Almost over
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Almost over

on

  • 1,821 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,821
Slideshare-icon Views on SlideShare
587
Embed Views
1,234

Actions

Likes
0
Downloads
4
Comments
0

10 Embeds 1,234

http://ramificacaodaciencia.blogspot.com.br 969
http://ramificacaodaciencia.blogspot.com 179
http://ramificacaodaciencia.blogspot.pt 64
http://ramificacaodaciencia.blogspot.ru 16
http://ramificacaodaciencia.blogspot.in 1
http://ramificacaodaciencia.blogspot.com.es 1
http://ramificacaodaciencia.blogspot.jp 1
http://ramificacaodaciencia.blogspot.it 1
url_unknown 1
http://ramificacaodaciencia.blogspot.nl 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Almost over Almost over Presentation Transcript

    • As Ramificações e
      Multidisciplinaridade da
      Ciência
    • “A ciência pós-moderna sabe que nenhuma forma de conhecimento é, em si mesma, racional; só a configuração de todas elas é racional. Tenta, pois, dialogar com outras formas de conhecimento deixando-se penetrar por elas.”
      Um discurso sobre as ciências na transição para uma ciência pós-moderna – Boaventura Sousa do Santos
    • Ramificações
    • Filosofia – a ciência mãe
      A filosofia é de origem grega, do século VI a.C tendo sua principal cidade em Atenas, e indicava os estudiosos da época que discorriam sobre os mais diversos assuntos.
      "[...] Ela busca o saber absoluto, as causas últimas de todas as coisas, a essência do ser, a realidade total e absoluta.
      Em todos os tempos a filosofia tenta interpretar o mundo e entender e transformar o homem
      (a procura da verdade), isto significa que todo tema importante é assunto de preocupação filosófica.
      Procurando a verdade, ela engloba todas as coisas como objeto de indagação filosófica: o homem, os animais, o mundo, o universo, o esporte, a religião, Deus." ¹
      "[...] Para conhecer essa verdade, os filósofos se esforçaram para conhecer as causas e os princípios (arqué) de toda a realidade, descobrindo na multiplicidade de coisas e opiniões um princípio único."
    • Uma sátira as antigas questões da filosofia, no tempo atuais
    • Ciências biologicas
      • Os conhecimentos biologicos( em grego seria "estudo da vida") começaram na pré-história com a observação dos homens sobre o comportamento animal, e sobre a frutificação das plantas embos gravados em pinturas rupestres.No Egito, eram usados baixos relevos e papiros para fazer a representação anatômica do corpo humano e de outros animais. A prática do embasamento utilizado por eles povo egípcio requeria já um amplo conhecimento das propriedades de plantas e óleos de origem vegetal,o tecido das plantas cultiváveis.
      • Aristóteles chegou à conclusão de que a observação cuidadosa era a forma mais imprescindível para estudar.Assim observou a natureza e desenvolveu trabalho relacionado com a categorização dos seres vivos, baseado na distinção entre animais com sangue e animais sem sangue(em linhas gerais, correspondem aos atuais vertebrados e invertebrados).
      • No século I d.C., o romano Galeano se esforçou, por exemplo, para compreender o funcionamento do coração.Ele, então, supôs que o sangue era bombeado para “irrigar” os tecidos e o novo sangue era produzido de maneira ininterrupta para reabastecer o coração.
      • Nos séculos XII e XIII reativou-se a cultura européia, fundaram-se escolas e universida e Com a invenção do primeiro microscópio, no século XVII, conceitos tradicionais sobre a vida seriam derrubados, dando um novo rumo à Biologia.
      • Durante o século XVIII realizaram-se novos estudos químicos relacionados com a biologia. Lavoisier estudou o papel desempenhado pelo oxigênio na respiração animal e a utilização do dióxido de carbono pelas plantas. A importância da luz solar para os processos vitais do mundo vegetal foi revelada pelo holandês Jan Ingenhousz, descobridor da fotossíntese;A geração espontânea, crença que afirmava a possibilidade de poder aparecer vida a partir de matéria não viva, foi finalmente desacreditada por via de experiências levadas a cabo por Louis Pasteur.
      • Um novo passo na formulação das idéias evolucionistas foi dado por Jean-Baptiste de Monet Lamarck, com a teoria da lei do uso e desuso( consistente na herança de caracteres adquiridos dos pais para sua prole, e que o excesso ou falta de uso determina parte a mudaria).Friedrich Wöhler demonstrou em 1828, que moléculas orgânicas como a uréia, poderiam ser sintetizadas por meios artificiais, abalando assim a corrente do vitalismo.Em 1833, foi sintetizada artificialmente a primeira enzima (diastase): uma nova ciência, a bioquímica, começa a dar os primeiros passos.
      • Foi a partir dessa descoberta que a teoria celular foi, então, formulada, em princípios do século XIX, por Schleiden e Schwann, que concluíram que as células constituem todo o corpo de animais e plantas.Isso ocorreu na mesma época das viagens de Darwin e da publicação de sua obra A origem das espécies, sobre as teorias da evolução,descreve a seleção natural como mecanismo primário da evolução.As leis de hereditariedade de Mendel, estas encaixavam-se em regras simples as primeiras leis quantitativas em biologia, foram sustentadas e explicadas pela teoria cromossômica de Morgan( após 35 de obscuridade).
      • Com a invenção do microscópio eletrônico, décadas depois, estruturas subcelulares foram descobertas, como o orifício do núcleo ou a membrana dupla da mitocôndrias. Com o desenvolvimento do microscópio , permitiu a Crick e Watson descobrir a dupla hélice do DNA e do código genético, em 1954, marcando o início da biologia molecular e da genética experimental.
    • Ciências Exatas
      Tem como princípio básico o cálculo e a lógica.
      Como todas as ciências, é dividida em várias ramificações, dentre as mais famosas podemos citar:
      • Matemática - A ciência do raciocínio lógico e abstrato
      • Física - A ciência que estuda fenômenos da natureza
      • Química - A ciência que estuda as substâncias e os elementos que a constituem
    • Matemática
      Matemática é a ciência das regularidades (padrões). Segundo esta definição, o trabalho do matemático consiste em examinar padrões abstratos, tanto reais como imaginários, visuais, ou mentais. Ou seja, os matemáticos procuram regularidades nos números, no espaço, na ciência e na imaginação e as teorias matemáticas tentam explicar as relações entre elas.
    • Física
      Tem como objetivo desvendar os mistérios da natureza a fim de nos fazer entender mais sobre a nossa relação com o mundo e o universo, sendo todo conhecimento relativo e suscetível a novas descobertas e entendimentos.
    • Química
      A química é uma ciência que estuda as modificações e características dos elementos que encontramos na natureza; desenvolvendo formas de sintetizar e purificar os elementos químicos.
    • Ciências Humanas
      Consiste em estudar as interações entre as pessoas ao que se refere em atitudes e padrões de comportamento, tanto no passado como também nos dias atuais, entre várias áreas de atuação, podemos destacar:
      • Filosofia
      • História
      • Geografia
      • Psicologia
    • História
      História é uma ciência humana que estuda o desenvolvimento do homem no tempo. A História analisa os processos históricos, personagens e fatos para poder compreender um determinado período histórico, cultura ou civilização para o melhor entendimento do processo de desenvolvimento de determinada população.
    • Geografia
      É o estudo científico da superfície da Terra com o objetivo de descrever e analisar a variação espacial de fenômenos físicos, biológicos e humanos que acontecem na superfície do globo terrestre.
    • Psicologia
      Estuda todos os aspectos do funcionamento interno da mente, como a memória, os sentimentos, o pensamento e a percepção, bem como de funções de relação, como o comportamento e a fala. Além da inteligência, a aprendizagem e o desenvolvimento da personalidade.
    • Multidisciplinaridade
      sf (multi+disciplinar+i+dade) Integração de várias áreas do conhecimento para a resolução de problemas, estudo de fenômenos etc.
      A interdisciplinaridade surgiu na França e na Itália
      em meados da década de 60, num período marcado pelos movimentos estudantis
      que, dentre outras coisas, reivindicavam um ensino mais sintonizado com as
      grandes questões de ordem social, política e econômica da época .No final da década de 60, a interdisciplinaridade chegou ao Brasil e logo
      exerceu influência na elaboração da Lei de Diretrizes e Bases Nº 5.692/71. Desde
      então, sua presença no cenário educacional brasileiro tem se intensificado e,
      recentemente, mais ainda, com a nova LDB Nº 9.394/96 e com os Parâmetros
      Curriculares Nacionais (PCN).
      Além de sua forte influência na legislação e nas propostas curriculares, a
      interdisciplinaridade ganhou força nas escolas, principalmente no discurso e na
      prática de professores dos diversos níveis de ensino.
      Apesar disso, estudos têm revelado que a interdisciplinaridade ainda é pouco
      conhecida.
    • Conclusões :
      Mesmo sendo pouco conhecida essa interação entre as várias áreas do conhecimentos é essencial. Já que algumas das grandes descobertas não teriam acontecido. Por exemplo, o microscópio( tanto o óptico quanto o eletrônico) uma invenção puramente física que descobriu todo a parte de microbiologia e biologia celular. É impossível se pensar em uma ciência sem interferir em outras, usando-as como ferramenta para fazer algo novo( exemplo da Bioquímica, que utiliza a visão química para pesquisar sobre biologia), e/ou usar as bases e conceitos alheios também. Assim mesmo que matérias estejam ficando cada vez mais específicas, se ela não usufruir de outros conhecimentos não sairá do lugar ou não conseguirá se encaixar num todo para fazer sentido.( do adiantaria estudar um elemento químico, sem suas interações com outros elementos e seus efeitos no ambiente e em seres vivos)