• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Jornal junho
 

Jornal junho

on

  • 662 views

 

Statistics

Views

Total Views
662
Views on SlideShare
662
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
4
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Jornal junho Jornal junho Document Transcript

    • http://paroquiamodelo.blogspot.com Paróquia Nossa Senhora Aparecida Informativo Paroquial Ano 2 - Edição 06 - Junho 2012 Santos amigos de Deus MovimentosSaiba mais sobre o Apostolado daoração Pag. 5 Diário dePeregrinaçãoSaiba tudo sobre a jornada do Pe.Rodrigo. Pag. 8 JMJ 2013A campanha de hospedagem do JMJteve algumas alterações, conheça-as Pag. 10
    • 2 http://paroquiamodelo.blogspot.com Editorial Sua Santidade Chamar Deus de Pai é um soal, que quis nos fazer partícipes da plenitude da vida, que nunca nos dom inestimável abandona. Na oração, não somente nos dirigimos a Deus, mas entramos Cidade do Vaticano – Como numa relação recíproca com Ele. toda quarta-feira, o Papa Bento XVI Uma relação em que nunca estamos acolheu fiéis e peregrinos de várias sós: Cristo nos acompanha pessoal- partes do mundo para a Audiência mente, e também a comunidade cris- Geral na Praça S. Pedro. tã, com toda a diversidade e a riqueza No âmbito das catequeses movidos pelo Espírito, com Cristo e em dos seus carismas, como família dos Cristo, e sempre em união com toda a sobre a oração, o Papa ressaltou um filhos de Deus. aspecto que o próprio Jesus nos en- Igreja. De fato, desde o princípio, Ela as- No final da catequese, o Papa se di- sumiu esta invocação, de modo particular sinou, ao chamar Deus de Abbá, Pai, rigiu aos fiéis e grupos presentes na na oração do «Pai-Nosso». Quando reza- com a simplicidade, o respeito, a con- Praça em várias línguas, entre as mos ao Pai, nunca estamos sozinhos. É fiança e o afeto de um filho por seus quais o português: a Igreja que sustém a nossa invocação, pais. “Queridos irmãos e irmãs, o Espírito Santo porque a nossa invocação é invocação A Igreja acolheu esta invocação, que nos ensina a tratar Deus, na oração, com da Igreja. Queridos peregrinos de língua nós repetimos no Pai-nosso, que o os termos afetuosos de «Abbá, Pai!», portuguesa: sede bem-vindos! Saúdo de Espírito Santo nos inspira no nosso como fez Jesus. São Paulo, tanto na carta modo particular os brasileiros do Rio de Estamos no meio do ano, coração. “Poder chamar Deus de Pai é aos Gálatas como na carta aos Romanos, Janeiro, do Rio Grande de Sul, bem comojá percorremos a metade do nosso um dom inestimável”, disse o Pontífice. afirma que é o Espírito que clama em nós as Irmãs Franciscanas de São José. Comcaminhar, e entrando no inverno, «Abbá, Pai!», fazendo-nos sentir numa a proximidade da solenidade de Pente- Ele não é somente o Criador de nos- relação de profunda confiança com Deus, costes, procurai, a exemplo de Nossasomos aquecidos pelas fogueiras sos dias, mas é quem conhece cada Senhora, estar abertos à ação do Es- como a de uma criança com seu pai. Hojedas inúmeras festas juninas e en- um de nós pelo nome, que cuida muitos não se dão conta da grandeza e pírito Santo na vossa oração, de tal modovolvidos pela alegria das danças sempre de nós e nos ama imensa- da consolação profunda contidas na pa- que o vosso pensar e agir se conformeme das cores. É festa! Celebramos mente, como nada no mundo é capaz lavra «Pai», dita por nós a Deus na ora- sempre mais com os do seu Filho Jesusgrandes santos na nossa Igreja, de amar. ção. O Espírito Santo ilumina o nosso Cristo. De coração vos abençoo a vós e Na oração, prosseguiu o Papa, en- espírito, unindo-nos à relação filial de Je- às vossas famílias!”.celebramos a Amizade destes ho- sus com o Pai. Realmente, sempre que Por Flávio Tambelini tramos numa relação de intimidademens para Deus. Contudo, não e familiaridade com um Deus pes- clamamos «Abbá, Pai!», fazemos isso Fonte: Radio Vaticanobasta celebrar, é preciso viver...anunciar, testemunhar... como O Pastor entre nóseles fizeram. Antônio, João, Pedroe Paulo, homens de Deus que fi- Educação todos os elementos da natureza, e muito para este equilíbrio entre o con- na sociabilidade humana. O encontro hecer e o viver. Porque trabalha comzeram suas vontades no cotidiano é necessi- com outras pessoas manifesta nossa elementos que nos levam a respeitarde suas vidas e que na radicali- maneira de lidar com as quatro quali-dade testemunharm sua fé. dade básica dades citadas que os outros também os outros, situando-nos ao mesmo tempo no nosso lugar. Levando-nos Celebremos com muita para todo o possuem. (...) ao humilde reconhecimento de nos-alegria este mês. Enfeitamos de A rapidez com que hoje as sas qualidades e de nossas falhas oubandeirinhas o nosso coração ser humano capacidades humanas se manifes- limitações.com as cores do amor, do perdão, - Monsenhor Paulo Daher tam nem sempre são acompanhadas A orientação religiosa equili- do que chamaríamos de maturidade, brada nos coloca diante de Deus queda paz, da esperança, da alegriaetc. Acendamos a fogueira do Todos os seres vivos, que no sentido mesmo de amadurecimen- nos dá a vida e nos acompanha sem- se desenvolvem em seu crescimento, to ou preparação para enfrentar as pre, respeitando nossa liberdade eamor de Deus em nós e celebre- de uma forma ou de outra precisam novas situações que vão ocorrendo. animando-nos a seguir adiante ape-mos a vida, vida que vem do Se- aprender (por si (instintivamente) ou Dois fatores são desafios para a edu- sar de nossas falhas. E se ligados anhor. com os outros de sua classe) a en- cação hoje (entendida sempre como uma entidade religiosa, temos opor- frentar o mundo exterior para onde orientação de vida!): a rapidez do tunidade de organizar melhor tudo o dirigem as atividades de sua existên- conhecimento e o desenvolvimento que queremos fazer e o que realiza-Viva Santo Antônio, cia. O ser humano de maneira mais especial por ter inteligência, vontade, liberdade, sensibilidade, ao mani- das qualidades morais, de modo es- pecial, o equilíbrio, que não acom- panha o mesmo ritmo. mos. Sem fé é impossível viver. Sem acreditar numa vida após a morte não entenderemos o que estamos fazen-São Pedro e São João! festar suas capacidades físicas e es- pirituais, precisa inicialmente de uma certa orientação, que chamamos de Em exemplo simples, podem- os encontrar crianças avançadas no conhecimento de informática ou de do neste mundo nem temos explica- ções para o sofrimento tão ligado à vida humana. (...) Por Pe. Rodrigo educação. informações obtidas facilmente, que O dia-a-dia do ser humano é reagem em sua conduta normal como Por: Flávio Tambelini constante descoberta de suas possi- crianças mesmo. Não se nivelam: Fonte: Diocese de Petrópolis bilidades e limites. Não só pessoais, conhecimento e maneira de viver. (...) individuais, mas também diante de A religião pode contribuir e
    • http://paroquiamodelo.blogspot.com 3 Matéria da capa menteiro”. O fato é que Santo An- deserto, alimenta-se de mel silvestre na fé negando o Senhor, mas con- Mês de junho, tônio, celebrado no dia 13 de junho, e de gafanhotos, prega um batismo firma por três vezes o seu amor pelo Santos amigos de tornou-se o grande amigo de Deus pela sua busca sincera de Deus, e de conversão e batiza o próprio Se- nhor Jesus Cristo. É decaptado por Mestre: “tu sabes que eu te amo”. Depois de Pentecostes, tem cora- Deus através de sua pregação e oretória, não aceitar a situação irregular de gem e convicção de testemunho de desenvolveu de forma fantástica a Herodes e a mulher de seu irmão. Jesus Cristo frente os judeus. Paulo, sua vida de Santidade. Inúmeras são Este santo é muito popular no nor- antes Saulo, perseguiu os cristãos, e T odos os períodos na Igreja as histórias e cada uma mais curiosa deste brasileiro, onde o foco são as até testemunhou a morte de Estevão.são fortes, os tempos litúrgicos en- que a outra, entre elas aquela em que famosas festas juninas de João Pes- Indo para Damasco, uma luz o cega evolvem e aé interferem na nossa ressucita um morto para dizer quem soa e Petrolina, celebrando com mui- caindo do cavalo, converte-se: Santovida social. Que católico não fica foi seu assassino, ou aquela que na ta dança, alegria e com muitas cores Saulo, por que me persegues? per-espe-rando alguma festa da Igreja? incredulidade de um senhor perante o nascimento de tão grande homem. gunta Cristo.(E até se não tanto católico, mas se um mistério da Eucaristia, Antônio faz Muitas simpatias a crença popilar co- A partir de então torna-setem devoção a algum santo, no dia com que uma mula se ajoelhe diante loca também em volta de São João, Apóstolo dos gentios, ao ponto dedo santo, vai à Igreja.) Pois é, esta- do Santíssimo Sacramento, ou ain- devemos saber que estas práticas dizer que perdera tudo por Cristo, emos vivendo um período cheio de da, não querendo um certo número não condizem com nossa fé. que é Cristo quem vivia nele. Suasfestas. Terminando o tempo Pascal ouvir suas pregações, prega para os Por fim, no dia 29 de junho cartas são riquíssimas para a vidacom Pentecostes, temos a sequên- pei-xes. São pois, ações de Deus no celebramos as colunas da nossa cristã, e seu testemunho é de sumacia de festas litúrgicas e e populares meio do povo, usando de um pobre fé, Pedro e Paulo. Ambos testemu- importância para a Igreja de Cristo.como Santíssima Trindade, Corpus mortal, Antônio, para levar mais pes- nharam por meio do martírio a fé em Então, temos no céu tãoChristi, Sagrado Coração de Jesus e soas à Salvação realizada por Cristo. Jesus Cristo, sendo Pedro crucificado grande intercessores, e celebrandoImaculado Coração de Maria, e ainda Outro Santo Popular, São de cabeça para baixo e Paulo decap- suas festas, celebramos os seus fei-a comemoração dos santos: Santo João Batista, celebrado no dia 24 de tado, ambos em Roma. Pedro, o Pri- tos, seus atos heroicos por Cristo eAntônio, São João Batista e São Pe- junho, primo de Nosso Senhor, filho meiro, constituído pelo próprio Cristo pela Igreja. Que a nossa devoção adro e São Paulo. Gostaria de, nessa de Isabel a pedra na eles não seja extremamente, mas dematéria, ater-me nestes santos, que e Zacarias qual sua coração, não se baseie nas simpa-neste mês, a piedade popular atribui (tive a gra- Igreja seria tias e superstições, mas numa sin-grandes festas. ça de estar fundada, cera imitação de suas virtudes. Assim Primeiramente Santo An- no local de h o m e m Deus atenderá nossa preces por in-tônio, que para nossa surpresa, é o seu nasci- rude, um tercessão destes Seus amigos. Cele-santo mais popular no Brasil, seja mento, em pescador, bremos com muita alegria o mês denas superstições e simpatias que Ein Karen). impulsivo, junho.lhe atribuem como “Santo Casa- Vai para o fraquejou Por Pe. Rodrigo Conheçendo a fé Começamos com a primeira verdade cremos em um Jesus que é tendes coragem! Eu venci o mundo.(Jo Conhecer para amar, pergunta: “Será que eu conheço Je- uma espécie de “popstar”, um Jesus 16,33).” amar para sus Cristo?” Para muitos parece uma pergunta besta. Mas, na verdade é a dos milagres, dos sinais, das glorias, alguém que viveu há muito tempo Caríssimos irmãos, desta forma, conhecemos quem é o ver- testemunhar. mais seria de todas. Pois, há muitos atrás, que está nos livros de história. dadeiro Jesus Cristo Senhor nosso, que dizem conhecer, porém, não o Nossa memória de Jesus pode está e, se este mesmo em quem nós (De operae conhecem. O próprio Cristo diz: “Nem encerrada somente até a entrada de cremos; que não é alguém que pas- Christianorum) todo aquele que me diz: Senhor! Se- nhor!, entrará no Reino dos Céus, mas só Jerusalém, um Jesus que é aclamado sou por essa terra há muito tempo, e louvado. Temos que conhecer esse que conhecemos só pelos livros de Dando continuidade a maté- aquele que põe em prática a vontade de Jesus também, porém, muito mais história. Mas, é aquele que se tornaria anterior, onde se entendeu que es- meu Pai que está nos céus.(Mt 7,21)” A aquele que exortou: “O servo não é presente em nossas obras em todosência da vida cristã está no próprio partir desta afirmação do próprio Cris- maior que o seu senhor. Se me perse- momento em que as empreendemos.Cristo, de onde tudo parte, se move to, vemos que nem todo aquele que guiram, perseguirão a vós também.(Jo Desta forma também respondemose tem o seu fim. A partir dessa afir- diz conhecer, na verdade conhece. 15,20)” Que ensinou: “Eu vos dou um a segunda pergunta dizendo: “Jesusmação entende-se que, a vida cristã E isso, por um essencial detalhe, novo mandamento: amai-vos uns aos out- Cristo, Mestre e Senhor, por quem an-é um configurar-se a Cristo, e para por suas obras não corresponderem ros.(Jo 13,34)” e “Tudo, portanto, quanto seio, vivo e me movimento, principio meioisso, é preciso conhece-lo. Dai vem à sua fé. Assim, podemos refletir se desejais que os outros vos façam, fazei- e fim de minhas ações. A quem conheço eàs perguntas: “Será que eu conheço nossas obras estão correspondendo o, vós também, a eles.(Mt 7,12)” Que amo com grande afeto, e por este mesmo a nossa profissão de fé. “Meus irmãos, sofreu e disse que teríamos que tam- Amor, me uno e a Ele me configuro. EJesus Cristo? Quem é Jesus para mim?” que adianta alguém dizer que tem fé, bém carregar a cruz: “E quem não toma digo convicto que: ‘eu vivo, mas não eu: éE são essas perguntas que pretende- Cristo que vive em mim.(Gl 2,20)’”mos responder, para termos a certe- quando não tem as obras? A fé seria ca- a sua cruz e não me segue, não é digno paz de salvá-lo?(...)Assim como o corpo de mim.(Mt 10,38). Eis o verdadeiro Je- “Nisto conhecerão todos que sois osza de que o Cristo que seguimos é o meus discípulos: se vos amardes uns aos sem espírito é morto, assim também a fé, sus Cristo, que nos dá a Santa Espe-verdadeiro, e não aquele que dizem outros.(Jo 13,35)” sem as obras, é morta.(Tg 2,14.26)” rança e o consolo da alma, quandoque é. Por Seminarista Rafael Augusto Isso muitas vezes mostra que, na nos diz: “No mundo tereis aflições. Mas
    • 4 http://paroquiamodelo.blogspot.com Liturgia Devoção portanto, como objetivo, demonstrar desempenhou um papel central. A Liturgia da Palavra o vivo ensinamento dos Apóstolos di- “aparição grande”, que teve lugar em rigido às comunidades cristãs. A se- 16 de junho de 1675, durante a oitava (2 ª parte) gunda leitura deve ser encerrada de da Festa de Corpus Christi, é a fonte modo idêntico ao da primeira leitura, da Festa moderna do Sagrado Cora- POSIÇÕES DO CORPO com o leitor exclamando: “Palavra do ção. Nessa visão, Cristo perguntou O s gestos são importantes Senhor!” e a comunidade responden- Santa Margarida Maria para solicitarna liturgia. Nosso corpo também do com: “Graças a Deus!”. que a Festa do Sagrado Coração“fala” através dos gestos e atitudes. 4.Canto de Aclamação Ao Evan- será celebrado na sexta-feira apósDurante toda a celebração litúrgica gelho (de pé) a oitava (ou oitavo dia) da Festa denos gesticulamos, expressando um O Canto de Aclamação tem como Corpus Christi , em reparação pela in-louvor visível não só a Deus, mas característica distintiva a palavra gratidão dos homens para o sacrifíciotambém a todos os homens. “Aleluia”, um termo hebraico que si- que Cristo tinha feito para eles.• Quando estamos sentados, ficamos gnifica “louvai o Senhor”. Percebe- A devoção tornou-se bastan-em uma posição confortável que fa- mos, assim, que o Canto de Aclama- te popular após a morte de S. Mar-vorece a catequese, pois nos dá a ção, da mesma forma que o Hino de garida Maria em 1690, mas, porquesatisfação de ouvir evitando o cansa- Louvor, não pode ser cantado sem Sagrado Coração de a Igreja inicialmente tinha dúvidasço; também ajuda a meditar sobre a alegria, sem vida. O Canto deve ser sobre a validade das visões de SantaPalavra que está sendo recebida. tirado do lecionário, pois se identifica Jesus Margarida Maria, não foi até 1765 que• Quando ficamos de pé, demonstra- com a leitura do dia, por isso não se a festa foi comemorada oficialmente pode colocar qualquer música como na França. Quase 100 anos depois,mos respeito e consideração, indi-cando prontidão e disposição para aclamação, não basta que tenha a O Sagrado Coração de Je- em 1856, o Papa Pio IX, a pedido dos sus é uma das três solenidades doobedecer. palavra aleluia. bispos franceses, estendeu a festa à Tempo Comum, dentro da Liturgia da• Quando nos ajoelhamos ou inclina- Somente durante o tempo da Qua- Igreja universal. É comemorado no Igreja Católica, comemorada na se-mos durante a missa, declaramos a resma e do Advento que se utiliza a dia solicitado por nosso Senhor, na gunda sexta-feira, após a solenidadenossa adoração sincera a Deus todo- palavra Aleluia na Aclamação. sexta-feira após a oitava de Corpus de Corpus Christi. Além disso, essapoderoso, indicando homenagem e, 5.Evangelho Christi, ou 19 dias após o Domingo de devoção também é cultivada pelaprincipalmente, total submissão a Ele Antes de iniciar a leitura do Evan- Pentecostes. Igreja Católica ao longo de todas ase à sua vontade. gelho, se estiver sendo feito uso de Jesus nos deixou doze primeiras sextas-feiras de cada mês.• Ao juntarmos as mãos, mostramos incenso, o sacerdote ou o diácono, in- grandes promessas, sendo a mais Consiste na veneração do Coraçãoconfiança e fé em Deus. censará o Lecionário ou Evangeliário importante é a 12ª, chamada a de Jesus, do mais íntimo de seu O RITO DA PALAVRA e, logo a seguir, iniciará a leitura do GRANDE PROMESSA: Amor. 1.Primeira Leitura (sentados) texto. O texto do Evangelho é sempre “ Prometo-vos, no excesso de Mi- A devoção ao Sagrado Co-A primeira leitura costuma a ser ex- retirado dos livros canônicos de Ma- sericórdia do Meu Coração, que o ração de Jesus remonta pelo menostraída do Antigo Testamento. Isto é teus, Marcos, Lucas e João, e jamais meu amor todo-poderoso concederá, ao século XI, mas ao longo do sé-feito para demonstrar que já o Antigo pode ser omitido. É falta gravíssima a todos aqueles que comungarem na culo XVI, manteve-se uma devoçãoTestamento previa a vinda de Jesus não proceder a leitura do Evangelho primeira sexta-feira de nove meses particular, muitas vezes ligada à de-e que Ele mesmo o cumpriu (cf. Mt ou substituí-lo pela leitura de qual- seguidos, a graça da penitência fi- voção às cinco chagas de Cristo. A5,17). De fato, não poucas vezes os quer outro texto bíblico. Ao encerrar a nal; não morrerão no meu desagrado primeira festa do Sagrado Coraçãoevangelistas citam passagens do An- leitura do Evangelho, o sacerdote ou nem sem receberem os sacramentos: foi comemorado em 31 de agosto detigo Testamento, principalmente dos diácono profere a expressão: “Palavra o Meu Divino Coração será o seu re- 1670, em Rennes, França, atravésprofetas, provando que Jesus era o da Salvação!” e toda a comunidade fúgio de salvação nesse derradeiro dos esforços do Padre Jean EudesMessias que estava para vir. Somete glorifica ao Senhor, dizendo: “Glória momento”. (1602-1680).na páscoa que a primeira leitura é ex- a vós, Senhor!”. Neste momento, o O Sagrado Coração de Jesus Santa Margarida Maria tevetraida no Novo Testamento (Atos dos sacerdote ou diácono, em sinal de representa não apenas o seu coração extraordinárias revelações por parteApóstolos). veneração à Palavra de Deus, beija o físico, mas seu amor para toda a hu- de Jesus Cristo, que a incumbiu pes-O leitor deve ler o texto com calma e Lecionário ou Evangeliário, (rezando manidade e é o patrono do Aposto- soalmente de divulgar e propagar node forma clara. Ao terminar a o leitor em silêncio: “Pelas palavras do santo lado da Oração. mundo esta piedosa devoção. Foramexclamando: “Palavra do Senhor!” e a Evangelho sejam perdoados os nos- três as aparições de Jesus: A pri-comunidade respondendo com: “Gra- sos pecados”) e todo o povo pode meira, deu-se a 27 de Dezembro deças a Deus!”. voltar a se sentar. Por Lenalda Assis 1673, a segunda em 1674 e, a tercei- 2.Salmo ResponsorialÉ uma respota a primeira leitura. O “Na celebração litúrgica é ra, em 1675. Mais tarde, outra religio- sa, a Beata Maria do Divino Coração,recomendado é que seja cantado. máxima a importância da Sagrada a partir de Portugal estendeu a esta 3.Segunda Leitura Escritura... É dela também que os devoção a todo o Mundo por meio deA segunda leitura é extraida do Novo atos e sinais toman a sua significação.” um ato de consagração solene pedi-Testamento, das cartas escritas pelos do ao Papa Leão XIII.apóstolos (Paulo, Tiago, Pedro, João (Sacrosanctum Concillium n. 24) Em todas essas visões, eme Judas), mais notadamente as escri- que Jesus apareceu a Santa Margari-tas por São Paulo. Esta leitura tem, Por Paulo Roberto da Maria, Sagrado Coração de Jesus
    • http://paroquiamodelo.blogspot.com 5 Catequese Sacramento da Ordem erdócio ministerial confere um poder sagrado para esse serviço dos fiéis. de vínculo visível supremo da comunhão das Igrejas A Ordem é o sacramento Esse serviço consiste no ensino, no particulares (as dioceses) naque transforma o leigo em diácono, o culto divino e no governo pastoral. única Igreja e garantia da suadiácono em sacerdote e o sacerdote No serviço eclesial do minis- liberdade.em bispo. É o sacramento graças ao tro ordenado, é o próprio Cristo que A ordenação de mul-qual a missão confiada por Cristo a está presente à sua Igreja enquanto heres não é possível porqueseus Apóstolos continua sendo exer- Cabeça de seu Corpo, Pastor de seu o Senhor Jesus escolheucida na Igreja até o fim dos tempos; rebanho, Sumo Sacerdote do sacrifí- homens para formar o colé-é o sacramento do ministério apos- cio redentor, Mestre da Verdade. A gio dos doze Apóstolos, e ostólico. Possui três graus: o diaconato Igreja expressa isso dizendo que o apóstolos fizeram o mesmo(para diáconos) o presbiterado (para sacerdote, em virtude do sacramento quando escolheram os co-padres) e o episcopado (para bispos). da Ordem, age “In persona Christi laboradores que seriam seus O sacramento da Ordem Capitis”, ou seja, na pessoa de Cris- sucessores na missão. Oinsere a pessoa num determinado to-Cabeça. colégio dos bispos, ao qualgrupo de cristãos que exercem uma O bispo é o único que pode os presbíteros estão unidos guir as orientações da Igreja a essefunção específica em relação à do tornar o leigo um diácono, sacer- no sacerdócio, torna presente e atu- respeito.cristão leigo, graças à imposição dote ou outro bispo. Para que isso aliza, até o retorno de Cristo, o colé- Por falar nisso, é bom lembrardas mãos do bispo e da oração con- aconteça e seja válido, o bispo or- gio dos doze. A Igreja se reconhece que na Igreja de rito latino somente osecratória. Toda a Igreja é um povo denante deve ter sido validamente ligada a essa escolha do próprio Sen- diácono pode ser casado; o bispo esacerdotal, pois graças ao Batismo, ordenado, isto é, que esteja na linha hor. o padre devem ser solteiros ou, emtodos os fiéis participam do sacerdó- da sucessão apostólica, e em comun- O sacramento da Ordem é alguns casos, viúvos. Entretanto, secio de Cristo. O “sacerdócio comum hão com a Igreja toda, principalmente concedido uma vez por todas, ou o diácono permanente casado ficardos fiéis” deve ser exercido por todos com o Sumo Pontífice (o Papa). seja, não pode ser repetido, pois con- viúvo, não poderá mais se casar.os cristãos. Os padres somente podem fere um caráter espiritual indelével, O ministério conferido pelo exercer seu ministério na dependên- ou seja, para sempre. Assim, um pa- Fonte: Caminho de vida - Prepara-sacramento da Ordem consiste num cia do bispo e em comunhão com ele. dre que deixe o ministério para casar- ção para a Crisma Livro 2. Autor Pa-outro tipo de participação na missão Já para a legítima ordenação de um se, por exemplo, continua sendo pa- dre Alfieri Eduardo Bompani. Editorade Cristo, ou seja, no serviço em Bispo, é hoje exigida uma especial dre. Se ficar viúvo e quiser voltar a Santuário.nome e na pessoa de Cristo no meio intervenção do Bispo de Roma (o exercer o ministério, não precisa serda comunidade. Além disso, o sac- Papa), por causa de sua qualidade ordenado novamente, bastando se- Por Glauco Gomes Movimentos Apostolado da Objetivos sus. E também um convite a reverenciar entregue que se tornam aos Oração Atuação na base eclesial, ir- radiar a vida cristã, promoção huma- este Amor, como fonte de Salvação “Zeladores(as)”, pessoas que na e assistência social, espiritualiza- e de misericórdia. já fazem parte ção da comunidade, evangelização, Correspondendo dessa devoção pastoral vocacional, colaboração nas ao Amor de Nosso há algum tem- atividades paroquiais. Senhor, a Ele se po, e tem a fun- consagram pessoal- ção de zelar por Compromisso dos membros mente, a Ele oferecem essa devoção e difundi-la, através de reparação pelos pecados próprios e suas palavras e atitudes, ser teste- Oração diária com ofereci- do mundo, exercitam e fomentam as munho desse grande Amor de Jesus mento do dia , em união com o sa- práticas dessa devoção aprovadas por nós, e também de zelar pelos out- crifício eucarístico, devoção intensa pela igreja. ros associados. ao Espírito Santo, devoção ao Sa- O Apostolado da Oração é grado Coração de Jesus, devoção Significado da Fita O Apostolado da Oração dauma organização composta por lei- especial a Maria Santíssima, oração Paróquia se reune mensalmentegos católicos cuja finalidade é a san- perseverante, compromisso com a A fita é um símbolo que sig- na 1ª sexta-feira às 16:30 seguidatificação pessoal e a evangelização. formação dos zeladores através de nifica a pertença ao Apostolado da de missa às 19:30. Atualmente temNasceu num colégio da Companhia encontros mensais, retiros, tardes de Oração. O dever dos membros do de 30 a 40 participantes. A atualde Jesus(de padres Jesuítas) na formação e palestras. Apostolado é oração, trabalho com presidente é a Sra. Terezinha TuãoFrança e espalhou-se pelo mundo. caridade, humildade e a mansidão. A Picoli.Trabalha com afinco pela evangeliza- A Principal fita estreita quem recebe são os(as)ção das famílias e têm uma devoção Devoção “Aspirantes”, as pessoas que estãoespecial ao Sagrado Coração de Je- iniciando esta devoção ao Sagrado Por Carlos Albertosus. É o culto ao Sagrado Coração de Je- Coração de Jesus, e a fita Larga é
    • 6 http://paroquiamodelo.blogspot.com Fatos e fotos paroquiais III Cerco de Jericó 1ª noite – Tema: Igreja 2ª noite – Tema: Igreja, 3ª noite – Tema: Igreja, 4ª noite – Tema: Igreja,em estado permanente de casa de iniciação à vida lugar de animação bíblica comunidade de comuni-missão. cristã. da vida e da pastoral. dades.“Essa é a Igreja: todos nós. Nos “Só abandona a Igreja Católica quem “Precisamos encontrar forças na “Na Paróquia, nós caminhamosamando, colaborando, servindo, não mergulhou nos Sacramentos da palavra de Deus para conduzir a juntos para a eternidade. Ninguémajudando. Isso cria o ambiente de Igreja Católica”. nossa vida.” caminha sozinho. Jesus chamou osIgreja.” 12 apóstolos e colocou-os numa co- Pe. Alex Pe. João Carlos Pe. Alexandre Brandão munidade…” Pe. Moisés 5ª noite – Tema: Igreja aserviço da vida plena a to-dos.“Na autêntica Igreja de Cristo nãopode ter gente com cara de maracujáde gaveta. Jesus quer encher de en-tusiasmo o seu coração.Irmão, Acorda! Levanta! Deixa de ser acomodado!” Pe. Luiz Melo
    • http://paroquiamodelo.blogspot.com 7 Fatos e fotos paroquiais Chegada do Cursilho Masculino Chegada do Cursilho Feminino Chegada do Curso Nova Vida
    • 8 http://paroquiamodelo.blogspot.com Diário de Peregrinação ficamos hospedados, fomos para o ceia, Abadia da Dormição de Maria, Sinai, e acreditem, atravessamos o Palácio de Caifaz, fomos em Belém, Deserto do Sinai durante 12 hrs, com na Gruta da Natividade. Visitamos o paisagens desérticas de encher os Muro das Lamentações, fizemos a olhos. Chegando na região do Monte Via Sacra pelas ruas de Jerusalém, Sinai, por lá hospedamo-nos. e chegamos ao Santo Sepulcro: que Fomos um grupo subir então experiência maravilhosa ver o sepul- o Monte Sinai, 2 horas e meia andan- cro vazio! Estar ali me tocou muito, do de camelo até certa altura, depois passar por onde Ele passou, tocar 1 hora e meia subindo a pé. Chegan- conde Ele esteve, sei que ele está do ao topo, meu Deus!! no meio de nós, mas o ambiente nos Partindo de Sinai, fomos para ajuda a viver mais a nossa fé. a Palestina, segunda etapa da nossa Partimos para a terceira eta- Peregrinação. Passamos um dia no pa de nossa viagem - Roma, nosso Mar Morto, e podem crer, não afunda! mundo, nossa religião, nosso Pedro. Fomos em Jericó, passamos no Rio Lá, além de vermos os monumen- Jordão, lá renovamos as promessas tos da Roma antiga, visitamos as 4 batismais, e nos hospedamos em grandes basílicas: São Paulo, São Nazaré. João de Latrão, Santa Maria Maior Em Caná, os casai também e São Pedro. Magníficas. E a via- refizeram a sua aliança matrimonial. gem não poderia ter um coroamento Em Nazaré celebramos a missa na melhor com a saudação de Sua San- A equipe do Modelo Católi- e algumas pessoas do centro Oeste do Brasil. Basílica da Anunciação. No dia da tidade em português para o nossoco pediu que contasse um pouco Mães celebramos a missa num barco grupo: “Saudo de modo especial aoda minha peregrinação à Terra San- A primeira etapa da viagem no Mar da Galileia, muito sugestivo! Nossa Senhora Aparecida de Pia-ta. Pois bem, tentarei colocar um foi no Egito, ambiente fascinante e Passamos pelo Monte Tabor, betá, Rio de Janeiro.” Alegria geral epouquinho da experiência Fantástica totalmento distinto do nosso , real- Monte das Bem Aventuranças, Monte imaginem a expressão de Pe. Celes-que vivemos nestes dias, que não mente “outro mundo”, outro cultura, Carmelo, Cafarnaum e Cesareia de tino.foram somente de passeio, mas de outra religião (muçulmana), mulheres Filipe. Enfim, foi tudo uma bênçãooração e até dias cansativos. de burca e todas de véu. Por fim chegamos em Je- e valeu a pena! Procurei tirar fotos e Fomos um grupo de 48 pas- Deparamos com as rusalém, visitamos o Monte das envia-las, e saibam que em nenhumsoas, 4 sacerdotes: Pe Celestino, Pirâmides, realmente uma obra fara- Oliveiras, Capela da Assenção, Igreja momento me esqueci de nossa queri-Pe. Sérgio, Pe. Jorge (Rio) e eu, um ônica, que engenharia!, e no meio do do Pai Nosso, Basílica da Agonia, da paróquia.maior número de pessoas de Piabetá deserto, destacam-se estes grandes Tumba do rei Davi, Sala da Última Por Pe. Rodrigo monumentos. Saindo do Cairo, onde Convite Testemunho de fé Conforme divulgado na promoção do Seu quarto, antes sujo, se JOAM (Jovens e adolescentes mês de maio estamos publicando o testemunho vencedor: tornou um santuário com quadros e imagens da Santa. em missão) Certo dia, ao receber a visita de um membro de sua igreja, o mes- Amor de Mãe mo recomendou que minha mãe re-Venha viver uma experiência profunda com pela Mãe tirasse os quadros e as imagens do quarto do meu irmão. Ela respondeuCristo no JOAM, para jovens entre 15 e 17 que não poderia “implicar” com Nos-anos. N asci e cresci na Igreja sa Senhora, pois Graças intercessão Católica. Com o tempo meus pais dela junto e Deus meu irmão haviaData : 06 à 09 de Setembro se afastaram e minha mãe se tornou evangélica. parado de beber. Tenho certeza que o amorTaxa : R$60,00 Anos após, meu irmão se tornou al- que minha Mãe sentiu e sente até coólatra, e em consequência disso hoje por Nossa Senhora é tão grandeFichas à partir deste mês na Secretaria da perdeu a família, o emprego e foi in- que nem mesmo o tempo e as con- ternado várias vezes com problemas vicções religiosas puderam apagar. ÉIgreja psicológicos. o amor de Mãe que viu o milagre daInformações com Emanuelle (86927620) Entre uma internação e outra começou a participar de romaria para Mãe em seu filho!ou Eduardo ( 87975265) o Santuário de Nossa Senhora Apa- recida, e graças a sua intercessão, A Vencedora Sônia Procópio de Carvalho foi presenteada com deixou a bebida. uma linda orquídea!
    • http://paroquiamodelo.blogspot.com 9 Espaço Dizimista 01 Alan Domingos Seixas 18 Selma Severina Neto (São José) 02 Fábia Lorrane A. dos Anjos (São José) 19 Sebastião Gomes de Aguiar (Tatão) 03 Terezinha Inocêncio da Silva 20 Neuza Nilza do Nascimentos Lopes 03 Murilton Barroso Nunes (São José) 20 Adão Carlos da Silva 04 Aline Barcellos Dutra 20 Ester F. de Queiroz dos Santos 04 Leandro Mendes dos Reis (São Geraldo) 21 Juraci da Silva D eus nos revela como é o dizimo em nos- 06 Carmelisa Domingos Junger de Vasconcelos 07 Cristiane da Silva Andrade 21 22 Sueli da Conceição Dias Carlos Alberto da Silva Ferreirasa Igreja. O dízimo está nas leis de Deus acerca de 07 Maria Lucia Batista dos S. Ribeiro (São José) 22 Maria Christina Leite Barbosa1.300 anos antes de Cristo. Foi instituído como o 07 Adeildo Costa Basílio (Sta. Teresinha) 23 Sandra Ferreira de Almeidaquinto mandamento da nossa Igreja. Ele deve ser 09 Manoel Quintanilha dos Santos 23 Reni Gomes da Silvautilizado para atender as três dimensões, ou seja, 10 Antônio Feres da Costa 23 Alex José Marcelino“Missionária, Religiosa e Social” (que iremos mel- 10 Fátima Cristina Alves da S. Rocha 24 Glaucia Gomes Ribeirohor conhecer nas próximas edições deste informa- 10 Eliene de Andrade Albuquerque Maranhão 24 Marly Pereira de Oliveirativo). 10 Helena Raimundo de Pontes (N. Sra. de Fáti- 26 Ana Maria do Nascimento Mafra (São José) Doar o dízimo, significa participar da vida ma) 28 Marcia Rosário Paesda paróquia, da comunidade. “Pense nisto”. 10 Denise Santos Cardoso (São Geraldo) 29 Célia Irene da Silva Doe seu dizimo em sinal de compromis- 12 Urgel Lino Lemos 29 Emanuelle Gomes Souzaso e fidelidade a Deus, mas também por amor à 12 Lúcia dos Santos Farias 29 Vasti Rodrigues de Abreu Ribeiroprópria comunidade e aos irmãos, fazendo acon- 12 Francelene Félix da C. Almeida 29 Patrícia Guimarães de Aguiar (São Lázaro)tecer à Igreja de Jesus Cristo. 12 Marisete dos Santos (São José) 29 Lenilda Alves dos Santos (São Geraldo) Quanto você doa, poderá ou irá doar, quem 13 Silvia Francisco Munizindicará será o seu coração! 13 Tânia dos Santos Feliz Aniversário! 14 Maria do Socorro da Silva (São Lázaro) 15 Maria de Lourdes da Silva (São Geraldo) 16 Marlene da Conceição (São Lázaro) 17 Marinelza dos Santos (São José) 18 Gleison da Silva Gomes 18 Jocelito Pereira de Oliveira NOTA DE ESCLARECIMENTO I nformamos aos nossos patrocinadores e leitores que devido a gráfica que traba-lhamos agora está somente imprimindo uma tiragem mínima de 4.000 exemplares de jornaiscom impressões em páginas coloridas, optamos nas edições de maio e junho pela impressãoem preto e branco, pela condição de podermos imprimir somente 1.000 exemplares a umcusto bem menor.Estamos à procura de uma nova gráfica que ofereça o serviço de melhor qualidade e maisviável financeiramente para a paróquia, que ainda conta com um número muito pequeno depatrocinadores.Você empresário, se tem interesse em patrocinar nosso boletim informativo procure a Pas-com.Equipe Pascom e colaboradores do Boletim Informativo Modelo Católico.
    • 10 http://paroquiamodelo.blogspot.com JMJ Rio 2013 Coluna Jovem aqueles que acolherão. “A vida con- então o amor fraterno se revelaráCampanha de hospeda- sagrada é por si só um grande bem Eucaristia, o sacramento como dom gratuito, participação nagem entra em nova fase para a Igreja, e quando os irmãos do amor! generosidade de Deus e louvor pleno receberem os jovens em suas casas, à Eucaristia, Sacramento do Amor. para a JMJ 2013 creio que além de fazer um bem para os que chegam, fará um bem para G alera, precisamos gravar Quem vai à Eucaristia, deve voltar à sua realidade para amar! Quem não a própria vida religiosa que se abre em nosso coração que “é da Euca- vai à Eucaristia perde oportunidade O Setor de Hospedagem a essas experiências. Eles irão con- ristia que recebemos o motivo e a de buscar a força para amar!do Comitê Organizador Local (COL) hecer realidades de todo o mundo e força para amar os irmãos. Foi pre- Em cada Eucaristia somosda Jornada Mundial da Juventude projetar também uma visão positiva cisamente na última Ceia que Nosso amados por Deus, em Jesus Cristo,Rio2013 vai promover no sábado, do Rio que recebe com alegria os que Senhor demonstrou todo o seu amor e somos enviados como testemunhas26 de maio, um treinamento para as vêm de longe”, disse. e sua humildade. Todo o amor brota do amor. Na Eucaristia os espososequipes paroquiais de hospedagem De acordo com Dom Ro- do amor infinito com que Cristo nos aprofundam o seu amor, aproximan-e para os voluntários que vão apoiar berto, alguns colégios religiosos já amou naquela primeira Páscoa. Ele do-o do amor de Cristo pela Igreja, osa nova fase da campanha “Faça mil- estão fazendo reformas e analisando nos mostrou que amor verdadeiro não jovens descobrem um ideal, encont-hões de amigos”. as estruturas sanitárias para melhor para no tempo, mas excede ao tem- rando em Jesus Cristo o caminho que Esta etapa consiste em visi- acolher os peregrinos. “Em algu- po! Isto é a Eucaristia! Deus que nos os leva à vida, os evangelizadorestar as famílias cadastradas em cada mas regiões as próprias religiosas amou e continua a nos amar! Tudo o percebem a verdadeira Palavra queterritório paroquial para esclarecer estão indo a clubes e outros locais que não se constrói n’Ele e por Ele nos vem do coração de Deus, os re-possíveis dúvidas, além de finalizar que poderiam acolher a juventude. está inacabado ou inexiste. Atrás de ligiosos encontram seu amor únicoos cadastros. A tarde de treinamento, Acredito que a JMJ será um suces- todas as coisas, deve haver um sen- e encantado, capaz de os completarque acontecerá das 14h às 17h, será so”, afirmou. tido profundo, assim como atrás das e os conduzir à plena felicidade. Asno segundo andar do Edifício João O padre Leandro Lenin apon- aparências de “pão” e de “vinho”, está crianças, pela Eucaristia, aprendemPaulo II, onde fica a sede do COL, na tou ainda que as congregações tam- o próprio Senhor que nos vê, que nos o verdadeiro amor, aquele que não éGlória. bém poderão sediar catequeses se ouve, que nos atende. egoísta nem mesquinho, mas que se dispuserem de auditórios e quadras Ao olharmos para nossa re- abre de maneira singela e pura, sem esportivas que não serão usadas para alidade, deveríamos encontrar o sen- distorções, sem trocas...Encontro com os institutos re- a hospedagem. Além da acolhida nas tido, o motivo, a finalidade de tudo na Esse amor que encontramosligiosos hospedagens e catequeses, alguns presença de Deus em nosso meio! em Jesus Eucarístico não cresce sem Os trabalhos do Setor religiosos já se mostraram dispostos Para nós, católicos, Deus não está mais nem menos. Deve ser cultivado,Hospedagem não param. No dia 9 de a trabalhar também como voluntários no mundo somente pela criação ou deve ser querido, deve ser trabalhadomaio, a equipe do COL se reuniu com especialmente na área de traduções pelo bem que se faz aos outros, ou e, às vezes, desenterrado do entulhorepresen-tantes de 75 institutos reli- devido à diversidade linguística de pela sua Palavra e seus ministros de nosso cotidiano que não nos de-giosos para apresentar e esclarecer muitas congregações. sagrados, ou nos santos ou no que ixa penetrar neste Mistério de Amor,as dúvidas das congregações sobre o A Feira Vocacional também há de bom nesta Terra. Deus está em nem aprender dele a máxima de Je-funcionamento da hospedagem, das entusiasmou a todos. “Essa é a Corpo, Sangue, Alma e Divindade na sus: ‘Dou-vos um Novo Mandamento:catequeses e da feira vocacional du- oportunidade que as congregações Eucaristia! Ao tomarmos consciência amai-vos uns aos outros, como Eurante a JMJ Rio2013. terão de expor o seu carisma, seus disto, deveríamos não só ajoelhar vos amei’ .” Além da coordenadora do dons para os jovens que se sentem diante de tal Mistério, mas todos osSetor Hospedagem, Irmã Graça Ma- chamados às respectivas vocações”, dias agradecer ao Senhor por este SUGESTÃO (Propósito do mês) : Seria, estiveram presentes na reunião o lembrou padre Leandro Lenin. louco e doce amor... você necessita se confessar, se con-presidente do COL, arcebispo do Rio Não é fácil amar os irmãos. fesse, mas não fique sem comungarde Janeiro Dom Orani João Tempes- Fonte: www.rio2013.com.br Todos somos capazes de percorrer por negligência. Jesus eucarísticota, o Vigário Episcopal para a Vida Por Juliara Vasconcelos as primeiras etapas do amor quando quer fazer morada em ti ...Consagrada na arquidiocese, Dom este é fácil e gratificante para nós. MasRoberto Lopes e um dos diretores do quando amar significa perdoar ou ex- Fonte de pesquisa : paroquiacon-Setor de Preparação Pastoral, padre ige a abnegação do serviço àqueles ceicaoeisabel.blogspot.comLeandro Lenin. que ninguém ama ou pouco têm para Por Emanuelle Gomes Dom Orani ressaltou que a retribuir ... quando este amor exige fi-hospedagem vai beneficiar não so- delidade, verdade e até dor pessoal,mente os peregrinos, mas também Assim como o Pai me enviou também eu vos envio: Recebei o Espírito Santo! 19 Ao anoitecer daquele dia, o primeiro da semana, estando fechadas, por medo dos judeus, as portas do lugar onde os discípulos se encontravam,Jesus entrou e pondo-se no meio deles, disse: ‘A paz esteja convosco’. 20 Depois destas palavras, mostrou-lhes as mãos e o lado. Então os discípulos se alegraram por verem o Senhor. 21 Novamente, Jesus disse: ‘A paz esteja convosco. Como o Pai me enviou, também eu vos envio’. 22 E depois de ter dito isto, soprou sobre eles e disse: ‘Recebei o Espírito Santo. 23 A quem perdoardes os pecados,eles lhes serão perdoados; a quem os não perdoardes, eles lhes serão retidos’. Jo 20,19-23
    • http://paroquiamodelo.blogspot.com 11 Cultura e Lazer Missas nas comunidades Informações Paroquiais Nasci para dar Terça - Feira 1ª Terça - 19:00 – Km 11 Horário de Funcionamento da Secretaria Terça a Sexta-Feira 08:00 às 12:00 / certo. 2ª Terça - 19:00 – Paraíso 13:00 às 17:00 Sábado - 08:00 às 12:00 3ª Terça - 19:00 – Km 11 4ª Terça - 19:00 – Paraíso Tel.: 2632-8665 / 8828-0030 N asci pra Dar Quarta - Feira Missas na Adoração Certo! Esta é a mensa- 1ª Quarta - 19:30 – Jardim Guapimirim Matriz Batizados ao gem, transformada em 2ª Quarta - 19:00 – Parada Ideal Santíssimo livro, que Adriano Gon- 3ª Quarta - 19:30 – Jardim Guapimirim Terça-07:00 1º Domingo-08:00 Toda quinta çalves não se cansa de 4ª Quarta - 19:00 – Parada Ideal Quarta-07:00 Missa e prepara- na Matriz, transmitir aos jovens de Quinta - Feira Quinta-07:00 ção para Pais e de 08:00 às todo o mundo. 1ª Quinta - 19:30 – Sertão Sexta-19:00 Padrinhos 18:00 Impactante como Sábado-19:30 2º Domingo-08:00 2ª Quinta - 19:30 – Citrolândia o Santos de Calça Domingo-08:00 Missa e Batiza- 3ª Quinta - 19:30 – Sertão Domingo-19:00 dos Jeans, a obra desafia o 4ª Quinta - 19:30 – Citrolândia leitor a dar uma resposta Sábado Confissõesà vida, a ser sal da terra e luz do mundo. A par- 1ª Sábado - 17:30 – Paraíso Quinta-Feira - 09:00 às 12:00/15:00 às 18:00tir de sua própria história, Adriano pretende que 2ª Sábado - 17:30 – Km 11 Missa da Esperançaoutros descubram que também podem dar certo, 3ª Sábado - 17:30 – Paraíso Toda Segunda, na capela do Bananal, às 19:00fazendo-os entender que precisam ser felizes (ser 4ª Sábado - 17:30 – Km 11 Louvorsantos). Domingo Toda terça na Matriz, às 19:00 Por isso, afirma que não interessam os er- 1ª Domingo - 10:30 – Citrolândiaros do passado e as atitudes daquele tempo, o im- Terço dos Homens 1ª Domingo - 17:00 – Parada Ideal Toda Sexta, na Matriz, às 19:00portante é começar a perceber Deus nos pequenos 2ª Domingo - 10:30 – Sertãodetalhes e fazer as escolhas que Ele escolheria 2ª Domingo - 17:00 – Jardim Guapimirimpara a nossa vida. 3ª Domingo - 10:30 – Citrolândia 3ª Domingo - 17:00 – Parada Ideal Calendário Paroquial Por Juliara Vasconcelos 4ª Domingo - 10:30 – Sertão 4ª Domingo - 17:00 – Jardim Guapimirim Próximas programações na paróquia Passatempo Católico 16/06 – Noite dos Caldos (Setor Juventude) Pinte com capricho 16/06 – Encontro dos educadores 17/06- Assembleia Permanente por Decanato (PPC) 24/06 – Missa da Juventude 30/06– Encontro de catequistas – Regional Leste 1 30/06 – Festa Junina da paróquia 01/07 a 05/07 – Retiro do Clero 06/07 - Missa do Apostolado da Oração 07/07 e 08/07- Emaús 08/07- Assembleia Permanente por Paróquia (PPC) 18/07 – Ordenação dos Diáconos Permanentes (Paulo Roberto)
    • 12 http://paroquiamodelo.blogspot.com Campanha Apadrinhe um Peregrino E stão abertas as inscrições mês em que os peregrinos estarão na paróquia. A partir de 1º de maio mais para captação de padrinhos dos jo- vens estrangeiros que virão participar informações serão dadas nos avisos da Semana Missionária (pré-jornada) das missas e em um mural que será em nossa paróquia. fixado na igreja com assuntos relacio- A contribuição visa atender nados ao evento. o custeio de material de divulgação, Quem quiser se tornar um subsídio em diversos idiomas para padrinho pode enviar um e-mail para os jovens e para às famílias hospe- paroquiapmodelo@hotmail.com ou deiras, como também transporte, deixar na secretaria da igreja nome, organização de eventos e trabalhos bairro de residência e um telefone que fazem parte da programação da para contato. Semana Missionária. A colaboração mensal começara em maio deste ano, no valor mínimo de R$ 10,00, e se estenderá até julho do ano que vem, Romaria Diocesana Saída - 03 de agosto Passagem R$ 60,00 (pode ser pago em 3x - abril, maio e junho) Reserva de passagem, só com sinal. Interessados procurar Angela - Papelaria Renalluc Expediente Informativo Paroquial - Modelo Católico Paróquia Nossa Senhora Aparecida - Parada Modelo - Guapimirim - RJ Pároco: Pe. Rodrigo Alberti Rua Marcionílio Ignácio, 209 - Parada Modelo - Guapimirim - RJ - Diocese de Petrópolis Gráfica: Tribuna de Petrópolis / Tiragem: 1.000 exemplares Diagramação: Juliara Vasconcelos Colaboradores: Pe. Rodrigo Alberti, Marlúcia Seixas, Emanuelle Gomes, Glauco Gomes, Carlos Alberto, Le- nalda, Alex Marcelino, Seminarista Rafael Augusto, Felipe Seixas, Flávio Tambelini, Vânia Marcelino e Juliara Vasconcelos. Fotos: Alex Marcelino, Marlúcia Seixas, Glauco Gomes e Juliara Vasconcelos