Curso de campanhas políticas e marketing digital

1,517 views

Published on

Aula ministrada por Lucas Reis no Curso de Marketing Político Online da UFBA

Published in: Technology, Design
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,517
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
43
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Curso de campanhas políticas e marketing digital

  1. 1. Curso de Campanhas Políticas e Marketing Digital Marketing em mecanismos de Buscas 10/06/2010
  2. 2. <ul><li>Importância dos mecanismos de buscas. </li></ul><ul><li>Funcionamento dos mecanismos de buscas. </li></ul><ul><li>A Estrutura da SERP. </li></ul><ul><li>A Busca Universal. </li></ul><ul><li>Volumes e Tendências de buscas. </li></ul><ul><li>Branding. </li></ul><ul><li>Por que otimizar o próprio site. </li></ul><ul><li>Otimização para termos relevantes para a campanha. </li></ul><ul><li>SEO Reverso. </li></ul><ul><li>Google Bomb. </li></ul><ul><li>Ferramentas de SEO. </li></ul><ul><li>#comofas. </li></ul><ul><li>#corrao. </li></ul>Sumário
  3. 3. <ul><li>98% dos internautas usam mecanismos de buscas. </li></ul><ul><li>No Brasil, o Google tem share de 96% do mercado. </li></ul><ul><li>Segundo a comScore, são realizadas mensalmente 4 bilhões de buscas no país. 1500 buscas por segundo. </li></ul><ul><li>Mundialmente, a busca é a segunda ação mais popular da internet, perde apenas para o email. Cerca de 50% dos usuários usam mecanismos de buscas a cada navegação. </li></ul><ul><li>44% das descobertas de novos sites se dão através de mecanismos de buscas. </li></ul><ul><li>Até 70% das buscas são navegacionais, ou seja, o usuário já sabia onde queria chegar, e usou o mecanismos de buscas para chegar lá de forma mais rápida. </li></ul>Google – The Gatekeeper
  4. 4. Google – The Gatekeeper
  5. 5. <ul><li>O crawler do mecanismo de buscas varre a internet à procura das páginas. </li></ul><ul><li>São processadas mais de 2 bilhões de páginas diariamente. </li></ul><ul><li>Ainda sim, os mecanismos de buscas cobre cerca de 2% do conteúdo da internet. </li></ul><ul><li>Para atualizar toda a base de um search engine , é preciso cerca de 3 meses. </li></ul>How Search Works
  6. 6. <ul><li>Seus conteúdos são baixados, e então indexados. </li></ul><ul><li>A cada busca realizada, é feita uma classificação do índice. </li></ul><ul><li>Para a classificação, são levados em consideração cerca de 200 parâmetros distintos. </li></ul><ul><li>O mais importante deles é o PageRank. </li></ul>How Search Works
  7. 7. Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=GQWaw7wRyPQ How Search Works
  8. 8. Resultado quando logado. Resultado quando não logado. How Search Works
  9. 9. <ul><li>SERP </li></ul><ul><li>Search Engine Result Page. </li></ul><ul><li>Palavra-Chave Query . </li></ul><ul><li>Título. </li></ul><ul><li>Snippet. </li></ul><ul><li>Link. </li></ul>A estrutura da SERP
  10. 10. A estrutura da SERP
  11. 11. <ul><li>O conteúdo da web tem se tornado cada vez mais multimídia. </li></ul><ul><li>A busca universal parte do princípio de que a melhor informação para uma pesquisa pode não ser conteúdo em texto. </li></ul><ul><li>Assim, são exibidos nos resultados conteúdos em diversos formatos. </li></ul>A busca universal
  12. 12. http://www.youtube.com/watch?v=kygHnEwchFA A busca universal
  13. 13. A busca universal
  14. 14. A busca universal
  15. 15. <ul><li>Nacionalmente, são feitas cerca de 20 milhões de buscas mensais por educação, saúde e segurança. </li></ul><ul><li>No decorrer das eleições, as buscas pelos nomes, parceiros, partidos dos candidatos aumenta exponencialmente. </li></ul>Volumes e Tendências
  16. 16. Paulo Souto Jaques Wagner João Henrique Volumes e Tendências
  17. 17. Aumenta da demanda acontece em paralelo ao alcance da oferta. Volumes e Tendências
  18. 18. Os primeiros colocados recebem mais cliques Volumes e Tendências
  19. 19. Suas mensagens são mais vistas Volumes e Tendências
  20. 20. Possuem maior credibilidade Volumes e Tendências
  21. 21. <ul><li>A primazia da interação: fidelização. </li></ul><ul><li>A presença nos primeiros resultados da SERP aumenta em até 160% a lembrança de marca. </li></ul><ul><li>Há uma aumento de 20% na propensão a uma boa impressão quando se está entre os primeiros colocados. </li></ul><ul><li>Há um aumento de até 45% na lembrança espontânea daqueles que aparecem nas SERPs. </li></ul>Branding
  22. 22. <ul><li>Há um potencial aumento na audiência do site quando ele é otimizado. </li></ul><ul><li>Trata-se de uma audiência qualificada, pois são internautas interessados pela temática do site. </li></ul><ul><li>O aumento de visitação não está atrelado a um investimento em compra de espaços publicitário. </li></ul><ul><li>Aparecer entre os resultados é evitar que os concorrentes apareçam </li></ul>Por que otimizar?
  23. 23. <ul><li>Ter maior destaque nas SERPs significa ter maior lembrança do que os concorrentes. </li></ul><ul><li>A classificação orgânica dos mecanismos de buscas é vista como uma atribuição de credibilidade. </li></ul><ul><li>Trata-se de uma forma de publicidade discreta, não-invasiva, com baixo índice de rejeição. </li></ul><ul><li>Se insere na tendência do inbound marketing , aprimorando a relação do candidato com sua audiência. </li></ul>Por que otimizar?
  24. 24. <ul><li>Preparar o site para aparecer para termos ligados à vida, bandeiras ou realizações do candidato. </li></ul><ul><li>Atrair as pessoas que já buscam pelo tema e que o valorizam. </li></ul><ul><li>Palavras duras: muito competitivas podem dar muito trabalho e pouco resultado. </li></ul><ul><li>Long tail SEO: aparecer bem posicionados para buscas mais refinadas, menos concorridas e que podem entregar o retorno melhor. </li></ul>Otimização para termos relacionados
  25. 25. Otimização para termos relacionados
  26. 26. Otimização para termos relacionados
  27. 27. Otimização para termos relacionados
  28. 28. <ul><li>Preencher a primeira página de resultados com conteúdos positivos, deixando os de cunho negativo para páginas internas. </li></ul><ul><li>Evitar que ao buscar por um tema ou nome, o internauta encontre facilmente o conteúdo negativo. </li></ul><ul><li>Produção de conteúdo em diversos espaços da web. </li></ul><ul><li>Monitoramento constante do comportamento das buscas e atenção aos temas e acusações da campanha. </li></ul>SEO Reverso
  29. 29. SEO Reverso
  30. 30. SEO Reverso
  31. 31. <ul><li>Fazer com que o conteúdo relacionado ao adversário apareça em primeiro lugar para buscas curiosas, negativas ou esdrúxulas. </li></ul><ul><li>Surpreender pelo inusitado da relação palavra-chave/político e conseguir que isso se viralize. </li></ul><ul><li>Usa-se uma palavra-chave que não há um volume constante de buscas. O inusitado é que deve levar ao sucesso. </li></ul><ul><li>Escolha da palavra, do conteúdo de destino, otimização externa e interna. </li></ul>Google Bombing
  32. 32. Google Bombing
  33. 33. Google Bombing
  34. 34. Google Bombing
  35. 35. - Alterações técnicas nas páginas; - Inserção de metainformações; - Construção de links internos; - Atração de links internos; - Produção de conteúdo relevante e original; - Aumento da densidade de palavras-chave; - Monitoramento e uso de palavras-chave relevante; - Análise de sites concorrentes; - Submissão de informações aos buscadores; Planejamento
  36. 36. Planejamento
  37. 37. Website Grader F erramentas
  38. 38. Google para Webmasters – Search Queries Tools Ferramentas
  39. 39. Google para Webmasters – K e y words Tools Ferramentas
  40. 40. Google para Webmasters – L i nks Internos Ferramentas
  41. 41. Google para Webmasters – L i nks Ex ternos Ferramentas
  42. 42. Google para Webmasters – Erros de indexação Ferramentas
  43. 43. Google para Webmasters – Erros de indexação Ferramentas
  44. 44. PageSpeed Ferramentas
  45. 45. A importância da velocidade http://www.youtube.com/watch?v=me5N9Mf1pgg Ferramentas
  46. 46. Batalha de palavras - chave http://www.webseoanalytics.com/free/seo-tools/keyword-competition-checker.php Ferramentas
  47. 47. Análise de palavras-chave http://www.webseoanalytics.com/free/seo-tools/page-analyzer-keyword-density-tool.php#viewreport Ferramentas
  48. 48. C onte ú do D uplicado http://www.webseoanalytics.com/free/seo-tools/duplicate-content-checker.php Ferramentas
  49. 49. Validar HTML http://validator.w3.org/ Ferramentas
  50. 50. L ink building I nterno Ferramentas
  51. 51. Densidade de palavras-chave Ferramentas
  52. 52. Análise de Links Ferramentas
  53. 53. All in One Pack SEO Ferramentas
  54. 54. C odificação da Página #comofas
  55. 55. Arquitetura da Inf ormação <ul><li>Hierarquia clara dos conteúdos; </li></ul><ul><li>Diretórios de conteúdos bem definidos e não-redundantes; </li></ul><ul><li>Navega ç ão superficial </li></ul><ul><li>Estrutura de links que atinja a todas as páginas </li></ul>#comofas
  56. 56. Estrutura dos L inks <ul><li>Usar links inteligíveis. </li></ul><ul><li>Ter as palavras-chave principais na UR L . </li></ul><ul><li>Definir a UR L canônica. </li></ul># comofas
  57. 57. Estrutura dos L inks # comofas
  58. 58. Estrutura dos L inks # comofas
  59. 59. Ritmo de atualização e qualidade do conteúdo <ul><li>Aumenta a visitação do crawler. </li></ul><ul><li>Aumenta a credibilidade do site. </li></ul><ul><li>Aumenta a densidade de palavras do site. </li></ul><ul><li>Incrementa a variedade de palavras-chave usada. </li></ul><ul><li>O conteúdo pode estar antenado com o que ocorre no momento. </li></ul><ul><li>Sempre original e de qualidade </li></ul># comofas
  60. 60. Ritmo de atualização http://www.youtube.com/watch?v=vXOZja9Dk3A # comofas
  61. 61. Escrita do conte ú do <ul><li>A ordem das palavras influem no posicionamento. </li></ul><ul><li>O termo usado deve ser aquele buscado. </li></ul><ul><li>A cada 3 meses, 3 0% das buscas são totalmente novas. </li></ul># comofas
  62. 62. Escrita do conteúdo # comofas
  63. 63. Escrita do conteúdo # comofas
  64. 64. Crie vários pontos de contato - Encontrabilidade <ul><li>Produza conteúdo relevante em diversos sites da internet. </li></ul><ul><li>Geralmente, estes conteúdos ficam hospedados em sites muito bem indexados, o que facilita seu bom posicionamento. </li></ul><ul><li>Os sites de mídias sociais são rastreados muito rapidamente, o que aumenta as chances de que seu novo conteúdo apareça nos resultados de buscas </li></ul># comofas
  65. 65. Crie vários pontos de contato - Encontrabilidade http://www.youtube.com/watch?v=rf5gZab5nHo # comofas
  66. 66. Sitemap <ul><li>Submeta sitemaps para diretórios na web. </li></ul><ul><li>Esses arquivos em linguagem xml informaram a esses diretórios do conteúdo seu site. </li></ul><ul><li>São dadas informações como: ritmo de atualização, arquitetura da informação e localização das páginas. </li></ul># comofas
  67. 67. Black Hat SEO <ul><li>Link Farming. </li></ul><ul><li>Tag Stuffing. </li></ul><ul><li>Cloaking. </li></ul><ul><li>Spinning. </li></ul><ul><li>Texto camuflado. </li></ul># corrao
  68. 68. <ul><li>marketingdebusca.com.br </li></ul><ul><li>mestreseo.com.br </li></ul><ul><li>searchengineland.com </li></ul><ul><li>searchenginewatch.com </li></ul><ul><li>brasilseo.com.br </li></ul><ul><li>googlewebmastercentral.blogspot.com </li></ul>Referências
  69. 69. Curso de Campanhas Políticas e Marketing Digital Marketing em mecanismos de Buscas Lucas Reis [email_address] 8754-8573 10/06/2010

×