Focos de tensão iii

  • 724 views
Uploaded on

 

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
724
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
16
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. PAULO SERGIO – CSM - PAMPULHA OUTUBRO - 2011
  • 2. PAULO COLÉGIO SANTA MARIA PAMPULH
  • 3. FOCOS DE TENSÃOÁreas onde já existem ou estão na eminência de existir um conflito
  • 4. O mundo globalizado, ao contráriodo que muitos apregoam, não setornou um lugar mais seguro. Entre1990 e 2005, mais de 50 conflitosdeixaram cerca de 3,6 milhões demortos ao redor do globo
  • 5. ATUALMENTE OS MAIORES CONFLITOS NO MUNDO SÃO MOTIVADOS POR VARIADOS FATORES:SÉCULO XX ► Embasamento ideológico e econômico SÉCULO XXI ► Conflitos étnico- religiosos, questões territoriais e nacionalistas, marginalidade do mundo pobre em relação ao rico e xenofobia.
  • 6. Em todos os continentes é possível identificar focos detensão que colocam em risco a paz daqueles que vivemnos locais que estão envolvidos em uma das questõesmencionadas anteriormente.
  • 7. 854 conflitos: 39% Ásia e Pacífico 35% África Subsaariana 5% Am. Central e Sul Grande preocupação:temos observado um poder paralelo ao poder do Estado
  • 8. ESTUDAREMOS O terrorismoconflitos étnicos-linguísticosnacionalismos/separatismos. Outras formas de violência: Tráfico de drogas Tráfico de armas.
  • 9. É a utilização sistemática da violênciaimprevisível contra regimes políticos,povos oupessoas.Segundo o departamento de estado dos EUA– “é a violência premeditada contra alvoscivis, praticada por grupos minoritários ouagentes clandestinos, normalmente com aintenção de influenciar a opinião publica”.Visa mostrar que o estado não éonisciente, nem onipresente. A sofisticaçãotecnológica das potencias militares e o uso dainteligência na repressão aos gruposterroristas mais violentos não fazem frente aoterrorismo.
  • 10. “O TERRORISMO como arma política tem sido praticadohá muitos séculos e às vezes tem sido um ponto departida para a tomada do poder. em geral, o terrorismo sepratica em nome de um futuro melhor, de um paraíso cujachegada se deseja acelerar, mesmo que isto suponhasofrimentos” (Horácio Capel)TERRORISMO E GLOBALIZAÇÃO: ele se desterritorializou, se tornou global. passou a utilizar tecnologias desenvolvidas pelocapitalismo ( meios de comunicações e transporte) paradifundir suas ideias e ações por todo o mundo. se diferencia das guerras: - que são institucionalizadas - apresentam normas e regras que buscam amenizar seus efeitos – poupar a sociedade civil e atender os feridos.
  • 11. GRUPOS CONSIDERADOS TERRORISTAS POR SUAS AÇÕES E OBJETIVOSETA E IRA: LUTAS POR UM TERRÍTÓRIO E PELALIBERDADE DE POVOSETA: EUSKADI TA ASBATASUMA (PÁTRIA BASCA ELIBERDADE).Objetivo:  separação da região Basca, localizada no Norte da Espanha e no sul da França.  constituição de um Estado basco independente.  utiliza atentados terroristas contra pessoas ligados ao governo espanhol.
  • 12. Justificativas:  possuem cultura própria (basca), diferente da cultura e língua espanhola.  1970 – pressão popular – governo espanhol concede relativa autonomia à região.(Houve redução do nº de militantes, parte deles depões as armas).Em 2006 anunciam uma trégua para tentarnegociar de outra forma a autonomia daregião de modo pacífico.
  • 13.  2008/2009 são acusados de atos terroristas. População espanhola vem se organizando paramostrar seu repúdio às ações do ETA, este não cedeuaos apelos dos espanhóis.
  • 14. ETA pode anunciar dissolução do grupo após 40 anosUma conferência internacional sobre o separatismobasco, realizada nesta segunda-feira no norte daEspanha, está sendo vista como um possível prelúdiopara a dissolução do grupo militante ETA.Braço político do ETA anuncia dissolução O grupo Ekin, um aparato político do gruposeparatista basco ETA, anunciou neste sábado asua dissolução."Foram 50 anos de horror, 858 vítimas mortas esuas famílias devastadas.
  • 15. IRA EXÉRCITO REPUBLICANO IRLANDÊS Objetivo: Anexação da Irlanda do Norte(ULSTER) à República da Irlanda (EIRE).  Motivação religiosa e à organização do espaço geográfico.  População de Ulster está dividida entre católicos (42%) e protestantes (56%).Conflito remonta ao período medieval, quando os inglesesdominaram a região e difundiram a religião anglicana epassaram a perseguir os católicos. IRA foi criado no início do Sé. XX como reação à durarepressão pelo governo inglês a um levante organizado porcatólicos.
  • 16. 2005 – após negociações e tentativas malfadadasde desarmamento, esse grupo depôs suas armas ese organizou politicamente para continuar sua luta. Não é possível afirmar que esse grupo tenhadefinitivamente deixado de recorrer à luta armadaIlha da Irlanda - 2009
  • 17. AMÉRICA DO SUL: FARC Desde os anos de 1960, existe um número significativo de grupos armados. Alguns extintos ou desmobilizados Mais atuantes: Forças Armadas Revolucionárias daColômbia (FARC). Age em grande parte do território colombiano, nas áreascobertas pela floresta Amazônica. Defende a revolução socialista na Colômbia. É reconhecido internacionalmente como grupo terrorista. Ligado ao tráfico, refino e distribuição de drogas e armas.
  • 18. TERRORISMO RELIGIOSO E A QUESTÃO PALESTINA No Oriente Médio encontra-se um grande número degrupos terroristas, destacamos:  Al Qaeda (A Base).  Hesbollah (Partido de Deus).  Hamas (Movimento de Resistência Islâmica). Objetivos: Objetivos e histórias mais distintas.  Têm em comum o uso da violência, a oposição aos EUA (Grande Satã) e a criação do Estado de Israel.  Hesbollah e Hamas – atuação mais restrita ao Oriente Médio. - ambos tem grande atuação social.
  • 19. Al QAEDA• Um dos grupos terroristas mais atuantes deste século, comramificações por todo o mundo.• Responsável pelos ataques a Nova York e Washington em 2001; • Madri, em 2004; • Londres, em 2005.• Acusados de praticar um “terrorismo globalizado” e de seconstituir uma rede terrorista.• Recorre a um arsenal tecnológico moderno e aos mais avançadosmeios de comunicação e transporte para suas ações em diversospaíses.• Originário da resistência à invasão soviética no Afeganistão, nocontexto da Guerra Fria (apoiado pelos EUA), interessados emconter o avanço do socialismo na região.• Após a retirada soviética, passa a defender a causa islâmica.
  • 20. Sua luta não se justifica em nome da constituiçãode um Estado ou da delimitação de um territóriopara determinada nação, mas sim pela difusão deum ódio contra o Ocidente e sua cultura.• Outros grupos terroristas que tem por base o Oriente Médio se originam em represália à criação do Estado de Israel, e as políticas de ocupação do território palestino.
  • 21. PODE-SE CONCLUIR: A atuação de alguns destes grupos é local, outros tem ampliado sua atuação sobre o espaço geográfico. Grupos de orientação islâmica existem em vários continentes: Grupo Armado Islâmico (Argélia). Frente Moro Islâmica de Libertação (Filipinas). Movimento Islâmico do Uzbequistão. Todos responsabilizados por planejar e realizar atentados em seu país.É preciso lembrar: Estes grupos: - se formaram em áreas onde a populaçãopobre enfrenta graves problemas sociais, sem acesso aos serviçosbásicos de manutenção digna de vida. - não podem contar com o Estado para resolve-los. - surgiram em áreas onde a população teve sualiberdade tolhida (religiosa, política ou étnico-cultural).
  • 22. Para muitos estudiosos uma solução para o terrorismo mundialse encontra na solução desses problemas sociais, econômicosculturais e políticos.
  • 23. CONFLITOS ÉTNICOS, RELIGIOSOS E GUERRAS CIVIS: A VIOLÊNCIA NO CONTINENTE AFRICANOÁFRICA: - conflitos tem contribuído para o aumento da violência e imposto relações sociais complexas. - Com o fim do colonialismo muitos países africanos passaram a enfrentar conflitos internos, que inviabilizam projetos de desenvolvimento. Após 1970 – destacam-se os conflitos: Nigéria, Angola, Moçambique, Argélia, Burundi, Serra Leoa, Chifre da África (Etiópia e Somália). Conflitos tem provocado a morte de milhares depessoas, fuga de refugiados, trazido mais fome e miséria.
  • 24. SUDÃO
  • 25. Como ficaria pior? O capital do petróleo tem peso fundamental naeconomia dos dois países oriundos dessa divisão. Enquanto noSudão do Norte o peso aproximado é de 60%, para o Sudão do Sul adependência aproximada chega a 95% da receita. Desta forma ficavisível que o apoio internacional a separação, votada em janeiro eaprovada com mais de 98% dos votos da população do Sul, tambémtem forte ligação com o fornecimento de petróleo e recursosminerais, mais abundantes e constantes, uma vez que a maior partedestes está no Sul. Enquanto o Sul apresenta grandes reservas debase mineralógica, o Norte apresenta saída para o Mar Vermelho.No entanto, parte do temor da população sudanesa dosul, católica, da possibilidade de um golpe de estado originário porbase islâmica do Norte, reduziu-se tenuemente diante do apoiointernacional a separação. Os anos que se seguem serãofundamentais no estabelecimento dessa estabilidade regionale, dessa forma, veremos se o apoio internacional foi realmente emfunção do estabelecimento da paz regional ou foi unicamente ligadoa fatores econômicos relacionados ao subsolo.
  • 26. TRÁFICO DE DROGAS, CARTEIS E TERRORISMOTem sido fundamental para aumento dos índices deviolência e motivo de transformações nas relações sociais,econômicas política. está associado a eles a lavagem de dinheiro.Atinge todos os países do mundo: países pobres: - se dá o plantio dacoca, maconha, haxixe e da papoula e muitas vezes o refinoda coca. - países da A. Latina, SE Asiático e doOriente Médio. - ocupam grandes áreas que poderiamser usadas para produção de alimentos.
  • 27. países ricos – grandes consumidores - são espaços de produção deoutros tipos de drogas, processadas emlaboratórios –anfetaminas (êxtase) e ácidos (LSD). - grandes produtores –EUA, Europa e agora países do SE Asiático.Observa-se: - a produção de opáceos, de cocaina e demaconha está passando por redução, ou seestabilizando, enquanto a produção de drogassintéticas está aumentando.
  • 28. Plantação de drogas é mais rentável que o cultivo deoutras culturas agrícolas.Muitos camponeses se vêem atraídos por esta atividadee passam a negociar com narcotraficantes.Para facilitar as negociações os traficantes se organizamem cartéis (Cali, Medellín) em grupos guerrilheiros (FARC,M-19). PAPOULA: - utilizada na fabricação do ópio e da heroína (ópio refinado em laboratório). - Afeganistão – responsável por 92% do ópio produzido no mundo. - produção nas mãos de milícias e grupos terroristas, como o Taliban. - produção mais rentável que a de produtos agrícolas.
  • 29. CONFLITOS NA RÚSSIA Início da década de 1990 – países socialistas do Leste Europeu passaram por profundas transformações - o desmembramento da URSS. O que aconteceu com o arsenal que pertencia a essas repúblicas? Parte dessas armas foi traficada pela máfia russa, que se estabeleceu nessas repúblicas, de grupos terroristas e de governos que não possuíam o domínio dessa tecnologia. Organizações mafiosas: Apoderam-se do arsenal Período de transição bélico, comércio de drogas, de Ausência do poder do Estado alimentos, tráfico de mulheres e do desenvolvimento do turismo sexual.
  • 30. O caso da Chechenia- Caso não totalmente resolvido.- Governo russo tem agido com energiatemendo maior fragmentação do Estado Russo.- Chechênia em 1991 declara suaindependência, maior parte da população émuçulmana. - Forte presença russa em seu território. - Grupos rebeldes fizeram vários atentados em Moscou e outras cidades russas. - Federação Russa mantém controle mas a situação continua indefinida.
  • 31. A questão da Geórgia
  • 32. • Relações entre confederação russa e a Geórgia sempre foram instáveis• Quando Geórgia se separou da ex-URSS (1992) foi dado autonomia a Ossétia do Sul e a Abkhazia (população majoritária de russos)• Geórgia acusa Rússia de querer promover a anexação das duas regiões determinando o uso da força, dando início ao conflito.• Rússia acusa a Geórgia de mandar recursos para os chechenos.• Há uma pressão internacional ... Rússia inicia desocupação e reconhece a independência de Abkhazia e Ossétia do sul.
  • 33. A questão do Tibete
  • 34.  Anexado a China nos anos 50, mascom relativa autonomia. Final dos anos 50, revolta contra odomínio chinês pelos mongesbudistas. Violenta reação do governochinês. Dalai Lama foge para o norte daÍndia, recebe o premio Nobel da paz -- torna a luta deles mais conhecida. Desistência da luta pelaindependência proposta pelo DalaiLama, em março de 2005, consumoua anexação à China.
  • 35. Questão da Caxemira
  • 36. Localizada entre China, Índia e PaquistãoRegião marcada por tensões religiosas entre grupos separatistas muçulmanos (60%) e hinduísta.CAXEMIRA --- maior parte da população muçulmana, passou a integrar a ÍndiaDemarcação de fronteiras entre Paquistão e Índia ignorou conjunturas políticas locais --- intensa migraçãoPOPULAÇÃO DE CAXEMIRA --- TRÊS TENDÊNCIAS - OS QUE QUEREM A INDEPENDÊNCIA DA CAXEMIRA - OS QUE QUEREM ANEXÁ-LA AO PAQUISTÃO - OS QUE QUEREM, ANEXA-LA À ÍNDIA - Dentro da índia existe um movimento separatista formado por um grupo étnico e religioso, sihks, que luta pela independência do Punjab esse grupo pratica atos terroristas contra o governo indiano.
  • 37. Água potável A falta de água é um dos maiores desafios do mundo moderno. Ela já é o motivo por trás de vários conflitospelo mundo, como no Sudão, na África, que deixou mais de 200 mil mortos, e deve ser a causa de inúmeros outros neste século. "As tensões ambientais por falta de água podem desencadear conflitos, que serão maiores nos países pobres. Há poucos anos, poucas pessoas olhavam para a árida região do ocidente de Darfur.Apenas alguns se deram conta de que os enfrentamentos ocorreram quando houve escassez de água. Hoje, todo mundo sabe da existência de Darfur", diz Ban Ki- moon, secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU).
  • 38. PERMANÊNCIA DE FOCOS DE TENSÃO EM REGIÕES PERIFÉRICAS
  • 39. PANORAMA POLÍTICO ECONÔMICOGrande instabilidade política na América do Sul.Dos 13 países, apenas Chile, Uruguai e Colômbia não tiveram presidentes afastados nos últimos 20 anos.
  • 40. VENEZUELA Governo antidemocrático Forjou plebiscito, venceu eprossegue seu mandato É o 5º maior produtor depetróleo, grande exportadorde petróleo para os EUA, epara Cuba fornece a preçosirrisórios.
  • 41.  Privatizou o petróleo e o gás natural – leva a apreensão a economia brasileira devido à forte atuação da Petrobrás no país  “A Bolívia recuperará em breve uma saída para o Oceano Pacífico”, via Chile, dono de antigos territórios bolivianos costeiros  Vive o risco de um processo de secessão, ou seja, divisão do país em dois – planície a leste (ou meia lua), perto da fronteira com o Brasil, e o altiplano (zona de planalto e de montanhas a oeste, onde se encontra a maior parte da população boliviana).EVO MORALES  Na região das planícies estão as maiores riquezas minerais do país, opositores reivindicam a autonomia da região em relação à união, masBOLÍVIA Morales tem grande apoio do altiplano.  Questão da autonomia mesmo com plebiscito favorável ainda não foi definida
  • 42. . VIVE ESTADO CONSTANTE DE TENSÃO COM GUERRA CIVIL .DURA DÉCADAS ENTRE GOVERNO E GRUPOS GUERRILHEIROS: .ELN (EXÉRCITO DE LIBERTAÇÃO NACIONAL) .FARC (FORÇAS ARMADAS REVOLUCIONÁRIAS DA COLÔMBIA) CONTROLAM ATUALMENTE 40% DO Juan Manuel Santoseleito em 20/02/2010 TERRITÓRIO
  • 43. HAITÍCerca de mais ou menos 80% da população vive abaixo da linha de pobreza. IDH um dos mais baixos da América Latina - comparável ao de países da África  Intervenção da ONU com participação do exército brasileiro
  • 44. CUBA FÍDEL CASTRO
  • 45. • posição estratégica – proximidade dos EUA (150 km)• Foco de tensão durante a guerra fria, tem hoje dificuldades para sobreviver, após a desintegração da URSS.• Bloqueio econômico norte-americano(década de 1960) repercutiu mais intensamente na década de 1990. - Tem sobrevivido precariamente a crises internas e externas = crise social intensa.• Balseiros – se lançam ao mar em direção aos EUA• Em 2006 Fidel Castro doente, passa governo para Raul Castro, seu irmão.• Entre os principais problemas cubanos hoje está a questão do abastecimento, havendo uma crise de escassez de alimentos, além da falta de serviços básicos à população.
  • 46. • Futuro de Cuba: – Incerto – EUA pressionam com bloqueio econômico há mais de quatro décadas para terminar com o comunismo. – Comunidade anticastrista residente nos EUA apóiam a pressão norte-americana. – Regime cubano tenta manter estabilidade e renovar sua liderança, tem recebido apoio de Hugo Chaves.
  • 47. MÉXICO Admitido no NAFTA em 1993, o país atraiu inúmeras empresas norte-americanas. O estado de Chiapas, ao sul, muito pobre se revolta – EZLN (Exercito Zapatista de Libertação Nacional) – exige ações do governo contra a pobreza e a desigualdade social.
  • 48. PENÍNSULA BALCÂNICA E O DESMEMBRAMENTO DA IUGOSLÁVIA diversas etnias que convivem na península balcânica, sérvios, croatas, macedônios, bósnios, albaneses, eslovenos e montenegrinos possuem diferentes religiões e culturais históricas, o que leva cada grupo a querer sua soberania e independência política e econômica. sérvios croatas e eslavos sempre tiveram intuito de dominar todos os povos dessa região.
  • 49. 1. República Socialista da BósniaANTIGA e HerzegovinaIUGOSLÁVIA 2. República Socialista da Croácia 3. República Socialista da Macedônia 4. República Socialista da Montenegro 5. República Socialista de Sérvia 5a. Província Socialista Autônoma do Kosovo 5b. Província Socialista Autônoma da Voivodina 6. República Socialista da Eslovênia
  • 50. A QUESTÃO • Curdos --- povo organizado em CURDA clãs --- não possuem estado e nem território próprio vivem em sua maioria na Turquia, Irã, Iraque, Síria e Armênia • Por que não se apóia a questão curda? • Turquia controla o estreito de Bósforo --- (escoamento do petróleo do Oriente Médio), faz parte do OTAN, maior aliada dos EUA no Oriente Médio. • Região rica em combustíveis fósseis.
  • 51. MONUMENTO AOS MORTOS AO ATENTADO DE 11 DE SETEMBRO