Your SlideShare is downloading. ×
Sessão demarcação
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Sessão demarcação

729

Published on

Published in: News & Politics
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
729
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Assembleia Legislativa do Estado da Bahia Gabinete da Deputada Estadual Ângela Sousa (PSD) 028/2014 Data: 30.05.14 Deputada volta a cobrar ações contra demarcação de terras no Sul da Bahia A deputada estadual Ângela Sousa (PSD) participou na tarde desta quinta-feira (29) de uma sessão especial realizada pela Câmara Municipal de Ilhéus onde voltou a cobrar dos governos estadual e federal medidas concretas para resolver os conflitos de demarcação de terras nos municípios e Ilhéus, Una, Buerarema e São José da Vitória. De acordo com a parlamentar, o conflito gerado pelo processo de demarcação, retirando mais de 47 mil hectares de terras produtivas dos pequenos agricultores para entregar a supostos índios, é um problema de toda a região, daí a necessidade também do envolvimento de toda a comunidade regional, incluindo prefeituras desses municípios, câmaras de vereadores, órgãos, associações, entidades e clubes de serviços. Ângela Sousa conclamou toda a comunidade regional para que entre na luta junto com os deputados federais e senadores para que seja aprovada a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 215 que atribui ao Congresso Nacional a competência exclusiva para aprovar a demarcação das terras tradicionalmente pelos índios e ratificar as demarcações já homologadas. “São os deputados e senadores que conhecem a realidade de cada região, de cada povo, de cada raça ou etnia e que terão legitimidade, imparcialidade e conhecimento de causa para legislar sobre esses assuntos”, justificou a parlamentar. Durante a sessão especial a deputada estadual Ângela Sousa falou da situação de violência em que vive a região e cobrou dos governos estadual e federal ações emergenciais para garantir a paz, a reintegração imediata de todas as terras invadidas e o arquivamento do processo de demarcação. De acordo com a deputada, desde o ano de 2008 que vem alertando os governos para esse conflito e como nenhuma ação mais eficaz foi realizada, a situação foi se agravando, com o registro de mortes e com inúmeros casos de pequenos produtores que tiveram suas terras invadidas, foram expulsos de suas propriedades, sendo espancados e humilhados. Ângela Sousa reafirmou que essa situação de conflitos, medo e insegurança não pode continuar, sendo necessária uma intervenção maior do Estado e do Governo Federal para que o problema seja resolvido. A parlamentar fez questão de ressaltar que é preciso respeitar os direitos de mais de 20 mil famílias das regiões de Una, Ilhéus, Buerarema e São José que hoje vivem da agricultura familiar e que podem perder suas propriedades, fruto das mãos calejadas de uma vida inteira de suor e trabalho. Ângela Sousa também comemorou o fato de várias propriedades estarem sendo reintegradas pela justiça para os pequenos produtores.

×