Your SlideShare is downloading. ×
Solos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Solos

2,797
views

Published on


0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,797
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
71
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. 28/03/2011 Paulo Sergio – CSM - PampulhaOs solos são muito importantes para a nossa vida e também ados animais e das plantas, pois fornece alimento e atua como suporte à água e ao ar. 1
  • 2. 28/03/2011 FORMAÇÃO DO SOLO 1. O que é o solo. O solo nada mais é do que o resultado da ação conjunta de agentes externos (como chuva, vento, umidade etc.) sobre restos minerais, porém enriquecidos com matéria orgânica. Sem a presença de matéria orgânica não há a formação de solo, tratando-se somente de minerais não consolidados.2.Como o solo é formado?•A chuva e o vento desintegram as rochas . 2
  • 3. 28/03/2011•Pedaços de liquens ou sementes são levados pelovento para uma região sem vida. A instalação e areprodução desses organismos vão aos poucosmodificando o local. Os liquens, por exemplo,produzem ácidos que ajudam a desagregar as rochas.As raízes de plantas que crescem nas fendas dasrochas irão contribuir para isso.•A medida que morrem, esses organismos enriquecemo solo em formação com matéria orgânica e, quandoela se decompõe, o solo se torna mais rico em saisminerais. Outras plantas, que necessitam de maisnutrientes para crescer, podem então se instalar nolocal. Começa a ocorrer o que se chama de sucessãoecológica: uma série de organismos se instala até quea vegetação típica do solo e do clima da região estejaformada. 3
  • 4. 28/03/2011 3. Como os seres vivos ajudam na formação dos solos? Logo que a rocha é alterada e é formado o material mais ou menos solto e macio, os seres vivos animais e vegetais, como insetos, minhocas, plantas e muitos outros, assim como o próprio homem, passam a ajudar no desenvolvimento do solo. Eles atuam misturando a matéria orgânica (restos de vegetais e de animais mortos) com o material solto e macio em que se transformou a rocha.4. Qual a composição do solo? Ar Água Matéria orgânica Parte mineral desagregada das rochas Restos de plantas e animais mortos, sendo decompostos por bactérias e fungos, que produzem uma matéria orgânica escura, chamadas húmus, que vai sendo transformado em sais minerais e gás carbônico. 4
  • 5. 28/03/2011 Então, o solo é formado por uma parte mineral, que se originou da desagregação das rochas, e por uma parte orgânica, formada pelos restos dos organismos mortos e pela matéria orgânica do corpo dos seres vivos que está sofrendo decomposição. Fatores de formação do solo1. Material de origem (tipo de rocha matriz).2. Clima.3. Relevo.4. Quantidade de matéria orgânica.5. Vegetação.6. Tempo que se levou para formar. 5
  • 6. 28/03/20111.Material de origem (tipo de rocha matriz). Sob mesmas condições climática, cada tipo de rocha dá origem a um tipo de solo diferente. 2. Clima. Temperatura,umidade regulam a velocidade, a intensidade, o tipo de intemperismo, a distribuição e o deslocamento dos materiais. Temperatura e umidade aceleram a velocidade da reações químicas. 3. Relevo: Diferentes formas, proporcionam desigual distribuição de água da chuva, de luz e calor, favorecendo ou não os processos erosivos. Áreas de maior declividade: solos mais rasos, diminui a infiltração. Material decomposto ou desagregado é rapidamente transportado. 6
  • 7. 28/03/20114. Quantidade de matéria orgânica. Compreendem: ○microorganismos (bactérias, algas e fungos), agem na decomposição de animais e vegetais e na conservação do solo. ○ Vegetais e animais.5. Tempo que se levou para formar. Período de exposição da superfície terrestre às condições da atmosfera. Solos jovens = normalmente mais rasos que os mais velhos. 7
  • 8. 28/03/2011 Tipos de soloSolos arenosos: Têm uma quantidade maior de areia do que a média (contêm cerca de 70% de areia). Eles secam logo - são muito porosos e permeáveis. Os sais minerais, que servem de nutrientes para as plantas, seguem junto com a água. São geralmente pobres em nutrientes utilizados pelas plantas. Solos argilosos contêm mais de 30% de argila, é formada por grãos menores que os da areia. Esses grãos estão bem ligados entre si, retendo água e sais minerais em quantidade necessária para a fertilidade do solo e o crescimento das plantas. Se o solo tiver muita argila, pode ficar encharcado, água em excesso no solo compromete a circulação de ar, e o desenvolvimento das plantas. Quando seco e compacto, sua porosidade diminui ainda mais, tornando-o duro e ainda menos arejado. 8
  • 9. 28/03/2011 Solo humífero (terra preta) É também chamada de terra vegetal. contém cerca de 10% de húmus e é bastante fértil. São solos que retêm água sem ficar muito encharcados e que não são muito ácidos. Terra roxa é um tipo de solo bastante fértil,caracterizado por ser o resultado de milhões de anos de decomposição de rochas de arenito-basáltico originadas do maior derrame vulcânico. 9
  • 10. 28/03/2011PERFIL DE SOLO 10
  • 11. 28/03/2011 Cuidados com o solo Quando o solo não apresenta condições necessárias à agricultura ou quando se deseja melhorar as suas condições, alguns cuidados devem ser tomados: a. adubação b. rotação de culturas c. aragem d. irrigação e. drenagem a) ADUBAR significa enriquecer o solo com elementos nutrientes, quando ele está deficiente de minerais.Os adubos podem ser: orgânicos (por exemplo: esterco, farinha de osso, folhas, galhos enterrados) . minerais, que são inorgânicos (por exemplo: substâncias químicas são aplicadas, como nitrato de sódio, um tipo de sal). Adubação verde, as leguminosas também são utilizadas como adubos. Quando crescem são cortadas e enterradas no solo, enriquencendo-os com nitratos. 11
  • 12. 28/03/2011 b) Rotação de culturas A rotação de culturas consiste dealternar o plantio de leguminosas com outras variedades de plantas no mesmo local. Dessa forma as leguminosas, pela associação com bactérias que vivem nas suas raízes, devolvem para o local nutrientesutilizados por outras plantas, evitando o esgotamento do solo. c) Aragem do soloArar o solo é outro cuidado que se deve ter para o solo não ficar compactado, "socado".Revolver a terra, além de arejar, facilita a permeabilidade do solo, permitindoque as raízes das plantas penetrem, no solo, além de levar para a superfície o húmus existente. 12
  • 13. 28/03/2011 d) Irrigação e drenagem Mantém o nível da umidade necessário ao solo e para garantir que ele continue fértil. Com a irrigação, a água chega as regiões ou áreas muito secas. Já com a drenagem, retira-se o excesso de água do solo, possibilitando que ele seja arejado. Com o aumento dos poros, criam-se passagens de ar entre as partículas do solo. OS PERIGOS DA POLUIÇÃO DO SOLOO lixo Com as grandes aglomerações humanas, ocrescimento das cidades, o desenvolvimento das indústrias e da tecnologia, cada vez mais se produzem resíduos (lixo) que se acumulam no meio ambiente. 13
  • 14. 28/03/2011 PRODUTOS QUÍMICOS poluição do solo também pode serocasionada por produtos químicos lançadonele sem os devidos cuidados. Isso ocorre, muitas vezes, quando as indústrias se desfazem do seu lixo químico. O DESTINO DO LIXO Aterros sanitárioso lixo, coberto com terra e amassado, é colocado em grandes buracos. Esse procedimento é repetido várias vezes, formando-se camadas sobrepostas. 14
  • 15. 28/03/2011 Aterro sanitário A AÇÃO DO SER HUMANO O desmatamento provocado pelas atividades humanas acelera muito a erosão natural.Com a erosão, o acúmulo de terratransportada pela água pode se depositar nofundo dos rios. Assoreamento 15
  • 16. 28/03/2011 Como evitar a erosão?curvas de nível rotação de culturasqueimada 16