Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
PAM.Naturmedicinal
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

PAM.Naturmedicinal

  • 4,929 views
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
4,929
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
55
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. PLANTAS MEDICINAIS … E SUAS APLICAÇÕES. 1
  • 2. PLANTAS MEDICINAIS E SUAS APLICAÇÕES ResumoAAbacateiro (Persea americana) – Indicado em casos de anemia, esgotamento, colesterol alto,hipertensão, gastrite e úlcera gastro-duodenal.Absinto (Artemisia absinthiuum) – Excelente remédio contra os transtornos gástricos e biliares e porisso, útil para quem sofre de digestões pesadas (dispepsia). Tem bons resultados em caso de insuficiênciahepática e actua eficazmente sobre os parasitas intestinais. É também recomendado para as senhorasque sofrem de períodos irregulares e dolorosos.Agrião (Nasturtium officinale) – Consumido fresco, o agrião é um anti-escorbútico de primeira ordem,pelo seu importante conteúdo em vitamina C. É estimulante dos órgãos digestivos, é diurético, combateo reumatismo, bronquite, tosse, tuberculose pulmonar e toda a sorte de enfermidades catarrais.Agrimónia (Agrimonia eupatoria) – Aconselhada contra inflamações da garganta e amígdalas. Eficaz nasfaringites, bronquite e catarros bronquiais. Possui acção digestiva e antidiarreica. Para uso externo, éeficaz na lavagem de feridas e úlceras varicosas.Aipo (Apium graveolens) – Usado nos distúrbios gástricos, é também diurético, carminativo e depurativo.Como alimento, é aconselhado aos que sofrem de artrite, reumatismo e ácido úrico.Alcachofra (Cynara scolymus) – Indicada nas doenças do fígado e diabetes. Regulariza as funçõeshepáticas e, por ser rica em ferro, auxilia no combate à anemia e ao raquitismo. É simultaneamentecolerética e colagoga, sendo considerada, também um diurético.Alcaçuz (Glycyrrhiza glabra) – Utilizado contra inflamações da boca, laringe e brônquios. É laxante ediurético. Alivia as dores causadas por úlceras duodenais. Os caramelos de alcaçuz são recomendadoscontra o mau hálito, rouquidão e prevenção de doenças respiratórias.Alecrim (Rosmarinus officinalis) – É um anti-séptico, colagogo, antiespamódico, estimulante,estomáquico e emenagogo. Utilizado no tratamento da asma, gripe, fraqueza e depressão.Externamente, é utilizado para cura de feridas e alívio de dores articulares.Alface (Lactuca sativa) – É um bom calmante e hipnótico suave, recomendado para pessoasexcessivamente nervosas. É eficaz contra a insónia, vertigem, nevralgia intestinal, reumatismo,hipocondria, espermatorréia e priapismo. Útil nas lavagens para tratar conjuntivites e outras inflamaçõesdos olhos.Alfavaca – ver ManjericãoAlfazema (Lavandula officinalis) – Utilizada como tónica e calmante dos nervos. Actua também comodigestiva, estimulante e antiespasmódica, combatendo cólicas e gases. É, também, indicada na asma,coqueluche, faringite e laringite. Em uso externo, utilizada em fricções contra o reumatismo.Alforvas – ver Feno GregoAlga Marinha (Fucus vesiculosus) – Utilizada em situações de obesidade, prisão de ventre e diabetes.Ocasionalmente, utilizada como depurativa do sangue.Almeirão – ver Chicória 2
  • 3. Aloés do Cabo (Aloe ferox miller) – Em doses pequenas, é tónica, aperitiva, estomacal e facilita asecreção biliar. Quando administrada em doses maiores, funciona como um purgante vigoroso de rápidaacção que incide sobre o intestino grosso. Obtêm bons resultados na regularização dos ciclosmenstruais. A sua folha e principalmente o suco são emolientes, dando bons resultados nasqueimaduras, inflamações e cicatrização de feridas.Alteia (Althaea officinalis) – Actua como sedativo para as inflamações internas (estômago e intestino) eexternas (sobre a pele e as mucosas da boca e da faringe). Apresenta bons resultados contra a tosse,uma vez que, alivia a irritação e facilita a expectoração.Amieiro Negro (Rhamnus frangula) – Utilizado como laxante suave (sem provocar cólicas), é tambémaplicado no tratamento da gota, amigdalites e constipações.Amora Silvestre – ver Gomos da SilvaAngélica (Angelica archangelica) – É uma planta utilizada no tratamento de inúmeras enfermidades, dasquais destacamos: afecções do peito e garganta, bronquite, distúrbios digestivos, cólicas, doenças dofígado, rins e bexiga. Popularmente utilizada contras as indigestões e falta de apetite.Anis ou Erva Doce (Pimpinella anisum) – É um remédio contra a flatulência que reforça o estômago epresta bons serviços contra a tosse. Conhecida, também, pela sua acção estimulante no tratamento decólicas e debilidade das vias digestivas.Anis Estrelado (Illicium verum) – É um estimulante, diurético e alivia as flatulências e as náuseas. É umtónico estomacal que apresenta bons resultados contra a tosse. Aumenta a secreção láctea da mulher eregulariza as funções menstruais.Arenária rubra (Arenaria rubra) – Utilizada particularmente pela sua acção diurética e sedativa emcasos de retenção urinária, edema, pedras e reumatismo. Aplica-se contra o catarro ou inflamação dabexiga, pedras das vias urinárias e cólicas renais.Argila Branca – Tem propriedades cicatrizantes, ajuda a reduzir processos inflamatórios, éremineralizante e ajuda a clarear manchas. Muito útil quando aplicada no rosto pois promove umaesfoliação suave e aumenta a tonicidade dos tecidos. É a argila que menos absorve as toxinas da pele. Pode ser usada em peles oleosas diariamente pois absorve a oleosidade em excesso sem desidratar.Argila Verde - A argila verde é absorvente, antiedematosa, desintoxicante, remineralizante,revitalizante, regeneradora, anti-séptica, bactericida, cicatrizante e exfoliante. Elimina toxinas eimpurezas e favorece a renovação celular. Funciona como fornecedor de minerais e oligo-elementospara a pele e organismo. É recomendada para peles normais e oleosas por ser muito eficaz a absorver oexcesso de sebo. Pode igualmente ser utilizada em máscara capilar para regular a produção de sebo emcabelos com tendência oleosa. Possui propriedades analgésicas e anti-inflamatórias úteis no alívio dedores articulares e musculares, descongestionando as zonas afectadas. É benéfica na flatulência e outrosproblemas abdominais. Melhora ainda a circulação sanguínea periférica.Arnica (Arnica montana) – O seu uso externo, é o mais importante, utiliza-se em casos de golpes,ferimentos, quedas e contusões. Utilizada, também, nas inflamações da boca e da garganta através debocejos e gargarejos.Aroeira (Schinus molle) – A sua casca é tónica, emenagoga, diurética e vulnerária, actuando, ainda,contra a diarreia e a leucorreia. A sua resina é indicada para o reumatismo, como purgativo e combateàs doenças respiratórias. 3
  • 4. Arruda (Ruta graveolens) – Constitui um tónico valioso e um estimulante aromático. Utilizada em váriassituações, tais como, falta de apetite, tonturas, transtornos nervosos, dores de estômago, entre outros.Contra indicada na gravidez.Artemísia Vulgar (Artemisia vulgaris) – Tónica e aperitiva. Utilizada na cura de convulsões infantis,dismenorreias e epilepsia. Adicionada à água do banho, alivia os pés cansados e doridos. O seu chá é umremédio no reumatismo, doenças nervosas e febres. Contra-indicada na lactação.Avenca (Adiantum capillus-veneris) – Sob o ponto de vista terapêutico, as infusões de avenca aliviam ossintomas de constipação, como tosse, e descongestionam as vias respiratórias. Com ela se prepara ofamoso xarope expectorante chamado “capilé”. É, também, conhecida como por favorecer a digestão eaumentar o apetite. Na Beleza, é utilizada como um tónico capilar.BBarbas de Milho (Zea mays) – Possui virtudes diuréticas, para muitos, considerado, o mais suave erecomendável desinfectante das vias urinárias. Tem obtido excelentes resultados em situações onde énecessário activar a secreção urinária, tais como: estados febris, inflamações da bexiga, enfermidadescardíacas, gota e outras.Bardana (Arctium lappa) – É utilizada como depurativa e cicatrizante. A decocção da sua raiz é utilizadacomo purificador do sangue, doenças reumáticas, afecções renais e distúrbios digestivos. As folhasfrescas aliviam a dor provocada por, picadas de insectos, torções e hemorróidas. A sua infusão servepara limpar feridas e inflamações cutâneas.Benjoim (Styrax benzoin dryander) – É expectorante, anti-séptico das vias respiratórias, antifúngico evulnerário. Utilizado em situações de bronquite e asma. Externamente, é utilizado nas feridas,ulcerações, micoses, gengivites, doenças de pele, queimaduras solares e por congelamento.Bérberis (Berberis vulgaris) – Utilizada para combater a obstrução hepática, a produção insuficiente dabílis, a falta de apetite e prisão de ventre quando resulta da falta de líquido biliar. Os sumos preparados apartir dos frutos maduros obtêm resultados no aumento do apetite das crianças e são um bom remédiocontra os vómitos da gravidez.Bétula ou Vidoeiro (Betula alba) – Combate edemas, eliminando líquidos retidos no organismo, tensãopré-menstrual, cálculos renais, ácido úrico, eczemas crónicas e celulite. Para combater chagas e feridasexternas, usa-se compressas feitas da decocção. É estimulante do couro cabeludo, possuindo acção anti-seborreica e reguladora da actividade capilar.Bodelha – ver Alga MarinhaBoldo (Peumus boldus molina) – Uma das plantas à qual são atribuídas incontáveis virtudes terapêuticas.É utilizada contras os transtornos gastrointestinais, dores biliares e hepáticas e doenças dos rins e dosistema urinário. É conhecida a sua capacidade de estimular a produção dos sucos gástricos e aumentara secreção da ureia e ácido úrico.Bolsa de Pastor (Capsella bursa pastoris) – Utilizada no tratamento de diversos tipos de hemorragias,inflamações da garganta. É frequente ser utilizada contra os transtornos menstruais e como depurativado sangue. Tem, também, acção benéfica em termos cardíacos e de circulação, actuando no equilíbrio eregulação do coração debilitado, em particular, nos casos das pessoas mais idosas.Borragem (Borago officinalis) – A nível terapêutico, as folhas e flores da Borragem possuem qualidadesdiuréticas, febrífuga, anti-inflamatórias e expectorantes. Em homeopatia, é utilizada contra as palpitações 4
  • 5. nervosas e debilidade cardíaca. Alguns estudos científicos revelaram, também, a sua utilidade notratamento de eczemas, da seborreia infantil e da artrite reumatóide.Buxo (Buxus sempervirens) – Os alcalóides presentes nesta espécie, inicialmente funcionam comestimulante, mas depois como inibidor, fazendo diminuir a pressão sanguínea. São conhecidas as suasqualidades como remédio contra a febre, como purgante e anti-reumático.CCajueiro (Anacardium occidentale) – É uma planta com vasta aplicação terapêutica, sendo utilizada notratamento da afecções catarrais, tosses, bronquites, escorbuto, cólicas intestinais, doenças da pele,oftalmias, dispepsia e icterícia. É utilizado, intensamente, como antidiabético, diminuindo a glicose naurina, bem como a sua secreção exagerada.Cálamo Aromático (Acorus calamus) – Esta planta pertence ao grupo das plantas medicinais amargas epor esse facto é utilizada nos transtornos gastrointestinais e biliares, contra a falta de apetite e comotonificante geral do aparelho digestivo. Nos casos de transtornos de estômago e intestino de origemnervosa, o Cálamo Aromático é particularmente eficaz.Calêndula (Calendula officinalis) – As flores em infusão verificam bons resultados, contra os espasmosgástricos ou intestinais e as dores menstruais. Externamente, em particular as suas folhas, está indicadapara o tratamento de vários problemas da pele, como as inflamações, os ferimentos ligeiros, o prurido eas queimaduras solares. A indústria cosmética utiliza esta planta para produtos de beleza,nomeadamente em cremes para amaciar a pele.Camomila (Matricaria chamomilla) - Empregada no tratamento de inúmeras enfermidades, tais como:dores abdominais, cólicas intestinais com gases e afecções nervosas. Conhecida, também, pela sua acçãocontra as inflamações bucais, doenças da pele (furúnculos, abcessos, eczema), conjuntivites, hemorróidase moléstias infecciosas (gripe, catarros, etc.).Canela (Cinnamomum zeylanicum) – Pelo seu efeito antiácido, é utilizada nas doenças gástricas e nasdiarreias. É conhecida a sua eficácia na regulação do excesso de menstruação para além de serrecomendada nas situações de gripe, tosse, dores de garganta, bem como, febres e vómitos. Usadatambém contra a dor de dentes.Cardo Mariano (Sulybum marianum) – O seus princípios activos tornam-no numa das plantas estrela naprotecção e regeneração do fígado. Tem demonstrado resultados extraordinários no que diz respeito àsua capacidade de proporcionar a regeneração hepática, mesmo em casos de hepatites agudas.Caroba (Jacaranda brasiliana) – Planta conhecida pelas suas propriedades diaforéticas e anti-sifilicas. Éutilizada na cura das feridas e na eliminação das inflamações da garganta.Carqueja (Chamaespartium tridentatum) – É reconhecida a sua eficácia no tratamento de gripes,moléstias dos pulmões, dores e inflamações da garganta. Conhecida, também, pelas suas propriedadesdiuréticas e depurativas, é utilizada nos distúrbios digestivos e circulatórios, diabetes, reumatismo, entreoutras. Popularmente, é conhecida como sendo uma planta “boa para tudo”.Carvalho (Quercus robur) – Utilizado no tratamento da diabetes, diarreias e hemorragias. Apresentamagníficos resultados na cura de catarros, hemorróidas e fissuras.Cáscara Sagrada (Rhamnus purshiana) – Particularmente indicada na prisão de ventre crónica. É umpurgante que tem a vantagem de não produzir cólicas nem diarreias e de não provocar náuseas, nemqualquer outra espécie de desordem. 5
  • 6. Castanha da Índia (Aesculus hippocastanum) – É um excelente vasoconstritor, que é utilizado comresultados surpreendentes no tratamento de hemorróidas, varizes e flebites. É um medicamento deenorme utilidade contra as doenças vasculares.Celidónia (Chelidonium majus) – É um bom calmante indicado na pressão alta, angina de peito, crises deasma, cãibras do estômago e inflamação da vesícula biliar. O seu suco é utilizado para eliminar verrugas,calos e outras excrescências da pele. O chá de folhas, em uso externo, num pano para fazer desaparecermanchas, a raiz para combater a icterícia.Centáurea (Erythraea centaurium) – Constitui um bom tónico geral, favorece a digestão gástrica, élaxativa, colagoga e febrífuga. Externamente, é conhecida por aliviar as afecções cutâneas, acelerando acicatrização de feridas.Centelha Asiática (Centella asiatica) – É um como tónico, rejuvenescedor e revitalizante. Também jáfoi utilizado para tratar lepra e doenças venéreas como a gonorreia. Actualmente é utilizado em cremese loções para problemas de pele, cicatrização de ferimentos e manter a pele saudável. Além disso,estimula a circulação, é diurética, anti-inflamatória e anti-bacteriana.Cereja (Prunus cerasus) - A decocção dos pés de cereja é diurética e, por isso, está indicada para oscasos de inflamações dos rins, do fígado, retenções de urina e tratamento da gota. O óleo extraído dasemente da cereja elimina verrugas e cálculos dos rins e da vesícula.Chá Argentino – Composição de plantas utilizada como tónico geral do organismo. É uma bebidarefrescante e estimulante. Provoca a boa disposição e fortalece o organismo.Chá Branco (Camellia sinensis) - O chá branco é a infusão de chá com folhas jovens (novos botões quecresceram) e que não sofreram efeitos de oxidação; os botões podem estar protegidos da luz do solpara prevenir a formação de clorofila. O chá branco contém alegadamente propriedades queultrapassam o chá verde na prevenção do cancro do cólon e maior quantidade de antioxidantes queoutros chás. Entre todos os chás, o branco é o que apresenta maior concentração de polifenóis, entreoutros antioxidantes. Essas substâncias ajudam a neutralizar os radicais livres, responsáveis peloenvelhecimento celular.Chá de Java (Orthosiphon aristatus) – É uma planta diurética, excelente contra a retenção da urina epara outras enfermidades da bexiga e dos rins. Utilizada, frequentemente, em medicamentos usadoscontra a esclerose renal e em infusões diuréticas para eliminação do ácido úrico.Chá dos Pombos – Chá que se dá aos pombos quando estes se encontram em processo de mudançada penugem. Uma vez que essa mudança de penas implica sintomas febris e mau estar para o animal,este chá tem a capacidade de reduzir essa sintomatologia.Chá Mate – ver Erva MateChá Verde (Camellia sinensis) - Além das suas propriedades adelgaçantes, também é um antioxidanteque regenera a pele, contribuindo para o rejuvenescimento da pele e desacelerar o processo deenvelhecimento.Chá Vermelho (Camelia sinensis) - O chá vermelho, Red Tea, ou Pu-erh, também é conhecido como odevorador de gorduras. Na verdade, o chá vermelho é uma variedade de chá verde que adquiredeterminadas características após ser fermentado. Utilizado, também, para acelerar o metabolismo dofígado, favorecer a redução do colesterol, como anti-depressivo e para facilitar a digestão.Chapéu de Couro ou Chá Mineiro (Echinodorus macrophyllum) - Contra moléstias da pele,reumatismo, artritismo, sífilis, afecções dos rins e bexiga; depurativo do sangue. Ajuda a baixar apressão alta. Evita a arteriosclerose. O rizoma triturado usa-se aplicação sobre hérnia. 6
  • 7. Cidreira (Melissa Officinalis) – É um bom medicamento para as cardiopatias de tipo nervoso. É umaplanta que tem propriedade sedante e por esse facto é bem sucedida no tratamento das enfermidadesdo foro nervoso. Excelente no combate às insónias.Chicória (Cichorium intybus) – Esta planta é um tónico que se utiliza contra a falta de apetite, alteraçõesdo fluxo biliar e transtornos hepáticos. As suas infusões, compostas ou em solitário, influemfavoravelmente nas situações de flatulência, dores de ventre e dores de cabeça.Coca (Erythroxylon coca) – É uma planta que deve ser utilizada em doses mínimas, sendo essa a únicaforma de se poder obter as suas inúmeras qualidades terapêuticas. A coca, na dosagem certa, éconhecida por ser calmante, restauradora do sistema nervoso, reduzir a fadiga e estimular a funçõesarteriais e mentais.Coentros (Coriandrum sativum) – Eficaz desinfectante intestinal. Indicado para aliviar as dores de origemnervosa. Bom estimulante, que ajuda nas digestões difíceis, cólicas, diarreias e dores de cabeça. Emunguento, alivia as dores reumáticas.Cola (Cola acuminata) – Os frutos são antidiarreicos e digestivos. São, também, um tónico do coração,nervos e cérebro. Utilizado no alívio do cansaço e aumento das forças dos convalescentes.Condurango (Marsdenia cundurango) – Eficaz contra a falta de apetite, melhora a produção dos sucosgástricos e combate a anemia. Ainda que no passado tenha sido utilizado como curador do cancro esífilis, não é, de todo, verdade, ainda que seja real o efeito positivo que esta planta tem no estômago.Congossa – ver PervincaConsolda Maior (Symphytum officinale) – Planta que apresenta nos seus constituintes a alantoina, que éuma substância que dissolve as secreções das feridas, liquidifica o pus e estimula a formação de tecidonovo ao activar os tecidos. A sua utilização obteve resultados surpreendentes por exemplo nasupuração crónica em consequência de uma osteomielitis, nas chamadas “pernas abertas” e na celulite.As fracturas, distensões, deslocações e as luxações, também, reagiram positivamente à utilização deaplicações desta planta. A sua fama de curar as roturas ósseas, feridas e úlceras é, já, muito antiga.Craveiro da Índia (Eugenia aromatica) - Para aliviar as náuseas, beba uma infusão desta especiaria. Setiver dores de dentes, coloque uma gota de óleo essencial de cravinho no dente afectado. Tanto o óleocomo o chá podem ser utilizados como anti-sépticos. Para além disso, também são utilizados notratamento da flatulência e das cólicas.Crataegus ou Espinheiro Alvar (Crataegus oxyacantha) – É um excelente remédio cardíaco. Éutilizado nos diversos transtornos cardio-circulatorios. O seu uso, em muitos casos, continuo, resultatotalmente inofensivo. Produz resultados extraordinários quer como medida preventiva quer comotratamento, actuando sobre as células no sentido de aumentar a sua actividade e uma melhor nutriçãoque produza uma irrigação constante.DDamiana (Turnera difusa) – Utilizada contra a diarreia, úlceras de estômago e intestino e leucorreia. Assuas infusões são utilizadas contra paralisias, diabetes e moléstias da medula espinal, rins e bexiga. É,também, eficaz no tratamento da impotência sexual de origem nervosa.Dente de Leão – ver TaraxacoDiabelha (Plantago coronopus) – Utilizada nas inflamações dos brônquios e sistema nervoso.Externamente é utilizada em bochechos e gargarejos para tratar todas as inflamações da boca e garganta. 7
  • 8. EEquinacea Purpurea (Echinacea purpurea) – Esta planta tem propriedades anti-bacterianas que se vêreforçado por outros princípios activos que aumentam as defesas naturais contra os germes. Estaspropriedades estão mais presentes nos preparados galénicos do que nos chás da planta seca. É utilizadacontra as infecções gerais, para prevenir a gripe e os resfriados.Erísimo (Erysimum officinale) – É uma planta com propriedades anti-inflamatórias e expectorantes,utilizado para combater a tosse, irritação da garganta, faringite, rouquidão e bronquite.Erva Andorinha – ver Erva Santa LuziaErva Cavalinha (Equisetum arvense) – Eficiente contra as dores reumáticas, tosse crónica, transtornosda bexiga e rins. È muito conhecida pelas sua propriedades diuréticas, não sendo, de todas, a maissignificativa. Enriquece o sangue, favorecendo a formação de glóbulos vermelhos, e por esse facto útilem situações de anemia. É um bom medicamento nas bronquites crónicas e tuberculoses.Erva Doce – ver AnisErva Mate ou Chá Argentino (Ilex paraguariensis) – Totalmente desaconselhada a pessoas nervosas,excitáveis e que sofram de insónias. E um tónico estimulante dos nervos, do estômago, do cérebro edos músculos, proporcionando vitalidade e resistência ao cansaço. É um laxante suave, para além de seruma bem conhecida e refrescante bebida.Erva Moura (Solanum nigrum) – Planta de acção estimulante, narcótica e sudorífera que em usoexterno é utilizada em lavagens ou irrigações contra as hemorróidas e prurido vaginal. As cataplasmasdesta planta são utilizadas no tratamento de abcessos, contusões e furunculos.Erva Prata (Cryophytum crystallinum) - A planta é diurética e emoliente. É usada no tratamento deinflamações das membranas mucosas pulmonares e genito-urinárias. As folhas são usadas no tratamentoda ascite, disenteria e doenças do fígado e rins.Erva Pombinha – ver Quebra PedraErva Príncipe (Cymbopogon citratus) - Medicinalmente é muito utilizada para males do estômago,principalmente para digestões retardadas e para todo o restante aparelho digestivo. O seu óleoessencial é conhecido, popularmente, como citronela e é reconhecido o seu efeito repelente deinsectos.Erva São Roberto – ver Gerânio-robertoErva Santa Luzia ou Erva Andorinha (Euphorbia hirta) – É conhecida a sua utilidade em situações deasma, bronquite, catarro, disenteria amébica, enfisema, espasmo, febre do feno, queimadura, tossenervosa, verruga.Espinheiro Alvar – Ver CrataegusEucalipto (Eucalyptus globulus) – O seu azeite essencial é utilizado sobretudo contta a tosse, bronquitee asma, actuando como desinfectante dos pulmões e liquidificando os mucos densos. A infusão das suasfolhas está indicada contra a asma e a bronquite, actuando na inibição da formação dos mucos nosbrônquios. 8
  • 9. Eufrásia (Euphrasia officinalis) – Planta utilizada para combater diversas enfermidades dos olhos. Actuacomo analgésica e curativa. É empregada contra a conjuntivite, fatiga ocular, dor e irritação dos olhos,entre outras.FFeijoeiro (Phaseolus vulgaris) – As vagens secas favorecem a diurese e a eliminação do ácido úrico,activam o metabolismo da glicose e combatem as hidropisias. Utilizada nos tratamentos de reumatismo,ciática, gota, eczema, cálculos renais e diabetes. É uma planta diurética.Fel da Terra – ver CentáureaFeno Grego (Trigonella foenum-graecum) – Indicado particularmente nos casos de dispepsia, anemia,linfatismo, febres, dores de garganta, inflamações dos intestinos, panarícios, tumores, furúnculos,abcessos e calos.Fragária (Fragaria vesca) – Utilizada em bocejos e gargarejos contra a inflamação das mucosas.Tratamento das alterações gastrointestinais, especialmente a diarreia. Apresenta, também, bonsresultados contra a icterícia.Freixo (Fraxinus excelsior) – É uma planta ligeiramente diurética, utilizada no tratamento dos rins, emparticular, activando-os, em irritações. É popularmente utilizado no tratamento do reumatismo e dagota, para além de com frequência fazer parte de composições para a limpeza do sangue e de ter umligeiro efeito purgante.Fumária (Fumaria Officinalis) – A sua actuação, resulta favoravelmente sobre as vias biliares,possibilitando a regulação da excreção da bílis. Nas dores biliares, tanto agudas, como crónicas, estaplanta é muito recomendável. Actua, produzindo, uma diminuição da dor, possibilitando a que ascomidas assentem melhor, fazendo desaparecer o mau estar, as náuseas e as dores de cabeça.Funcho – Para suavizar o hálito, experimente mastigar uma semente de funcho. Pelas suas propriedadesdigestivas a anti-espasmódicas, as infusões desta erva são usadas em casos de digestão difíceis, doresabdominais, flatulência, etc. (15gr por cada litro de água). Para além disso, o funcho estimula a secreçãoláctea.GGenciana (Gentiana lutea) – É um tónico estomacal que funciona eficazmente em situações deconvalescença e má digestão. Estimula a formação de glóbulos sanguíneos, sendo por isso eficaz noscasos de anemia, debilidade cardíaca, nervosa e geral. Previne as gripes.Gengibre Amarelo (Zingiber officinalis) – É um meio excelente para estimular o apetite e activar osprocessos digestivos. Utilizado popularmente contra tosses, bronquites, resfriados, catarros crónicos,asma e rouquidão.Gerânio-roberto ou Erva São Roberto (Geranium robertianum) – Conhecida no tratamento dadisenteria, da enterite e da gota. A raiz é mais utilizada a nível terapêutico, mas a erva também temalgumas aplicações. Para uso interno, em infusão ou decocção ligeira, é indicada para tratamentos dediarreias, hemorróidas e para purificar o sangue. Também tem demonstrado resultados muito positivosem casos de diabetes e úlceras no estômago. Para uso externo, em infusão, é adstringente e, por isso,sob a forma de cataplasmas quentes, sara feridas ligeiras e trata várias afecções cutâneas. 9
  • 10. Giestas Branca (Cytisus multiflorus) – Utilizam-se os rebentos da giesta por serem diuréticos,purgativos e purificantes. São, também, tónicas cardíacas.Ginkgo Biloba (Ginkgo biloba) – Utilizado como vasodilatadores e elevadores da irrigação sanguínea.Influi positivamente sobre os danos vasculares nos diabéticos. De um modo muito especial melhora airrigação cerebral das pessoas mais idosas que se evidencia pelo aumento da sua capacidade de atenção.Com esta planta é possível deter a deterioração arteriosclerótica do sistema vascular, eliminam-se ostranstornos no sono das pessoas mais idosas que reagem com nervosismo aos calmantes e soníferoshabituais.Ginseng (Panax ginseng) – Devido às suas propriedades estimulantes revitalizantes, melhora osprocessos de memorização e é aconselhado em casos de fadiga, astenia, convalescença, stress, falta deapetite e depressões. Por ser excelente tonificante, está também indicado para a impotência.Gomos de Pinheiro (Pinus montana) – Utilizado em inalações contra a bronquite e em numerosaspomadas e loções contra os resfriados e reumatismo.Gomos da Silva ou Amora Silvestre (Rubus fruticosus) - Purifica o sangue. O sumo constitui ummagnífico xarope contra as inflamações da garganta. A fruta crua, adoçada com mel ou deixando-a ferverem pouca água, é um maravilhoso expectorante. A sua virtude mais importante é ser adstringente(contém grande quantidade de tanino) e usa-se contra diarreias, hemorróidas, fortalece as gengivas, evitaa queda dos dentes, as menstruações abundantes e areias nos rins.Grama (Agropyrum repens) – Incontestavelmente um dos melhores depurativos naturais. Produz,também, resultados excelentes no tratamento de inflamações da bexiga, rins, e intestinos, cálculosbiliares, afecções hepáticas, gota, reumatismo e febres.Grindélia (Grindelia robusta) - Expectorante e sedativa. Tem sido recomendado na cistite e catarro dabexiga, mas seu uso principal é no catarro dos brônquios, principalmente quando existe algumatendência asmática. Ela alivia a dispneia devido à doença cardíaca, tem sido empregada com sucesso natosse convulsa, e como uma aplicação local em queimaduras, catarro, genito-urinário, etc.Groselha (Ribes rubrum) – Constituem um bom aperitivo, sobretudo quando ingeridas em jejum. São,também, diuréticas e excelentes no combate às inflamações gastrointestinais. O refresco de groselha émuito bom nos casos de enfermidades infecciosas com febre alta, como o sarampo, gripe, entre outras.Guiné (Petiveria alliacea) – Esta planta apresenta propriedades; depurativa, diurética, emenagoga,sudorífera, entre outras. Utilizada contra a dor de dentes e externamente funciona como analgésicocontra as dores de cabeça e dores reumáticas. Conhecida, também, por ser abortiva.HHamamélis (Hammamelis virginiana) – Indicada nas hemorragias, hemorróidas, varizes e flebites. A águadestilada desta planta funciona como desinfectante de feridas, além de descongestionar a pele rachadapelo frio ou irritada pelo vento e sol.Harpago (Harpagophytum procumbens) – Usada, principalmente, nas enfermidades auriculares,resultando particularmente eficaz contra a artrose. A experiencia evidencia uma clara diminuição dasdores associadas a essa enfermidade.Hera Terrestre (Glechoma hederacea) – É tónica, diurética e anti-catarral. É utilizada, sobretudo, nasafecções das vias respiratórias e urinárias, bem como nas afecções do aparelho genital feminino. 10
  • 11. Hipericão do Gerês (Hypericum androsaemum) - Utiliza-se toda a parte aérea em infusão. Muito usadoem doenças do fígado, cólicas e cistites. É um excelente diurético. Também pode ser utilizadoexternamente em queimaduras e contusões. Não tem contra-indicações nem efeitos secundáriosconhecidos.Hipericão Kneip (Hypericum perforatum) – É uma planta que apresenta uma vasta variedade deaplicações terapêuticas. É utilizada como estimulante dos órgãos digestivos, e tonificante da circulação.Mas é, particularmente, conhecida por influir favoravelmente sobre os estados depressivos. É portanto,uma espécie, designada como anti-depressivo, “o prozac natural”, ainda que o seu efeito nas depressõesgraves não é tão forte, mas nas depressões sintomáticas e reactivas, esta planta pode, claramente,substituir o fármaco de origem química.Hissopo (Hyssopus officinalis) – É um estimulante das glândulas de todo o trato digestivo, sendo utilizadacontra os transtornos gastrointestinais e para estimular o apetite. São, também, conhecidas as suaspropriedades antiespasmódicas e diuréticas e que é usada contra a tosse seca.Hortelã (Mentha viridis) – Utilizada, popularmente, para tratar as dores de barriga, em especial nascrianças. Também utilizada nas digestões demoradas e nas más disposições.Hortelã Pimenta (Mentha piperita) – Favorece a expectoração, indicando-se contra os catarros, astosses rebeldes e a asma. Alivia as cólicas de origem nervosa, intestinais, hepáticas, bem como, as doresde cabeça e reumáticas. Combate os germes intestinais nas crianças. Externamente, é utilizada com bonsresultados contra as queimaduras.IIncenso - Substância resinosa aromática, empregada desde a antiguidade queimado como perfume paraaromatizar ambientes, afastar insectos e em rituais religiosos.JJaborandi (Pilocarpus jaborandi) – Utilizada no combate a inúmeras enfermidades; paralisia, cólicasintestinais e hepáticas, edema pulmonar, afecções bronquiais, hemorragias, nervosismo e dor de dentes.Quando triturada, o suco resultante é aplicado no couro cabeludo actuando contra a ausência decabelo.Jasmim (Jasminum offcicinale) – São utilizadas como antiespasmódico, por via oral, e contra as afecçõesdos olhos, externamente. Os frutos ajudam a eliminar os vermes intestinais.Junípero ou Zimbro (Juniperus communis) - O fruto é indicado para problemas de ordem digestiva,problemas nos rins e na bexiga (dificuldade para urinar, etc). O fruto, quando maduro, tem propriedadesanti-sépticas, diuréticas e tónicas. Infusão dos galhos e folhas são usados como Champô anti-caspa;também pode ser usado como repelente de insectos. Usado também para aromatizar bebidas alcoólicas(gin) e na culinária como tempero.LLabaça (Rumex conglomeratus) – Utilizada para o tratamento das afecções da pele (eczemas e herpes) edo fígado, constipações, gripes e pneumonias. Em uso externo é utilizada na cicatrização de feridas eúlceras. 11
  • 12. Laranjeira (Citrus aurantium) – Apresenta características anti-espasmódicas e dessa forma obtêm bonsresultados nas situações de vómitos, espasmos, palpitações, tosses nervosas. É, também, uma planta eque actua positivamente nas indigestões.Linhaça (Linum usitatissimun) – Utilizado, em primeiro lugar, como purgante contra a prisão de ventrecrónica, não acarretando as sequelas negativas que outros purgantes trazem. Em infusão, utilizada emgargarejos contra as inflamações da boca, faringe e gengivas, bebido, alivia a tosse e rouquidão. Comocataplasma, alivia as dores e abrandam os furúnculos.Loureiro (Laurus nobilis) - Medicinalmente, tem sido utilizado como um anti-séptico e digestivo. Eficazcontra a dor de cabeça, nos espasmos, dores de estômago, dores de fígado, gases e reumatismo.Lúcia Lima ou Limonete (Lippia triphylla) – Esta planta é indicada nos casos de transtornos digestivos,tais como enfartamentos, digestões pesadas e flatulência. É utilizada contra as dores menstruais e ébastante útil no combate às alterações nervosas, em particular, a ansiedade.Lúpulo (Humulus lupulus) – Existem três campos de acção característicos desta planta. Primeiramente,tem uma acção estimulante do apetite. Depois, actua nos estados de excitação nervosa, nas alteraçõesdo sono e depressões ligeiras. Por último, exerce um efeito estimulante sobre os ciclos periódicos.MMacela (Achyrocline satureioides) - Alivia a asma, enquanto o chá constitui um óptimo tranquilizante eajuda a digestão. Para tratamento interno, os seus capítulos têm propriedades tónico estimulantes esedativas.Madressilva (Lonicera periclymenum) – Em infusões, as flores madressilva são utilizadas para otratamento de constipações, gripes e afecções das vias respiratórias. Possui também propriedadesfebrífuga, isto é, combate com eficácia os estado febris. O chá madressilva está, ainda, recomendadopara infecções urinárias e para as inflamações das articulações.Malva (Malva sylvestris) – A malva possui propriedades emolientes e laxantes e as suas mucilagens sãoúteis no tratamento da prisão de ventre e das colites. Em infusão, as flores ou as folhas, misturadas comum pouco de mel, são utilizadas para tratar as inflamações do aparelho respiratório e como tratamentocontra a tosse, catarro e rouquidão.Maná - ver TamarindeiroManjericão ou Alfavaca (Ocimum basilicum) – Favorece os que têm digestão difícil, gazes, azia, doresde cabeça em consequência de alimentação pesada ou inadequada. Facilita o funcionamento dosintestinos, é diurético. Ë bom para tosses, vómitos, mau hálito. Ajuda, junto com a Malva e a salva nasinfecções de boca.Manjerona (Origanum majorana) - Devido às suas propriedades anti-bacterianas e anti-espasmódicas, amanjerona é usada no tratamento de problemas digestivos, constipações e inflamações bucais. Emcataplasmas é eficaz contra o reumatismo, feridas, tumores, contusões e queimaduras.Marmeleiro (Cydonia vulgaris) – Planta que é utilizada integralmente no tratamento de variadasenfermidades. As sementes são utilizadas para aliviar as dores das queimaduras, seios rachados, úlcerascutâneas, hemorróidas e tosse. As folhas em infusão são calmantes. As cascas dos ramos, em decocção,fazem baixar a febre e ajudam a cicatrizar as feridas. Os frutos combatem, ainda, a má digestão, náusease acidez gástrica. 12
  • 13. Medronheiro (Arbutus unedo) – As folhas são utilizadas nas obstruções hepáticas, diarreias e afecçõesdo aparelho urinário. As cascas do tronco, em doses moderadas, actuam contra distúrbios digestivos.Mirra (Commiphora myrrha) – É um tónico, estimulante das funções digestivas, expectorante, emenagogoe anti-escorbutico. Recomenda-se o seu uso em cavidades orais no tratamento de infecções causadaspor bactérias, fungos e vírus.Mostarda (Brassica alba) – As sementes estimulam todas as funções do corpo, produzindo sensação debem-estar e actuam eficientemente como laxativas e estomáquicas.Murta (Myrtus communis) – As folhas são especialmente recomendadas no tratamento de afecçõespeitorais, bronquites e leucorreias. Funcionam ainda como sudorífero e juntamente com os frutos,como tónico reconstituinte e excitante.NNogueira (Juglans regia) - É adstringente, anti-séptica, cicatrizante, tonificante, vermífuga ehipoglicemiante. A infusão das folhas da nogueira faz baixar as taxas de açúcar na urina, é usado nosintervalos do tratamento de insulina nos diabéticos. A infusão de suas folhas pode ser usadaexternamente para o tratamento de afecções genitais em mulheres. É indicada também para combaterparasitas intestinais, quando se usa as cascas dos frutos verdes. É recomendável aos que sofrem deesgotamento, astenia ou transtornos do sistema nervoso.OOliveira (Olea europaea) – As cascas têm propriedades febrífugas, assim como as folhas, que tambémsão hipo tensoras e anti-reumáticas. O azeite de oliva é indicado np combate a inflamações da bexiga, doestômago e dos rins. É também recomendado nas cólicas hepáticas, feridas, queimaduras, hemorróidas eprisão de ventre.Orégão (Origanum vulgare) – Para aplicação localizada, as extremidades floridas estão indicados para otratamento de pruridos, como picadas de insectos ou escoriações. Em infusão, o orégão ajuda a digestãoe, além disso, tem propriedades estomáquicas e expectorantes: combate a tosse, as constipações e asdores de cabeça. È, ainda, utilizado no tratamento dos distúrbios menstruais.PParietária (Parietaria officinalis) - Diurética, anti-inflamatória, adstringente e emoliente. Recomendadanas afecções das vias urinárias e para uso externo é usado para curar feridas, queimaduras, fissuras anaise labiais.Passiflora (Passiflora incarnata) – Utilizada com eficácia no tratamento das insónias nervosas, dosnervosismo em geral, dos diversos estados e excitação, da epilepsia e do tétano. É um bom reforço notratamento da neurose cardíaca, das irregularidades circulatórias das tensões ligeiramente alta.Pau d´Arco (Tabebuia avellanedae) - É tido como um poderoso auxiliar no combate a determinadostipos de tumores cancerígenos, uma vez que é um estimulante do sistema imunológico. É utilizada adecocção da sua casca, em gargarejos, contra as inflamações da mucosa bucal, úlceras da garganta,estomatites e anginas de origem sifilítica. 13
  • 14. Pau de Cabinda (Pausinystalia macroceras) - Com propriedades afrodisíacas, estimulantes erevigorantes, excelente para Homens e Mulheres Adultos. Combate problemas de impotência e frigidez.Ideal para debilidade e astenia sexual.Perpétua Roxa (Gomphrena globosa) – Como aplicação medicinal, devidas as suas propriedadesbéquicas, as infusões de Perpétua-roxa estão indicadas para aliviar a tosse, o catarro e a rouquidão e nogeral, todas as afecções do aparelho respiratório.Pervinca ou Congossa (Vinca minor) – Os seus princípios activos se utilizam contra os transtornos dairrigação cerebral, contra a leucemia e contra a hipertensão. São também conhecidas as suaspropriedades purgativas e diuréticas, para além, de ser aconselhada no tratamento do catarro pulmonar.Pimpinela (Sanguisorba minor) – Na medicina popular, compressas desta planta são usadas para ajudar afortalecer a raiz dos dentes. Cataplasma para estancar sangramentos. Pode ser utilizada em forma delavagens para o tratamento de queimaduras de sol. Unta para queimaduras, eczema, hemorróidas eferidas. Acrescentada a pastas de dentes e líquidos para limpeza bucal para prevenir doença peridenta etratar hemorragias na boca.Poejo (Mentha pulegium) – Os poejos são utilizados para aliviar os estados de depressão geral e paraaumentar a irrigação sanguínea. Em infusão, ajudam a fazer uma boa digestão, combatem constipações ea asma e aliviam cãibras. Atenção! Não ingira grandes quantidades de poejos durante a gravidez, poisesta erva possui propriedades abortivas.Pulmonária (Pulmonaria officinalis) – Exerce uma influencia favorável sobre o tecido conjuntivo e alivia ainflamação das mucosidades gástricas, intestinal, bucal e faringica. A infusão desta planta é utilizadacontra a dor de garganta, rouquidão, tosse e também contra os transtornos vesiculares.QQuássia (Quassia amara) – A casca desta árvore é útil principalmente para os que sofrem de problemasdigestivos. Muito útil também em casos de debilidades digestivas por problemas nervosos. É umfortificante do estômago, muito eficaz. Combate os oxiúros.Quebra Pedra ou Erva Pombinha (Phyllantus niruri) – O chá é usado pela medicina popular notratamento de cálculo renal, mas não funciona exactamente quebrando as pedras nos rins. Na verdade,evita que os cálculos se formem e relaxa o sistema urinário, o que ajuda a expeli-los. Inibe a formaçãode cálculos renais e facilita sua expulsão. É utilizada, também, como auxiliar no combate a problemasestomacais.Queiró – ver UrzeRRomã (Punica granatum) – Foi utilizada como “antibiótico natural” no tratamento de amigdalites,faringites e outras afecções da cavidade oro faríngea. As infusões obtidas a partir da casca eramempregues para tratamento de diarreias; as das raízes e troncos como vermífugas (eliminação de vermesintestinais, como a ténia) e as das sementes no tratamento de afecções oculares como a conjuntivite.Das suas sementes é também obtido um óleo com propriedades antibióticas e anti-inflamatórias,considerado como tónico para o sistema neuro-muscular. 14
  • 15. Rooibos (Aspalathus linearis) – É recomendado para pessoas que sofrem de irritabilidade, dores decabeça, insónia, hipertensão, produzindo um efeito calmante no sistema nervosos central, problemasdigestivos, náuseas, vómitos, úlceras do estômago, e constipação também podem ser aliviados. Estaplanta é recomendada para alívio das cólicas das crianças e reduz os efeitos das alergias como asma.Tem um efeito amaciador na pele, podendo ser usado sobre eczemas e acne.Rosa Rubra (Rosa gallica) – É Adstringente, anti-séptica, anti-inflamatória e sedativa do sistema nervoso.Está indicada na leucorreia, vaginite e servicito (infusão das pétalas); afecções digestivas, respiratórias dasvias superiores, oculares, doenças psicossomáticas e no cuidado da pele combatem rugas e acne.Rosmaninho (Lavandula stoecha) – As suas propriedades medicinais são excelentes. A infusão das suasfolhas é estimulante. O óleo essencial tem efeitos calmantes quando aplicado em massagens. Fazerinfusões para aliviar dores de cabeça, acalmar os nervos, combater a flatulência e outros problemasgástricos. O óleo essencial é anti-séptico, sedativo e analgésico, particularmente para picadas de insectose pequenas queimaduras (depois de frias). Juntar seis gotas à água do banho para acalmar as crianças edeitar uma gota nas fontes para aliviar as dores de cabeça.Ruibarbo dos Pobres (Rheum palmatum) – Os caules do Ruibarbo é utilizado sobretudo em casos deprisão de ventre: em doses moderadas, constituem um bom laxante; em doses mais fortes, possuemuma acção purgante. Não deve ser consumida tendo problemas urinários.SSabugueiro (Sambucus nigra) - Utilizado em resfriados e gripes para provocar sudação abundante e umaacção depurativa e descongestionante. É muito utilizada em casos de sarampo, rubéola e escarlatina.Combate também afecções da garganta e conjuntivites.Salgueirinha (Lythrum salicaria) – É uma planta adstringente, hemostática e sedativa. Aconselhada notratamento da diarreia, hemorragia nasal e uterina, chagas, úlceras e feridas.Salgueiro (Salix purpurea) - As principais propriedades, demonstradas experimentalmente, devem-seessencialmente ao salicósido, que se transforma no intestino em ácido salicílico, composto próximo daaspirina e que possui uma actividade anti-inflamatória, antipirética e analgésica. É assim indicadaessencialmente devido à sua acção anti-inflamatória, contra as manifestações dolorosas articulares levese as febres ligeiras provocadas por um estado gripal. Actua como a aspirina, mas não ataca o estômago,pois é 100% natural.Salsaparrilha (Smilax aspera) - Sua raiz é muito indicada para combater o reumatismo e a artrite. Éusada tanto para uso interno como para lavar eczemas.Salva Brava (Teucrium scorodonia) – É um tónico-estimulante (fraqueza geral, depressão, menopausa,esgotamentos nervosos), caspa.Salva Oficinal (Salvia officinalis) - É usada para curar esgotamento nervoso, stress e depressão.Combate inapetência, astenia, dispepsia, diabetes, diarreia, amenorreia, dismenorreias.Saponária (Saponaria Officinalis) – Utilizada contra a tosse e as afecções brônquicas. Tem característicasdiuréticas e ligeiramente purgante. Tem, também, uma acção fungicida, muito útil nas afecções cutâneas.Sargacinha ou 7 Sangrias (Lithodora prostrata) - É utilizada para combater infecções, inflamações,problemas de fígado e para a icterícia. 15
  • 16. Segurelha (Satureja montana) – Combate as ventosidades do estômago e intestinos. É recomendadaaos que sofrem de gastrite e indicada para casos de fadiga crónica, bronquite aguda, debilidade,hipotensão e astenia. É frequentemente utilizada como condimento devido ao seu aroma e saboramargo, sendo que os seus efeitos carminativos auxiliam a digestão de alguns legumes e carnes.Sempre Noiva ou Sanguinária (Polygonum aviculare) – Utilizada contra a tosse e as dorespulmonares. Aparece também como depurativa do sangue, sendo que nesses casos, actua comoestimulante do metabolismo.Sene (Cassia angustifolia) – Poderoso efeito de purgante e é utilizado para o tratamento da diarreia, umavez que estimula o funcionamento do cólon e aumenta o movimento dos intestinos. Não deve prolongaro tratamento por mais de 10 dias, pois esta planta pode causar a dependência do cólon, tornando-opreguiçoso com a sua abstinência. Em infusão, as folhas são usadas para fazer lavagens e gargarejos, deforma a eliminar o mau hálito.Serpão (Thymus serpyllum) – Possui propriedades antiespasmódica e tónicas. Sob a forma de infusão, asfolhas constituem um bom tónico digestivo, ajudam no combate á ressaca e aliviam estados dedepressão. Também está indicada para casos de tosse, constipação e garganta inflamada: deve tomaruma chávena desta infusão bem quente, adoçada com mel, antes de se deitar.TTamarindeiro ou Maná (Tamarindus indica) - A sua polpa é um laxante suave, sem provocar cólicas.Indicado nas afecções biliares e hepáticas, descongestionando o fígado e facilitando o esvaziamento davesícula biliar. É ainda uma planta refrescante e tonificante.Tanchagem (Plantago major) - O suco puro pode ser usada em bochechos para apressar a cicatrizaçãoda gengiva em casos de cirurgia e extracções de dentes. O emplastro da planta macerada combate ainflamação. Para uso interno, pode ser usada como diurético, e para combater tosses com catarro.Taraxaco ou Dente de Leão (Taraxacum Officinale) – Esta planta medicinal estimula a actividade dofígado e dos rins, exerce uma influência favorável sobre o tecido conjuntivo ao aumentar a sua irrigaçãoe em colaboração com outros princípios activos, melhora as condições gerais das pessoas debilitadas.Tasneirinha (Senecio vulgaris) - Combate a menstruação escassa, a dismenorreia e contribui pararegularização do ciclo menstrual.Tília (Tilia europaea) – Usada em casos de nervosismo e ansiedade, pois é excelente sedativo e calmantepara os nervos. É antiespasmódica e diaforética por excelência. É indicada nos catarros brônquicos,bronquites, asma, gripe e tosse rebelde das crianças. A flor e a casca têm o efeito vasodilatador esuavemente hipo tensor.Tomilho (Thymus vulgaris) – Desperta o apetite, favorecendo a digestão. É estimulante e também actuano aparelho respiratório. Combate as ténias e é insecticida contra pulgas e piolhos.Tormentelo (Thymus caespititius) - As folhas e especialmente do óleo essencial neles contidos, sãofortemente anti-séptico, desodorizante e desinfectante. A planta pode ser usada fresca, em qualquerépoca do ano, ou ele pode ser colhido uma vez que entra em flores e quer ser destilado para o óleo oua seco para uso posterior. O óleo essencial obtido das folhas também é utilizado em perfumaria, comoem pasta de dentes.Trovisco (Daphne gnidium) – Exerce acção estimulante e sudorífera, serve para debelar dartros e sífilis.É útil no tratamento de afecções cutâneas, escrofulose e reumatismo crónico. 16
  • 17. Tussílago (Tussilago farfara) – Detém qualidades tónicas, estimulantes, anti-catarrais, expectorantes,depurativas, sendo recomendada, principalmente, nas afecções das vias respiratórias e doenças da pele.UUlmária (Spiraea ulmaria) - Externamente actua como cicatrizante e anti-séptico em queimaduras leves.Sua raiz, cozida, é utilizada no tratamento da depressão. É anti-gota, anti-reumática, indicadas emedemas, hidropisia, oligúrias, celulite, artrite, insuficiência biliar, diarreia, hemorróidas, gripes, febres,hiperacidez gástrica e úlceras pépticas.Ulmeiro (Ulmus minor) – O córtex da planta actua como anti-inflamatório sobre as mucosas. Com asua infusão, fazem-se gargarejos contra a estomatite e a faringite. Também se tratam as feridas comcurativos húmidos desta planta.Urgebão – ver VerbenaUrtiga Branca (Lamium album) – As folhas possuem efeitos diuréticos e, em infusão, actuam comodepurativo. O seu teor de ferro incentiva a renovação do sangue, sendo a sua eficácia semelhante à dosespinafres. O suco fresco tem virtudes estimulantes sobre o estômago, o intestino, o pâncreas e avesícula.Urze ou Queiró (Calluna vulgaris) – Excelente depurativo do sangue, diurético e um excelentemedicamento contra os cálculos renais e da bexiga, reumatismo e gota. Utiliza-se, também, para tratardos eczemas e em lavagens e curativos.Uva Ursina (Arctostaphylos uva-ursi) – Indicada nas afecções das vias urinárias: cistite, uretrite, prostatitee cálculos renais.VValeriana (Valeriana officinalis) - Usada como calmante e em todos os casos de nervosismo, inclusiveem casos de epilepsia e neurastenia.Vara de Ouro (Solidago virgaurea) – Adstringente, vulnerária, diurética e depurativa, esta plantacombate os diabetes, reumatismo e inflamações da bexiga, rins, favorecendo, inclusive, a eliminação doscálculos renais. É também indicada para desinflamar feridas e deter hemorragias externas.Verbasco (Buddleya brasiliensis) – Sua decocção sob a forma de banho combate contusões, reumatismose artrites. Para uso interno combate afecções catarrais das vias respiratórias (tosses, gripes, etc).Verbena ou Urgebão (Verbena officinalis) – Utiliza-se contra as dores ligeiras de estômago, em casosde diarreia e contra a falta de apetite. É habitual usar em gargarejos contra os sintomas gripais ousimilares.Videira (Vitis vinifera) - Artritismo, gota, hipertensão, excesso de colesterol, doenças renais, obesidade,hemorróidas, afecções do fígado, anemia, esgotamento físico, astenia, stress, etc. A “cura das uvas”promove um efeito depurativo "limpeza do sangue", promovendo o bom funcionamento dos órgãos etecidos.Vidoeiro – ver Bétula 17
  • 18. Visco Branco (Viscum album) - Sua infusão é usado para regularizar o sistema circulatório, sendobastante eficaz contra a hipertensão arterial. Diminui a sensação de opressão no peito, palpitações e asenxaquecas.ZZimbro – ver Junípero 18
  • 19. MARIA FERNANDA LOPES Av. de Ribas, 509 T. 255 630 1664560 - 196 Lagares - PNF F. 255 630 508 E. naturmedicinal@gmail.com 19