Consumo De SubstâNcias Psicoactivas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Consumo De SubstâNcias Psicoactivas

on

  • 9,357 views

 

Statistics

Views

Total Views
9,357
Views on SlideShare
9,300
Embed Views
57

Actions

Likes
1
Downloads
365
Comments
1

5 Embeds 57

http://apassosparasaude.blogspot.com 37
http://www.slideshare.net 12
http://apassosparasaude.blogspot.pt 6
http://www.apassosparasaude.blogspot.pt 1
http://apassosparasaude.blogspot.com.br 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Consumo De SubstâNcias Psicoactivas Consumo De SubstâNcias Psicoactivas Presentation Transcript

  • Consumo de substâncias psicoactivas
    Álcool, Tabaco e Drogas Ilícitas
  • Introdução
    Neste trabalho, o nosso grupo vai falar dos seguintes temas:
    Alcoolismo
    Tabaco
    Drogas ilícitas
    Que estão englobados no tema geral: “Consumo de Substâncias Psicoactivas” .
  • Álcool
  • É considerado uma droga psicotrópica, pois ele actua no sistema nervoso central, provocando uma mudança no comportamento de quem o consome, além de provocar dependência.
  • É uma das poucas drogas psicotrópicas em que o seu consumo admitido e atéincentivado pela sociedade.
  • Esse é um dos motivos pelo qual ele é encarado de forma diferenciada, quando comparado com outras drogas.
  • Consumido em excesso, passa a ser um problema. Pode levar a:
  • Acidentes de viação
  • Violência
  • Dependência após consumo prolongado.
  • Alcoolismo
  • É uma doença provocada pelo consumo excessivo e prolongado de álcool.
  • Após o consumo de álcool:
    Sensação inicial:
    Euforia
    e
    Desinibição
  • Segue-se:
    Sonolência
    Turvação da visão
  • Descoordenação muscular
    Diminuição da capacidade de reacção, de atenção e compreensão.
  • Alguns sinais característicos de um alcoólico são:
  • Beber todos os dias, independentemente da quantidade ingerida.
    Distanciar-se da família.
  • Ficar irritado quando as pessoas falam da bebida.
    Começar a beber logo cedo.
    Achar que está certo em relação à quantidade que deve beber
  • O consumo de álcool pode estar associado a:
    Contexto familiar
    Predisposição genética
  • Padrões culturais
    Nível socioeconómico
  • Após o consumo excessivo e prolongado do álcool, eis as consequências na saúde:
    Úlceras
    Tumores no tubo digestivo
  • Cancro cerebral
    Desnutrição generalizada
  • Malformações em fetos cujas mães são alcoólicas
    Cirrose hepática
  • Tratamento
    O tratamento é diferente de pessoa para pessoa. Depende:
  • Grau e das lesões já instaladas
    Deve ser apropriado a cada doente
  • É fundamental o reconhecimento da dependência por parte do alcoólico.
    Mas, sem dúvida que o melhor tratamento é a PREVENÇÃO
  • Tabaco
  • O tabaco é uma planta cujo nome científico é Nicotina tabacos, da qual é extraída uma substância chamada nicotina.
  • Este é constituído por nicotina, alcatrão e monóxido de carbono.
  • A nicotina provoca dependência
  • O alcatrão provoca irritações crónicas nas vias aéreas superiores.
  • O monóxido de carbono dissolvido no sangue impede a ligação normal do oxigénio à hemoglobina que torna a oxigenação dos tecidos deficitária.
  • O grau de toxicidade do tabaco deve-se à maneira como é consumido assim como à intensidade da inalação do fumo. Fumar causa inúmeros problemas de saúde como diversos tipos de cancro, doenças cardiovasculares e causa dependência.
  • Por outro lado, a abstinência de nicotina pode provocar um conjunto de comportamentos psíquicos e fisiológicos ao fumador como depressão, insónia, irritabilidade, ansiedade, dificuldade de concentração e aumento ou perda de peso.
  • Curiosidades:
    O tabagismo reduz a esperança de vida em sete anos e meio;
    O fumo produzido pelo consumo de tabaco contém mais de 4000 compostos químicos com efeitos tóxicos e irritantes, dos quais mais de 40 são reconhecidos como cancerígenos.
  • A melhor prevenção para evitar o hábito de fumar é nunca fumar.
  • Droga ilícita é toda e qualquer substância proibida por lei.
  • Alguns dos exemplos de Drogas Ilícitas são:
    Cocaína
    A cocaína deriva da folha do arbusto da coca (Erytbroxylon Coca), do qual existem variedades como a boliviana (huanaco), a colombiana (novagranatense) ou a peruana (trujilense).
  • Ecstasy
    O ecstasy é uma droga muito usada em casas nocturnas de músicas electrónicas e devido às etapas de consumo, como a actividade física por tempo prolongado, o perigo é ainda maior, pois a droga eleva a temperatura do corpo e pode levar à morte.
  • Maconha:
    A maconha é uma das várias preparações possíveis da planta fêmea da Cannabis Sativa, erva originária da Ásia, da qual são extraídas outras drogas como haxixe, kif, etc.
  • LSD:
    A dietilamida do ácido lisérgico (LSD) é a mais poderosa droga conhecida: menos de 30 gramas são suficientes para produzir mais de trezentas mil doses.
  • Heroína:
    A heroína é descendente directa da morfina, e ambas são tão relacionadas que a heroína, ao penetrar na corrente sanguínea e ser processada pelo fígado, é transformada em morfina. A droga tem origem na papoila, planta da qual é extraído o ópio.
  • Inalantes:
    A categoria das drogas inalantes abrange diversas substâncias, sendo três as principais: toluene, éter e clorofórmio.
  • Haxixe:
    O haxixe é um alucinogénio: altera a forma como as coisas são ouvidas e vistas. Contém substâncias químicas e uma delas, o tetrahidrocannabinol (THC) é a causa principal dessas alterações.
  • Conclusão
    Com este trabalho adquirimos maiores conhecimentos sobre o tema das DROGAS Lícitas e Ilícitas.
  • Trabalho realizado por:
    Marta Barbosa, nº 17
    Natália Lopes, nº 19
    Sofia Freitas, nº 27
    Tiago Costa, nº28
    Escola Básica de Paços de Ferreira
    Ciências Naturais
    Prof: Cristiana Comprido 2009/2010
  • Fim . . .