Fisioterapia dermatofuncional em queimados

15,714 views
15,146 views

Published on

trabalho de fisioterapia dermato funcional, em queimados

0 Comments
12 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
15,714
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
380
Comments
0
Likes
12
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Fisioterapia dermatofuncional em queimados

  1. 1. Fisioterapia Dermatofuncional em indivíduosqueimados.A atuação do Fisioterapeuta na equipe multiprofissional é fundamental para aprevenção de sequelas e redução de tempo de permanência do paciente nohospital. O processo de reabilitação compreende várias etapas onde a meta éo restabelecimento funcional e social do paciente.
  2. 2. Estrutura da peleA pele Corresponde a 15% de seu peso corporal,é um órgão que reveste e delimita o organismo,protegendo-o e interagindo com o meio externo.Suas principais funções: Revestimento de todasuperfície corporal; Proteção contra diversos tipos de agentes; Regulação da temperatura corporal esensibilidade.
  3. 3. Queimaduras e Graus :Podem ser elétricas, químicas, causadas porcontato direto com a chama, por escaldamento,por fricção ou exposição solar, dentre outras.As principais causas estão ligadas aosacidentes domésticos;Acidentes no trabalho, tentativas de suicídio ouhomicídio.Por último, acidentes de trânsito e/ou de lazer.
  4. 4. É a queimadura mais superficial e caracteriza-sepor deixar a pele avermelhada (hiperemiada).Edemaciada, e extremamente dolorida.Podem ser tratadas clinicamente com autilização de pomadas e a recuperaçãototal ocorre em poucos dias.Lesão de primeiro grau :
  5. 5. Lesão de 1º grau
  6. 6. Lesão de 2º grauAtinge tanto a epiderme como parte da derme, e acaracterística clínica mais marcante é a formação dasbolhas ou flictenas.A cicatrização varia de poucos dias a trêssemanas.Por Exemplo: lesão térmica causada por líquidosuperaquecido.
  7. 7. Lesão de 2º grau
  8. 8. Lesão de 3º grauCaracteriza-se pelo aparecimento deuma zona de morte tecidual(necrose). Acomete a totalidade das camadasda pele (epiderme e derme).Pode comprometer tecido adiposo,tendões, músculos e ossos.
  9. 9. A epiderme costuma ser destruída e com a dermeexposta, a lesão é esbranquiçada, endurecida.Geralmente, é indolor e a cicatrização nesses casossó é possível com a enxertia cutânea, uma vez quetoda a pele foi destruída.
  10. 10. Alterações fisiológicas locaisAs queimaduras fazem com que o individuo percasua primeira linha de defesa. O tecido queimado apresenta então um excelentemeio de cultura para bactérias e fungos.Em resposta à lesão térmica são liberados agentesvasoativos (histamina, serotonina, bradicinina,leucotrines, fatores ativadores de plaquetas).
  11. 11. Alterações fisiológicas SistêmicasO aumento da permeabilidade capilar promoveuma inundação dos tecidos queimados provocadapela fuga maciça de um filtro plástico.De maneira direta há uma diminuição do volumecirculante a valores entre 45 e 55% na fase inicialPor exemplo, no sistema pulmonar observa-sehiperventilação e aumento do consumo deoxigênio podendo ocorre complicações comoedema pulmonar ou pneumonia.
  12. 12. Avaliação Deve constar de quesitos indispensáveis paraefetivação de um protocolo de atendimento eficiente,ou seja : Nome, idade, sexo, estado civil,etc.. Identificação de patologias associadas e pregressas; Identificação do tipo de acidente, agente causador,trauma associado, inalação de fumaça/gases, etc... Identificação da localização e profundidade daqueimadura; Identificação do percentual de superfície corporalatingida e profundidade predominante; Avaliação respiratória – ausculta
  13. 13. Intervenção Inicial Os procedimentos fisioterapêuticos apresentam uma grandeimportância para o sucesso da cirurgia, visto que problemasadvindos da cirurgia como edema, podem retardar o processo dereparação. atuando sempre com cautela no pós operatório. Dentre algunscuidados como: Evitar manobras de massagem clássica ou drenagem commovimentos de deslizamento durante o período de pelo menos 20dias (o período pode variar de acordo com as características dacicatriz); Restringir o uso da radiação ultravioleta, pelo perigo dehiperpigmentação. Projetar órteses e planejar o posicionamento dos segmentosacometidos visando à prevenção de contraturas secundárias;
  14. 14. Posicionamento A pele queimada é suscetível à contratura durante oprocesso de cicatrização, por tanto, queimaduras sobrequalquer articulação devem ser posicionadas de talmodo que se oponham a esse efeito de encurtamento. O paciente não deve permanecer por longo período namesma posição, onde pode haver alternância as quaisminimizam a instalação de contraturas e ainda prevenirformações de bolhas e escaras. Deve ser feito a mudança de decúbito geralmente em 2horas, dorsal, 2 horas em decúbito lateral, e decúbitolateral oposto. Os membros queiqueimados devem ser elevados comfinalidade de melhorar o retorno venoso e linfático.
  15. 15. Condutas do tratamento fisioterápicoOs princípios no atendimento a queimados deveiniciar o tratamento o mais precoce possível, depreferencia no dia do acidente.Deve-se evitar imobilizações prolongadas.Devendo ser estimulado ativo ou passivamente einstituir movimentação ativa do paciente, quandopossível.
  16. 16. Utilização De Órtesesórteses são indicadas em queimadurasprofundas, circulares largas ou em regiõesarticulares, quando há insistência àreabilitação, para uso no período noturno.Existem cuidados a serem observados nautilização da órtese, que é a intensidade doedema localizado, a pressão exercida pelaórtese somada ao curativo e possíveis bordasmal acolchoadas.
  17. 17.  Existem duas preocupações principais nadeterminação da seriedade e quantidade deárea queimada:A primeira é o percentual da área dasuperfície corporal total que foi queimada. Ademais, a profundidade das áreasqueimadas precisa ser avaliada.
  18. 18. Tratamento Fisioterápico É multidisciplinar, e o principal objetivo da intervençãofisioterapêutica é prevenir a perda de movimento,minimizar e evitar as deformidades anatômicas,diminuir a perda de massa corporal. Dando inicio a exercícios ativos que enfatizarão osistema cardiovascular, como deambular, pedalar nabicicleta ergométrica, entre outros. Estes exercícios não só atuarão no sistemacardiovascular como irão aumentar a amplitude demovimento das extremidades e ajudarão muito nareabilitação respiratória.
  19. 19. Principais recursos utilizados A cinesioterapia , com os seguintes objetivos : Manter e/ou recuperar a amplitude de movimento de cadasistema osteomioarticular. Reduzir o edema. Melhorar a circulação na região atingida. Diminuir a hipoxemia na região atingida. Manter e/ou recuperar os movimentos funcionais. Proporcionar alinhamento das fibras cicatriciais. Manter e/ou recuperar o trofismo muscular. Proporcionar o retorno o mais rápido possível às atividadesdiárias com independência. Evitar sequelas ou auxiliar no tratamento de sequelas jáinstaladas. Estimular a nutrição.
  20. 20. Outro recurso utilização é a massagem : As mais indicadas são: Massagem clássica, que irá melhorar a circulação efacilita a penetração de agentes lubrificantes; Drenagem linfática atenua edemas e linfedemas,principais problemas apontados por ocasião da lesãotérmica e / ou cirurgia reparadora; Massagem transversa profunda, onde rompe asaderências, possibilitando um aumento namaleabilidade tecidual; Massagem respiratória, que é utilizada como meioauxiliar para mobilização de secreções.
  21. 21.  A utilização de curativos de silicone gel podecomplementar os efeitos produzidos pela massagem,produzindo uma melhora no aspecto das cicatrizeshipertróficas e queloideanas. A crioterapia Quando aplicada imediatamente apos lesão, diminui asua severidade. As queimaduras mais superficiaisrespondem melhor a crioterapia; Alongamento : O alongamento do tecido conjuntivo, onde é utilizado,compressa quente e fria durante o alongamentoestático. Destinado ao tratamento das estruturas que têmcontração anormal devido aos encurtamentoscirúrgicos ou contratura por imobilização.
  22. 22. Eletroterapia As correntes elétricas atuarão neste tipo de cicatrização no que sediz respeito à recuperação da função motora perdida ou diminuída. Ultrason Foi utilizado com relação aos mecanismos fisiológicos envolvidosno processo de reparação de tecidos moles (inflamação aguda,proliferação e remodelação). Podendo acelerar a resposta inflamatória, promovendo entre osefeitos desencadeados por este processo, as liberações dehistamina, de fatores de crescimento pela granulação demacrófagos. Infravermelho Para alivio da dor, aumento da mobilidade articular e reparo de lesõesde tecidos moles. Promovendo vasodilatação, aumento do fluxo sanguíneo, aumento daleucocitose, aumento da fagocitose, aumento do metabolismo,relaxamento muscular, e aceleração de cicatrização.
  23. 23. ConclusãoA abordagem fisioterapêutica ao paciente queimado éessencial para a reabilitação mais rápida e commínimas sequelas. As metas e resultados da fisioterapia precisam sercuidadosamente individualizados para favorecer acicatrização da ferida e dos tecidos moles; Reduzir o risco de infecção e complicações; Reduzir o risco de comprometimentos secundários; Obter a amplitude de movimento máxima, e restauraro nível pré-lesão de resistência cardiovascular, entreoutros....

×