Região Centro-Oeste (Aspectos Físicos)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Região Centro-Oeste (Aspectos Físicos)

on

  • 6,021 views

 

Statistics

Views

Total Views
6,021
Views on SlideShare
6,021
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
71
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment
  • {"29":"Fonte: http://www.jardimetnobotanico.com.br/interna.php?cod=15477\n","10":"Mapa do Mato Grosso que destaca a Chapada dos Parecis:\nFonte: http://www.igeo.ufrj.br/fronteiras/mapas/agmtrelevo.gif\n"}

Região Centro-Oeste (Aspectos Físicos) Região Centro-Oeste (Aspectos Físicos) Presentation Transcript

  • TE ES -O RO NT CE ÃOSICOS GITOS FÍ REPEC S A
  • REGIÃO CENTROOESTE ASPECTOS POLÍTICOS Estados, capitais e limites.
  • RELEVO
  • ASPECTOS FÍSICOS As formas de relevo predominantes na região são os planaltos, além das chapadas, que funcionam como grandes divisores de água entre as principais bacias hidrográficas brasileiras. REGIÃO CENTROOESTE RELEVO
  • REGIÃO CENTROOESTE ALTITUDES
  • As áreas de planaltos são marcadas pela ocorrência de planaltos e serras, dentre elas destacam-se a Serra das Araras, Serra do Tombador e a Serra de Bodoquena, a Chapadas dos Parecis, a Chapada dos Guimarães e a Chapada dos Veadeiros . Serra das Araras
  • Morro do Cruzeiro visto da Serra do Tombador.
  • Serra da Bodoquena.
  • Snorkeling em Bonito, na Serra da Bodoquena.
  • Chapada dos Parecis.
  • Chapada dos Guimarães.
  • O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros , na altura do vale do rio Preto
  • REGIÃO CENTROOESTE RELEVO
  • Nas áreas de planaltos, mais precisamente no sul de Goiás e na porção oriental do Mato Grosso do Sul se encontram os solos de terra roxa, bastante férteis.
  • Contrastando com as áreas de planalto, encontramos as planícies, entre as quais destaca-se a Planície do Pantanal Mato Grossense . Ela ocupa áreas do Mato Grosso, do Mato Grosso do Sul, da Bolívia e do Paraguai. A planície do Pantanal é a mais típica planície brasileira . No verão, é inundada pelas águas do rio Paraguai e, no inverno, quando elas recuam, a planície se cobre de vegetação rasteira . Na divisa entre Goiás e Tocantins, no alto Araguaia, há um pequeno trecho de planície que se estende por todo o vale do rio, inclusive pela região Norte.
  • HIDROGRAFI A
  • REGIÃO CENTROOESTE HIDROGRAFIA Quanto aos recursos hídricos, a região CentroOeste é muito rica. Platina Nela está situada parte de três das maiores bacias hidrográficas da América do Sul: a Amazônica, a do TocantinsAraguaia e a Platina.
  • Grande parte dos rios do Centro-Oeste apresenta elevada potencialidade para a produção de energia , por estarem situados em áreas de planaltos e apresentarem corredeiras e quedas d ´água . Rio Cuiabá. Hidrelétrica de Manso.
  • Na região, estão localizadas as nascentes de alguns importantes afluentes do rio Amazonas , como o Guaporé, que forma o Madeira; o Juruena e o São Manuel, que formam o Tapajós; e o Xingu, que nasce no Mato Grosso e, após percorrer quase 3 mil km, desemboca no rio Amazonas.
  • A bacia do TocantinsAraguaia tem origem no Centro-Oeste . Seus dois rios principais nascem em Goiás: o Araguaia no sudoeste do Estado e o Tocantins no sudeste.
  • No rio Araguaia se localiza a maior ilha fluvial brasileira, a ilha do Bananal. Com cerca de vinte mil quilômetros quadrados de extensão (1.916.225 hectares) a Ilha do Bananal abriga ao norte o Parque Nacional do Araguaia e, ao sul, duas reservas indígenas: Carajás e Javaés.
  • Ilha do Bananal
  • A bacia Platina se subdivide em três bacias menores: a do rio Paraná, a do rio Paraguai e a do rio Uruguai , e as duas primeiras ocupam terras da região CentroOeste. O rio Paraguai nasce no estado de Mato-Grosso e é responsável pela drenagem de toda a Planície do Pantanal Mato-Grossense . A bacia do Paraná é a mais bem aproveitada economicamente, pois nela existem várias hidrovias e hidrelétricas.
  • Planície do Pantanal MatoGrossense.
  • O Pantanal, por apresentar uma grande variedade de sua fauna e flora, foi declarado pela Unesco Reserva da Biosfera, passando a integrar o acervo dos patrimônios da humanidade. A área do Pantanal tem 770 quilômetros de extensão norte-sul, da qual 83% pertencem ao Brasil, 15% à Bolívia , e uma pequena parte ao Paraguai, onde recebe o nome de chaco.
  • CLIMA
  • O clima predominante na região Centro-Oeste é o tropical , com duas estações bem definidas: verão chuvoso e inverno seco, com temperaturas elevadas o ano todo. REGIÃO CENTRO-OESTE CLIMA
  • A diferença entre essas duas estações é muito bem marcada: durante o verão, verificamse chuvas frequentes e intensas, resultando em elevados índices pluviométricos, concentrados em um curto período do ano. O inverno, por sua vez, é extremamente seco, e a umidade relativa do ar atinge valores tão baixos que chegam a causar sérios problemas de saúde à população.
  • Na porção setentrional da região, principalmente no norte e no noroeste do Mato Grosso, predomina o clima equatorial , com temperaturas elevadas e chuvas intensas o ano todo; na porção meridional cortada pelo Trópico de Capricórnio, no sul do Mato Grosso do Sul, verifica-se a ocorrência do tropical de altitude , com temperaturas mais baixas no inverno e chuvas concentradas no verão.
  • VEGETAÇÃO ORIGINAL
  • VEGETAÇÃO ATUAL
  • REGIÃO CENTRO-OESTE VEGETAÇÃO ORIGINAL A vegetação predominante na região Centro-Oeste é o cerrado, característico do clima tropical.
  • A vegetação do cerrado trata-se de vegetação de pequeno e médio porte, com tronco e galhos bastante retorcidos. Espalhase por uma extensa área no interior do Centro-Oeste, alcançando inclusive terras de outras regiões brasileiras.
  • Na região ainda existe áreas de floresta equatorial no norte, matas de galerias, acompanhado alguns rios, na porção oriental da região, e formação de campos, no extremo sul do Mato Grosso do Sul . Floresta Equatorial
  • Mata de Galerias (ou Ciliar)
  • Campos
  • Merece destaque à vegetação da Planície do Pantanal Mato Grossense, devido às condições naturais bastante particulares dessa planície, aparecem associadas espécies vegetais e animais dos mais diversos tipos.
  • A vegetação do Pantanal segue o ritmo característico dessa região: no verão, época das chuvas intensas e de alagamentos generalizado, as formações rasteiras desaparecem sob as águas, sobrevivendo apenas às espécies ou aquelas que estão localizadas em áreas mais elevadas. No inverno, época da estiagem, o Pantanal é uma explosão de cores , em razão do desenvolvimento dos mais diferentes tipos de vegetação.
  • Pantanal no verão
  • Pantanal no inverno