SAP

3,626
-1

Published on

Published in: Technology, Education
2 Comments
8 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
3,626
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
2
Likes
8
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

SAP

  1. 1. F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP Trabalho Realizado por: -António Rosa -Carlos Patrício
  2. 2. História <ul><li>SAP foi fundada em 1972 em Mannheim, na Alemanha por 5 ex-engenheiros da IBM. </li></ul><ul><li>Tinham como objectivo produzir um software que se torna-se líder de mercado para soluções de negócios integradas. </li></ul><ul><li>Fundaram então uma pequena empresa com o nome &quot;Systemanalyse and Programmentwicklung.“ que ficaria conhecida por SAP ( sistemas aplicações e produtos para processamento de dados). </li></ul>F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP
  3. 3. <ul><li>Em 1973 a SAP lança o seu primeiro software de contabilidade financeira (R/1) </li></ul><ul><li>R/1 . O “R” é a primeira letra de “real-time data processing” (processamento de dados em tempo real). </li></ul><ul><li>Em 1979 o software da SAP R/2 já era líder de mercado nas aplicações para mainframes de sistemas de informação para empresas. </li></ul>História F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP
  4. 4. <ul><li>A meio da década de 80 as empresas começaram a adoptar uma nova estratégia “distributed computing” utilizando uma arquitectura cliente/servidor. </li></ul><ul><li>Como resposta a esta mudança em 1992 a SAP lançou o R/3 </li></ul><ul><li>O R/3 foi desenvolvido para o ambiente cliente/servidor e era um software que oferecia um conjunto de módulos com diversas aplicações de negocio (ex. finanças, manufactura, vendas e distribuição) </li></ul>História F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP
  5. 5. História F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP Áreas conceptuais do SAP R/3 Área de Aplicação (iniciação e execução das transacções SAP) (Funcional) Área Base (Administração técnica do sistema) (Autorizações/ids/etc) Área de Desenvolvimento (desenvolvimento e teste de ABAP para os programas) (tecnica)
  6. 6. História F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP <ul><li>Módulos do R/3 </li></ul>
  7. 7. História F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP <ul><li>O Cliente no R/3 </li></ul><ul><li>Arquitectura do R/3 </li></ul>
  8. 8. <ul><li>O R/3 foi um tremendo sucesso o que permitiu um crescimento elevado nas vendas e lucro da companhia. </li></ul><ul><li>Em 1995 a SAP ocupava o 5º lugar no ranking mundial das empresas do sector passando a liderar o mesmo em 1998. </li></ul>História F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP 1992 1998 vendas $513 milhões $ 5.1 biliões lucros $ 40 milhões $ 631 milhões
  9. 9. História F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP 1972 1979 1992 1999/2000 2001 2004 R/1 <ul><li>0.3 M€ </li></ul><ul><li>9 empregados </li></ul>R/2 <ul><li>Mainframe </li></ul><ul><li>5.1 M€ </li></ul><ul><li>60 empregados </li></ul><ul><li>50 clientes em 2 países </li></ul>R/3 <ul><li>Cliente/servidor </li></ul><ul><li>424M € </li></ul><ul><li>3,200 empregados </li></ul><ul><li>2,300 clientes em 35 países </li></ul>MySAP.Com <ul><li>One-step-business </li></ul><ul><li>6,265 Bil € </li></ul><ul><li>25,000 empregados </li></ul><ul><li>15,000 empregados em 120 países </li></ul>MySAP.Com <ul><li>With open integration </li></ul><ul><li>7,341 Bil € </li></ul><ul><li>29,100 empregados </li></ul><ul><li>17,500 clientes em + 120 países </li></ul><ul><li>12 milhões de utilizadores </li></ul>MySAP.Com <ul><li>Business suite </li></ul><ul><li>7,514 Bil € </li></ul><ul><li>32,250 empregados </li></ul><ul><li>17,500 clientes em + 120 países </li></ul><ul><li>12 milhões de utilizadores </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Em 1999 a SAP deparou-se com um abrandamento nas vendas dos seus principais produtos. </li></ul><ul><li>Como resposta ao abrandamento a SAP apresentou uma nova estratégia de negocio alicerçada em três pontos chave. </li></ul><ul><ul><li>Continuar a expandir o negocio para alem ERP desenvolvendo CRM(Costumer Relationship Management) e SCM (Supply Chain Management) </li></ul></ul><ul><ul><li>Reformular toda a sua linha de produtos focando-os na internet </li></ul></ul><ul><ul><li>Entrar no mercado dos software e serviços para comercio electrónico incluindo a criação e a gestão de comunidades de comercio on-line. </li></ul></ul>Nova Estratégia F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP
  11. 11. <ul><li>O principal objectivo da SAP na sua nova estratégia de comercio electrónico era o desenvolvimento de software para que as empresas pudessem gerir e automatizar as suas compras online.(ex. viagens , materiais e serviços) </li></ul><ul><li>Apesar da SAP produzir software à mais de 25 anos a sua entrada no comercio electrónico não correu como o esperado. </li></ul><ul><li>Os gestores da SAP viram a situação como passageira e continuaram a acreditar que a nova estratégia daria frutos a partir do ano 2000. </li></ul>Nova Estratégia F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP
  12. 12. O que é um ERP? <ul><li>Tiveram origem nos programas escritos nas décadas de 60 e 70 para mainframe que ajudavam a automatizar o planeamento processo produtivo. </li></ul><ul><li>Inicialmente eram conhecidos por MRP (Material Requirements Planning) e mas tarde por MRP II (Manufacturing Resources Planing) </li></ul><ul><li>Ao longo dos anos estas aplicações incorporaram uma serie de novas funções permitindo ás empresas para alem de automatizar o processo produtivo analisar de forma extensiva dados internos ajudando assim a tomar melhores decisões estratégicas. </li></ul>F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP
  13. 13. F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP Nova Estratégia 1970 1980 1990 2000 A SAP inventa os ERP ERP = software industrial Rápida adopção dos ERP Dot.com : ERP= ultrapassado Comercio electrónico= novidade MySAP: ERP
  14. 14. <ul><li>O ERP é um pacote de software de negócios que permite a uma companhia: </li></ul><ul><li>automatizar e integrar a maioria dos seus processos de negócio, </li></ul><ul><li>compartilhar práticas e dados comuns através de toda a empresa, </li></ul><ul><li>produzir e aceder a informações num ambiente de tempo real. </li></ul>O que é um ERP? F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP
  15. 15. <ul><li>A implementação dos sistemas ERP representavam um enorme investimento por parte das empresas. </li></ul><ul><li>As empresas instalavam estes sistemas de forma gradual. </li></ul><ul><li>Após a identificação dos processos que constituiriam as operações da empresa os sistemas ERP seriam adaptados e automatizados aos mesmos. </li></ul>O que é um ERP? F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP
  16. 16. <ul><li>Os softwares ERP são desenhados para estandardizar uma gama extensa de processos empresariais cada instalação requeria uma elevada adaptação á empresa. </li></ul><ul><li>Os ERP tinham que interagir com outros softwares já existentes na empresa. </li></ul>O que é um ERP? F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP
  17. 17. O que é um ERP? F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP <ul><li>Arquitectura de um ERP </li></ul>
  18. 18. O Mercado Dos ERP <ul><li>O mercado do ERP explodiu nos anos 90 e cinco companhias (JBOPS) dominam quase 2/3 do mercado. </li></ul>F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP Companhia 1998 ERP lucros ($B) Percentagem do mercado Nº de Clientes de ERP (1999) SAP AG 5.1 30.1 12.000 Oracle Corp. 2.1 12.7 7.100 PeopleSoft Corp 1.3 7.8 3.300 J.D. Edwards Comp 1.1 6.6 5.000 The Baan Comp. 0.743 4.5 3.700
  19. 19. <ul><li>AS 5 maiores empresas do ramo tinham aumentado a sua cota de mercado de 44% em 1994 para quase 60% em 1998. </li></ul><ul><li>Mas em 1998 o mercado dos ERP começou a retrair-se devido a três causas. </li></ul><ul><ul><li>O mercado já estava maduro , os analistas estimavam que os ERP já tinham penetrado cerca de 50% do mercado potencial </li></ul></ul><ul><ul><li>As empresas começaram a aumentar os recursos para a resolução do problema Y2k </li></ul></ul><ul><ul><li>O aparecimento em meados da década de 90 da internet fez com que as companhias desviassem fundos para software de comercio electrónico </li></ul></ul>O Mercado Dos ERP F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP
  20. 20. <ul><li>Existe um possível quarto factor que poderá ter afectado os ERP que foi o aparecimento de um mercado emergente de aplicações de prestação de serviços (ASPs) </li></ul><ul><li>Estas firmas forneciam uma grande variedade de serviços IT. </li></ul><ul><li>A diferença das ASP é o facto de estas se responsabilizarem pela manutenção quer do software quer do hardware e os clientes apenas “alugavam o serviço”. </li></ul><ul><li>Esta nova forma de ter serviços IT permitiu as empresas diminuir drasticamente os custos de implementação e manutenção deste serviços. </li></ul>O Mercado Dos ERP F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP
  21. 21. <ul><li>No inicio de 1998 as JBOPS começaram a sentir o efeito do abrandamento do mercado dos ERP. </li></ul><ul><li>Reagindo á queda do mercados dos ERP as empresas viraram-se para outras áreas de software: </li></ul><ul><ul><li>CRM (Costumer Relationship Management) </li></ul></ul><ul><ul><li>SCM (Supply Chain Management) </li></ul></ul><ul><ul><li>E-Comerce </li></ul></ul>O Mercado Dos ERP F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP
  22. 22. <ul><li>Contudo , as empresas de ERP encontraram alguns problemas com os seus planos de expansão </li></ul><ul><ul><li>Algumas empresas já se tinham implementado nestas novas áreas </li></ul></ul><ul><ul><li>Muitos dos processos de negocio estavam fora do âmbito das empresas de ERP </li></ul></ul><ul><ul><li>Ao contrario dos sistemas ERP os novos sistemas de CRM e E-Comerce não necessitava, de pessoal qualificado. </li></ul></ul>O Mercado Dos ERP F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP <ul><li>Apesar de tudo isto todas as empresas de ERP viram estas novas areas de negocio como uma extensão natural dos sistemas de informação que já desenvolviam . </li></ul>
  23. 23. O Mercado Dos ERP F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP Serviço ao Cliente Previsão da procura Distribuição Finanças Recursos humanos Foco tradicional dos ERP Demand-Chain-Extension Supply-Chain-Extension S.C.M. Procura online Gestão de stocks Sistemas de Gestão da Qualidade Comercio electrónico Marketing interactivo
  24. 24. <ul><li>Em 1996 a SAP começou-se a preparar para a queda do mercado do ERP então lançou um a iniciativa chamada “new dimencion” . </li></ul><ul><li>“ new dimention” foi uma tentativa para aumentar a gama de produtos da SAP para alem dos ERP. </li></ul><ul><li>Os primeiros produtos da era “new dimention” estavam baseados no SCM e foram : </li></ul><ul><ul><li>Business Information Warehouse (BIW) </li></ul></ul><ul><ul><li>Advanced planner optimizer (APO) </li></ul></ul>A Origem do MySAP.Com F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP
  25. 25. <ul><li>Em 1999 os executivos da SAP concluíram que o “new dimention” não resolveriam os problemas da empresa. </li></ul><ul><li>Os executivos da SAP concluíram então que a solução para a empresa seria uma gama de produtos totalmente virada para a internet. </li></ul><ul><li>No final de 1999 é lançada a MySAP.Com </li></ul>A Origem do MySAP.Com F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP
  26. 26. A Origem do MySAP.Com F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP
  27. 27. <ul><li>A entrada da SAP no mercado online dá-se com o lançamento do B2BP (Business to Business Procurement). </li></ul><ul><li>Fazendo ainda parte da politica “New Dimention” o B2BP acabou por funcionar como um teste para a nova iniciativa MySAP.Com </li></ul><ul><li>Em Outubro de 1999 a SAP lançou o MySAP.Com Marketplace que serviu de plataforma para desenvolver a sua rede de comercio electrónico. </li></ul>Aquisição Online F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP
  28. 28. <ul><li>B2BP passou a servir como complemento para a estratégia de implementação da aquisição online. </li></ul><ul><li>B2BP era utilizado para fazer compras online através da aplicação MySAP.Com Marketplace. </li></ul><ul><li>De todas as aplicações do MySAP.Com a Marketplace era considerada o seu maior argumento para entrar no E-Commerce. </li></ul>Aquisição Online F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP
  29. 29. <ul><li>O seu principal argumento residia no facto de a SAP poder oferecer quer enterprise e inter-enterprise software. </li></ul><ul><li>A SAP acreditava que os softwares inter-enterprise eram de fulcral importância para o estabelecimento de relações entre empresas e defendia a sua posição pelo facto de uma grande cota de mercado utilizar o seu sistema ERP R/3. </li></ul><ul><li>Em Dezembro de 1999 a SAP anunciou dois negócios nos quais iria criar com empresas de produtos médicos redes de B2B e E-Commerce baseados na plataforma MySAP.Com Marketplace. </li></ul>Aquisição Online F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP
  30. 30. <ul><li>A SAP conseguiu ganhar momentaneamente algum espaço na aquisição on-line </li></ul><ul><li>Como era de prever as duas principais companhias ( ARIBA e Commerce-One ) não se deixaram ultrapassar pela SAP. </li></ul><ul><li>Desta vez a SAP não conseguiu obter a vantagem de ser a primeira companhia neste nova área de negocio tendo agora que correr atrás. </li></ul>Aquisição Online F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP
  31. 31. <ul><li>A Ariba inc foi fundada em Setembro de 1996 por um grupo de empresários que já tinham desenvolvido softwares para design por computador. </li></ul><ul><li>A Ariba lançou o seu primeiro produto em 1997 assinando com a Advanced Micro Devices inc </li></ul><ul><li>Em menos de três anos a Ariba inc assumiu a posição de líder nesse novo ramo da negócio. </li></ul>ARIBA F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP
  32. 32. <ul><li>A Ariba baseia o seu negocio em duas ofertas principais: </li></ul><ul><li>1. Ariba ORMS (Operating Ressource Management System) que corria na intranet da empresa e possibilitava os seus funcionários iniciarem os pagamentos OR a partir dos seus computadores, tornado assim o processo altamente automatizado </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><ul><li>As empresas podiam adaptar os softwares ORMS para reforçar as suas condições de pagamento e procedimentos próprios </li></ul></ul><ul><li>  </li></ul><ul><ul><li>Os administradores de compras podiam criar um perfil para cada empregado na empresa. </li></ul></ul>F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP ARIBA
  33. 33. <ul><li>A segunda maior oferta desta empresa seria a Ariba Network lançada em Março de 1999. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Este serviço consistia numa única rede global que possibilitava aos seus utilizadores comprarem bens e serviços de qualquer um dos fornecedores. </li></ul><ul><li>Era possibilitada a empresa adoptar a Network Ariba por forma aos trabalhadores só pudessem aceder aos fornecedores que a mesma os autorizava. </li></ul>F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP ARIBA
  34. 34. <ul><li>A Ariba não cobrava aos fornecedores o acesso á Ariba Network nem a uma taxa sobre as transacções . </li></ul><ul><li>Esta rede foi feita para o uso exclusivo dos seus utentes. </li></ul><ul><li>Esta característica difere significativamente do produto do seu concorrente directo a Commerce One. </li></ul>F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP ARIBA
  35. 35. <ul><li>A commerce one foi fundada em Janeiro de 1994 inicialmente como a DDC (DistriVision Development Corporation) especializada catálogos de produtos em CD – ROM. </li></ul><ul><li>Três anos mais tarde a a Commerce One cria o seu servidor de material de aquisição on-line e outros serviços . </li></ul><ul><li>Assim a empresa automatizou o ciclo de procura entre os vários compradores e fornecedores tal como o seu concorrente Ariba. </li></ul>F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP Commerce One
  36. 36. <ul><li>A linha de produtos da Commerce One incluía três componentes principais: </li></ul><ul><li>1.BuySite: aplicação de busca on-line que permitia aceder ao BuySite via web brouser sem que as companhias clientes tivessem que instalar a aplicação no seu sistema. </li></ul><ul><li>2. MarketSite: plataforma tecnológica de desenvolvimento B2B online que fornece ferramentas varias ferramentas como por exemplo um gestor de fornecimento de catálogos . </li></ul><ul><li>3. MarketSite.net: que consiste num Mercado on-line que usava a sua plataforma MarketSite . </li></ul>F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP Commerce One
  37. 37. <ul><li>Se por um lado a Ariba tinha como estratégia acumular um elevado numero de poderosos compradores instalando grandes quantidades de aplicações do ORMS. </li></ul><ul><li>A Commerce One acreditava que a criação de mercados na sua plataforma MarketSite permitiria o controlo do comercio e estabelecer uma fonte recorrente de transacções sem taxas acrescidas. </li></ul><ul><li>A Commerce One desenhou o MarketSite como uma plataforma aberta, enquanto que a rede da Ariba requeria que os compradores tivessem instalado o seu ORMS. </li></ul>F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP Commerce One Vs ARIBA
  38. 38. <ul><li>Em Novembro de 1999 a Commerce One teve o maior “boost” no seu negocio quando a General Motors seleccionou-os para construir o GM TradeXchange. </li></ul><ul><li>Em Dezembro do mesmo ano a Commerce One fez parceria com a vendedora de ERP PeopleSoft e fabrica de roupa Guess, inc para criar a Apparel Buying Network </li></ul><ul><li>No mesmo dia em que foi anunciado esta coligação com Ford Motors Corporation fez uma parceria similar com a empresa concorrente Oracle Corporation. </li></ul>F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP Corrida Pelos Mercados Digitais
  39. 39. <ul><li>Em Janeiro de 2000 a General Motors que tinha confiado á Ariba a execução do site TradeXchange, passa agora a trabalhar com a Commerce One que estava a desenvolver no momento uma tecnologia mais avançada. </li></ul><ul><li>A gerência da Ariba apercebendo-se da sua fraqueza neste Mercado em Setembro do mesmo ano cessa a Ariba Internet Business Exchange (IBX) </li></ul>F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP Corrida Pelos Mercados Digitais
  40. 40. <ul><li>Em Novembro a Ariba adquiriu a TradingDynamics, Inc que desenvolvia tecnologia para leilões on-line e mais tarde a Tradex Technologies, inc que desenvolvia tecnologia para “Internet- based vertical markets” para o comercio B2B. </li></ul><ul><li>Através destas aquisições a Ariba construiu a plataforma para a relançar a sua tecnologia IBX para aTradex Commerce Center Solution, formando assim a Net Markets Business Unit focada na provisão de oportunidades de negocio. </li></ul>F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP Corrida Pelos Mercados Digitais
  41. 41. <ul><li>Neste momento muitas empresas concorriam no mercado de software para procura e serviços on-line sempre focadas num mercado vertical especifico, oferecendo uma aplicação de procura Buy-side e serviços, mas poucas ofereciam plataformas tecnológicas “heigh-end” comparativamente com a MarketSite (Commerce One) e a Commerce Center (Ariba) </li></ul><ul><li>Duas das companhias JBOPS J.D. Edwards e PeopleSoft festabeleceram parcerias com o sliders Ariba e Commerce One respectivamente a fim de desenvolverem as suas próprias ofertas de procura. </li></ul>F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP Competição pelo Mercado de Aquisição Online
  42. 42. <ul><li>A Baam oferecia uma aplicação, a E-Procurement que era uma extensão para o seu conjunto de softwares ERP com aplicação a internet mas sem terem um produto de plataforma de Mercado. </li></ul><ul><li>A Oracle por sua vez, oferecia um conjunto de produtos que incluíam uma aplicação Buy-side (Oracle Internet Procurement), uma rede de comercio (Oracle Supplier Network) e uma plataforma de Mercado (Oracle Exchange) </li></ul><ul><li>A Oracle que se tinha convertido recentemente aos serviços ligados a internet, focou as suas forças nas oportunidades que esta lhe oferecia como a SAP já tinha feito, tendo ambições de se tornar uma das principais empresas do ramo. </li></ul>F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP Competição pelo Mercado de Aquisição Online
  43. 43. <ul><li>Os agentes responsáveis pelo desenvolvimento da procura online encontraram uma serie de desafios técnicos na tentativa de criarem produtos que desempenhassem as suas funções em pleno: </li></ul><ul><ul><li>A integração com as aplicações de outras empresas </li></ul></ul><ul><li>  </li></ul><ul><ul><li>A capacidade de se adaptar a diferentes processos de negocio e Workflows </li></ul></ul><ul><ul><li>Gestão do conteúdo de catalogo </li></ul></ul>F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP Desafios Técnicos na Procura online
  44. 44. <ul><li>Para operarem correctamente os mercados digitais necessitam de certos parâmetros estandardizados </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>A web era um novo suporte para o comércio porém as estandardizações ainda estavam a ser desenvolvidas </li></ul><ul><li>Para tal, uma tecnologia que resolveria os problemas de estandardização seria a linguagem XML (Extencible Markup Language) </li></ul>F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP XML: Parte das soluções Standart:
  45. 45. <ul><li>Adoptada pela WWW em 1998 a linhagem XML era flexível e similar á linguagem HTML já usada. </li></ul><ul><li>A grande diferença entre as duas linguagens residia no facto de enquanto que a HTML era usada principalmente para definição do aspecto, a XML serviria para definir o tipo de dados num determinado documento </li></ul><ul><li>Contudo as empresas tinham interesse em desenvolver a sua própria linguagem XML. </li></ul><ul><li>Por exemplo enquanto que a Ariba desenvolveu a CXML (para o comercio XML), a Commerce One desenvolveu simultaneamente a CBL (Commerce Business Library). </li></ul>F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP XML: Parte das soluções Standart:
  46. 46. F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP Forças de Porter
  47. 47. <ul><li>A SAP encontra-se num mercado muito competitivo e como tal deverá marcar pela diferença e inovação nos seus produtos para conseguir ganhar vantagem relativamente aos competidores. </li></ul>F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP Conclusão
  48. 48. F.E.U.C.P - S.I.E. - SAP

×