• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Termoterapia - calor
 

Termoterapia - calor

on

  • 13,368 views

Obs - não é de minha autoria.

Obs - não é de minha autoria.
foi encontrado na net.

Statistics

Views

Total Views
13,368
Views on SlideShare
13,368
Embed Views
0

Actions

Likes
3
Downloads
178
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Termoterapia - calor Termoterapia - calor Presentation Transcript

    • Termoterapia - Hipertermoterapia
    • Modalidade de Calor Def:
      • Aumento da agitação molecular e do metabolismo .
      • Fontes: químicas, elétricas, magnéticas e mecânicas.
    • Métodos de aplicação
      • Calor superficial (aumento da temperatura da pele para 40°C a 45°C e atingem profundidades inferiores a 2cm.)
      • Calor profundo (aumento da temperatura da pele para 40°C a 45°C e atingem profundidades de 2 a 5cm.)
    • Agentes de calor Calor Superficial Calor Profundo
      • Lâmpadas infravermelhas
      • Compressas quentes úmidas
      • Banhos de parafinas
      • Turbilhões ou imersão aquecidas
      • Diatermia de microondas
      • Diatermia de ondas curtas
      • Ultra-som
    • Formas de transferência de energia
      • Condução: transferência de calor entre dois corpos que estão em contato físico. (colisão de moléculas)
      • Convecção: transferência de calor através da movimentação de um meio, ar ou água . (três estados da matéria sólido, líquido e gasosos)
      • Radiação: a transferência de calor ocorre sem um meio, ocorre pela energia radiante.
      • Evaporação: a mudança do estado líquido para o gasosos desencadeia perda de temperatura.
    • Efeitos locais da aplicação do calor
      • Vasodilatação
      • Aumento do metabolismo
      • Aumento da liberação de leucócitos
      • Aumento da permeabilidade vascular
      • Aumento da drenagem venosa e linfática
      • Formação de edema
      • Remoção dos resíduos metabólicos
      • Aumento da elasticidade ligamentar, capsular e muscular
      • Analgesia
      • Redução do tônus muscular
      • Redução de espasmos musculares
      • Aumento da condução nervosa
    • Efeitos Sistêmicos
      • Aumento da temperatura corporal
      • Aumento da FC
      • Aumento da FR
      • Redução da PA
    • Indicações
      • Processo inflamatórios subagudos e crônicos
      • Redução do quadro álgico crônicos e subagudos
      • Espasmos musculares crônicos e subagudos
      • Redução da ADM
      • Diminuição de hematomas
      • Encurtamentos musculares
    • Contra-indicações
      • Processo inflamatório agudo
      • Neoplasias *
      • Áreas anestésicas
      • Regulação térmica deficiente
    • Frio & Calor Efeito Frio Calor Profundidade da penetração 5cm 1-2 cm agentes superficias 2-5 cm agentes profundos Duração dos efeitos Horas Começa a dissipar-se após remoção do tratamento Fluxo sanguíneos Diminuído Aumentado Taxa metabólica Diminuída Aumentado(13% a cada 1ºC) Consumo de Oxigênio Diminuída Aumentado Resíduos metabólicos Diminuída Aumentado Viscosidade dos fluidos Aumentada Diminuída Permeabilidade capilar Diminuída Aumentada Processo inflamatório Diminuído Aumentado Quadro álgico Diminuído Diminuído Espasmo muscular Diminuído (diminuição do limiar de excitabilidade) Diminuído (redução da isquemia) Velocidade da contração muscular Diminuída (diminuição da condução nervosa) Aumentada
    • Formas de Termoterapia(calor superficial)
      • Hidroterapia
      • Parafina
      • Compressas e bolsas quentes
      • Compressas úmidas
      • Bolsas aquecidas eletricamente
    • Turbilhão
    • Aplicação
      • Pedir ao paciente pra não ligar ou desligar o aparelho
      • Encher o turbilhão ate cobrir o seguimento a ser tratado, porém existe uma profundidade mínima para o funcionamento do motor
      • A temperatura terapêutica oscila entre 39 a 43 ºC
      • Tempo de tratamento de 5` a 30`
    • Indicações
      • Redução de ADM
      • Processo inflamatório subagudo e crônica
      • Lesões de nervos periféricos
    • Precauções
      • A tomada deve ter aterramento
      • Manter o paciente acompanhado
      • O turbilhão aumenta o edema
      • Paciente com cardiopatias , distúrbios convulsivos*
    • Contra-indicações
      • Processos patológicos agudos
      • Febre
      • Infecções
      • Alterações posturais
      • Feridas abertas
    • Banho de contraste
      • Imersão alternada em água fria e quente
      • Geralmente utilizado na transição da crioterapia para termoterapia
      • Utilizados nas fases subagudos e crônicos com o objetivo de drenar edemas ou equimoses
      • A proporção de tempo entre frio e calor não é bem determinada, mas as mais utilizadas são 3:1 ou 4:1 (3 a 4 minutos em imersão quente para 1 minuto em imersão fria)
      • O tratamento pode acabar tanto em água fria como quente*
      • Ginástica vascular
    • Aplicação
      • Prepare dois recipientes com água, sendo a fria entre 10 a 15º e a quente de 40 a 43º
      • 3 a 4 minutos água quente para 1 minuto de água fria
      • Tempo de aplicação 20 a 30 minutos
    •  
    • Precauções
      • Mesmos cuidados do turbilhão
      • Remoção de equimoses
      • Remoção de edema
      • Circulação prejudicada
      • Redução de quadro álgico
      • Aumento da ADM
      Indicações
    • Contra-indicações
      • Lesões agudas
      • Hipersensibilidade ao frio
      • Contra-indicações ao frio, quente e á água
    • Parafina
    • Aplicação
      • É utilizada uma mistura de cera e óleo mineral na proporção de 7 partes de cera e 1 parte de óleo mineral (7:1)
      • A parafina derretida é mantida a uma temperatura constante
      • MMSS – 47 a 52ºC
      • MMII – 45 a 49ºC
      • Utilizada para áreas pequenas e irregulares
      • Apesar de ser calor superficial pode aumentar a temperatura intra articular em 3ºC
    • Aplicação
      • Imersão – cada imersão irá desencadear uma camada sobre a pele, deve-se realizar 7 a12 mergulhos , e depois se mantém o segmento a ser tratado imerso na parafina , cuidado com o fundo e as bordas da unidade de aquecimento.
      • Revestimento – deve-se mergulhar ou pincelar sobre o seguimento a ser tratado, de 7 a 12 vezes e após a formação das camadas envolva o seguimento com um saco plástico ou folha de alumínio e manter envolvido durante o tratamento.
    • Tempo de tratamento
      • 15 a 20 minutos e várias vezes ao dia
    • Precauções
      • A temperatura é acima da terapêutica, porem ocorre perda rápida de temperatura
      • Evitar utilização em atletas ou operadores de máquinas que necessitem de agarrar objetos (bolas, martelos etc.)
    • Indicações
      • Artrite reumatóide
      • Limitação articular
      • Feridas abertas
      • Infecções cutâneas
      • Perda sensitiva
      • Doença vascular periférica
      Contra-Indicações
    • Compressas quentes e úmidas
      • Podem ser de gel, pois mantém uma temperatura terapêutica durante 30 a 45 minutos , após o seu aquecimento em água quente
      • Calor superficial, normalmente aplicada em áreas que não podem ser imersas, como coluna cervical
      • A sua eficácia diminui em superfícies irregulares , como mão e tornozelo
    • Aplicação
      • Coloque toalha entre a compressa e o paciente
      • A bolsa deve ficar confortável em contato com o paciente e de preferência sobre o corpo do mesmo, e não o paciente deitado sobre a bolsa
      • Pode-se substituir a bolsa após 10 minutos , porém deve-se ter cuidado com queimaduras
      • O tempo de tratamento é de 20 a 30 minutos
    • Precauções
      • Não permitir que a bolsa entre em contato direto com a pele do paciente
      • Se houver troca da compressa durante o tratamento, aumentar o cuidado com queimaduras
      • Cuidado com o paciente deitado sobre a compressa
    • Indicações
      • Inflamação subaguda e crônica
      • quadro álgico
      • espasmos musculares
      • hematomas crônicos
      • edemas crônicos
      • limitações articulares
    • Contra-indicações
      • Doenças vasculares periféricas
      • Alteração na regulação térmica
      • Trombose venosa profunda
      • Quadros agudos
    • Infra Vermelho
      • Transmitem o calor por radiação
    • Aplicação
      • Dosagem : o paciente terá que relatar um calor confortável
      • Temperatura 40 a 45ºC por pelo menos 5 minutos a 40 cm do corpo
      • Tempo de tratamento de 10 a 20 minutos
    • Precauções
      • Cobrir os olhos durante a aplicação
      • A lâmpada deve incidir a 90º do seguimento tratado, e se manter a 40cm do mesmo*
      • Cuidado pois a lâmpada fica muito quente
      • Proteger as áreas não tratadas
      • Exposição a temperatura acima de 46 ºC pode desencadear lesões , porém o desconforto pela radiação já ocorre com a temperaturas acima de 43ºC
      • Verificar se o pedestal está bem fixo na distância desejada
    • Indicações
      • Lesões em nervos periféricos
      • Infecções cutâneas*
      • Inflamações subagudas e crônicas
    • Contra indicações
      • Quadros agudos
      • DVP
      • Áreas com perda sensitiva e cicatriciais
      • Queimaduras de sol