Plano de formação abril

  • 248 views
Uploaded on

 

More in: Business
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
248
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
3
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide
  • Esta apresentação demonstra as novas capacidades do PowerPoint, sendo melhor visualizada na Apresentação de Diapositivos. Estes diapositivos foram concebidos para lhe dar excelentes ideias para as apresentações que criará no PowerPoint 2010!Para obter mais modelos de exemplo, clique no separador Ficheiro e, no separador Novo, clique em Modelos de Exemplo.
  • Esta apresentação demonstra as novas capacidades do PowerPoint, sendo melhor visualizada na Apresentação de Diapositivos. Estes diapositivos foram concebidos para lhe dar excelentes ideias para as apresentações que criará no PowerPoint 2010!Para obter mais modelos de exemplo, clique no separador Ficheiro e, no separador Novo, clique em Modelos de Exemplo.
  • Esta apresentação demonstra as novas capacidades do PowerPoint, sendo melhor visualizada na Apresentação de Diapositivos. Estes diapositivos foram concebidos para lhe dar excelentes ideias para as apresentações que criará no PowerPoint 2010!Para obter mais modelos de exemplo, clique no separador Ficheiro e, no separador Novo, clique em Modelos de Exemplo.
  • Esta apresentação demonstra as novas capacidades do PowerPoint, sendo melhor visualizada na Apresentação de Diapositivos. Estes diapositivos foram concebidos para lhe dar excelentes ideias para as apresentações que criará no PowerPoint 2010!Para obter mais modelos de exemplo, clique no separador Ficheiro e, no separador Novo, clique em Modelos de Exemplo.
  • Esta apresentação demonstra as novas capacidades do PowerPoint, sendo melhor visualizada na Apresentação de Diapositivos. Estes diapositivos foram concebidos para lhe dar excelentes ideias para as apresentações que criará no PowerPoint 2010!Para obter mais modelos de exemplo, clique no separador Ficheiro e, no separador Novo, clique em Modelos de Exemplo.
  • Esta apresentação demonstra as novas capacidades do PowerPoint, sendo melhor visualizada na Apresentação de Diapositivos. Estes diapositivos foram concebidos para lhe dar excelentes ideias para as apresentações que criará no PowerPoint 2010!Para obter mais modelos de exemplo, clique no separador Ficheiro e, no separador Novo, clique em Modelos de Exemplo.

Transcript

  • 1. Dias 5 e 6 MMOG (Material Management Operational Guidelines) Dia 9 GESTÃO DE TEMPO Dias 11, 12 e 13 AUDITORIA DE PROCESSO VDA 6.3.Dias 17, 18, 19 e 20 MÉTODOS AVANÇADOS DE RESOL. PROBLEMAS Dia 21 LIGHT SIX SIGMA Dias 26 e 27 LIDERANÇA OPERACIONAL Para mais informações, consulte o nosso site: www.OPCO.PT
  • 2. Informações e Inscrições:G e st ã o d e M a t e r i a i s e icardoso@operational.ptAva l i a ç ã o L o g í st i c a + 351 962 119 040
  • 3. 1. O que é a MMGO História 2. Categorias da norma: MMOG/LE Dotar os participantes de competências ao nível da  Estratégia e Melhoriagestão da cadeia de fornecimento através da directrizMMOG, cujo objectivo é reduzir o volume de trabalho  Organização de trabalhopara fornecedores e cliente mediante a avaliação da  Capacidade e planificação daeficácia da cadeia de fornecimento de empresas. produção  Interface com o cliente  Produção e controlo do produtoDepartamento de compras e logística; Directores de  Interface com o fornecedorProdução e/ou Qualidade.("Quadros de Carreira"). 3. Implementação desta metodologia de excelência 4. Auditorias 5. Planos de melhoria Para mais informações, consulte o nosso site: www.OPCO.PT 6. Estudos de Caso
  • 4. Informações e Inscrições:“Se não planear correctamente o caminhopara chegar ao seu destino, nunca saberá icardoso@operational.ptquanto tempo precisa para o atingir!” + 351 962 119 040
  • 5. 1. A Gestão eficaz do tempo  Compreensão da importância do tempo Dotar os participantes de competências e  Sinais de uma incorrecta gestão de tempoconhecimentos para uma gestão eficaz do  Urgência e Importância. Quem temtempo, adquirir técnicas de gestão de tempo por forma prioridade?a ser mais eficiente e produtivo e metodologias de  Definição clara dos objectivos e prioridadesanálise critica e desenvolvimento de soluções. 2. Estratégias para optimizar a organização do trabalho  Instrumentos para “ganhar” tempoTodos os potenciais interessados em gerir de forma“inteligente” e eficaz o tempo: colaboradores da área  Planeamentos diários e semanaiscomercial, administrativa, estratégica, planeamento, ca  Organize o seu temporgos de chefias. Público em geral.  Organize o tempo da sua equipa de trabalho 3. Elaboração de um plano pessoal de gestão de tempo. Para mais informações, consulte o nosso site: 4. Práticas de excelência. www.OPCO.PT
  • 6. Informações e Inscrições:icardoso@operational.pt + 351 962 119 040
  • 7. 1. Sistemas da Qualidade, aplicação e benefícios para as auditorias de processo (ISO 9001; ISO/TS 16949).Tendo como princípio a abordagem por processos da ISO9001, base da ISO/TS 16949 e respectivos requisitos 2. Métodos da gestão da qualidade (aprovação deespecíficos de cliente, providencia as bases para auditores de amostras iniciais, planos de controlo, planos daprocesso VDA 6.3. Esta formação capacita os formandos para qualidade, análise de risco (FMEA, métodos dea compreensão de correlações e para a aplicação e resolução de problemas, etc).implementação do correto encadeamento de actividades 3. Análise de risco com o método da “Tartaruga”.durante a auditoria. 4. Comunicação, ética e código de conduta. 5. Requisitos de cliente e respectiva interpretação (requisitos VDA, requisitos específicos de clienteDirector Geral, Supervisor e Chefe de Equipa da (CSR), …).Qualidade, Director e supervisor deCompras, Logística, Produção, Higiene e 6. Etapas da auditoria orientada por processos (daSegurança, RH, Controlo e Gestão, finanças, Eng. de preparação à implementação).Produto, Eng. de Processo e Manutenção. 7. Planeamento e condução da auditoria de processo. Para mais informações, consulte o nosso site: 8. Regras de avaliação e avaliação. www.OPCO.PT
  • 8. Informações e Inscrições:Formador com muita experiência na icardoso@operational.ptaplicação da metodologia. + 351 962 119 040
  • 9. Visa dotar os participantes de conhecimentos sobre 1. ISO/TS 16949, a responsabilidade da gestão eas técnicas específicas do método 8D e medidas de prevenção e correçãoadicionalmente demonstrar técnicas analíticas de 2. Equipa de desenvolvimentosuporte. Os participantes obterão competências por 3. Os métodos de resolução de problemas 8D e 5forma a lidarem com a avaliação dos dados Porquês como um processoexistentes e ainda descrever a falta de 4. Técnicas importantes para o 8D e métodosinformações, de tal forma que os outros membros da analíticosequipa possam adquiri-la para tratamento posterior. 5. Seleção analítica 6. Estudos de casosDirector Geral, Departamento da Qualidade e 7. Trabalho de grupo e desenvolvimento darestantes departamentos equipa 8. Relatório 8D Para mais informações, consulte o nosso site: www.OPCO.PT
  • 10. Informações e Inscrições:icardoso@operational.pt + 351 962 119 040
  • 11. 1. Introdução e Garantia da Qualidade 2. 6 Sigma e o Método DMAIC  Define, Measure, Analyze, Improve and Control 3. Implantação do Six Sigma através de 6 passosDotar os formandos de conhecimentos iniciais fundamentaisrelativos às principais ferramentas da Qualidade e à  Passo 1: Preparação da organização para o sucessometodologia DMAIC, qualificar os formandos para a  Passo 2: Melhoria da comunicaçãoparticipação em projectos de melhoria de acordo  Passo 3: Formação transversalcom a metodologia Six Sigma.  Passo 4: Desenvolvimento de métodos estatísticos para medir o progresso e sucesso  Passo 5: Escolha dos processos a melhorarDirector Geral, Director e supervisor de  Passo 6: Equipas lideradas por green beltsLogística, Produção, Qualidade, Engenharia de 4. Ferramentas usadas no Six Sigma:Produto e de Processo, Director de Recursos  Método de Resolução de ProblemasHumanos, Controlo e Gestão, Finanças, Compras e  Planos de Controlo e SPCManutenção.  Lean Management Para mais informações, consulte o nosso site: www.OPCO.PT  Gestão e Calibração DMM
  • 12. Informações e Inscrições:icardoso@operational.pt + 351 962 119 040
  • 13. 1. Funções e Perfil do Chefe de Equipa  A visão do papel: características desejáveis e competências necessárias 2. Chefes de equipa: gerir e comunicar a performance e resultados 3. Equipas: vantagens e problemas das reuniões Dotar os participantes de conhecimentos e técnicas 4. Gestão de conflitosnecessárias para a liderança eficaz de uma equipa  Metodologias básicas de gestão de conflitosde produção, atendendo ao meio onde se insere.Desenvolver espírito de equipa no terreno, contribuir 5. O chefe de equipa e segurançapara a melhoria da organização desenvolvendo a  Suas responsabilidades face a normas erigor e o progresso permanentemente. Tornar os procedimentos de segurançaseus actos de gestão de equipa eficazes 6. O chefe de equipa e a melhoria dos processos  Os 5’s : uma organização visual e eficaz  O Kaizen e a metodologia PDCADepartamento de produção: chefes de equipa, team 6. O chefe de equipa e a utilização dos seus recursosleaders, responsáveis e coordenadores de equipa. 7. O chefe de equipa e a conservação dos meios de produção Para mais informações, consulte o nosso site: 8. Equipas especiais, suas características e estilos www.OPCO.PT de chefia