Aula ii - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioli

  • 49 views
Uploaded on

 

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
49
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
2
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. SIMULADO – AULA - II ATE/FISCAL MS Prof. Onei F. Savioli NEONONLINE.COM.BR 1 71. [Fiscal de Rendas-(PO)-(CT01)-SEFAZ-RJ/2009-FGV].(Q.69] A Cia. Turquesa realizou as seguintes operações em 2014: I Compra de estoques a prazo: $ 100.000, tributada pelo ICMS em 18%. II. Devolução de 10% das compras acima. II. Venda de 80% das unidades compradas. A venda de mercadoria $ 150.000, a prazo. Em 31.12.2014, a receita líquida de vendas: Obs.: considere a alíquota do ICMS em 18%, PIS 0,65% e COFINS 3% e ignore o IR. Lembramos que o PIS e COFINS segue o regime cumulativo. a)$ 39.175,00. d) $ 117.525. b)$ 62.680,00. e) $ 123.000. c)$ 65.600,00. 72. (NEON) Lei 6.404 das Sociedades por Ações, artigo 176, § 6º A companhia fechada, com patrimônio líquido, na data do balanço, ___________________ não será obrigada à elaboração e publicação da demonstração dos fluxos de caixa. Seguindo a Lei das sociedades por ações e atualizações, preenche corretamente a lacuna: a)Igual a R$ 2.000.000. d) Superior a R$ 2.000.000,00. b)Igual ou superior R$ 2.000.000. e) Igual ou inferior a R$ 2.000.000,00. c)Inferior a R$ 2.000.000,00. 73. (NEON) As principais alterações promovidas pela Lei nº. 11.638/07 e MP nº. 449/08, que trouxeram impacto nos procedimentos e práticas contábeis, podem ser assim resumidas, exceto:
  • 2. SIMULADO – AULA - II ATE/FISCAL MS Prof. Onei F. Savioli NEONONLINE.COM.BR 2 a)Classificação do Ativo e do Passivo em “Circulante” e “Não Circulante”; Extinção do grupo Ativo Permanente. b)b) Criação do subgrupo “Intangível” no grupo do Ativo Não Circulante; Proibição da prática da reavaliação espontânea de ativos; Aplicação, ao final de cada exercício social, do teste de recuperabilidade dos ativos (teste de impairment). c)Registro, em contas de ativo e passivo, dos contratos de arrendamento mercantil financeiro (leasing); Extinção do grupo Resultados de Exercícios Futuros; Criação, no Patrimônio Líquido, da conta de “Ajustes de Avaliação Patrimonial”. d)Alteração da sistemática de contabilização das doações e subvenções fiscais, anteriormente contabilizadas em conta Receita diferida. e)Alteração da sistemática de contabilização dos prêmios nas emissões de debêntures, anteriormente contabilizados em conta de Reserva de Capital; Obrigatoriedade da elaboração da Demonstração do Valor Adicionado (DVA) pelas Companhias Abertas. 74. (NEON). Contabilização do Arrendamento Mercantil. Com a edição da Lei nº. 11.638/07, as entidades devem registrar no ativo imobilizado os bens objeto de contratos de arrendamento mercantil financeiro (leasing). Nas operações de arrendamento mercantil, deve prevalecer a essência sobre a forma. Assim, os contratos de leasing financeiro, que na sua essência é um efetivo financiamento de ativos, devem ser contabilizados como imobilizado na entidade arrendatária, independentemente da propriedade jurídica do bem, além do passivo respectivo. Da mesma forma, na entidade arrendadora o referido bem (objeto de contrato de arrendamento mercantil) deve ser tratado como um bem vendido de forma financiada, com o reconhecimento contábil do recebível correspondente. Sobre leasing, é correto afirmar exceto: a)É válido ressaltar que o leasing operacional na empresa arrendatária, será contabilizado conforme a competência
  • 3. SIMULADO – AULA - II ATE/FISCAL MS Prof. Onei F. Savioli NEONONLINE.COM.BR 3 como despesa de leasing. b)É válido ressaltar que o leasing operacional na empresa arrendadora, será contabilizado conforme a competência do período como receita de leasing. c)É válido ressaltar que o leasing financeiro na empresa arrendatária, será contabilizado como imobilizado. d)É válido ressaltar que o leasing financeiro na empresa arrendadora, será contabilizado no momento da venda, como bem vendido, e receita financeira realizada. e)É válido ressaltar que o leasing ou arrendamento, pode ocorrer na forma operacional ou financeira. 75. A Demonstração do Fluxo de Caixa, pelo método indireto, qual o valor do lucro líquido ajustado, no fluxo da atividade operacional, análise a Demonstração do Resultado do Exercício: Vendas de mercadorias R$ 100.000; ICMS sobre vendas R$ 10.000; Ganho de capital R$ 5.000; receita com equivalência patrimonial R$ 5.000; Custo das mercadorias vendidas R$ 40.000; Salários R$ 5.000; despesa de seguros R$ 5.000; despesa com depreciação R$ 5.000; Despesa com ágio amortizado R$ 5.000; despesa com atualização monetária de longo prazo R$ 5.000. a)R$ 30.000. d) R$ 45.000. b)R$ 35.000. e) R$ 50.000. c)R$ 40.000. 76. (Comissão Organizadora do Concurso Público de Provas e Títulos - Secretaria de Estado de Administração – SAD/SEJUSP MS. Perito oficial forense. Ciências contábeis. 20/10/2013). Com os saldos das contas de resultado, a seguir, o Contador elaborou a Demonstração do Resultado do Período: Contas Valor R$ 01 Custo das mercadorias vendidas 99.000,00 02 Abatimentos 1.500,00 03 Despesas com tributos sobre lucro 18.000,00 04 Comissão sobre as vendas 2.000,00
  • 4. SIMULADO – AULA - II ATE/FISCAL MS Prof. Onei F. Savioli NEONONLINE.COM.BR 4 05 Receita de equivalência patrimonial 5.500,00 06 ICMS incidente sobre as vendas 30.150,00 07 Outras receitas operacionais 10.500,00 08 Receita de aluguéis 1.800,00 09 Vendas canceladas 3.000,00 10 Despesas administrativas 9.000,00 11 Despesas financeiras 2.500,00 12 Receita bruta de vendas 195.000,00 Assinale a opção correta: a)O resultado antes dos tributos sobre o lucro é de R$ 67.150,00. b)O resultado líquido do período é de R$ 47.600,00. c)O valor do lucro bruto é de R$ 60.850,00. d)O valor da receita líquida de vendas é de R$ 158.350,00. e)O valor da receita líquida de vendas é de R$ 160.350,00. 77. (TRF 2013). Em 01/12/2012, uma empresa efetuou uma venda de mercadorias pelo valor R$ 500.000, para ser recebido em 30/12/2014. Na data da venda, o valor presente desta venda era R$ 465.000 e, em 31/12/2012, o valor presente era R$ 468.000. O Custo das Mercadorias Vendidas foi apurado em R$ 400.000. De acordo com a regulamentação vigente, o efeito total no resultado da empresa em 2012, relacionado com a venda efetuada em R$, um resultado bruto igual a: a) R$ 35.000 e uma Receita Financeira R$ 3.000. b) R$ 65.000 e uma Receita Financeira R$ 3.000. c) R$ 70.000 e uma Receita Financeira R$ 3.000. d) R$ 70.000. e) R$ 38.000. 78. (FCC). Durante o ano 2012, a Cia Desenvolvida S.A. adquiriu ações de sua própria emissão, pagou fornecedores de matéria- prima e pagou três prestações de um arrendamento mercantil financeiro referentes à aquisição de uma máquina. Estas transações devem ser classificadas, respectivamente, na
  • 5. SIMULADO – AULA - II ATE/FISCAL MS Prof. Onei F. Savioli NEONONLINE.COM.BR 5 Demonstração dos Fluxos de Caixa como fluxos de caixa decorrentes das atividades: a)operacionais, de financiamento e de financiamento. b)de financiamento, operacionais e operacionais. c)de investimento, operacionais e de financiamento. d)de financiamento, operacionais e de investimento. e)de financiamento, operacionais e de financiamento. 79. (FCC). A Demonstração do Valor Adicionado (DVA) deve evidenciar a distribuição da riqueza gerada pela entidade. Os principais componentes dessa distribuição a serem evidenciados são: a)pessoal; impostos, taxas e contribuições; insumos adquiridos de terceiros. b)impostos, taxas e contribuições; remuneração de capitais próprios e de terceiros; valor adicionado recebido em transferência. c)pessoal; impostos, taxas e contribuições; remuneração de capitais próprios; remuneração de capitais de terceiros. d)pessoal; remuneração de capitais de terceiros; remuneração de sócios; receita financeira. e)pessoal; impostos, taxas e contribuições; remuneração de capitais próprios e de terceiros; valor adicionado recebido em transferência. 80. (NEON) O Princípio da PRUDÊNCIA determina a adoção do menor valor para os componentes do ATIVO e do maior para os do PASSIVO, sempre que se apresentem alternativas igualmente válidas para a quantificação das mutações patrimoniais que alterem o patrimônio líquido. O Princípio da Prudência pressupõe o emprego de certo grau de precaução no exercício dos julgamentos necessários às estimativas em certas condições de incerteza, no sentido de que ____________________________, atribuindo maior confiabilidade ao processo de mensuração e apresentação dos componentes patrimoniais. A inobservância
  • 6. SIMULADO – AULA - II ATE/FISCAL MS Prof. Onei F. Savioli NEONONLINE.COM.BR 6 dos Princípios de Contabilidade constitui infração nas alíneas “c”, “d” e “e” do art. 27 do Decreto-Lei n.º 9.295, de 27 de maio de 1946 e, quando aplicável, ao Código de Ética Profissional do Contabilista. Preenche corretamente a lacuna: a)ativos e despesas não sejam superestimados e que passivos e receitas não sejam subestimados. b)ativos e receitas não sejam superestimados e que passivos e despesas não sejam subestimados. c)ativos e passivos não sejam superestimados e que despesas e receitas não sejam subestimados. d)ativos não sejam superestimados e que passivos não sejam subestimados. e)receitas não sejam superestimados e despesas não sejam subestimados.