulsão pela comida, seguida de culpa que faz a pessoa utilizar métodos de expulsão do que comeu, de seu corpo. A anorexia desgasta emocionalmente, debilita os órgãos, provoca distúrbios associados à desnutrição, lesa o aparelho digestivo quando há vômitos constantes, provoca arritmias cardíacas, debilita os órgãos, provoca distúrbios associados à desnutrição. Nas adolescentes, os principais sinais da anorexia são o enfraquecimento, a perda de peso visível e a ausência de menstruação (amenorréia) e nos rapazes, a impotência, a dificuldade de atingir a maturação sexual completa e a ausência de libido. Nos jovens pode prejudicar o crescimento. Apresentam quadros de depressão e tendências suicidas.
    • 33 Os adolescentes anoréxicos apresentam uma preocupação exagerada com a aparência, perseguindo padrões de beleza que observam na mídia. Perdem a noção de imagem corporal, quanto mais emagrecem, mais sentem-se gordos, desenvolvendo uma rejeição doentia à comida. Essas pessoas só são levadas à tratamento quando os parentes (pois a pessoa não se vê tão magra) ou amigos próximos percebem que já ultrapassou o limite do normal .O tratamento é multidisciplinar incluindo médicos, nutricionistas, psicólogos com terapia familiar e de grupo.A anorexia possui um índice de mortalidade entre 15 a 20%, o maior entre os transtornos psicológicos, geralmente matando por ataque cardíaco, devido à falta de potássio ou sódio (que ajudam a controlar o ritmo normal do coração). O tratamento é multidisciplinar envolvendo vários profissionais de saúde (médico, nutricionista) e terapeutas. 4.3. O QUE É DIETA BALANCEADA? Uma dieta balanceada baseia-se na filosofia da boa alimentação, as pessoas podem utilizar a pirâmide alimentar(já estudada anteriormente), para auxiliar a compor uma alimentação saudável. O consumo dos grupos alimentares deve levar em conta a variedade e a quantidade dos alimentos presentes na pirâmide. Para uma dieta balanceada não devemos deixar de fora nenhum grupo: • Pães, cereais, arroz e massas (energéticos) • Frutas (reguladores) • Vegetais (reguladores) • Carnes, peixes e ovos (construtores) Fonte: Figura retirada de panfleto publicitário da Gertal - Comp.Geral de Restaurantes e Alimentação, S.A4 • Leite e derivados (construtores) • Gorduras, óleos e doces (energéticos extras) 4 A imagem apresentada foi retirada do panfleto publicitário da Gertal – comp.Geral de Restaurantes e Alimentação S.A.. Desconheço a existência de quaisquer restrições do seu uso não comercial. Caso tenha registro de direitos autorais, solicito o detentor entrar em contato.
    • 34 Escolha os alimentos para consumo em ordem decrescente: energéticos, reguladores, construtores e energéticos extras. . A quantidade a ser consumida de cada alimento é dividida por porções. • Energéticos - 6 a 11 porções • Vegetais - 3 a 5 porções • Frutas - 2 a 4 porções • Carnes, peixes e ovos - 2 a 3 porções • Energéticos extras - uso esporádico ___________________________________________________________________________ 4.4. AFINAL, O QUE É UMA PORÇÃO? Profissionais de nutrição freqüentemente aconselham a inclusão de um determinado número de frutas e vegetais na dieta. Este quadro mostra exemplos de tamanhos de porções de determinadas frutas. Alimentos Porção 1 fruta Maçã, banana, laranja 2 frutas Ameixas 1 colher de sobremesa Frutas secas 1 xícara Uvas e cerejas 1 copo pequeno Suco de frutas 2 colheres de sobremesa Vegetais 1 pote de sobremesa Salada Fonte: Guia da Saúde Familiar - revista ISTOÉ - Volume 16 - 03/2002
    • 35 4.5. EXISTEM “LANCHES” SAUDÁVEIS ? Lanches podem ser saudáveis e nutritivos, assim como de simples preparação. Inclua alimentos com pouco açúcar, gordura e sal e com muitas fibras. Os mais facilmente preparáveis e mais saudáveis alimentos para lanches são as frutas frescas. Frutas frescas Frutas secas (tome cuidado com as calorias) Vegetais crus picados, por exemplo, palitos de salsão e cenoura Pipoca pura Pãezinhos e bolinhos puros Iogurte com pouca gordura ou queijo fresco Biscuits (palitinhos salgados de água e sal) Fonte: Guia da Saúde Familiar - revista ISTOÉ - Volume 16 - 03/2002 ___________________________________________________________________________ PENSE: Uma pessoa que segue uma alimentação saudável precisa recorrer a suplementos alimentares? Pessoas saudáveis que se alimentam diariamente bem, com grande variedade de alimentos, e que não caem numa rotina alimentar monótona, dificilmente terão algum tipo de hipovitaminose. Para essas, não há necessidade de suplementação, que deve ser realizada somente em casos específicos de problemas na absorção, em casos de desnutrição ou ainda em fases específicas de nosso ciclo de vida"* * (resposta esperada)
    • 36 ________________________________________________________________________________ SUGESTÃO DE ATIVIDADE Faça uma lista de atitudes que você pode adotar para manter um comportamento alimentar saudável: • Faça um diário alimentar e anote tudo o que você come. • Obedeça rigorosamente ao horário das refeições, comendo com intervalos de 4 a 5 horas. • Jamais pule refeições. • Quando, fora dos horários, surgir a vontade de comer, busque uma alternativa (caminhada, exercícios físicos etc.) que reduza a ansiedade. • Antes de cada refeição, planeje o que você vai comer e prepare cuidadosamente a mesa e o prato. • Preste a máxima atenção ao ato de comer. Não coma enquanto lê ou assiste televisão. • Mastigue bem e descanse o garfo entre cada bocada. Isso ajuda a controlar a ansiedade. Mas é eficiente também porque existem dois mecanismos que promovem a saciedade. Um, de natureza mecânica, atua rapidamente, com o preenchimento do estômago. O outro, mais lento, depende da troca de neurotransmissores no cérebro. Comendo devagar, a pessoa dá tempo para que esse segundo mecanismo funcione. • Jamais faça compras em supermercados de estômago vazio, para não encher o carrinho com guloseimas. • Não estoque comidas tentadoras (doces, sorvetes, salgadinhos) em casa. Tenha sempre à mão opções saudáveis. • Não vá a festas de estômago vazio. Se, chegando lá, você não resistir à tentação de comer alguma coisa, escolha aquilo de que mais gosta e dispense o resto* * (resposta esperada) 4.6. PADRÕES DE BELEZA Objetivo: Ampliar e aprofundar os conhecimentos adquiridos nas etapas anteriores estabelecendo conexões e aprimorando o pensamento crítico. Interpretação de imagens com objetivo de contextualizá-las através de textos. Conteúdos: Padrões de beleza em diferentes tempos e culturas. Padrões de beleza ditados pela mídia. auto estima. ___________________________________________________________________________ Encaminhamento metodológico COMPARANDO E ANALISANDO PADRÕES DE BELEZA Vamos montar um quadro de imagens comparativas de padrões de beleza.
    • 37 a) No 1º quadro utilizando recortes de jornais e revistas procure imagens que representem os padrões de beleza atuais, feminino e masculino. Cole.
    • 38 b) No segundo quadro desenhe ou recorte e cole exemplos de padrões antigos de beleza:
    • 39 c) No terceiro quadro desenhe ou recorte e cole padrões de beleza de outras culturas:
    • 40 Observando as imagens anteriores escreva um texto de no máximo 15 linhas explicando como os fatores socioeconômicos e como a mídia influencia os padrões de beleza existentes em diferentes tempos e culturas: ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ Estratégia de avaliação: A redação do aluno poderá ser avaliada da seguinte forma: Pensamento crítico_ Adequado Apresenta com clareza as relações existentes entre os padrões de beleza e a_influência da mídia e das condições sócio-econômicas Entendimento parcial Apresenta com clareza as relações existentes entre os padrões de beleza e a_influência da mídia e das condições sócio-econômicas econômicas. Inadequado Não apresentou as relações existentes entre os padrões de beleza, os fatores sócio-econômicos e da mídia_______________________________________ Fonte: Gioppo,C; Silva, R.V; Barra, V.M.M. A avaliação de Ciências Naturais no Ensino Fundamental. CINFOP. UFPR. Curitiba, 2006, disponibilizado pela autora para turma PDE 2008 durante o Seminário Temático em 17.06.2008 em Curitiba.
    • 41 ATIVIDADE DE FIXAÇÂO ___________________________________________________________________________ Objetivo: proporcionar o uso do laboratório de informática como ferramenta pedagógica auxiliando na fixação dos conceitos trabalhados. Conteúdo: Nutrição humana. Tempo previsto para esta atividade: 2 horas-aula. ___________________________________________________________________________ SUGESTÃO DE ATIVIDADE • Acesse o endereço eletrônico: http://www.ib.unicamp.br/lte/bdc/busca.php?tipoMaterial=a%3A1%3A%7Bi%3A0%3Bs%3A8%3A% 22software%22%3B%7D&acao=exibirCategoria • Localize e clique sobre o software nutrição.5 • Acesse , leia com atenção e vá respondendo às seguintes questões: 1.Quais os fundamentos biológicos para os seguintes “apelos” das mães? a) “ coma tudinho para poder crescer cheio de energia” fornecimento de energia* b) “tem que comer verduras e frutas para não ficar doente” fonte de vitamina* c) “coma bastante para não ficar anêmico” suprimentode substâncias* 2.Complete o esquema do fornecimento de energia: Energia Potencial Nutrientes presentes no meio. Luz do sol* Gerando.... Transformação da energia química em outros tipos de energia* Gerando... Liberação da energia para o meio na forma de calor ou de produtos do metabolismo* 5 YOKAICHIYA, D. K., HORNINK, G. G., GALEMBECK, E. ., et al. Nutrição Biblioteca Digital de Ciências, 24 jan. 2006. Disponível em: <http://www.ib.unicamp.br/lte/bdc/visualizarMaterial.php?idMaterial=47>. Acesso em: 28 nov. 2008.Distribuído em termos de software livre.
    • 42 3. As substâncias alimentares necessárias para a manutenção de um organismo saudável podem ser classificadas em dois grupos: a) nutrientes orgânicos* Exemplos: carboidratos, proteínas e lipídios.* b) nutrientes inorgânicos.* Exemplos:cálcio, fóforo, magnésio, iodo* 4. Em que baseia-se a energia total necessária para cada indivíduo? Baseia-se nas necessidades basais, que corresponde à energia necessária para a manutenção do organismo e não basais que englobam as energias gastas no exercício e que são repostas através da alimentação.* 5. Calcule: a) sua taxa metabólica basal: TMB = _____________________ b) sua taxa metabólica total TMT = _____________________ c) seu índice de massa corpórea: IMC = ______________________ 6. Quais os distúrbios orgânicos que devem ser considerados para prescrição de dietas? Disfunção renal, traumas e cirurgias, esportes, alcoolismo e disfunçaão hepática.* 7. Explique o que é o estado absortivo: É o período após as refeições em que todos os tecidos usam glicose como combustível.* 8. Qual o único nutriente usado pelo cérebro? Glicose* *(respostas esperadas) Observações: em caso de dúvida retornar a qualquer momento ao mapa do software e recomeçar. Não esqueça de fazer a avaliação do software no final. ___________________________________________________________________________ 4.6) SUGESTÕES PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E SEM DESPERDÍCIOS ___________________________________________________________________________ Objetivo: divulgar a forma de preparo com aproveitamento total dos alimentos, evitando o desperdício e mantendo o valor nutricional dos mesmos. Conteúdos: Sugestões de formas de preparo de alimentos saudáveis. Aproveitamento total dos alimentos e combate ao desperdício. ___________________________________________________________________________
    • 43 Encaminhamento metodológico: Seminário para divulgação de forma de preparo de aproveitamento total dos alimentos Cada equipe escolherá uma receita, irá prepará-la conforme as orientações e trará para classe para degustação explicando a vantagem de se consumir este tipo de alimento. a)Pão Integral 6 Rendimento: 40 porções Fonte:Banco de imagens do Portal Educacional do Paraná Ingredientes: Modo de fazer: • 3 xícaras de farinha de trigo • Em uma vasilha, coloque os integral ingredientes secos e o fermento. • 5 xícaras de farinha de trigo Misture com auxílio de uma colher. • 4 colheres de sopa de aveia • Acrescente o óleo, a água e misture • 4 colheres de sopa de linhaça rapidamente, amassando levemente, • 4 colheres de sopa de óleo com as pontas dos dedos, até formar • 2 colheres de chá de sal uma massa lisa e homogênea no • 2 colheres de sopa de açúcar formato de uma bola. • 3 xícaras de água • Cubra a massa com um pano • 1 colher de sopa de fermento levemente umedecido e coloque a instantâneo seco bacia sobre um recipiente contendo água morna. Deixe crescer por • 1 colher de sopa de gergelim aproximadamente 30 minutos ou até dobrar de volume. • Com a ponta dos dedos abaixe a massa, corte em vinte porções iguais e enrole os pãezinhos. • Coloque-os em uma forma untada com óleo, cubra-os com pano umedecido e deixe crescer por 30 minutos ou até dobrar de volume. • Pré-aqueça o forno por 10 minutos • Asse os pãezinhos em 10 minutos. • Desinforme e cubra os pãezinhos com um pano umedecido por 10 minutos. • Acondicione em embalagens plásticas atóxicas e guarde na geladeira. 6 Cartilha da Oficina de SAN (Segurança Alimentar e Nutricional) Ação Social do Paraná
    • 44 b) Compota de maçã 7 Rendimento: 8 porções Schirley Terezinha de Oliveira Ingredientes: Modo de fazer: • 3 maçãs pequenas • Em uma panela, coloque o açúcar, a • 2 xícaras de água água, o suco de limão e a canela. Ferva • 1 e ½ xícara de açúcar por 15 minutos para formar a calda. • 1 rama de canela • Higienize as maçãs, retire as cascas e o • 2 colheres de suco de limão miolo. Corte em cubos, coloque-os na calda e deixe ferver por 3 minutos. • Faça o resfriamento e coloque em um vidro previamente esterelizado. • Guarde na geladeira ou faça o processo de banho-maria. c) Bolo de casca de banana 8 Rendimento: 24 fatias Schirley Terezinha de Oliveira Ingredientes: Modo de fazer: • 3 cascas de banana • Higienize as bananas e descasque Cobertura:3 colheres de sopa de • Bata no liquidificador o leite, as gemas, açucar o óleo, o açúcar e as cascas de banana. • 2 0v0s • Em uma vasilha misture a farinha de ½ limão rosca, o fermento e a aveia. Despeje a • 1 ½ xícara de leite mistura liquidificada. Mexa bem. 3 bananas descascadas Acrescente as claras em neve. • 1 colher de açúcar • Unte uma assadeira, polvilhe com 1 xícara de água farinha de rosca e após coloque a • 2 xícaras de farinha de rosca massa. • ½ xícara de aveia • Asse em forno médio pré-aquecido, por • 1 colher de sopa de fermento em pó aproximadamente 30 minutos. • Cubra o bolo ainda quente com a cobertura. 7/8 Cartilha da Oficina de SAN (Segurança Alimentar e Nutricional) Ação Social do Paraná
    • 45 Cobertura: • Doure o açúcar, acrescente 1 xícara de água e deixe engrossar. Após , junte as bananas cortadas em rodelas e o suco de limão. Cozinhe até formar uma calda consistente. ___________________________________________________________________________ . d) Bolo de beterraba 9 Rendimento: 20 porções Ingredientes: Modo de fazer: • 2 ovos • Lave a beterraba, retire as pontas e corte • ¼ xícara de óleo em pedaços pequenos. • 1 beterraba média crua • Bata no liquidificador os ovos, o óleo, o • 2 xícaras de farinha de trigo açúcar, o suco de limão e a beterraba • ¾ xícara de açúcar cortada. • 1 colher de sopa de fermento em • Em uma vasilha, peneire a farinha de pó trigo e o fermento. Acrescente as raspas • 1 limão pequeno do limão e a mistura liquidificada. Mexa Cobertura: bem. • 2 colheres de sopa de chocolate • Coloque a massa em uma forma untada e em pó asse por 30 minutos. • 3 colheres de sopa de açúcar Modo de fazer a cobertura: • 1 colher de sopa de margarina • Misture os ingredientes e leve ao fogo. • 4 colheres de sopa de leite Deixe ferver por 2 minutos, espalhe sobre o bolo ainda quente. _________________________________________________________________________ e) Cascas de ponkan cristalizadas 10 Rendimento: 16 porções Ingredientes: Modo de fazer: • 2 xícaras de cascas de ponkan • Higienize as ponkans, descasque e • ¾ de xícara de açúcar cristal corte as cascas em tirinhas. • Deixe as cascas de molho por 2 dias na geladeira, trocando a água de 3 a 5 vezes por dia. Após, escorra a água. • Em uma panela, coloque as cascas, o açúcar e leve ao fogo, mexendo sempre até evaporar todo o líquido. • Retire do fogo e mexa até cristalizar. Espalhe em um recipiente separando as cascas. 9/10 Cartilha da Oficina de SAN (Segurança Alimentar e Nutricional) Ação Social do Paraná
    • 46 f) Geléia de maçã 11 Rendimento: 12 colheres de sobremesa Ingredientes: Modo de fazer: • 3 maçãs médias • Higienize as maçãs, corte me 6 partes • 4 xícaras de água e coloque-as em uma panela de • ¼ xícara de açúcar pressão. Junte a água e cozinhe por 20 minutos, a partir da pressão. Coe e reserve as maçãs cozidas. • Coloque em um vidro previamente esterilizado. • Guarde na geladeira ou banho-maria. 12 g) Compota da entrecasca de maracujá Rendimento: 6 porções Ingredientes: Modo de fazer: • 1 xícara de casca de maracujá • Higienize os maracujás, abra, retire o • ½ xícara de açúcar suco e reserve. • 1 xícara de água • Retire a película externa do maracujá, • 1 rama de canela corte em anéis pequenos e reserve. 1 colher de sopa de suco de maracujá • Em uma panela, coloque o açúcar, a água e a canela. Ferva por 15 minutos para formar a calda. Após acrescente o maracujá reservado e cozinhe por mais 10 minutos. • Faça o resfriamento e coloque em um vidro previamente esterilizado. • Guarde na geladeira ou faça o banho- maria. ___________________________________________________________________________ ____ h) Pãezinhos de batata com legumes 13 Rendimento: 32 unidades Ingredientes Modo de fazer: Massa • Higienize as batatas. Cozinhe com a • 1 colher de sopa rasa de fermento casca, passe na peneira e deixe biológico instantâneo para pão amornar. • 1 colher de sopa rasa de açúcar • Corte em pedaços pequenos o tomate • 2 colheres de sopa rasas de margarina sem pele, a cabola, a berinjela e 11/12/13 Cartilha da Oficina de SAN (Segurança Alimentar e Nutricional) Ação Social do Paraná
    • 47 • ½ colher de sopa rasa de sal refogue no óleo. Após acrescente ¼ • 1 ovo de xícara de água e sal. Cozinhe em • 2 batatas médias(250 gramas) fogo baixo. Junte o cheiro verde, o • ½ xícara de leite orégano e reserve. • 4 e ½ xícaras de farinha de trigo • Em uma vasilha, coloque o purê de Recheio batatas, a margarina o sal, o açúcar, o • 1 colher de sobremesa de óleo ovo e o leite morno. Junte o fermento • 1 colher de café de sal e 1 de orégano e a metade da farinha. Misture bem. • 1 cebola pequena Acrescente, aos poucos, o restante da farinha e amasse até soltar das mãos. • 1 tomate pequeno • Cubra com um pano e deixe crescer • ½ xícara de berinjela cortada por 15 minutos. Abaixe a massa com • 2 colheres de sopa de cheiro verde. a ponta dos dedos e divida em 2 porções iguais. • Achate com a mão cada porção, distribua o recheio no centro da massa e modele o pãozinho. • Coloque em uma forma untada, cubra novamente e deixe crescer por 15 minutos. • Asse em forno pré-aquecido cerca de 20 minutos. ___________________________________________________________________________ i) Docinho de beterraba 14 Rendimento: 26 porções Ingredientes Modo de fazer: • 1 beterraba grande crua • Lave a beterraba, retire as pontas e • ¼ xícara de açúcar corte em 6 partes. Bata no • 1 colher de cafezinho de raspas de liquidificador com 2 xícaras de água e limão coe. Reserve o caldo, que poderá ser utilizado no preparo de suco de beterraba com limão. • Em uma panela coloque o resíduo da beterraba, o açúcar e a raspa de limão. Leve ao fogo mexendo sempre, até desprender do fundo e das laterais da panela. • Depois de morno, modele os docinhos e passe no açúcar cristal ou coco ralado. 14 Cartilha da Oficina de SAN (Segurança Alimentar e Nutricional) Ação Social do Paraná
    • 48 k) Patê de talos de legumes 15 Rendimento: 30 porções Fonte: Banco de Imagens do Portal Educacional do Estado do Paraná Ingredientes: Modo de fazer: • ¼ de xícara de talos de agrião • Higienize os talos dos legumes, a • ¼ de xícara de talos de beterraba batata e a cenoura • 1 colher de cheiro-verde • Cozinhe a batata e a cenoura com a • ½ colher de cafezinho de manjericão casca em água fervente. Descasque e • ½ batata pequena corte em pedaços pequenos. • ½ cenoura pequena • Corte os talos dos legumes em tiras • ¼ de xícara de leite finas e reserve. • 1 colher de sobremesa de suco de • Descasque os legumes e amasse com limão ou vinagre auxílio de um garfo. Acrescente o • 1 colher de cafezinho rasa de sal leite, o óleo, o sal, o vinagre e misture • 1 colher de sobremesa de óleo bem até formar um creme. Após, adicione o manjericão, os talos reservados, o cheiro verde e misture. ___________________________________________________________________________ ____. k) Bolo com semente de abóbora 16 Rendimento: 28 porções Fonte:www.wikipédia.com Ingredientes: Modo de fazer: • 2 ovos • Peneire a farinha de trigo e o fermento • 1 xícara de leite • Bata no liquidificador o leite, o açúcar, • 2 xícaras de farinha de trigo as gemas, as sementes e as fibras de • 1 xícara de açúcar abóbora • 1 colher de sopa de fermento • Despeje a mistura liquidificada na • ½ xícara de sementes e fibras de farinha de trigo com o fermento e abóbora misture. Acrescente as claras em neve e mexa levemente. • Coloque a massa na assadeira untada. Asse em forno médio, pré-aquecido, por aproximadamente 30 minutos. 15/16 Cartilha da Oficina de SAN (Segurança Alimentar e Nutricional) Ação Social do Paraná
    • 49 17 l) Biscoitinhos de Cenoura Rendimento: 12 biscoitos Ingredientes: Modo de fazer: 1 xícara de margarina • Misture muito bem todos os 1 xícara de açúcar refinado ingredientes. 1 ovo • Sove a massa até ficar 1 cenoura média ralada homogênea e soltar das mãos. 3 1/2 xícaras de farinha de trigo • Faça bolinhas de massa e 1 colher (sopa) de fermento em pó pressione com um garfo. • Coloque-as em assadeira untada e polvilhada Leve ao forno pré- aquecido por de 20 minutos. m) Barrinha de Cereais 18 Rendimento: 6 porções Ingredientes: Modo de fazer: 1 xícara de açúcar mascavo 1 colher (sopa) de glucose de milho (karo) • Coloque em uma panela pequena, o 1 xícara (café) de água açúcar, a glucose e água. 1 xícara de fibra de trigo • Leve ao fogo até o ponto de bala. 1 xícara de flocos de arroz • À parte, em uma vasilha, misture a 1 colher (sopa) de sementes de gergelim fibra de trigo, a aveia, o gergelim e os 3 colheres (sopa) de aveia grossa flocos de arroz. • Coloque a calda em cima misturando tudo até formar uma bola. • Coloque em um papel alumínio untado e vá apertando com as mãos até ficar uma barra grande com uma espessura de aproximadamente 1 cm. • Corte as barrinhas e embale em papel filme. j) Batatas Fritas no Forno 19 de Oliveira Schirley Terezinha Rendimento: 4 porções 17 Cartilha da Oficina de SAN (Segurança Alimentar e Nutricional) Ação Social do Paraná 18/19 Disponível em < http://tvtem.globo.com/culinaria/receita.asp?EditoriaID=50&codigo=2596> Acesso em 28 nov 2008. . Desconheço a existência de quaisquer restrições do seu uso não comercial. Caso tenha registro de direitos autorais, solicito o detentor entrar em contato.
    • 50 Ingredientes: Modo de fazer: 5 batatas médias descascadas e cortadas em rodelas finas • Em uma vasilha, misture bem 1 1/2 colher (sopa) de azeite de oliva a batata com 1 colher (sopa) 1/2 colher (chá) de páprica doce de azeite, a páprica, o sal e a Sal e pimenta-do-reino a gosto pimenta. • Disponha as batatas numa só camada em duas assadeiras untada com o azeite restante. • Leve ao forno moderado preaquecido (180ºC) por 45 minutos. • Retire imediatamente com uma espátula e coloque em papel absorvente. 20 o) Virado de Vagem Modo de fazer: Rendimento: 4 porções • Em uma frigideira, coloque a cebola, a vagem, oito colheres (sopa) da manteiga e leve ao fogo médio, por oito minutos ou até a vagem ficar macia. Ingredientes: • Tempere com sal. 1 cebola picada • Junte a casca de limão, a 300 g de vagem cortada em pedaços farinha de milho e misture 10 colheres (sopa) de manteiga bem. Sal • Cozinhe, mexendo às vezes, 2 colheres (chá) de casca ralada de limão por mais dez minutos. 3 xícaras de farinha de milho amarela em flocos Reserve. 4 ovos • Em outra frigideira, junte a 2 colheres (sopa) de salsa picada manteiga restante e leve ao fogo até se derreter. • Adicione os ovos e frite até começar a ficar firme. • Misture rapidamente e junte a salsa. Acrescente os ovos mexidos à farofa e misture bem. • Verifique o tempero e sirva em seguida 20 Disponível em < http://tvtem.globo.com/culinaria/receita.asp?EditoriaID=50&codigo=2596.> Acesso em 28 nov. 2008. Desconheço a existência de quaisquer restrições do seu uso não comercial. Caso tenha registro de direitos autorais, solicito o detentor entrar em contato
    • 51 21 p)Lasanha de Repolho Rendimento: 8 porções Ingredientes: Modo de fazer: • 1 e ½ kg de repolho (1 unidade grande). • Refogue a carne moída com óleo, o • ½ kg de carne moída. alho, a cebola e o sal. • ½ kg de tomate bem maduro. • Bata os tomates no liqüidificador com • 1 cebola média picada. um copo de água e junte ao refogado de • 2 dentes de alho. carne, deixando cozinhar por 10 • 200 g de queijo muzzarela. minutos. • 2 colheres (sopa) de óleo. • À parte, separe as folhas de repolho, • 4 copos de água. lave bem e mergulhe aos poucos em água fervente com sal até amolecerem. • Em um pirex, intercale uma camada de folhas de repolho com o molho de carne até acabarem. • Cubra com queijo e leve ao forno por 15 minutos. Sirva a seguir. ______________________________________ q) Bolo de Laranja com Casca22 Rendimento: 22 porções Schirley Terezinha de Oliveira Ingredientes: Modo de fazer: : • 2 laranjas médias • Corte as laranjas em quatro e retire • 3/4 xícara (chá) de óleo somente as sementes. 21/ 22 Disponível em < http://www.apoema.com.br/receitas.htm > Acesso em 29 nov. 2008. Desconheço a existência de quaisquer restrições do seu uso não comercial. Caso tenha registro de direitos autorais, solicito o detentor entrar em contato
    • 52 • 2 xícaras (chá) de açúcar • Bata no liquidificador as laranjas, o • 2 xícaras (chá) de farinha de trigo óleo, os ovos, o açúcar e a baunilha. • 1 colher (sopa) de fermento em pó • Despeje esta mistura em uma vasilha e • gotas de baunilha acrescente a farinha de trigo e o • 3 ovos fermento, mexendo bem. • Asse em assadeira untada. Se preferir, depois de assado e ainda quente despeje sobre ele o suco de duas laranjas adoçado com 2 colheres (sopa) de açúcar ___________________________________________________________________________ Estratégia de avaliação: Cada aluno elaborará um livro de receitas alternativas ao qual poderá acrescentar novas idéias e compartilhar com a turma. ___________________________________________________________________________ 5. SOCIALIZAÇÃO DO CONHECIMENTO ___________________________________________________________________________ Objetivo: mobilização dos educandos em uma campanha com recursos visuais no ambiente escolar sobre valores alimentares e prevenção de doenças. Conteúdos: Construção de valores alimentares através de campanha de socialização de conhecimentos adquiridos sobre alimentação e saúde. Tempo previsto para esta unidade: 4 horas-aula. ___________________________________________________________________________ Encaminhamento metodológico: SUGESTÃO DE ATIVIDADE CAMPANHA COM RECURSOS VISUAIS SOBRE ALIMENTAÇÃO E SAÚDE Elabore juntamente com sua equipe um cartaz sobre a importância dos valores alimentares na prevenção de doenças e coloque em exposição no espaço escolar.
    • 53 ___________________________________________________________________________ Estratégia de avaliação: Os cartazes produzidos podem ser avaliados dentro dos seguintes critérios: Critérios Adequado Parcialmente Inadequado adequado Capacidade de sintetizar idéias Utilização de imagens Vinculação aos conceitos trabalhados ___________________________________________________________________________ __________________ PARA SABER MAIS.. • Obesidade Não Tem Cura, mas Tem Tratamento, de Adriano Segal, Ed. Lemos. • História da Alimentação, de Jean-Louis Flandrin e Massimo Montanari (organizadores), Ed.Estação Liberdade • Em defesa da comida- um manifesto. POLLAN,M. Ed. Intrínseca,2008. __________________________________________________________________________
    • 54 REFERÊNCIAS Obras consultadas: AMABIS J.M: MARTHO G.R. Biologia dos organismos.v.2. 2 ed. São Paulo; Moderna, 2004. ATLAS DE ANATOMIA E SAÚDE.Volume único. Curitiba. Ed. Bolsa Nacional do Livro.,2006.112p. BARROS,C.O corpo humano- programas de saúde. Ed. Ática. 48ª ed.1996.72p BOFF, E.T.O (Org.); HAMES,C; FRISON,M.D. Alimentos: produção e consumoUnijuí, 2006, 88p. CARTILHA DA SAN (SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL). Fundação de Ação Social do Estado do Paraná. Curitiba. 42p. CÉSAR & CEZAR. Biologia 2. São Paulo, Ed Saraiva, 2002. GERTAL- Comp.Geral de Restaurantes e Alimentação, S.A., panfleto publicitário GIOPPO,C.; SILVA,R.V.; BARRA,V.M.M.; A avaliação de Ciências Naturais no Ensino Fundamental CINFOP (Centro Interdisciplinar de Formação Continuada de Professores).UFPR, Curitiba, 2006.156p. GUIA DA SAÚDE FAMILIAR - revista ISTOÉ - Volume 16 - 03/2002 GUYTON, A.C. Fisiologia Humana. 5ª ed., Rio de Janeiro, Ed. Interamericana, 1981. WEEKES, I. Alimentação e saúde. Coleção Dsafios: série teen São Paulo. Ed. Moderna,1994.48p. MARTINELLI, M. Aulas de transformação:o programa de educação em valores humanos. São Paulo.Peirópolis, 1996.142p. PARANÁ.Secretaria de Estado da Educação. Diretrizes Curriculares de Ciências para o Ensino Fundamental. Curitiba, 2008. POLLAN,M. Em defesa da comida- um manifesto.Ed. Intrínseca,2008. Revista CARTA NA ESCOLA. Edição nº29. Setembro/2008.’ SARDELLA,A. Química.Volume único. São Paulo. Editora Ática, 2002. ___________________________ SITES CONSULTADOS: www.abcdasaúde.com.br www.abeso.org.br www.anaemia.comb.r www.biologiatotal.com.br www.brasilescola.com www.canalsaúde.fiocruz.br www.dietnet.com www.encontrabrasil.com.br www.mapasmentais.com.br www.pensemagro.com.br www.saúde.gov.br www.suapesquisa.com www.tigredefogo.wordpress.com
    • 55 www.tudogostoso.uol.com.br www.tutem.globo.com www.unicamp.br www.webciencia.com www.wikipedia.org