Your SlideShare is downloading. ×
2ºEstudo de História
Luiza Collet – 7º ano – Prof.º Marco Aurélio – Março - 1º Trimestre – 2013

2. O Feudalismo
A Idade M...
Igreja -> lutou pela conversão dos reis e depois de seus povos.
 Papa

– respeitado pela Europa Ocidental.
– às vezes, ap...
CONCLUSÕES:
-O vassalo também podia conceder uma parte de seu feudo a outros
guerreiros, tornando-se suserano de outros va...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

2ºestudo de história - 7º ano – março - 1º trimestre – 2013

470

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
470
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "2ºestudo de história - 7º ano – março - 1º trimestre – 2013"

  1. 1. 2ºEstudo de História Luiza Collet – 7º ano – Prof.º Marco Aurélio – Março - 1º Trimestre – 2013 2. O Feudalismo A Idade Média na Europa foi basicamente o Império Bizantino, Feudalismo e expansão do Islamismo. A DESCENTRALIZAÇÃO DO PODER REAL (p. 26) Idade média -> séculos V ao XV -Invasão dos bárbaros no Ocidente e suas organizações -Império Bizantino -> Roma Oriental Confrontos no Ocidente Fusão de costumes e valores (como o latim que se misturou com outros idiomas) Fortalecimento das autoridades dos chefes militares => poder dos reis dependia deles.  Reinos – pouco estáveis por conta das frequentes guerras. – rei precisava de guerreiros leais. Formação dos feudos – pedaços de terras dos reinos que o rei doava ao guerreiro em troca de sua lealdade: Relações feudo-vassálicas ou relações de suserania e vassalagem Prova de lealdade -> “doação” de parte do reino (feudo). - Os servos (moradores, plebeus) da região do reino doada (feudo) pagavam impostos não ao rei, mas para a tropa do guerreiro que fez esse juramento de lealdade.  Reino “protegido” = quem doava a terra = suserano  Guerreiro leal (que protege o reino) = recebia terras chamadas feudos = vassalos -De tanto que os reinos foram divididos nesses pedaços de terras, os reinos tornaram-se numerosos feudos.
  2. 2. Igreja -> lutou pela conversão dos reis e depois de seus povos.  Papa – respeitado pela Europa Ocidental. – às vezes, apenas ele conseguia acabar com brigas.  Confirmação de lealdade dos vassalos – através da Igreja  Único traço de união entre os povos era a Igreja  Reis buscavam o apoio da Igreja para conselhos, fazer juramentos diante dela, etc.  Igreja abençoava guerreiros antes da guerra e coroava reis REPRESENTAÇÃO DAS RELAÇÕES FEUDO-VASSÁLICAS O senhor feudal Y doa suas terras em troca de aliança (lealdade), aos senhores feudais A, Z e X. Portanto: SUSERANO = senhor feudal Y VASSALOS = senhores feudais A, Z e X O senhor feudal Z faz uma aliança de lealdade (fidelidade) com o senhor feudal B. Portanto: SUSERANO = senhor feudal Z VASSALO = senhor feudal B Pode-se concluir que o senhor feudal Y é o suserano dos suseranos, senhor dos senhores, pois ele é suserano do senhor B, que por sua vez é suserano do senhor feudal Z.
  3. 3. CONCLUSÕES: -O vassalo também podia conceder uma parte de seu feudo a outros guerreiros, tornando-se suserano de outros vassalos. -De tantas doações dos reinos, o reino acabou dividido em numerosos feudos. -O poder do “suserano dos suseranos”, ficou enfraquecido com essa descentralização, pois cada feudo tornou-se um domínio independente.

×