Your SlideShare is downloading. ×
Texto 55  potencias pressionam irã por negociação 'séria' sobre programa nuclear
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Texto 55 potencias pressionam irã por negociação 'séria' sobre programa nuclear

414
views

Published on

Published in: Education

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
414
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. PS TEXTO 55 GEOGRAFIA - 2012 COLÉGIO SANTA MARIA PAMPULHAPotências pressionam Irã pornegociação séria sobre programanuclearSeis potências mundiais reforçaram nesta quinta- feira o pedido para que oIrã retome negociações "sérias" e sem "pré- condições" sobre seuprograma nuclear, um dia após a União Europeia (UE) ter divulgado olançamento da nova rodada de conversações.Reunidos em Viena, os integrantes do grupo Membros da agência estiveram no local pelaconhecido como P5+1 (Grã-Bretanha, última vez em 2005, e tiveram acessoEstados Unidos, França, Alemanha, Rússia negado no mês passado.e China) emitiram um comunicadopressionando Teerã para dar início a um Na última segunda-feira, o país disse quediálogo que produza "resultados concretos". está preparado, sob certas condições, para permitir a entrada de inspetores a essasPara o especialista em assuntos instalações consideradas estratégicas aodiplomáticos e de defesa da BBC, Jonathan programa iraniano.Marcus, este pode ser o último esforçodiplomático para resolver a crise em torno O complexo, localizado 30 km ao sudeste dedo programa nuclear iraniano. Se ele falhar, Teerã, é destinado à pesquisa,segundo Marcus, uma ação militar se desenvolvimento e produção de munição,tornará muito mais provável. foguetes e explosivos.O texto do P5+1 diz ainda que as Diálogo construtivonegociações devem dar atenção às"continuadas preocupações da comunidade Na quarta-feira, a chefe da diplomacia dainternacional e que devem incluir ainda União Europeia, Catherine Ashton - quesérias discussões sobre medidas concretas havia escrito para o negociador iraniano,para restaurar a confiança" no programa Saeed Jalili, em outubro passado, com umanuclear da República Islâmica. oferta de novos diálogos - disse que Bruxelas espera que o Irã entre em "umO grupo também mostrou-se preocupado processo sustentado de diálogo construtivocom as últimas visitas de inspetores da AIEA que traga progresso verdadeiro para acabar(Agência Internacional de Energia Atômica, com as antigas preocupações daligada à ONU), que não resolveram comunidade internacional sobre seuquestões importantes como a situação no programa nuclear".complexo de desenvolvimento nuclear deParchin.
  • 2. Segundo a chefe da diplomacia europeia, o De acordo com Jonathan Marcus, a"objetivo geral continua sendo uma solução disposição do Irã em permitir o acesso dosabrangente, negociada e de longo prazo, inspetores a Parchin será um teste crucialque restaure a confiança internacional na nesta nova abertura diplomática do paísnatureza exclusivamente pacífica do persa.programa nuclear iraniano". O correspondente da BBC afirma que umaEm sua correspondência, Jalili disse que o enorme câmara de testes de explosivos estáIrã estava pronto para o diálogo em torno de no topo da lista das instalações que a AIEAvários temas. pretende inspecionar em Parchin.Ele disse que dá boas-vindas à afirmação BBC - BRASILdas seis potências de que respeitaria odireito do Irã de usar a energia nuclearpacificamente.Já o primeiro-ministro de Israel, BinyaminNetanyahu, disse na segunda-feira, emWashington, que o "tempo estava correndo"para dar um fim ao programa atômicoiraniano, alertando que Israel não "viveria àsombra da aniquilação".O presidente americano, Barack Obama,também afirmou que todas as opções estãona mesa, mas disse que ainda há tempopara uma saída diplomática.Por sua vez, o secretário de Defesaamericano, Leon Panetta, disse que a açãomilitar é a última alternativa sempre, masressaltou que seu país "vai agir se forobrigado a tanto".Acesso a ParchinOs inspetores da AIEA pretendiam visitar asinstalações em fevereiro, para esclarecer as"possíveis dimensões militares" do programaatômico iraniano, mas tiveram negada suaentrada.Os diálogos entre a UE e o Irã já foramretomados e cancelados em váriasocasiões. A última rodada de conversaçõesacabou fracassando, em janeiro de 2011.

×