Your SlideShare is downloading. ×
0
Acidadedepedra
Acidadedepedra
Acidadedepedra
Acidadedepedra
Acidadedepedra
Acidadedepedra
Acidadedepedra
Acidadedepedra
Acidadedepedra
Acidadedepedra
Acidadedepedra
Acidadedepedra
Acidadedepedra
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Acidadedepedra

5,636

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
5,636
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
56
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Era uma vez uma cidade de pedra. Os montes, as ruas, as calçadas, as casas, tudoera de pedra. Que estranho... Os moradores também são de pedra. Velhos, jovens, mulheres e crianças, até os animais são de pedra.
  • 2. Meu Deus, que cidade triste! Reparando bem, é tudo muito triste. Os rostos, os olhares, a vida. Não sorriem, não abraçam, não se falam, não se percebem.
  • 3. Nessa cidade não se vê criança brincando na rua, jovens, casais e velhos passeando na praça. Aliás, não existem praças nessa cidade. Foram substituídas por imensas colméias de pedra.
  • 4. Mas a cidade de pedra não para. Seus moradores estãosempre correndo, cada vez mais rápido de um lado para outro, conquistando, descobrindo, superando, escalando a vida.
  • 5. Mas descobriu-se que estes seres estranhos quanto mais sedesenvolvem, mais endurecidos ficam os seus corações. Não sentem, não choram, não se envolvem, não partilham, são indiferentes aos sentimentos alheios. São de pedra.
  • 6. Andando por essa cidade, em qualquer parte dela, se percebe sua agonia: drogas, violência, prostituição, tráfico,seqüestro, delinqüência juvenil, injustiça social, fome quebra dos valores morais, divórcio e amaziamento e tantas outras misérias.
  • 7. Nesta cidade a vida grita e chora, mas ninguém ouve. São de pedra. Ah! Mas nessa cidade há um grupo diferente,quer dizer, aparentemente igual aos demais, mas há algo na essência que faz toda a diferença: o coração é de carne.
  • 8. É gente que chora, que ri, que abraça, que partilha. É gente que reparte o seu pão, veste o nu, acode ao necessitado,abre a porta ao forasteiro. É tudo fruto de um novo coração.Esse grupo especial é alegre, corajoso, confiante e cheio de esperança.
  • 9. O grito de dor da cidade de pedra não passa desapercebidoaos ouvidos desse povo. É gente que não se omite, não se esconde do seu semelhante, ajuda. Costumam chamar a esse grupo de “Igreja”.
  • 10. Dizem que foi um homem chamado JESUS que transformou seus corações, abriu os seus olhos e mudou o seu modo de viver. Há alguns moradores da cidade de pedra que dizem ser amigos de Jesus e que foram tocados por Ele, mas osseus corações continuam de pedra e as suas ações são iguais aos demais seres de pedra.
  • 11. Eu descobri que entre os seres de coração de carne, tocadospor Jesus, há uma palavra que define suas vidas: é o amor. E aquele que odeia ao seu irmão, em essência é assassino, não é gente, é pedra.
  • 12. Ele também disse que a cidade continuaria de pedra, mas que Ele daria a muitos um coração de carne, que ama e abençoa o seu semelhante. Seja você um desses!Autor: Pr. Itamar S. Bezerra Edição e Criação Gráfica: JaniceM. dos Santos

×