Your SlideShare is downloading. ×
0
Obesidade
Obesidade
Obesidade
Obesidade
Obesidade
Obesidade
Obesidade
Obesidade
Obesidade
Obesidade
Obesidade
Obesidade
Obesidade
Obesidade
Obesidade
Obesidade
Obesidade
Obesidade
Obesidade
Obesidade
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Obesidade

857

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
857
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
21
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. FISIOTERAPIA DERMATO-FUNCIONAL OBESIDADE
  • 2. Síndrome definida como excesso de gordura corporal em relação ao peso total do indivíduo.
  • 3. Classificação da Obesidade Segundo o Índice de Massa Corpórea (IMC) OMS IMC = Peso em kilos (altura, em metros)² IMC = 70/ (1,7)² = 24,22
  • 4. IMC-Kg/m2 Classificação Obesidade Grau < 18,5 Magreza 18,5 - 24,9 Normal 25 - 29,9 Sobrepeso 30 - 34,9 Obesidade Grau I 35 – 9,5 Obesidade Grau II > 40 Obesidade Grau III ou Mórbida
  • 5. Peso Ideal Homens = ( altura – 152,5) x 2,8 +47,8 2,5 Homem = (170-152,5 /2,5) x 2,8 + 47,8 = 67,4kg Mulheres = ( altura – 152,5) + 46 Mulher = (170-152,5 ) + 46 = 63,5
  • 6. Por que engordamos? Animais  comem o suficiente para sua manutenção; Seres humanos  comem mais do que deveriam e em quantidade e não em qualidade. Fatores ambientais + Excesso de consumo calórico + sedentarismo + Predisposição genética  Determinante da obesidade
  • 7. Ingestão calórica  supera o gasto. ENERGIA INGERIDA  GASTO  DEPOSIÇÃO DE GORDURA  GANHO DE PESO •
  • 8. CUIDADOS DA DERMATO- FUNCIONAL NA OBESIDADE E CIRURGIA BARIÁTRICA
  • 9. Objetivos do tratamento para o Grande Obeso • Atingir um equilíbrio metabólico; • Melhorar problemas osteoarticulares; • Melhorar problemas psicológicos; • Perda de peso e diminuição da circunferência abdominal.
  • 10. A perda de peso pela cirurgia pode ser considerado o melhor tratamento para o grande obeso. Tratamento clínico  prepara estes pacientes para a cirurgia EQUIPE MULTIDISCIPLINAR: psicólogo,nutricionista e fisioterapeuta.
  • 11. Tratamento Cirúrgico - Indicação  Presença de morbidade resultante da obesidade;  Persistência por vários anos (mais de cinco anos) de excesso de peso de pelo menos 45 kg, ou IMC > 40Kg/m2;  IMC entre 35 e 40Kg/m2 portador de doença associada;  Fracasso de métodos conservadores de emagrecimento bem conduzidos;  Ausência de causas de obesidade;  Avaliação das possibilidades psíquicas;  Capacidade do paciente de compreender as implicações da operação e seu tratamento;
  • 12. FISIOTERAPIA TRATAMENTO PRÉ OPERATÓRIO • EXERCÍCIOS RESPIRATÓRIOS • DLM • ARGILOTERAPIA • REFLEXOLOGIA • CINESIOTERAPIA
  • 13. Objetivos pós operatório • MONITORAR O PACIENTE EM CONSULTAS PERIÓDICAS, ORIENTANDO PARA A ADOÇÃO DE NOVOS HÁBITOS ALIMENTARES, OBJETIVANDO UMA PERDA DE PESO SAUDÁVEL • MELHORAR POSTURA • BOA CICATRIZAÇÃO DA INCISÃO • APRENDER CONVIVER COM A NOVA REALIDADE
  • 14. ATIVIDADE FÍSICA • Exercícios vigorosos podem ser desconfortáveis e dolorosos; ABORDAGEM INICIAL • Acúmulo diário de 60 a 80 minutos de atividades de moderada intensidade; • Podem ser realizados durante o dia em intervalos de tempo; • Iniciar no padrão basal pessoal • Drenagem linfática, cinesioterapia, isotonia, argiloterapia e reflexologia
  • 15. MONITORAMENTO A partir do quarto mês/consultas bimestrais avaliando:  Evolução de peso e IMC;  Circunferência abdominal;  Sintomas gastrintestinais;  Padrão alimentar adotado;  Possíveis carências nutricionais.  Alterações psicológicas  Alterações posturais  Sobra de pele
  • 16. Resultados Pressões arteriais diastólica e sistólica, triglicérides e glicemia apresentaram queda. Pacientes com acompanhamento fisioterapêutico não evoluiram para edema intenso, boa cicatrização e pouca sobra de pele. Sem complicações respiratória e melhora na auto estima e qualidade de vida. Menor tempo de hospitalização de 10 dias para 4 dias.
  • 17. 285kg -120kg
  • 18. 135 kg - 70 kg
  • 19. 106 kg - 64 kg
  • 20. OBRIGADA!!!

×