Charles darwin

7,582
-1

Published on

Published in: Education
1 Comment
9 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
7,582
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
327
Comments
1
Likes
9
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Charles darwin

  1. 1. Agrupamento de Escolas da BatalhaBiologia e Geologia 11ºano CHARLES DARWIN
  2. 2. A sua vidaCharles Robert Darwin nasceu a 12 de Fevereiro de 1809, em Shrewsbury, tendo morrido a 19 de Abril de 1882, em Downe, Kent. Darwin estudou medicina e teologia mas tornou-se mais tarde um naturalista. Durante cinco anos, ele colaborou com pesquisas realizadas nas costas e em ilhas da América do Sul, Austrália e Nova Zelândia. Ficou surpreendido com o grande número de espécies de plantas e de animais. As inumeráveis variedades de tentilhões foram o que lhe chamou mais atenção, que só conheceu na ilha dos Galápagos.
  3. 3. Durante os anos que permaneceu nessa viagem científica, e também depois, o naturalista tentou descobrir a razão da grande diversidade de plantas e animais. Darwin escreveu: A Origem das Espécies e A Descendência do Homem. Na últimaobra ele manifestou as suas ideias sobre o surgimento da raça humana no planeta Terra. Apesar dos seus dois livros provocarem debates e muitas controvérsias na época, muitas das suas ideias são aceites pela ciência.
  4. 4. A Origem das Espécies eA Descendência do Homem
  5. 5. DarwinsFamilly
  6. 6. Darwins TimeLine1809 1818 1825 1827 Nascimento Entra no colégio O pai retira-o do Abandona o de Charles interno de colégio e matricula-o curso Darwin em Shrewsbury no curso de medicina Shrewsbury, na universidade de Inglaterra Edimburgo na escócia1828 1831 1836 1837Entra no curso de Começa a viagem Regressa Inicia os seus teologia no beagle da viagem do cadernos de na universidade beagle apontamentos de Cambridge sobre a transmutação das espécies
  7. 7. Darwins TimeLine 1838 1839 1840 1841Começa a publicação Casa-se com Emma Publica artigo sobre Vai escrever um livro a de A Zoologia da Wedgwood, jornal a formação de bolor ser intitulado Varieties & Viagem do Beagle; publica a viagem Species. Publica alguns do beagle, William artigos geológicas, como nasce (filho) sobre a distribuição de pedras irregulares. 1842 1844 1848 1858 Muda-se com a Publica observações Pai de Darwin, Começa afamília para a Down geológicas sobre as Robert Waring escrever the origin house, escreve o ilhas vulcânicas morre of species; bébé primeiro ensaio visitados durante a Charles Waring sobre a teoria das viagem do HMS morre espécies Beagle
  8. 8. 1859 1860 1861 1864Publica On the origin Publica 2 ª edição Publicado em 3 ª É-lhe atribuída a of Species da Origem edição da Origem. medalha Copley Royal Começou a trabalhar Society de Londres no livro Orquídeas 1866 1869 1871 1872 Publica The Descent of Publica 6 ª edição da Origem;Publica 4 ª edição da Publica 5 ª edição Man and Selection in da Origem Publica The expression of the Origem Relation to Sex emotions in Man and Animals 1876 1877 1881 1882 Seu irmão Erasmus morre;Começa a escrever a Premiado Honorário Falecimento de Charles Defende o direito dos sua autobiografia; LLD da Universidade Darwin é enterrado na cientistas fazeremNasce Francis e Amy. de Cambridge Abadia de Westminster experiências em animaisAmy morre no parto vivos.
  9. 9. Darwins Beagle Voyage
  10. 10. A Viagem Em 1831, com 22 anos, Darwin junta-se com o Capitão FitzRoy no HMS Beagle, como naturalistado navio para uma viagem ao redor do mundo. Em vez dos planejados dois anos, a viagem levou cerca de 5 anos. Nos 5 anos de viagem, o Beagle passou toda a costa da América do Sul deixando Darwinlivre para explorar o continente e ilhas, incluindo as ilhas Galápagos. Encheu muitos cadernos com observações cuidadosas sobre animais, plantas e geologia, colecionou mais de 1000 amostras, colocando-as em caixas e enviando para casa para um estudo mais aprofundado. Darwin mais tarde designou à viagem do Beagle "de longe, o evento mais importante da minha vida".
  11. 11. Apesar da naturezapacífica da sua missão,o retorno do ‘Beagle’ à Inglaterra com segurança não estavaassegurado. O risco do encalhe nas águas costeiras poucoconhecidas da Américado Sul era elevado. Em terra, o viajante corriao risco de levar um tiro ou ser esfaqueado pelos revolucionários ou pelos nativos. Nestas viagem,conheceu algumas dasregiões mais selvagens do mundo.
  12. 12. “Os tentilhões de Darwin” Eram as maiores inspirações vivas do naturalista. São conhecidos, por terem ajudado Darwin a formular a sua famosa teoria da evolução como base nas diferentes formas dos seus bicos. Darwin observou 14 espécies de tentilhões que Back nas ilhas galápagos.
  13. 13. Caixas metálica de Vandelli que transportavam espécies Back vegetais que Darwin recolhia
  14. 14. Equador
  15. 15. América Sul  Oceânia 
  16. 16. 2 1 Perto da Bahia Blanca, Darwindescobriu muitos fosseis e verificou que os animais extintos tinham Darwin encontrou estruturas semelhantes aos atuais alguns fósseis, e pelohabitantes desse local. Isto levou-o que ele pensava um a pensar que existia uma dente de cavalo. continuidade de género ao longo de grandes períodos Um desses fósseis que intrigou Darwin foi o do gliptodonte, um 3 animal imenso com uma armadura, que se assemelhava a um tatu gigante. Na imagem, reconstituição 4 de um gliptodonte a partir dos fósseis encontrados por Darwin Rote
  17. 17. A primeira vez que Darwin pisa “terra” desde a sua partida emInglaterra no Beagle é quando chega a Cabo Verde, na ilha de Santiago, onde colhe flores e insetos (ainda desconhecidos) Rote
  18. 18. “Beagle Crossed the Equator” A passagem pelo equador era marcada com uma enorme festa, em que se vendavam os olhos aos “iniciantes” e se batizavam atirando-lhes água do mar.  Rote
  19. 19. Salvador da Bahia A exploração realizada por Darwin no Brasil, de 28 de fevereiro a 5 de julho de 1832, foi uma das experiências mais felizes de sua viagem. É aqui que Darwin explora pela primeira vez as florestas tropicais brasileiras: ‘’…nunca tinha sentido tão grande encantamento’’, afirma o naturalista. Rote
  20. 20. Rio de Janeiro Darwin assistiu a uma luta entre uma vespa e uma aranha, comentando mais tarde que o ajudou a compreender a "luta pela sobrevivência". Dizia ele que lá havia evolução . Rote
  21. 21. Falkland Islands Darwin encontrou nas ilhas das Maldivas diversos fósseis, como por exemplo, braquiópodes – são dos animais mais abundantes na Terra. Rote
  22. 22. Valparaíso Embora haja jovem Darwin andou em torno da cidade e em algumas matas próximas. Ele não encontrou nenhuma evidência de evolução. Rote
  23. 23. O Arquipélago de Galápagos Encontrou fauna e flora sem termo de comparação com outras regiões, e que variavam de ilha para ilha. "Nunca pudera imaginar que estas ilhas, distando entre si cinquenta ou sessenta milhas, e a maioria visível das demais, formadas exatamente das mesmas rochas, submetidas a um clima bem similar, com quase a mesma altitude, pudessem ser tão diferentemente povoadas” Darwin encontrou várias espécies de plantas, pássaros e tartarugas únicas, mas todas elas tinham algo em comum, parecido com as espécies do nosso continente. Ele esta principalmente fascinado pelas tartarugas gigantes. Elas são tão grandes que Darwin não resistiu em pular para cima de uma delas e dar um passeio.  Rote
  24. 24. KORORAREKA Darwin ficou maravilhado com os marsupiais, perguntando-se por que haveria um conjunto completamente diferentede mamíferos na Austrália.  Rote
  25. 25. Cocos Island Darwin estudou os recifes decoral que crescem em torno de ilhas para testar sua teoria daformação atoll. “estou feliz por ter visitado esta ilha  Rote
  26. 26. Mauritius • Darwin considerou a ilha limpa e acolhedora e gostou das plantações da cana de açucar, admirando-se da cor escura dos indianos e mais ainda dos olhar soberbo deles. Espantou-se que numa colónia inglesa todo o mundo falasse inglês. Rote
  27. 27. Teorias
  28. 28. Fixismo As espécies não sofrem alteraçõespermanecendo imutáveis ao longo do tempo sendo originadas tal e qual como são na actualidade. Esta ideia foi defendida por Platão, Aristóteles e Lineu.
  29. 29. Fixismo Criticas • Paleontologia – espécies atuais semcorrespondência com os fósseis e verificação de alterações sucessivas nos fósseis. (Ex: tigre/tigre de dentes de sabre) • Biologia – espécies diferentes com muitas características semelhantes.
  30. 30. Fixismo Manter Teoria do Catastrofismo Esta teoria foi defendida por George Cuvier e foi apresentada em 1799. Consiste na ideia de que na superfície terrestre terão ocorrido catástrofes quelevaram à destruição da fauna e da flora. Após estes fenómenos dava-se um repovoamento por novas espécies vindas de outros locais.
  31. 31. Fixismo ConclusãoEm suma, podemos concluir que o Fixismoconsiste num princípio criacionista, isto é, os seres vivos foram originados por umacriação divina, o que implicava perfeição e estabilidade. Depois desta criação, estes seres permaneciam iguais ao longo do tempo.
  32. 32. Evolucionismo O Evolucionismo considera que as espécies se alteram de forma lenta eprogressiva ao longo do tempo, originado outras espécies.
  33. 33. Evolucionismo Teoria do Transformismo Ideia defendida por Buffon e Maupertuis.Buffon admitiu que as espécies derivavam umas das outras por degeneração e que esta transformação era lenta e progressiva. Maupertuis defendeu que os seres vivos resultavam de uma seleção provocada pelo ambiente.
  34. 34. Evolucionismo Teorias Evolucionistas Lamarckismo Darwinismo
  35. 35. Lamarckismo Jean-Baptiste de Lamarck foi um naturalistafrancês que nasceu em 1744 e morreu em 1829. É uma figura referenciada por ter sido o primeiro a apresentar uma teoria evolucionista.
  36. 36. Lamarckismo Princípios Fundamentais Lei do uso e do desuso – resulta de necessidade dos seres se adaptarem às condições ambientais;Lei da transmissão de caracteres adquiridos – as modificações são transmitidas à descendência.
  37. 37. Modificações Mapa de conceitos das Ambientais concepções de Lamarck Novas Necessidades Uso Desenvolvimento dos Órgãos NovosComportamentos Desuso Atrofia dos ÓrgãosModificações no organismo Transmissão de Características Adquiridas aos DescendentesAdaptação da Espécie ao Longo das Gerações
  38. 38. Lamarckismo Criticas A teoria de Lamarck admitia que amatéria viva teria uma “ambição natural”, isto é, tornar-se perfeita em relação ao meio em que vive; A lei do uso e do desuso apenas era válida para alguns órgãos mas não explicava todas as modificações.
  39. 39. A lei da transmissão de caracteres adquiridos não é válida porque a atrofia ou a evolução dos órgãos do corpo não é transmitida aos descendentes da espécie em causa.
  40. 40. Darwinismo Teoria Darwin baseou-se em vários dados para formar a sua teoria: Dados biogeográficos – ao verificar que os tentilhões das Galápagosapresentavam semelhanças, admitiu que aquelas espécies tinham vindo docontinente americano e que as condições existentes condicionaram a evolução destes.
  41. 41. Darwinismo Teoria do UniformitarismoDarwin apoiou-se nesta teoria formada por Charles Lyell e James Hutton, que defende que: As leis naturais são constantes no espaço e no tempo; Os acontecimentos passados devem ser explicados a partir do que se observa no presente; A maior parte das mudanças geológicas são lentas e graduais.
  42. 42. Darwinismo Crescimento Populacional Dados do crescimento populacional – Thomas Malthus defendeu que a população humana tende a crescer de forma geométrica. Darwin transpôs esta ideia para os animais e admitiu que o mesmo não acontece a estes. Considerou então:  Nem todos os animais se reproduzem;  Falta de alimento e condições ambientais; Grande parte dos seres vivos morre na luta pela sobrevivência;  As doenças matam um grande número de seres vivos.
  43. 43. Darwinismo Dados Geológicos Dados geológicos – Darwin admitiu que os seres vivos poderiam experimentarmodificações lentas e graduais, o que levava à modificação das suas características.  A estes dados, Darwin acrescentou a sua própria experiência em que ao realizar seleção artificial, os animais iriam apresentar novas características. Com isto concluiu que o mesmo acontece com a natureza que realiza uma seleção natural dos indivíduos.
  44. 44. Darwinismo Darwinismo Princípios Variabilidade intraespecífica – os indivíduos da mesma espécie apresentam variações entre si; Seleção natural – devido à luta pela sobrevivência, muitos seres vivos sãoeliminados, ou seja, apenas sobrevivem os mais aptos; Princípio da transmissão das características dos mais aptos – apenas os indivíduos mais aptos sobrevivem, logoapenas estes conseguem transmitir as suas características.
  45. 45. Darwinismo CriticasNão explica a origem da variabilidade de características; Não explica o mecanismo de transmissão das características.
  46. 46. DarwinLamarck
  47. 47. Darwinismo vs. Lamarckismo
  48. 48. Actualmente Com o desenvolvimento da genética, a descoberta das mutações permitiu explicar osurgimento de variações nos indivíduos de uma espécie. A Teoria da Hereditariedade explicava a transmissão das características de geração em geração. Uma nova teoria começou a ser formada e foi designada por Neodarwinismo e assenta em três bases: • Existência de variabilidade genética; • Seleção natural; • Transmissão das características dos mais aptos.
  49. 49. dedicados a Darwin
  50. 50. “The Darwin Centre’s ” Foi inaugurado a 19/09/2009 no Museu de História Natural de Londres pelo príncipe William, herdeiro do trono inglês.Este centro dedicado a Darwin garante a"sobrevivência" de espécies por pelomenos 300 anos.
  51. 51. “120 mil visitantes na exposição de Darwin”A Evolução de Darwin, exposição comemorativa do bicentenário de Charles Darwin, patente na sededa Fundação Calouste Gulbenkian, registou 120 mil visitantes desde a data de abertura, a 13 de Fevereiro.
  52. 52. “Darwin no Catavento” A Semana Darwin é realizada pelo Catavento Cultural em parceria com oMuseu de Zoologia da Universidade de São Paulo e a Vídeo Ciência..
  53. 53. Darwin’s CAFÉ Entra-se no restaurante ‘Darwins Café’ e deparamo-nos com um soberbo espaço, com múltiplas frases do naturalista, biólogo egeólogo britânico Charles Darwin (1809-1882), o de "A Origem da Espécies“ em colunas, onde é protegido e homenageado.
  54. 54. “Casa Andresen”Galeria de Biodiversidade no Porto, inaugurada em 2011.Exposição da “Evolução de Darwin”
  55. 55. Curiosidades
  56. 56. “Fanático ambientalista queria mais programas dedicados a Darwin” “Foi assustador e patético o que se verificou em Maryland, nas instalações do Discovery Channel, quando um terrorista ambientalista reteve alguns reféns durante um período de tempo. O acto foi uma tentativa de forçar a emissora televisiva a mostrar mais programas em torno de Darwin”
  57. 57. O estúdio de Darwin, 1882
  58. 58. Vários livros que Darwin publicou Alguns desses livros ultrapassaram as vendas do A Origem das Espécies, mas nenhum deles teria tanta importância para a ciência como este ultimo
  59. 59. Catalogo da coleção de rochas elaborado por Darwin durante a viagem do Beagle
  60. 60. Uma página do livro derascunhos de Darwin
  61. 61. Com este trabalho podemos concluir que: O tempo é a chave da Evolução!
  62. 62. Bibliografia• http://beagleproject.wordpress.com/2012/02/17/darwin-crosses-the-line/• http://wikipedia.qwika.com/en2pt/The_Voyage_of_the_Beagle• http://fugas.publico.pt/restaurantesebares/302641_darwin-s-cafe• http://publico.pt/ciencia/noticia/concurso-dedicado-a-charles-darwin-vai-levar- jovens-as-ilhas-galapagos-1328977• http://darwinismo.wordpress.com/2010/10/14/fanatico-ambientalista-queria- mais-programas-dedicados-a-darwin/• http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/1289/conteudo+opera.shtml• http://www.nhm.ac.uk/nature-online/science-of-natural-history/expeditions- collecting/beagle-voyage/• http://www.pathlights.com/ce_encyclopedia/Encyclopedia/20hist05.htm#Mont evideo• http://wikipedia.qwika.com/en2pt/The_Voyage_of_the_Beagle• http://www.universitario.com.br/noticias/n.php?i=5296• http://wikiciencias.casadasciencias.org/index.php/Darwin• http://darwin-online.org.uk/timeline.html
  63. 63. Elaborado por:Mariana Ferreira, nº17 Neuza Carvalho, nº22 Tiago Silvério, nº24

×